Missão 5: O sorriso que não estava lá

Página 2 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Nasinbene em Seg Out 04, 2010 4:58 pm

As coisas não haviam saído exatamente como Robin planejara. A intenção inicial era uma abordagem mais sutil, não entrar em confronto direto com Maxie Zeus sem ao menos ter a certeza de que ele estava realmente ligado aos ataques do Coringa. Mas os Titãs foram compelidos a lutar. Antes que qualquer dos Titãs pudessem responder à pergunta de Zeus, o mesmo precisa interceptar um foguete com um de ses raios. Não demora pra que o destemperado vilão associe os heróis ao ataque e ordene que seus Novos Olímpicos os ataquem.
Pensando numa melhor forma de agir, Robin pede aos Titãs que se dividam, para melhor responder aos ataques dos Novos Olimpicos. Tim pensava em quem poderia ter disparado o foguete e de onde quando as chamas de Vulcano o obrigam a voltar sua mente ao combate.
Desviando-se e tomando impulso numa parede próxima, Robin salta, rodopiando no ar o que dificultaria a mira de Vulcano. Durante o salto, Robin faz um arremesso certeiro, usando uma capsula que continha o mesmo líquido usado nos sprays de pimenta. Sem ver, Vulcano não poderia atacar...
Robin então procura se posicionar nas costas de Vulcano, procurando estar na mesma linha do inimigo que atacava Superboy. Robin então ataca Vulcano e salta, sabendo que este lançaria suas chamas às cegas, procurando acertar o menino prodígio. As chamas de Vulcano provavelmente acertariam o adversário de Superboy, deixando livre pra próxima ação:

- Superboy, nocauteie os dois, agora

Robin então se volta para Maxie Zeus. Tentaria apelar pra razão uma vez mais, antes de atacar sem necessidade...

- Zeus, não viemos aqui atacá-lo, apenas queremos fazer algumas perguntas Não temos nada a ver com o foguete que foi disparado contra você. Parece que alguém que manipulá-lo pra que não possamos conversar. Pra alguém que se diz um deus, você se deixa manipular muito facilmente...

Robin esperava com isso mexer com os brios de Maxie e fazê-lo para de atacar apenas pra mostrar que não era manipulável. Os Titãs não podiam perder tempo com lutas insensatas. A cada minuto, novas vítimas poderiam surgir...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1263
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Scorpion em Qui Out 14, 2010 10:21 am

Dagon já trincava os dentes. Detestava esse tipo de criminoso, ainda mais os abusados e metidos a engraçadinhos. Devastadora podia perceber a raiva de Dagon crescendo dentro dele e com um olhar fez com que entendesse que não podia matar todos ali e saírem daquele antro. Precisavam do que aquele sujeito sabia.
Sendo desse jeito, Dagon apenas evitou olhar para o homem e ficava inquietamente olhando para os lados... tentando se distrair.
Dagon: Seu amigo tem muitos homens armados à nossa volta, Devastadora. Eu não gosto de homens apontando armas pra mim.
Foi quando um clarão de luz iluminou o céu e assustou os bandidos.

Arrow Quando me contaram eu não acreditei.. Então você realmente virou uma das "mocinhas"? Bem.. Sabe como as coisas funcionam no meu negócio.. Pessoal, apaguem-nos!

Dagon: Já tava na hora!
Dagon tornou-se uma nuvem de fumaça rosada e girou em torno dos inimigos. O objetivo era simples. Devastadora deveria ser acostumada a lutar no escuro, então, não seria problema em lutar em meio à uma neblina. Já os homens possivelmente não teriam essa habilidade. Sendo assim, Dagon matrializou-se paridamente na forma de um horcego-humano e agarrou o líder deles, voando para o alto do galpão e pousando em um dos pedaços da estrutura que seguravam o teto.
Dagon: Chega de palhaçada! Você vai dizer o que queremos saber, e vai dizer agora! E pra provar que eu não tô de brincadeira...
Nosferatu agarrou a mão do homem com suas garras e deu um violento puxão. As garras rasgariam a carne e o puxão terminaria o serviço, arrancando a mão.
Quando os gritos cessassem um pouco, ele penduraria o homem pelo pescoço.
Dagon: Vamos! Responda, ou eu arranco a outra e te jogo lá embaixo!

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2403
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Drako em Dom Out 17, 2010 4:57 pm

Nada acontece do jeito que a gente planeja. Max Zeus resolve colocar a gente contra um bando de gente estranha que pensa serem divindades, e eu fui atacado por dois deles. Vulcano me acerta com uma bola de fogo no rosto e quando vou para o contra-ataque, sou acertado por Antaeus, que nos joga pela cobertura em queda livre até que caímos em um carro estacionado.

Superboy:
AAArrgh. Sério, isso não foi legal, campeão. A gente podia estar batendo um papo agora, mas vocês sempre querem complicar, então ta bom.

Voo na direção dele, o pego pelos braços e subo em alta velocidade para o alto da cobertura. Ao chegar lá, vejo Robin fazendo um daqueles movimentos que só os vigilantes de Gotham sabem fazer, e então, Tim faz o Vulcano atacar o Antaeus.

Robin: Superboy, nocauteie os dois, agora.

Superboy: Não precisa nem falar duas vezes!!

Jogo Antaeus em cima do Vulcano, voo junto ao meu adversário e quando eles se chocam, eu pego a cabeça de ambos e bato uma na outra. Baang! Isso com certeza doeu.

Eu paro ao lado do Robin, que está discursando, mas não tiro o olho do guarda costas magrelo do Zeus. Se ele tentar atacar, vai tomar uma boa rajada de visão de calor.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1760
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Seg Out 18, 2010 8:59 pm

Grupo 2: Supergirl e Besouro Azul

A ação de Supergirl é rápida e crucial para a continuidade das investigações. Usando sua força e velocidade, ela arremessa Besouro Azul pela janela e retorna para pegar o quadro do Charada. Ela estava quase deixando a sala quando a bomba explode destruindo todo o andar.
Besouro Azul, que havia sido arremessado de encontro a um prédio próximo devido a força com que Supergirl o empurrou, retorna voando ainda confuso pelo ocorrido e se aproxima da companheira. Ele então percebe que o quadro nas mãos dela está com as bordas pegando fogo e rapidamente o apaga.

Arrow Não consegui salvar nada do micro...

Arrow Mas esse quadro e os papéis que achei escondidos devem nos ajudar.

Enquanto fala, Supergirl vasculha o local com sua visão de raio-x em busca de feridos. Não os encontra e finalmente se sente aliviada por não ter que encontrar mais vítimas do maníaco.
Supergirl então saca a chave e fica olhando enquanto o Besouro pergunta:

Arrow O que é isso? Quer dizer.. eu sei que é uma chave, mas abre o que?

Arrow Isso é o que vamos descobrir. Você achou alguma referência a lugares no computador?

Arrow A única coisa que achei na agenda foi uma ida ao clube noturno do Pinguim. Tinha uma inscrição dizendo se alguém pode fazer isso, é ele. Não sei o que quer dizer, mas vale a pena dar uma olhada, não acha?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Seg Out 18, 2010 9:41 pm

Grupo 1: Robin, Superboy, CM3 e Ricardirta

Ricardita é a primeira a agir e o faz de forma energética. Ela estava querendo testar a perícia contra uma arqueira que talvez rivalizasse com seu mentor e esse desafio lhe fazia sentir o sangue correr mais rápido. Ela saca rapidamente uma flecha e a dispara na direção do arco de Diana. Esta apenas desvia a tempo de pegar a flecha no ar, colocar em seu arco e disparar contra a Ricardita. O recado estava dado e cabia à jovem arqueira responder à altura..
***************

Uma reviravolta. Essa seria a palavra certa para descrever o que ocorria no ataque de Nox a CM3. O jovem herói se livra das sombras em um rodopio e segue na direção da mulher quando Maxxie Zeus fala a Proteus:

Arrow Agora.

O metamorfo se lança na direção de CM3 assumindo a forma de um peterodáctilo e se atracando com o heróis.

*********************

Robin consegue passar por Vulcano usando manobras elaboradas. Ele se posiciona atrás do vilão quando ouve a voz de Argus gritar:

Arrow Atire em "V".

O grito sai quase que ao mesmo tempo que o grito de Robin para Superboy e a reação de Vulcano é a de quem antecipa um plano, atingindo a perna do menino prodígio em pleno no salto. Ainda sem ver, Vulcano grita:

Arrow Onde ele estará Argus?

Ainda caído, Robin tenta argumentar com Zeus:

Arrow Zeus, não viemos aqui atacá-lo, apenas queremos fazer algumas perguntas Não temos nada a ver com o foguete que foi disparado contra você. Parece que alguém que manipulá-lo pra que não possamos conversar. Pra alguém que se diz um deus, você se deixa manipular muito facilmente...

O senhor do novo Olimpo pára por um instante e diz:

Arrow Eu falei que não queria ser perturbado. Vocês vieram mesmo assim e me atacaram. Agora tentam me fazer parecer fraco?

Robin nota que Zeus era orgulhoso demais para admitir um erro e que essa briga teria que ser pra valer.

**********************

Abaixo, na rua, Superboy tenta erguer Antaeus, mas curiosamente o Olimpiano está mais forte agora do que quando se jogou contra o herói. Descendo os braços rapidamente, ele puxa Superboy até a altura certa para lhe aplicar uma joelhada no rosto. Na sequência ele aplica um golpe com as mãos juntas na cabeça de Conner e se preparar para desferir uma série de chutes contra ele. Será que finalmente o herdeiro do legado do Superman encontrava um inimigo à altura?

*************************

Nox se aproximava agora de Zeus falando:

Arrow Acho que não foram eles que dispararam contra nós.

Arrow isso não importa. Eles nos importunaram e devem pagar por isso!

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Seg Out 18, 2010 9:55 pm

Grupo 3: Devastadora, Dagon e Super-Choque

Dagon reaje rapidamente ao notar a ação dos bandidos, se tornando uma névoa rosada que envolve os bandidos, porém sua ação não é rapida o suficiente para evitar que um dos tiros derrube Devastadora. Irado com o fato, ele assume uma forma vampírica e carrega o apagador para o alto da sala. Arrancando uma das mãos do bandido ele diz:

Arrow Chega de palhaçada! Você vai dizer o que queremos saber, e vai dizer agora! E pra provar que eu não tô de brincadeira...Vamos! Responda, ou eu arranco a outra e te jogo lá embaixo!
Em choque pela perda rápida de sangue e pela ação violenta do herói, o Apagador responde:

Arrow Eu não sei de nada! Tudo que eu sei é que o Coringa me pagou uma grana pra conseguir uns itens que eu recolhi de ações de outros inimigos do batman! Ele comprou de mim armas de caras como o Mr. Freeze.. Eu..

O vilão apaga devido o choque, enquanto seus capangas continuam com as armas apontadas pra cima. Dagon estava agora num momento crucial.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Scorpion em Ter Out 19, 2010 11:18 am

David segurava o homem pelo pescoço, pendurado à vários metros de altura. Os capangas do canalha o olhavam e faziam mira para tentar espocar seus miolos vampíricos. Os malditos haviam ferido a Devastadora. Dagon lembrou-se de quando os guardas de seu tempo haviam ferido Asa Vermelha. Dagon não os perdoou. Odiava quando barbarizavam com as mulheres. Não que Devastadora fosse uma donzela em perigo, longe disso.
O vampiro olhava para baixo com desdém pelas armas de seus inimigos. O corpo do inimigo já parecia um boneco de pano, devido ao monte de sangue perdido pela mão arrancada.
Dagon: Vocês escolheram o dia errado pra saírem da cama, sacos inúteis de sangue. Eu vou contar até três pra vocês largarem suas armas e saírem correndo para longe daqui, ou eu vou sugar o sangue de vocês até que suas veias preguem. Um... dois....
Dagon nem contou o terceiro segundo. Mesmo que os homens soltassem suas armas, ele ainda os caçaria desde que não comprometesse a sua missão.
Nosferatu jogou o corpo quase morto do inimigo em uma das lâmpadas do ambiente, quebrando-a. Então, como um macaco saído dos infernos, Dagon utilizando-se de sua velocidade vampírica iria correr por cima das vigas e derrubar ou quebrar todas as fontes de luz do ambiente. Ele conseguia enxergar perfeitamente no escuro, mas dificilmente seus inimigos conseguiam. Ele então começa a cantar em tom psicótico.
Dagon: A hora da comida é a hora mais feliz......
Seus olhos vermelhos, como brasas do inferno naquele pesadelo escuro iriam de bandido a bandido, ceifando suas vidas sem dó nem piedade. No último deles, Dagon aproveitaria para se alimentar. Se tudo desse certo, ele pegaria Devastadora nos braços e comunicaria os outros.
Dagon: Titãs. Aqui é Dagon. Devastadora está ferida. Já descobri tudo o que tinha para descobrir desses corpos. Qual o meu próximo passo?

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2403
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Administrador em Qui Out 21, 2010 3:24 pm

CM3 usou a Velocidade de Mercúrio para alcançar Nox. Não deveria existir ninguém mais rápido do que ele no local. No entanto, Proteus interceptou CM3 na forma de um pterodáctilo. Freddy estranhou o fato.

- Tá de brincadeira?! Você acha que um pterodáctilo é suficiente pra me derrotar? Você ficou rápido nessa forma, mas precisa mais do isso se quiser mesmo me vencer!

Então CM3 golpeou Proteus imbuído com a Força de Hércules e o Poder de Zeus. Até então, CM3 se deparou apenas com distrações, que afastavam-o do verdadeiro objetivo da equipe. Mas Proteus, Nox e os outros Novos Olímpicos não eram capazes de resistir por muito tempo. Eles apenas adiavam o inevitável. E CM3 cansou de perder tempo com eles. Então ele bateria pesado daqui por diante.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Sab Out 30, 2010 6:46 pm

Mia não deixa de ficar assustada com a resposta!

Ela se esconde novamente, e tensa ela se pergunta se era possivel que ela pudesse encarar alguém com tamanha velocidade!

Esse tipo de gente devia ficar no espaço!

Ela retira uma nova flecha, desta vez, com bomba atordoante!

Pega essa agora!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Phelipe Peregrino em Sex Nov 05, 2010 5:29 pm

Jaime levou um ou dois segundos para se recompor da explosão. Não fazia ideia do que aconteceria se a Supergirl não tivesse o jogado para fora na hora da explosão. Ele volta o mais rápido possível para ver se está tudo bem com a moça de aço. Mesmo se perguntando o porque dele se preocupar com ela.

“Ela é a ‘moça de aço’, pelo amor de dios!”

Besouro Azul: Tá tudo bem com você, Supergirl? – Jaime repara o fogo saindo do quadro e o apaga.

Depois, a Supergirl vasculha o local com a visão de Raio-X. Jaime entra no escritório caminhando pelos escombros tentando achar alguma coisa, mesmo que, na verdade, tenha pouca fé em achar algo que a Supergirl não ache com o combo de visão de Raio-X e Microscópica. Foi quando ela chega com a chave.

Besouro Azul: O que é isso? Quer dizer.. eu sei que é uma chave, mas abre o que?

Supergirl: Isso é o que vamos descobrir. Você achou alguma referência a lugares no computador?

Besouro Azul: A única coisa que achei na agenda foi uma ida ao clube noturno do Pinguim. Tinha uma inscrição dizendo se alguém pode fazer isso, é ele. Não sei o que quer dizer, mas vale a pena dar uma olhada, não acha?

Jaime levanta vôo e olha para a Supergirl.

Besouro Azul: Você vem?


Última edição por Hal Jordan em Seg Nov 08, 2010 11:56 am, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
Phelipe Peregrino

Número de Mensagens : 1417
Idade : 28
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Seg Nov 08, 2010 11:31 am

Assim que saio do escritório vejo o Besouro se aproximar voando. Por incrível que pareça, ele parece preocupado. Pelo menos não é como os outros caras que pensam que só porque eu sou super não posso sair ferida de uma explosão. Bem, tecnicamente isso é verdade, mas ter alguém preocupado com você é bom. Droga! Pensando no Kal de novo...


Besouro Azul: Tá tudo bem com você, Supergirl?

Supergirl: Bem, eu acabei de explodir. Mas vou sobreviver.

Ele vê a borda do quadro pegando o fogo e apaga rapidamente.

Supergirl: Oh, obrigada.

Besouro Azul: O que é isso? Quer dizer.. eu sei que é uma chave, mas abre o que?

Supergirl: Isso é o que vamos descobrir. Você achou alguma referência a lugares no computador?

Ele menciona sobre o Clube do Pinguim. Hum... É melhor irmos lá e averiguar qual é a ligação. Acho que vamos precisar de interrogar alguns capangas essa noite. No vôo pra lá vou pedir algumas dicas ao Robin sobre interrogatórios.

Besouro Azul: Você vem?

Eu olho pra cima e vejo o Besouro já voando.

Supergirl:
Oh, desculpe. Estava distraída.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Drako em Qua Nov 10, 2010 11:15 pm

Dessa vez eu me ferrei. Estou caído no chão após uma baita cacetada que o Antaeus acertou em minha cabeça. Ele se prepara para começar um combo de chutes em mim, e de fato começa, acertado minha barriga. O Maldito vai aumentando a força dos chutes, até que tenta acertar minha cabeça, mas isso eu não vou deixar. Seguro seu pé com uma das minhas mãos.

Superboy:
Gostou? Então nem se acostuma, pois essa será a última vez que me acerta desse jeito!

Seguro o pé dele com as duas mãos e o arremesso para longe e voo com ele. Enquanto ele está no ar, desfiro vários socos em seu estômago, após isso, uso minha telecinésia tátil fortemente o impulsionando de volta para o chão. O Impacto foi suficiente para abrir uma cratera.

Se ele tiver sido derrotado, acho que é hora de ir ao resgate do meu amigo!

Superboy:
Para o alto e avante!!

Espero que ninguém tenha escutado eu dizer isso.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1760
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sab Nov 13, 2010 2:59 pm

Grupo 2: Supergirl e Besouro Azul

Os dois heróis escapam da explosão levando as pistas obtidas no escritório de Edward Nigma. No entanto, quando iniciam seu vôo em direção ao estabelecimento de Oswald Cobblepot, recebem uma comunicação de Alfred:

Arrow Os senhores estão bem? Foi noticiada na frequência do corpo de bombeiros uma explosão no local onde vocês iriam investigar.

Deiante da resposta positiva dos dois, Alfred continuará:

Arrow Conseguiram alguma informação relevante? O sumiço tem ligação realmente com o Coringa?

Caso os heróis informem sobre as pistas, Alfred sugerirá que elas sejam levadas à Batcaverna para preservá-las e para melhor análise. Ele encerrará a transmissão informando que o grupo de Robin se encontra em combate com Maxxie Zeus e os Novos Olimpianos e que está tentando contatar Oráculo para que ela ajude na elucidação do mistério.
Após a breve conversa, caberá aos dois heróis decidir como proceder:
a) Ir à caverna e auxiliar Alfred na análise mais detalhada das pistas;
b) Deixar as pistas na caverna e ir para o clube do Pinguim;
c) Partir em auxílio ao grupo de Robin;
d) Nenhuma das opções acima (soltando a imaginação..rs)

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sab Nov 13, 2010 3:30 pm

Grupo 1: Robin, Superboy, CM3 e Ricardita

Diana se sentia em mais uma caçada e, ao perceber que enfrentava uma arqueira, sentiu um prazer maior em disputar com Ricardita a glória da vitória. Parecia que para ela, naquele momento, só estavam as duas ali. Ela torcia para que a perícia da jovem fosse um décimo da de seu mentor, pois pelo menos o combate não seria enfadonho.
Eram esses pensamentos que povoavam a mente de Diana quando Ricardita disparou sua segunda flecha. A olimpiana instintivamente sacou uma flecha e disparou contra a lançada por Ricardita. Se fosse uma flecha comum, o disparo simplesmente destruiria as flechas, porém, como Ricardita lançou uma flecha com ponta de bomba atordoante, o que se seguiu foi uma explosão que arremessou Diana alguns metros para trás, atravessando a porta de vidro temperado da cobertura.
A arqueira estava provisoriamente fora de combate, mas o tempo que permaneceria assim seria pequeno, uma vez que sua flecha teria explodido a de Ricardita antes que a mesma estivesse próxima o suficiente para causar danos maiores.
***********************************

Proteus se lança na frente de CM3, assumindo a função nada fácil de deter o titã. Ao ouvir CM3 desdenhando da forma que assumiu enquanto le acertava um soco que o jogou contra o chão da cobertura, causando diversas rachaduras, o Olimpiano diz com um tom irado:

Arrow Reconheço que essa forma não é a mais interessante para um combate deste porte. Então engula suas palavras ao enfrentar uma Manticora.

Sua forma muda para um ser com cabeça humana, três afiadas fileiras de dentes de ferro, corpo de leão e cauda de escorpião. E é dessa cauda que saem espinhos na direção de CM3.

Arrow Enfrente-me se tiver capacidade "herói"!
******************************

Robin sentia a sua perna doer devido a queimadura provocada por Vulcano. Ele se preparava pra sacar uma das bugingangas de seu cinto de utilidades quando foi envolvido pelas sombras de Nox e trazido para próximo dela, de Argus e de Zeus. O líder do grupo se vira para o líder dos titãs e diz:

Arrow Essa já é a terceira vez que tentam me atacar. Você e seus amigos servirão de exemplo. A partir desta data todos saberão que atacar Zeus será um erro cometido uma vez apenas! Nox, cuide dele.

Seguindo o comando de seu líder, Nox envolve cada vez mais Robin num labirinto sem fim de sombras. O jovem herói teria pouco tempo para aguentar mais essa armadilha mortal.
********************************************

Superboy reage de forma espetacular aos golpes de Anteus, primeiro resistindo aos mesmos e, em seguida, utilizando o impulso de um chute dele para arremessá-lo para o alto. Conner ainda consegue forças para voar atrás do oponente e lhe aplicar diversos golpes no estômago, encerrando com um golpe de telecinésia tátil que o fez atravessar o chão em uma cratera de 5m de diâmetro. Superboy já se preparava para ir ao em auxílio a Robin quando ouviu uma voz atrás dele:

Arrow Idiota! Você não percebe que eu e minha mãe somos um? Quando estou com ela eu fico mais forte! E você em breve estará morto!

Um carro é arremessado, mas a supervelocidade de Conner o ajuda a escapar do mesmo. Ao olhar para Antaeus, o jovem herói percebe que o olimpiano cuspia sangue pela boca, mas parecia se recuperar rapidamente.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sab Nov 13, 2010 3:39 pm

Grupo 3: Devastadora, Dagon e Super-Choque

A ira de Dagon foi libertada em cima da gangue do apagador. O vampiro, que havia deixado o galpão no escuro investiu em cada um dos criminosos ali presentes, provocando um espetáculo de sangue e ossos quebrados. Quando terminou, ele olhou para o galpão em busca da amiga ferida, mas não a encontrou.
Ao acionar o comunicador ele é recebido pela voz de Alfred que conta como anda a situação dos dois outros grupos e pergunta sobre o progresso de sua equipe.
É neste momento que Dagon nota uma explosão de energia no terraço onde Superchoque estava. O vampiro se dirige para lá, porém, assim que atravessa a janela do galpão, um foguete é disparado na direção do galpão causando a explosão de tudo que ainda restava lá dentro e empurrando o herói em direção ao chão da rua. Ele tenta se levantar ainda zonzo e quando olha para cima apenas consegue ver um vulto que lembrava um morcego.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Scorpion em Ter Nov 16, 2010 4:19 pm

Alfred pergunta sobre a missão e passa as informações à Dagon, quando ouve-se a explosão de energia:
Dagon: Alfred. A Devastadora caiu e está desaparecida. Não há sinal de... espere! Agora não posso falar!
Dagon saiu pela janela, quebrando os vidros enquanto saltava, quando um míssil pasou quase o acertando e entrando dentro do armazém. A explosão fez com que Dagon ficasse um bom tempo prostado no chão. O impacto do míssil não era esperado e o deslocamento de ar teria esmagado seus pulmões se não fosse a sua resistência vampírica. Mesmo assim, aquilo doeu pra caramba.
Dagon: ooohhh........ merda.
A cabeça ainda girava, mas Nightrider começava a se levantar.
Dagon: Mas que diabos. Quem foi o filho da... um morcego?!
Dagon rangiu os dentes de raiva. Não conseguia encontrar a Devastadora que possivelmente estaria morta à uma hora dessas, afinal, ele não viu ninguém tirando-a de lá. Ela podia muito bem ter sido explodida. Uma tristeza para Dagon, pois era uma das únicas pessoas que realmente compartilhavam com ele o sentimento de solidão.
A transformação numa criatura que era um misto de homem e morcego começou. Ele alçou vôo para cima do prédio de onde veio o tiro, mas tomando uma certa distância para não ser pêgo desprevenido. Se encontrasse o culpado, ele iria dar um rasante para agarrar o "morcego" e começar um embate. Se não o encontrasse, ele pousaria e usaria seus sentidos aguçados para encontrar pistas ou o próprio vulto.
Dagon: Saia, saia de onde você estiver... filho duma...

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2403
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Qui Nov 18, 2010 10:24 pm

Agora tudo correria numa questão de segundos!

Pulando para fora de sua cobertura, Ricardita corre o mais rápido que pode na direção onde Diana tombara. Sua adverssária era muito mais rapida para sacar suas flexas, então a jovem queria agora garantir que ela não poderia mais utilizar sua vantagem contra ela.

Ricardita pula contra a olimpiana, descendo-lhe uma direita contra o rosto, para garantir que não retomaria a conciencia!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Drako em Sex Nov 26, 2010 12:48 pm

Meu golpe funcionou, mas o cara continua resistindo! Ele é forte!

Anteus: Idiota! Você não percebe que eu e minha mãe somos um? Quando estou com ela eu fico mais forte! E você em breve estará morto!

Ele me chamou de idiota? Não tenho a inteligência do Luthor mas também não sou estúpido! Mas entendi a mensagem!

Superboy:
Obrigado pelo aviso!

Dou dois socos em seu rosto, para atordoá-lo, vou para suas costas e o prendo com meus braços, então me lanço ao ar! Voo até sair atmosfera.

Superboy:
Quem é o idiota agora, Senhor “eu e minha mãe somos um”?

Quando ele perde a consciência, levo seu corpo adormecido até o prédio do Zeus. Hora de auxiliar meus amigos.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1760
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Administrador em Seg Nov 29, 2010 8:32 pm

Para ampliar sua chance de derrotar CM3, Proteus assumiu a forma da criatura mitológica conhecida como "Mantícora". Então disparou os espinhos venenenosos da cauda da criatura na direção de CM3. Para salvar-se, CM3 ativou a Velocidade de Mercúrio e desviou dos disparos. Em seguida, CM3 correu ao redor de Proteus e agarrou a cauda venenosa com ambas as mãos. O movimento seguinte era óbvio. CM3 girou Proteus repetidas vezes, aumentando a velocidade a cada giro. Por fim, CM3 jogou Proteus contra o chão. Os giros serviram para ampliar a energia cinética, resultando em um impacto fulminante. Ao derrubar Proteus, CM3 criticou a postura do inimigo. Depois de um golpe como aquele, CM3 não sabia se Proteus estava acordado para ouvir suas palavras, mas disse mesmo assim.

- A cauda de espinhos venenosos era uma arma poderosa, mas se não notou, também se tornou seu ponto fraco. Você me tomou por alguém convencido e arrogante. Mas não entendeu que eu queria te ensinar uma lição. Na verdade, a mais simples de todas. A justiça sempre triunfa e o crime não compensa. Melhor mudar seu estilo de vida ou nos encontraremos de novo.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Seg Nov 29, 2010 9:35 pm

Esse mistério já está me quebrando a cabeça. Nunca fui boa com esse lance de bancar o Batman, acho que isso é mais coisa pro Robin... Mas ainda assim, quero ajudar os Titãs de qualquer forma que for possível. No meio do vôo, recebemos uma chamada de Alfred.

Alfred: Os senhores estão bem? Foi noticiada na frequência do corpo de bombeiros uma explosão no local onde vocês iriam investigar.

Supergirl: É, as coisas ficaram meio estranhas por aqui, Alfred, mas estamos bem. Nós estamos indo para o Clube do Iceberg, temos que fazer umas perguntinhas pro Pingüim.

Alfred: Conseguiram alguma informação relevante? O sumiço tem ligação realmente com o Coringa?

Acho que talvez Alfred possa nos ajudar, afinal ele está mais nesta coisa de detetive do que nós dois. Sendo assim, eu conto tudo que descobrimos a ele. Depois de contarmos tudo, Alfred nos repassa a situação de cada membro dos Titãs. E depois de pensar um pouco, digi pra Besouro o que vou fazer.

Supergirl: Besouro, eu vou deixar as pistas na caverna, e depois disso pretendo ir pro Clube do Iceberg e descobrir o que for possível sobre esse tal de - como você chamou mesmo? - Ah é... Charadinga. Se você quiser me acompanhar, vai ser ótimo, mas se preferir seguir outro caminho, eu vou entender.

Eu espero a resposta do Besouro.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Phelipe Peregrino em Qui Dez 02, 2010 8:40 pm

Voando ao lado da Supergirl, pensava no rumo que as coisas levavam. Estava tão distraído que nem reparou que a Supergirl estava falando com o Alfred.

Supergirl: Besouro, eu vou deixar as pistas na caverna, e depois disso pretendo ir pro Clube do Iceberg e descobrir o que for possível sobre esse tal de - como você chamou mesmo? - Ah é... Charadinga. Se você quiser me acompanhar, vai ser ótimo, mas se preferir seguir outro caminho, eu vou entender.

Besouro Azul: Eu acho a possibilidade de xeretar nos computadores da Bat-caverna tentadora! Deve dar para jogar qualquer jogo lá em resolução máxima sem dar o menor lag! - Disse o Besouro sorrindo, tentando aliviar a tensão da situação. - Mas primeiro as coisas importantes. Eu vou com você até o Clube Picolé.

_________________
avatar
Phelipe Peregrino

Número de Mensagens : 1417
Idade : 28
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Sex Dez 10, 2010 9:47 pm

Cara... estou começando a acostumar a levar a pior nesse papo de equipe...

Virgil despertava meio zonzo. Quem ou o quê o atingiu por trás sabia detalhes de como o apagar. Literalmente.
Que zorra... algemas que freiam meu choque?!

Ele consegue sentir os Zap-Caps no bolso e também sabe que sua carga está cheia, o que quer dizer que passou algum tempo desacordado.
Bom, se eu estou aqui, então os outros devem estar vivos e pelo visto, levamos a pior. Sabia que não dava pra confiar deixar os dois entrarem como vilões enquanto eu ficava fora. Era obvio que era uma armadilha. E eu falei tanto com eles na caverna...

Não sobra tempo para muito raciocínio. A explosão acontece enquanto Virgil pratica uma arte vergonhosa aprendida nas ruas de Dakota, a de escapar de algemas, que todo bom garoto pobre que um dia se envolveu com gangues deve aprender se quiser continuar vivo.


Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sex Dez 17, 2010 5:27 pm

Grupo 2: Supergirl e Besouro Azul

Seguindo as pistas deixadas por Charada Supergirl e Besouro decidem ir até o Clube Iceberg. Para poupar tempo, a jovem heroína usou sua supervelocidade para deixar as pistas na batcaverna e em seguida se juntou ao Besouro na abordagem ao clube. Ao chegarem na porta, um segurança careca e com uma tatuagem no rosto em forma de foice. Ele estende a mão como se pedindo que ambos parem e diz:

Arrow Lamento, mas menores de idade não entram! Identidade por favor.

Após alguns segundos, uma voz bem peculiar é ouvida:

Arrow Não incomode nossos famosos benfeitores, Sr. Foice... Eu os atenderei da porta.

O Pinguim se aproxima do segurança ajeitando a gravata e diz:

Arrow Em que posso ser útil?


_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sex Dez 17, 2010 5:46 pm

Grupo 1: Robin, Superboy, CM3 e Ricardita

Ricardita sabia que o impacto da flecha não era o suficiente para deter Diana. Tendo isso em mente, ela salta na direção da cobertura se lança em cima da caçadora desferindo um soco contra o rosto da olimpiana. Diana sente o impacto e bate com o rosto contra o chão, no entanto, reage acertando um chute na barriga da arqueira. Um grito gutural pode ser ouvido quando a caçadora se vira mostrando o rosto machucado pelo impacto. Ela se levanta lentamente enquanto saca uma faca e se coloca em posicção de ataque.
*************************

Superboy parece ter mais sorte ao atordoar Anteus e levá-lo para longe de sua "mãe". O olimpiano se debate bastente durante a ação, mas conforme se afasta do solo, seus poderes vão se esvaindo exponencialmente. Cabia agora ao herói retornar ao campo de combate para auxiliar os amigos.

*************************

CM3 também não demora a vencer Proteus, combinando força, velociade e inteligência. E é após vencer o olimpiano que ele se aproxima de Zeus. Nox solta Robin, que cai desacordado. E se prepara para atacar CM3 quando Argus diz:

Arrow Escutem o que ele tem a dizer...

Era o momento do campeão místico dos Titãs decidir como iria dar fim ao conflito.


_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sex Dez 17, 2010 5:53 pm

Grupo 3: Devastadora, Dagon e Super-Choque

Dagon assume uma forma vmpiresca e segue voando até avistar o responsável pelo míssil.



O morcego começa a disparar contra ele enquanto grita:

Arrow Seu amigo tem pouco tempo de vida! Você pode escolher: me impedir de fazer meu trabalho ou salvá-lo antes os explosivos plantados no telhado onde ele está detonem...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum