Prólogo 3: New Old School

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Leo Rocha em Sab Jan 19, 2013 7:36 pm

O salão principal da Sociedade da Justiça estava vazio.
Desde a saída dos seus membros mais antigos, o grupo vinha sofrendo com a fragmentação dos seus componentes: Jay Garrick havia saido há um tempo por questões particulares, Poderosa estava em tempo integral na Liga da Justiça, Sr. Incrível e o Lanterna Verde Alan Scott também estavam envolvidos integralmente nas atividades do Xeque Mate, Gavião Negro estava se isolando cada vez mais após os eventos mais recentes e Sandman vivia um momento de forte luto pela perda de Kendra.
Ele mesmo sentia o peso de tantas lutas recentes a necessidade de mudanças. Por isto chamou Rick Tyler para conversar naquele dia.
O jovem herói, conhecido como Homem-Hora, acabara de chegar e subia até o salão. Ted olhava para todas as recordações guardadas ali e não conseguiu conter um suspiro ao lembrar das comemorações de natal feitas naquela sala, com um grupo que para ele era uma família.
Rick chega ao local e o cumprimenta. Ele dá um forte abraço no jovem e fala, como sempre, sem rodeios:

Arrow Pega uma cerveja e senta aí.

O jovem concorda e pega duas garrafas no refrigerador presente na sala. Os dois abrem e, após o primeiro gole, Ted deixa as palavras saírem:

Arrow Isso aqui não é um quartel-general ou uma base.. Isso é uma casa, um lar. Um lugar onde uma família foi formada e se manteve lutando unida.. Mas isso não é o que tá rolando aqui agora.. Eu vejo isso aqui parado porque cada um tá correndo pra um lado. A gente não tá mais conseguindo ser o que este lugar nos inspirava a ser.

Ele bebe enquanto fala e o último gole parece ser mais longo.

Arrow Os outros estão buscando uma maneira de fazer as coisas de forma diferente. Uns acertando.. Outros nem tanto... E eu me toquei que a Sociedade também precisa fazer as coisas de forma diferente. Só que eu sou um cachorro velho e não consigo aprender estes truques novos. Eu não tenho o tutano pra tocar uma equipe nova, do zero... Mas você tem! Então eu to te passando as chaves e a liderança do grupo que irá assumir o nome de Sociedade da Justiça. Você tem o que é preciso e vai saber fazer o melhor a partir de agora.

Ele aguarda a reação de Rick e, antes que ele diga algo, falará:

Arrow Eu sei que tu deve tá pensando que eu to errado, mas eu não tô. Fica tranquilo e faz as coisas do teu jeito, não como eu ou qualquer outro de nós faria. E nem se preocupa comigo que esse papo não é de depressão ou coisa do tipo... Eu vou tirar um tempo pra viajar por aí.. Ver um pouco de mundo, de vida... Quando o vento mudar eu volto... E então? Té dentro?

************************************
Rick chega em casa e se dirige pensativo à cozinha, onde Jesse preparava uma salada. Ele amava aquela mulher mais do que qualquer coisa e sabia que dizer a ela o teor de sua conversa com Ted Grant seria tirar o sorriso que dançava em seu rosto quando ela virou e perguntou:

Arrow E então? O que o Ted queria?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4164
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Administrador em Qui Fev 07, 2013 2:57 pm

Não havia uma maneira fácil de dar aquela notícia para Jesse. Nos últimos dias, ela e Rick falavam de começar uma família. Mas para isso, Rick teria que abdicar da vida de vigilante por algum tempo. Afinal, os poderes de Rick vinham de Miraclo, a droga que ampliava sua capacidade física pela duração de uma hora. Não seria nada responsável conceber uma criança com Miraclo em seu organismo. No passado, a fórmula de Miraclo tinha propriedades viciantes e cancerígenas. Embora a versão aperfeiçoada da fórmula não tenha mais essas características nocivas, ainda não era possível precisar que efeitos colaterais Miraclo transmitiria na concepção de uma criança. Portanto, para garantir que a criança não sofreria nenhum dano, Rick teria que passar por um período de abstinência e desintoxicação. Mas o chamado do dever alterou os planos da futura família.

- Ted quer que eu assuma a liderança da nova sociedade, Jess.

- E você disse não, certo?

- Na verdade, eu estou pensando em aceitar o posto.

- Rick, nós combinamos que nossa família era a prioridade agora! Eu abandonei meu emprego como curadora do Museu da Justiça e coloquei as ações da Quickstart na bolsa de valores para ter mais tempo para nós! Isso é muito injusto, sabia? Por que você tem de ser tão egoísta? Como teremos uma criança com você usando Miraclo todos os dias? Aliás, por que tem de ser você o novo líder da sociedade?

- Porque eu sou o que restou da equipe. Jay tá aposentando. Karen tá na Liga da Justiça em tempo integral. Alan e Michael estão envolvidos com o governo. Sandy tá estranho desde que a Kendra morreu. Pieter não sai daquele maldito laboratório de pesquisa. E ninguém tem notícias do Carter. Alguém tem de preservar o legado do meu pai e dos outros heróis da Era de Ouro. E não existe outra pessoa para fazer isso. Então cabe a mim assumir a responsabilidade.

- Rick, eu já não sou mais uma garotinha. Não dá pra esperar muito tempo. Logo estarei velha demais para me tornar mãe. Não era você que estava preocupado com o risco que Miraclo traria para nossa gravidez? Pensei que você quisesse isso mais do que eu!

- Quero ser pai tanto quanto você quer ser mãe! Mas não quero repetir os erros do meu pai. Ele priorizou a vida de herói e esqueceu da família. Se e quando eu me tornar pai, quero estar presente para acompanhar o crescimento do nosso filho. E não tenho como me dedicar exclusivamente para nossa família no momento. Preciso de mais tempo, Jess. Juro que quando a nova equipe estiver estabelecida, entregarei a liderança para outra pessoa.

- Você percebe que está agindo exatamente como seu pai? No seu caso, o pai de família também não está dando lugar para o herói? Sem perceber, você já está cometendo os mesmos erros.

- O que você quer que eu diga, Jess? É algo que eu tenho de fazer, porque ninguém mais fará! Você não viu os noticiários? As pessoas já não sabem mais reconhecer um herói. Desde que o tal de Magog apareceu, o conceito de herói vem sendo distorcido. Eu terei que lembrar ao povo o que é um herói de verdade. A nova geração de heróis não pode ter a ideia de que estão acima da ordem e da justiça. Todos prestamos contas. Cedo ou tarde. Para ser sincero, Jess, só estou fazendo isso porque estou com medo.

- Do que você tem medo, Rick?

- Medo de trazer uma criança para um mundo onde um sujeito como Magog é modelo de conduta!

A resposta de Rick revelou a real motivação dele para assumir a posição de líder da Sociedade da Justiça, o que aplacou a desaprovação de Jesse por ora, pois ela também não queria que seu filho (ou filha) crescesse em mundo como aquele.
Mais tarde, Rick analisou a lista dos recrutas em potencial que Alan, Jay e Ted organizaram antes de desertarem. A lista incluía Rajada, a filha caçula do Raio Negro, o novo Admirável, a lutadora chamada singelamente de Judoca, o vigilante retrô Mister América, e até um antigo pupilo da Sociedade, Jakeem Trovoada. Além deles, o nome de David Reid, vulgo Lança, também era considerado para figurar na equipe. Mas hoje, David Reid é conhecido como Magog. Desnecessário dizer que ele deixou de ser uma opção para a Sociedade. O curioso é que ele é descendente de Franklin Roosevelt, o presidente americano que reuniu a Sociedade da Justiça pela primeira vez. Contudo, Reid parece dedicado a erradicar o antigo conceito de heroísmo que seu ancestral inspirou.


Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Leo Rocha em Sex Fev 08, 2013 7:35 pm

Rick tinha conseguido convencer Jesse da importância de assumir a liderança de uma nova sociedade da justiça. O apelo para a necessidade de construir um mundo melhor para a criança que pretendiam gerar ajudou a tornar mais aceitável a decisão de protelar a concepção da mesma.
Eles então começaram a conversar sobre a lista de candidatos à membros e Jesse diz:

Arrow São bons nomes, é claro que tirando o tal Magog. Como você pretende fazer? Vai convocar a todos pra uma conversa ou vai chamar um por um? Eu acho que o Jakeem estava fora de circulação nos últimos tempos, mas podemos tentar encontrá-lo... Que foi? Que cara é essa? Se você vai montar um nova equipe de heróis, vai precisar de ajuda. Então a Liberty Belle estará lá com você até que possamos voltar à nossa vida, ok?

Rick estava respondendo quando a TV interrompeu a programação para que um flash de notícias anunciasse a morte de Lois Lane. Jesse deixa o prato que segurava cair e diz:

Arrow Rick... Meu Deus!

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4164
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Administrador em Qui Fev 21, 2013 2:35 am

Eu ainda estava pensando na melhor forma de abordar os recrutas da lista, quando Jess chamou minha atenção para o noticiário da televisão. Pela expressão de espanto no rosto de Jess, eu logo imaginei que uma tragédia havia acontecido. De uns tempos para cá, raramente aparecem boas notícias. A impressão que eu tenho é que as coisas só pioram. Que tipo de mundo estamos deixando para as próximas gerações? É por esse motivo que eu não posso simplesmente dar as costas. Farei minha parte, com ou sem Sociedade da Justiça. Mas confesso que saber do atentado que vitimou Lois Lane abalou minha esperança de que era mesmo possível construir um mundo melhor. Ao que tudo indica, os terroristas odiavam meta-humanos. Mas como a morte de uma civil como Lois Lane contribui com os seus propósitos?

- Lois Lane? Não foi a repórter que conseguiu a primeira entrevista com o Superman?

Sim, era ela. A jornalista mais célebre do planeta. Pensei em como Superman receberia essa notícia. Afinal, Metrópolis é o quintal dele. Tudo que acontece naquela cidade afeta ele de alguma forma, principalmente quando uma pessoa tão próxima dele está envolvida. Jess e eu não conhecemos Superman muito bem, mas ele esteve em nosso casamento. Quantas pessoas podem se gabar disso? A mera presença do Superman já é bastante inspiradora. Embora a Sociedade da Justiça tenha surgido primeiro, eu acredito que todo herói tem um pouco do Superman. Após o choque inicial, eu tive a chance de refletir melhor sobre os fatos. Não fiquei surpreso quando informaram que Magog eliminou os terroristas. Quando um crime tão chocante comove o povo, é fácil para um sujeito como Magog obter clamor popular. Mas um outro detalhe me intrigou.

- Os terroristas foram identificados como Ultra-humanistas? O nome não é familiar? Será que o Ultra-Humanoide está envolvido com esse grupo terrorista de alguma forma? Bom, não sou detetive. Talvez sejam apenas defensores radicais da espécie humana. Mas é melhor consultar o Sand. É provável que ele tenha alguma informação privilegiada. Pelo visto, eu terei que adiantar a formação da nova sociedade. Sinto que as coisas estão para mudar, Jess... e para pior...

Minha primeira experiência como líder da Sociedade da Justiça ocorreu justamente quando o Ultra-Humanoide manipulou o tempo para assegurar seu domínio do mundo. Poucas pessoas lembram do episódio, porque aconselhado pelo meu pai, eu derrotei o cretino e a antiga linha temporal foi então restaurada. Nunca mais soubemos do Ultra-Humanoide. Certamente, eu estou ficando paranoico. Mas existe alguém capaz de confirmar ou refutar minhas suspeitas. O nome dele é Sanderson Hawkins, vulgo Sandman. Então terei de ir até a antiga mansão de Wesley Dodds para uma visita.

Recado 1: como já postei o texto que eu tinha preparado para o Homem-Hora, daqui por diante usarei a primeira pessoa em meus posts para dar um caráter mais pessoal para o personagem.

Recado 2: em uma história da Sociedade da Justiça, foi dito que Superman compareceu no casamento de Homem-Hora e Liberty Belle, mas como herói, não como civil. Uma vez que as identidades dos principais heróis da Liga da Justiça são desconhecidas até mesmo para outros heróis, eu estou considerando que Homem-Hora desconhece que Clark Kent é o alter ego do Superman. Afinal, é bem provável que apenas os membros da formação original da Liga saibam disso entre todos os heróis da comunidade heroica.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Leo Rocha em Qui Fev 28, 2013 12:34 pm

Quando Rick se preparava pra sair, ouviu a voz de jesse dizendo:

Arrow Nem pense em cruzar essa porta sem mim. Se você vai continuar a agir como herói, então vamos fazer isso em família.

A mulher parecia decidida a não deixar que ele fosse investigar a questão sem contar com seu suporte. Em seu tom de voz, ele nota a forma decidida que Jesse sempre apresenta, mas também percebe um certo medo de que as coisas piorem mais do que já estão piorando.
Os dois então seguem até a casa de Sand, chegando ao local, são recebidos por um dos empregados da mansão, um homem chamado Dave que já os recebera em outras ocasiões. O homem permite a entrada do casal, informando que Sand se encontrava no escritório da casa. Contudo, quando os dois entram no local, não encontram ninguém.
Observando a sala, eles notam numa mesa um copo de leite pela metade e um prato de biscoitos, com um comido pela metade. Dando a impressão de um lanche interrompido às pressas. Caído no chão ao lado da mesa um livro de Stephen Hawking, "O universo numa casca de noz".

Jesse se vira para Dave e diz:

Arrow Parece que ele teve que sair às pressas... Alguém sabe de alguma notícia ou outra visita que ele tenha recebido?

Arrow Pra falar a verdade eu o ouvi falando com alguém hoje de manhã, mas acho que foi no telefone porque não vi ninguém entrar ou sair da casa. Mas essa não seria a primeira vez que o Sr. Hawkins sai com pressa. Os senhores sabem que ele as vezes saí com muita pressa pra alguns de seus compromissos.

Jesse olha para Rick por alguns instantes e aguarda o que seu amado dirá, caso ele não diga ou faça nada diferente naquele local, ela agradecerá Dave pela ajuda e seguirá em direção à saída.
Após saírem da mansão, ela dirá:

Arrow Talvez seja a hora de começarmos a fazer esse recrutamento. Eu sinto algo de estranho no ar, Rick...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4164
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Administrador em Ter Mar 19, 2013 4:23 pm

Quando soube da morte de Lois Lane pela mídia, lamentei por não ter tido a chance de impedir essa tragédia de acontecer. As partículas de táquion em minha ampulheta permitem que eu preveja eventos que acontecerão no futuro, no alcance de uma hora. No entanto, eu não sou capaz de controlar que fatos serão previstos. Para a minha tristeza, a ampulheta não me alertou para o destino fatídico de Lois Lane. Se eu tivesse uma hora de vantagem, talvez fosse possível avisar o Superman ou alguém da Liga da Justiça. Gostaria de saber qual é o padrão da ampulheta e porque antecipo determinados fatos e outros não. Seria um bom momento para conversar com meu pai sobre certas teorias do tempo. Mas estou ocupado agora reunindo pistas. Não quero estar desprevenido se as coisas piorarem.
Infelizmente, Sanderson Hawkins não estava disponível. Contava com ele para obter mais detalhes dos últimos acontecimentos. Um empregado da mansão notificou que Sandy já está ausente há algum tempo. Será que Sandy previu alguma coisa? Se ele detém alguma informação importante, só saberemos mais tarde. De certa forma, Sandy e eu somos dois amaldiçoados. Vislumbramos o futuro, mas não quando queremos, e nem o queremos. Ainda assim, a precognição dele é mais precisa do que a minha. Sem ele, não tenho como continuar com a investigação.

- Pelo visto, Jess, somos apenas nós dois. Não dá pra contar com mais ninguém da antiga equipe. Já que não temos como ajudar no caso do culto ultra-humanista, vamos nos ater ao recrutamento da nova sociedade. Melhor começarmos pela Mestra Judoca. Soube que ela vem treinando na academia do Ted. É um bom lugar para começar. Só espero que ela tenha tanto potencial quanto o Ted diz que tem, porque sinto que quaisquer que sejam os desafios que enfrentaremos, não serão fáceis...

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Leo Rocha em Sex Mar 22, 2013 6:31 pm

Rick e Jesse saíram da casa de Sandman intrigados com o desaparecimento do amigo. Porém muito havia a ser feito e os dois decidiram seguir com o plano de convocação da nova formação da Sociedade da Justiça. Eles decidem começar pela heroína conhecida como Mestre Judoca. A jovem Sonia Sato, versada em artes marciais e dotada de um campo de aversão que impede que ataques feitos diretamente a ela possam atingí-la.
Como esperado por eles, Sonia se encontrava treinando na academia de Ted Grant. A jovem acertava com força o saco de areia e parecia concentrada na repetição e intensidade do exercício. Jesse foi a primeira a falar e disse para a jovem em tom de brincadeira:

Arrow Tenho pena desse saco de areia!

Sonia se virou e esboçou um sorriso ao perceber que a fala vinha de Jesse. Ela respondeu enquanto acertava o último chute da sequência no saco:

Arrow Tenha pena de quem receber um destes numa situação de confronto real.

Arrow Vejo que tem praticado sua pronúncia! Nota 10! Você sabe porque estamos aqui?

Ela assente com a cabeça e diz:

Arrow O que vocês tem em mente? E quem mais vocês já visitaram?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4164
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Administrador em Dom Mar 24, 2013 7:33 pm

Quem diz que o sexo feminino é frágil nunca conheceu mulheres como as duas que estão comigo agora. Difícil dizer qual delas tem mais entusiasmo. A força e determinação demonstradas pela Mestra Judoca deixaram Jesse contente. É como se ela estivesse diante de uma "irmã", alguém que como ela, tem orgulho de ser uma mulher forte e confiante. Por sua vez, Sonia gostou do reconhecimento de suas habilidades. Ela também demonstrou ser dedutiva, antecipando nossa proposta antes mesmo que algo fosse dito. Já que era o caso, eu fui direto ao assunto.

- Para ser sincero, você é a primeira candidata que procuramos. O que planejamos é algo antiquado. Apenas zelar pelo legado dos heróis de outrora, para que as pessoas não esqueçam como é um herói de verdade. Com tipos como Magog circulando nas ruas, vem sendo cada vez mais difícil lembrar do conceito de herói. Não preciso te convencer de que isso é importante. Afinal, você usa o codinome de um herói do passado, Rip Jagger, o Mestre Judoca.

Esse foi um chute no escuro. Não faço ideia se Sonia tem alguma conexão com o antigo judoca. Mas se ela assumiu o manto dele para honrar sua memória, sei que ela compartilha da minha opinião.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Leo Rocha em Dom Mar 31, 2013 1:03 pm

Sonia escuta com atenção o que Rick diz. Ela parece bem concentrada, principalmente quando ele cita seu antecessor. Ela então diz:

Arrow Vocês sabem que podem contar comigo. Se tiverem mais gente em mente, posso me oferecer para ajudar nos contatos. Se vocês pretendem mostrar aos adeptos da onda "magog" o que realmente é ser herói, então temos que correr porque ele está tomando conta da mídia com seu discurso de força extrema.

Ela salta para fora do ringue e diz:

Arrow Quais os nomes que vamos buscar? Já tentaram conversar com Grant? Podemos tentar convocar a todos de uma vez? Ou vocês acham que é mais simpático ir a cada local? É a primeira vez que convoco alguém pra alguma coisa. Me perdoem a ansiedade...

Jesse chegou a estranhar. A garota a sua frente parecia ter mudado desde a última vez que se falaram. Sonia estava menos calada, o que era um claro sinal de que não se via mais como uma estranha no ninho.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4164
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Administrador em Ter Abr 02, 2013 4:14 pm

Fiquei contente por ver que a Mestra Judoca aceitou minha proposta tão prontamente. Pelo visto, ainda existem heróis que seguem o antigo código. Agora sei que não estou sozinho. Sinto que tenho uma chance de fazer a diferença.
No entanto, eu precisaria de mais aliados para viabilizar minha ideia. Demonstrando certa ansiedade, Mestra Judoca deu algumas sugestões de como recrutar os próximos candidatos, inclusive, sugeriu o nome do Detonador para a nova equipe. Nome que eu repudiei com veemência!

- Grant Emerson? O filho do Átomo? Se ele for tão cabeça quente quanto Esmaga-Átomo, nós teremos muitos problemas! Melhor manter distância desse tipo de gente! Os herdeiros do Átomo não são confiáveis!

Sei que Jesse não apoia meu comentário, pois é amiga de Detonador e também do Esmaga-Átomo. Ela trabalhou com Al na época do Conglomerado e foi colega de equipe de Grant quando os dois foram Titãs. Mas eu tenho divergências pessoais com Al.
Eu conheço Al desde pequeno. Nós éramos melhores amigos. Na época em que os antigos membros da Sociedade da Justiça reuniam suas famílias regularmente, eu me tornei amigo dos outros herdeiros da equipe. Eu Rick Tyler (filho do Homem-Hora), Albert Rothstein (afilhado do Átomo) e Hector Hall (filho do Gavião Negro), formávamos um trio de pestinhas. Crescemos juntos, praticamente como irmãos. Por esse motivo, eu não esperava pela traição do Esmaga-Átomo. Quando o Adão Negro formou sua própria versão da Sociedade da Justiça para tomar o Kahndaq, Esmaga-Átomo foi com ele. No inevitável confronto com o grupo de Adão Negro, eu acabei empalado pela lâmina de Soseh Mykros. Não fosse por Matthew Tyler, eu estaria morto agora. Ainda não perdoei o fato de Al ter ficado do lado do Adão Negro contra a gente. É como se ele tivesse fincado aquela espada em mim, e não Soseh Mykros. Então tenho meus motivos para não querer um herdeiro do Átomo nessa equipe. Já sei o que Jesse vai me dizer, mas não abrirei mão disso.
Para desviar do assunto, eu retomei a conversa com Mestra Judoca sobre a melhor forma de recrutar os próximos candidatos. Expliquei porque seria difícil reunir todos os candidatos de uma vez só.

- O problema é que os candidatos estão afastados uns dos outros. Admirável mudou para Nova Orleans. Ele está ajudando a população local desde o Furacão Katrina. Mister América não tem uma base fixa de operações e está sempre rodando pelo país. Jakeem Trovoada está desaparecido desde o incidente com Espectro. E tenho certeza que o Raio Negro vai me fritar se souber que recrutei uma de suas filhas. Ele não gosta de ver as filhas envolvidas com atividades perigosas. Então é melhor abordar cada um separadamente. Vamos começar pela filha do Raio Negro, pois está mais acessível do que os outros. Se alguém tiver mais alguém em mente - que não seja um herdeiro do Átomo, é claro - me avise. Precisaremos de muita ajuda para reverter a maré que está vindo!

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Leo Rocha em Sex Abr 05, 2013 5:24 pm

Ao ouvir a resposta de Rick, Jesse o olha com um olhar de discordância e diz:

Arrow Por mais que eu te entenda, acho que não devemos esquecer tudo que o Grant já fez pela equipe...

Ela diz com ternura. Vendo que Rick desviava a o rumo da conversa, ela deixa passar o ponto de discussão e se concentra nos pontos de concordância:

Arrow Vou ligar agora para o Raio Negro e avisá-lo que iremos visitá-lo!

Em poucos segundos, ela liga e diz:

Arrow Alô, poderia falar com o Sr. Pierce? Oi, é uma amiga dele: Jesse Tyler. Olá Jeff! Eu e o Rick estamos precisando conversar com você... Estamos montando um clube novo e talvez você possa nos ajudar na indicação de alguns membros. Podemos passar na sua casa amanhã? Ótimo! Então até lá!

Ao encerrar a ligação, ela diz:

Arrow Eles nos esperam amanhã de manhã.

Ela então se vira para Sônia e diz:

Arrow Sônia, que tal você seguir para o QG, enquanto Rick e eu seguimos para Metropolis? Assim, você pode tentar rastrear o Mister América durante a nossa viagem. Que tal?

***************************************

Após as considerações finais, o grupo segue seus rumos.
Na manhã do dia seguinte, Jesse e Rick chegam ao beco do suicídio. Eles tocam a campanhia da casa de Jefferson Pierce e ele os recebe com um sorriso no rosto. Ao vê-los, ele diz:

Arrow Bom vê-los! Infelizmente, acho que não poderei ajudar na equipe...

Ele mostra o braço imobilizado em decorrência da batalha no prédio da Lexcorp*.

Arrow O médico me receitou um tempo de repouso... Isso está me matando pra ser sincero... Mas pensei em chamar alguém para preencher a vaga que vocês iriam me oferecer. Ele deve estar chegando daqui a pouco...

Mais uma vez a campanhia toca e Jefferson vai atender. Quando retorna, traz consigo Billy Batson e Jason Blood.


_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4164
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Administrador em Seg Abr 08, 2013 2:29 pm

Depois que voltamos para o quartel da Sociedade, Jesse e eu zarpamos para Metrópolis por meio da Águia de Aço, que meu pai e F.A.I.X.A. atualizaram recentemente. Levamos cerca de uma hora para chegar ao nosso destino. Imaginei que Raio Negro ficaria surpreso em receber nossa visita, mas foi ele que nos surpreendeu quando chegamos em sua casa. Ele não só já sabia da nossa vinda, como também tinha dois recrutas em potencial para nossa equipe. Billy Batson e Jason Blood.
Se eu não tivesse lido os arquivos pessoais de Jay depois que ele se aposentou, nem saberia que Billy Batson é o Capitão Marvel. O segredo de Billy só era conhecido por poucos membros da Sociedade. Não seria nada ruim ter o poder de Shazam ao nosso favor. Mas o que pensar de Jason Blood? Pelo que eu soube, ele é um mago pirado e hospedeiro de um demônio nada agradável. Considerando que estamos para deflagrar uma guerra ideológica com Magog, tudo que não queremos é um demônio para manchar nossa imagem. Não é o tipo de publicidade que estamos procurando.

- Ora, Billy já é da família! Ficaremos contentes em ter ele de volta! Mas para ser sincero, Senhor Pierce, não viemos aqui para recrutá-lo. Eu creio que você está ciente de que os heróis de hoje estão sendo inspirados por tipos como Magog, e que tipos de problemas esse modelo de conduta pode vir a acarretar. Nosso objetivo é mostrar aos heróis iniciantes que existe uma outra alternativa. Mas precisamos de representantes da nova geração de meta-humanos. Se os jovens virem que existem heróis da mesma idade seguindo as regras, será mais fácil convencê-los de que Magog não é o melhor exemplo. Por esse motivo estamos aqui, Senhor Pierce! Precisamos de jovens como sua filha Jennifer! Ela pode se comunicar com a nova geração, pois também faz parte dela! Sei que você não aprova o envolvimento de suas filhas com vigilantismo, mas chega uma hora em que todos temos que nos envolver! É do futuro da nossa sociedade que estamos falando!

Não faço ideia o que Batson e Blood faziam na casa de Jefferson Pierce. Mas a adição do Capitão Marvel em nossa equipe é muito positiva. Ainda mais agora que Adão Negro montou uma coalizão no Oriente. Se Adão der as caras de novo, será bom ter Capitão Marvel por perto. Então não fiz perguntas. Como não estou interessado em lidar com Etrigan, ignorei a sugestão do recrutamento de Jason Blood. Para mim, é como se o mago não estivesse presente. Só temos de aguardar a resposta do Raio Negro.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Leo Rocha em Ter Abr 09, 2013 5:35 pm

Jefferson coça o queixo por um instante ponderando a proposta feita por Rick. Por mais que se esforçasse para evitar, uma de suas filhas já havia seguido o mesmo caminho que ele e, a julgar pelos poderes manifestados recentemente, outra filha tendia a esta sacrificante sina. Quando se preparava para responder, as luzes da casa se apagam. Ele então grita:

Arrow Jennifer!

Um brilho crescente pode ser visto à medida que a jovem desce as escadas e quando ela finalmente se torna visível a todos, a imagem que se forma é fulgurante. Ela parece um pouco sem jeito ao dizer:

Arrow Desculpa pai... Eu tava tentando praticar um pouco...



Ele balança a cabeça em desaprovação e diz:

Arrow Nós já conversamos sobre isso.. Mas parece que você realmente precisa de mais do que eu tenho te proporcionado... Estas pessoas, Rick e Jesse, vieram te oferecer uma oportunidade para trabalhar com uma das maiores equipes de heróis do mundo: a Sociedade da Justiça. Você sabe o que eu acho.. O que eu gostaria para você e sua irmã. Mas eu não posso te prender. Não posso te impedir de ser quem é... E se realmente é isso que você quer, o ideal é que você aprenda a usar os seus poderes a serviço de algo que valha a pena e com os melhores professores... Eu preferiria que você aguardasse mais alguns anos, como a sua irmã, mas deixo a decisão por sua conta...

Em sua fala fica patente a dor de um pai que vê sua filha se alistar em uma guerra. Uma que não tem fim e cujo o preço é mais caro do que qualquer barril de petróleo. Ela o olha com ternura e respeito. Sabe o quanto isso lhe dói. Por isso responde com todo o cuidado:

Arrow Pai... Eu te agradeço por tudo. O senhor é a minha inspiração! A minha motivação e a fonte de tudo que aprendi sobre a responsabilidade que meus poderes me trazem. E é por isso que eu não posso deixar de aceitar. Eu vou com eles e prometo aprender a usar meus poderes. Prometo não me arriscar além do necessário. Ser prudente e justa.

Ele assente com a cabeça e diz:

Arrow Por favor, cuidem bem dela...

Jason e Billy estavam calados. Ambros processando as palavras ditas por Rick. Jason então decide falar:

Arrow Entendo sua preocupação comigo, Sr. Tyler. Mas neste momento, eu sou necessário junto ao Capitão Marvel. Nós temos assuntos que precisam ser resolvidos e os quais apenas juntos podemos desenvolver.

Sua fala é enigmática, mas ele preferiu não expor Billy. Se o jovem quisesse, que ele mesmo contasse o motivo da aliança. Jason continuava a explicar que não estava ali para gerar problemas quando Rick se sentiu retirado do lugar...

************************************
Ele se viu nos arredores do cemitério de Metrópolis. Via um conflito que fazia várias pessoas correrem em pânico. Um tiroteio de proporções desastrosas e um homem que portava uma bomba. Um dispositivo que explodia matando centenas de pessoas. Tudo se tornava sangue e destroços.

*************************************

Arrow ... asseguro que tão logo nosso trabalho esteja resolvido, vocês poderão tocar a equipe sem a minha presença. De acordo? Sr. Tyler? Tudo bem?

Rick estava de novo na sala de Jefferson Pierce. Todos os olhavam e ele estava suando. Uma bomba iria explodir e havia menos de uma hora para impedir.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4164
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Convidado em Qui Abr 11, 2013 12:52 am

Estava escuro. A única coisa perceptível eram os gritos de pessoas, milhares de pessoas. De repente, tudo ficou iluminado, como a explosão de um milhão de Sóis. Pessoas ardiam em chamas, gritando de dor, desesperando-se. O cheiro de carne queimada, horrível. Todo o cenário tornando-se cinzas: prédios, árvores, animais, pessoas. O céu se tornava negro, relâmpagos intensos rasgavam as nuvens que manifestavam-se num inverno nuclear. Em meio a tudo isso, Billy estava estático, seus olhos não acreditavam no que via. Tudo havia acabado. Seus amigos e colegas defensores da justiça, mortos. Seus uniformes rasgados movimentavam-se com os ventos fortes e cortantes. - É magnifico, não é? – disse o Marvel Sombrio, imponente, acima de um grande amontoado de destroços. - Esta é a beleza na morte, Billy Batson. Paz e silêncio absolutos. Nenhum ser vivo para perturbar a já confusa ordem natural das coisas. – disse ele, eloquente. - Não concorda? – virou o rosto para Billy, que apenas via a face terrível da morte.
Billy acordou instantaneamente, levantando-se da cama num salto. Alguém batia na porta de seu quarto de hotel. Provavelmente era Jason Blood, o alter-ego do demônio Etrigan. Uma pessoa que sabia, como Billy, o que era ter algo horrível dentro de si, brigando, rasgando, retorcendo-se para sair. Billy passou as mãos pelo rosto e cabelos, sentia-se pouco descansado. Mas melhor do que na noite anterior. Talvez fosse a presença de Jason ali. Gerava um pouco de conforto ao rapaz. Billy saiu da cama e caminhou rapidamente até a porta. Abriu e realmente estava Jason Blood parado na porta. Trazia um copo de café quente. -Temos pouco tempo. O vôo pra Metrópolis sai daqui a 30 minutos e nós temos que embarcar nele. As forças da ordem indicam que precisamos fortalecer o que há de bom em você. Pensei em te reaproximar de seus amigos heróis. Fiz contato com Raio Negro e ele me disse que a Sociedade da Justiça irá visitá-lo para uma convocação pro seu novo quadro. Também me disse que seria interessante para eles contar com o Capitão Marvel. – disse o mago. Billy estava anestesiado com a notícia. Ele de volta à Sociedade da Justiça? Seria mesmo possível? - Senhor Blood, eu... – balbuciou antes de ser interrompido pelo homem à sua frente. - Vamos ter que correr com esse tempo. Parece que vem uma tempestade por aí... Você não precisa temer nada. Eu estarei ao seu lado. – disse ele. - Obrigado, sr. Blood. Eu me sinto seguro com o senhor. – deu um breve sorriso antes de se arrumar e correr para o aeroporto com seu protetor.
- Não entendo porque vocês humanos viajam numa máquina voadora. Por que não usam magia? – perguntou o Marvel Sombrio, pairando sobre Billy. ”As pessoas comuns, a maioria pelo menos, nem sabe que existe magia, Marvy. Muitas acreditam mais no que podem ver e tocar. Magia pra eles é puro conto de fadas." – respondeu mentalmente Billy. - O que é “conto de fadas”? – perguntou, como se fosse a expressão mais estranha que já ouvira. “Histórias pra crianças, fantasia, mitos...como João e Maria e a casa de doces.” – respondeu. - Quem disse que eles são “fantasia”? – disse sério. "Como é que é?" – pensou intrigado. - Vocês humanos deveriam saber que toda história, por mais “fantasiosa” que seja, sempre tem um fundo de verdade. Seja ela boa ou não. – falou sério. Billy engoliu seco.
A viagem para Metrópolis foi rápida. Jason Blood e Billy não perderam tempo e procuraram um táxi para leva-los até um bairro de nome pouco sugestivo, “beco do suicídio”. Durante o trajeto, Billy reparava nos arranha-céus da “cidade do amanhã”. Fazia bastante tempo que não vinha a Metrópolis. Pensou por um momento na morte de Lois Lane. Deveria visitar o Superman? Billy perdia-se em pensamentos quando finalmente haviam chegado. Billy saiu do táxi acompanhado de Jason Blood, que tocou a campainha da porta. Firam recebidos por ninguém menos que o Raio Negro, Jefferson Pierce. Billy não sabia que aquela era a residência do mesmo. O rapaz conhecia a fama do Raio Negro, ex-membro da Liga da Justiça. Ao serem recebidos e adentrarem a casa, são recepcionados pelo Homem-Hora, Rick Tyler. Billy não sabia ao certo se o Homem-Hora sabia que ele era o Capitao Marvel. Poucos membros da SJA sabiam desse segredo, como Jay Garrick e Sideral. Sideral...será que ela também seria chamada? Billy sentia muita falta de Courtney. - Bom dia a todos! – falou acanhado. [color=cyan]Sr. Pierce, Sr. Tyler, é um prazer revê-los.[color=cyan] – sorriu. Billy ficou um pouco surpreso com a calorosa recepção do Homem-Hora. Será que ele ainda não sabia do pacto entre Billy e as entidades do submundo? - Ele não sabe de nada. – disse o Marvel Sombrio, flutuando, analisando o Homem-Hora de cima a baixo, com certo olhar de desprezo. - Apesar de ter vislumbres daquilo que pode acontecer, esse homem é patético. Refém de sua própria herança, seu próprio sangue. – disse desgostoso. "Cala a boca, Marvy!" –pensou furioso. Billy brigava mentalmente com o Marvel Sombrio e não prestou muita atenção no que acontecia naquela “reunião”. Parecia que ele não fora o único a ser recrutado para a nova formação da SJA: a filha do Raio Negro também iria participar. Era evidente o receio do Raio Negro em apoiar a decisão da filha. - Sr. Tyler, neste momento, eu sou necessário junto ao Capitão Marvel. Nós temos assuntos que precisam ser resolvidos e os quais apenas juntos podemos desenvolver. – disse Jason Blood, repentinamente. Billy sentiu-se desconfortável. Tinha medo de sem querer expor aos outros o verdadeiro motivo da proteção de Jason Blood. Tinha medo de isso arruinar suas chances em voltar para a Sociedade da Justiça, sentir-se parte de uma equipe, uma família novamente. Talvez, rever Courtney...Billy interrompeu seus pensamentos ao ver a expressão do Homem-Hora. Ele estava suando muito, olhando para lugar nenhum. - Sr. Tyler? O senhor está bem? Sr. Tyler? – disse preocupado. O que estaria passando pela mente do Homem-Hora?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Administrador em Qui Abr 11, 2013 11:26 am

Por que Billy Batson dependia tanto de Jason Blood? O que Billy não está nos contando? Jamais imaginei que veria o Capitão Marvel, a pureza em pessoa, associado com alguém como Etrigan. Mas sei que Billy vai nos dizer o que está havendo quando chegar a hora certa.
No momento, eu tenho preocupações maiores. Enquanto Jason Blood justificava sua aliança com Billy, as partículas de táquions me deram um vislumbre do futuro. Um novo atentado estava para ocorrer em Metrópolis e restavam menos de 60 minutos para impedir a tragédia.

- Pierce, os ultra-humanistas atacarão de novo! Desta vez, em um cemitério de Metrópolis! Por acaso, você não saberia nos dizer onde Lois Lane será enterrada, saberia? Nós temos 58 minutos para chegar lá a tempo de deter o homem-bomba!

Aguardei o auxílio de Raio Negro, mas para agilizar as coisas, disse para Jesse preparar a Águia de Aço para a nossa partida. Deixarei a história de como foi difícil pousar a aeronave no Beco do Suicídio para um outro dia. Quando você luta contra o tempo, tem que ignorar os detalhes.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Leo Rocha em Qui Abr 11, 2013 4:32 pm

A visão era bem clara e dizia a dizia a Rick que uma bomba explodiria. Rapidamente, ele pede a Jesse que use sua velocidade para alcançar a Águia de Aço, que fora aterrissada no aeroporto de Metrópolis afim de não chamar a atenção para a residência de Jefferson Pierce. Ambos sabiam como era delicado manter uma identidade secreta e mais ainda com uma nave na porta da frente de casa.
Usando a fórmula de velocidade ensinada por seu pai, Jesse alcançou a nave em poucos segundos e iniciou o vôo, se comunicando com Rick para saber onde buscar o grupo.
Na casa, Raio Negro diz:

Arrow O funeral está acontecendo no cemitério central de Metrópolis. As escolas foram fechadas hoje em homenagem às vítimas do atentado. Jesse pode pousar o jato nos fundos da escola próxima e vocês podem ir para lá seguindo a rua acima. Jennifer levará vocês.

O grupo segue rapidamente até o campo e em pouco tempo encontram a nave lá. Assim que entram, Jennifer se vira para Billy e pergunta:

Arrow Você acha que chega mais rápido voando como Capitão Marvel?

Jason Blood apenas observa o jovem diante da pergunta.Havia muito a fazer e uma hora deveria ser o tempo que eles precisariam para evitar que o mundo se torne um lugar bem pior...

nota do narrador: Vocês podem postar aqui a conclusão das ações no Beco do Suicídio e da viagem até o cemitério e depois continuar a postagem no DEFCON 5.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4164
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prólogo 3: New Old School

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum