Prólogo 7: A caçada na Terra

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Leo Rocha em Sab Fev 02, 2013 3:14 pm

Desde o episódio em que se tornou Fernus por uma tramóia de Despero e Superman Prime (ver missão mosaico), Jonzz tem se sentido diferente com relação ao seu papel neste mundo e seu desempenho como campeão da justiça. Ele tentou se redimir agindo com vigor junto ao grupo de heróis que ele considera como sua família, a Liga da Justiça, mas os últimos episódios lhe fizeram mais uma vez questionar se estaria pronto para retornar à escalação principal do grupo. Afim de responder e essas inquietações, Jonzz se lançou a um tipo de trabalho que não fazia há um tempo e do qual sentia falta: ele iria retomar suas atividades de investigação através de suas habilidades para infiltração.
Ele então resolveu assumir a aparência e a alcunha de um vilão de menor expressão no submundo e tentar descobrir informações sobre a conspiração que parece tentar definitivamente desarticular a Liga da Justiça e os heróis que a compõe.
Ele levou algumas semanas até conseguir ser chamado para algum trabalho realmente significante por alguns dos vilões de segundo escalão, mas precisava se empenhar para conseguir acesso a grupos maiores. Para isso ele teria que invadir um depósito do exército, aparentemente de menor expressão, com outros dois criminosos: Libra e Mestre dos Espelhos. É este último que lhe diz:

Arrow Vamos lá Lance Livre, consegui abrir uma passagem para a parte interna do lugar.


Nota do narrador: O personagem Lance Livre é inédito na cronologia DC (tanto na oficial, quanto na do fórum) o que permite a construção conjunta de seu perfil entre o narrador e o intérprete. Seja bem vindo ao jogo e boa sorte!

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Convidado em Seg Fev 04, 2013 3:42 pm

Lance Livre, um nome bem comum pra um meta de terceiro escalão, um alter ego seguido de poderes que não levantaria suspeitas dos "maiorais". Devido minha fraqueza ao fogo, fiz uma roupa com um tecido que não se encontra aqui na Terra, á muito tempo encontrado pelo Lanterna Verde Kyle, em uma de suas missões em um planeta chamado Drakston, habitantes que supostamente eram quase que imunes ao fogo, já que viviam bem próximo do seu sol, e a temperatura lá, segundo Kyle, era de até 85°C. E em uma missão dada pelos Guardiões, Kyle ao capturar um inimigo dos Guardiões refugiado naquele planeta, encontrou em sua posse essa armadura que estou usando pra me tornar o Lance Livre.

- Como sei que você adora fogo, trouxe pra você Jonzz. - Disse Kyle quando me entregou a armadura.

Ela é bem leve levado em conta sua resistência ao fogo, posso passar por dentro de focos de fogo, aproximar bem próximo de mim um isqueiro aceso, coisas desse tipo, e não sinto meus poderes sumirem, só não sei á que quantidade de fogo e tempo exposto é ele que a armadura aguenta.
Fiz umas modificações nela, pintei em cores e formatos bem bregas, digamos assim, toda branca, com uma faixa vermelha contínua que se inicia nos pés e vai até a cabeça. Na semana passada, o Espantalho disse que ficou tonto ao ficar olhando pra mim, devido as ondulações da faixa rodeando toda minha roupa.
Já referente aos poderes, tenho uma força ampliada devido á roupa que uso, posso voar, tenho uma certa resistência á varios tipos de ataques e o meu poder principal é fazer com que pessoas revelem qualquer número que já visualizaram na vida. Quando me perguntaram o porque do nome, disse que trapaceava por aí dando lances em jogos de cassino, já que os funcionários das mesas de cassinos geralmente sabem qual o número que vai cair no momento em que a roleta está girando, e eu acertava e ganhava muito dinheiro e sempre saá livre.Daí Lance livre, muitos vilões riram de mim quando ouviram, mas tinha que parecer bem idiota pra não chamar atenção logo de cara.

- E porque você decidiu virar um vilão já que faturava dinheiro fácil, sem ter que ficar cruzando com heróis o tempo todo? - perguntou o Homem Brinquedo.

- Já não tinha mais emoção de ganhar grana fácil, quero ter meu nome na história dos maiores vilões que a Terra já conheceu

Mais uma vez, todos riram.

----------------------------------------

Quando fui chamado pra invadir um depósito do exército, junto do Mestre dos Espelhos e do Libra, achei muito fácil, pra quê três vilões pra invadir um depósito com meia dúzia de soldados armados?
Minhas suspeitas aumentaram quando o Mestre dos espelhos disse:

- Vamos lá Lance Livre, consegui abrir uma passagem para a parte interna do lugar.

Era óbvio que eles sabiam de algo que não me avisaram, invadi a mente deles discretamente e consegui descobrir que eles estavam atrás não de algo, mas de alguém, mas quem?
Entrei pela passagem que o Mestre dos Espelhos fez, e ao entrar, dentro depósito havia uma sala toda reforçada em chumbo, com material de titanium, ou seja, quem estiver lá dentro é muito poderoso. Mas porque estaria aqui num depósito qualquer, e quem mandou nós virmos aqui?
Meus pensamentos foram interrompidos quando a luz do depósito se acendeu...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Leo Rocha em Seg Fev 04, 2013 8:09 pm

Lance Livre aguardava o momento da ação quando ouviu a deixa do Mestre dos Espelhos. Os três entram através de um espelho que os projeta no vidro do depósito. Assim que entram, percebem a caixa de titanium e chumbo. Lance Livre fica tentado a se aproximar dela, porém, o Mestre dos Espelhos diz:

Arrow Não é isso que viemos buscar. É aquilo!

Ele aponta para uma caixa menor, de cerca de um metro e diz:

Arrow Não vamos perder tempo. É isso que viemos buscar.

Quando Lance Livre toca a caixa, as luzes se acendem e um grupo de 15 soldados aparece com armas de alta tecnologia nas mãos. O que parecia o oficial de patente mais alta disparou contra o vidro por onde entraram e disse:

Arrow Sem prisioneiros. Podem atirar livremente. Só tomem cuidado com a caixa.


Os raios começaram a ser disparados. Havia pouco tempo pra agir e Lance Livre precisava se lembrar de que era um herói bancando o vilão.

Nota do narrador: Desconsiderei a composição do uniforme, pois não haveria como o Jonzz conseguir esse material no momento. Com relação à descrição do cenário e respostas dos outros personagens, você pode sugerir, mas são determinados pelo narrador. No mais, foi muito bom o post!

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PRÓLOGO 7: A CAÇADA NA TERRA

Mensagem  Convidado em Qua Fev 06, 2013 8:36 am

Com o vidro quebrado pelo qual entramos, aparentemente não havia mais nenhuma saída.
Peguei a caixa, torcendo pra que atirassem menos em mim e assim não ter que usar meus verdadeiros poderes.
Pense Jonzz, faça algo pra ser bem visto por esses dois idiotas e assim possa ganhar mais confiança da equipe de elite dos vilões.
Bom, como havia falado que meu poder principal era descobrir qualquer número que alguém já visualizou, e já que Libra e Mestre dos Espelhos não tem um intelecto como do Batman e do Lex, vou tentar isso:
- Libra, Mestre dos Espelhos, distraiam eles por alguns segundos, preciso me concentrar, tenho um plano...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Leo Rocha em Sex Fev 08, 2013 7:58 pm

Seguindo a sugestão de Lance Livre, Libra cria uma parede de fogo entre eles e os soldados, porém os disparos, ainda que cegos, atravessam a parede mantendo o risco de que um deles seja atingido. A caixa grande, observada antes por Lance Livre começa a fazer barulho. Como se algo ali dentro estivesse vivo e quisesse sair. algo muito forte...
Mestre dos Espelhos olha para os companheiros enquanto diz:

Arrow O que acham que tem nessa caixa? Parece um rinoceronte!

Ele sacou duas pistolas e começou a disparar junto com Libra que mandava fogo nos soldados. Seis já haviam caído, mas o fogo estava alastrando e os tiros também.

Lance livre pegou a caixa pequena e se virou para os companheiros. Era hora de impressionar...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PRÓLOGO 7: A CAÇADA NA TERRA

Mensagem  Convidado em Dom Fev 10, 2013 10:53 am

O que está nessa caixa grande começa á me preocupar, e o que está na pequena me preocupa ainda mais, depois que sairmos disso, tenho que descobrir o que tem aqui dentro.
Mas minha preocupação maior agora são os soldados, seis já caíram, tomara que não estejam mortos.
Com a atenção dos soldados direcionado aos dois e o fogo se alastrando, a visão dentro desse galpão está ficando cada vez pior, isso é bom, pois consegui o tempo que precisava pra me concentrar, mas ao mesmo tempo está começando á afetar meus poderes com a intensificação do fogo. Tenho que agir agora!
Vou acessar as ondas cerebrais dos nove soldados que ainda estão de pé e fazê-los entrar em um sono profundo, a tarefa não é nada fácil, fazer isso em uma única pessoa é uma coisa, em nove é bem diferente.
Se eu obtiver sucesso, vou falar para o Libra e o Mestre dos Espelhos que acessei o código de suas armas que estava guardada na mente dos soldados e fiz com que elas dessem uma alta descarga elétrica fazendo com que os soldados desmaiassem.

Estou me sentindo fraco, basta saber se meu plano deu certo assim que a fumaça se dissipar...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Leo Rocha em Sex Fev 15, 2013 3:25 pm

O fogo, estar do lado errado da lei e a criatura que se debatia na caixa deixavam Lance Livre numa situação de extremo stress.
Ainda assim, ele se concentra em desligar as mentes de 9 soldados, para evitar que a troca de tiros gere mortes desnecessárias, apesar de já saber que alguns tombaram no confronto.
Em ocasiões seguras, tentar isso seria um feito, mas neste momento é talvez um dos maiores testes aos poderes e à concentração do marciano. Ainda assim ele tenta e consegue derrubar 4 dos homens. Ao notar as quedas, Mestre dos Espelhos diz:

Arrow Mas o que foi isso?

Ao ouvir a explicação de Lance Livre, ele comenta:

Arrow Então você é menos inútil do que parece, garotão...

Ele acerta mais dois dos soldados e Libra derruba outros dois com rajadas de calor concentrado. Sobrava um soldado apavorado que corria para a porta. Mestre dos Espelhos ajeita a mira e dispara, derrubando o homem.
A caixa continua o intenso barulho e Libra diz:

Arrow Que porcaria deve ter aí dentro?

Arrow Já falei que esse não é o nosso objetivo. - Diz Mestre dos Espelhos.

Arrow Mas vamos precisar de uma distração para sair daqui. A base inteira deve estar nos esperando lá fora.

Os dois olham para Lance Livre que segurava a caixa que tinham ido buscar e para a caixa grande que gerava cada vez mais barulho. Mestre dos espelhos diz então:

Arrow O que você acha? Vale a pena pagar pra ver o que tem aí dentro?

Caso a resposta seja afirmativa, ele dirá:

Arrow Então bota tua magia pra funcionar. Abre essa coisa enquanto o Libra tenta juntar os cacos quebrados e fundí-los numa saída pra gente.


_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Convidado em Sab Fev 16, 2013 1:13 pm

Droga! Mais mortes pra minha consciência.
Ao que parece, um dos quatro que derrubei era o comandante deles, e com certeza ele deve ter o código para abrir essa caixa grande, mas minhas preocupações são muitas, quem está lá dentro? Já por outro lado se eu não abrir essa caixa mais mortes irão acontecer, e isso é inadmissível.

O que você acha? Vale a pena pagar pra ver o que tem aí dentro?

Com certeza, essa vai ser uma distração e tanto!

Então bota tua magia pra funcionar. Abre essa coisa enquanto o Libra tenta juntar os cacos quebrados e fundí-los numa saída pra gente.

Deixa comigo!

Acesso a mente do soldado dormindo, vamos ver o que descubro...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Leo Rocha em Dom Fev 24, 2013 11:48 am

Com certa facilidade, Jonzz consegue acessar a mente do soldado e descobrir o código para abrir a caixa, no entanto, ao abrí-laos três tem uma grande surpresa ao ver a criatura que sai da caixa:




Ela salta agarrando o pescoço de Lance Livre e urrando desesperada. Sua força é considerável e sua beleza também. Ela se coloca como uma combinação de beleza e fúria que neste momento tenta arrancar sua cabeça.
Mestre dos Espelhos aponta a pistola para os dois falando:

Arrow Se essa vadia não sossegar, eu vou partir a cabeça dela em duas.

Jonzz sabe que um tiro a essa distância pode ferí-lo também e sabe que para seus novos "amigos" não haveria o menor problema nisso.
Ao mesmo tempo, o som das sirenes e dos soldados se aproximando mostra que seu tempo ali acabou.

Arrow Terminei! - Grita Libra.

O Mestre dos Espelhos então ajusta a mira e diz:

Arrow Joga a caixa. Não dá pra ficar esperando você e a sua namorada se curtirem.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

A caçada na Terra

Mensagem  Convidado em Ter Fev 26, 2013 8:27 am

Bom, taí alguém que eu nunca imaginei que estaria dentro dessa caixa.
Com a força que ela aperta meu pescoço logo se percebe que ela é uma meta muito forte, e, apesar de parecer irracional, esse urros são de desespero e não de raiva.

Se essa vadia não sossegar, eu vou partir a cabeça dela em duas.

Droga, esses caras são muito apressados, não vou atacá-la, mesmo porque acho que ela precisa de ajuda e não de uma surra.

Jonzz sabe que um tiro a essa distância pode ferí-lo também e sabe que para seus novos "amigos" não haveria o menor problema nisso.
Calma Mestre dos espelhos, se essa criatura estava tão bem guardada, deve ter algum valor, você não acha?
Ao mesmo tempo, o som das sirenes e dos soldados se aproximando mostra que seu tempo ali acabou.
Vou tentar me comunicar telepaticamente com ela, se obtiver sucesso, verei se consigo levá-la junto, caso contrário, terei que atacá-la, senão terei meu pescoço arrancado, por ela, ou pelos soldados que estão pra adentrar este depósito.

Terminei! - Grita Libra.

O Mestre dos Espelhos então ajusta a mira e diz:

Joga a caixa. Não dá pra ficar esperando você e a sua namorada se curtirem.
Esperem, não atire Mestre dos espelhos, me dêem 30 segundos, vamos ver do que essa criatura é feita.

Ao tentar acessar sua mente, vejo que ela é uma telepata fenomenal! Será que escolhi a opção errada ao tentar me comunicar com ela?...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Leo Rocha em Qui Fev 28, 2013 4:30 pm

As imagens na mente de Jonzz surgem de forma confusa e veloz: ele vê seres que lembram demônios, um laboratório, o espaço, um homem com uma máscara negra.
A criatura é muito poderosa, mas o choque de tantas emoções entre dois telepatas dos níveis de Jonzz e Voodoo a deixam tonta o suficiente para o Mestre dos Espelhos acertá-la na cabeça, desmaiando-a com facilidade maior do que a esperada. O vilão então se vira para Lance Livre e diz:

Arrow Você pode até estar certo, mas até a gente descobrir o que fazer com ela, essa coisa fica sob sua responsabilidade. Se ela fizer qualquer coisa, a gente acaba com ela. Entendeu?

Ele abre a passagem pelos espelhos, enquanto Libra dá cobertura. Os 4 conseguem então escapar, saindo no espelho do escritório de um galpão abandonado do outro lado da cidade.
Libra é o primeiro a puxar um comunicador e falar:

Arrow Serviço concluído, Calculador! Onde faremos a entrega?

Arrow Aguardem no armazém que uma equipe irá encontrá-los com os códigos das transferências bancárias.

Arrow Temos um novo ítem para comércio. Uma mulher, na verdade uma meta, que estava presa no armazém. Ela parece bem poderosa apesar de agir como se fosse um leão ferido.

Arrow Me mande uma foto pelo comunicador e verei o que consigo.

Libra tira a foto e envia para o Calculador que avisa que retornará em pouco tempo a comunicação. Enquanto esperam, Mestre dos Espelhos e Lance Livre acomodam a criatura numa espécie de câmara frigorífica encontrada no armazém. Os três combinam de ficarem próximos da jaula e da caixa menor roubada até o momento da entrega e assim o fazem. Em determinado momento, Jonzz sente em sua mente a voz da mulher a lhe dizer:

Arrow Você precisa me libertar! Precisa me tirar daqui antes que eles venham! Eles querem destruir tudo e não medirão esforços para me encontrar, pois acham que eu irei ajudar.

Neste momento, toca o comunicador. Desta vez quem atende é o Mestre dos Espelhos:

Arrow Pode falar, Calculador.

Arrow Sobre o ítem na caixa, um grupo irá buscar em cerca de 2 horas.

Arrow E a mulher?

Arrow O preço por ela é alto: 12 milhões sem a minha comissão. Um grupo irá buscá-la em, no máximo 20 minutos. É um prazer fazer negócios com os senhores! Até a próxima.

O cronômetro estava ligado e parecia que a mulher era a chave para um novo mistério que Jonzz teria 20 minutos, no máximo, para decidir explorar ou não.


_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

A caçada na Terra

Mensagem  Convidado em Seg Mar 04, 2013 8:55 am

Libra tira a foto e envia para o Calculador que avisa que retornará em pouco tempo a comunicação. Enquanto esperam, Mestre dos Espelhos e Lance Livre acomodam a criatura numa espécie de câmara frigorífica encontrada no armazém. Os três combinam de ficarem próximos da jaula e da caixa menor roubada até o momento da entrega e assim o fazem. Em determinado momento, Jonzz sente em sua mente a voz da mulher a lhe dizer:

Você precisa me libertar! Precisa me tirar daqui antes que eles venham! Eles querem destruir tudo e não medirão esforços para me encontrar, pois acham que eu irei ajudar.

Como ela acordou tão rapidamen...

Neste momento, toca o comunicador. Desta vez quem atende é o Mestre dos Espelhos:

Pode falar, Calculador.

Sobre o ítem na caixa, um grupo irá buscar em cerca de 2 horas.

E a mulher?

O preço por ela é alto: 12 milhões sem a minha comissão. Um grupo irá buscá-la em, no máximo 20 minutos. É um prazer fazer negócios com os senhores! Até a próxima.

O cronômetro estava ligado e parecia que a mulher era a chave para um novo mistério que Jonzz teria 20 minutos, no máximo, para decidir explorar ou não.

Maldição! Porque ela vale tanto assim? Tenho tantas perguntas pra ela mas não posso perder os preciosos minutos que tenho, primeiro preciso tirar ela daqui, depois as perguntas.
Não tem como eu conseguir salvá-la em tão pouco tempo sem me expor. Preciso de ajuda, e rápido.
Vou tentar contactar o Barry.


Flash, pode me ouvir?

Enquanto espero Flash me responder telepaticamente, recebo um chamado, mas, do Skeets?!?! O que o "parceiro" do Gladiador Dourado quer comigo? Bom enquanto espero o retorno do Flash, vou responder telepaticamente ao Gladiador, já que não posso atender o comunicador.

Michael, espero que seja urgente pois não estou numa hora boa, fale rápido...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Leo Rocha em Sex Mar 08, 2013 12:44 am

Jonzz decide agir rapidamente e contatar o Flash, no entanto, ele sente dificuldade de estabelecer o vínculo com o herói. Talvez ele esteja em grande velocidade, o que dificultaria sua concentração para uma transmissão telepática. Ele ainda avaliava qual a melhor alternativa quando o comunicador tocou. Ele havia esquecido de desligá-lo e, ao perceber isso, torceu para que os outros não tivessem percebido. Ele o desligou rapidamente após identificar que a chamada fora feita por Skeets e iniciou o elo telepático com o Gladiador.

Enquanto ele se comunicava com o herói do futuro, ele nota Libra se aproximando e perguntando:

Arrow Que barulho foi aquele? Tá com algum brinquedo escondido da gente Lance Livre? Abre o jogo.

Ele olha para o criminoso cujo poder traduz sua principal fraqueza. Ele já se preparava para responder quando a porta do armazém foi aberta e ele ouviu Mestre dos Espelhos dizer:

Arrow Ela tá lá nos fundos. Espero que a grana já esteja sendo transferida. Não quero perder tempo.

Quando olha na direção da porta, ele nota um grupo de 30 homens, vestidos com roupas totalmente negras, que lembram armaduras. Eles portam armas de grosso calibre e não parecem ser propensos a muita conversa.

nota do narrador: fique a vontade pra colocar a conversa que você terá com o Gladiador. recomendo combinar com o Raphael o que vocês vão postar pra ficar mais integrado. Manda uma MP pra ele antes de postar.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Scorpion em Sex Mar 08, 2013 1:00 am

Gladiador Dourado escreveu:
GD: **Jon, é o Michael! Claro que sou eu... você tá na minha mente! Como sou estúpido... Bem, eu preciso da sua ajuda. Eu achei um escaravelho azul nas coisas do Ted. O mesmo escaravelho que o professor Dan Garret deu pra ele. Skeets disse que é de origem alienígena. A questão é que esse bicho começou a funcionar e, como uma coisa saída do filme Alien, se acoplou na coluna de um garoto mexicano. Tô com ele no hospital, mas os médicos dizem que ele não tem nada. Só que eu sei o que vi. Com seu conhecimento Alien, pensei que pudesse me ajudar. Como posso te encontrar?**

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2403
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Convidado em Sex Mar 08, 2013 1:33 pm

[quote="Raio Negro"]Jonzz decide agir rapidamente e contatar o Flash, no entanto, ele sente dificuldade de estabelecer o vínculo com o herói. Talvez ele esteja em grande velocidade, o que dificultaria sua concentração para uma transmissão telepática. Ele ainda avaliava qual a melhor alternativa quando o comunicador tocou. Ele havia esquecido de desligá-lo e, ao perceber isso, torceu para que os outros não tivessem percebido. Ele o desligou rapidamente após identificar que a chamada fora feita por Skeets e iniciou o elo telepático com o Gladiador.

GD: **Jon, é o Michael! Claro que sou eu... você tá na minha mente! Como sou estúpido... Bem, eu preciso da sua ajuda. Eu achei um escaravelho azul nas coisas do Ted. O mesmo escaravelho que o professor Dan Garret deu pra ele. Skeets disse que é de origem alienígena. A questão é que esse bicho começou a funcionar e, como uma coisa saída do filme Alien, se acoplou na coluna de um garoto mexicano. Tô com ele no hospital, mas os médicos dizem que ele não tem nada. Só que eu sei o que vi. Com seu conhecimento Alien, pensei que pudesse me ajudar. Como posso te encontrar?**

**Michael, tenho "certos conhecimentos" sobre o escaravelho, mas antes preciso de sua ajuda. Estou em uma missão muito importante, disfarçado com a alcunha de Lance Livre. Eu sei, você deve estar rindo agora por causa do nome, mas estou em algo muito sério, estou num galpão abandonado do outro lado da cidade, é só seguir meu elo telepático.
Comigo estão o Libra e o Mestre dos Espelhos, e estamos com uma telepata muito poderosa presa, que está prestes á ser vendida por muito dinheiro, mas ela pediu minha ajuda, ela está metida em algo muito sério. Além disso tem uma caixa que foi nosso objetivo inicial da missão, que é claro, não posso deixar que fique nas mãos desses idiotas.
Venha o mais rápido que puder porque...**


Enquanto ele se comunicava com o herói do futuro, ele nota Libra se aproximando e perguntando:

Arrow Que barulho foi aquele? Tá com algum brinquedo escondido da gente Lance Livre? Abre o jogo.

Ele olha para o criminoso cujo poder traduz sua principal fraqueza. Ele já se preparava para responder... Você deve estar... quando a porta do armazém foi aberta e ele ouviu Mestre dos Espelhos dizer:

Arrow Ela tá lá nos fundos. Espero que a grana já esteja sendo transferida. Não quero perder tempo.

Quando olha na direção da porta, ele nota um grupo de 30 homens, vestidos com roupas totalmente negras, que lembram armaduras. Eles portam armas de grosso calibre e não parecem ser propensos a muita conversa.

**Michael, quanto tempo até chegar aqui? Estou te passando telepaticamente tudo o que aconteceu desde quando fui interrompido pelo Libra.Sei que você não faz o estilo "Batman" mas alguma idéia do que fazer pra distrair esses caras até você chegar? Não quero acabar com o Lance Livre ainda, posso precisar dele no futuro.**


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Scorpion em Sab Mar 09, 2013 12:05 am

Gladiador Dourado escreveu:Gladiador conversa com o Caçador pela mente.
GD: Ok, Jon... peguei a coordenada! Chegamos aí em 10 minutos! Segura a onda! Ei, Jon! Isso é sério? Você?! O grande-marciano-verde-que-sabe-de-tudo precisa da ajuda do Gladiador Dourado? Nossa, essa fiará pra história! Estamos a caminho...

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2403
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Convidado em Sab Mar 09, 2013 7:11 pm

Então, Michael deixa Jaime próximo ao galpão e voa, entrando pelo teto.
Antes ele usa os leitores de calor em seus óculos para identificar as posições dos inimigos. Então, ele entraria quebrando o teto por trás deles e mandando lasers nos inimigos despreparados!
GD: A cavalaria chegou! KAWABANGA!!!

**Michael, conhecendo bem você, sabia que agiria desta forma, mas devido á situação essa é a melhor estratégia no momento. Escute, agora que atacou os homens, direcione seu ataque ao Libra, ele é o único que pode me causar problemas. Quanto ao Mestre dos Espelhos, deixe comigo.**

Então em meio á toda bagunça vou ficar invisível e atacar mentalmente o Mestre dos Espelhos. Enquanto prossigo contra o alvo me comunico com o Gladidador Dourado.

**Michael, que idéia foi essa de trazer o jovem junto? Isso não é um passeio, ele pode acabar se machucando. Fora que estou detectando como se tivessem duas mentes em um só corpo, e essa "outra mente" não gosta nada de você.**

Se obtiver sucesso em derrubar o Mestre dos Espelhos e o Gladiador derrubar o Libra, vou derrubar o restante dos homens e pegar a caixa e a estranha telepata que está presa...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Leo Rocha em Sex Mar 15, 2013 10:02 am

No galpão:

Jonzz nota que não havia mais tempo. Os homens chegaram no prazo que havia sido dado e pareciam bem coordenados e precisamente direcionados para fazer a busca da criatura. Ao vê-los, Libra esquece a pergunta que estava lhe fazendo. Ele se vira para Lance Livre e diz:

Arrow Olha o barulho do dinheiro entrando! Cara, depois a gente continua com o papo furado. Agora é hora de faturar. Pega a vadia e vamos lá.

Mestre dos Espelhos se aproxima junto com o homem que parecia ser o líder do grupo e diz:

Arrow Olha a gracinha ali... Ela é forte hein?

O homem se limita a responder:

Arrow Ela é mais perigosa do que você imagina... Mas agora ela deixa de ser problema seu.

Ele saca uma arma e dispara contra a mulher uma espécie de raio que a faz cair. quando percebe que a mulher não apresenta nenhuma reação, o homem diz:

Arrow A transação bancária foi completada nesse momento, como você pode confirmar nesse momento com o Calculador. Acredito que não haja mais nada para realizar a não ser a remoção.

Quando os homens começaram a preparar o transporte da mulher, um estrondo é ouvido e o som de raios anuncia a chegada do herói conhecido como Lanterna Verde, digo, Gladiador Dourado! (não deu pra perder a piada..)

*****************************************
Do lado de fora:

Michael aterrissa com Jaime num telhado próximo ao galpão. O garoto ainda estava apavorado com tudo que estava acontecendo naquela noite. Ele não contém o espanto ao ouvir do Gladiador que teria que ficar ali enquanto o herói dourado se lançaria numa invasão a um galpão cheio de criminosos.
Porém, não havia muito tempo para discussão e Michael já estava decidido a ajudar seu marciano favorito. Ele se joga o buraco aberto por seus lasers e começa a disparar contra os homens que tinham vindo buscar a garota.

******************************************
No galpão:

Ao ver a chegada de Michael, os homens começam a disparar. Em uma ação rápida, o Gladiador dispara acertando 4 deles. Mas os disparos contra ele são cada vez mais intensos e coordenados. Ele percebe então que está lidando com um grupo altamente treinado e eficiente, E pode comprovar isso quando começa a perceber o aumento nos disparos contra seu escudo.
Jonzz aproveita uma brecha e fica invisível, atacando mentalmente o Mestre dos Espelhos, que caí com certa facilidade devido não haver se preparado para o ataque que sofreu.
Libra corre na direção da caixa e segue com ela para a parte oposta aos combates. Aparentemente, ele esperava escapar do lugar com alguma compensação pelo tempo gasto.
Enquanto o combate ocorre, 4 dos homens acompanham o líder do grupo na retirada da mulher do local. Eles entram na câmara e explodem uma das paredes desta, abrindo uma passagem para a rua. O líder emite o comunicado aos demais:

Arrow Estou iniciando o transporte. Cuidem dele. Equipe de retaguarda, providencie a limpeza da área.

******************************************
Do lado de fora:

Jaime olhava a movimentação do telhado onde fora deixado. Podia sentir a adrenalina em seu corpo e o desejo inexplicável de querer fazer parte daquilo. Ele tentava entender o que se passava em sua cabeça e corpo desde que o escaravelho se fundiu ao seu corpo, porém essa reflexão teria que ser deixada para um segundo momento, uma vez que a voz do homem apontando a arma para ele lhe traz de volta à realidade:

Arrow Quietinho garoto. Se você não tentar nenhuma gracinha, nós faremos isso sem gerar muita dor.

Jaime se vira devagar e vê 3 homens bem armados. A voz na sua mente volta lhe dizendo que havia formas de extinguir ou neutralizar a ameaça. Lhe diz que a intenção deles é eliminá-lo. Lhe diz que ele precisava deixar o escaravelho agir. Jaime não queria morrer e diante das alternativas, se entregou à voz.



Os homens se assustam ao ver a transformação do garoto em algo que eles nunca tinham visto. Quando eles conseguem formular uma reação, a transformação já está completa e Jaime já havia criado um escudo que lhe defendeu dos disparos. Eles não sabiam, mas naquele momento presenciaram a ascenção do terceiro Besouro Azul.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Phelipe Peregrino em Sex Mar 15, 2013 6:51 pm

????:Quietinho garoto. - Eu me viro lentamente. Moro num bairro da pesada, e sei o que esse tom de voz significava, por isso procurei não fazer nada que fizesse seja lá quem estivesse atrás de mim perder a cabeça. - Se você não tentar nenhuma gracinha, nós faremos isso sem gerar muita dor.

????: Ameaça detectada! Níveis de stress indicam alta probabilidade de disparos! - A voz na minha cabeça alarmou imediatamente. - Hospedeiro orgânico precisa ativar o Escaravelho. - Quem ativar o quê?! - A morte do hospedeiro representa alto risco para a integridade do Escaravelho Khaji-Da. Ativando medidas defensivas!

O que?!

E então... Veio a dor!

Khaji-Da: Alvos Selecionados! - Disse a voz. - Calculando opções letais!

Besouro Azul: Como assim "Opções letais?!" - Na minha cabeça, algo que poderia muito bem ter saído de um vídeo-game. Tudo tinha ficado com um tom meio azulado, como quando usamos um daqueles ridículos óculos coloridos, e tudo se misturava numa língua confusa e rápida, indicando, eu acho, pontos letais do corpo humano, opções de armas e uma infinidade de coisas que eu levaria dias para conseguir entender. Mas uma coisa era clara: o tal do Khaji-Da queria que eu matasse aqueles homens. E isso eu não iria fazer.

Khaji-Da: Extermínio.

Besouro Azul: Mas eu não quero matar ninguém!

Nesse momento eles começam a disparar e, por instinto, me encolho tentando parecer um alvo menor e, surpreso, vejo um escudo se materializar nos meus braços.

Besouro Azul: O que é isso?!

Khaji-Da: É sua carapaça protetora. Agora fique em silêncio e obedeça: Elimine a ameaça.

Eu uso o próprio escudo para me lançar contra os disparadores, tentando tirar deles o equilíbrio ou algo assim. Jogando meu peso contra eles para conseguir passar correndo. Eu não sei o que está rolando, mas o Gladiador vai saber dar um jeito nisso...

Eu espero.

Khaji-Da: Acabe com eles. Acabe com isso. Você deve obediência. Você é o hospedeiro.

Besouro Azul: Eu espero MESMO que o Gladiador sabia dar um jeito nessa coisa. - Digo enquanto tento me lançar para dentro do galpão, sem saber bem o que encontraria lá dentro.

_________________
avatar
Phelipe Peregrino

Número de Mensagens : 1417
Idade : 28
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

A caçada na Terra

Mensagem  Convidado em Sex Mar 22, 2013 8:43 am

Ao ver a chegada de Michael, os homens começam a disparar. Em uma ação rápida, o Gladiador dispara acertando 4 deles. Mas os disparos contra ele são cada vez mais intensos e coordenados. Ele percebe então que está lidando com um grupo altamente treinado e eficiente, E pode comprovar isso quando começa a perceber o aumento nos disparos contra seu escudo.
Jonzz aproveita uma brecha e fica invisível, atacando mentalmente o Mestre dos Espelhos, que caí com certa facilidade devido não haver se preparado para o ataque que sofreu.
Libra corre na direção da caixa e segue com ela para a parte oposta aos combates. Aparentemente, ele esperava escapar do lugar com alguma compensação pelo tempo gasto.
Enquanto o combate ocorre, 4 dos homens acompanham o líder do grupo na retirada da mulher do local. Eles entram na câmara e explodem uma das paredes desta, abrindo uma passagem para a rua. O líder emite o comunicado aos demais:

Estou iniciando o transporte. Cuidem dele. Equipe de retaguarda, providencie a limpeza da área.

** Michael, de uma rajada em mim, assim posso "sair de cena" e ir atrás dos cinco que estão com a telepata.
Escute com atenção, algo de muito sério está acontecendo aqui, se livre desses guardas e vá atrás do Libra, ele NÃO pode fugir com aquela caixa de maneira nenhuma. Conto com você!**


Caso o Gladiador faça o que eu pedi, com o tiro vou me jogar nos escombros, assim posso sair na caçada daqueles que estão com a telepata.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Scorpion em Sex Mar 22, 2013 5:14 pm

Gladiador escondeu-se atrás de uns grandes caixotes no armazém, procurando cobertura.
GD: "Me livrar de 10 guardas e ainda ir atrás do Libra? Depois eu passo no McDonalds e te pego um Big Mac sem picles e... Droga! Esse foi perto!"
Michael sabia que sair disparando rajadas a esmo demoraria muito e gastaria muita energia. Sendo assim, ele disparou em uma das pilastras de ferro que seguravam o teto do armazém e a arrancou, fazendo um tacape de vários metros de comprimento.
Então, Gladiador Dourado voou em velocidade pelo armazém e saiu distribuindo tacapadas que arrebatavam dis ou três dos bandidos por vez.
Quando passou perto de Jonzz, ele disparou um fraco raio na sua cara, suficiente para nocautear um ser humano, mas apenas doloroso para o Caçador de Marte.
Dessa vez Michael não foi estúpido e manteve seu campo de força pessoal ligado todo o tempo.
Se conseguisse derrotar todos os homens armados, ele partiria voando atrás de Libra, usando o leitor de calor em seus óculos para localizá-lo mais facilmente.

nota: Desculpem o post pequeno. Meu irmão casa amanhã e tô ajudando ele com altas paradas. Postei mesmo pra não deixar o game travado. Semana que vem tarei mais folgado...

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2403
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Convidado em Ter Mar 26, 2013 8:28 am

Gladiador escondeu-se atrás de uns grandes caixotes no armazém, procurando cobertura.
Enfim, o Gladiador Dourado está amadurecendo, está procurando proteção para planejar seu ataque.
Michael sabia que sair disparando rajadas a esmo demoraria muito e gastaria muita energia. Sendo assim, ele disparou em uma das pilastras de ferro que seguravam o teto do armazém e a arrancou, fazendo um tacape de vários metros de comprimento.
Então, Gladiador Dourado voou em velocidade pelo armazém e saiu distribuindo tacapadas que arrebatavam dis ou três dos bandidos por vez.
Realmente Michael está começando á me surpreender com suas táticas.
Quando passou perto de Jonzz, ele disparou um fraco raio na sua cara, suficiente para nocautear um ser humano, mas apenas doloroso para o Caçador de Marte.
***Michael, se continuar assim, estará á altura de ser um membro da LJA. Obrigado pela deixa, nos falamos depois.***

Agora tenho "quase" certeza que o Gladiador Dourado vai dar conta do recado.
Agora que fui "nocauteado", não preciso estragar meu disfarce e posso ir atrás dos cinco que estão com a telepata, mas desta vez irei caçá-los como o Caçador de Marte.
Subo na cobertura de um edifício onde está tudo mais calmo e me concentro para tentar me comunicar com a telepata, ou ao menos sentir sua presença.
Se obtiver sucesso em encontrá-la, preciso saber que tipo de transporte estão usando e que tipo de arma era aquela que o líder usou para fazer com que a telepata desmaiasse com certa facilidade, pra depois planejar meu ataque.

***Michael, quando tudo isso acabar, vamos estudar á fundo o caso do garoto com o escaravelho, mas até lá tome cuidado ao estar perto dele, o poder e as intenções do escaravelho ainda são desconhecidos.***


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Leo Rocha em Ter Mar 26, 2013 6:33 pm

Do lado de fora:

Jaime havia se tornado algo diferente. Ele sentia o corpo mais forte, a mente mais rápida e uma vontade enorme de arrebentar alguém..
Agindo por impulso, ele se lança contra os homens, os desequilibrando. Um deles caí disparando para o alto, enquanto os outros dois são lançados para os lados. Assustado com o poder, Jaime decide seguir para onde o Gladiador Dourado estava. Ele então salta na direção do galpão e se espanta ao perceber que se encontra voando.
Do telhado, um dos homens informa pelo comunicador:

Arrow Senhor, topamos com um meta aqui. Ele está seguindo em direção ao galpão. Cuidado.

****************************************

No galpão:

Gladiador havia iniciado um ataque inusitado, usando uma das vigas como tacape e com ela acertando os atiradores. Ele faz um trabalho bem eficiente com alguns home runs que tiram de cena cerca de 10 deles. Restavam ainda 11 homens quando Michael nota a criatura azul que aterrissa no meio do galpão. Tanto o Gladiador quanto os atiradores ficam intrigados com a aparição, porém na dúvida, a ordem de atirar prevalece no misterioso grupo.
Agora Dourado e seu novo amigo azul tinham 11 atiradores mirando com artilharia pesada contra eles.

****************************************

Fugindo do galpão:

Aproveitando que o Gladiador conseguiu gerar a desculpa para abandonar seu disfarce, Jonzz sobe no telhado de um prédio tentando retomar o contato psíquico com a mulher. Porém, mesmo sem conseguir se conectar a ela, devido sua inconsciência, ele consegue enxergar o grupo entrando em um veículo voador. Mais a frente, ele observa Libra fugindo com a caixa pequena na mão. Não haveria tempo para pegar os dois "pacotes". Ele teria que escolher qual dos dois será seu alvo.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Scorpion em Sex Mar 29, 2013 4:19 pm

Quem diria... Jon Jonzz elogiando Michae Jon Carter... O mundo estava mesmo perto do seu fim.
**GD: Obrigado, Jon! Fico feliz em saber que posso ser útil quando quero! Nos vemos depois.**
Ainda haviam mais 10 bandidos à solta disparando contra o herói dourado.
GD: Já vi que vocês não vão desistir, não é mesmo?
Michael então resolveu que devia dar cabo deles de uma vez por todas. Como o galpão devia estar cheio de caixotes, estantes de ferro e talvez até contêineres, o Gladiador deveria usar aquilo à seu favor.
Ele usou o gerador de campo de força para realizar uma proeza que poucas vezes fazia: o raio trator.
Voando pelo galpão, Michael usa o raio trator para sair puxando e derrubando todo o tipo de coisas pesadas sobre os bandidos armados. Aquilo não deveria matá-los, mas com certeza iria tirá-los de combate, ou pelo menos boa parte deles.
É quando ele vê entrando pelo telhado uma criatura parecendo um inseto azul... algo como uma mariposa, uma abelha, um... BESOURO?!
Aquela visão irritou um pouco Michael. Aquela convenção de vilões pretendia manchar o bom nome de Ted Kord? Não era incomum SSP uarem as alcunhas de heróis para serem vilões ou vice-versa. Isso havia ocorrido recentemente com a alcunha de Capitão Bumerangue. O antigo Capitão Bumerangue era parte da galeria de vilões do Flash, enquanto o novo Capitão Bumerangue era cogitado a fazer parte da LJA.
GD: Eu não sei quem você é seu, cretino...
Michael disparou uma rajada contra o inseto que entrara voando.
GD:...mas tu cometeu um grave erro em escolher o seu nome de vilão! Ninguém vai manchar o bom nome do Besouro Azul!

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2403
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Phelipe Peregrino em Qua Abr 03, 2013 12:32 am

Cara! Eu tô voando. Isso é demais!

Tudo girava ao meu redor mas, ali, sentindo que meus pés não tocavam o chão, a sensação de medo se foi. Tomada por uma sensação profunda de que ali era o meu lugar.

Não foi difícil encontrar o Gladiador Dourado em meio à confusão que se desenrolava dentro do galpão.

Gladiador Dourado: Eu não sei quem você é seu, cretino...

O quê?! Ele tá me atacando?! Por quê!?

Gladiador Dourado: ...mas tu cometeu um grave erro em escolher o seu nome de vilão! Ninguém vai manchar o bom nome do Besouro Azul!

Khaji-Da: Hospedeiro! - A voz gritou na minha cabeça. - Você está sob risco letal de vida! Defenda-se.

Não! Eu não vou atacar o Gladiador Dourado. O sujeito é um herói!

Besouro Azul: Espera, Gladiador! - Gritei tentando me defender dos ataques. Eu me encolhi ao ser lançado longe por uma das rajadas. Rolei para trás de algum abrigo. - Gladiador! Espera sou eu--

Khaji-Da: Você não pode comprometer a identidade do hospedeiro. Comprometer sua identidade coloca em risco direto a missão.

Besouro Azul: ¡Me importa un bledo tu misión! - Gritei. - ¡Fuera de mi cabeza una vez por todas!

Quando dei por mim, o Gladiador já estava sobre mim disparando rajadas na minha direção.

Besouro Azul: Gladiador! - Tentava falar com ele, mas ele não me ouvia. Algo nisso tudo estava perturbando-o de uma forma que eu não fazia ideia. - Gladiador, pare, por favor!

Ele não vai me ouvir! Precisa sair da minha cara!

Khaji-Da: Negativo! - A voz respondeu. - Isso comprometeria a missão.


Senti o vento e o cheiro quente do galpão no meu rosto. Senti meus olhos marejarem e só então percebi que a adrenalina do momento me fez chorar sem nem ao menos me dar conta. Eu nunca havia passado por nada nem parecido com isso. Eu tremia e a voz ecoava em minha cabeça, reclamando sobre a falha letal na missão, mas eu não prestava atenção.

Jaime: Gladiador... - Eu tossia as palavras. - Sou eu, cara... Sou eu--

_________________
avatar
Phelipe Peregrino

Número de Mensagens : 1417
Idade : 28
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 7: A caçada na Terra

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum