Retroceder nunca, render-se jamais!

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Nasinbene em Qui Nov 17, 2011 2:38 pm

Essa nova configuração dos fatos me coloca numa sitiação extremamente desconfortável. Eu até tinha planejado reencontrar Dagon, mas não esperava que o pulha se tornasse o rei de uma maldita colônia de vampiros. Bem, agora não importa mais. Tenho que pensar numa forma de usar essa adversidade a nosso favor. Além do mais... é melhor ter aquele em que não confiamos mais próximos a nós. Vou seguir com o plano de evacuar o Iceberg Louge para a resistência em Dakota, mas usarei o grupo de Dagon como chamariz. Eles são fortes o bastante para sobreviver a um eventual ataque dos reptlianos e não confio neles o bastante pra deixá-los escoltar os cidadãos de Gotham somente com Chris tomando conta. Se bem conheço Dagon, ele vai se opor ao meu plano, mas não posso deixar que isso me intimide. Já que ele jogou com o psicológico de Superboy e Chris, talvez eu deva usar a mesma estratégia com ele:

- Como eu disse, Dagon, você e seu grupo vêem conosco e isso não está aberto a discussão. Parece que sua namorada e o seu "braço direito" aí já entenderam isso. Atuaremos como um grupo, se é que você ainda se lembra como fazer isso. Você diz que sua preocupação é em não poder pajear as pessoas de Gotham com seu bando. Pois bem, estamos evacuando alguns dos que pudemos resgatar para a cidade de Dakota, onde há um grande foco de resitência humana. Eu, Conner, Chris e Você escoltaremos essas pessoas diretamente. Você deve delegar a liderança para alguém de seu grupo para que essa pessoa conduza os vampiros por outro caminho, procurando tirar o foco dos aliens das pessoas. Tenho certeza, pelo que tenho visto, que seus homens podem perfeitamente se opor aos aliens e sobreviver a isso. E então, Dagon? De acordo com o plano? Conner, Chris... estão de acordo?

Me volto para o vampiro que se aproximou de Dagon e questiono de forma dura, mostrando a ele que seus poderes não me intimidam. Como nunca intimidaram Batman...

- E você? Pronto para agir em grupo? Dagon o ensinou algo sobre ser um Titã ou apenas a beber o sangue dos mais fracos? O que vai ser?

Procuro me manter na ofensiva com essa grupo. Não importa o que Dagon diga, são todos predadores. Se eu não me impor, se não mostrar quem é de fato o predador aqui é meu fim. Assim como o de Superboy, Chris e do próprio Dagon. Essas criaturas farejam medo. E Bruce me ensinou uma coisa ou duas sobre como usá-lo...

_________________

avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1232
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Scorpion em Qui Nov 17, 2011 10:16 pm

Dagon ouvia o plano de Robin. Ele ainda parecia impassível perante seus antigos colegas.
Dagon: Ela não é minha namorada, Robin! Ela... merece coisa melhor... Se vamos agir em equipe, é melhor você não tentar disputar a liderança comigo, Tim. Você bem sabe como funciona a mente vampira... o mais forte domina. Se começarem a achar que eu estou sendo intimidado por um antigo colega, nós só teremos duas opções: ou eu e você lutaremos até a morte, ou teremos uma guerra civil entre a minha colônia, onde muitos brigarão pela liderança; pois acharão que sou fraco. Isso é algo que eu não vou permitir e você também não iria querer. Você quer algo dos meus homens? Você pede a mim, eu analiso e eu passo pra eles. Estamos entendidos?
O plano de Robin era interessante, mas Dagon não confiava em quase nenhum deles para liderar.
Dagon: Muito bem, K. Você liderará o nosso bando na minha ausência. Você é o mais forte depois de mim e eu confio em você. Se alguém sair da linha... você sabe o que fazer.
Então, Dagon despediu-se de Luna com um beijo.
Dagon: Quando tudo isso acabar, você poderá ter uma vida normal... e talvez até tenha sua visão de volta. Ainda nos veremos, Luna. Seja forte.
Dagon então aprontou-se para ir com os Titãs.
Dagon: Quer saber se eu ainda sei agir em equipe, Tim? Bem... acho que vamos descobrir logo, não é?

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Convidad em Ter Nov 22, 2011 7:19 pm

Super-Choque: -Vampiros?! QUE MERDA! - grita, enquanto dispara rajadas nos dois na intenção de afastá-los enquanto ainda desprevenidos, ao menos evitando que se alimentem.
Super-Choque: -Pombinha! Precisamos da sua luz aqui! Vampiros odeiam o sol e a luz e... ah, você sacou! Raio de Fogo, cerque todos nós com chamas! Acho que os dentuços não vão gostar nada de arriscar atacar!
Na esperança de que todos reajam à velocidade das palavras, Choque mantém as descargas necessárias até que ou virem névoa ou morcegos ou ratos ou se afastem, o tempo necessário para que os demais façam sua parte e para que as pessoas possam correr até eles e se sentirem seguras. Assim que os ver, provavelmente dentro da proteção de chamas, Virgil observará seus possíveis ferimentos.
Super-Choque: -Vocês estão bem?
E, entre os colegas de equipe:
Super-Choque: -Que droga... como se não bastassem os aliens... agora vampiros! Ok, aqui é a cidade do morcegão, mas a não ser pelo Garoto Crepúsculo... e eu acho que isto não tem o estilo dele, por mais esquentado que seja... não sei se vamos achar amigos... caramba... será que isso aconteceu com muita gente em Gotham? E... Robin?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Drako em Seg Nov 28, 2011 8:02 am

Agora o Tim tomou a dianteira e continuou uma discussão que se aproximava do fim. Tudo bem, ele parece querer deixar as coisas bem claras aqui. Me calo e escuto o que eles tem a dizer, mas enquanto isso, uso minha visão de raio-X para vasculhar o local e saber mais ou menos quantas pessoas tem aqui.

Tim nos conta o plano e pergunta se estamos de acordo, então balanço a cabeça de maneira afirmativa. Porém, antes de sairmos de lá eu precisava falar algumas coisas.

Superboy:
K, não é mesmo? Eu não debocharia desse garoto se fosse você, ele tem mais chance de salvar a sua bunda do que a maioria das pessoas que estão nesse lugar.

Me alço em voo e espero que os outros me acompanhem, enquanto estendo a mão para o Tim.

Superboy:
Vamos logo? Temos mais o que fazer. Robin, vai voando com a gente ou prefere que te deixe onde sua moto está?

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1690
Idade : 27
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Ter Nov 29, 2011 10:14 am

Superboy, Robin, Chris e Dagon:

Após os ânimos se acalmarem um pouco, Dagon decide cooperar com o plano de Robin de evacuação da resistência humana de Gotham. Porém, antes de colocar o plano em prática, Dagon diz a Robin que precisa se manter na posição alfa do grupo de vampiros afim de evitar que o grupo comece a ter disputas pela liderança que se tornem conflitos de extrema violência. Ele avisa que caso o vigilante de Gotham coloque essa liderança em xeque, restará a ele ter que enfrentá-lo para manter a coesão do grupo. Superboy que acompanhava calado a discussão entre os dois, usa sua visão de raio-x para determinar a quantidade de vampiros presentes no local. Numa olhada rápida, ele percebe 21 vampiros, contando com Dagon, mas não sabia quantos mais estariam fora do covil.
Em seguida, Dagon dá a liderança do grupo que servirá de distração aos aliens a K. Ele avisa ao vampiro que o grupo não poderá se desviar de suas ordens e que caberá a K cuidar disso e da punição dos que o fizerem. Superboy aproveita o momento e diz para K:

Arrow K, não é mesmo? Eu não debocharia desse garoto se fosse você, ele tem mais chance de salvar a sua bunda do que a maioria das pessoas que estão nesse lugar.

K faz menção de responder, mas olha para Dagon e o garoto e se cala, apenas fazendo um muchocho.

Theodore, que ainda encarava Robin após ouvir a provocação do jovem cruzado embuçado, se vira para Dagon e pergunta:

Arrow E qual será minha parte na ação? O que eu devo fazer, Dagon?

Tão logo a pergunta de Theodore seja respondida, os dois grupos se separam para a preparação de suas missões e partem. O grupo liderado por K irá se preparar para o confronto com os aliens, enquanto o grupo dos Titãs irá retornar ao Iceberg Lounge para preparar a saída dos humanos.
No caminho, eles ouvem sons de luta e, ao se aproximar, encontram Superchoque e seu grupo enfrentando os vampiros.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Administrador em Ter Nov 29, 2011 3:04 pm

Ainda não fui capaz de assimilar os últimos fatos. Saber que Apolo tomou o lugar de Atlas na composição do nome de Shazam já foi inesperado. Saber que ele e Mary estão namorando foi ainda pior. Na verdade, não estou sentindo ciúmes. Apenas estou preocupado com ela. Relacionamentos entre mortais e deuses são incomuns. Geralmente, os deuses tratam os mortais como meros brinquedos. Zeus, por exemplo, teve várias amantes, que foram nada mais do que passatempos para ele.
Eu só espero que Apolo não machuque os sentimentos de Mary. Ela não merece isso. Mas é melhor ter essa conversa com Apolo numa outra hora. Agora tudo o que importa é cumprir o meu primeiro desafio.
Para ser sincero, não estou indo muito bem. Se não fosse por Mary e Zareb, não teria chegado tão longe. Já peguei os medicamentos na área de estoque, mas os instrumentos que Apolo pediu estão na sala de cirurgia, que fica em outro andar. Para dificultar as coisas, dois aracnos me encontraram e bloquearam a passagem do estoque. Para concluir minha missão, eu terei que passar por eles. Ainda tenho meu rifle, mas me restou pouca munição desde o meu último confronto com os aracnos.
Por esse motivo, é importante efetuar disparos precisos. Desperdício de munição pode me prejudicar mais tarde. Agora o que elemento surpreso está perdido, não tenho outra escolha senão enfrentar os aracnos abertamente.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Ter Nov 29, 2011 3:41 pm

Superchoque & Columba:

A ação do grupo é rápida e ostensiva: enquanto Virgil chama afasta os vampiros da mãe e da criança com seus poderes, Columba e Raio de Fogo investem gerando um clarão para dificultar a visão deles e chamas para proteger as vítimas até que elas alcancem os heróis.
A mãe e a criança, uma menina de cerca de 8 anos de idade, correm na direção dos heróis e se abraçam com Superchoque, que as acolheu enquanto os amigos cuidavam dos vampiros.
Com a iluminação providenciada durante a batalha, Virgil percebe que os dois vampiros são um garoto de cerca de 15 anos e uma mulher de aparentes 25 anos, com piercings na sombracelha e nariz. A mulher olha para eles e diz:

Arrow Idiotas! Vocês vão trazê-los até aqui!

O garoto fala em seguida:

Arrow Tarde demais...

Quando Virgil e os demais heróis percebem, dois grupos de aliens começam a se aproximar em alta velocidade. Um deles composto de 15 aracnos e outro composto de 20 reptilianos e dois dragões. Enquanto os reptilianos gritavam algo como "caça", os aracnos apenas grunhiam a palavra "comida".

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Ter Nov 29, 2011 3:58 pm

Capitão Marvel:

Ao se ver cercado pelos dois aracnos, Freddy decide não perder mais tempo: executa dois disparos precisos nas cabeças das criaturas. No entanto, o barulho chamou a atenção de outros no prédio que em breve chegariam ao local onde Freddy estava, ele tinha que agir mais rápido ainda e precisa vencer o desafio para ser digno do poder de Apolo.
Olhando para fora da sala, ele avista o elevador à esquerda e um Aracno correndo pelo lado contrário do mesmo corredor. À frente, ele vê as escadas.
Freddy verifica a munição e nota que não há o suficente para encarar um prédio cheio de Aracnos. Tendo em vista que o fator supresa não pode mais ser utilizado, agora era hora de mudar a tática. Isso se houvesse tempo para tal...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Nasinbene em Ter Dez 06, 2011 2:28 pm

Como eu imaginei. Os "protegidos" de Dagon não estão tão sob controle quanto ele quer fazer parecer. A julgar pela configuração da cena, Virgil e seus aliados acabaram de impedir os vampiros de fazer uma "boquinha". Mas, não tenho tempo de repreender Dagon sobre seus métodos agora. Como previsto pelos vampiros, o estilo de combate espalhafatoso de Columba e (se não me engano) um antigo inimigo de Virgil, Raio de Fogo acaba por atrair os aliens para a posição. Lidarei com os vampiros mais tarde, agora eles vão ter que ser úteis em combate...
Rapidamente, procuro traçar um plano de ação que explore melhor as capacidades de todos os envolvidos. Nesse caso, a presença de Rauo de Fogo vai ser útil também. Tão logo consigo determinar quantos são e a natureza dos inimigos, trato de agir:

- Muito bem, Titãs, temos uma situação em mãos aqui. Virgil, é bom vê-lo mas a conversa terá que esperar. Temos que agir agora. Dagon, reagrupe seus dois soldados aí e fique perto de mim. Você também, Virgil. Conner, você precisará usar seu supersopro para congelar os Lagartos, como fiz na luta quando nos encontramos. Lembre-se são pecilotérmicos, dependem de calor externo para suas funções vitais. Sendo assim, Raio de Fogo, fique longe deles. Assim que tiver congelados os lagarto, Chris e Columba podem facilmente dar conta deles, já que eles estarão com o metaboliesmo retardado. Então, parta para combater os dragões. Irei ajudá-lo em seguida. Só os mantenha afastados por enquanto.

Entrego algumas crio-granadas para Chris. Não sei se ele já desenvolveu o supersopro, mas a julgar pela idade acredito que não. Tento encorajá-lo para o combate iminente enquanto entrego as armas:

- Chris, use essas granadas caso o supersopro de seu tio não seja suficiente. Eu sei que você é capaz, afinal é filho do Superman. Conto com você, rapaz...

Em seguida, saco outro item de meu cinto de utilidades. Assim que os aracnos estão próximos o bastante, lanço a arma que desenvolvi contra os aracnos. Não é perfeita ainda, mas já ajuda a mantê-los desorientados durante uma batalha. E com o poder de fogo que temos aqui, não deve durar muito. Entrego um filtyro nasal a Virgil e a Raio de Fogo e explico o plano:

- O gás que lancei é um misto de formol, naftalina e cânfora. Deixa essas criaturas bem desorientadas. No entanto, é efeito é ruim para os humanos também, então usem esses filtros. Pelo que conheço da fisiologia de Dagon e seus soldados, eles não precisam respiram. Assim que a névoa do produto estiver dispersa, Raio de Fogo ataca, maximizando o efeito do formol que é inflamável. Em seguida, Virgil dispara uma boa discarga eletrica, oq ue deve acabar e vez com a resistência deles. Dagon e eu fazemos o resto. Atacaremos rápida e impiedosamente... POis bem, Titãs. ao ataque!

Procuro seguir o plano à risca. Assim que Raio de Fogo terminar seu ataque, será a minha vez, atacarei essas criaturas procurando separas suas cabeças de seus corpos, tantas quanto eu puder. Não podemos perder tempo aqui, ainda temos muito a fazer...

_________________

avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1232
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Convidad em Seg Dez 12, 2011 11:24 am

Super-Choque: -C@#@lh0...! Raio de Fogo! Columba! Estamos realmente encrencados aqui! Eu preciso que... que... ROBIN!!?!!??!??!
Virgil relaxa ao ver os antigos aliados. As palavras de Robin são mais rápidas que as suas e ver que ele não chegou sozinho, a julgar pela velocidade do Superboy em partir para o combate. O herói de Dakota tenta rapidamente assumir postura... a alegria deveria esperar, assim como a prestação de contas de um antigo aliado presente no grupo, Dagon. Como sempre, a liderança de Robin se mostra eficiente e ele tem um plano rápido e limpo, com armas adequadas a cada inimigo. Mas se tem algo que Virgil aprendeu nesses últimos meses é que quando se trata de guerra, nenhum inimigo pode ficar para segundo plano. Ele conhece e confia em Raio de Fogo, sabe muito bem que as chamas de seu antigo rival são capazes de fazer um estrago muito maior do que o previsto por Robin e ele já o viu em ação contra os aracnos sem o tal gás. Seria inútil manter Francis e ele juntos focados nos mesmos inimigos, enquanto há os males voadores.
Super-Choque: -Aí, Robin! Sem piadas dessa vez... sei que você planejou tudo pelo que estava acostumado a conhecer, mas dessa vez, tem uma falha grave no seu plano e eu sei que há mais que posso fazer!
A audácia e firmeza na voz de Super-Choque talvez sejam uma surpresa muito maior aos que pouco o viram desde que a invasão começou. Embora ele fosse autoconfiante e um pouco experiente quando se uniu aos Titãs, com certeza foram poucas vezes que o viram agir como os grandes e a falar como se tivesse total controle da situação. Ele então flutua a pouco mais de dois metros do chão.
Super-Choque: -Só tomem cuidado aí embaixo!
Quando viu os dragões no ataque anterior, ele pensou na opção, mas era impossível testar e arriscar as vidas presentes e havia a ajuda de Puff. Desta vez, as coisas são entre ele e todos abaixo, ao menos até a chegada do Superboy. Se ele entendeu direito os treinos contra Fellow, toda criatura voadora se locomove através do céu e fica exposta ao campo magnético do planeta, como se estivesse próxima de uma grande carga elétrica. Os movimentos das asas atraem esse fluxo de energia e a umidade do ar das núvens aumenta a chance de tração e acúmulo de eletricidade estática. A baixa umidade dos corpos dos reptilianos devido à necessidade deles por calor apenas os deixa mais propensos a acumular níveis de estática altíssimos e seus nervos são mais saltados e expostos, devido às asas e caudas, exatamente como Fellow.
Super-Choque: -Pois bem... vamos ver quanto tempo esses dragões conseguem ficar no ar! Lá vai!
Uma carga imensa é liberada, centrada como uma rede nos dragões. Se ele estiver certo, a carga elétrica liberada poderá matar ou no mínimo paralisar os nervos e atordoar os dragões por alguns instantes, o bastante para que os outros possam confrontá-los como aos lagartos, sem riscos de sopros ou ataques violentos dos céus. Contra os aliens, ele não precisa se conter.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Qua Dez 14, 2011 10:18 am

Moça-Maravilha:

A caminhada que a trouxe até aqui foi difícil... Cassandra estava lutando há muito tempo... Um tempo que parecia uma eternidade para ela... Desde a invasão a jovem estava combatendo criaturas pelo mundo. Desde que a ilha Paraíso foi destruída... Desde que ela se tornou a última amazona defendendo o mundo do patriarcado... Ela pensa no quanto é engraçado sentir tanta dor e pesar por uma cultura que nunca foi a sua, mas que ela passou a honrar quando assumiu o manto de Moça Maravilha.
Ela tem passado seus dias assim, lutando sozinha por temer se envolver com pessoas que podem ser machucadas apenas por estar a seu lado. Ela tem seguido sem rumo certo até suas andanças a levaram à Pensilvânia. Ela estava procurando sobreviventes na periferia de Altoone quando notou a aproximação de um grupo de 6 reptilianos carregando algo que parecia valioso. As criaturas sacaram rifles lasers assim que a viram e começaram a disparar. Parecia que ela teria mais um momento para descarregar sua ira nas criaturas que destruíram tudo que ela conhecia e a afastaram de todos que ela amava, como Conner e sua mãe...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Convidado em Qua Dez 14, 2011 3:26 pm

A cada dia, ela reaprendia o significado de heroísmo. Caminhar e lutar dia após dia contra todos aqueles que usurparam sua antiga vida já era um sinal de esperança. Erguer-se a cada tombo e enfrentar as dificuldades de um mundo que lutava desesperadamente pra se manter vivo diante do caos instaurado por uma invasão alienígena já significava alguma coisa, não significava.

Na verdade, Cassandra Sandsmark lutava sem rumo. Há tempos, não se alimentava direito e vivia à espreita, sempre batalhando. Sua expressão, antigamente (como se o tempo tivesse passado tanto assim) estava mais sisuda, fechada e ela não sorria. Seu corpo todo parecia responder mais por instinto do que por controle. Ela lutava. Escondia-se e lutava, numa rotina incessante, tentando alimentar a si mesma da esperança que aquele pesadelo teria fim.

A esperança de que as pessoas a quem chamava de amigas e mentoras estivessem vivas, e que voltariam para colocar as coisas no lugar. Não teve oportunidade sequer de entender direito o porquê. Pôde, no máximo, lamentar o desaparecimento da Ilha Paraíso. Desde que constatou o fim de seu lar, tudo que Cassie fez foi lutar. Afastou-se de conhecidos e simplesmente lutou, batalhou. Seu último resquício foi visitar o local onde antes era a ilha. Agora nada mais existia.

Naquele dia, Cassie estava buscando sobreviventes na região quando se deparou com um grupo de reptilianos. Assim que os inimigos sacaram suas armas, Cassie ergueu os braços. A sequencia de disparos atingiu os reluzentes braceletes dourados que ela usava, ricocheteando os disparos. Com o tempo, Cassandra aprendeu a mover-se mais habilmente, e alguns disparos retornaram para seus alvos, desnorteando-os. A garota avançou, a ponto de seu capuz avermelhado deixar seus cabelos loiros escaparem. A rápida investida derrubou o que estava mais a frente, e quando novos disparam se sucederam, Cassandra avançou contra o segundo, jogando sua arma longe.


Quieta e disciplinada, ela derrubou o segundo reptiliano. Talvez pela força empregada ou pela necessidade do combate pra descarregar sua fúria, Cassandra avançou diretamente contra outros dois, mas um dos disparos a fez voar contra uma parede e uma poeira subiu no ponto de impacto. Quando a mesma baixou, Cassie já tinha o laço em mãos, e habilmente, prendeu dois reptilianos e fazendo-os irem ao chão. Faltavam dois ainda. Cassandra puxou o laço e lançou-o novamente ao ar. Ergueu-se aos céus ao mesmo tempo, e tratou de puxar os reptilianos presos, fazendo com que o chão lhes faltasse sobre as patas. Cassie lançou os dois últimos contra os dois anteriores, derrubando quatro répteis em um só golpe. Ainda no ar, ela observou a situação, e desceu lentamente, na direção daquilo que os aliens carregavam.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Scorpion em Qua Dez 14, 2011 7:01 pm

Dagon: Você é importante, Theo, e você sabe disso. Além de K eu só confio em você e Luna. Só que K se mostrou mais propenso a liderar e você deve seguí-lo. Me informe qualquer coisa e proteja a espécie.
Nosferatu salta e pousa próximo à seus dois vampiros, quando Robin pede que ele cuide deles, afinal, havia uma horda de aliens se aproximando.
Dagon: Vocês estavam brincando?! Brincando com os poderes que dei a vocês?!
Nosferatu apenas balança a cabeça negativamente e, rápido demais para o olho humano, ele estica o braço com sua força e velocidade vampírica e atravessa o peito da mulher, destruindo seu coração. Ele aproveitou-se da distração de seus amigos com os aliens para realizar a manobra. Então ele olha para o garoto...
Dagon: Nossos poderes não foram-te dados para usurpar os mais fracos, mas para protegê-los! Você só ficará vivo para levar o corpo dela de volta ao covil e mostrar aos outros o que acontece com aqueles que se tornam os monstros que eu disse que nunca seríamos! Eu tirei vocês da morte... e posso devolvê-los com o esticar do meu punho! Não se esqueça disso... moleque. Vá!
Então, Fagon apenas estica seu braço de novo, tirando o sangue negro da ex-companheira morta, enquanto o corpo dela desaba no chão. Ele sequer olha para os seus companheiros Titãs esbabacados.
Dagon: Porque estão me olhando como se eu tivesse cometido um crime? O Arkham fechou... Não existe tempo para consertar a sociedade. Vocês teriam feito a mesma coisa para salvar essas duas pessoas, então não me julguem.
David arranca sua jaqueta negra e sua camisa lilás e as joga no chão.
Dagon: Eu quero um dos lagartos grandões! GGGRRAAAAAHHHHHHHH....
Então, Dagon inicia a sua nova transformação vampírica. Tornando-se um misto de morcego gigante e homem... uma criatura bem maior do que costumava se transformar quando andava com os Titãs.
Dagon: Vamos nessa! Vamos matar todos eles!!!!
A gigante criatura-morcego bate suas asas, fazendo uma grande rajada de vento e alça vôo em direção à um dos dragões, se atracando com ele e começando uma luta pelo ar. Dagon utiliza-se da forma de névoa para conseguir passar pelo bicho e se atracar em suas costas, evitando seus ataques principais e apelando em suas asas.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Qui Dez 15, 2011 5:17 pm

Superboy, Chris, Robin, Dagon, Superchoque & Columba:

Arrow C@#@lh0...! Raio de Fogo! Columba! Estamos realmente encrencados aqui! Eu preciso que... que... ROBIN!!?!!??!??!

Diante do combate iminente que se aproximava, SuperChoque não conseguiu conter o alívio ao rever seus amigos e ex-companheiros de luta nos Titãs.

Arrow Muito bem, Titãs, temos uma situação em mãos aqui. Virgil, é bom vê-lo mas a conversa terá que esperar. Temos que agir agora. Dagon, reagrupe seus dois soldados aí e fique perto de mim. Você também, Virgil. Conner, você precisará usar seu supersopro para congelar os Lagartos, como fiz na luta quando nos encontramos. Lembre-se são pecilotérmicos, dependem de calor externo para suas funções vitais. Sendo assim, Raio de Fogo, fique longe deles. Assim que tiver congelados os lagarto, Chris e Columba podem facilmente dar conta deles, já que eles estarão com o metaboliesmo retardado. Então, parta para combater os dragões. Irei ajudá-lo em seguida. Só os mantenha afastados por enquanto.

É a resposta de Robin à exclamação do companheiro. Tim sabia que uma batalha daquele porte à noite atrairia mais dos aliens, então tentou formular uma maneira de acabar rapidamente com o conflito. Em pouco tempo, aquela seria uma praça de guerra e ele não sabia o quanto o grupo resistiria se mais alienígenas se juntassem à "festa".
Revoltado com a insubordinação dos vampiros ali presentes, Dagon se aproxima deles bradando:

Arrow Vocês estavam brincando?! Brincando com os poderes que dei a vocês?!

A mulher tenta responder:

Arrow Estávamos com fome! E você não falou que "o vampirismo iria ajudar a população a se defender"? Então uni o útil....

Ela não conseguiu terminar a frase, pois a esta hora seu coração se encontrava na mão direita de Dagon. Ele ainda pulsava quando o vampiro o esmagou, retirando o braço do buraco restante em seguida e limpando o sangue que escorria. O vampiro adolescente gritava de desespero ao ver o que havia acontecido:

Arrow Seu bastardo!!! Nós não pedimos isso! A gente só queria sobreviver! E agora a Gina tá morta...

Dagon responde ainda colérico:

Arrow Nossos poderes não foram-te dados para usurpar os mais fracos, mas para protegê-los! Você só ficará vivo para levar o corpo dela de volta ao covil e mostrar aos outros o que acontece com aqueles que se tornam os monstros que eu disse que nunca seríamos! Eu tirei vocês da morte... e posso devolvê-los com o esticar do meu punho! Não se esqueça disso... moleque. Vá!

Percebendo que os demais heróis estavam atônitos com suas ações, Dagon apenas diz, sem lhes olhar nos olhos:

Arrow Porque estão me olhando como se eu tivesse cometido um crime? O Arkham fechou... Não existe tempo para consertar a sociedade. Vocês teriam feito a mesma coisa para salvar essas duas pessoas, então não me julguem.

Ele então se transforma num homem-morcego e investe contra um dos dragões, fazendo dupla com Conner que tentava dominar o outro. Os dragões demonstravam uma velocidade admirável, dando trabalho para os dois heróis. Um sopro quente é direcionado para Superboy, que escapa das labaredas, mas não consegue desviar de uma das garras do dragão, que o atinge o arremessando contra o telhado do prédio em chamas atingido pela criatura no primeiro golpe. Dagon se atraca com o outro dragão, acertando com suas garras e dentes. O bicho urra e cospe fogo enquanto se lança cada vez mais alto.

Tendo os ares cuidados por Superboy e Dagon, Robin se concentra em repelir o ataque terrestre. Ele então fornece máscaras a Superchoque e Raio de Fogo, lança algumas cápsulas de gás entre os aracnos e diz aos heróis restantes:

Arrow O gás que lancei é um misto de formol, naftalina e cânfora. Deixa essas criaturas bem desorientadas. No entanto, é efeito é ruim para os humanos também, então usem esses filtros. Pelo que conheço da fisiologia de Dagon e seus soldados, eles não precisam respiram. Assim que a névoa do produto estiver dispersa, Raio de Fogo ataca, maximizando o efeito do formol que é inflamável. Em seguida, Virgil dispara uma boa discarga eletrica, oq ue deve acabar e vez com a resistência deles. Dagon e eu fazemos o resto. Atacaremos rápida e impiedosamente... POis bem, Titãs. ao ataque!

Porém, Superchoque, que ainda estava abraçado às vítimas dos vampiros, se vira e responde que poderá auxiliar melhor no combate aos dragões. Ele já se preparava para levantar vôo quando a mulher e a garota que o abraçavam começa a abraçar mais forte. Com uma força desproporcional para pessoas com suas frágeis constituições... A surpresa se completa quando elas viram seus rostos para ele, mostrando as presas e os olhos vermelhos, sibilando com sofreguidão:

Arrow FOME!

Raio de Fogo se vira pra Robin e diz:

Arrow Cacete! Essa merda não acaba? Vou torrar esses bichos de uma vez antes que eles acabem com a gente!

No entanto, os tiros disparados pelos reptilianos atrapalham a ação do jovem e três aracnos o cercam disparando teias nele. Raio de Fogo já estava quase coberto de teias quando começou a queimá-las. Ao se ver livre, ele percebe que não teria como realizar sua parte no plano sem atingir Superchoque, que brigava com as vampiras no ponto exato entre ele e o grupo de aracnos que estava envolto pelo gás. Ele se vira pra Robin e fala:

Arrow Não vai dar pra aguentar muito tempo assim! Mas enquanto o Superchoque não sair dali eu não tenho como garantir um trabalho limpo!

Do alto, Columba tenta acertar alguns dos oponentes que disparavam contra os heróis, mas acaba sendo atingida pela teia de dois aracnos que se aproximando salivando da heroína.

O que não foi notado a princípio é que ao presenciar seu "novo amigo" atravessando uma pessoa com seu braço, Chris se apavora e voa na direção contrária a Dagon, indo quase de encontro aos Reptilianos que disparavam com rifles lasers contra o grupo. Por pouco o garoto consegue desviar dos tiros e sair do centro da ação , mas se afastar do grupo poderia ser bastante perigoso após atraírem a atenção de tantos inimigos...



Última edição por Raio Negro em Seg Jan 16, 2012 9:46 am, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Administrador em Sab Dez 17, 2011 9:11 pm

Os meus disparos chamaram a atenção dos outros Aracnos no prédio. Agora cada segundo será decisivo. No momento, eu tenho apenas três opções. Entrar no elevador na minha esquerda, subir as escadas que estavam na minha frente ou eliminar o aracnídeo que me perseguia e seguir pela direita. Por algum motivo, a ideia de usar o elevador me deixou incomodado. Eu acho que fiquei claustrofóbico depois de passar quase um dia inteiro soterrado em Fawcett. A verdade é que eu ficarei mais vulnerável dentro do elevador. Se o elevador for bloqueado pelas teias dos Aracnos, terei que encontrar uma maneira de escapar. Sem mencionar que existe a chance de sabotagem e do elevador despencar.
Por outro lado, será impossível evitar os Aracnos pelas escadas. Eles irão me alcançar em algum momento e o confronto será inevitável. Não tenho munição para uma batalha tão longa como essa. Para piorar, eu levarei mais tempo para chegar ao meu destino se for por esse caminho. Então tomei a decisão de ir pelo elevador, mesmo sentindo que estava entrando numa armadilha. Ignorei meus receios e ativei o elevador. O aracnídeo que vinha pelo corredor da direita quase entrou no elevador. Respirei aliviado quando o elevador fechou antes que o aracnídeo entrasse também. Meu próximo passo é chegar na sala de cirurgia no andar acima e sair do hospital sem esbarrar com outros Aracnos. É uma missão impossível e eu não sou o Tom Cruise, mas que escolha eu tenho? Verei do que eu sou feito.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Dom Dez 18, 2011 7:44 am

Moça-Maravilha:

Cassie descarregou sua fúria nos reptilianos e, em pouco tempo, conseguiu subjugar o grupo.
Ela então se aproximou voando da caixa que eles portavam e a abriu, sem muita dificuldade. Ao olhar dentro dela, a heroína identificou um aparelho que a princípio não conseguiu distinguir, mas que desconfiou se tratar de uma espécie de receptáculo. Ela não sabia o que tinha ali dentro e temia liberar algo como um vírus ao abrí-lo.
Ansiosa por respostas, ela se dirige a um dos reptilianos que ainda se encontrava consciente e pergunta:

Arrow O que é isso?

O extraterrestre se mantem calado. Ela o envolve com seu laço e diz:

Arrow Você já viu o que eu posso fazer. Responda! O que é isso?

Arrow Você quer mesmo saber? Isso é nossa arma para destruir o kriptoniano. Nós sabemos que ele tem agido tentando salvar este mundo de nossa colonização. Mas chegou a hora de acabar com este estorvo. Nós conseguimos localizar a pedra que pode destruí-lo e estavamos nos preparando para levá-la até ele.

A citação a um kriptoniano não poderia deixar de trazer lembranças a Cassie sobre Conner. Estaria ele vivo e lutando? E se estivesse, onde estaria? Essa foi a pergunta seguinte feita ao alienígena.

Arrow A cidade chamada Gotham. Ele está em combate com alguns dos nossos lá. Ele e um grupo de renegados. Futuros cadáveres. Quer se juntar a eles?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Scorpion em Dom Dez 18, 2011 8:42 am


Dagon: Você quer um pedaço de mim? QUER UM PEDAÇO DE MIM?! Pode vir, garotão!
A criatura híbrida de morcego e homem estava agarrada às costas do Dragão, entre as asas, em uma posição onde os braços da fera não o alcançariam. Dagon deu quatro poderosas garradas nas costas do Dragão, para atiçá-lo, então, como um morcego escalando uma árvore, ele escalou o pescoço do inimigo. Ele então agarrou os cantos de sua boca com suas garras, fazendo com que o Dragão "sorrisse", mas com o objetivo de tangê-lo, como um cavalo. Dagon foi direcionando-o para um dos outros dragões, possivelmente o que atacou Conner.
O vampiro faria com que os Dragões se esbarrassem com força. Se fossem irracionais, talvez iniciassem uma briga. Entretanto, Dagon não ficaria de fora. Ele usaria a forma de névoa para escapar de perigosos golpes e fazer com que um acertasse o outro quando se batessem, especialmente se cuspissem fogo.
Dagon: Vamos! Eu ainda nem comecei a suar!

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Dom Dez 18, 2011 9:20 am

Capitão Marvel:

Freddy conseguiu entrar no elevador em uma ação rápida, mas tinha ciência que sua missão tinha poucas possibilidades de sucesso. Ansioso, ele apertou o botão do segundo andar e respirou aliviado ao perceber que o elevador subiu. Ele se preparou para enfrentar os Aracnos quando a porta abrisse. Sabia que não podia fracassar, mas tinha a noção de que se fosse cair, o faria lutando.
Quando a porta abriu, Freddy estava com a arma apontada para o corredor e pronto para atirar, no entanto não encontrou um alvo para confrontar. porém, ouviu o ruído de raios sendo disparados e agitação na sala localizada no final do corredor da cirurgia. Parecia que algo estava dando mais trabalho aos Aracnos do que ele.
Ele teria pensado por um instante que os deuses o favoreceram por um instante, mas se sentiu intrigado por não saber o que estava ocorrendo na tal sala.
Ele havia ganho com toda a movimentação o tempo que precisava, mas esse tempo era curto e havia mais coisa acontecendo ali do que ele pensara...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Convidado em Seg Dez 19, 2011 6:33 am

Cassandra analisou com cuidado aquele receptáculo. Observou sua conjuntura antes de se aproximar de um dos reptilianos. Prendeu-o ao laço, iniciando um interrogatório mais que direto. Na primeira falta de resposta do reptiliano, Cassandra sentiu o corpo tremer levemente, como se uma descarga lhe percorresse o mesmo, mas precisava da informação, por isso apenas insistiu.

Como resultado, o reptiliano respondeu, e uma palavra em meio aquela resposta depertou em Cassie uma lembrança dolorida. Foi Conner quem primeiro lhe veio à mente, mas por alguns instantes, ela se pegou pensando se de repente o Superman não estaria vivo e lutando. Mas, se estivesse, onde estariam os outros? Onde estaria a Liga da Justiça? Conner voltou à mente da garota, que questionou aonde estariam levando a pedra, que Cassie imaginava ser kriptonita.

Gotham. A cidade que era lar de Batman, até onde Cassie sabia, estava abarrotada de monstros e outras criaturas. Contudo, ela não sabia exatamente o estado do lugar, nem se havia sobreviventes lá. Suas andanças pelas cidades do mundo detectaram apenas destruição e mais destruição, mas as palavras de seu adversário lhe trouxeram alguma luz. - Você já falou demais, reptiliano. Cassie deixou o inimigo inconsciente e se ergueu, carregando a caixa. Respirou fundo, e naquele momento, um pouco de esperança aqueceu seu espírito. Já tinha um novo destino traçado, e sua próxima parada seria em Gotham City.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Administrador em Dom Jan 01, 2012 9:23 pm

O acaso me serviu mais uma vez. Pelo menos, por enquanto. Quando cheguei no segundo andar, os Aracnos já estavam tendo problemas com um outro intruso. Eu escutei os sons de raios sendo disparados e a agonia dos Aracnos. No entanto, não tive a audácia de ir até a última sala do corredor para verificar o que acontecia no local. Entrei na primeira sala cirúrgica do corredor e juntei todos os instrumentos pedidos por Apolo. Então voltei com pressa para o elevador. Eu sei muito bem o que a curiosidade fez ao gato. Não sei quem está atacando os Aracnos, mas não é um bom momento para conhecer. Eu tenho preocupações maiores agora. O ataque inesperado me concedeu a oportunidade para sair daqui sem ter que encarar um grande número de Aracnos.
Nem dá pra esperar amizade do adversário dos Aracnos. Talvez os reptilianos estejam por trás disso. Ainda não sabemos se as raças alienígenas invasoras estão trabalhando juntas.
Enquanto a atenção dos Aracnos é voltada para o agressor misterioso, eu terei tempo suficiente para ir embora. Assim, eu espero. Ainda não sei o que aconteceu com Mary e Zareb. Não sei o que farei se não ver os dois no ponto de encontro.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Qua Jan 11, 2012 8:57 am

Moça-Maravilha:

A velocidade do vôo e a preocupação não deixavam Cassie notar a paisagem. Ela tinha pressa em encontrar Conner e poder ajudá-lo, tocá-lo, ver que ele estava bem e ouví-lo dizer que aquilo tudo era um sonho ruim. Mas ela sabia que não era! Ela sabia que aquilo era uma guerra e apenas respirando a guerra poderia ganhá-la.
Ela precisava chegar a Gotham a tempo e pra isso daria tudo que havia dentro de si.
O vento passanva por seu corpo lhe açoitando, enquanto os músculos pediam clemência, mas a jovem guerreira estava empenhada em chegar ao seu destino.

No entanto, outras forças pareciam ter objetivos diferentes dos dela: Pouco menos de 100 km de seu destino, aparecem à sua frente duas naves de médio porte (com capacidade para seis reptilianos) que se puseram a disparar. O ataque era feroz e de uma das naves vinha uma voz dizendo:

Arrow Se entregue e nos dê a pedra. Prometemos que não iremos lhe infligir muito sofrimento!



Ela observa as naves por um instante.
Sabia que se quisesse chegar a Gotham e impedir o uso da Kriptonita teria que passar por elas e que para isso teria que usar toda a sua capacidade de guerrear.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Qua Jan 11, 2012 9:23 am

Capitão Marvel:

Freddy aproveita a distração sofrida pelos Aracnos para recolher do andar os ítens pedidos por Apolo. Após pegar tudo que constava na lista, ele sai cautelosamente pelo corredor, ainda ouvindo o barulho dos disparos. Ao chegar próximo ao elevador, ele encontra um grupo de Aracnos que subiam para dar reforço à situação. Ele saca a arma e faz o primeiro disparo, porém se vê cercado rapidamente. Freddy continua disparando até que finalmente ouve o clic seco que denuncia a falta de balas. Ele então começa a bater com a arma nos Aracnos que se aproximam cada vez mais rapidamente. Ele lutava com garra, mas já se imaginava fracassando na primeira missão, indigno de ter carregado um dia o brasão dos Marvel. Uma teia agarra sua arma e ele se vê tentando lutar com os punhos. A respiração cada vez mais ofegante e a pulsação acelerando ao máximo.. Era o fim... Ou seria se ela não irrompesse pela porta em meio à bola de fogo que se tornou a sala onde lutava.



Arrow Eu quero ir embora daqui!

Ela grita com a ira de alguém que cansou de ser manipulada. Ela começa a disparar nos Aracnos e, após abater alguns deles, diz:

Arrow Se você quiser sair daqui, se segura firme em mim. Essa merda vai abaixo agora!

Freddy se segura na garota conhecida como Granada e ela abre um rombo no teto, por onde os dois saem. Depois disso, ela emite uma rajada de energia concentrada que destroi os andares superiores do prédio, que desabam, pondo a estrutura abaixo.
Após descarregar sua ira, a mulher desce com Freddy em um telhado p´roximo e lhe pergunta:

Arrow Quem é você? E o que fazia lá? É bom não mentir pra mim, porque eu estou doida pra terminar o que comecei com esses Aracnos.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Convidado em Qua Jan 11, 2012 10:29 am

A mente de Cassandra Sandsmark perdeu-se em devaneios enquanto o ar gelado lhe atingia à medida que ela voava para seu destino. As lembranças dos tempos áureos dos Titãs, especialmente de Conner Kent, impediam que qualquer outra coisa lhe chamasse a atenção. Foi justamente essa desatenção que proporcionou a seus inimigos o fator surpresa que a fez quase ser atingida por um disparo. Cassie protegia a caixa com uma das mãos, agora encarando o combate que havia se iniciado sem nem mesmo ela perceber. Arfava, já cansada, e com cada vez menos paciência. A pedra, sem dúvida, era essencial para seus inimigos, e ela precisava proteger-se tanto quanto à sua carga o máximo possível.

Com uma das mãos, manteve a caixa consigo. Aumentou a velocidade de seu voo, o que proporcionou uma dificuldade maior a seus inimigos. Enquanto voava erraticamente, desviando-se dos disparos, Cassie segurou o laço com a mão livre, tentando estabelecer agora uma meta para lançá-lo. Um novo disparo certeiro poderia desestabilizá-la, mas ela conseguiu desviar graças a seu bracelete. Precisava de uma estratégia, algo para terminar o combate rapidamente, especialmente porque, graças a caixa, ela tinha uma das mãos ocupada.

Avançar diretamente contra a nave seria viável, mas Cassie não sabia se a mesma tinha algum sistema para repelí-la, como um campo de força. Por isso, quando voou num looping preciso, ela lançou o laço, tentando prender uma das naves pelas extremidades. O objetivo era jogar uma nave contra a outra, mas Cassie já se daria por satisfeita se sua força, pelo menos, desorientasse um dos veículos inimigos. Ao acertar seu alvo com o laço e iniciar o processo de puxá-la, ela nem se deu conta de uma habitual frase que lhe escapava pelos lábios. - Deuses, me deem forças!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Qui Jan 12, 2012 1:31 pm


Existem dois tipos centrais de anarquismo, o mais antigo é o anarco-socialismo e o outro é o anarquismo individualista,ou anarcoindividualismo, é uma tradição filosófica do anarquismo com ênfase no indivíduo e sua vontade, argumentando que cada um é seu próprio mestre, interagindo com os outros através de uma associação voluntária. O anarquismo individualista refere-se a algumas tradições de pensamento dentro do movimento anarquista que priorizam o indivíduo sobre todo tipo de determinação externa, que ele é um fim em si mesmo e não um meio para uma causa, incluindo grupos, "bem-comum", sociedade, tradições e sistemas ideológicos.Ao contrário do anarquismo comunista, o anarquismo individualista nunca foi um movimento social, mas um fenômeno filosófico e literário com o objetivo de simplesmente se libertar do Estado para que o caso seja gerado.

Ao ver de Lonin Machin, ele esta diante de um sujeito de filosofia rival com o mesmo nome. Ele não tem tempo de argumentar, esses talvez sejam os cinco minutos mais longos da história.
-Você chegou tarde demais, seja lá quem for. Eu tenho aqui meios para me comunicar com todos no Arkham, se pensa que o caminho é atacar como um rinoceronte sozinho eu digo que o meu é...
Ele usa um dispositivo e cria várias cópias ilusórias dele mesmo.
...o coletivo!

Em seguida ataca por um ângulo que o adversário não esta vendo com seu taiser e continua até achar o Batman.



_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2535
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Dom Jan 15, 2012 10:00 am

Anarquia:

Anarquia utiliza um dispositivo para criar cópias dele mesmo, mas, quando tenta aproveitar para confundir seu oponente com as cópias, percebe que estas se voltam contra ele. O Anarquia reverso (este seria um nome pensado por Bart, sem dúvida...) se mantém impassível à sua frente enquanto as cópias se posicionam de forma a bloquear a passagem de Lonney. Todos sacam seus bastões e se lançam na direção do herói. O feitiço havia virado contra o feiticeiro e em escala maior do que a prevista inicialmente...

Arrow Disputar a hegemonia implica em ter a convicção de que perder não é uma opção.

A voz do Anarqui Reverso soa a Lonney como se fosse sua própria voz. Ele isso o desconcerta tanto quanto os golpes que lhe são desferidos por suas cópias.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum