Retroceder nunca, render-se jamais!

Página 7 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Sab Abr 28, 2012 6:00 pm

Titãs em Gotham:

Após deliberarem sobre os próximos passos, os Titãs rumam para o esconderijo de Dagon, afim de compartilhar com o estranho aliado as suas conjecturas. O grupo decidira deixar Gotham e partir em busca de heróis que engrossassem uma ofensiva aos aliens. Raio de Fogo logo sugeriu que fossem rumo a Los Angeles encontrar a resistência lá. Robin ponderou sobre a possibilidade de irem ao deserto do Mojave, local onde foi feita a última tentativa de trazer os heróis desaparecidos de volta a Terra. O grupo ainda se dividia entre qual dos destinos seria o adotado, mas no momento considerou melhor não levar os cidadãos de Gotham com eles. Sob a liderança de Robin, decidiram então discutir a estratégia com Dagon e pedir a ele que seus asseclas os acompanhassem na missão. Anarquia, que já contava com um grupo de pessoas treinadas, informou que os mesmos poderiam se juntar ao grupo de Robin e, além de treiná-los, protegê-los durante a ausência dos heróis. Apesar do receio, principalmente ao considerar a superioridade física dos vampiros, Robin concorda ao ouvir Gordon dizer que não há como proteger a todos sem que os ensine a lutar.
Tendo tudo resolvido e após um eventual descanso e preparação para a viagem, o grupo se dirige ao esconderijo de Dagon para conversar com o mesmo.
*******************
Tudo acontece muito rápido nas criptas. Dagon em instantes rasga a parede e ataca um parcela significativa de seu clã. Ele só nota o impacto de suas ações quando nota o corpo inerte da mulher que recebeu o mais próximo de um sentimento que ele pensou jamais poder oferecer. Ele urra enquanto elimina aquele a quem responsabilizava pelo ocorrido, mas nem seus murros apagavam as palavras finais de K: a culpa era dele.
Os Titãs estavam entrando no covil quando ouviram o barulho e os gritos, Superboy foi o primeiro a chegar à sala, seguido pelos demais. A cena causava asco a quem visse e deixava claro o descontrole de Dagon.
Ao notar a presença dos Titãs, o enlouquecido vampiro se vira para o grupo e diz:

Arrow Agora não resta mais nenhuma fraqueza. Só o poder!

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4092
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Nasinbene em Ter Maio 08, 2012 9:30 am

Então, finalmente havia acontecido o que eu imaginei que aconteceria mais cedo ou mais tarde... Dagon havia perdido o controle. A julgar pela cena do crime aqui, Dagon deve ter exterminado seus asseclas por algum descontentamento, como fizera com aqueles vampiros que encontramos quando nos unimos a Virgil. Analisando os ferimentos na garota que Dagon amava e pelo modo como a segura, posso garantir que a morte da garota é obra do próprio Dagon. Sua linguagem corporal penitente denuncia isso. Provavelmente um acidente, mas isso não tira o isenta de culpa...
Diabos, tudo que não precisávamos agora era ter que lidar com Dagon... E essa conversa, de só restar o poder... Só mostra o grau de insanidade que o vampiro atingiu.
Só uma coisa não bate. Por mais poderoso que fosse, os asseclas de Dagon deveriam ser capazes de oferecer alguma resistência a ele. Esse nível de poder está desproporcional. Acho que somente Conner poderia produzir tal carnificina com tanta rapidez. Espera... Será...
Olho rapidamente para Chris e vejo o ferimento se fechando no ombro do garoto. Era óbvio, Dagon havia provado sangue kriptoniano! Preciso prevenir Conner antes que ele o ataque cegamente e seja morto por Dagon. Se ele realmente adquiriu os poderes de Chris, provavelmente sua audição também já se alterou. Só há um meio de avisar Conner. E eu o uso. Sussurro para ele em kriptoniano. Para Dagon será inintelegível. Para Superboy e Chris, um alerta:

- Conner, preste bem atenção. De alguma forma, Dagon conseguiu adquirir os poderes de Chris sem infectá-lo. É óbvio que sua mente está perdida. Precisamos detê-lo. Chris, tente acalmar Dagon enquanto vou até a caverna. Há um item lá que pode derrotá-lo. Tentem distraí-lo até que eu volte. E cuidado. Aproveitem esse momento de confusão dele, ele ainda não está habituado aos poderes de Superman. Usem essa confusão contra ele e sobrecarreguem seus supersentidos. Voltarei o mais depressa que puder...

Com certeza, Dagon ouviu mas não entendeu uma palavra. Eu sempre soube que esse cara era uma erro. Isso se comprovava agora. Me dirijo ao próprio Dagon agora, na esperança de confundí-lo ainda mais:

- Pode explicar o que houve aqui, Dagon? Quando a matança vai ter fim? Esse não é metodo dos Titãs nunca foi. Eu esperava mais de você...

Sem dizer uma palavra, deixo a cápsula de fósforo cair no chão, sobrecarregando sua supervisão. Isso acabaria confundindo os próprios Titãs, mas eu preciso sair daqui e buscar o anel. Ele é nossa única esperança contra Dagon. Tomo o caminho mais rápido e seguro pra caverna. O tempo urge...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1239
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Convidad em Qui Maio 10, 2012 4:42 pm

C@#@!H0!
Como se já não bastasse perdermos a pombinha, agora a po##@ ficou séria!


Virgil tentava não olhar para os cadáveres dos... hã... cadáveres sugadores de sangue no chão.

Agora, temos a companhia ilustre de diversos malucos assassinos e psicopatas de Gotham - e eu que sempre pensei que fazer turismo fosse ruim... - ainda temos problemas sérios com esse cara. Precisamos de um psicólogo neste grupo!

Os pensamentos do garoto são interrompidos com as palavras estranhas de Robin e seus olhos são rapidamente ofuscados.
Super-Choque: -Santos Problemas! Quando o Robin decide correr sozinho, ele sabe como fazer! O Garoto-Crepúsculo pirou de vez! E a julgar pela cena, ou a Bela morreu ou ele é pai! Pessoal, todo mundo agrupado!

O grito era de medo, não de liderança. Choque pedia enquanto tentava isolar a área com um campo estático. Haviam pessoas entre eles e o herói de Dakota não se daria ao luxo de perder mais ninguém.
Super-Choque: -Agora é torcer pro Robin conseguir o que quer e nos prepararmos pra quando o Dagon investir... e Raio de Fogo, lembra da nossa luta com aquela maldita vampira meses atrás? Então MANDA VER!

Sabia que o amigo e rival entenderia. Eles enfrentaram a irmã de Madeleine quando o mundo endoidou, para impedir que houvesse uma infestação de vampirismo na Cidade Homem Livre e saber que vampiros queimam foi, no mínimo, providencial.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Scorpion em Ter Maio 15, 2012 11:16 pm

Dagon tinha Luna em seus braços e chorava pelo que havia feito. A chegada de Robin chamou pouco a sua atenção.
Dagon: Luna, meu amor... O que eu fiz? O que eu... O QUE EU FIZ?!?!
Robin: Pode explicar o que houve aqui, Dagon? Quando a matança vai ter fim? Esse não é metodo dos Titãs nunca foi. Eu esperava mais de você...
Nosferatu ainda ajoelhado olha para Robin, seus olhos com lágrimas escarlates.
Dagon: Você não sabe como é... nunca soube e nunca saberá, Tim... Eu perdi todos neste mundo. Estou sozinho há muito tempo... lutando contra a minha natureza. Lutando contra o Predador dentro de mim... Durante estes anos que estive com os Titãs eu lutei contra uma fome que nenhum de vocês jamais soube como é possuir. Eu estou cansado de lutar contra mim mesmo. Eu decidi aceitar quem eu sou... o que sou... AAARRRGGGHHH!!!!!!!!
O maldito garoto prodígio soltou algo que ofuscou a visão do vampiro. Dagon nunca havia sentido um clarão tão forte.
Dagon: Maldito!!! Você me cegou! GGGRRRRRR!!!!!!!
Esfregando os olhos, Dagon disse:
Dagon: Muito bem! Belo truque, Robin! Mas você deveria saber melhor do que ninguém sobre morcegos... e morcegos não precisam de seus olhos!
Nosferatu transformou-se na sua versão quiróptera. Ele usou sua velocidade e força para golpear diversas pilastras naturais da caverna Titã e suas paredes, visando ruir tudo.
Dagon: Escolha, Superboy! Venha atrás de mim e deixe seus amigos serem enterrados vivos, ou segure a montanha sobre nossas cabeças!
Dizendo isso, Dagon alçou vôo, furando o teto da caverna e indo para o ar livre. Ele sabia que Conner preferiria salvar seus amigos e isso o daria tempo para fugir. Antes de tomar uma direção, ele checou se Robin não havia jogado nele nenhum localizador e se livraria do mesmo caso tivesse. Seus olhos já voltavam ao normal depois de tantos segundos.
Ele apenas pensou antes de partir.
Dagon: Ainda nos veremos de novo, meus irmãos... e o resultado será bem diferente.
Então, Dagon voou à uma grande velocidade para algum canto desconhecido no mundo.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2322
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Convidado em Qua Maio 16, 2012 10:00 am



Cassandra ainda precisava se reacostumar com a idéia de trabalhar novamente em grupo. Ela se viu sozinha durante tanto tempo, que já não se lembrava se ainda sabia agir em equipe. Reencontrar seus companheiros tinha sido ótimo. Apesar disso, Cassie ainda tinha mais dúvidas que guardaria pra si.

Como se já não bastassem os problemas que o Titãs enfrentavam, com a situação muito a favor dos alienígenas invasores, agora precisavam lidar com a questão de Dagon. A visão pós-ataque era horrível. Ela ouviu quando o Garoto-Prodígio falou em outro idioma com Conner. Podia quase apostar que se tratava do idioma kriptoniano, mas não conseguiu decifrar a mensagem. Cassie precisou cobrir os olhos quando Robin jogou a granada no chão. Os braceletes foram a primeira coisa que ela identificou quando a visão retornou. E nada do menino prodígio.

A voz de Virgil ecoava pedindo que se juntassem. Cassie levou a mão ao laço, como se preparasse para algo. A voz de Dagon parecia mais gutural. Ela viu o vulto se lançando contra as paredes. As rochas se partiriam no segundo seguinte. Cassie já estava no ar, mas não muito distante do chão, e ainda dentro do campo estático de Virgil. A figura sinistra de Dagon transformado ganhava os ares em busca de uma saída.

- Ah, não vai, não!!!

Cassandra lançou o laço, mas atingiu o vazio. Lançou-se contra uma das pedras, impedindo que ela caísse sobre o grupo. Ainda fazia esforço, enquanto gritava para Conner.

- Superboy! Vá atrás dele! A gente se vira por aqui!

Esperava que já não fosse inútil. Dagon já tinha sumido de sua vista, e escapar da queda completa das criptas se tornava a prioridade. Embora ainda não se sentisse novamente à vontade para fazê-lo, a voz de Cassandra se manifestava novamente, tentando coordenar a escapada.

- Todos pra fora! Agarrem-se a quem pode voar! Rápido, rápido!!!

Soltou a pedra, mas em outra direção, que fez um barulho enorme ao se chocar com o chão. No meio do caos, esperava que Tim tivesse conseguido sair do local com segurança.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Drako em Qua Maio 16, 2012 2:55 pm

Fiquei paralisado ao ver o que o Dagon fez, uma chacina com seus próprios seguidores, aqueles que ele chamou de irmãos. Não tenho mais conhecimento do que acontece a minha volta, apenas me foco no Dagon e todos os seus movimentos, tenho certeza que ele sabe disso. Começa uma mobilização geral, escuto Tim falando comigo e vejo Virgil agir, segundos depois Dagon destrói as pilastras da caverna.

Dagon: Escolha, Superboy! Venha atrás de mim e deixe seus amigos serem enterrados vivos, ou segure a montanha sobre nossas cabeças!

Meu primeiro impulso era a de ajudar aos outros, mas a voz da Cassie passa por meus tímpanos.


Moça Maravilha: Superboy! Vá atrás dele! A gente se vi—

Já estava na direção dele, voando em velocidade máxima. Tenho total confiança em meus amigos, sei que Cassie pode segurar a caverna sozinha, assim como sei que os outros podem lhe dar cobertura para que todos saiam de lá vivos. Não será algo como aquilo que vai mata-los.

Quando o alcanço, paro voando a sua frente.

Superboy:
Então é assim que deve ser não é? Eu e você, em uma luta até a morte? Se é isso que realmente quer, irei com tudo, mas antes eu quero saber... não, eu preciso saber. Tudo isso foi planejado? Você enganou o Chris fingindo ser seu amigo para conseguir beber seu sangue e chegar aqui onde estamos?

Minha guarda nunca esteve tão fechada antes. Estou usando tanto meus poderes K quanto minha telecinésia tátil para não deixar nenhum movimento dele escapar. Porém, tenho certeza que a luta vai ser difícil.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1698
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Scorpion em Sex Maio 18, 2012 4:26 pm

Dagon ainda voava, mas retornara a sua forma humana. Ele olhava as suas mãos com curiosidade.
Dagon: Então é assim que é ser um Deus, Conner? O poder de cruzar o espaço, furar montanhas, beijar o Sol...
Conner então indaga o vampiro sobre as suas intenções. Dagon responde de igual para igual.
Dagon: Usar Chris? Você está enganado, Conner. O fato de eu ter ingerido o sangue dele foi mero acaso. Não fui eu quem lutou com ele. Não fui eu quem o sangrou. Eu sequer tomei os poderes dele. As escoriações que ele sofreu não foram culpa minha. Eu apenas apanhei sangue que teria sido derramado ao chão, ou limpo na água. Qual foi o crime?
Ele então olha para seu amigo e ironiza.
Dagon: Oh, entendo... Você não suporta a idéia de ter alguém no planeta com a sua força, certo? Eu teria partido se Robin não tivesse me atacado! Teria ido embora chorar a morte de Luna... o meu erro ao trazer os vampiros à este mundo! Nunca desejei o mal de vocês, Titãs... nunca! O fato de sempre ter sido um estranho no ninho não me fez ter menos vontade de pertencer ao grupo. Você agora teria um super vampiro ao seu lado para ajudar com a horda alien, mas o que vocês fizeram? Me atacaram e se prepararam para me capturar como a um animal. Eu matei K e os outros sim... mas tudo porque eles planejavam nos matar. Não controlei a minha força, mas o que está feito, está feito.
Dagon vê que Superboy prepara-se para lutar.
Dagon: Eu já disse que não quero lutar contra você, Conner. Você não é meu inimigo... mas se é assim que você quer. Cai dentro!

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2322
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Phelipe Peregrino em Seg Maio 21, 2012 11:12 am

Tudo ficaria bem!

Mesmo em meio à um turbilhão de inimigos e toda aquela bagunça que as coisas ao meu redor giravam, eu tinha certeza: tudo ficaria bem! Meu tio Conner e seus amigos reuniram os Titãs. Juntos eles iriam trazer meu pai de volta e ele iria fazer tudo ser como era antes. Iria expulsar os aliens e fazer o planeta Terra ser um bom lugar para se viver, mais uma vez.

Eu tinha tudo. Meu tio tinha perdido o medo de me deixar lutar, e eu tinha feito um amigo que acreditava na minha força. Eu acreditava na minha força! E, com Dagon, eu sabia que poderia ser mais forte... Ser mais como o meu pai. E eu poderia lutar junto com ele quando ele voltasse.

Dagon me disse que eu poderia. Disse que eu posso ser forte e posso ser o Superman. E eu acredito nele, porque ele é meu amigo. E amigos não mentem... Não é?

Quando entravamos na casa dele, porém, tudo mudou. Um cheiro estranho e metálico invadiu meu nariz e me fez ter vontade de vomitar. E o som de corações pulsando como baterias de um show de rock era quase de deixar surdo. Eu podia ouvir o som de liguido escorrendo, e só depois soube que era o som do sangue.

E, vi, sem acreditar, Dagon... Meu amigo. Olhar para nós e dizer algo que não ouvi. Vi Dagon, não como meu amigo... Mas o vi como um monstro.

Tudo girou, e em um momento que pareceu eterno, Dagon se transformou, voou pelo teto da caverna e saiu. Meu tio foi atrás, a moça loira impediu a caverna de cair, com a ajuda dos outros, e eu, mais uma vez senti lágrimas escorrendo pelos meus olhos. Lágrimas de medo. Lágrimas que eu prometi que nunca mais derramaria.

Fechei os olhos.

Engoli o choro.

Meus punhos cerraram.

E senti o ar se dobrar ao meu redor. Tudo ficou devagar... Em câmera lenta. Mas não eram eles que estavam devagar, era eu quem estava rápido.

Minha mente ficou clara, como nunca esteve.

E eu voei. Como um foguete em direção direta à criatura que se disse meu amigo. Voei em direção à criatura que mentiu para mim! Em menos de um segundo eu o alcancei.

Atirei meu corpo com tudo contra ele, num impacto explosivo e maciço. Capaz de, eu diria, rachar uma montanha no meio. Ele teria sido arremessado para trás, mas o tio Conner me ensinou como golpear de maneira a fazer o inimigo absorver o impacto.

Depois, meus pulmões se encheram de ar glacial, e soprei o frio em sua direção, mas meu fôlego foi sufocado pelas lagrimas que insistiam em descer. Assim, tudo que eu consegui foi congelar suas roupas mas nada o suficiente para pará-lo.

E as lagrimas, aquelas malditas, continuavam escorrendo.

Chris: Você mentiu para mim! - Gritei. - Disse que era meu amigo. Eu achei que poderia confiar em você.

Tentei secar as lagrimas na manga da camisa.

Chris: Eu ouvi o que disse! - Gritava o mais alto que minha voz permitia. - "O fato de eu ter ingerido o sangue dele foi mero acaso." - Repeti cheio de raiva. - Se você acha uma carteira no chão, sabe quem é o dono, e não a devolve, ISSO FAZ DE VOCÊ UM LADRÃO!

Senti minha voz morrer em minha garganta. E ali, nos céus de um planeta onde somos a preza fácil, senti o frio do vento dos corações partidos.

_________________
avatar
Phelipe Peregrino

Número de Mensagens : 1389
Idade : 28
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Ter Maio 22, 2012 8:23 pm

Titãs em Gotham:

A saída de Dagon da caverna deixou o teto do local instável. Cassie se lançou contra a massa de concreto que teimava em cair e a apoiou com a força dos deuses. Ao seu lado, Virgil lançou uma tela energética que permitiu que o grupo de Titãs e os aliados que Anarquia arrebanhara no Arkham, conseguissem escapar do local sem maiores problemas.
Nos céus de Gotham, o que se observava era o confronto entre Dagon e Superboy.

Arrow Então é assim que deve ser não é? Eu e você, em uma luta até a morte? Se é isso que realmente quer, irei com tudo, mas antes eu quero saber... não, eu preciso saber. Tudo isso foi planejado? Você enganou o Chris fingindo ser seu amigo para conseguir beber seu sangue e chegar aqui onde estamos?

Arrow Usar Chris? Você está enganado, Conner. O fato de eu ter ingerido o sangue dele foi mero acaso. Não fui eu quem lutou com ele. Não fui eu quem o sangrou. Eu sequer tomei os poderes dele. As escoriações que ele sofreu não foram culpa minha. Eu apenas apanhei sangue que teria sido derramado ao chão, ou limpo na água. Qual foi o crime? Oh, entendo... Você não suporta a idéia de ter alguém no planeta com a sua força, certo? Eu teria partido se Robin não tivesse me atacado! Teria ido embora chorar a morte de Luna... o meu erro ao trazer os vampiros à este mundo! Nunca desejei o mal de vocês, Titãs... nunca! O fato de sempre ter sido um estranho no ninho não me fez ter menos vontade de pertencer ao grupo. Você agora teria um super vampiro ao seu lado para ajudar com a horda alien, mas o que vocês fizeram? Me atacaram e se prepararam para me capturar como a um animal. Eu matei K e os outros sim... mas tudo porque eles planejavam nos matar. Não controlei a minha força, mas o que está feito, está feito. Eu já disse que não quero lutar contra você, Conner. Você não é meu inimigo... mas se é assim que você quer. Cai dentro!

No entanto, antes que Conner pudesse tomar qualquer atitude, um pequeno míssil humano se lança contra Dagon, O golpe desconcerta o vampiro, que rodopia no ar para trás dando tempo para o garoto usar seu sopro congelante que cobre as roupas do vampiro de gelo. Enquanto se preparava para continuar o ataque, Chris gritava:

Arrow Você mentiu para mim! Disse que era meu amigo. Eu achei que poderia confiar em você. Eu ouvi o que disse! "O fato de eu ter ingerido o sangue dele foi mero acaso." Se você acha uma carteira no chão, sabe quem é o dono, e não a devolve, ISSO FAZ DE VOCÊ UM LADRÃO!


A ira da criança não tinha precedentes e parecia que iria acontecer naquele espaço aéreo o combate que jamais seria esquecido em toda a história mundial.

**********************

Enquanto a ação se desenvolvia nos céus, Robin chegava na Batcaverna por um dos túneis subterrâneos. Ele já estava prestes a pegar o anel verde quando ouviu a voz atrás dele:

Arrow Não posso permitir que você faça isso! Ele pode estar louco no momento, mas ainda é o Lord Dagon. Ele merece a chance de viver em paz.

Ao olhar para trás, Tim percebe que o leal companheiro de Dagon, Theodore estava disposto a tudo para impedir que seu mestre fosse destruído.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4092
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Convidad em Qua Maio 23, 2012 11:01 pm

Virgil ouvia os gritos enquanto retirava a todos da caverna. Por um momento, ele se concentra nos fatos e depois, vira-se para os demais membros dos Titãs com eles.
Super-Choque: -Ei, alguém pode me explicar o que aconteceu? Isso sem tirar a conversa de sermos discretos, é claro! Eu sei que vimos uma cena de filme de terror, com direito a montes de corpos de mortos-vivos... quero dizer, eles já tavam mortos antes e, se não tivessem e tivessem pirado na batatinha como disse o Dagon, a gente ia esmaga-los como faz com tudo que é ameaça, certo? Eu também ouvi os gritos... bom, acho que todos ouvimos... e o dentuço falou que não mordeu o guri, só bebeu de uma ferida e por isso ele massacrou os outros, porque viraram ameaça. Ok, ele vacilou feio criando vampiros... mas e ae, a gente cruza os braços enquanto três dos nossos amigos se matam lá em cima?

Ele olha para cada membro, com um ar mais sério.
Super-Choque: -A gente é um time, caramba! Sei que o Menino Crepúsculo pisou na bola feio, mas e todas as vezes que ele salvou o mundo conosco? O cara não me parecia a fim de briga... Quer dizer que, se algum dia, um de nós pirar ou tiver problemas, ou for acusado de algo, indiferente do que diga, vai só ser esmurrado? É assim que ajudamos pessoas? E todo o papo de que criminosos vão pra cadeia pra ter uma chance de mudar e voltarem à sociedade?
O herói de Dakota aponta ao companheiro esquentado, limpando os corpos de longe.
Super-Choque: -Dá uma olhada nele... Raio de Fogo era bandido e hoje está aqui, lutando pelo que é certo. E ele não tá aqui, perdão dizer, porque precisamos de gente e faltam heróis, então chamamos os loucos ou os criminosos... ele tá aqui porque se regenerou! É algo pelo que lutamos, não é? Senão, pra que Arkham ou instituições de apoio a pessoas e toda Assistência Social? A gente ignora? Estamos acima disso? A gente é tipo os mocinhos agora... Será que a Liga agiria assim? Somos exemplo.

Ele tenta conter o jeito, enquanto fala. Afinal, ele mesmo já foi um menino de gangue e se meteu com gente errada, mas sua vida mudou. Como poder ignorar a história dele, de muitos em Dakota e também todo o trabalho que seu pai fazia no Centro Comunitário Homem Livre? Por um momento, Virgil parecia se questionar se o que faziam ali era mesmo o correto. Mantinha o campo de força, mas olhava para os voadores e mais poderosos presentes. Parecia pronto a voar e tentar resolver tudo... como pudesse.

Super-Choque: -E ae, vamos ficar aqui parados?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Scorpion em Qui Maio 24, 2012 1:16 am

O soco de Chris pegou em cheio no peito de Dagon, o que o fez rodopiar no ar e logo em seguida ter parte de suas roupas congeladas.
Um simples retesar de músculos fezcom que a camada de gelo se desfizesse.
Dagon: Incrível, Chris... você já consegue usar o seu sopro para congelar as moléculas de água. Eu não sou um ladrão, Chris. Se a carteira que você diz pudesse ser usada para salvar o mundo, ou então deixada lá, você a deixaria? Acorde, garoto... estamos em guerra. Quanto mais soldados poderosos tivermos, melhor.
Nosferatu não mostrava sinais de agressividade. Entretanto, seus sentidos captaram as palavras de Virgil Hawkins. Ele lembrou-se de quando salvou Virgil da explosão no prédio há alguns meses. Estaria o herói negro de Dakota querendo retribuir?
Dagon: Que ironia... logo aquele que debochava mais de mim é aquele que me defende.
Então, ele olha para Conner e Chris.
Dagon: Infelizmente será assim então, certo? Inimigos mortais... é mesmo uma pena, Chris. Eu era seu amigo. Quanto à você, Conner... no nosso próximo encontro não seremos tão cordiais...
O vampiro então alçou vôo para cima, como quem vai entrar no espaço, mas quando estava passando pela atmosfera, Dagon transformou-se em ar. Através da atmosfera, suas moléculas se embaralhariam com a mesma e ele poderia se transportar por transferência para qualquer canto do mundo. Esta era a melhor forma de escapar. Se os Kriptonianos quisessem pará-lo, teriam de congelá-lo... estariam eles dispostos a congelarem uma parte da atmosfera e arriscarem-se a acabar com a camada protetora de raios UV da Terra, somente para agarrarem Dagon.
Enquanto viajava, Dagon tinha apenas Luna em sua mente. A amada que falecera por sua imprudência. Ele ainda não sabia qual seria seu próximo passo...

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2322
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Convidado em Qui Maio 24, 2012 10:11 am

A ação rápida dos Titãs e seus aliados havia garantido que todos pudessem escapar. O esforço da Moça-Maravilha pra deter as pedras maiores não tinha sido em vão. Ela percebera que a mensagem dada a Superboy também tinha sido eficiente. Contudo, ela não podia esperar pelaa ação do garoto, que simplesmente alçou os céus ainda mais rápido do que Superboy. A prioridade de Cassandra, contudo, ainda era verificar que ninguém tinha ficado para trás.

- Alguém ferido? Algum de vocês está machucado?

Fitou o ar por um segundo, e seus olhos finalmente encontraram o ponto onde Superboy, Chris e Dagon estavam postados. Dagon rodopiava no ar, diante do golpe desferido pelo garoto, que parecia numa postura extremamente ofensiva. A conversa se desenrolava sobre os poderes de Dagon se ampliando, e o sangue de Chris sendo usado no processo. Cassie ligou os pontos. Devia ter sido isso que fizera Robin desaparecer, minutos antes. Ele já sabia que Dagon tinha absorvido sangue kriptoniano. Deve ter dito isso para Conner usando o idioma de Krypton, que Cassie não tinha conseguido confirmar com certeza se era esse mesmo. Diante de um Robin desaparecido e de um Superboy em vias de combate, sentia-se novamente na obrigação de comandar a equipe.

Sua observação foi interrompida pela voz de Super-Choque. Virgil manifestava seu ponto de vista. Cassandra parecia mais concentrada no combate que aconteceria ali, mas virou-se para o grupo assim que Virgil parou pra respirar.

- Dagon está fora de controle, e como nosso aliado, é nossa responsabilidade detê-lo até saber o que o sangue kriptoniano fez a ele, não só física quanto psicológicamente. Vocês viram parte desse resultado lá embaixo. Infelizmente, ele não vai cooperar de forma amigável, e Superboy foi tentar detê-lo da forma menos violenta possível... isso até o garoto reagir.

Naquele momento, o sopro de Chris congelava as asas de Dagon, que com um movimento, voltavam ao normal, deixando os pedaços de gelo caírem. Cassie nem se dava conta da influência das amazonas em seu discurso.

- A Liga resolveria o problema. Estamos em guerra, mas antes de atacar o inimigo, precisamos de um exército unido, como irmãos de batalha, ou seremos destroçados por dentro, como já está acontecendo. Dagon escolheu outro caminho quando bebeu daquele sangue, Virgil. Podemos dar a oportunidade para ouvi-lo, mas tem de ser do nosso jeito! Dagon está mais, do que nunca en probatia.

Infelizmente, os acontecimentos não permitiram que a idealização do plano que Cassie estava desenvolvendo saíssem do campo das idéias. Nos céus, Dagon alçava um voo mais alto.

- Droga! Choque, Raio de Fogo, venham comigo! O resto de vocês, mantenham posição!

Cassie alçou voo o mais rápido que pôde, enquanto no meio do caminho, gritava para os companheiros.

- Rápido! Detenham-no!!!

Ela esperava que Virgil tivesse entendido o recado, já que no segundo seguinte, Dagon metamofoseava novamente, e a névoa que antes era seu corpo começava a se dissipar. Raios, golpes, nada funcionaria, contudo. Talvez o calor pudessse afetar Dagon, mas Cassie não tinha certeza. Em alguns segundos, ela alcançava Superboy. Os esforços para tentar identificar Dagon se mostravam cada vez mais inúteis, enquanto os segundos passavam.

- Dagon não é nosso objetivo primário. Conner. Mas eu sei que temos contra-medidas, não é? Onde ele está?

Apesar do tempo afastados, Cassie se valia de meias palavras, tentando ser discreta e esperando que a empatia com Conner fosse suficiente para ele entender que ela se referia a Robin, já que a saída do Garoto-Prodígio, minutos antes, tinha sido substancialmente bem executada, com o objetivo de deter Dagon. Tim não havia explicado nada, exceto para Conner, e em outra língua. Apesar disso, parecia que a sintonia do trio começava a retornar.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Drako em Qui Maio 24, 2012 1:28 pm

Superboy: Pare de achar que sabe tudo sobre todos! Eu não me importo com alguém que tenha a minha força, contanto que ele esteja ao meu lado! Talvez não tivéssemos sido realmente amigos quando os titãs foram reunidos, mas você só joga a culpa disso em nós. Esquece que nunca foi um cara aberto a conversas e sempre se isolava, assim como a Rose. Não estamos isentos de culpa, não, mas pare de jogar toda a responsabilidade nas costas dos outros! Não use o caminho mais fácil para tudo em sua vida como tem feito até agora! Sim, era mais fácil se afastar de nós naquela época porque se achava diferente, sim, era mais fácil transformar todos em vampiros para que não precisasse se preocupar em protegê-los, e sim, era mais fácil ter bebido do Sangue do Chris!

Nesse momento vejo Chris voar enfurecido pra cima do Dagon. Eu o entendo e não é para menos, pela forma em que foi usado. O problema é que ele está muito irritado e isso pode causar consequências maiores.

Superboy:
Se acalme Chris. Perder a cabeça durante a luta só te deixará em desvantagem.

Dagon parece estar totalmente fascinado com seu novo poder. Ele se tornou arrogante, ainda mais do que era a minutos atrás. Ele deve estar se achando invencível, pro azar dele nem o Superman era. Após ironizar o Super-Choque, ele me faz novas ameaças e se transforma em ar. Novamente, sua arrogância e seu ego o fazem displicente. Posso rastreá-lo com minha visão microscópica, posso escutá-lo com minha audição em qualquer ponto do mundo. Mas por hora eu o deixo partir. Cassie se une a mim e ao Chris, trazendo o Raio de Fogo. Desço até o chão para nos reagruparmos com os outros.

Moça Maravilha: Dagon não é nosso objetivo primário. Conner. Mas eu sei que temos contra-medidas, não é? Onde ele está?

Superboy: Ele está na caverna, é melhor irmos até onde o Robin está. Quanto ao Dagon, não se preocupe. Esse ego gigante dele não irá durar muito.

Dagon é um vampiro, por mais que o Sangue do Chris tenha sido absorvido por ele agora, cedo ou tarde seus poderes irão sumir. Ele não tem um corpo kryptoniano pra gerar celulas que absorvem os raios solares, seu poder não é natural e logo ele vai perceber que precisa de mais sangue K pra continuar com os poderes. Quando isso acontecer ele irá atrás do único Kryptoniano real existente no momento, e será nessa hora que eu vou acabar com isso de uma vez por todas.

Eu paro ao lado do Chris e digo:


Superboy: De agora em diante iremos lutar lado a lado. O que você fez aqui me mostrou que está pronto pra lutar, mas ainda tem muito o que aprender, e eu vou lhe ensinar tudo para que seja um Superman melhor que o seu pai foi.

Ele realmente merece lutar nessa batalha, mas não é só isso. Enquanto ele estiver comigo não darei brechas pro Dagon usar mais um de seus planos. Me ajoelho diante dele, com um sorriso no rosto e a mão em seu ombro eu continuo.

Superboy: Hoje você é oficialmente um Titã.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1698
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Sex Maio 25, 2012 11:48 am

Anarquia se focava em fugir antes do teto cair sobre sua cabeça e de seus aliados psicóticos, graças à intervenção do Super-Choque e Cassie ele pode ver o confronto de Titãs ocorrer no céu. Ele nota que para fugir do congelamento Dagon e estar transformando seu corpo em uma substância vaporosa.

Sem opção e se aproveitando de estar sendo esquecido pelos heróis ele saca seu cristal de quartzo e então registra através da refração da luz a assinatura bioenergética de Dagon enquanto ele luta com Chris. Ele, a partir disso faz uma espécie rastreador "místico". Lonnie Machin com sua ciência domina plenamente a energia que os magos acreditam ser magia e sabe que esse tipo de energia é bastante eficiente quando usado contra um kriptoniano. Com o sangue kriptoniano em suas veias Nosferatu se torna ainda mais fácil de detectar do que seria normalmente. Ele poderia usar o objeto de forma mais ofensiva, porém isso poderia desgastar sua bateria energética e atualmente isso é um risco que ele não pode correr. O exército dos Titãs é poderoso demais para ele, era melhor agir com cautela.

Ouvindo as ordens do Superboy e as críticas de Superchoque ele não se surpreende, para ele os heróis que inspiraram os Titãs também fizeram muitas escolhas como ditadores e ao contrário de Virgil o rapaz sequer tenta passar qualquer sermão. Ele apenas se volta para seus insanos, especialmente para o Chapeleiro Louco e o Espantalho e comenta.


-Vamos, temos que seguir viagem. Precisarei de vocês dois em breve, ignorem o que estão vendo. Dagon realmente ainda esta encantado pelo poder, exatamente como vocês estiveram tantas vezes. Essas ações não podem nos desviar do nosso objetivo de salvar o mundo, do sentido de podermos sentir vida novamente.


Olhando novamente para o grupo, ele espera que digam para onde seguir. Sabendo que para onde for, ele depois disso terá um encontro com o morcego.




_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2571
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Nasinbene em Ter Maio 29, 2012 4:42 pm

A situação entre Superboy, Dagon e os demais Titãs me garante uma viagem rápida de tranquila até a caverna.
Mas, a tranquilidade acaba ali. Durante todo o caminho, percebo que sou seguido por sou seguido por um dos asseclas de Dagon, Theodore. Não me pareceu ter má indole, mas nunca se sabe. Não o impeço, já que ele não me atacou durante todo o caminho.
Ao chegarmos à caverna, ajo como se não soubesse de sua presença até que ele se manifesta. Como pensei, não há maldade nele. Apenas o desejo de proteger alguém. Vou tentar o diálogo primeiro. Caso ele parta pro ataque, estarei preparado. Mas no momento, acho que o dialogo é a melhor saída:

- Em primeiro lugar, acalme-se, Theodore. Esse é seu nome, não? Permiti que chegasse aqui por que não tentou me atacar no caminho, então não acho que seja maligno.
Não tenho a intenção de acabar com a vida de Dagon, pelo contrário. Você tem razão, ele está louco e esse mais um motivo para o determos. Não vamos matá-lo, esse não é o método dos Titãs. Queremos ajudar Dagon. Se é tão leal a ele como diz, deveria estar pensando em me ajudar a curá-lo, não me enfrentando. Pense nisso, Theodore. Não me obrigue a deter você também...


Dou a chance dele pensar melhor na sua atitude. Estou com a defesas silenciosas da caverna armadas e apontadas pra ele desde que chegamos aqui. A um mero sinal de ataque dele, as defesas entram em ação. Mas acredito que Theodore tomará a melhor decisão e não me atacará. Para seu próprio bem...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1239
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Administrador em Sex Jun 01, 2012 3:43 am

Ricardita guiou nosso pequeno grupo até o museu de história natural conforme o pedido de Zareb. De fato, não havia lugar melhor para um encontro com uma divindade da sabedoria. No caminho, eu notei o estado de saúde de Mia e perguntei qual era a gravidade da doença dela.

- Mia, você não está nada bem. O que há de errado?

Ela me respondeu com uma resposta sarcástica e evasiva. Típico dos arqueiros de Star City. Apenas uma tosse passageira, ela disse. Mas o problema dela parecia sério. Afinal, ela não teria necessidade de guardar segredo se fosse simples. Entretanto, eu achei melhor não dar continuidade ao assunto. Quem era eu para exigir alguma coisa? Um sujeito que ela mal conhecia e que passou os últimos meses sem dar notícias. Ela vai me dizer a verdade quando estiver pronta.
Tempo depois, nós chegamos no local combinado. Fomos recepcionados pelos avatares dos deuses da sabedoria de diversos panteões. Curiosamente, todos eles escolheram formas femininas.

- Putz! Então vocês mudaram de sexo? Pelo visto, os deuses ficaram muito moderninhos de uns tempos para cá... Hehe

Nesse momento, Mary acertou meu braço com um soco e me pediu para ter mais respeito. Por que ela sempre tem que me censurar? Já estou grandinho para ter uma "mãe" me orientando. Mas ela está certa. Melhor eu me concentrar na minha busca e evitar os pensamentos supérfluos. Eu vim aqui com um propósito, conquistar a Sabedoria de Salomão. No entanto, Salomão não estava presente entre todos aqueles deuses do conhecimento. De acordo com os deuses sabichões (ou "deusas"), Salomão foi eliminado pelo mesmo indivíduo que eliminou Atlas. Alguém queria mesmo me impedir de obter os dons de Shazam. Como aconteceu com Apolo em Manhattan, eu teria que escolher um outro deus para substituir Salomão. Mas antes seria necessário ir até a nova localização da Pedra da Eternidade para definir um substituto para o Mago Shazam.
Saturno explicou que a pessoa escolhida era alguém que tinha um forte laço com a Família Shazam. Então eu lembrei da insistência de Apolo para que Mary me acompanhasse. Não sem motivo. Mary realmente tinha um papel importante para desempenhar.

- Um momento... Mary! É você! Quem melhor que você para ser minha "maga"? Você sempre agiu como minha consciência moral!

Portanto, eu seria o campeão de Shazam e Mary a maga. Porém, ainda precisávamos remover muitos obstáculos. A Pedra da Eternidade foi realocada para Blüdhaven, um dos lugares mais perigosos da Terra e que deve ter ficado muito pior depois da invasão alienígena. Eu também não teria a ajuda de Granada nesse desafio, pois as "deusas" solicitaram a proteção dela. Como preciso da "benção" de Saturno e das outras, achei melhor não contrariar. O helicóptero da resistência era o único meio de transporte para Blüdhaven, mas certamente faltaria combustível para a volta. Então seria preciso abastecer o helicóptero em Blüdhaven. Antes da partida, eu agradeci Mia por tudo que ela fez por nós e disse que ela não tinha a obrigação de nos acompanhar. Na verdade, eu disse isso por causa da condição dela. Mas Mia é teimosa e insistiu em nos ajudar.
Agora rumamos para Blüdhaven, onde com certeza encontraremos perigos maiores. Ainda não sabemos nada sobre as pessoas que estão perseguindo os deuses. Combater um inimigo desconhecido é uma grande desvantagem.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Dom Jun 03, 2012 10:54 pm

Capitão Marvel:

A notícia de que teria que ficar com as Deusas não agradou muito Granada, que disse:

Arrow Escuta aqui: eu não sou empregado ou guarda-costas de vocês! Eu to aqui pra matar aliens e é isso que eu vou fazer!

Zareb se aproxima dela e tenta acalmá-la, dizendo:

Arrow Eles, digo, elas são a nossa linha avançada de inteligência. Precisamos que estejam seguras. Você estará garantindo um trunfo para determos os aliens. E nós vamos voltar logo!

Mary parecia finalmente juntar as peças de um extenso e complexo quebra-cabeaçs. Ela olha para Freddy e percebe que o jovem fez o mesmo raciocínio. Ela então se aproxima do amigo e diz:

Arrow Parece que o meu tempo de saias curtas terminou.. Eu aceito a responsabilidade e farei o meu melhor.

Ela se vira para Freddy e dá um sorriso, antes de falar novamente:

Arrow Nós faremos o nosso melhor.

O grupo termina os preparativos e segue em direção à cidade onde Asa Noturna sagrou sua carreira solo. No caminho, Freddy não consegue deixar de pensar no quanto seria bom ter o jovem amigo ao seu lado novamente. A viagem é relativamente silenciosa, sendo ritmada pelas respirações pesadas e pela tosse de Ricardita. Eles descem no heliponto em cima do prédio do departamento de polícia da cidade e, ao entrarem no edifício, constatam que a resistência que ali havia foi esmagada.
Freddy nota que Mia tenta segurar o choro e seguir em frente, enquanto Mary a observa com certa curiosidade. Zareb permanece concentrado na identificação do local que dará para a Pedra da Eternidade. Após alguns momentos, ele diz:

Arrow Teremos que ir à prefeitura.

Freddy sente que finalmente a sorte parece ter mudado, uma vez que o prédio ficava em frente à delegacia. O grupo então inicia a ida ao prédio cautelosamente. Ao entrarem, eles percebem o local totalmente abandonado. Começam a procurar por alguma pista da passagem para a pedra, quando o barulho de uma parede sendo quebrada chama a atenção do grupo. Ao virarem a cabeça para o lugar de onde o barulho veio, eles encontram Osiris, portando uma armadura. Ele grita:

Arrow Agora é hora de acabar com esse jogo de gato e rato! Eu tenho muito o que fazer e não posso perder tempo com vocês. Vocês precisam perecer para que eu reúna o poder suficiente para honrar Teth Adam e Isis!

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4092
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Dom Jun 03, 2012 11:10 pm

Robin:

Theodore ouve as palavras de Robin e o encara com uma expressão séria, antes de começar a falar:

Arrow Eu.. entendo. Eu sei que ele precisa de ajuda, mas o medo nos olhos de seus amigos me dizem que ele está em perigo junto de seu grupo.

Ele se aproxima, deixando todo seu corpo visível. Robin lê em sua postura corporal que não há aparente intenção de ataque. O vampiro continua a falar:

Arrow Eu era um ex-hooligan. Perdi emprego, mulher e família por conta de meus pecados. Tive que me afastar de tudo para recomeçar a vida e o único lugar onde essa oportunidade apareceu foi em Gotham. Me chamaram para trabalhar nas docas, junto com um primo meu que morava na América há 5 anos. Eu estava aqui há 2 semanas quando eles chegaram... Um grupo de aracnos atacou a gente durante o trabalho. Meu primo foi dilacerado... E eu estava perto de ser o próximo quando Dagon chegou. Ele me tirou de lá e atacou as criaturas. Depois de vencê-las, ele chegou perto de mim e perguntou se eu queria ter a chance de detê-las. De acabar com elas. Eu aceitei na hora. Desde então tenho sido leal a ele e ajudado na formação e treinamento do clã. Eu não posso permitir que vocês o executem, mas se querem ajudá-lo, então me juntarei a vocês.

Sua fala é sincera e, pela primeira vez desde que o conhece, Robin nota emoção em sua voz. O vampiro aguarda a resposta do menino prodígio para saber se continua sozinho ou com o grupo de heróis.


PS: pode postar junto com sua interpretação da cena a sua ida para o ponto de encontro com os outros, conforme a mensagem dos outros titãs.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4092
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Dom Jun 03, 2012 11:46 pm

Titãs em Gotham (Dagon, SuperChoque, Superboy, Anarquia, Moça Maravilha e Chris):

Parecia que duas batalhas eram travadas no mesmo espaço: nos céus Dagon enfrentava os descendentes da casa dos "El", enquanto no chão, Superchoque clamava aos amigos que repensassem a forma como estavam direcionando o grupo e suas perdas desde o seu reencontro.


No céu, a batalha parecia chegar a um impasse, quando Dagon diz:

Arrow Infelizmente será assim então, certo? Inimigos mortais... é mesmo uma pena, Chris. Eu era seu amigo. Quanto à você, Conner... no nosso próximo encontro não seremos tão cordiais...

O vampiro sobe com velocidade e se transforma em névoa na atmosfera se dissipando. Conner tenta rastreá-lo, porém o máximo que consegue é registrar a assinatura microcelular do vampiro. Assim como Anarquia que usa seu bastão para fazer um registro da assinatura energética de Dagon.

Conner e Chris se aproximam do grupo a tempo de ouvir a discussão entre Virgil e Cassie.


Arrow Dá uma olhada nele... Raio de Fogo era bandido e hoje está aqui, lutando pelo que é certo. E ele não tá aqui, perdão dizer, porque precisamos de gente e faltam heróis, então chamamos os loucos ou os criminosos... ele tá aqui porque se regenerou! É algo pelo que lutamos, não é? Senão, pra que Arkham ou instituições de apoio a pessoas e toda Assistência Social? A gente ignora? Estamos acima disso? A gente é tipo os mocinhos agora... Será que a Liga agiria assim? Somos exemplo.

Nessa hora, o Chapeleiro Louco apenas diz:

Arrow Apesar da parte que nos toca, o garoto tem um ponto...

Moça Maravilha retruca lembrando que há uma guerra a ser vencida e que a equipe só o fará unida, ao mesmo tempo lembra que Dagon está fora de controle e que dificilmente se entregaria por conta própria.

Nesta hora é o Espantalho quem fala:

Arrow Se ele estivesse mais perto, eu poderia ajudar nesse sentido, mas a esta distância não é possível usar meu gás.

Anarquia se aproxima de seus recrutas e diz:

Arrow Vamos, temos que seguir viagem. Precisarei de vocês dois em breve, ignorem o que estão vendo. Dagon realmente ainda esta encantado pelo poder, exatamente como vocês estiveram tantas vezes. Essas ações não podem nos desviar do nosso objetivo de salvar o mundo, do sentido de podermos sentir vida novamente.

Os dois fazem um aceno com a cabeça e se colocam em posição para acompanhar o herói anarquista.
Conner e Cassie conversam sobre as contramedidas e Robin, quando Chris diz:

Arrow Eu estou ouvindo os lagartos!

Conner se concentra na superaudição e diz:

Arrow Vamos ter que sair daqui agora! O combate chamou a atenção dos alienígenas. Temos que ir para um lugar seguro! Todos me sigam!

PS: Pessoal, fiquem a vontade para narrar o final da conversa e a ida para o local seguro. Já encaminhem em seus posts o destino desejado por seus personagens para a continuidade da ação. Os mais cotados até agora são: 1) Fortaleza da Solidão, 2) Los Angeles atrás da resistência local; 3) Deserto do Mojave, onde foi feita a última tentativa de trazer os heróis; 4) Dakota. Fiquem a vontade para propor lugares diferentes destes também.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4092
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Leo Rocha em Dom Jun 03, 2012 11:49 pm

O velho moribundo:

Uma bolha de energia explode e em seu centro se forma uma figura humana. O homem grita de dor e se acocora quando a energia se dissipa. A barba espessa e o tapa olho lhe dão um aspecto de alguém que lutou muito e aparentemente perdeu. A mão mecânica confirma o histórico de lutas.
Ele olha ao redor e nota que está em Star City. Coça a cabeça por um instante e segue andando em busca de algo que apenas ele sabe.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4092
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Scorpion em Sex Jun 15, 2012 7:35 pm

John: AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAARRRRGGGGGGGGGGGGGHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!
A bolha energética se desfaz e o meu corpo arde e esfumaça como se eu tivesse acabado de sair de uma panela de óleo fervente.
John: Droga... como isso dói!
O velho homem checa o seu braço mecânico e repara que ele está intacto. Realmente aquilo era tecnologia de ponta!
Ele estava nu, devido ao último teletransporte. Não era a primeira vez que suas roupas não eram materializadas, mas tudo bem. Seu amigo disse que havia deixado roupas para ele, em algum lugar por ali.
Usando os dispositivos no braço mecânico, John localizou a mala esportiva deixada pelo colega antes de partir.
Jaqueta dos Yankees, boné de baseball, camiseta listrada, calças jeans, meias e um par de tênis que quase não coube no seu pé.
John: Legal... nenhuma cueca.
Cutucando o bolso lateral da maleta, John encontrou um molho de chaves com um cavalo prateado de logotipo.
Ele saiu apertando o botãozinho do alarme, até que um barulho quase surdo se fez.
Com ajuda do braço mecânico super forte, ele conseguiu levantar uma placa e lá debaixo estava ele... um Mustang GT. Realmente, o cara sabia como agradar ao amigo.
John: Valeu, Vic...
O tanque de combustível estava cheio. Ele lembrou do que o amigo o havia informado... Gotham. Em poucas horas, ou iria vacilar.
John ligou o motor que fez um grande ronco e subiu o ponteiro do combustível ao máximo.
John: Como planejado!
Os pneus do carro giraram e vomitaram fumaça, até que o carro arrancou, rumo à Gotham City!

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2322
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Convidado em Ter Jun 19, 2012 10:58 am


Agora que se sentia mais próxima de uma reintegração junto à equipe, Cassandra via a necessidade de preparar um plano para um contra-ataque efetivo aos alienígenas invasores. Havia trocado meia dúzia de palavras com Conner, sobre o paradeiro de Tim, e lamentava sobre os acontecidos envolvendo Dagon, embora sua expressão e atitudes não demonstrassem nada disso. A garota fitou o horizonte assim que Chris anunciou que ouvia os inimigos se aproximando. Naquele momento, parte de si era puro instinto de guerreira e recuar não era opção para o sangue de amazona. Contudo, ela sabia que iniciativas cegas como aquela, levando mais em conta o orgulho do que a tática, poderiam ser a ruína dos Titãs e seus aliados.

Conner anunciara que deveriam ir a outro lugar, se afastar dali, e Cassie observou o contingente que os acompanhava. Vilões, heróis, e até mesmo quem ainda nem sabia ser herói. Todos reunidos por aquele objetivo, que parecia menos impossível à medida que ela se reintegrava. E era aquela a palavra que lhe castigava: integração. Naqueles instantes em que se afastavam dali, Cassie não pôde deixar de lembrar das amazonas. Desde a invasão, ela não sabia do ocorrido com suas irmãs guerreiras. Tinha vontade de partir rumo à Ilha Paraíso, procurar por mais apoio, quem sabe reunir um exército que pudesse fazer frente aos inimigos. Mas nem sabia se havia, de fato, um exército. Além do mais, Robin e Superboy pareciam ter outros planos em mente, e Cassie não tinha idéia do panorama geral, como os outros dois tinham.

Ela tinha ouvido falar, entre aqueles que salvara certa vez, em um punhado de pessoas que faziam resistência à invasão, cujo QG ficava em Los Angeles, aparentemente. Talvez fosse a alternativa ideal. Cassie não tinha certeza se havia outras possibilidades. Assim como a ilha das amazonas era uma incógnita pra ela, existiriam ainda pontos importantes como a Fortaleza da Solidão ou mesmo a Batcaverna? Naquele momento, sabia que o planeta podia contar apenas com os Titãs, mesmo que em seu âmago, se sentisse mais confiante caso os heróis da geração anterior estivessem presentes, como Diana.

- Onde vamos, Superboy? Existe algum QG em que possamos trabalhar uma contramedida? Dizem que há uma resistência em Los Angeles... poderíamos nos juntar a eles.

Era apenas uma sugestão, mas Cassandra tinha em seu tom de voz algo de autoridade, o que transmitia certa confiança. Uma confiança que ainda precisava de muitas bases pra se fortalecer.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Nasinbene em Ter Jun 26, 2012 9:50 pm

Então eu estava correto. Theodore está aberto ao diálogo. Isso é bom. Falei a verdade sobre ajudar Dagon. Na sua atual atual forma, ele é um perigo para si mesmo e para os outros. Precisa deseperadamente ser detido. E é minha responsabilidade fazê-lo. Dagon já foi um de nós, um Titã. Devo isso a ele. Relaxo um pouco quando Theodore se predispõe a ajudar. Com essa nova configuração dos fatos, penso numa forma de usar Theodore a meu favor. Sem uma palavra, me afasto do vampiro e rumo ao armário de equipamentos e saco um comunicador auricular. Jogo a Theodore e explico sua parte no plano:

- É bom saber que posso contar com você, Theodore. Como já expliquei, Dagon tornou-se um risco para si e par os outros. Sua função será mantê-lo no radar. Imagino que um vampiro como você não terá dificuldades em restrá-lo. Use esse comunicador e me avise assim que conseguir sua localização. É muito importante que não o confronte sem apoio, Theodore. Você viu seu poder, viu o que ele pode fazer. Tenha muito cuidado. Boa sorte, Theodore.

Assim que o vampiro sai, eu deixo a caverna também. Ativo o sistema de segurança em prioridade máxima. Nessa configuração, apenas eu, Dick e Bruce poderiam entrar na caverna sem acionar o sistema de segurança. Theodore agora é um aliado, mas está longe de ter minha confiança total. E ele agora sabe a localização da caverna...
Sem demora, analiso o terminal em meu punho e percebo que o lacalizador que pus em Conner no Lounge continua operando. Sem demora, me ponho em movimento. Os Titãs me aguardavam...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1239
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Drako em Sex Jun 29, 2012 1:02 pm

O impasse com o Dagon acabou, Chris e eu nos reunimos ao restante do Grupo. Precisamos decidir para onde ir agora. Temos poucas opções, e não sei se quero um monte de vilões na Fortaleza da Solidão. A Fortaleza guarda conhecimentos e armas imensuráveis, não poderia sequer pensar em deixa-las cair nas mãos de uns maníacos do Arkham.

Chris escuta os lagartos e me concentro para escutá-los também. Ele estava certo. Temos que sair o mais rápido possível.

Superboy:
Vamos ter que sair daqui agora! O combate chamou a atenção dos alienígenas. Temos que ir para um lugar seguro! Todos me sigam!

Cassie me pergunta para onde devemos ir e cita a resistência de Los Angeles.

Superboy:
Se ainda existe alguma resistência lá então devemos encontra-los. Precisamos reunir o máximo de força que pudermos agora.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1698
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Phelipe Peregrino em Ter Jul 10, 2012 2:54 pm

Todo mundo conversava. Falavam sobre guerras e conflitos. Mortes. Dor. Sofrimento. Falavam como se tudo isso fosse inevitável. Meu peito doía. Não de dor ou tristeza, como antes, mas de empolgação. Eu ERA um titã. As palavras do Superboy ainda ecoavam em minha cabeça e parecia que a luta com Dagon foi a muito tempo. Eu ouvia. Ouvia tudo e a todos. Me concentrando em cada batida de coração. Ouvia como o coração do tio Conner acelerou levemente ao se aproximar da moça que ele chamou de Moça Maravilha. Pude notar até a forma leve como sua circulação sanguinea se acelerou. E pude notar os grunhidos--

Grunhidos?

Movi minha cabeça para mudar o foco da minha audição e não tive dúvidas: eram os lagartos.

Chris: Eu estou ouvindo os lagartos!

Superboy: Vamos ter que sair daqui agora! - Ele falou depois de confirmar o que eu ouvia. - O combate chamou a atenção dos alienígenas. Temos que ir para um lugar seguro! Todos me sigam!

Moça Maravilha: Onde vamos, Superboy? Existe algum QG em que possamos trabalhar uma contramedida? Dizem que há uma resistência em Los Angeles... poderíamos nos juntar a eles.

Superboy: Se ainda existe alguma resistência lá então devemos encontra-los. - Tio Conner nunca se pareceu com meu pai. Ele nunca falou como ele nem se vestiu como ele. Acho que ele nunca quiz isso, também. Mas ali, no meio de toda aquela bagunça, mesmo que ele não soubesse, ele estava soando exatamente como o Superman sempre soou. - Precisamos reunir o máximo de força que pudermos agora.

Chris: As pessoas precisam saber que os heróis voltaram, tio! - Segurei a mão dele antes que ele levantasse vôo. - Elas precisam saber que ainda há esperança! Só assim venceremos os aliens. Os heróis que lutam sozinhos precisam saber que a luta não é mais só deles... Precisamos dar um recado ao mundo: os heróis vão lutar... A Liga da Justiça voltou! - Falava, mas sentia que minha voz tremia em alguns momentos. Nervosismo? Emoção? Não sei dizer. - A fortaleza da solidão pode passar esse recado! Podemos enviar a mensagem para cada estação de tv ou de rádio do mundo, mesmo as que não estão funcionando... - Depois eu engoli em seco e praticamente sufoquei ao dizer as últimas palavras. - Eu posso fazer isso! Posso ir até lá e mandar esse sinal.

Respirei fundo e olhei nos olhos dele.

Chris: Somos o legado do Superman. - Falei firme. - Não podemos deixar a esperança morrer!

_________________
avatar
Phelipe Peregrino

Número de Mensagens : 1389
Idade : 28
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Retroceder nunca, render-se jamais!

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 7 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum