Ato 4 - Search for Death

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Pedro H. Oliveira em Qua Jan 17, 2018 8:50 pm

Quando Blazer partiu para o ataque contra Daichi, o mesmo não teve o trabalho de se mover nem um centímetro. Permaneceu imóvel onde estava e viu aquela espada para alguns metros diante de si. Durante todo o tempo ele ficou com os olhos sérios e fixos no guerreiro de armadura que o encarava e ameaçava sua vida.

- Existe uma linha tênue entre confiar nos outros e querer me relacionar o tempo todo com eles. Eu acredito que todos os demais são capazes e extremamente fodas ao ponto de se tornarem o que quiserem e acredito muito neles, a unica diferença é que não tenho paciência pra ficar de papo o tempo todo, apenas o necessário. E isso eu faço com todo mundo, inclusive meus pais. Eu só não fico falando isso pra eles pra não dar trela pra eles.

Mas faremos um acordo, eu vou me comportar melhor a partir de agora e ser menos "cuzão" com eles, pode ser?

_________________
avatar
Pedro H. Oliveira

Número de Mensagens : 906
Idade : 27
Data de inscrição : 25/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Drako em Qua Jan 17, 2018 10:46 pm


Ray aceita a proposta de Yellow para ir atrás de Kaneki. O poder do garoto sorri e faíscas de eletricidade brotam pelo seu corpo.

Yellow: Ai sim, moleque!

Ele anda até a saída do navio em que ambos estavam e olha para trás.

Yellow: Tá esperando o que? Vamos lá salvar a sua escola idiota. Ah, eu preciso de um nome de verdade. Ser chamado de Yellow Lightining não tá com nada.

Eles descem da embarcação, Yellow levanta uma das mãos e lança o Kaminari no haru, fazendo um trovão cair dos céus em cima do navio, destruindo. Ele olha para baixo, procurando pelo Ray.

Yellow: Então, aonde vamos?




Jay ainda tentava entender direito o que estava acontecendo. Aparentemente seu poder tinha dupla personalidade, uma bem séria e a outra mais simpática. Ao perceber a troca que tinha ocorrido ele pergunta quem seria aquela pessoa com quem ele falava agora.

Light: Bem, se ele é o Ember, eu sou o Light. Nós somos os dois lados da metade da sua alma. Acho ele foi influenciado pelo seu pai e eu pela sua mãe. Quando fomos separados lá na entrada da Death City, ele estava no controle e por isso viemos até aqui.

Ele para na frente de Jay e estende o braço para um aperto de mão.

Light: É um prazer revê-lo, J. Vamos, temos trabalho a fazer, não é?  




Chris estava frente a frente com uma criatura em que ele não conhecia ou sabia do que poderia fazer, então resolveu bolar um plano as pressas. Blefou novamente e disse para o seu poder real a mesmas coisas que tinha dito ao diabinho, mas dessa vez piscando em código morse. Blood prestou bastante atenção e entendeu perfeitamente. Em resposta ele apenas abaixou a cabeça, enquanto a sacudia afirmativamente.

Stone observava o cenário, tentando encontrar algo que lhe desse alguma abertura. Não encontrou nada que pudesse realmente usar contra ele. Aquela prisão era realmente apenas uma sala, sem saídas ou buracos. Porém, usando de sua percepção, Chris notou que os tetos negros soltavam um residual de energia que ele achou familiar.

Um segundo focado naquela energia ele pode desvendar que ela era igual ao que sentiu quando esteve próximo ao Shinigami. Agora em que estava totalmente concentrado, pode perceber que o diabinho tinha uma semelhança em sua energia com o Spirit. Não só isso, mas ambos usavam ternos.

???: Não era bem uma chantagem, era uma troca de favores. Mas você é muito inteligente, já descobriu que eu não posso sair daqui sozinho. Bem, pelo menos eu terei companhia. Não só uma, mas duas. Isso mesmo... quem disse que você sozinho pode sair daqui? Já parou para pensar nisso? Quem faria uma prisão que qualquer um pudesse entrar e sair livremente? Não é muito inteligente, certo? Talvez eu precise de você, mas você precise de mim. Quer tentar, sair? Fique a vontade.





Isao finalmente passou a jogar duro com o seu poder. Deixou de tentar faze-lo entender seus sentimentos e usou de um método mais direto e sério. Crash levantou um pouco a cara, olhando-o meio de cima, com o nariz empinado e as sobrancelhas arqueadas. Depois veio um sorrisinho cínico.

Crash: Ham... é um começo! Não esperava que você fosse mudar de uma hora para outra mesmo. Vamos ver o que podemos fazer juntos daqui em diante. E para de me chamar de CRASH, isso não é nome de gente!

Ele anda até a saída do local e para esperando Isao.

Crash: Tu vem ou não, mané?




Harry focou nos seus outros sentidos para conseguir passar no teste do seu poder. Assim que encontrou o som de Propulsion ele se jogou na direção dele, acertando-o. O Jovem de longos cabelos negros então foi até ao pedaço de chão que estava em frente a janela e o empurrou para fora com o seu ataque.

Propulsion: Agradeço por ter me ouvido. Agora podemos ir.

Eles vão até o elevador para saírem do prédio, apertam o botão e o esperam chegar.  

Propulsion: Hum... Os poderes de Kid e Hoshi tinham nomes diferentes... Acredito que seguindo o costume dessa cidade, você deve me nomear novamente.




Ash tinha aberto seu sentimento para o Muscular Unleash. Ele respira fundo e fala sobre coisas não costumava dizer frequentemente. Sobre dor e sofrimento que gostaria de esquecer, motivos do qual ele se coloca em tantas lutas.

Estavam sentados um frente ao outro. Quando Ash termina de falar e abaixa a cabeça, seu poder coloca a mão na sua cabeça.

Muscular: Eu te entendo, garoto. De alguma forma, eu sou alguém que seus pais deixaram para te proteger. Você pode ser como eles, basta tentar. Só precisa de um objetivo na sua vida. Algo que lhe mova para frente e esqueça o passado.

Ele se levanta. Vendo do chão Evans pode perceber o quão grande e imponente o poder dele era. Muscular estende a mão para levantar o garoto do chão.

Muscular: Mas você ainda tem tempo para descobrir esse objetivo. Enquanto isso, temos trabalho a fazer.




Apesar do que Blaze tinha dito a ele, Daichi ainda era contra se aproximar muito dos companheiros. Ele não era do tipo de pessoa que tinha relações muito estreitas, mesmo com seus pais e estava bem assim. Mas prometeu que iria se comportar melhor e ser mais cordial com os outros a sua volta. Blaze sorri e vai até ele.

Blaze: Uma vez cabeça dura, sempre cabeça dura. Mas você está certo, pode confiar sem precisar ter uma relação de amizade. Espero que um dia consiga ter um amigo como teve antigamente. Até lá, acho que eu vou ter que servir. E me dê um novo nome, Blaze Driver é só para quando eu estou unido a você.

Eles andam juntos até a saída do ferro velho.




Akane tinha lembrado que ouviu Hoshi dizer o nome do garoto para a Tsubaki e pergunta se era ele que Soul estava esperando. Ele olha para a garota, estranhando que ela soubesse do rapaz.

Soul: É ele sim. Somos amigos... eu acho... de onde você conhece ele?

É quando Spirit chega com a moça chamada Rachel que pergunta se os garotos eram amigos dele. Akane logo lembra de como ele foi rude na entrada do castelo, mas responde que eram mais ou menos.

Rachel: Que bom. Sabem se ele sempre foi assim... hã... atirado?

Ela se senta ao lado de Soul e Akane. Enquanto isso, Wild Fire e Spirit conversavam.

Spirit: Você é novo aqui?

Fire: Sim! Cheguei hoje! Sou o poder da Akane!

Spirit: Ah sim, a ruivinha ali. Já conhece a cidade?

Fire: Estamos conhecendo agora, fiquei a maioria do tempo dentro da minha casa de lava.

Spirit: Casa de lava? Animal!

Rachel: Spirit, por que não leva ele até o bar onde nos conhecemos? Ele com certeza vai gostar, não acha?

Spirit: Claro, meu amo—digo, Rachel! Topa ir lá? É aqui perto!

Fire: Sim, mas a Akane...

Rachel: Não se preocupe, menino. Eu cuido dela.

Fire: Então tá bom.

Rachel: Nossa, finalmente consegui tirar um pouco ele da minha cola. –susurra ela para Akane.

Os dois começam a caminha na direção de onde o casal tinha vindo, enquanto Soul, Akane e Rachel continuavam sentados no meio fio, até que não puderam mais ser vistos.

Rachel: Foi ótimo ter encontrado vocês aqui, ele não parava de me seguir.

Rachel se levanta e anda um pouco para trás dos dois jovens ali. Akane estava para responder quando olha para trás. Primeiro ela vê os pés de Rachel e vai subindo a cabeça até o seu rosto. Nesse trajeto a garota nota que as roupas da mulher tinham mudado. Quando finalmente vê o rosto dela, pode notar a expressão maligna dela.

Spoiler:


Rachel: Acho que você vai servir!

Rapidamente Akane é acertada por um ataque e estava desacordada.




No ponto de encontro, Kid, Liz, Patty, Hoshi e Tsubaki esperavam pelos colegas da universidade. Ficaram esperando ali um bom tempo até que um por um eles foram chegando.

Primeiro foi Ray e Yellow, seguido por Jay e Ember,  Isao e Crash, Harry e Propulsion, Ash e Muscular e finalmente Daichi e Blaze. Ficaram por mais meia hora esperando e nem sinal de Chris e Akane.

Kid: Já deu tempo suficiente para eles voltarem.

Hoshi: É, aconteceu alguma coisa.

Kid: Tá, o que faremos, galera?




O som de pingos de água acordaram Akane. Sua cabeça doía e sangrava um pouco, tentou levar a mão até ela, mas percebeu que seus braços estavam acorrentados, presos à parede. Olhou para o lado e viu Soul da mesma forma. O garoto já estava acordado.

Soul: A não ser que você seja muito forte, pode esquecer de tentar sair dai. Essas correntes com certeza não vão quebrar.

A prisão que Akane estava era toda fechada. As paredes eram de pedra rústica, mas do teto caiam gotas de água. A única entrada e saída era uma porta na frente deles.

Soul: Eu sei por que me prenderam aqui... mas e você? É uma garota normal e o seu poder estava lá com a gente.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1914
Idade : 29
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Renata C. em Qua Jan 17, 2018 11:35 pm

Soul: É ele sim. Somos amigos... eu acho... de onde você conhece ele?

Ele parecia estar dizendo a verdade, e também parecia bem surpreso com o fato de que eles se conheciam. Por isso ela respondeu, com um sorriso.

Akane: Da Universidade de Heróis. Eu também estudo lá.

Logo Spirit e Rachel chegavam, e conversavam com eles. Rachel se aproximava de Akane e de Soul, que estavam sentados próximo ao meio-fio.

Rachel: Que bom. Sabem se ele sempre foi assim... hã... atirado?

Akane apenas dá de ombros, afinal parecia uma péssima ideia dizer que Spirit havia falado que gostaria de usar o espelho do Shinigami-sama para ver a moça no banho.

Na verdade ela prestava um pouco de atenção em Rachel, enquanto a outra metade estava ouvindo a conversa de Fire e Spirit, que estavam um pouco afastados.

Rachel: Spirit, por que não leva ele até o bar onde nos conhecemos? Ele com certeza vai gostar, não acha?

Akane olha para ela meio surpresa, sem entender aquilo. Nem a conversa que segue, Fire também parece um pouco confuso, mas acaba concordando em ir.

Akane: Mas...

Não sabia explicar, mas Akane sentia uma sensação ruim ao ver Fire se afastando. Talvez não quisesse mais se separar de seu poder, como aconteceu quando eles chegaram em Death City. Sentia-se meio estranha longe dele.. incompleta.

Rachel por outro lado, parecia aliviada de ter conseguido se afastar de Spirit por alguns instantes - e não dava pra culpá-la. Ela permanecia ali com Akane e com Soul, e começa a caminhar até atrás de onde eles estavam sentados.

Akane sente algo estranho ao olhar para trás. Um calafrio percorre a espinha da garota de cabelos vermelhos, conforme ela percebe que Rachel estava diferente. O olhar dela, um olhar maligno, é a ultima coisa que Akane vê antes de ser acertada e apagar.

---

Akane não sabia ao certo quanto tempo havia se passado. Um barulho repetitivo martelava em sua cabeça. Sua cabeça doía, aliás.

Num sobressalto, ela acordou e deu de cara com Soul. Não estava sonhando, algo realmente havia acertado sua cabeça. Rachel! Aquela maldita cobra.

Ao tentar instintivamente sentir o machucado na própria cabeça, Akane notou que seus braços estavam acorrentados e presos a parede.

Soul: A não ser que você seja muito forte, pode esquecer de tentar sair dai. Essas correntes com certeza não vão quebrar.

Ah, que ótimo. Se Fire estivesse aqui eu ia DERRETER essas correntes e nem ia suar. Mas ele não está, então vou ter que pensar em outra coisa.

Akane: Soul, você tem ideia de quem era aquela mulher? E o que ela queria?

Enquanto esperava a resposta Akane olhava ao seu redor, tentando pensar numa forma de escapar dali. Mas não conseguia pensar em nada.

Soul: Eu sei por que me prenderam aqui... mas e você? É uma garota normal e o seu poder estava lá com a gente.

Akane: Eu não sei, talvez porque ela saiba que neste exato momento eu estou com tanta raiva que nem ia precisar do meu poder para acabar com ela! - E, apesar da situação, ela olhava para Soul e dava uma risada. Bem, chorar não adiantaria, e era bem a cara da Akane fazer piada numa situação daquelas. Eles tinham que pensar no que fariam a seguir. - Não, eu não faço ideia. Antes dela me acertar, ela disse "você vai servir", então eu realmente estou preocupada que ela faça algo com os meus amigos, que neste momento devem estar se perguntando porque não voltei ainda. Soul! Fire disse que você, assim como ele, é um poder, tem algo que você possa fazer para nos tirar daqui?

_________________
avatar
Renata C.

Número de Mensagens : 591
Idade : 33
Data de inscrição : 27/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Drako em Qua Jan 17, 2018 11:45 pm


Presos dentro daquele lugar a única coisa que Soul e Akane podiam fazer era conversar.

Akane: Soul, você tem ideia de quem era aquela mulher? E o que ela queria?

Soul: Não faço ideia, mas ela não é como você. Ela é um poder, como eu. Não liguei porque aqui na cidade há muita gente assim.

Akane: Não, eu não faço ideia. Antes dela me acertar, ela disse "você vai servir", então eu realmente estou preocupada que ela faça algo com os meus amigos, que neste momento devem estar se perguntando porque não voltei ainda. Soul! Fire disse que você, assim como ele, é um poder, tem algo que você possa fazer para nos tirar daqui?

Soul: Não é assim que eu funciono. Eu... sou um tipo de poder diferente. É o motivo para eu estar aqui sozinho na cidade e não com o Hoshi. É uma longa história... você não iria querer saber.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1914
Idade : 29
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Renata C. em Qua Jan 17, 2018 11:57 pm

Soul: Não faço ideia, mas ela não é como você. Ela é um poder, como eu. Não liguei porque aqui na cidade há muita gente assim.

Akane: Um poder? O que será que ela quer...

Resmungava mais para si mesma do que para Soul. Estava bem irritada de estar presa ali.

A pergunta de Akane deixava Soul meio desconfortável, era claro isso.

Soul: Não é assim que eu funciono. Eu... sou um tipo de poder diferente. É o motivo para eu estar aqui sozinho na cidade e não com o Hoshi. É uma longa história... você não iria querer saber.

Akane olha para o rapaz por alguns instantes, dá um leve sorriso na direção dele, que estava amarrado ao seu lado.

Akane: Não parece que vamos sair daqui tão cedo. Então, uma longa história não teria problema. E acredite, claro que eu quero saber. Mas.. só se você quiser contar, claro. Ou talveez... - ficava pensativa por alguns instantes, e depois continuava, rindo. - ...podemos pensar em outras formas de passar o tempo. Eu poderia cantar uma música pra você, eu não canto muito bem mas.. você está com as mãos acorrentadas, não ia poder tampar os ouvidos mesmo. O que me diz?

_________________
avatar
Renata C.

Número de Mensagens : 591
Idade : 33
Data de inscrição : 27/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Drako em Qui Jan 18, 2018 12:12 am


Soul: Cantar... é... não precisa. Já que não se importa, eu te conto.

“Tinha essa mulher... ela era bela e de longos cabelos azuis. Fazia parte de um clã ninja, porém não tinha mais interesse nesses assuntos. Sua vida agora era outra, tinha acabado de dar a luz e seu bebê era a única coisa que importava. O marido, porém, era o líder do clã e não poderia se afastar tão facilmente dos seus deveres.

Clãs ninjas são comuns em várias áreas do mundo e todos têm interesses próprios, aliados e claro, inimigos. E infelizmente, os inimigos muitas vezes não tem nada a perder.

Certo dia, ela cuidava do seu bebê quando uma dupla de um clã rival a atacou. Seu marido estava em missão e a dupla era muito mais forte que ela.

É ai que “eu” entro em cena.

Veja bem... me chamo Soul Eater.

Eu fui o poder dela. Mas como disse antes, não sou um poder comum. Meu nome já diz, eu “como almas”. Ao me ativar o usuário pode queimar um pouco de sua alma para fortalecer o seu corpo por um período curto. Quanto mais da alma ele queimar, mais forte ele vai ficar. Porém, com isso, sua expectativa de vida diminui.

A mulher estava desesperada. Não para se salvar, mas para salvar a vida do filho. Sem pensar duas vezes ela queimou toda a sua alma e se tornou a mulher mais forte que ela poderia ser. Em questão de segundos ela matou os dois inimigos. Mas a que custo?

Quando o efeito do meu poder acabou... ela só teve tempo de abraçar o seu filho e se despedir, enquanto chorava.


O marido a encontrou morta com o menino nos braços. Alguns meses depois a Insanidade da cidade pegou o pobre coitado. O clã se desmoronou. O bebê ficou sem ninguém, criado por alguns poucos amigos da família que sobraram.


O menino era o Hoshi. Aos 11 anos ele herdou dois poderes, um do pai e outro da mãe. Tsubaki e eu. Mas acho que nós nunca fomos muito próximos por que no fundo ele sabe que eu queimei a alma da mãe dele. Quando ele saiu para a universidade eu escolhi ficar.”

Soul: Quando eu disse que sabia por que eles me prenderam, é por que desconfio que eles descobriram um jeito de me usar. Só não sei para que.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1914
Idade : 29
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Ricardo Sato em Qui Jan 18, 2018 1:33 am



Meu poder responde enquanto olho curioso para a mudança em sua expressão.

Light: Bem, se ele é o Ember, eu sou o Light. Nós somos os dois lados da metade da sua alma. Acho ele foi influenciado pelo seu pai e eu pela sua mãe. Quando fomos separados lá na entrada da Death City, ele estava no controle e por isso viemos até aqui.

Parado a minha frente ele estende a mão em um cumprimento,por um instante a olho e depois para seu rosto.

Light: É um prazer revê-lo, J. Vamos, temos trabalho a fazer, não é?  

Dou um sorriso e aperto forte sua mão,o puxo para um abraço e depois giro me colocando ao seu lado com uma mão em seu ombro e a outra apontando para o lado de fora num "vamos em frente".

É,você tá certíssimo...trabalho a fazer,e é um prazer estar com vocês novamente.Com vocês dois,sei que de um jeito ou de outro vocês sempre estiveram ali por mim desde que nos encontramos....seja me dando força pra reagir ou impedindo meu coração de quebrar,só peço que vocês continuem me dando uma força,deixa que eu me preocupo com o resto.

VAMOS NESSA!...


Sigo meio que acelerando o passo e deixo meu MP3 com Light,enquanto pergunto seu ponto de vista sobre coisas que vivemos...uma outra perspectiva,uma que estava dentro de mim também sem eu perceber,era interessante.Logo chegamos ao ponto de encontro,Ray,Hoshi,Kid,Tsubaki,Liz,Patty e um sujeito grandão já estavam ali.

Hey e aí galera.....até que chegamos cedo,ah....esse aqui é Light.

Me aproximo deles,curioso com a nova presença,penso que seja o poder de Ray e acredito que ele possa ter o mesmo problema que ele,mas mesmo assim estendo minha mão....preparado pro choque mas sem medo.

Sou o Jay,colega do Ray,muito prazer.

---------------------------------------------------
O tempo passa,todos chegam menos Chris e Akane e mais algumas apresentações acontecem,umas mais descontraídas que outras mas tudo muito interessante,logo porém fica claro que a demora era demais.

Olha povo....ta demorando muito,acho melhor formarmos dois grupos e investigarmos os últimos lugares onde eles estiveram,e em último caso podemos pedir ajuda pro Shinigami....Kid,você pode usar aquele espelho?

_________________
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1485
Idade : 34
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Renata C. em Qui Jan 18, 2018 7:33 pm

Akane ouvia as palavras de Soul com atenção, conforme ele contava a sua história. A garota podia sentir o quanto aquilo era difícil pro rapaz.

O quanto, apesar dele ser um poder, ele prejudicava quem o utilizasse. Por mais que Akane tentasse, não conseguia imaginar tudo que ele havia passado desde que virou o poder de Hoshi.

E havia ficado ali. Sozinho, e provavelmente se culpando por tudo que havia acontecido.

Sentindo se incompleto, como ela se sentia, longe de Fire. Mas, por escolha própria. Para não prejudicar Hoshi. Para que, por mais que a situação estivesse ruim, Hoshi não pensasse sequer por um segundo em utilizar o outro poder dele.

Soul: Quando eu disse que sabia por que eles me prenderam, é por que desconfio que eles descobriram um jeito de me usar. Só não sei para que.

Akane demora alguns segundos para se dar conta que Soul havia terminado de falar e olhava para ela. Akane estava com uma expressão meio estranha, olhando para o rapaz. Mas não havia como ele não notar que seus olhos estavam marejados, e involuntariamente ela puxou o braço para secá-los, só então lembrando que não podia, afinal seus braços estavam presos. Fechou os olhos com força e respirou fundo. Ao abri-los Akane dá ao rapaz um leve sorriso, voltando ao último assunto que Soul havia falado.

Akane sentia que haviam coisas que ela deveria dizer para ele, mas aquele não era o lugar, nem o momento.

Akane: Bem.. nós precisamos de uma maneira de te tirar daqui então. Mas como? Você acha que o Spirit está ajudando aquela mulher ou ele só é tonto como parece mesmo?

_________________
avatar
Renata C.

Número de Mensagens : 591
Idade : 33
Data de inscrição : 27/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Drako em Qui Jan 18, 2018 8:19 pm


Akane ouviu a história de Soul e ficou comovida por ela. Apesar disso, preferiu não comentar sobre ela. Em vez disso ela pergunta sobre Spirit.

Akane: Bem.. nós precisamos de uma maneira de te tirar daqui então. Mas como? Você acha que o Spirit está ajudando aquela mulher ou ele só é tonto como parece mesmo?

Soul: De jeito nenhum, ele só é tonto mesmo. Spirit pode ter aquele jeitão dele, mas é o poder do Shinigami-sama. Ele nunca o trairia, mesmo por uma mulher. Com certeza ele foi manipulado pela tal da Rachel. Só acho difícil que ela esteja agindo sozinha e também não sei o motivo, mas coisa boa não é.

Ele olha em volta e não consegue pensar em nada para liberta-los.

Soul: Não sei como tirar a gente daqui. Mas essa água caindo do teto é estranha, ainda mais numa prisão toda feita de pedregulhos.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1914
Idade : 29
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Leo Rocha em Qui Jan 18, 2018 9:17 pm

Crash: Ham... é um começo! Não esperava que você fosse mudar de uma hora para outra mesmo. Vamos ver o que podemos fazer juntos daqui em diante. E para de me chamar de CRASH, isso não é nome de gente! 

Isao se aproxima de Crash e lhe estende a mão, com um sorriso nos lábios. Crash era parte dele... Detestava não corresponder a seu destino e era isso que lhe dava essa postura defensiva. Isao lhe diz então:

Arrow Certo. Crash é mais um codinome que um nome. Agora, sobre o nome, que tal Akira? Significa brilhante e talentoso. Acho que combina com você...

Isao aguarda a resposta de Crash sobre o nome. Esperava que ele gostasse.

Quando ele segue em direção à porta, Isao apenas sorri e diz:

Arrow Acho que esse é o começo de uma bela amizade...

Em pouco tempo, os dois chegam ao ponto de encontro. Isao cumprimenta a todos os presentes, dizendo:

Arrow Olá. Esse é Cr.. Quer dizer, Akira. Ele é o meu poder.

Após um tempo, quando o grupo constata o sumiço de Akane, ele se preocupa. Jay sugere o uso do espelho pra localizar a garota. Ele concorda dizendo:

Arrow Então temos duas missões. Melhor nos dividirmos pra isso...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4281
Idade : 39
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Renata C. em Qui Jan 18, 2018 9:36 pm

É verdade, Spirit além de tudo era o poder do Shinigami-sama. Tinha se esquecido desse detalhe. Então era isso, ele só era meio burro mesmo. Dava um certo alívio pensar que ele estava do lado deles, afinal o poder do Deus da Morte deveria ser bem foda.

Soul: Não sei como tirar a gente daqui. Mas essa água caindo do teto é estranha, ainda mais numa prisão toda feita de pedregulhos.

Akane olha para cima e percebe que realmente era estranho aquela água caindo ali, eles estavam abaixo de onde?

Akane: É mesmo. O que será que tem lá em cima?

Não havia nada que eles pudessem fazer naquele momento, para saírem dali. Akane não fazia ideia do motivo dela estar ali, Soul achava que estava ali para tentarem usar seu poder.

Mas.. não era exatamente nisso que Akane estava pensando. Não sabia se Soul iria considerar era intrometida por ela dizer isso, mas... Ela precisava dizer. Não iria se lamentar por palavras não ditas. Que se arrependesse de falar depois, então.


Akane: Soul...eu não conheço Hoshi muito bem, antes de encontrar ele aqui nem devo ter trocado meia dúzia de palavras com ele na escola. Eu só posso imaginar como você se sente sozinho aqui. Eu queria dizer, mesmo sabendo que não tenho nada a ver com isso que, embora você pense o contrário, a culpa não é sua. Oras, não foi você que saiu com o intuito de assassinar mulheres e crianças. Talvez, ao ver você ele não pense que você quem queimou a alma da mãe dele, ao invés disso ele se lembre do amor incondicional que ela sentia por ele, a ponto dela ter se sacrificado para salvá-lo.

_________________
avatar
Renata C.

Número de Mensagens : 591
Idade : 33
Data de inscrição : 27/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Guima em Qua Jan 24, 2018 10:53 am

Não fora facil se abrir para Muscular. Contar todas as  angustias que Ash guardava consigo era algo muito doloroso. A dor não passara com aquele dialogo, mas um peso parecia ter saido do seu peito. Muscular o entendia, afinal ele era parte de Ash assim como Ash era dele... Como ele mesmo tinha dito, seus pais tinham o deixado para proteger. Ele só precisava seguir em frente e buscar um objetivo, seu lugar ao sol.

Ash então estende a mão para Muscular agradecendo. Eles tinham muito trabalho pela frente, e agora a perspectiva de Ash havia mudado... Seu poder não era apenas um poder. Era algo a mais. E enxergando isso Ash sabia que seu proposito mais do que nunca era ser um heroi. Um Heroi de Verdade.


Ash: Temos uma missão e vamos colocar um fim nela juntos. Vambora. Com você tenho certeza que sou e serei mais forte.

Ash cerra o punho, enquanto caminha em direção ao seu objetivo.

Guima

Número de Mensagens : 2485
Idade : 33
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Pedro H. Oliveira em Qua Jan 24, 2018 5:31 pm

Daichi e Driver haviam feito um acordo para trabalharem juntos e mudar um pouco a atitude com relação aos demais. Eles se encontram com os demais membros da equipe, porém percebem a falta de algumas pessoas.

- Senhores esse é o Brave. É a personificação dos meus poderes e pelo visto tem o mesmo pensamento que vocês sobre mim, então acredito que vão se tornar amigos! Sobre a Akane, alguém viu para qual lado ela foi? Seria um bom começo tentar seguir os passos da garota, quem sabe até encontrar uma pista.

_________________
avatar
Pedro H. Oliveira

Número de Mensagens : 906
Idade : 27
Data de inscrição : 25/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Scorpion em Sex Jan 26, 2018 12:11 am

Ray desce do barco para ver Yellow descer um raio enorme e explodí-lo no meio. Ele olha de rabo de olho enquanto caminham e dá um sorriso meio errado.

Ray: Você nunca soube ser discreto, não é? Espero que não tivesse ninguém naquele barco.

Eles continuam andando para se encontrarem com os outros e Ray pensa no que ele disse sobre o nome.

Ray: O nome do meu poder é Yellow Lighting... Se não gosta de Yellow, porquê diabos não se apresenta só como Lightinhg, caramba?

Era meio óbvio aquilo.
Quando encontraram os colegas, alguns apresentaram os seus poderes e Ray viu que Akane não estava ali. Ele diz.

Ray: Lighting... pessoal. Pessoal... Lighting.

Pronto, devidamente apresentados.

Ray: Bem, foram vocês que foram na equipe dela. Vocês deveriam saber mais ou menos que rastro ela tomou, certo?

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2536
Idade : 32
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Drako em Sab Jan 27, 2018 10:25 pm


A maioria dos integrantes do grupo se reúne no ponto de encontro e aos poucos eles vão se apresentando. O tempo foi passando e dois amigos ainda não estavam presentes, o que causou um pouco de preocupação. Eles decidem se dividir em dois grupos e irem até o local onde os dois guias da equipe os tinham deixado.

Kid: Certo. Hoshi que levou os dois para os locais onde os poderes deles estavam. Me diga onde está o Chris, eu vou leva-los até lá.

Hoshi: Ele estava numa casa negra em formato de bola que fica no centro da cidade.

Kid: O que?! Como ele conseguiu entrar lá?

Hoshi: Do que você está falando, Kid? Não tinha nada de anormal no lugar.

Kid: Normalmente ela não é visível, mas a Black Sphere é onde meu pai aprisionou o poder do Asura.

Tsubaki: Aquele Asura?!

Kid: Sim, ele mesmo. Alguém deve ter feito alguma coisa para enfraquecer a esfera e o que quer que esteja lá dentro com o Chris é bem capaz de sair junto com ele. Temos que ir para lá, imediatamente. Talvez eu consiga ajudar.

Hoshi: Conto com você então, Kid. O outro grupo vem comigo atrás da Akane.




Levados por Kid, os três garotos foram até a Black Sphere, da qual Hoshi tinha falado. Ficava bem no centro da cidade e não demoraram muito até chegarem lá.

Era uma estrutura em forma de um circulo negro, do tamanho de uma casa, com uma porta na frente. O local era cercado por grades com pontas de lança. Eles passaram pelo portão e adentraram o local.

A esfera expelia uma aura vermelha e negra, algo que não acontecia antes. Andaram pelo terreno e foram até a porta, mas notaram alguém parado bem na frente dela, sentado com o rosto encostado nas pernas.

Era um homem de cabelos curtos, usava uma camisa preta e uma calça listrada que parecia de um prisioneiro. Estava descalço e preso à perna dele ligada uma esfera de aço do tamanho de uma bola de basquete, ligada por uma algema e uma corrente.

Ao nota-los, o homem se levanta e olha para eles. Um dos seus olhos era totalmente branco com apenas um circulo num formato esquisito.


???: Desculpe, mas não posso deixa-los passar. Que tal irem embora?




Hoshi guiava os outros três garotos até a casa vulcânica que ele tinha deixado a Akane, mas no caminho eles foram surpreendidos por dois homens discutindo.

Hoshi: Oh! Spirit! O que está havendo?

Spirit era o homem de terno e cabelos vermelhos que Isao tinha encontrado mais cedo no castelo do Shinigami. O outro garoto era um rapaz de cabelo rosa, mas o que mais chamava atenção era o fato dele estar completamente envolto de chamas. Não demorou muito para eles deduzirem que se tratava do poder de Akane.


Fire: É CULPA SUA!! É CULPA SUA DELA TER DESPARECIDO! SE EU ESTIVESSE AQUI NADA TERIA ACONTECIDO!

Spirit: Calma, Fire! Não sabemos o que rolou ainda! A Rachel está com ela, elas devem ter ido ao banheiro! Sabe? Coisa de mulher!

É quando alguém salta bem no meio deles. Um rapaz loiro, vestido com uma figura religiosa e usando fones de ouvido. Spirit reconheceu tal pessoa.


Spirit: Justin!

Justin: Olá, Spirit-san! É uma pena estar aqui, mas preciso acabar com qualquer testemunha que leve alguma pista até nós. Mas não se preocupe, poder de fogo, sua usuária será uma peça de grande importância para o retorno do meu senhor. A vida dela terá um propósito de agora em diante! Não posso dizer o mesmo de vocês!




Akane fez de tudo para tentar animar o Soul. Seu discurso funciona e o garoto abre um sorriso. Ele agradece com a cabeça e volta a olhar para cima. Alguns minutos depois eles escutam passos se aproximando.

Pouco a pouco o som de um salto batendo num chão de pedra ecoava e ficava mais e mais alto até que chega até eles. Após isso, ouvem molhos de chaves, a pessoa atrás da porta procurava pela chave correta. Ela a encontra e abre, finalmente.

A porta range, as dobradiças estavam completamente enferrujadas. A pessoa sai das sombras que cobriam a entrada do local, passo a passo, até que ela se revela.


Era Rachel, a mulher que a atacou pelas costas há algumas horas.

Rachel: Olá, meus queridos. Estão gostando das acomodações? Aqui é a sala VIP.

Ela se aproxima deles e se abaixa até Akane. Ela passa o dedo suavemente do pescoço ao queixo da menina, com um sorriso macabro.

Medusa: Não nos apresentamos corretamente antes, não é? Meu nome real é Medusa, sou a responsável por trazer você aqui. Agora, você deve estar pensando, por que uma menininha linda como eu, despida de meus poderes, fui sequestrada por essa mulher malvada. Já que eu vou tirar a sua vida por uma causa maior, vou lhe dizer. Você será a fagulha que trará o nosso senhor de volta a esse mundo! Que libertará nosso salvador da prisão fétida que ele se encontra atualmente.

Ela se levanta e aponta para o Soul.

Medusa: E será esse rapazinho que irá consumir a sua alma.




Chris estava perdido, não sabia o que fazer. Ele queria sair de lá e deixar o diabinho, mas não podia abandonar o Blood. Além disso, o bicho disse que ele não podia sair por conta própria. Seria aquilo um blefe? Stone blefou várias vezes e funcionou, será que ele também faria isso?

O diabinho fica parado, esperando o movimento do Chris, que nada fez. Ele sorri, a indecisão do menino para ele era uma vitória.

Até que ele é jogado longe.

Chris se assusta e procura de onde tinha vindo o ataque que derrubou o bicho. No chão, um rastro de sangue percorria a distância entre o monstro e o seu adversário. Ele puxa a cortina e se revela. Era o Blood Donor.

Blood: Chega de usar o cérebro, Chris! Vamos sair daqui na marra!

Ele levanta a mão e nela se concentra uma quantidade de sangue, que saia de suas próprias veias.

O diabo se levanta, irado. Seus olhos eram completamente brancos, parecia ter perdido a sanidade, mas antes que pudesse fazer qualquer coisa, Blood dá outra investida.


Blood: BLOODY SHOTGUN!! Tá esperando o que, Chris?! Reage!

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1914
Idade : 29
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Renata C. em Ter Jan 30, 2018 3:36 pm

Akane não sabia exatamente o motivo, mas ficava feliz em tirar ao menos um sorriso do Soul. Vai ver era porque ele parecia tão desanimado desde que o encontrou, que ela tornara isso uma espécie de missão pessoal.

Ela sorria de volta, mas eles ainda não tinham a menor ideia de como sairiam dali ou mesmo porque ela estava presa ali também.

O barulho de saltos caminhando pelo corredor denotava que logo saberiam a resposta.

Logo aquela mulher, Rachel, entrava no local, era bem diferente da Rachel que Spirit apresentara a eles.

Rachel: Olá, meus queridos. Estão gostando das acomodações? Aqui é a sala VIP.

Akane não respondeu, apenas olhava para a mulher com raiva. Raiva essa, que no momento em que ela tocou no seu rosto, pareceu triplicar. Mesmo que não estivesse com seus poderes ali, Akane sentia aquela sensação de raiva como se pudesse queimar Medusa apenas com o olhar. Se estivesse com seus poderes, talvez todo aquele lugar já estivesse em chamas.

Lamentou-se por não estar.

Medusa: Não nos apresentamos corretamente antes, não é? Meu nome real é Medusa, sou a responsável por trazer você aqui. Agora, você deve estar pensando, por que uma menininha linda como eu, despida de meus poderes, fui sequestrada por essa mulher malvada. Já que eu vou tirar a sua vida por uma causa maior, vou lhe dizer. Você será a fagulha que trará o nosso senhor de volta a esse mundo! Que libertará nosso salvador da prisão fétida que ele se encontra atualmente.

Akane:Hã... Não, na verdade eu não estava pensando isso... "Uma menininha linda como eu", faça-me o favor. Eu estava pensando como vai ficar esse seu sorriso idiota depois que eu sair daqui e quebrar todos os seus dentes.

Não é que não sentia medo, ela estava sentindo e muito, mas Akane simplesmente se recusava a demonstrar isso. Talvez conseguisse irritar Medusa o suficiente para que ela abrisse alguma brecha para eles fazerem alguma coisa.

Ou talvez só estivesse sendo a Akane irritante de sempre.

Medusa: E será esse rapazinho que irá consumir a sua alma.

Akane: Ok, e faz parte do seu plano malvado nos contar como você vai obrigar ele a fazer isso?

_________________
avatar
Renata C.

Número de Mensagens : 591
Idade : 33
Data de inscrição : 27/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Leo Rocha em Ter Jan 30, 2018 10:52 pm

Akane estava desaparecida. Chris também. Eles ainda não encontraram aquele que era a esperança dos heróis para deter a grande ameaça que se levantou no mundo.... Decididamente esta missão não estava indo bem....
Pelo menos ele é Akira pareciam começar a se entender. Isso era definitivamente algo bom.
Ele andava junto aos amigos. Estava mais uma vez calado, travando em sua mente um inventário da situação. Quando os outros falavam, ele respondia, mas se concentrava em se preparar para o ataque que se aproximava.
Em um dado momento, ele falou para Akira:

Arrow Akane é uma boa garota. Preciso de su ajuda pra salvá-la. Que tal começarmos a trabalhar juntos agora?

Chega o momento em que eles encontram Spirit e um jovem com características inflamáveis. Só podia ser o poder de Akane!
Quando Isao se aproxima perguntando sobre o que estava ocorrendo, aparece outro homem os desafiando. Ele olha pra Akira é para os demais, dizendo:

Arrow Você terá mais dificuldade para cumprir este intento. Na verdade, acredito que em breve você estará caído no chão nos contando o que precisamos saber...

Ele saca sua espada, olha pra Akira como dizendo "conto com você " e se lança a um primeiro ataque.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4281
Idade : 39
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Nasinbene em Qua Jan 31, 2018 7:23 am

Harry estava com Isao e os demais , tentando encontrar Akane e Chris, que ainda não haviam sido localizados. Algo definitivamente não estava bem... Conforme avançam, o grupo encontra Spirit discutindo com um jovem que tinha uma aura de chamas envolvendo seu corpo. Aquele só poderia ser o poder de Akane...
No momento em tentavam se entender, uma figura vestida como um tipo de padre(?) usando fones de ouvido)(?!?!?!) se põe entre eles e diz que pretende atacar, que estava a serviço de um tal senhor. Isao imediatamente saca sua espada e pede ajuda a seu poder... Harry achava que era hora de fazer o mesmo. Ele olha para Propulsion e diz:

- Ainda não sei lutar, não estou pronto pra isso... mesmo depois de tudo que conversamos, mais uma vez irei precisar de você... Posso contar com você, né?

Harry tinha certeza de que Propulsion não o deixaria na mão... Então Harry olha pra cima diz:

- Se lembra da tática que usamos contra Mumei, certo? Preciso que faça algo parecido. Leve ele pra cima, como fizemos com ela... Só que esse aí, eu quero machucar. Quando estiverem lá em cima, acerte-o com um Cannonball... vamos ver se ele gosta de voar...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1346
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Ricardo Sato em Qua Jan 31, 2018 5:13 pm

Assim que percebemos a falta de nossos amigos somos rápidos em agir....ao menos uma coisa boa surgiu das tantas merdas que ocorreram nos últimos tempos,nós não travamos tão fácil diante do inesperado.Logo saímos em direção de onde Chris deveria estar,no caminho porém me volto a Kid e a Light.

Ei....Chris deve estar com problemas sérios,provavelmente nós e nossos poderes vamos precisar agir mais rápido do que esperamos....então,Kid,Light,vocês podem me explicar como é que a gente faz essa parada de ressonância?Temos que ativar algo?Estar perto?Nós dois poderemos usar os poderes separadamente ou só um de nós,ou nós dois juntos?Da tempo pra treinar um pouquinho antes de chegar lá?


---------------------------
Finalmente chegamos e parado a nossa frente aparece um cara esquisito vestido de prisioneiro.

???: Desculpe, mas não posso deixa-los passar. Que tal irem embora?

Olha doido,gostei da educação e tals,mas nós não podemos DEIXAR de passar...sabe como é,nosso destemido nerd tá aí dentro com o poder de satanás,então eu que pergunto...será que da pra ir embora?Até acrescento um por favor.

Falo mas não tenho esperanças,já me preparo para o combate e me volto aos meus companheiros.

Kid,você é o único que sabe de alguma coisa desse lugar,se der pra passar passa e ajuda o Chris,sei que você pode ser beeem rapidinho.
Ash,Daichi,se concordarem acho que nós devemos segurar esse cara aí pra dar passagem pro Kid,o que acham?


Me preparo junto a Light para dar cobertura,caso sigam o que falei usarei meu poder pra ferir e cegar se o homem tentar interceptar Kid,sei que aguento porrada mas corpo a corpo é a praia do Ash e Daichi parece se virar em curta e média distância com aquela armadura,é melhor ter alguém atento um pouco mais atrás.

_________________
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1485
Idade : 34
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Pedro H. Oliveira em Sex Fev 02, 2018 8:46 pm

Os jovens haviam seguido Kid até o local onde ele havia levado Chris anteriormente, porém ao chegarem no local eles encontram com um sujeito que parecia não querer colaborar com eles e estava ali para impedir a passagem do grupo. Jay é o primeiro a tomar a dianteira e busca um plano para passar por eles.

- Não podemos deixar o Kid ir sozinho. É uma ideia bem errada diga-se de passagem, além do fato de que não sabemos nada sobre esse cara na nossa frente. Falando nisso, - Daichi se vira para o homem - você sabe que nosso amigo está aí e não vamos deixar ele pra trás, então acho melhor você nos deixar passar e ficar de boas cara.

Daichi começa a observar todo o local à sua volta em busca de espaço para correr ou caso seja preciso, lutar contra ele. Ele então se vira para os demais e fala bem baixo:

- Precisamos saber o tipo de poder dessa cara. Se ele for muito forte, Ash será o melhor oponente para ele, caso seja muito rápido, a sua vida estaria em perigo. Brave, precisamos de uma distração.

_________________
avatar
Pedro H. Oliveira

Número de Mensagens : 906
Idade : 27
Data de inscrição : 25/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Lib em Ter Jun 26, 2018 8:54 am

Blood: Tá esperando o que, Chris?! Reage!

Chris sentiu o grito atingindo-o como um tapa. Imediatamente, ele fintou e arremessou a cadeira na direção da criatura. Não esperava que isso fosse suficiente para derrotá-la, mas ele só precisava de um segundo. Enquanto a cadeira se projetava, correu na direção de Blood, agarrou sua mão com força, e sentiu como se uma descarga de adrenalina percorresse seu corpo. Blood era parte de quem ele era. Era evidente. E, naquele momento, parecia que todo o rancor que ele sentia por Blood não significasse nada.

Chris: Vamos!

Ele puxou Blood pela direção da saída.

_________________
avatar
Lib

Número de Mensagens : 1535
Idade : 29
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Scorpion em Sab Jun 30, 2018 9:11 pm

Ali haviam dois carinhas discutindo... um deles era o óbvio poder de Akane, enquanto o outro era o poder de alguém que eles não podiam identificar. O pior foi quando uma espécie de religioso apareceu e disse que não iam poder sair dali as testemunhas.

Ray: Mas tu é muito abusado mesmo, ô coroinha!

Então, Isao e Harry já se preparam pra atacar. E depois era Ray o estourado...

Ray: Isso é sério? Todo mundo pra cima? Ok...

Olhou para Yellow.

Ray: Esse cara parece ser um desafio maior do que um barco, hein, Yellow? Vambora...

Fez aquele soquinho estilo "bash brothers" e correu para cima também. Iria se aproveitar da distração dos outros para saltar pelo lado e enfiar um murro bem na bochecha do religioso ali.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2536
Idade : 32
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Drako em Dom Jul 22, 2018 8:35 pm


Akane estava presa no que Medusa chamou ironicamente de sala VIP. A menina indaga se a vilã iria contar o resto do plano maligno a ela e é respondida por com um sorriso sarcástico.

Medusa: A prisão de meu mestre é impenetrável, não temos como competir com a força do Shinigami. Há anos pensamos numa forma de libera-lo, até que esse garotinho apareceu na cidade. Fiquei um bom tempo buscando a história dele e a sua habilidade, até que descobri o que o Soul podia fazer.

Ela se abaixa até Akane, coloca o dedo no seu queixo e levanta o rosto da menina, olhando fixamente nos seus olhos.

Medusa: Precisávamos de uma carcaça sem poderes para forçar a entrada de Soul em um “parceiro.” Quando estiverem conectados, iremos fazer você queimar toda a sua alma com a habilidade dele. Com isso você irá liberar uma força incomensurável por alguns minutos, tão forte que nem uma prisão feita por um deus será capaz de resistir. O preço será a sua vida, é claro. Não que eu me importe.

Ela se levanta e continua falando.

Medusa: Seus amigos já notaram que você sumiu e estão à sua procura. Infelizmente nunca vão te encontrar.

A vilã bate na porta da prisão e ela abre, entrando uma menina.


Medusa: Essa é Crona, ela ficará de guarda aqui para vocês não fazerem nada errado.

A menina parecia desnutrida, com uma expressão triste e sem muito animo. Sentado em sua cabeça estava o que Akane achou ser um bonequinho preto. Medusa vai embora deixando apenas Crona no local. Quando os olhos das duas se cruzam pela primeira vez, a garota que estava de guarda logo desvia o olhar, como se fosse tímida.




O ataque de Blood acerta em cheio o diabinho que é jogado para trás. Chris finalmente sai do transe em que se encontrava, pega o seu poder pelas mãos e corre para a saída sem olhar para trás.

Blood: Finalmente hein!

Stone nota que o seu poder era magrinho, sem muita presença. Não aparentava ser muito forte. Entendeu rapidamente que a culpa era sua, que acabou deixando o seu poder de lado para se concentrar em outros aspectos de si mesmo. O garoto franzino sorri para ele.

Blood: Fico feliz em te ver, Chris, achei que iria me deixar aqui.

Param em frente a uma porta vermelha com um sinal de “EXIT”. Chris pondera se existia algum truque nela e se deveria abri-la sem inspeciona-la antes. Porém, eles escutam um grito gutural vindo da área em que estavam segundos atrás.

Blood: Vamos embora!!

Chris pega na maçaneta e puxa a porta com força. Ao abrir uma luz reluz na frente deles, que colocam o braço na frente dos olhos para escapar do incomodo da forte luminosidade. Olham um para o outro e saem pela porta. Antes de sair, Blood puxa a porta para fecha-la e corre atrás do seu usuário.

Os garotos não viram, mas antes que ela se feche uma mão se estica como borracha e se coloca entre a porta e o portal, deixando aberta a única saída de lá.

A luz continua iluminando o local e o som de pequenos sapatos batendo no chão podem ser ouvidos, se aproximando a saída. Aquele sorrido macabro era tão branco que poderia ser confundido com a luz que preenchia o local.


Off: Lib, ao sair seu personagem verá o que acontece na atualização do Ash, Jay e Daichi.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1914
Idade : 29
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Renata C. em Dom Jul 22, 2018 10:33 pm

Conforme Medusa seguia contando seu plano, Akane ouvia sem esboçar maiores reações. Além da voz da vilã, que ecoava naquela câmara, o único barulho que podiam ouvir era da água que por alguma estranha razão continuava pingando do teto. Conforme ela explicava suas intenções, Akane ia montando o quebra-cabeça em sua mente. Barreira do Shinigami? Ela deveria estar falando de Asura. Esse era provavelmente o "mestre" a quem ela se referia.

Certo, foi meio difícil ficar impassível a ser chamada de "carcaça sem poderes" e nem ao menos levantar dali para dar um soco na fuça de Medusa. Mas Akane estava focava demais em pensar em uma forma de sair dali para retrucar.


Eles realmente tinham uma forma de fazer isso? Eles poderiam forçar Akane a usar Soul como se fosse seu poder? Era possível isso, em primeiro lugar?

Medusa: Seus amigos já notaram que você sumiu e estão à sua procura. Infelizmente nunca vão te encontrar.

Aí que ela estava enganada. Akane conhecia aqueles garotos, sabia o que eles eram capaz de fazer. Ao ouvir Medusa falar aquilo sentiu vontade de rir na cara dela. Será que ela achava que o seu plano era tão perfeito assim?

Medusa: Essa é Crona, ela ficará de guarda aqui para vocês não fazerem nada errado.

Por um momento, ao olhar para a garota Akane se sentiu meio mal. Que coisas horríveis Medusa fazia com ela para que tivesse um olhar tão deprimido e parecesse tão infeliz?

Assim que percebeu que Akane a estava olhando, Crona desviou o olhar, como se estivesse envergonhada. Akane tinha tantas perguntas para fazer ao Soul, que estava quieto ali do seu lado, mas ainda assim, aquela figura chamava sua atenção. Era como se tivesse pedindo socorro. Talvez fosse a melhor aposta para saírem dali e, o mais importante, ajudar alguém que precisasse.

Por outro lado, era uma aposta arriscada, visto que Medusa não parecia burra o suficiente para deixar alguém que não confiasse ali de guarda. Escolhas... Não custava tentar.

Akane: Oi... seu nome é Crona, certo? O meu é Akane. Olha, eu não sei o que a Medusa fez ou se ela te ameaçou, mas ela esta prestes a fazer algo horrível, sabe? Libertar um deus malvado e super poderoso, e provavelmente me matar no processo. - Ela parou de falar por alguns instantes, era estranho verbalizar isso. - O que eu quero dizer é... Nós podemos te ajudar. Você não precisa seguir as ordens da Medusa.

Akane olhou para ela com um leve sorriso aguardando que falasse alguma coisa. Por mais que pudessem pensar o contrário, não se tratava só de sair dali. Era sobre ajudar alguém que visivelmente precisava de ajuda.

_________________
avatar
Renata C.

Número de Mensagens : 591
Idade : 33
Data de inscrição : 27/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Lib em Qua Jul 25, 2018 7:06 am

Chris saiu da sala, usando o próprio peso do corpo para manter a porta fechada e sentindo o peito ofegante subindo e descendo. Ele olha pra Blood ao seu lado, e abre um sorriso. Blood estava em um estado ainda pior. O menino era magro, frágil e pálido. Parecia que não comia nada há dias, e que não via a luz do sol a semanas. O sorriso de Chris se desfez, porque a percepção de que aquilo era culpa dele era angustiante.

Chis sentiu que precisava dizer alguma coisa, mas quando as palavras começaram a surgir, ele notou a agitação do lado de fora.

Chris: Kid? Ash? Jay? Cuzão-chan? - Ele perguntou olhando um por um. - O que estão fazendo aqui? - Depois se voltou para o homem que parecia se colocar entre eles. - Quem é esse cara?

_________________
avatar
Lib

Número de Mensagens : 1535
Idade : 29
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário https://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Ato 4 - Search for Death

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum