Missão 5: O sorriso que não estava lá

Página 3 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Scorpion em Sex Dez 17, 2010 8:00 pm

Esta missao está mais complicada do que eu esperava. Eu sigo pelos telhados procurando onde está o Filho de uma ¿!¡!ª que resolveu meter mu míssil na minhas costas, mas o desgraçado é rápido pra caramba. Tenho que usar toda a minha agilidade adquirida do DNA de Drácula pra escapar das balas do corno. É quando ele grita algo que me faz pensar. O Super-Choque tá preso no galpao e tem um monte de explosivos porntos pra fazerem o moleque virar o que há de mais moderno no quesito "churrasquinho de Dakota". Eu quase nem ligo, mas bate-me a memória de que agora sou um Titan... e os Titans se importam com os seus.
Dagon: Voce ñ vai me escapar pra sempre, cara. Vou te pegar... mais tarde.
Eu corro com toda a minha velocidade e uso a minha super força para saltar pela janela do galpao, caindo bem em cima de SUper-Choque. Ñ foi difícil localizá-lo. Ele está nervoso e eu poderia ouvir seu coraçao batendo à uma milha de distancia.
Dagon: Sem tempo pra arte de rua, garoto. Vamos do meu jeito.
Eu agarro as algemas e as parto com facilidade.
Dagon: Consegue voar? Vamos cair fora daqui. Tem explosivos por toda a parte.
Se a resposta for positiva, eu me torno fumaça e caio fora, senao, assumo minha forma híbrida e o tiro de lá. Vamos para cima dos prédios onde o "morcego" estava. Tenho que seguir sua pista.
Dagon: Tinha um cara aqui... o mesmo que instalou as bombas. Temos que encontrá-lo. Ele tentou nos silenciar, deve saber onde está o tal Coringa... ou ao menos saber algo importante.
Dagon tentará encontrar qualquer pista usando seus super sentidos. Se achasse, iria seguí-lo, senao, iria contatar Alfred para saber o próximo passo.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Administrador em Ter Dez 21, 2010 11:44 pm

CM3 ficou surpreso com a atitude de Argus. Afinal, CM3 se preparava justamente para nocautear Argus, já que ele tinha o dom de antecipar os movimentos dos adversários e era o estrategista dos Novos Olimpianos. Mas Argus interrompeu o confronto dos Titãs com os Olimpianos e sugeriu para Maxie Zeus que ele ouvisse os Titãs. Surpreendentemente, Argus tinha uma sabedoria tão precisa quanto a de Salomão. CM3 viu então a oportunidade para encerrar aquele confronto sem sentido. CM3 só não sabia se Maxie Zeus responderia as perguntas dos Titãs de bom grado, mas ele tinha que tentar.

- Por favor, Zeus, diga para seus Olimpianos pararem com esse combate. Ninguém será vitorioso aqui. Apenas perdemos tempo. Só viemos até aqui para saber se você tem algum envolvimento com os últimos atentados em Gotham. Alguém aparentemente está imitando o modus operandi do Coringa e você já teve negócios com ele. Se você não está envolvido, quem mais teria condições de copiar a toxina do Coringa?

Freddy aguardou a resposta de Zeus, mas sabia que sua indagação era inocente. Afinal, um criminoso não revela a própria culpa de bom grado e nem deleta outros criminosos por causa da possibilidade de retaliação. Mas ao menos, Freddy daria um fim naquela batalha insensata. Já estava claro que a solução para os problemas em Gotham não estava ali.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Drako em Seg Dez 27, 2010 2:06 am

Voltei ao prédio do Zeus, com o corpo desacordado de Anteus. Vejo o Marvel tentar dialogar com o Zeus e paro do lado dele.

Superboy:
Boa estratégia, Angus. Agora você quer que nós falemos, já que está a um passo de ter a cara amassada no chão.

Aponto o dedo indicador para o Zeus, ao ver o Tim, desvanecido. Não vou tolerar mais nenhuma gracinha deles.

Superboy:
E eu espero que sua resposta seja positiva, Zeus. Porque aos seus pés está o meu amigo, o que me faz estar a um passo de te quebrar inteirinho. E se você pensa que esses dois ao seu lado vão me impedir disso, está muito enganado, pois está diante dos dois membros mais poderosos dessa equipe. Nada vai nos parar agora.

Meus olhos começam a ficar vermelhos à medida que eu vou falando. Preparo minha visão de calor para atacar a qualquer instante.

Superboy:
Vocês só têm duas opções: Ou vai ou RACHA!

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1690
Idade : 27
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Sab Jan 01, 2011 11:15 pm

Dagon: -Consegue voar? Vamos cair fora daqui. Tem explosivos por toda a parte.
Super-Choque: -Cara... valeu mesmo a ajuda! Pensei que dessa vez, eu ia dessa pra melhor! Acho que... consigo voar, sim!

"Carga total. Uma energizada e o disco está novo em folha para flutuar sobre ele. Ah, eu precisava mesmo disso"!

Dagon: -Tinha um cara aqui... o mesmo que instalou as bombas. Temos que encontrá-lo. Ele tentou nos silenciar, deve saber onde está o tal Coringa... ou ao menos saber algo importante.
Super-Choque: -Muito conveniente... um morcego. Se eu não soubesse que o Batman tá morto, acharia que tentaram o incriminar ou alguém que pode brincar com as coisas dele soube como fazer uma festa. Ei! Verdade! Se aquela nave parecia um morcego, pode haver algum tipo de projeto sobre ela na Mansão! Acho que devemos ir até lá e falar com aquele mordomo suspeito e depois olhar naqueles computadores, podemos ter deixado alguma coisa em branco. Eu não manjo tanto do Coringa, mas ele tinha uma gangue, não tinha? Quem eles eram e onde eles tão? De repente, podemos encontrar isso lá e ter uma direção de verdade pra seguir.

Os instintos de Virgil diziam-lhe: há algo escondido nisso, que ele iria vasculhar, tentar descobrir.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Seg Jan 03, 2011 2:11 pm

Grupo 1: Robin, Superboy, CM3, Ricardita e Kid Demônio

Dentro da cobertura, Diana e Ricardita lutam como se este fosse um desafio das amazonas de Themiscyra. "A Mulher Maravilha gostaria de ver essa cena", pensa Mia ao se esquivar de uma facada que Diana lhe direcionara. No entanto, mais um chute de Diana lhe tira o equilíbrio, dando margem para que uma facada corte seu braço. Mia olha para o ferimento e por um instante pensa no perigo que o mesmo representa. Ela tenta ganhar espaço na luta para se recompor e para evitar que alguém entre em contato com seu sangue, quando vê o corpo de Diana ser projetado para a frente por uma voadora dada pelo jovem herói conhecido como kid Demônio. A oponente choca seu rosto contra a parede, desmaindo, enquanto o recém-chegado herói fala:

Arrow Desculpe interromper, mas eu achei que você já tava de saco cheio dela... Quer ajuda com o braço?

Ele então se aproxima de Ricardita, enquanto fala em um comunicador:

Arrow Já estou com o grupo, Oráculo. Parece que o pessoal lá fora conseguiu iniciar uma conversa.
***********************************************

Aproveitando a deixa de Argus, CM3 se aproxima de Zeus e diz:

Arrow Por favor, Zeus, diga para seus Olimpianos pararem com esse combate. Ninguém será vitorioso aqui. Apenas perdemos tempo. Só viemos até aqui para saber se você tem algum envolvimento com os últimos atentados em Gotham. Alguém aparentemente está imitando o modus operandi do Coringa e você já teve negócios com ele. Se você não está envolvido, quem mais teria condições de copiar a toxina do Coringa?

Quase ao mesmo tempo, SuperBoy chega com Anteus nas mãos e faz uma piada com Argus. O clarividente apenas responde:

Arrow É minha função antecipar as ações e evitar as que não trarão benefícios.

Zeus respira um pouco e diz com a mesma voz imponente de sempre:

Arrow Tudo que sei é que tem coisa muito estranha acontecendo em Gotham. Eu soube de um maluco dizendo ser o Coringa... Ele tem feito um estrago por aí.. É tudo que eu posso saber sem estar envolvido com crimes. Mas o que vocês deviam investigar é o que aconteceu com o Batman. Depois de sumir por um tempo, ele parece ter voltado à cidade.. mas voltou pior.. querendo sangue.. Argus suspeita que tenha sido ele quem vem tentando me matar. Por isso, quando vocês vieram, pensamos que era pra completar o serviço...

O grupo ouve as ameaças de Superboy, porém, como de costume, é Zeus quem responde:

Arrow Saiam da minha propriedade e levem seu amigo. Se querem fazer alguma coisa útil, tornem Gotham segura prendendo estes dois antes que eles façam mais besteiras.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Drako em Seg Jan 03, 2011 2:34 pm

Zeus idiota, sempre se passando pelo maioral. Ando calmamente até o Robin, o levanto e coloco no ombro, após isso, vou até o Max e paro na sua frente.

Superboy:
Ei Zeus, essa é pelo meu amigo, Robin.

Me movo em alta velocidade. Dou um super peteleco no nariz do Zeus, viro ele e puxo sua cueca até a cabeça, no maior estilo Máscara. Não poderia deixá-lo sair ileso.

Deixo o Robin desmaiado com o CM3, e nos dirigimos até a janela, para sair voando dali. Mas antes, um presente para o Argus.

Superboy:
Ei, Argus, você previu isso?

Dou uma arriada nas calças e mostro o boto para ele. Hehehe, Superman não foi o único que moldou meu caráter.

Superboy:
Saudações do Guy Gardner para você!

Levanto as calças e vou embora, encontrar meus outros companheiros.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1690
Idade : 27
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Seg Jan 03, 2011 3:14 pm

Grupo 3: Devastadora, Dagon, Super-Choque e Kid Flash

Rose leva alguns minutos para retomar a consciência. Quando o faz, ela percebe que se encontra caída no chão de um beco, amarrada e com uma mulher apontando um rifle de plasma em sua direção. A mulher então fala:

Arrow Ouviu a explosão? São seus amigos virando patê... Já você eu quis ter aqui na minha mira pra acabar com uns assuntos pendentes.. Meu nome é Violet...Seu pai ferrou com um negócio meu há uns anos em Opal City. Não fossem as minhas amizades recentes eu nem estaria viva. Então acho que vou pagar a ele com um belo trato nessa cara...

Devastadora sente o tempo andar mais devagar quando Violet se prepara para apertar o gatilho. Mas não tão devagar para ver o borão vermelho e amarelo que a tirou do local, dessamarrou, colocou sentada em outro canto, acertou dos socos em Violet e lhe tirou a arma. O que ela viu foi apenas Kid flash se aproximando e falando:

Arrow Tudo certo aqui Oráculo. Avise ao nosso amigo que já encontrei a Devastadora. Os outros dois estavam saltando da explosão quando passei por eles. devem chegar aqui daqui a pouco.

E Kid Flash não estava errado, pois em poucos minutos Dagon e Super-Choque chegaram ao telhado onde eles estavam. Os dois estavam chateados por não ter encontrado vestígio do "Novo Batman", mas demonstraram felicidade em ver Rose viva.
Super Choque ficou mais feliz ainda por ver a mulher que enfretara antes caída no telhado.
Finalmente eles começavam a ter a possibilidade de obter algumas respostas...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Seg Jan 03, 2011 3:26 pm

Grupo 2: Supergirl, Besouro Azul e Anarquia

Seguindo as pistas deixadas por Charada Supergirl e Besouro decidem ir até o Clube Iceberg. Para poupar tempo, a jovem heroína usou sua supervelocidade para deixar as pistas na batcaverna e em seguida se juntou ao Besouro na abordagem ao clube. Ao chegarem na porta, um segurança careca e com uma tatuagem no rosto em forma de foice. Ele estende a mão como se pedindo que ambos parem e diz:

Lamento, mas menores de idade não entram! Identidade por favor.

Após alguns segundos, uma voz bem peculiar é ouvida:

Não incomode nossos famosos benfeitores, Sr. Foice... Eu os atenderei da porta.

O Pinguim se aproxima do segurança ajeitando a gravata e diz:

Em que posso ser útil?
****************************
Num dos telhados próximos, uma figura observa a aproximação da Supergirl e do Besouro Azul e o "interrogatório" na porta do clube. Ele aciona o comunicador e fala:

Arrow Sei que não fui a sua primeira opção, Oráculo, mas agradeço a possibilidade de ajudar a resolver esse quebra cabeças... Aparentemente eles foram barrados no clube do Pinguim... Esses titãs são certinhos demais...

Arrow Não se precipite, Anarquia. Você é o apoio deles. Não faça nada que atrapalhe a investigação.

Arrow Desculpe, mas tá rolando uma estática aqui... Até mais Oráculo...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Seg Jan 03, 2011 3:50 pm



Pensando.

-Ah, claro... O velho parasita Oswald! Ele era informante do Batman antes desse desaparecer. A verdade é que creio que Oráculo e o Robin sabem muito mais sobre o Batman do que gostariam realmente de contar.

Não muito obstante, subo pela lateral do bar e caminho pelo telhado enquanto eles ficam distraindo o Pinguim e ouvindo tudo de cima da sacada. Ele se posiciona então para depois poder ouvir melhor a conversa, caindo na frente do velho inimigo do Batman e do Besouro Azul.

-Eu acho que cheguei na hora certa. Estou aqui a convite da Oráculo! Tenho certeza que eles também estão surpresos...

_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2537
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Guima em Seg Jan 03, 2011 10:46 pm

Bart havia recebido de Oraculo as coordenadas onde Rose se encontrava, e ele precisava ser rapido uma vez que ela estava em perigo. Quando a avistou Bart acelerou e a tirou da mira de Violet, num piscar de olhos ele já a tinha desamarrado Não me agradeça ainda, Rósinha !!! disse Bart sorrindo. Antes que Violet pudesse perceber o que tinha acontecido, ele já estava do lado dela e com dois socos velozes tinha colocado a garota pra dormir. Voltou-se para Rose e disse-lhe outra vez Agora vc pode me agradecer !!!.

Ele avisa Oraculo do sucesso de seu serviço. Vendo Super Choque e Dagon se aproximando, Bart disse-lhes Poxa, mas vcs demoraram hem !!!

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2203
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Ter Jan 04, 2011 10:31 am

O borrão em movimento surpreende. Por um momento, Virgil tem a impressão de que é o Flash, só ele se move naquela velocidade. Mas, quando ele pára, fica claro que não. Eles continuam na "divisão juvenil" (sub20).

Kid Flash: -Poxa, mas vcs demoraram hem !!!
Super-Choque: -Os metrôs estavam em greve de novo. Você sabe como é o transporte público...

Pronto para descer e cumprimentar o recém-chegado, Choque se surpreende em ver Rose. Achava que somente ele havia levado a pior e que ela estivesse em segurança, já que Dagon não comentou sobre ela. Ele dá uma olhada discreta aos dois, imaginando o que teria rolado enquanto ele recebia o ataque do lado de fora, mas pára com tudo quando vê Violet amarrada.
Super-Choque: -Olha, hã... Flash... Kid... você ganhou meu respeito, mano. Eu sei que o Natal anda por perto, mas parece que ganhei meu presente mais cedo (ou mais tarde!)...

Virgil caminha até o canto da sala, enche um copo com água. Raras vezes ele fez isso, mas aprendeu que precisa ser durão de vez em quando e lidar com algumas gangues de Dakota te fazem entender isso da pior forma possível.
Aproximando-se de Violet, Virgil aproveita que ela está desmaiada, retira qualquer calçado, molha os pés de Violet calmamente e guarda cerca de meio copo de água na mão. Em seguida, ele apoia as costas dela contra a parede e ajeita os braços para que não encostem no chão. Depois, um leve choquinho no canto do rosto, somente para que ela acorde. Claro, a água faz a pequena fagulha parecer uma verdadeira máquina de tenses, usada pela ortopedia, capaz de afetar todos os nervos e despertar nossa amiga. Cargas maiores... bem...

Super-Choque: -Oi. Lembra de mim?
Um novo choque, leve.
Super-Choque: -Vamos bater um papinho juntos, nós dois? Você não faz muito o meu tipo -ok, é até atraente, mas...- acho que você me deve explicações. E ae, diz aqui pra mim e pros meus bros, o que você tá fazendo em Gotham, o que sabe sobre o novo Coringa, sobre o tal Batman impostor, onde está o Charada e aproveita pra dizer também o quanto tá arrependida de ser uma garota muito, muito má. E nem pensa em nos embromar, eu ainda quero assistir Friends e The Big Bang Theory (eu amo essa!) e você sabe, se eu fico agitado, as coisas podem ficar mais... eletrizantes.

Um sorriso malicioso acompanhado de um brilho com o dedo, levantando pequenas faíscas, somente para provocar Violet.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Scorpion em Qua Jan 05, 2011 4:46 pm

Dagon chega juntamente de Super-Choque ao encontro de Kid Flash e Rose Wilson.
Dagon: Rosie... Você está bem? Você havia sumido antes da explosão... eu não sei como, mas... bom, que bom que você tá legal...
O jeito de Nosferatu era nitidamente tímido. De todos os titãs, a que ele mais sentiria falta era a Devastadora. Não sabia se estava começando a sentir alguma atração por ela ou se era apenas uma afinidade pelo fato de terem o caráter de anti-heróis, mas precisava se controlar.
David sacode a cabeça como que querendo se livrar de pensamentos e se volta para a moça amarrada. Ele vê o Super-Choque fazendo suas ameaças. Ele resolve bancar o policial bonzinho, enquanto Virgill banca o malvado.
Dagon: É melhor ouvir o garoto, moça. Ele não é brinquedo não... e eu que não irei segurá-lo. Começa a falar pro seu próprio bem, começa?

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Qui Jan 13, 2011 9:38 am

Mia estava com problemas..... pelo menos essa a unica coisa que se passava pela sua cabeça. Ela tinha um poderosa lutadora à sua frente, e um perigoso corte no braço.

Em sua cabeça, inumeras informações passavam em alta velocidade. Ela precisava se proteger, proteger os outros, se afastar, revidar o ataque, preparar uma flexa, correr... era dificil decidir por qual delas optar naquele momento, mas Kid demonio logo a despertou do excesso de informações!

Ah! Eu.... NÃO! - ela vira bruscamente quando ele pergunta se ela queria ajuda com o braço. Ela vira o corpo rapidamente levando o braço ao lado oposto do recém chegado, e o olha em desaprovação, mas mostrando o nervosismo - Não preciso de ajuda!

Então ela se dá conta de que havia passado um pouco do tom.

Digo.... obrigada. Eu sei tomar conta sozinha. - ela logo procura um pedaço de pano, para cobrir a ferida. Sabe, to me sentindo num video game.... tem adverssário surgindo de qualquer esquina.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Administrador em Sab Jan 15, 2011 11:50 am

Zeus não disse nada esclarecedor, mas a alegação de que havia um imitador do Coringa parecia coerente com o que os Titãs apuraram até o momento. Coerente demais para dizer a verdade. CM3 desconfiou se Zeus disse mesmo a verdade, mas a Sabedoria de Salomão deu ao jovem herói a sensação de que Zeus não mentiu. Então CM3 ficou satisfeito com as respostas fornecidas pelo criminoso. Somente não gostou do fato de deixar Zeus e seu bando escaparem. Porém, surgiu outra preocupação. Ricardita estava ferida. CM3 foi até ela e questionou se ela precisava de ajuda. No entanto, a atitude dela foi um tanto reativa. Ela procurou se afastar e disse que não carecia de nenhum auxílio, assim como disse antes para Kid Demônio. CM3 estranhou o fato e perguntou se havia algo errado. Ricardita negou. Sendo assim, CM3 não insistiu mais. Qual quer que fosse o segredo, Ricardita contaria para ele no momento certo. Então CM3 questionou os outros colegas sobre o que fazer agora, já que a pista que levava até Zeus esfriou.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Qui Jan 20, 2011 10:04 am

Um olhar frio foi toda a resposta que Violet recebeu de Rose. Como se toda aquela situação não fosse ruim o suficiente, ser alvo de uma vingança pessoal de algo que seu pai havia feito, era algo que a deixava particularmente irritada. Devastadora pensava em como sairia daquela situação com vida. Considerava sorte não ter morrido ainda, visto que fora atingida por um tiro, e caíra de uma altura considerável. Agora, tinha que lidar com a arma apontada para ela. Precisava sair dali, mas estava amarrada. Não daria tempo. Viu lentamente a mão da garota se mover no gatilho e ouviu o barulho do tiro, fechou seu olho, era tarde demais. Não fazia idéia de como seria a sensação de ter os miolos estourados, mas aguardou pela dor que viria a seguir.
E então tudo o que Rose sentiu foi seu corpo ser carregado, e ela sendo desamarrada. Muito rápido.

Logo a propensa inimiga estava desacordada, e um Kid Flash sorridente estava parado diante dela.
- Considere o fato de eu não me aborrecer com o jeito que você acabou de me chamar um agradecimento. - depois, com um sorriso meio sem jeito, continuou. - ...obrigada.

Logo Dagon e Super-Choque também chegaram ao local. Para Rose, era estranho que as pessoas se preocupassem com ela daquela forma. Normalmente, ninguém ligava. E era estranho que em certo ponto isso desarmava seu comportamento rude, que era a única forma de defesa contra o mundo que ela conhecia.

- Foi por pouco. - se limitou a dizer, mas sua expressão para o Nosferatu foi amigável. Estava ferida, mas não iria demonstrar. Era melhor assim. Aguardou então que Super-Choque obtivesse as respostas que queria. Assim que aquela cretina abrisse o bico, e não fosse mais necessária, Rose então chegaria mais perto dela, tirando uma das espadas da bainha com um sorriso que era quase assassino.


- Queria me matar... pra ferrar com o meu pai... - era como se Rose estivesse prestes a arrancar a cabeça de Violet. Mas aquilo mostrou-se só pressão psicológica. Tudo que ela fez foi acertar a boca dela com força com o cabo da espada, fazendo alguns dentes voarem e sangue espirrar pelo chão. - ...ele não daria a mínima, vaca.

Simplesmente deu as costas, largando a vadia presa ali, cuspindo sangue. - E então, qual o próximo passo, equipe? - disse, sem conter o uso de certa ironia.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Sex Jan 21, 2011 12:47 am

Kid Demônio pouco ligou para a grosseria de Ricardita. Era anormal a pressão que todos estavam sofrendo.
-Pessoal. A caminho daqui eu tive uma conversa social com dois estupradores e eles me disseram educadamente que o novo Coringa, ou pseudo-coringa, como preferirem é ainda mais sedento de sangue que o original. E se o Robin tivesse consciente provavelmente concordaria que o Senhor C. não é exatamente um santo. Eu sugiro que a gente interrogue marginais nas ruas, pois fora a minha adorável aparência, nós temos o Batman Jr. e o aprendiz Jedi de mestre Guy, ou seja, vai chover mais denúncia do que mulher falando os podres do ex. Mas eu acho que devemos permanecer juntos e só vou se vcs vierem. Ah, mais 2 coisas: Agora atendo por Demônio Vermelho e Oráculo me falou que o Tim acha que o Dagon pode ser perigoso. Não se preocupe Timothy, Crepúsculo provou que nem todos os vampiros são mals, alguns são até gays.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sab Jan 22, 2011 11:48 am

Grupo 3: Devastadora, Dagon, Super-Choque e Kid Flash

Violet acordara com o choque dado por virgil. O Titã sorria pra ela de forma ameaçadora e seus companheiros a encaravam dando poucas chances para escapar. Ela pensou em usar algum artifício, mas estava cercada e dificilmente seria mais rápida que todos ali, inclusive o velocista que a derrubou. Super-Choque começa a tentar intimidá-la. Ela já ouvira isso uma centena de vezes e não seria um mini-herói que iria assustá-la, já o derrotara uma vez e, se não estivesse com os amigos, o faria novamente... O vampiro também se aproxima tentando ser mais cortês. A velha tática do “tira bom e tira mau”... Eles ainda teriam que comer muito feijão com arroz pra chegar ao nível de seus antecessores, ao nível que “ele” chegou.
Ela sabia que precisaria ganhar tempo, “ele” a instruíra. A ensinara a sair de situações assim. Daria a eles um aperitivo. As informações necessárias pra ganhar tempo. Mais um choque varre seu corpo. Ela respira fundo e diz:

Arrow Tá legal.. tá legal..Eu conto o que eu sei... Há umas 4 semanas atrás, eu tava fazendo uma visita a uma coleção de jóias de uma família muito rica de Gotham e ele me pegou durante a ação... Nós lutamos e ele me venceu. Mas ao invés de me prender, ele me beijou e passamos a noite juntos. Ele me disse que havia uma maneira diferente de usar minhas habilidades e que eu ganharia muito mais ficando ao lado dele. Ele me deu dinheiro e falou que eu seria sua “Mulher Gato”... Desde então, eu tenho trabalhado com o Batman ajudando a limpar Gotham...

Kid Flash não consegue conter a surpresa:

Arrow Batman?

Dagon responde:

Arrow Um falso... Quem é esse tal Batman? Qual a identidade dele?

Arrow Ele nunca tirou o capuz para mim. Disse que aquele é seu verdadeiro rosto. Isso é tudo que sei.

Super-Choque se adiantou em perguntar:

Arrow E porque nos atacou?

Arrow Porque o Batman pediu. Ele falou que vocês iriam atrapalhar suas ações em Gotham. Já a caolha aí, foi pra limpar o carma de outra vida...

Rose, que até então escutara a tudo silenciosa, desembanhia sua espada desferindo um golpe na boca da “nova Mulher Gato”. Após deixar Violet cuspindo sangue, ela se aproxima dos companheiros e diz:

Arrow E então, qual o próximo passo, equipe?

E realmente a equipe chegava em um momento em que tinham que decidir qual seria a próxima ação, uma vez que as sirenes da polícia e dos bombeiros tomavam o silêncio da noite, concorrendo com o barulho das chamas provocadas pela explosão.
Encostada na parede, Violet apenas observava e aguardava enquanto cuspia sangue.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sab Jan 22, 2011 12:09 pm

Grupo 1: Robin, Superboy, CM3, Ricardita e Kid Demônio

Ricardita cobre o ferimento e estanca o sangramento enquanto se desculpa com o Kid Demônio. Ela se sente cansada e confusa depois de tudo que ocorreu nos últimos momento e poder respirar um pouco depois de tudo era uma coisa preciosa para ela. Os dois então saem de dentro da cobertura a tempo de presenciar a conversa entre os dois “times”.
Robin acorda no momento em que Zeus explica o motivo do ataque aos heróis. E, assim como os demais, se surpreende ao ver Superboy se descontrolar e atacar Zeus. Quando o “garoto de aço” empreende a corrida na direção de Zeus, sombras emergem na frente do líder dos Olimpianos fazendo com que o herói bata de cara nelas, como se fossem um muro. Em seguida Zeus levanta a mão, ornada com uma espécie de manopla, conjurando um raio que o atinge em cheio. O jovem herói caí ao chão sentido a dor e a frustração do ataque.

Zeus então diz impaciente:

Arrow É assim que vocês cessam um combate jovens heróis? Seus antecessores se envergonhariam de tal falta de nobreza! Deixem agora a minha propriedade antes que eu os expulsse daqui e registre queixa na polícia!

Antes que qualquer outra coisa fosse dita, Argus se vira para Superboy e diz:

Arrow Acho que se você fosse bem sucedido perguntaria se eu previ sua ação... Sim, e a previ nos mínimos detalhes. E lhe poupei do vexame de mostrar sua bunda branca aos seus amigos. E você previu isso?

CM3, que se encontrava falando com Ricardita é o primeiro a se aproximar de Superboy e ajudá-lo a levantar. Enquanto o ex-Kid Demônio e atual Demônio Vermelho auxiliava Robin a se levantar.
Zeus não seria mais cooperativo e o combate se mostrara pouco frutífero. Se o objetivo do Coringa não foi atacar Zeus, o que ele queria dizer com seu maior que ele? Cabia ao grupo agora descobrir e o tempo parecia ser cada vez mais curto.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sab Jan 22, 2011 12:12 pm

Grupo 2: Supergirl, Besouro Azul e Anarquia

Vendo a chegada repentina de Anarquia, Pinguim apenas responde;

Arrow Isso aqui não é creche! Voltem quando tiverem 21 anos. Até lá deixem esse pobre comerciante tocar seu negócio.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Scorpion em Sab Jan 22, 2011 3:43 pm

Dagon estava quieto no canto, observando os outros herói e as respostas de Violet. Quando a garota pára de falar e fica sozinha no seu canto, Dagon começa a se irritar.
Ele caminha por entre seus companheiros, como se eles não existissem e mesmo sob seus protestos, Dagon agarra a garota algemada pelo pescoço e a ergue.
Dagon: Já chega! Agora vai ser do meu jeito.
Nosferatu se transforma de forma horrenda. Se tinha uma coisa que sabia que funcionava com criminosos era o medo. Havia ouvido sobre o que Batman causava nos criminosos covardes de Gotham e resolveu aplicar. Afinal, Dagon tinha a mesma "descendência quiróptera" do morcego. Ele transforma-se com a bocarra aberta bem perto da garota, gritando junto com ela enquanto aperta seu pescoço. Pessoas com estômago fraco teriam ficado apavoradas na hora.
Dagon: Você teve sua chance com os bonzinhos, moça. Agora teu assunto é com Nightrider!
Dizendo isso, Dagon alça vôo, quebrando o telhado do armazém junto com a garota. Ele voa alto, o mais alto que consegue, sob a bacia de Gotham.
Dagon: Tá vendo aquilo lá embaixo, mulher? É a água. Acha que a queda vai ser suave? A queda na água acima de 20m é como cair no asflato... e nós estamos a mais de 300 metros! Não existem prédios pra você tentar se agarrar, nem ninguém aqui pra te salvar. Só eu e você! A queda vai ser tão forte que você vai afundar e será esquecida pra sempre. Só vão te achar depois que drenare toda a baía... e você vai estar toda comida por carangueijos contaminados e consumida por essa água tóxica. Em suma... você tá ferrada! E pra mostrar que eu não tô de piada...
Dagon literalmente solta a garota amarrada em direção à água da baía, deixando-a em queda livre. Quando ela estivesse à menos de 30m da água, Dagon a pesca e sobe novamente.
Dagon: Posso ouvir teu coração batendo, garota. É uma das armas dos vampiros. Qualquer pessoa por mais corajosa que seja tem seu batimento muito acelerado quando sabe que não tem chances de se salvar. Vou te dar uma única chance de contar tudo o que sabe. Você pode não saber a identidade dele. Eu até acredito em você... sério... mas você sabe onde se encontravam. Sabe como se comunicavam. Sabe me dizer algumas características dele, mesmo que não um rosto. Como eu disse, moçinha... eu ouço teu coração. Parece uma festa africana no momento... tum tum tum tum!!!! Eu sou um detector de mentiras vivo... ou melhor... quase vivo. Me responde o que sabe e eu deixo tu ir. Você tem uma chance. Se seu coração mentir pra mim... bem, detesto ser repetitivo...
Depois de descobrir o que a garota sabe, Dagon a deixará ir. Ele a jogará em cima de um carro de polícia estacionado em frente à uma delegacia e entrará em contato com seu grupo. Caso a garota realmente mentisse, Dagon a jogaria dali de cima sem dó nem piedade. Ninguém saberia o que aconteceu mesmo e ele já tinha muitas mortes na sua conta. Felizmente não haviam psíquicos na equipe...
Dagon: Pessoal, descobri mais coisas. Vamos nos reunir...

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Dom Jan 23, 2011 7:53 pm

Talvez a atitude de Dagon em levar Violet pelos ares tenha surpreendido aos colegas, mas Rose não esboçou nenhuma reação. Apesar de ferida, Devastadora parecia estar pensativa, pouco se importando com o que acontecia à sua volta. Após alguns instantes, caso alguns dos Titãs protestem sobre a ação do vampiro, ela diz aos colegas o que a incomodava.

- Não me preocuparia tanto se fossem vocês. Aquela vaca já estava morta. - olhou pra cima impaciente. Esperava que Dagon ficasse bem. Rose não sabia o que havia acontecido com Violet, somente deduzira que ela fora morta por seu pai, o Exterminador, e trazida de volta à vida por alguém. Se alguém fora capaz de a trazer de volta à vida, não seria espantoso se pudesse também lhe conceder outros poderes. Mas o fato de que ela usava um rifle tornava isso pouco provável. Mas isso Rose somente havia pensado, então tratou de comunicar aos demais.

- Antes de atirar em mim, ela disse que meu pai havia ferrado com ela. E deu ênfase a "se não fossem minhas novas amizades, não estaria viva". - Apesar da tensão da situação, a imitação de Rose foi ligeiramente divertida, copiando os trejeitos da moça. - Até aí, podiam simplesmente tê-la salvo. Mas o que ela disse antes do garoto pálido levá-la tornou as coisas mais claras. "Karma de outra vida"...

Essa pessoa com esses poderes teria alguma ligação com o tal "Batman" que ela mencionara? Não havia como garantir nem mesmo que ela estava falando a verdade. Mas talvez fosse uma pista de por onde começar.

- Quem diabos tem poder pra trazer uma pessoa de volta à vida?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Dom Jan 23, 2011 8:28 pm

Anarquia dá um choque com seu bastão na porta de Oswald.

-Ei, você ainda é uma ave de rapina: um urubu! Nós só queremos informações sobre o Batman... Acho que isso pode ser interessante para alguém que quer tanto quanto a gente saber quem ele é...


_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2537
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Administrador em Seg Jan 24, 2011 5:53 pm

CM3 continuou do lado de Ricardita, oferecendo ajuda, mesmo a contragosto dela. Ele não fez mais nada enquanto isso. CM3 sentia-se um peixe fora d'água em Gotham. Ele onsiderou que Robin era o mais indicado para decidir os próximos passos do grupo, uma vez que o Menino-Prodígio era o herói local. Apenas pensou nas palavras de Zeus.
Valendo-se da Sabedoria de Salomão, CM3 ponderou que o tal Coringa queria se apoderar de alguma fonte de poder meta-humano. Afinal, Zeus comentou que o tal Coringa queria se tornar maior do que ele. Max Zeus se considerava um divindade grega. Para Zeus, o tal Coringa tinha a intenção de rivalizar com ele conseguindo poder divino. Mas seria possível confiar no juízo de um sujeito tão insano quanto Max Zeus?
E se era mesmo o plano do tal Coringa, onde ele conseguiria poderes dessa natureza? Poderes divinos não são distribuídos por aí! Na verdade, CM3 não se importava com isso. No momento, ele se preocupava somente com o bem estar de Ricardita. Ele confiava que Robin encontraria alguma pista do paradeiro do tal Coringa.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Guima em Seg Jan 24, 2011 11:48 pm

Batman ??? Ela disse Batman ??? Bart ficou desconfiado quando Violet comentou sobre Batman...o que ele tinha a ver com aquilo tudo ? A cabeça do garoto foi a mil...e isso o deixou um tanto quanto que elétrico e mais impulsivo ainda.

Dagon tenta tirar umas verdades de Violet deixando Kid Flash impressionado !! Cara, eu pensava que vc era um vampiro de mentira !! Mas até eu agora fiquei com medo !!

Tudo o que Bart queria era resolver aquela situação, ele tinha pressa, muita pressa...já não aguentava ficar ali de lero com os seus companheiros. Ele respondeu a indagação de Rose sobre quem poderia trazer uma pessoa de volta vida BATMAN !!! BATMAN deve saber alguma coisa !! Acho que a gente deveria avisá-lo que andam fazendo fofoca dele por aí...sei lá, o morcego sabe tudo. Talvez Robin tambem sabe, eu só acho que tamo perdendo tempo tentando arrancar alguma coisa da Violeta aí. Vambora pessoal !!

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2203
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Ter Jan 25, 2011 12:11 am

Demônio Vermelho estava encostado num canto, mas não aparentava preocupação, porque confiava na sua equipe. Eles tinham a nata dos jovens heróis reunida: velocistas,atacantes de longa distância e de média, fortões,detectores e até um teleportador(ele mesmo). Então se virou para Robin e perguntou:
-Qual o próximo movimento, chefe? Envolve porrada como a que a gente deu nos aspirantes a Percy Jackson?
E enquanto esperava Tim traçar um plano se teletransportou para um hospital, roubou um kit de primeiros socorros e voltou para entregar para Ricardita:
-Prontinho, Ricardita, como não podemos assistir house por falta de TV podemos fazer nosso próprio episódio, embora como a sua raiva seja provavelmente só TPM eu acho que é mais ER, pois lá a galera do hospital ajudava pessoas feridas, sem diagnósticos,saca?

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum