Incidente Internacional

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Incidente Internacional

Mensagem  Guima em Seg Dez 17, 2012 1:33 pm

Médico desconhecido alega ter descoberto cura para o câncer


Publicado em Dezembro 15, 2009

Evangelos Michelakis, um pesquisador de câncer na Universidade de Alberta, descobriu há três anos que uma substância química comum e não-tóxica conhecida como DCA, abreviação de ácido dicloroacetato, que inibe o crescimento de tumores cancerígenos em ratos. As constatações iniciais de Michelakis ganharam muito alarde na época e recircularam na Web novamente esta semana, em grande parte por causa de um post em um blog intitulado "Cientistas curam o câncer , mas ninguém toma conhecimento", o que desencadeou um novo debate com as pessoas perguntando se isto era realmente verdade.

O mecanismo pelo qual DCA funciona em ratos é extremamente simples: ele elimina a maioria dos tipos de células cancerosas através da alteração da forma como estas metabolizam o açúcar, causando-lhes a auto-destruição sem afectar os tecidos normais.

Após os testes em animais, Michelakis e seus colegas fizeram testes de DCA em células cancerosas humanas em uma placa de Petri, e em seguida conduziram testes clínicos em humanos, usando 1 milhão e meio dólares recebidos através de doações. Seus resultados foram encorajadores, o tratamento com DCApareceu estender a vida de quatro dos cinco participantes, e seu estudo foi publicado no ano passado na Science Translational Medicine.

O trabalho preliminar em ratos, culturas de células, e pequenos ensaios em humanos, aponta para o DCA como sendo um poderoso tratamento do câncer. Mas isso não quer dizer que seja a tão esperada cura do câncer. Muitos outros compostos que pareciam igualmente promissores nos primeiros estágios de investigação acabaram por não cumprir a promessa. Mas mesmo assim Michelakis acredita que o DCA é merecedor de uma quantidade maior de testes em humanos.

Michelakis não patenteou sua descoberta. E não porque ele não quer, mas porque ele não pode. Quando se trata de patentes, o DCA realmente é como o sol: é um produto químico barato, amplamente utilizado e que ninguém pode patentear.

E no mundo de hoje, essas drogas não atraem financiamentos facilmente.

As empresas farmacêuticas não estão exatamente ignorando o DCA, e elas definitivamente não estão suprimindo a investigação com o DCA. É só que eles não estão ajudando. Por quê? O desenvolvimento de drogas é basicamente um negócio e investir no DCA simplesmente não é um bom negócio. "Os grandes laboratórios farmacêuticos não tem qualquer interesse em investir [na pesquisa com o DCA] porque não haverá lucro", disse Michelakis.


Última edição por Questão em Sex Dez 21, 2012 1:46 pm, editado 2 vez(es)

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2222
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Guima em Sex Dez 21, 2012 1:38 pm

OMS desmente Médico que disse ter encontrado cura do cancer


Publicado em Abril 08, 2010

Se um dia você ouvir que foi encontrada a cura do câncer, não leve a sério. O que chamamos de câncer é, na verdade, um conjunto de mais de cem doenças que, em comum, têm apenas a célula maligna. Não só os tumores originados nos diversos órgãos apresentam características próprias, como aqueles oriundos de um mesmo tecido evoluem de forma variável em cada indivíduo. Por exemplo: estima-se que para um câncer de mama atingir 1cm de diâmetro pode levar de dois a 17 anos, conforme o caso. Há tumores que se disseminam pelo organismo antes de serem detectáveis pelos exames radiológicos mais sensíveis, enquanto outros de aparência idêntica, operados quando já mediam 5cm, nunca se espalham.

É evidente que a escolha do tratamento precisa levar em conta todas essas peculiaridades. Para tanto, é fundamental identificarmos fatores prognósticos: conjunto das características que dão idéia da gravidade do quadro e da probabilidade de resposta à terapêutica.

Na década de 1970, sugiram os primeiros estudos cooperativos internacionais. Neles, pesquisadores de vários centros reúnem em pouco tempo centenas, milhares de pacientes com o mesmo tipo de câncer, divididos de acordo com determinados fatores prognósticos, para distribuí-los ao acaso com a finalidade de receber esquemas de tratamento que serão comparados estatisticamente no final. Esses estudos provocaram uma revolução na cancerologia. Decidir a melhor forma de tratar alguém deixou de depender exclusivamente da impressão subjetiva do médico.

Hoje, por mais promissora que seja uma droga, só será aprovada para uso clínico caso demonstre eficácia nesses estudos internacionais com milhares de pacientes. Como consequência, dispomos de medicamentos bem avaliados, com índices de resposta previsíveis e toxicidade conhecida. Esse processo, no entanto, é caro e demorado. A indústria farmacêutica calcula que são necessários no mínimo dez anos de pesquisa
para lançar um novo produto no mercado, a um custo médio de um bilhão de dólares.

Para complicar, a experiência mostra que cada medicamento descoberto ajuda a curar apenas certos subgrupos de pacientes e a prolongar por mais alguns meses a sobrevida dos incuráveis.

Todos os tumores avançados que curamos nos dias atuais exigem combinações de várias drogas, frequentemente associadas a modalidades como cirurgia e radioterapia.


Declarou a porta voz da Organização Mundial de Saude.

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2222
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Guima em Sex Dez 21, 2012 1:55 pm

Assembléia mundial da OMS sofre atentado terrorista.

Antes dos atentados, diversos manifestantes ostentavam cartazes escritos " Chega de privatizar a cura"

Publicado em Dezembro 15, 2012

Os terroristas suicidas atacaram uma reunião de líderes mundiais da saude na cidade de Genebra, Suiça, matando pelo menos cinco pessoas e ferindo outras 15, informaram autoridades.

Um homem armado a pé abriu fogo contra os guardas na entrada do edifício administrativo da Organização, forçou sua entrada e detonou os explosivos que carregava consigo, enquanto um segundo terrorista bateu com seu veículo carregado de explosivos na parede do prédio.

O edifício desabou parcialmente devido ao impacto das explosões, e alguns dos feridos eram retirados dos escombros durante uma operação de busca para verificar se havia outras vítimas fatais no local.

A diretora da OMS, Dra Margaret Chan abalada com o atentado prometeu pronunciar-se em publico ainda na noite de hoje.



_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2222
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Guima em Dom Jan 06, 2013 11:05 pm

Prisão de Belle Reve cerca de 3 horas após o atentado contra a Organização Mundial de Saude

Amanda Waller estava afoita e aparentemente ansiosa. Ela acabara de convocar novamente o novo Esquadrão Suicida. Rocket, Shadow, Duplo Ataque, Giovani, Confessor e um novo integrante chamado Spyware. Com excessão de Giovani, todos estavam encarceirados em Belle Reve. Alguns que ali estavam podiam desconfiar desse "passe livre" de Amadeus, porem poucos ousariam duvidar das decisões de Waller.



Sem delongas ela inicia a reunião. Boa tarde senhores! Mas problemas imediatos requerem soluções imediatas. Há uma nova e perigosa missão para o Esquadrão Suicida e foi para isso que os convoquei com tamanha urgencia. Amanda então pega um controle que estava proximo a mesa redonda onde todos estavam sentados a ouvindo e clica em um botão que ativara uma tela onde mostrava cenas de um atentado terrorista


Como puderam ver, a embaixada da organização mundial da saude sofrera um violento ataque terrorista. Ainda não houve pronunciamentos sobre quem teria assumido os ataques. Nossa inteligencia descartou o Talibã e a Al Qaeda por enquanto por esse não ser a zona de interesse deles porem sabemos que há varias células terroristas no mundo...COLMÉIA, JIHAD, SD-6... são só exemplos de algumas células que talvez teriam interesse em questões de "saúde". Waller pausa por um momento olhando a todos que estavam ali e retoma o dialogo

Não gosto de "atirar no escuro" mas tenho uma pista por onde podem começar. Veem aquele homem de aparentemente 40 anos de idade, cabelos despenteados, oculos de grau e segurando uma das placas " Chega de privatizar a cura" ? Pois bem, este homem é Evangelos Michelakis, outrora médico de grande renome conhecido por pesquisas avançadas contra o cancer. Quando Michelakis disse ter encontrado uma "cura" para o cancer, logo ele foi desmentido pela OMS e ele caiu no esquecimento e foi dado como desacraditado. Desde então Michelakis não fora mais visto exceto por hj. Coincidencia?

O rosto de Michelakis aparecera na tela e fora feito um cruzamento de imagens. Uma era uma foto de quando ele aparecia nos artigos cientificos de medicina e outra a do exato momento em que ele estava nas manifestações antes do atentado. O cruzamento dava 100% de compatibilidade. Após isso, Waller comanda aos seus suicidas

Robert, Roy e Katay. Vocês ficarão responsaveis por encontrar Michelakis. Tragam o vivo até Belle Reve. Giovanni, Lucci e Confessor, Margaret Chan ira fazer um pronunciamento sobre o ataque terrorista em Genebra até o fim do dia. A missão de voces é interroga-la antes que ela se pronuncie. Como diretora da organização A dra Chan deve ter suas desconfianças por tras desse ataque. Quero um relatório até a meia noite. Isto é tudo. A menos que tenha alguma coisa a dizer falem logo ou estão dispensados.

Off: Postei o video só para ilustrar uma situação de atentado, as informações no video são desconsideradas

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2222
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Phelipe Peregrino em Seg Jan 07, 2013 11:18 pm

Amanda falava de forma rápida e direta. Em retrospectiva, posso contar exatamente quantas horas fazem desde nosso último encontro, e meu único lamento é que são tão poucas horas para serem contadas. Seu perfume barato e hálito ácido são uma agressão aos sentidos, e sua voz embriagada com sua sensação de poder me faz querer esbofeteá-la.

Um vídeo, algum bando de malucos explodiu a sede da organização mundial de saúde em Genebra. Eu daria tudo para ver a cara da "Cidade da Paz" e os genebrinos durante esse caos. Não é inteiramente saudável uma cidade ser tão homogeneamente perfeita. É por isso que detesto a cidade. A ausência dos becos putrefeitos, a imundice e os seres rastejantes oriundos dos infernos sociais é um deleite visual que me falta quando caminhos pelas vielas de Genebra.

Amanda Waller: Desde então Michelakis não fora mais visto exceto por hoje. Coincidência?

Eu abro um sorriso. É inebriante ouvir a dúvida e a incerteza escorrer dos lábios sebosos daquela que esta tão acostumada a saber das coisas.

Amanda Waller: Giovanni, Lucci e Confessor, Margaret Chan ira fazer um pronunciamento sobre o ataque terrorista em Genebra até o fim do dia. A missão de vocês é interrogá-la antes que ela se pronuncie.

Me levanto de súbito. Arrumo os botões do terno e passo a mão pelo cabelo de forma suave.

Giovanni: Falar com a Sra. Chan antes de um pronunciamento? - Sorri. - Isso nos dá uma margem de 8... Talvez 9 horas para agir. Temo que não poderei dar uma breve passada em minha casa. - De um dos bolsos tiro um relógio Patek Philippe Calibre 89, uma belezinha de 5 milhões de dólares e dou uma olhada rápida. - Gostaria de inspecionar minha nova empregada. - Sorri novamente encarando Waller. - Uma garotinha obesa e de capacidade mentais irritantemente limitadas que mandei batizar de Amanda Waller. Não serve para fazer um café, mas suas negras bochechas sebosas são macias e ótimas para estapear. Mas temo não ser possível dado ao correr do tempo.

Fecho o relógio e tento beber com prazer da expressão que surge no rosto de Amanda enquanto ela processa minhas ultimas palavras.

Giovanni: Senhores... - Eu me volto aos homens designados para essa missão comigo. - Podemos partir em 30 minutos no meu avião particular, se Amanda não vir problemas nisso. - Olho para ela de soslaio. - Sou um anônimo bem-feitor da OMS com um de meus laboratórios. Conseguir um breve encontro com a Sra. Chan pode ser arranjado. Só preciso fazer umas ligações. Claro que na cabeça de vocês pode ter surgido um esquema arrojado e louvável de sequestro e cativeiro da admirável senhora, mas tal feito logo após um atentado terrorista armaria um circo sem precedentes. Faremos ao meu modo, meus caros.

_________________
avatar
Phelipe Peregrino

Número de Mensagens : 1391
Idade : 28
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Drako em Ter Jan 08, 2013 3:19 pm

Lucci era um cara inteligente, mas tinha dificuldades de se concentrar em qualquer coisa que não fosse o seu momento com o Cigarro. Terrorismo, Ataques a Genebra e qualquer outra coisa que não lhe afetasse diretamente não o interessava. Se importava mais em saber o porquê, mesmo após decidir se juntar a equipe de Waller, ainda estava jogado em uma cela.

Rob Lucci:
Estou sem cigarros, alguém tem? Preciso mesmo de uma tragada.

Até que ele nota que a conversa era sobre um assunto em especial, um assunto que lhe importava, e muito. Câncer. E não só a doença em si, mas a cura dela. Rob não era burro, ele sabia que seu vicio iria acabar lhe matando cedo ou tarde, e a ideia de morrer com Câncer de Pulmão era uma das que ele menos gostava. 90% das pessoas diagnosticadas com a doença são ou foram fumantes, e para uma chaminé ambulante como Lucci, era quase que um caminho único a percorrer.

Rob Lucci:
Ei Ei, perai! Waller, quais as chances desse Michelakis ter realmente encontrado a cura? Isso é algo que muito me interessa. –Diz enquanto tamborila os dedos na cadeira, mais pela ansiedade consequente da falta de cigarro do que pela resposta em sí.

Escutando Amadeus Giovanni debochar da Amanda ele tem a certeza é que o ricaço definitivamente era uma pessoa perturbada, mas como é uma fonte quase que inacabável de dinheiro, Rob via nele uma fonte de renda, apesar de saber que nunca poderia confiar 100% nele. Sabia que um cara como aquele nunca deixaria de ter inimigos e pessoas que gostaria de desovar, e é isso que Rob precisa em um cliente.

Logo Amadeus dá as ordens.

Rob Lucci:
Seu plano é realmente o melhor a se seguir. Posso me passar por seu segurança, o que de fato posso ser por uma boa quantia de verdinhas, para nos infiltrar no local sem chamar atenção. Eu e você somos os menos espalhafatosos do grupo, mas o Confessor aqui vai com a gente, então ou ele se veste de MIB ou terá que ficar nos dando cobertura do lado de fora.

Ele pensa novamente, Confessor parece ser um cara furtivo. Apesar de serem da mesma equipe ele não conhece absolutamente nada sobre ele.

Rob Lucci:
Também tem a opção de entrar sem que te vejam. Será que consegue se infiltrar sem ser notado, Confessor? Enquanto estamos com a Dra. Chan, você poderia conseguir qualquer tipo de informação útil a nos. Acha que pode fazer isso?

Após isso, Rob anda em direção ao Amadeus e fala de voz baixa.

Rob Lucci:
Precisamos conversar sobre negócios.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1701
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Scorpion em Qua Jan 09, 2013 2:16 am

Rocket ouve as explicações de Amanda e logo indaga.
Ray: Roy?! Quem diabos é Roy?! O nome é Ray Topper, senhora Waller. Ray é derivado de Raymond, enquanto que Roy é nome de coelho de desenho animado e...
Percebendo a cara de Amanda, Ray conclui.
Ray: Ok, moça... já me calei.
Nem mesmo alguns segundos calados, Ray volta a falar, com sua jovialidade.
Ray: Ah, ainda bem que não vamos ter de matar ninguém. Eu definitivamente não me alistei pra sair matando senhores de idade... quanto a resgatá-lo, isso é mole. Nós só temos de atraí-lo para um local aberto e eu posso fisgá-lo e trazê-lo direto pra América. Posso inclusive voar abaixo dos radares e em áreas civis, onde helicópteros e aviões de combate não conseguem manobrar.
Ele pensa um pouco.
Ray: Entretanto, eu vou precisar de uma máscara de oxigênio de pelo menos 6 horas de duração se você quiser o cara vivo. Pra que nenhum avião possa me alcançar, eu vou ter que atingir pelo menos 2700 km/h. Nesta velocidade é impossível de se respirar. Só que eu soube que os russos estão testando mísseis que quebram 5 vezes a barreira do som, o que me torna uma tartaruga perto deles. Por sorte, os Suíços não são muito fãs de guerras...
Ele olha para seus companheiros Duplo Ataque e Spyware.
Ray: E então, galera? Vocês têm algum outro plano de como podemos fazer isso?

Nota pro narrador: Ray não foi preso em Belle Reeve. Ele nem é um criminoso. Ele se alistou no Esquadrão pra fazer frente com sua namorada, Lady Falcão Negro, por ela ter entrado nas Aves de Rapina e por ele não ter sido convidado.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2326
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Convidado em Qua Jan 09, 2013 4:13 pm

Dois meses atrás eu estava em Gotham, quando fui presa pelo Robin Vermelho ao tentar roubar tecnologia das Empresas Wayne. Desde então estou em Belle Reeve. Esta não é uma prisão comum, todos os detentos tem celas individuais, todos são classificados perigosos demais para dividirem a cela, seja com quem for, além disso, aqui as facções são divididas entre meta-humanos e humanos, não que faça muita diferença aqui, todos os poderosos usam colares supressores de poderes (ou coleiras, como nós chamamos), deixando todos iguais, pelo menos aqui dentro. Quanto a mim, estou do lado dos sem poderes, mas isso não quer dizer nada, um gênio tecnológico não tem muita serventia na prisão, e não existem muitas mulheres que apreciem a tecnologia como eu, então costumo ficar sozinha por aqui, observando tudo. Não ligo pra ficar sozinha, nuca tive muito apoio na minha vida, mas o que realmente sinto falta é da música, preciso de ritmo na minha vida.

Todas as celas são abertas e trancadas automaticamente, não é possível abri-las de outra maneira, as outras portas são controla-das por outro sistema, e um sistema independente é acionado por um alarme, lacrado todas as saídas com placas de titânio. Sistema contra incêndio padrão. E privacidade não é uma opção, todas as celas possuem câmeras de vigilância, falando nisso, já sei onde todas se encontram, e existem 3 pontos cegos aqui dentro, uma falha de segurança que pode ser crucial, além do que todas as visitas são monitoradas, e as conversas filmadas e gravadas. Imagino que o lado dos rapazes seja um espelho do que vejo aqui. Você deve estar se perguntando como eu sei de tudo isso. Eu não estava exagerando quando disse que sou um gênio tecnológico...

Mas o que realmente torna Belle Reeve diferente das demais prisões é o fato de, na verdade, ela ser uma faixada para recrutar agente para o "Esquadrão Suicida" fato ignorado por todos os civis, mas conhecido por todos que ganham a vida como eu.

Há pouco tempo atrás uma garota conhecida como Snow Blow foi recrutada, desde então ela não retornou, conseguiu sua liberdade, não sei se foi com vida ou não... Hoje a porta da minha cela abriu sozinha, as câmeras me seguiram o tempo todo, isso só podia significar que chegou a minha vez.

Sou encaminhada para uma sala onde pego minhas ferramentas de trabalho, tudo estava lá, menos meu lex-pod, começo a ficar irritada e ansiosa. Porém, antes deu me equipar totalmente, levo uma injeção no meu pescoço, acredito que assim que eles controlam os agentes do esquadrão. Dói por um breve momento.

Minutos depois chego em outra sala, me deparo com 5 homens e um monitor, sento no meu lugar e aguardo.

Waller chega, liga o monitor, videos e informações passam nele, depois ela passa mais informações e divide o esquadrão em duas equipes. A missão é sobre uma possível cura de câncer e um atentado terrorista. Ela levanta algumas suspeitas, mas são apenas isso, suspeitas. Durante a palavra de Waller um homem me chama a atenção, não aprece pertencer a Belle Reeve e seus comentários machistas me irritaram.

Waller: A menos que tenha alguma coisa a dizer falem logo ou estão dispensados.

Quase todo mundo fala ao mesmo tempo e ela tem que se virar para atender a todos. Mas eu também preciso fazer minha solicitação.

Spyware: Meu lex-pod, onde ele está? Me disseram que eu teria todos os meus equipamentos, mas não encontrei ele.

Waller: Isto aqui é uma missão, não uma excursão! Você não precisará dele.

Spyware: Se eu for morrer por você, que seja ouvindo música pelo menos.

Demora um pouco, mas eu a convenço a devolver minha música, ela não entende a importância do ritmo no meu trabalho, mas cede do mesmo jeito. Assim que tenho eles em mão já começo a ouvir minhas músicas.

Spoiler:

Logo em seguida, o homem que fez questão de ser chamado de "Ray" começa a falar sobre aviões, mísseis e suas capacidades de voo. Ou eu perdi alguma coisa ou nós ainda não sabemos onde o nosso alvo está. Waller quer encontrar um cientista chamado Evangelos Michelakis, um pouco diferente de roubar tecnologia e informações, mas eu dou conta.

Ray: E então, galera? Vocês têm algum outro plano de como podemos fazer isso?

Não sou de falar muito e liderar grupos, mas já que perguntou... esse cara parece meio perdido, tive que sugerir uma ação.

Spyware: Bom, nós nem sabemos onde ele está de fato, certo? Precisamos achar ele antes... Se me derem acessos aos computadores, eu posso rastreá-lo...

Assim que falo, percebo que surpreendi alguns. Não tinham percebido que eu era uma mulher, só por eu não ter o corpo escultural e estereotipado das mulheres como Snow Blow. Eles podem ter certeza que não sou como ela.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Seg Jan 14, 2013 12:41 pm

Eu ouço apenas pecadores ao meu redor... Apenas um homem nessa sala exala um odor inocente...

Ray: Roy?! Quem diabos é Roy?! O nome é Ray Topper, senhora Waller. Ray é derivado de Raymond, enquanto que Roy é nome de coelho de desenho animado e... Ok, moça... já me calei.

Quanta simplicidade e ouvi dizer que ele é namorado da doce Lady Falcão negro, uma garota que se veste igual uma apresentadora de programas infantil do Brasil. Eu fico admirado como o pecado ronda os heróis, como eles o acolhem por sua falta de percepção para o mal e como Satã esta sempre perto, querendo um cordeiro para devorar... Devorar almas... sim... isso é comungar do corpo e sangue.

Ray: Ah, ainda bem que não vamos ter de matar ninguém. Eu definitivamente não me alistei pra sair matando senhores de idade...

Não matar? Oh, que inocente... Eu nem mesmo escuto o resto apenas percebo que ele pergunta aos outros por um plano de ação.


Eu creio que nem preciso dizer nada, eu conheço tudo que vários mundos podem gerar e que nenhum criminoso deve viver.


-A morte, meu jovem... é subjetiva. Nós todos somos parte do corpo de Cristo... E um dia seremos todos como uma linda videira no céu, as partes da videira que Cristo não quiser, por conta de seu pecado ,serão queimadas no fogo eterno. Jesus é um grande jardineiro cósmico e as árvores, somos feitos de nozes... Que brotaram... Se ele morrer aqui, vivera no reino futuro. Acredita no reino futuro, não?

Nota: a parte em itálico tem um duplo sentido, o pronome seu pode ser usado tanto a terceira pessoa quanto segunda. O objetivo é tentar ver o quanto Rocket tem qualquer temor religioso.

_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2572
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Leo Rocha em Seg Jan 14, 2013 8:44 pm

Robbie olhava a todos os presentes com certa ansiedade. A última vez em que encontrara aqueles homens quase terminou com a morte do grupo e ele tinha finalmente entendido o que era o temor da morte.
Ele ouve em silêncio Waller falar e consegue ouvir a gargalhada de Bob quando Giovanni tenta menosprezá-la.

"Esse almofadinha tem senso de humor... Tomara que eu não precise matá-lo..."

Bob falava em sua mente e parecia doido para sair. Ele queria brincar, mas ainda era cedo e Robbie sabia que precisava se conter. Se manter no controle. Ele vê Rob Lucci sair tentando uma associação com Giovanni e de novo ouve Bob:

"Esse vai cheirar o rabo do ricaço até conseguir um trocado pra fumar sua erva.. Esses viciados de merda fazem qualquer coisa por uma bagana.. Se o riquinho pedir um boquete, é capaz dele perguntar se é com lingua ou sem..."

Neste momento Ray corrige a forma como Waller falou seu nome, Bob se contenta em comentar:

"Então o galãzinho tem medo que esqueçam o nome dele... O playboy tá tão desesperado que precisou se juntar a esse bando de bostas pra se sentir alguém... Se isso não é falta de auto-estima, então não sei o que é.."

Então Ray pergunta sobre um plano, sendo respondido pelo novato Spyware. Mais uma vez Bob sussurra em seu ouvido:

"Que porra é essa?O cara parece um daqueles bonecos dos seriados nerds idiotas que você fica vendo.. Sem essa armadura deve ser uma garotinha assustada..."

Ele respira fundo e tenta não deixar o suor lhe entregar. Ele então ouve o Confessor falar com sua voz grave e suas palavras fortes. Esse era um homem que o assustava, porém Bob mais uma vez tinha um chiste para dizer:

"Esse aí é maluco ou é viado? Detesto estes caras que ficam prevendo o fim do mundo! Dá vontade de adiantar o fim pra eles..."

Arrow Para...

A voz sai baixa, mas chama a atenção. Percebendo que o olham ele diz:

Arrow Vamos seguir a sugestão de Spyware. Se ele quiser, eu posso ajudar na busca. Depois de conseguir a localização, nós traçamos o plano de abordagem. Ray, você tem um equipamento em boas condições? Acho que seria legal verificar se precisa de alguma atualização. E então, vamos começar?



Última edição por Raio Negro em Ter Jan 15, 2013 7:37 am, editado 1 vez(es) (Razão : Editado porque o Bob não tem visão de Raio X...kkkk)

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4094
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Guima em Ter Jan 29, 2013 2:44 pm

Amanda ignora o comentário irritante de Giovanni, mas não sem encará-lo nos olhos com uma expressão pouco amigável.

- Não vejo problemas nenhum em seu plano Amadeus, alias é para isso que vc está aqui... O seu “social” é o que está mantendo no grupo, ao menos por enquanto... – Ironizou Waller ao final da frase.

- As chances de cura, apontadas por Michelakis chegaram a cerca de 95 %, Lucci – Respondeu Waller – Uma margem alta como essa poderia erradicar a doença, mas os conglomerados farmacêuticos viram nisso uma ameaça a seus lucros e num jogo de interesses decidiram através da OMS ridicularizar a “ cura milagrosa” de Michelakis através de uma forte propaganda midiática que o fez ser taxado como “louco”.

Os comentarios de Ray não foram bem recebidos por Waller que imediatamente retrucou...

- “Ray, Roy”... desculpe garoto, mas não estou aqui para discutir trivialidades. Entendo suas preocupações e o equipamento necessário para a missão estará disponível.

Voltando-se para Spyware ela continua

- Até então, nossa central de inteligência não conseguiu acesso a Michelakis exceto pelo reconhecimento visual... não sabemos qual nome ele está usando e nem se está usando cartões de crédito ou mesmo se está hospedado na cidade. Mas isso talvez não seja problema pra você não é mesmo Spyware? Afinal essa é sua especialidade... Waller então puxa uma maleta e caminhando em direção de Spyware entrega a ela. Era um notebook de ultima geração com configurações voltadas para invasões de sistema e quebras de sigilo – Considere um presente, faça bom proveito.

Amanda então olha para o seu relogio franzindo a testa e esperando que os integrantes do Esquadrão traçassem um plano para iniciarem a nova missão.

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2222
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Convidado em Sex Fev 01, 2013 1:25 am

Waller acaba de me dar acesso a um computador?! Será que ela tem noção que está abrindo todas as portas pra eu dominar o sistema da sua preciosa prisão?! Wow, fazer parte do esquadrão está sendo melhor do que eu imaginava! Hum... ela deve confiar mesmo nos seus nanos que implantou na gente... melhor eu não aprontar nada por enquanto... quer dizer, só um pouquinho, eles esperam que eu tente alguma coisa...

Assim que pego o notebook, conecto ele a minha luva tecnológica, a tecnologia que ela me deu é muito boa, mas eu posso fazer alguns upgrades nela, minha tecnologia possibilitará que eu potencialize a operação, além de me dar uma tela a mais para visualizar. Ela diz que já procuraram por ele e até agora nada, bom, eles são policiais e nerds, talvez alguém com contatos e que não precise de permissão pra invadir qualquer computador do mundo.

Antes de começar o trabalho preciso de algo pra ditar o ritmo.

Spoiler:

Levará alguns minutos até eu controlar o sistema de Belle Reeve e alguns satélites, mas eu consigo, não que seja fácil, mas passei um bom tempo invadindo e controlando sistemas, posso dizer que minha vida consiste em invadir o sistema.

Após conseguir o acesso começo a minha busca. Invado o sistema de câmeras que estão próximos ao prédio da OMS na Suíça, num raio de 3 quarteirões, não só no dia do ataque, mas dias antes também, junto com as gravações rodo um identificador facial, os atentados são planejados com antecedência, talvez nosso alvo tenha feito uma visita dias antes. Com certeza obterei imagens dele no dia da explosão, nesse caso farei o possível pra acompanhar de onde ele veio e para onde ele foi, acompanharei o máximo que puder.

Mas, eu não seria boa no que faço se dependesse só disso, percorro todo a vida dele até o momento de seu sumiço, isto é, entro nos arquivos das faculdades onde estudou, nos laboratórios onde trabalho, nos bancos onde tem/teve contas, procurando descobrir endereços, números de telefones, e-mails, com que trabalhou, com quem se relaciona. Após obter tais informações vasculho seus e-mails para ver com quem se relacionou nos últimos tempos, procurando por qualquer troca de e-mails suspeita, rodo um programa que me permite ter acesso a e-mail deletados - explicaria como isso funciona, mas estaria dando informação demais -, também invado o sistema das companhias telefônicas procurando por registros de ligações e sms trocadas pelo alvo. Em todos os casos posso analisar as pessoas com quem mais teve contato, talvez elas sejam o inicio do caminho que me levará até ele.

Por último, entro no sistema de monitoramento da CIA, sabe, todos pensam que é lenda ou teoria da conspiração, mas de fato eles possuem um programa que monitora as ligações, e-mails, sms, sites, procurando por palavras chaves que possam levá-los a descobrir com antecedência as investidas dos agentes libertários. O problema é que são muitos códigos, e estão a todo momento sendo atualizando, dessa forma, nenhuma agência repressora consegue decodificar todas as mensagens, porém, esse é um problema que eu não tenho. Problema seria invadir um dos sistemas mais bem guardados do mundo, mas, vejam só, me deram acesso direto a ele!!!

Isso deve ser o suficiente, contudo, como de costume, e também necessário, coloco uma trilha sonora para embalar o trabalho, mas dessa vez compartilho com a equipe, precisamos ficar no mesmo ritmo.



Enquanto faço as pesquisas principais, rodo um programa em segundo plano procurando por informações sobre essa equipe, preciso saber com quem estou lidando... principalmente aquele machista - não gosto dele- e aquele maluco falando sobre morte e realidades paralelas - ele me dá medo.

Também a aproveito para utilizar os auto-falantes do presídio para animar os detentos, uma musiquinha pra gente não faria mal!

Spoiler:

A direção de Belle Reeve não vai gostar de nada disso, mas tantos faz, eles já esperavam que eu aprontasse algo do tipo, e precisam entender que não estão no controle de tudo.

Alguns minutos depois, tenho o resultado da minha pesquisa.

Spyware: Pronto! Já temos aonde ir... "Then fly away from here"

OBS: as informações serão dadas pelo Sandoval rs

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Scorpion em Sex Fev 01, 2013 2:57 am

Eu ouço o cara de preto falar um monte de coisas sobre Deus e Jesus e morte e mais um monte de outras coisas...
No fim, o cara me faz uma pergunta.

"Se ele morrer aqui, vivera no reino futuro. Acredita no reino futuro, não?"

Eu coço o meu queixo e penso...
Ray: Bem, cara... se eu vim do passado, obviamente que deve haver um Reino do Futur, certo? Era essa a resposta que você etava esperando?

Então, Spyware faz algum tipo de mugango com a luva que Waller entregou pra ele.
Mexe nas orelhas e então, do nada, o cara diz que está pronto.
Ray: Como assim, estamos prontos? Não basta sabermos onde temos de ir... temos de saber como vamos fazer, certo? Cê sabe de alguma coisa que eu não sei, certo?
Ray não dá nem espaço para o contraditório.
Ray: E nem me vem com essa de "eu sei de tudo e você não sabe de nada" que não cola comigo. Desembucha aí... você não é o "tiozinho das informações e das DATA"?

Ray ainda aguardava o curso de ação.
Ele nunca era o líder e nunca era o responsável pelos planos de ação. Na verdade ele nunca fez parte de uma equipe e nem mesmo foi um herói, vilão ou algo algum dia. Ele era simplesmente um dublê fora de seu tempo...

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2326
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Leo Rocha em Dom Fev 24, 2013 10:49 am

Robbie se aproxima de Spyware depois que este encerra a busca e diz:

Arrow E então? Pra onde iremos?

Ele tenta não deixar transparecer a inquietação com a missão. No entanto, era patente em sua voz o medo de se colocar em outra situação como a vivida na Russia e de não conseguir conter o Bob dessa vez. Ele aguarda a resposta e, ao ouví-la, dirá:

Arrow Já preparei minhas coisas. Vamos encontrar a cura do câncer então.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4094
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Guima em Sab Abr 13, 2013 12:59 pm

O computador de Spyware traçou e cruzou dados de busca para descobrir o paradeiro de Michelakis. Ele havia pegado um avião a poucas horas e seu destino final era na américa do sul, porem o esse vôo fazia uma ponte aerea nos EUA antes de chegar no destino final. Ao delatar isso a Waller, a diretora do Esquadrão ordenou que ela ficasse e que Ray e Robbie deveriam ir atras de Michelakis nesse vôo... por algum motivo não ainda revelado, Amanda pediu para que Spyware não fosse.

Spyware então passou a coordenada para os dois agentes e eles imediatamente partiram. Restando somente Waller e Spyware na sala. Com a cabeça, Amanda pediu para que Spyware a seguisse e ela rumou para uma porta que ficara no canto da sala...

Abrindo a porta e rumando para a sala, Spyware ve mais outras tres em pé diante do coronel Rick Flagg. Rick ao ver Amanda entrar com Spyware sorriu e disse a mesma


Seu novo lote de suicidas, Amanda. Escolhi a dedo como voce pediu para fazer... Apresentem-se a Amanda! Ordenou Rick aos que ali estavam. Waller, Rick e Spyware aguardou a apresentação dos novos integrantes.

OFF: Rafa, Léo e Estrela Vermelha, por favor se apresentem





_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2222
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Guima em Sab Abr 13, 2013 1:09 pm

Amadeus, Lucci e Confessor

O jato particular de Amadeus chega a Genebra antes do esperado. Através dos seus acessores, Giovanni confere em seu IPAD em qual Hotel Margaret estava hospedada e conseguem marcar uma visita de ultima hora com a Doutora.

Pouco tempo depois, Amadeus se encontra no quarto de Chan que o esperava, no quarto havia dois seguranças que comunicavam entre si através de radios e um deles revistaram o imortal como parte do protocolo. Lucci e Confessor ficaram no corredor e os dois combinaram de esquadrinhar o local afim de achar algo suspeito. Confessor concordou em vasculhar o interior do prédio enquanto Lucci ficou com o lado de fora, mais precisamente no telhado, proximo a sacada do quarto de Margaret. Lucci percebe uma movimentação estranha, no teto dos prédios vizinhos há cerca de mais ow menos 150 metros de distancia...

No quarto, Margaret aproxima-se de Giovanni e pega em sua duas mãos dizendo Agradeço a visita, estou apreensiva com tudo isso. Voce é o primeiro rosto familiar que vejo depois daquela tragédia. Muito obrigado, Amadeus. Giovanni percebera sua fragilidade através das mãos da mulher que tremiam bastante, ela estava abalada. Ele não teria tanta dificuldade de persuadi-la a dizer o que ele precisava.

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2222
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Scorpion em Sab Abr 13, 2013 3:15 pm

Sophie entrou na sala com outros três companheiros, quando o coronel Rick Flagg mandou que todos se apresentassem.
Vendo que os outros demoravam a se apresentar, a Kobra Rainha se apresentou.
Kobra: Primeiro as damas, pelo visto, rapazes?
A mulher tinha um jeito sedutor em cada palavra. Muitos achariam que a garota era uma vadia, mas o jeito provocativo dela era oriundo à mutação do veneno de serpente em seu DNA. Como uma cobra, o jeito de Sophie era sempre escorregadio e maroto.
Kobra: Sophie Kincaid, senhora Waller; mas na comunidade de SSPs sou conhecida como Queen Kobra. Fui convocada por possuir dotes psíquicos, apesar de que minha especialidade seja a manipulação de sentimentos masculinos. Estou à serviço do Esquadrão Suicida...
Kobra trazia consigo um bastão metálico retrátil e utilizava uma roupa verde, enunciando o belo corpo da garota.


_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2326
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

o x da questão...

Mensagem  Ricardo Sato em Sab Abr 13, 2013 11:07 pm

Jonathan observa longamente os presentes ao mesmo tempo em que buscava informações, fichas criminais e detalhes no modo de agir e se expressar dos presentes.

Fazia isso quase que por reflexo,sua ânsia de saber a tanto tempo em torpor as vezes era atiçada ,ao que parece a situação estava lhe influenciando mais do que ousava acreditar.

Ao perceber a fala e ações da jovem mulher,mesmo protegido pelo seu traje ele ainda assim sentiu-se um pouco compelido e absolutamente certo de que a única que poderia abala-lo daquela forma estava morta, ele inicia uma série de análises.

Espectográfica,térmica ,química,raios x e de ondas estranhas em ação no ambiente ou padrões de energia,afinal ela se dizia telepata ou algo assim.

Ao mesmo tempo checava em seu visor as informações recolhidas dos outros,em especial da figura que entrava trajando um aparato tão semelhante ao seu,reconhecia alguns componentes,mas a construção parecia original.

O que haveria naquela caixa de segredos ,que propósito e capacidades possuía...tantas dúvidas,talvez fosse interessante afinal.....

A voz mecânica e em aparente falta de emoção não deixava claro se aquele ser era uma pessoa ou uma máquina e de fato o teor da conversa tão pouco ou menos ajudou a solucionar a questão.

Arrow Saudações,creio que pelos parâmetros da missão se alguma nomenclatura for necessária podem se referir a mim como Wildcard...
se preferirem perda de tempo com amenidades então a alcunha sr. Thorn também é cabível.


Virando-se repentinamente para Waller ele muda inesperadamente o assunto.

Arrow O acordo é mesmo sério não...ficha limpa e a cabeça deles que ainda não se foram,por serviços prestados ao seu "esquadrão".

A pergunta é por quanto tempo senhora......?
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1268
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Leo Rocha em Ter Abr 16, 2013 9:57 am

Paul estava achando aquilo tudo bastante intrigante. Ser convocado por uma lenda das forças armadas, como Flagg, era no mínimo uma espécie de reconhecimento de um caráter de gravidade. Ele se sentia relativamente tranquilo. Havia cumprido o trabalho que lhe fora encomendado e a julgar pela proposta feita por Flagg ele não seria executado... Ainda...
Ao ver a mulher que entr acompanhada do ser androgino, ele diz:

Arrow Ola sra. Waller! Prefiro que me chamem de sr. Black. Como já é de seu conhecimento, aceitei empregar meus talentos em sua operação em troca do retorno às minhas atividades sem maiores problemas. Estes são os meus companheiros de empreitada? Isso parece bem interessante...


_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4094
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Convidado em Ter Abr 16, 2013 9:16 pm

Ei, isso não se faz! Me tirando da pista na hora da minha dança! Que droga, me faz ter todo esse trabalho pra nada, espero que tenha um bom motivo! Mad mas agora só me resta seguir Waller e ver aqueles dois perdidos partirem. Sad

Ah, agora ganho outros parceiros de dança, espero que esses consigam seguir o ritmo. Que "ótimo"! No Uma exibida que fica pagando de "femme fatale", será que no país dela qualquer tipo de decido é coisa rara ?! É por causa desse tipo de mulher que perdemos o respeito. E o que falar desse remendo de tecnologia?! O cara parece que fez a roupa dele no lixão! Por favor reciclagem tem limite! silent Ele é tão paranoico que gastou boa parte do sistema criando "armadilhas", como se alguém fosse querer essa sucata. E que "gracinha", ele tão buscando informações sobre mim, acho que vou enviar algumas informações erradas pra ele... hum, tenho um ideia melhor...
Spoiler:

Mas o pior de todos atende por CORONEL RICK FLAGG, com esse só danço o "tango da morte". Mas é melhor eu me segurar, por enquanto. Esse fica pra última dança. Twisted Evil

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Incidente Internacional

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum