Fase 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Fase 2

Mensagem  Administrador em Qua Maio 25, 2011 12:30 am

Fase 2: Atrás da Cortina de Aço

Arrow Terra-13:

Capitão Marvel e Gelo agora estavam em um local desconhecido com alguém que instantes atrás decretou a prisão deles na Terra-40. Por sua vez, Gladiador Dourado estava numa situação incompreensível com sujeitos incompreensíveis. Era um grupo disfuncional.
Os três estavam ligeiramente abatidos. Capitão Marvel e Gelo perderam dois colegas e fracassaram em sua primeira missão, enquanto que o Gladiador Dourado perdeu sua parceira dróide e não tinha chance de voltar para casa. Ambos estavam desolados e sem esperança. Nem mesmo o ambiente ao redor deles amenizou a angústia em seus corações. Por sinal, eles estavam em um vasto jardim. Depois de tensas discussões, os três concordaram que enfrentavam as mesmas adversidades e exploraram o jardim juntos.
Logo eles perceberam que o jardim era na verdade, um labirinto gramado, formado por diferentes trilhas. Eles quase se perderam uns dos outros entre tantas direções.
Após um tempo percorrendo o labirinto, eles encontraram um estranho homem encapuzado. Tal indivíduo não projetava sombra. Não era possível ver os olhos deles. A sensação era de que as órbitas oculares dele era totalmente cobertas por sombras e pelo capuz. Ele tinha cheiro de pó e de séculos. Porém, o seu cheiro não era desagradável. Quando percebeu a presença dos três heróis, o homem caminhou na direção deles com seus pés descalços, porém, ele não deixou pegadas no jardim.


A voz dele também era peculiar. Era como um farfalhar de velhos pergaminhos em uma biblioteca. Ele falou com os heróis como se estivesse confuso e enfraquecido.

- Vocês encontraram o meu livro? Eu preciso dele. Tudo o que houve, há e haverá de acontecer está nas páginas daquele livro. Mas ele tirou o meu livro de mim. É importante que o livro seja recuperado.

Longe dali, a Precursora visitou um homem chamado Guy Gardner. Ele que já foi um grande herói, agora era nada mais do que um coveiro. Naquele momento, ele enterrava os cadáveres daqueles que morreram em seu mundo. Considerando que todos os habitantes de seu mundo estava mortos, ele tinha muitos cadáveres para enterrar. O comportamento dele era de um penitente, pois ele se sentiu culpado por não ser capaz de salvar o seu mundo da aniquilação total. Então a Precursora interrompeu Gardner e fez uma proposta para ele.

- Então você também sobreviveu, Guy Gardner? Eu não imaginei que houvesse mais alguém vivo aqui além do Brigadeiro Átomo. É tarde demais para fazer algo pelo seu mundo, mas é possível fazer algo por você mesmo. Você acredita que Parallax foi o responsável pela destruição de seu mundo, mas está enganado. O real responsável pelo que aconteceu ao seu mundo atende pelo nome de Monarca. O objetivo dele é conquistar todos os universos conhecidos. O exército dele já está marchando por toda parte. Ele veio ao seu mundo para recrutar Crepúsculo Sombrio¹, mas ela recusou o convite de Monarca. Como punição pela recusa de Crepúsculo Sombrio, o Monarca destruiu seu mundo. Por ironia, apenas o marido de Crepúsculo Sombrio, o Brigadeiro Átomo, sobreviveu ao cataclisma, ou foi o que pensei. Aqui está você, Guy Gardner! Vivo para fazer justiça! Venha comigo se quiser a oportunidade de enfrentar o Monarca e vingar seus entes queridos.

Ao ouvir que não foi Parallax quem destruiu seu mundo, mas sim um tirano chamado Monarca, a revolta tomou conta de Guy Gardner. A oferta da Precursora era tentadora. Ela era a inimiga de seu inimigo, mas isso necessariamente fazia dela uma amiga? Se ela realmente tinha interesse na queda do tal Monarca, talvez era possível para Guy Gardner tirar algum proveito daquilo. A única coisa que Gardner sabia é que um visitante de outro mundo tirou tudo o que ele tinha e escapou impune.
Então a faísca de uma nova emoção cintilou no coração de Guy Gardner. A Força de Vontade que agora era quase nula por conta de sua apatia, ganhou a companhia da Ira.

1. Crepúsculo Sombrio é a contraparte de Sombra da Noite na Terra-13, ou melhor dizendo, ela era.


Arrow Terra-12:

10: 15 de sábado à noite. William West encerrou mais uma de suas peripécias. No entanto, fazer aquilo tipo de coisa já não era mais divertido. Ele passou os últimos meses usandos seus poderes em benefício próprio, mas para alguém com sua velocidade, tudo era muito tedioso. Quem era capaz de parar alguém como ele? A polícia? Lentos demais. A Liga da Justiça? Caretas ultrapassados. Mas algo salvou Will de uma noite repleta de tédio.
Enquanto Will estava no topo de um prédio de Central City, admirando a vista, uma mulher vestindo um traje peculiar apareceu diante dele. Embora Will não soubesse, ela era a Precursora.


Para um garoto audacioso e púbere como Will, a presença de uma mulher tão atraente como a Precursora era um grande chamariz. Some isso com o fato dela ter aparecido repentinamente e você tem uma mulher que um rapaz não tem como ignorar.

- Entediado, William? Se vier comigo, não faltarão desafios, emoções e aventuras. Você tem toda uma vida pela frente, mas por que ser paciente? Se não tem medo de enfrentar o desconhecido, aceite o meu convite e verá coisas que poucos mortais tiveram a chance de ver. O que me diz, William? Eu preciso de uma resposta imediata. Você pensa tão rápido quanto as suas pernas correm?

A Precursora aguardou a resposta de William. Precursora tinha o dom da multipresença, sendo capaz de estar em mais de um lugar ao mesmo tempo. Naquele momento, ela também estava com Guy Gardner em outro universo. Tudo em nome da praticidade.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Scorpion em Qua Maio 25, 2011 9:17 am

Michael estava caído no chão, sentindo um pouco de dor nas costas. A audácia de Shellby em querer seguir os Invasores havia colocado a dupla de policiais do tempo em uma boa fria. Ele se levantava enquanto massageava as costas pela queda.
GD: Droga, Shellby! Não deveríamos ter seguido eles. Eu já havia conferido o que a moça disse... Eles não eram infratores temporais e quando deixaram a nossa Terra já estavam fora da nossa jurisdição. As leis do tempo são bem cl... Shellby? SHELLBY?!
Shellby estava caída no chão e uma pequena fumacinha saía de seu visor trincado. O que mais preocupava o Gladiador era que a sua luz havia se apagado.
GD: Ah não! AhnãoAhnãoAhnão!
Michael apertou instintivamente um botão em seu cinto que fez com que ferramentas muito avançadas surgissem. Ele as pegou e rapidamente abriu Shellby.
GD: Oh, Deus! Não permita... não...
Dentro de Shellby a matriz estava apagada. Havia apenas um ponto metálico, mas que ao redor dele deveria haver uma potente luz azulada. Esta luz tinha energia o suficiente para abastecer uma pequena cidade por pouco mais de um mês. Não somente isso, a matriz era o Hard Disk dos parceiros dos policiais do tempo. Não somente permitia a sua memória como era responsável por sua criatividade. Isso tudo era oriundo do século XXXV. Para poder proteger o tempo, a Polícia Temporal fazia uso de tecnologia de outras épocas e este tipo de HD era a coisa mais evoluída que eles encontraram.
O projeto inicial partiu dos rascunhos do Tornado Vermelho, feitos por Anthony Ivo. Se a inteligência artificial já permitia a criação de personalidades em robôs, imagine no século XXXV. Os parceiros do tempo não eram meros robôs. Eles tinham personalidade própria gerada pela sua matriz através do desenvolvimento. Os robôs tornavam-se mais maduros, sérios, brincalhões, carinhosos, violentos, enfim... todo o tipo de personalidade vista num humano poderia ser vista em um robô que utilizasse uma matriz dessas.
Shellby conhecia o Gladiador desde que ele era jovem. Ela fora parceira de seu pai até que ele morreu em uma missão que até hoje ele não sabia quando foi. Foi seu próprio pai quem mostrou-lhe uma vez uma miniatura do tal carro Shellby para ilustrar o que significava o nome de sua parceira. A polícia do tempo dificilmente sabia quando seus entes queridos morriam. O protocolo não permitia por medo de que tentassem se utilizar de suas patentes para trazer à vida pessoas amadas que morreram impedindo suas mortes. Quando seu pai morreu, Shellby se ofereceu para ser a parceira de Michael. Ela nunca contou como seu pai morreu e agora seu segredo morria com ela.
Sendo assim, Michael Jon Hunter fez a única coisa que podia. Ele abraçou Shellby forte contra o peito e chorou em silêncio. Era óbvio para os outros que Shellby não era apenas um robô para Michael. Ela era praticamente a sua única amiga. Afinal, ele vivia para o trabalho...
GD: Droga, Shellby... por que você nunca me escutou? Droga...

Depois de se despedir de sua amiga, Michael se recompôs e juntou-se aos outros membros do grupo.
GD: Eu chequei os meus equipamentos e está tudo em ordem, com exceção do meu cinto de deslocamento temporal. Os sistemas dele fritaram quando passamos por aquele buraco de minhoca. Shellby não conseguiu perceber que vocês não estavam fazendo um deslocamento temporal, mas sim espacial. O dispositivo não foi projetado pra isso. Ele não aguentou a sobrecarga e pifou. Acho que eu estou ilhado aqui com vocês até descobrirmos uma maneira de eu me mandar pra casa.
Ele então cruza os braços.
GD: Certo, então. Acho que seremos colegas de equipe por um bom tempo. Vocês podem começar me dizendo quem são vocês, de onde vieram e para onde vamos. Eu sou Michael Jon Hunter, policial do tempo da Terra-40. Acabo de perder minha amiga e precisava de um café preto sem açúcar; como não tenho, estou um tanto puto da vida. E vocês?

Depois das apresentações os heróis explorariam os jardins.
Eles se depararam com um velho estranho que procurava um livro. Um livro que dizia o que aconteceria. Isso era claramente uma infração do tempo, mas Michael não estava mais em seu mundo, então isso não procedia.
GD: Calma aí, amigo. Quem pegou teu livro e por quê você deixou algo tão importante saltar fora das suas mãos? Você perdeu ou ele foi roubado? Porque sua conversa está meio confusa.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Guima em Qui Maio 26, 2011 11:47 am

William estava cabisbaixo... No alto parapeito de um arranha céu ele olhava as ruas de Central City em movimento. Lá de cima tudo parecia uma grande colonia de formigas... Formigas lentas pensava ele. Como as pessoas aguentavam viver naquele ritmo tedioso? E andar naqueles veiculos que pareciam lesmas??? William não possuía o ritmo da sociedade atual. Ele era o mais rápido daquela cidade, talvez daquela era e até mesmo daquele século. Sua vida de aventuras durou pouco, afinal devido sua velocidade, William fez muita coisa em pouco tempo. Fugir da polícia era algo que já se tornara banal, entrar nos cofres de bancos também já não tinha mais graça, exceto pelo fato dele doar grande parte da grana para instituições que cuidam de carentes... Pensou até em ser um novo herói na cidade para ser concorrente direto com o tal Batman. Will não gostava do Batman, varias vezes eles se enfrentaram, mas o rato de asas magricela só ficava com o gosto de poeira na boca. A noite não prometia nada... nenhuma emoção, nenhuma aventura... O jovem West pensou então em quebrar seu recorde de 10 voltas ao redor do mundo no tempo de 1 segundo, quando apareceu uma bela mulher, com vestes estranhas, porem sensuais aparecer na sua frente.

Ela vinha com promessas de aventuras e desafios, somando ao fato de ela ser uma bela mulher William viu naquela moça uma oportunidade de conhecer coisas que ele jamais tinha visto. Ele nem notou que provavelmente a mulher sabia sobre sua capacidade hiperveloz. Ele respondeu de imediato.

To dentro, gata.... é só dar a bandeirada de largada!!!

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2203
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Convidad em Seg Maio 30, 2011 3:46 pm

Para um homem que havia perdido TUDO, não era de se espantar que Guy estivesse; colocando de forma amigável, um lixo. Estava com um emaranhando absurdo no seu rosto que não era cortado faziam meses e seu tradicional "cabelo de penico" agora já estavam de um comprimento que passavam do seu queixo. Estava vestido com calças jeans, camiseta preta e uma jaqueta de couro, todas em estado deplorável, mas o que se notava de imediato era que não havia anel energético algum na sua mão.

A aparição repentina da Precursora não abalou Gardner um centímetro que fosse; estava sentado em um banco de um bar com o teto completamente destruído, mas que por ironia do destino, seu bar ainda estava intacto. Haviam várias garrafas de bebidas abertas e vazias na sua frente, e no momento estava saboreando mais uma dose de algum Whisky de baixa qualidade. Pensava que ao menos com o fim do mundo poderia tomar um trago decente, mas a bebida descia como lava incandescente pela sua garganta.

Guy apenas se serviu de outra dose e ignorou completamente a mulher.

Bebeu o seu Whisky vagabundo e notou que ela não havia ido embora.

Mais uma dose e ela ainda estava ali.

É, ela era real.

- Que tal a gatinha querida me alcançar aquela garrafa de Vodka ali.*Apontou para uma garrafa aleatória que ainda parecia cheia* Eu iria até a Rússia pra conseguir uma garrafa de Vodka decente, mas isso daria muito trabalho e eu pretendo entrar em coma logo.

Precursora: - Gardner, você me ouv...

- CALA A BOCA!! NÃO DIZ MAIS UMA PALAVRA!!

Guy pegou a garrafa de Whisky que acabara de terminar e arremessou com toda a força em uma parede; havia se levantado do banco e se aproximara de Precursora; lhe olhava nos olhos com um olhar que misturava raiva, desprezo e tristeza. Um pouco de lágrima se formava nos olhos do homem.

- Eu sei quem você é mulher, é a garota de recados do Monitor, não é? Aquele cara fodão, não é? Aquele cara que poderia ter impedido toda essa merda de acontecer, não é? Então, me responde: ONDE DIABOS VOCÊS ESTAVAM!?!?!

Ficou parado observando a reação da mulher; fria e impenetrável.

- Merda... sabe... uma vez me contaram que o Kyle e o Killowog recontruiram um planeta só usando os anéis da Tropa. Engraçado que... agora eles estão ambos mortos, e tudo o que eu tenho agora é esse lugar. E agora tu me diz que eu posso me vingar do cretino responsável... que diferença isso faz? Isso não vai trazer o Kyle ou o John de volta vai? Não vai trazer a Tora de volta vai?! VAI?!

Precursora: - Não Guy, mas...

- MAS O QUÊ?!?!

Precursora: - Lembre-se do seu voto como Lanterna Verde.

- Lanterna Verde? Bah!

Guy enfia a mão no bolso de sua calça e arremessa um objeto na direção da Precursora, era o seu anel energético da Tropa dos Lanternas Verdes.

- Parabéns loira, agora tu também é uma Lanterna Verde... na noite mais densa e no dia mais claro e blá blá blá... Agora me deixa em paz!

Precursora gentilmente pega o anel de Guy e vai em direção ao balcão do bar, onde coloca o anel ao lado de um copo de bebida.

Precursora: - É uma pena que tenha se esquecido Guy, de como é ser um Lanterna Verde, e de como ser um herói, julguei que iria aproveitar a oportunidade para impedir o monstro que lhe causou todo esse sofrimento, mas eu estava enganada e espero que outros mundos como esse não sofram as mesmas conseqüências que o seu pela minha falta de discernimento.

Lentamente a mulher começa a alçar vôo e começa a desaparecer da visão de Guy, que ficou sentado bebendo a última dose do Whisky e observando o seu anel esmeralda. Sentia-se um lixo. Nada que pudesse fazer poderia trazer os mortos de volta a vida, nunca mais iria poder rir da cara do Kyle ou tomar café na sala do Killowog enquanto ele lhe impedia de matar algum dos Guardiões, nunca mais iria poder ver o sorriso de Tora, a única que algum dia lhe dera algum crédito.

Tora.

Segundos depois após sair voando do bar em ruínas, era a vez da Precursora ser surpreendida. Guy estava voando ao seu lado, cercado pela energia esmeralda de seu anel.

- Esse tal Monarca... ele quer dominar o multiverso e fazer com que todos beijem os seus pés e digam "Ó todo poderoso Monarca"?

Precursora: - Algo do gênero, sim.

Guy coça a sua barba. Estava mais parecendo um guerreiro Viking do que um super-herói.

- Tá certo, tá certo... onde é que eu assino então?

Precursora nada disse.

- Tu sabia que eu ia aceitar, não é? Eu tava na palma da sua mão.

A Precursora apenas esboçou um sútil sorriso.

- Sacana... eu gosto disso.

Guy sorriu o seu sorriso da cafajeste mais uma vez após muito tempo.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Convidad em Dom Jun 05, 2011 10:26 am

Gelo permanecia impassível, diante dos últimos acontecimentos. A jovem nórdica era pouco menos expressiva do que uma estátua. Na verdade, ainda estava em choque devido aos últimos acontecimentos. A feiticeira ao qual havia se afeiçoado, sendo morta diante de seus olhos, e o Sand, não fazia a menor idéia do que havia acontecido a ele. De repente, não mais sentiu seu coração pulsar como se aquela fosse uma oportunidade única, mas um mero joguete nas mãos de seres cuja extensão dos poderes, desconhecia. Haviam falhado. E, não fazia a menor idéia do porque estavam ali, naquele jardim, ao invés de terem sido presos. E também não estava se preocupando com isso. Haviam coisas ruins demais pra pensar.

As mãos tatearam os bolsos, enquanto o Gladiador ainda falava, Tora constatou com desagrado, que aquele era seu último cigarro. Acendeu-o e tragou lentamente, como se esperasse se acalmar, parou por alguns segundos e, ainda sentada, respondeu ao "policial do tempo".

- Tora. Mas pode me chamar de Gelo. E tudo que eu queria agora era uma bebida tão forte que me fizesse parar de sentir as minhas próprias pernas. E acabo de ficar sem cigarros. E... não foi só você que perdeu alguém importante hoje, Michael.


A situação era desanimadora o suficiente pra que Gelo nem mesmo entrasse em uma discussão sobre a derrota anterior. Nem mesmo queria pensar nisso. Na verdade, tudo que ela queria era um lugar pra ficar sozinha, talvez chorar. Ela não era o tipo de mulher que choraria na frente de ninguém.

Quando concordaram em andar pelo jardim, Tora observou tudo ao seu redor. Até que veio até eles um estranho homem, do qual o cheiro, curiosamente, lembrou a Gelo uma biblioteca. E, mais curioso ainda, ele estava procurando um livro.

- "Ele"? De quem você tá falando? E como um livro pode ter coisas que nem aconteceram ainda? - perguntou a jovem, um tanto incrédula mas, inegavelmente, interessada.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Administrador em Qui Jun 23, 2011 1:35 pm

Arrow Terra-13:

Os Desafiadores estavam perdidos em um jardim sem fim e encontraram nele, um misterioso homem encapuzado. O homem mencionou a perda de um livro, cujas páginas descreviam todos os acontecimentos ocorridos no passado, presente e futuro. Os Desafiadores desconfiaram da veracidade das palavras do homem, pois era difícil acreditar que um livro tão espetacular existisse de fato. Como os heróis não tinham qualquer objetivo naquele momento, eles perguntaram mais detalhes sobre o tal livro, mas o confuso homem não disse nada que fosse compreensível ou que esclarecesse a situação: - Nesse ponto do jardim, é possível encontrar várias trilhas para onde seguir, mas apenas uma por onde viemos. Não sei mais de onde eu vim. É tão difícil raciocinar sem o livro...
As palavras do homem encapuzado deixaram os Desafiadores descrentes e desesperançosos da possibilidade de encontrar um caminho que levasse eles para longe dali.
Então um clarão repentino ofuscou os três heróis por alguns segundos. Em seguida, eles notaram a chegada da Precursora, que estava acompanhada de mais dois indivíduos.
Um deles, era um garoto que ainda estava na puberdade e era portanto, mais jovem do que Gelo. Ele usava óculos e vestimentas modernas demais para os padrões dos outros, com exceção, é claro, do Gladiador Dourado. O policial do futuro considerou a hipótese dos dois serem da mesma época. Entretanto, Gladiador Dourado agora não lidava apenas com a ruptura do tempo, mas do multiverso. Então ele não tinha como afirmar isso. Mas apesar dos detalhes, o rapaz era um completo desconhecido para os demais heróis.
O outro indivíduo tinha a insígnia da Tropa dos Lanternas Verdes. Apenas Gelo reconheceu o Lanterna Verde, pois em seu mundo, ela conheceu um boxeador que era muito parecido com ele. No entanto, o homem de sua realidade era mais velho do que aquele diante dela. Por acaso, a reação do Lanterna Verde foi quase idêntica, pois a Gelo de seu mundo também era mais velha do que aquela garota precoce na frente dele. Parte dele, ficou contente ao ver Gelo viva, mas ele sabia que aquela não era sua Gelo, a amada que ele perdeu recentemente. A Gelo que estava naquele jardim não tinha mais do que 19 anos. O Lanterna Verde pensou então que a Precursora levou ele até aquela contraparte de Gelo para brincar com seus sentimentos.
Mas o Lanterna Verde não era o único que queria uma satisfação da Precursora. Gelo e Capitão Marvel também aguardavam por explicações, pois perceberam na primeira missão dos Desafiadores, que a Precursora e o Monitor esconderam muitas informações. Enquanto isso, o Gladiador Dourado estava sem entender nada naquele momento, pois nem sequer sabia quem era a Precursora. Por sua vez, o rapaz de traje vermelho não via a hora de partir em buscas de aventuras e desafios.
Então a Precursora quebrou o silêncio e apresentou os seus novos recrutas para os outros heróis: - Desafiadores, esses são os seus novos colegas. O rapaz é William West da Terra-12. O Lanterna Verde é Guy Gardner, um nativo do mundo em que estamos, a Terra-13. Eu sei que a última missão não terminou bem, mas para deter o Monarca, nós temos que prosseguir, pois desistir não é uma opção. No entanto, Capitão Marvel e Gelo não estavam nada animados com a ideia de retomar as atividades dos Desafiadores do Além. Não apenas por causa do fracasso na Terra-40, mas porque perceberam que eram meros peões em um jogo cósmico. Gladiador Dourado também tinha receio de participar de algo que não compreendia bem. Aliás, ele ainda não era um membro oficial do grupo. Os três não estavam nada contentes com a Precursora. Afinal, eles foram tirados de suas rotinas para ingressar numa jornada que até então, não tinha significado.
A falta de consideração da Precursora por tudo o que eles passaram, não agradou os Desafiadores, mas a presença dela ao menos trouxe alguma esperança para o homem encapuzado, que perguntou mais uma vez sobre o paradeiro de seu livro.

???: - Você encontrou o meu livro?

Precursora: - O Monarca está com o seu livro, mas eu preciso de mais tempo para descobrir onde ele está escondido.

???: - Mas você prometeu me ajudar...

Precursora: - E eu cumprirei minha promessa, mas o Livro do Destino não é o único dos Artefatos que eu procuro no Multiverso.

Depois de ouvir que a Precursora ainda não tinha nenhuma pista do paradeiro de seu livro, o homem encapuzado deixou a companhia do grupo e seguiu uma das trilhas labirínticas do jardim. A partida dele comoveu a Precursora.

Precursora: - Quem diria que um dos Perpétuos ficaria em um estado tão deplorável? E tudo por causa de um livro...

Com a saída do homem encapuzado, os heróis então ficaram sós com a Precursora. Nenhum deles partiria sem obter respostas, exceto talvez, William West, que estava afoito por adrenalina.


Última edição por Batman em Dom Jul 17, 2011 9:13 pm, editado 1 vez(es)

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Scorpion em Sex Jun 24, 2011 9:02 am

GD: Não há um limite de pessoas importantes que podemos perder em um dia, Tora. Isso não é uma competição. Você ter perdido alguém antes de mim não implica que eu ficarei menos triste.
Após conversarem com o velho, Michael Jon Hunter exigiu algumas respostas da Precursora.
GD: Opa, opa, opa! Você consegue trazer pessoas de outras realidades, moça? Se consegue trazer deve conseguir levá-las também. Afinal, o espaço-tempo é uma estrada de via dupla. O vir e o ir depende do ponto de vista apenas. Pode me levar de volta para minha Terra? Meu cinto de deslocamento quebrou e sem minha parceira eu não posso consertá-lo. Preciso me reportar ao Comando do Tempo.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Convidad em Seg Jul 18, 2011 3:48 pm

Guy acompanhara a Precursora pelos céus da terra devastada em que se encontravam e tudo o que conseguia pensar, era quanto tempo mais iria demorar para poder esmurrar alguém na cara, mas ao que parecia, ele não era o único infeliz com mais nada a perder que a mulher havia manipulado em se juntar em uma cruzada cósmica. Analisou o quanto isso tudo não lhe parecia, em nada, absurdo.

Chegaram em um grande jardim, onde uma figura encapuzada parecia reclamar constantemente sobre um livro e que alguém havia pego ele. Não deu muito bola para o indivíduo; nunca havia lido muitos livros em sua vida, logo ter perdido um não parecia nada de muito importante para Guy, deveria ser só mais um maluco que sobreviveu a toda a destruição. Pensou em quão irônico era isso, que um bêbado e um maluco eram os únicos sobreviventes.

Ao aterrissarem, notou a presença de outras pessoas, outros heróis, que eram bastante familiares ao Lanterna Verde, rostos que por muito tempo podia te-los chamado de amigos, mas agora eram apenas memórias; memórias muito, muito ruins.

- Mas que maravilha. Mas tava na cara que isso ia acontecer, tava bom demais pra ser verdade; era ÓBVIO que iam me colocar junto com esse pessoal... DE NOVO! Com a princesinha do norte *apontou com a mão para Tora*, com o Capitão Fraldinha *apontou para o Capitão Marvel*, com o... *Olhou melhor para o homem vestido de dourado* pu&% m%&$@!!! O GALINHADOR DOURADO?! Não tinha ninguém melhor, não? O Super e o Morcegão tavam ocupados demais?! E quem é esse aí?! *apontou para o Flash* Quer saber? Não me importo, aposto que deve ser o Maxwell Lord usando uma fantasia de Flash...*pausou por um momento com uma mão pressionando os olhos* só vamos terminar com isso de uma vez....

Olhou com todos com extrema frieza, todos exceto Tora. Recém havia lhe perdido, e agora estava ali, de pé em sua frente, como se nada tivesse acontecido. Não! Essa não era a SUA Tora, ela estava morta e nunca mais iria voltar, mas essa visão transtornou Guy, não estava pronto para isso, para ver seu amigos mortos mais uma vez. Colocou a mão dentro de sua jaqueta e puxou um frasco metálico de um bolso interno; abriu e tomou um longo gole do que quer que fosse o seu conteúdo (uísque barato na ocasião) e ficou encarando o resto das pessoas ali presentes.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Administrador em Sab Out 01, 2011 2:06 am

Após a chegada da Precursora, todos fizeram indagações pessoais. Gladiador Dourado questionou se havia a possibilidade dele regressar ao seu mundo natal, a Terra-40. Guy Gardner fez uma queixa referente ao grupo escolhido para a missão delegada pela Precursora. Afinal, todos os indivíduos reunidos para a empreitada eram familiares para ele, pois eram contrapartes de membros da Liga Justiça Internacional. Precursora fingiu que não escutou a reclamação de Gardner e respondeu a pergunta do Gladiador Dourado prontamente.

Precursora: - Sim, eu fui agraciada com o poder de viajar pelo Multiverso. Seria simples te devolver ao seu mundo. Mas não seria nada saudável para você voltar agora. Os Monitores procuram por todos nós. Para eles, todo aquele que rompe a Muralha é um transgressor. Se algum monitor te encontrar, você está condenado. Então é melhor continuar conosco até que seja seguro retornar para o seu mundo. Nós acabamos de sair da Terra-40, o que significa que os Monitores voltaram seus olhares para aquele universo. Você está fora de sua jurisdição. Agora está envolvido em algo maior do que o tempo. Não lidamos apenas com linhas temporais nesse momento, mas com universos paralelos. Você acreditou realmente que o seu universo era único?

Então o Gladiador Dourado percebeu que não tinha muitas opções naquele momento. Para retornar imediatamente ao seu mundo, ele teria que assumir riscos.
Mas se o Gladiador Dourado tinha receio de voltar para casa pelo que a Precursora lhe disse, o mesmo não acontecia com o Capitão Marvel e Gelo, que desafiaram a Precursora.

Gelo: - Já cansei de jogar o seu jogo, Precursora! Nós fomos usados como peões no seu tabuleiro cósmico e perdemos dois amigos no processo. Quantas pessoas ainda morrerão pela sua causa?

Capitão Marvel: - Eu estou com Gelo. Já não estou certo de que sua intenções são boas, Precursora. Como Campeão de Shazam, eu só lutarei em nome da justiça. Não estou interessado nas suas diferenças com o Monarca e os Monitores.

Precursora: - Será que vocês não entendem a gravidade da situação? Se o Monarca obter todos os artefatos do Destino, ele terá poder suficiente para conquistar todo o Multiverso. Falamos da sobrevivência de dezenas de universos.

Capitão Marvel: - Se você é tão bem intencionada como diz, devolva nós dois para nossos respectivos universos. Ou você tem a intenção de obrigar alguém a ficar do seu lado contra a própria vontade?

Precursora: - Como queiram, mas estejam cientes de que não serão bem recebidos pelos Monitores responsáveis pelo monitoramento dos universos de vocês.

Então com meros feixes de energia, a Precursora devolveu Capitão Marvel e Gelo respectivamente para a Terra-7 e a Terra-20. Mas a deserção de Capitão Marvel e Gelo gerou a necessidade de recrutar outros heróis do Multiverso. Então a Precursora partiu para buscar substitutos. Mas Gladiador Dourado, Lanterna Verde e o Jovem Flash ficaram pouco tempo sozinhos, pois a Precursora voltou em um piscar de olhos com novos recrutas.
Um dos novos integrantes da equipe foi reconhecido facilmente como uma contraparte do Batman, já que o símbolo do morcego era visível em seu traje. No entanto, esse Batman era muito peculiar, pois vestia uma armadura um tanto belicosa.


Por ironia, a Precursora também recrutou uma versão alternativa de Robin. Diferente da maioria dos Robins espalhados pelo Multiverso, essa contraparte de Robin era uma garota. Desse modo, a Precursora reuniu uma inusitada dupla dinâmica. Em seguida, a Precursora apresentou os dois recém-chegados para os demais e também explicou para todos porque era tão importante combater o tal vilão chamado de Monarca.

Precursora: - Os dois que vieram comigo são contrapartes de Batman e Robin. Eu retirei os dois de universos ainda não catalogados pelos Monitores. Por esse motivo, eles foram escolhas óbvias, pois não são monitados pelos Monitores. Como vocês, eles estão aqui porque eu preciso de heróis para uma missão importante. Em um universo que já não existe mais, o místico Hermes Trismegisto, também conhecido como Destino, guardou todo o seu poder em treze receptáculos, os chamados Artefatos do Destino. Um conquistador que atende pelo nome de Monarca, foi ao universo de Hermes Trismegisto para obter as relíquias. Mas Hermes Trimesgisto não cooperou com o Monarca e escondeu os objetos em diferentes universos. Como punição, Monarca destruiu o universo de Hermes Trimesgisto. Entendem por que isso é tão preocupante? Se o Monarca tem poder para aniquilar um universo, imaginem do que ele será capaz se encontrar os Artefatos do Destino. Eu preciso que vocês encontrem os Artefatos do Destino antes do Exército do Monarca. Os heróis que eu recrutei antes de vocês falharam na primeira missão e agora o Monarca tem em suas mãos a Lança do Destino. É vital que os outros itens sejam encontrados. Vocês aceitam a tarefa?

A Precursora aguardou as respostas dos heróis. Todos estavam muito pensativos. Principalmente aqueles que chegaram por último. Para Stephanie Brown, tudo aquilo era muito estranho. A ideia de conhecer outros universos era emocionante, mas a companhia não parecia muito agradável. Entre os heróis reunidos pela Precursora, havia um Batman, mas aquele não era o seu Batman. Algo nesse Batman incomodou Stephanie o suficiente para ela ficar precavida. No seu universo de origem, o Batman revelou ao publico da existência de uma sociedade secreta de super-humanos com a ajuda de uma jornalista chamada Lois Lane. Esses ditos super-heróis manipulavam todos os rumos da política e da economia nas sombras. Com a derrocada do grupo, surgiu uma nova geração de super-heróis, mais solidários com os problemas do povo. Batman era um desses heróis. Ele acolheu e treinou Stephanie como sua parceira. Agora Stephanie sentia falta dos conselhos de seu mentor, pois teria que tomar uma decisão sozinha.


Por sua vez, o Batman recrutado pela Precursora viu a garota com certa indiferença. Ele nunca precisou de uma ajudante. Jamais existiu alguém com a alcunha de Robin em seu universo. Na perspectiva dele, um Batman que necessita de uma parceira era certamente um fraco. Mas Batman viu uma oportunidade na busca pelos Artefatos do Destino. Se eles eram tão poderosos como a Precursora dizia, talvez fossem instrumentos adequados para fomentar a ascensão da Ordem de São Dumas.
Além de Batman e Robin, o Gladiador Dourado também teria que decidir se ajudaria ou não a Precursora. Lanterna Verde e Flash já estavam praticamente conformados com a proposta da Precursora. Será que a Precursora encontrou de fato, o seu time de heróis?

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Seg Out 03, 2011 7:24 am


Jean-Paul via diante de si, não só a garota flutuando que lhe convidou falando sobre um Multiverso de Infinitas Terras existindo no mesmo Hipertempo como um grupo de heróis ligeiramente diferente dos que estava habituado. Ele de início achou que os Desafiadores se tratavam de mais uma ameaça, porém começou a falar com sua voz rouca e assustadora.

-Eu sou Batman, pelo que ouvi já sabem sobre mim. Em seus mundos, realidades ou seja lá como chamam, o sinal do morcego esteve sempre presente para manter a ordem. Entendo a participação de guerreiros como vocês, mas não consigo compreender isso...

Ele aponta para a Robin.

-Não creio que seja correto colocarmos uma criança em algo tão perigoso, apenas um irresponsável poria uma menina na linha de frente de criminosos. Sem ofensa, garotinha. Mas acho que tudo isso é muito arriscado e não quero ter sua morte na minha consciência.

Então, o Cavaleiros das Trevas e da Morte se aproxima com sua capa em movimentos rígidos porém precisos até perto do Kid Flash.

-Pelo visto isso aqui esta parecendo uma creche.

_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2537
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Convidad em Ter Out 04, 2011 10:19 pm

Isso está ficando a cada segunda mais estranho. Primeiro essa tal de Precursora aparece no meio da noite me dizendo que posso fazer parte de uma missão especial que pode salvar o "Multiverso". Como negar algo assim? Fazer parte de algo grande como isso é o que eu sempre quis. É claro que tenho meus dias de glória com o Batman, mas...

Stephanie olha o homem vestido de Batman à sua frente.

Meu Deus. O Batman nunca usaria isso. Como ele seria discreto com esse tanto te ferro espalhado pela roupa? E como ele pode procurar por pistas com essas garras ridículas? Esse homem pode ser qualquer coisa, MENOS o Batman. Eu percebo que ele está me encarando. Não gosto disso.

O homem se coloca um pouco mais à frente e começa a se apresentar.

Ele se refere a mim como "isso". Ou "uma garotinha". Se tem uma coisa que eu aprendi enquanto estava nas ruas é que NUNCA devo deixar me menosprezarem. Muito menos alguém que no meu mundo é um dos maiores heróis de todos.

Robin:
Olha, não sei qual é a sua e qual é a da sua roupa, mas você não precisa se preocupar comigo. Sei muito bem como cuidar de mim mesma, e é por isso que estou viva até hoje. Além do mais, se eu fosse um peso para esta equipe, tenho certeza que a Precursora - é isso mesmo? - não teria me colocado aqui junto de vocês. E talvez eu já tenha enfrentado mais inimigos do que você. No meu mundo, você - ou a sua versão - é um grande homem, uma figura, um ídolo, mas por aqui você não passa de "mais um" da fileira de heróis medíocres e antiquados. Uma pausa pra para tomar fôlego... À proposito, pessoal, eu sou Robin. É um prazer conhecer vocês. A maioria pelo menos.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Convidad em Qui Out 06, 2011 7:46 pm

Guy apertou com força os seus olhos; quando ele disse para colocar outros membros no grupo havia esquecido de dizer: QUALQUER UM MENOS ESSES DOIS!

- PUTA M#$@! Isso vai ser ÓTIMO agora...

Ficou apenas observando o resto do grupo, provavelmente iriam se curvar a toda magnificência do Morcego; não era desconhecido que Batmans e Lanternas Verdes não combinavam e agora isso não iria ser diferente... até o morcego abrir a boca e falar sobre o/a Robin.

- ... retiro o que eu disse, o Morcegão de Aço tá certo, isso aqui não é lugar pra garotinhas e garotinhos querendo brincar de super heróis... mas tô pouco me importando, se o Batman da tua realidade não tinha problema com isso, eu também não vou ter, só não fica no caminho...

Guy deu as costas ao grupo e sentou-se em alguma pedra próxima, o suficiente para ainda poder ouvir a conversa entre eles; colocou a mão em sua jaqueta e trouxe eu frasco metálico para fora, de onde tomou um longo gole do que quer que estivesse dentro.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Scorpion em Sex Out 07, 2011 2:47 pm

Gladiador aceitou a proposta da Precurssora, mas tinha um pé atrás.
GD: Muito bem, Precursora. A sua explicação foi convincente. Eu vou colaborar. Não acredito em destino, pois sei que ele pode ser facilmente mudado. Só que eu fui com a sua cara e acho que você merece o benefício da dúvida. Só não tente me ferrar.
Então, Batman menosprezou a presença de Robin e Kid Flash. Guy também não estava ajudando em nada... coisa que Gladiador logo descobriria ser muito frequente.
GD: Vamos parar com estas especulações estúpidas. Nenhum de nós conhece ainda as capacidades do outro. Vocês estão menosprezando não somente os garotos, mas a capacidade da Precursora em selecionar os missionários. Se ela acha que eles são essenciais para a missão, então é porque eles são essenciais para a missão. Eu garanto que tenho bem mais experiência com estas missões das quais se entra por buracos de minhoca e se sai em locais totalmente distintos. Se não confiam na Precurssora, confiem em mim. Ninguém é dispensável. Já vi crianças e adolescentes fazerem feitos incríveis, e sei que estes dois também são deste naipe.
Então virou-se para a Robin e para o Kid Flash.
GD: Parabéns, garotos. Vocês estão na equipe. Bem-vindos.
Não dava para acreditar... Gladiador Dourado estava na equipe há minutos e já era o "mais veterano".
Então, Michael esperou o próximo passo da equipe.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Administrador em Seg Out 17, 2011 9:39 pm

Com os heróis reunidos, a Precursora explicou qual era a emergência que exigia os esforços e atenções de todos. De acordo com a Precursora, um indivíduo chamado Monarca quer o controle de todos os universos catalogados. Para alcançar seu objetivo, o pretenso conquistador conta com o poder místico dos Artefatos do Destino. Ele já tomou um dos objetos mágicos e agora procura pelos doze restantes. A Precursora quer que os heróis vasculhem o Multiverso para encontrar os itens antes do Monarca e seu exército. Nenhum dos cinco heróis reunidos rejeitou a demanda de Precursora. Afinal, eram todos heróis. Embora alguns tivessem anseios e sonhos particulares. No entanto, Batman e Lanterna Verde discordaram da Precursora em um ponto, o recrutamento de jovens combatentes do crime.
Na opinião dos dois, não era aconselhável envolver adolescentes em uma empreitada tão arriscada. Então Robin falou por si mesma e defendeu sua permanência na equipe, ressaltando sua experiência ao lado do Batman. Por outro lado, Flash simplesmente ignorou os comentários dos mais velhos com seu cinismo pueril. Então foi a vez da Precursora tomar a palavra para reiterar seu desejo de manter Robin e Flash na equipe.

- É verdade que os dois tiveram poucas vivências, mas eles são jovens incomuns. Eu estou certa de que ambos são dotados de grande potencial. O valor deles será provado durante a jornada.

A Precursora recebeu o apoio do Gladiador Dourado nessa discussão. Ele entendeu que a Precursora tinha suas razões para recrutar Robin e Flash e demonstrou satisfação por trabalhar com eles. Sem mais polêmicas, a Precursora retomou o seu discurso.

- Se não há outras objeções, eu gostaria de apresentar o primeiro universo que vocês visitarão. A sina de vocês está na Terra-30. Eu localizei um dos Arfefatos do Destino nesse mundo. O artefato é conhecido como Martelo do Destino. Mas antes que falemos do artefato em questão, é melhor que vocês estejam familiarizados com a Terra-30. Eu creio que é um ambiente muito diferente do qual estão acostumados...

Então a Precursora ativou um dispositivo em seu bracelete que projetou uma sequência de hologramas. As projeções holográficas apresentaram detalhes da ambientação da Terra-30.


Depois que os heróis conheceram os aspectos visuais da Terra-30, a Precursora comentou resumidamente sobre a história daquele universo.

- Há 35 anos, uma espaçonave caiu na Terra. Com 12 horas de atraso. A diferença de tempo fez com que a espaçonave caísse na Ucrânia durante o regime soviético. O tripulante da espaçonave era o pequeno Kal-El de Krypton. Ele foi criado numa fazenda coletiva e mais tarde se tornou Superman, o campeão de Stálin. Quando Stálin morreu, Kal-El se tornou o novo presidente soviético. Por mais impensável que pareça, é surpreendente como o sistema funciona quando apoiado por um superservidor público. Há paz, estabilidade e todas as necessidades vitais são atendidas. É um estado utópico... pelo menos, superficialmente.

Depois que as explicações terminaram, a Precursora entregou dois pequenos aparelhos para cada um dos heróis. Eram discretos e parecidos com pulseiras.

- Vocês precisarão destes dois aparatos. O primeiro é um indutor de imagens, que gera trajes virtuais compatíveis com o ambiente onde seu usuario está. O outro é um rastreador sintonizado com o tipo energético dos Artefatos do Destino. O rastreador avisará caso um de vocês esteja próximo de um artefato. Mas o rastreador tem uma segunda função, pois também é um transmissor. Por meio dele, eu enviarei instruções para vocês. E então? Mais alguma pergunta? Estão todos prontos?

A Precursora aguardou a resposta do grupo. Pelo visto, grandes desafios esperavam pelos aventureiros recrutados pela Precursora. Cada um deles teria que ter a coragem necessária para desafiar o além do desconhecido...

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Qui Mar 29, 2012 8:55 am

Jean-Paul observou calmamente. Ele precisava se preparar para aquele mundo, mas tudo parecia bem mais funcional do que em seu próprio planeta.

Ao que parece o Superman tinha feito um excelente trabalho na URSS, ele pensava em que poderia ser útil naquele lugar. O governo soviético sempre teve um posicionamento interessante com exceção de seu ateísmo tão gritante e obrigatório.

O novo Batman ajustou o indutor de imagens e o artefato rastreador em seu cinto. Ele notava que todos pareciam inertes e não quis mais esperar.


-Eu estou pronto, não sei os outros...

Avançando sentido o caminho para o portal


_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2537
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Fase 2

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum