Missão 5: O sorriso que não estava lá

Página 6 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Sab Abr 02, 2011 12:41 pm

CM3: -Cuidem do incêndio! A explosão da fábrica de brinquedos não pode se espalhar pelos prédios vizinhos. Enquanto isso, eu procurarei pelo criminoso.
Super-Choque: -Deixa comigo!

A velocidade de saída sobre o disco é a maior que ele poderia depois do obrigatório descanso. Usando a eletricidade dos fios próximos, agora que a empresa de brinquedos não usará mesmo a eletricidade fornecida por esses fios e não há como prejudicar a vizinhança, Choque tenta cercar os prédios com barreiras estáticas influenciando o ar e assim impedindo que o fogo se alastre. Uma carga nas caixas d'água ao redor das construções próximas á fábrica de brinquedos deve resolver o fogo, pensa.
Enquanto toma providências, Virgil imagina o que Arlequina teria dito. Era trágico ver uma morte, a situação que ele mais evitava, mesmo acostumado a saber que elas ocorrem mais do que ele mesmo pode tentar sonhar em impedir. Agora, restava saber onde diabos estava o sacana que explodiu a fábrica, no melhor estilo do Coringa e tentar entender por que a presença do mini palhaço justamente quando sabem do novo Batman parece coincidir em uma única pessoa?
Assim que acabar, Choque corre para a direção onde CM3 e Devastadora foram.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Scorpion em Sab Abr 02, 2011 4:31 pm

Dagon: Eu adoraria ficar e brincar com a minha comida... mas eu tenho um morcego para capturar e você é perda de tempo. Já enfrentou o Batman? Hmmm... então porque é que está tendo tanto trabalho comigo, hein?
Dagon então sai da posição de luta e abaixa os braços. Ele fecha os olhos e diz.
Dagon: Eu cansei. Não vou colaborar com o teu filme. Vamos, acabe comigo logo de uma vez. Não reagirei mais e seu esforço será em vão. Este filme será patético como seu ator e seu diretor. O que está eperando, Philo? Me acerte logo de uma vez, sua bicha de calça colada. Cretino medíocre... ator de quinta. Tenho pena de você e desse seu diretor. Os dois devem ser namoradinhos, visto que nunca ouvi falar de você em lugar algum e você não deve ter muitas chances com mulheres. Seu estilo de combate no entanto é pior ainda. Santo Deus, o que é isso? Uma mistura de dança folclórica, balé e uma pitada de caratê? Pfff... Vamos, estou te dando a chance de acabar comigo. Ou você acaba, ou vou embora e deixo você com sua namorada aí. Podem usar a câmera para fazerem o que eu imagino que vão fazer... só coloquem um selo adulto na capa do vídeo, tá?
E Dagon ficou ali, parado. Ele achava que Philo era muito orgulhoso. Dagon havia ofendido ele de todas as maneiras em frente à uma câmera. Se eles quisessem um filme real, esta cena não poderia ser cortada, ou então pareceria um filme editado. Dagon não só ofendeu os dois como comprometeu a integridade do filme. Mesmo assim, ele nada fez.
Se Philo chegasse para atacá-lo, possivelmente estaria com raiva, mas um pouco mais descuidado por Dagon estar de braços abaixados e olhos fechados. Na verdade, Dagon estava usando seus super sentidos para sentir melhor o ambiente. Quando não se tem a visão, a audição é muito mais aguçada... e quando se tem super audição ainda... Além disso, Dagon estava canalisando seu sangue para sua agilidade. Precisaria de toda ela agora! Dagon esperaria que Philo desferisse um golpe com uma das facas, então, Dagon usaria toda a sua agilidade para desviar arqueando as costas no melhor estio de Matrix e já dar um golpe ao mesmo tempo na garganta de Philo. Se o desespero se apoderasse dele, Dagon saltaria sobre ele e dessa vez, iria direto em sua garganta aberta.
Dagon: Achou mesmo que eu ia deixar um verme como você me matar? Aposto que desejaria que o Batman estivesse aqui, não é mesmo?

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Administrador em Qua Abr 06, 2011 5:07 pm

As provocações do suposto Coringa não intimidaram Freddy. O criminoso esqueceu que não falava com o Batman. Alguém como o Batman não tinha a Velocidade de Mercúrio para executar várias ações ao mesmo tempo, mas Freddy sim.

- Eu tenho velocidade para fazer as duas coisas, palhaço!

Então Freddy passou por eles como um foguete, distribuindo socos com força suficiente para deixá-los desacordados por um bom tempo. Em seguida, Freddy rumou na direção das áreas das explosões, pronto para socorrer o maior número de civis.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Sex Abr 08, 2011 2:18 pm

Go--gostosa?! - E o Robin some - Grosso maldito!

Mia fica irritada como foi tratada por alguém que fazia parte dos uniformizados, e Demonio vê isso claramente nela.

Um abusado! Só eu posso chamar os outros assim!

Ela olha para ele com aquela cara de "odeio inconveniencias" então lhe responde.

Acho que devemos nos preocupar com ele depois! Agora vamos encontrar os Duas Caras antes que o Kid Flash se perca nas próprias ações!

Ricardita queria falar com o Duas Caras antes que ele fugisse achando que estavam lá para prendê-lo. Apesar de tudo, essa não era a missão deles, e precisavam perguntar antes de atirar.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Guima em Seg Abr 11, 2011 6:48 pm

Quer saber saber senhor Miyagi ? Todo esse papo zen ja me irritou já. Chega. Duas caras vem comigo agora!!

Dito isso e ligeiramente irritando, Bart rodopia seus braços em uma velocidade extrema provocando um deslocamento de ar muito forte e jogando Harvey, e os homens do clã oriental longe e ao chão... Olhaí meu poder Velho !!! Gostou ou quer mais ?!.

Kid Flash deixou bem claro que não havia gostado do comentario do velho sobre seu comportamento e seus poderes. Correu em direção de Harvey e pegou-o tirando do cerco dos homens do clã, uma vez que eles estavam caidos no chão agora. Com Harvey em mãos ele correu para perto de Ricardita e disse-lhe

Hey eu ouvi isso !!! Ta me comparando com o Mutano então ? Mia, você não tem uma flecha algema pra prender o Duas Caras aí não ?

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2202
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Nasinbene em Ter Abr 12, 2011 8:06 pm

A estratégia de Robin contra Zsasz havia funcionado perfeitamente. Todo aquele treino ao lado de Batman lhe garantiram duas de suas principais habilidades: o raciocínio dedutivo e a capacidade de pensar rápido.
Aparentemente, ambas seria testadas nesse exato momento. Robin havia deduzido corretamente em suspeitar que alguém pretendia facilitar a fuga dos detentos. Fez bem em ficar e tentar interrogar Arkham. O único problema é que Robin havia apostado no cavalo errado. Sinner era na verdade a culpada de facilitar o ataque ao Arkham. Quando vê a parede de vidro isolar seus protegidos, Robin pensa que o fim havia chegado para Arkham. No entanto, o discurso inflamado de Sinner lhe dava a solução.
Se Robin podia ouví-la, isso significava que ela também podia ouvir Robin. Era hora de recorrer ao seu cinto de utilidades mais uma vez. Robin protege rapidamente os ouvidos e mais uma vez usa a arma sônica que usara contra Capitão Nazista, no caso Ivo. Com certeza, Sinner (bem como Cash e Arkham, infelizmente) seria efetada por aquela arma não letal. Robin ativa seu aparelho e espera o efeito se concretizar. Quando Sinner estiver fora de combate, Robin usa seu cortador de vidro para poder passar por aquela parede e amarrar a insana psiquiatra. Faz o mesmo com Zsasz e procura estacar o grave ferimento de Cash. Aquilo não era bom. Precisavam resolver a situação no Asilo o quanto antes...
Robin então apanha o cartão que estava em poder de Zsasz e deixa a sala e vai ao encontro de Superboy. Conner não dera sinal de vida desde que partiu e isso não poderia ser bom sinal.

- Superboy, estou indo para sua posição. Qual a sua situação aí?

Aquele não era o momento pra silêncio de rádio. Não estavam em missão furtiva e sim numa missão de sobrevivência.E Superboy poderia estar precisando da ajuda de Robin...

_________________

avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1232
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Ter Abr 12, 2011 10:55 pm

Anarquia percebe que o ataque contra ele continua, mas estava esperando que talvez o Crocodilo suportasse a carga elétrica. E por conta disso ele faz um ágil movimento de bastão que mistura elementos do Aikidô e Kung Fu, se usando de seu estilo híbrido de arte marcial que abarca cinco estilos distintos diferentes.

Ele arremessa o Crocodilo usando a força dele contra ele mesmo, na esperança de fazer com que o homem réptil atinja a cabeça dele contra a parede de forma violenta. Sabendo que isso não seria suficiente para desacordar o criminoso se não fosse pela bomba de gás que ainda esta soltando fumaça para o engasgar e desmaiar.


-Eu não sou seu inimigo... Entenda... Você esta sendo maltratado pelo governo! Assim que se acalmar podemos nos focar em quem fez isso com você. Estamos do mesmo lado!!!

Ele se mantém ainda em uma posição defensiva, apesar de falar com serenidade e de forma que agora o inimigo possa ouvir.





_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2535
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Drako em Qua Abr 13, 2011 11:18 am

Tentar atropelar esse cara não foi uma boa idéia. Ele é radioativo. Se fosse qualquer outra pessoa já teria passado dessa para uma melhor. Isso sem falar que o maldito teve a grande idéia de me agarrar. A medida que ele vai aumentando o calor me sinto mais fraco. Tenho que sair daqui.

Superboy:
Desculpe, amigo caveirinha, mas tenho namorada.

Abro os meus braços com força para tirar os braços dele em volta de mim. Dou um chute nele para frente e voo para trás.

Superboy:
Você é calorento, tá precisando se resfriar um pouco.

Puxo ar do meu pulmão e assopro.


Sopro gelado, recém adquirido. Acredito que isso dê um jeito nele por um tempo. Segundos depois, Tim me chama pelo comunicador.

Robin: Superboy, estou indo para sua posição. Qual a sua situação aí?

Superboy: Bem, aqui está sobre controle, mas um maluco desses soltou todos os outros malucos das celas. Temos uma emergência, não podemos deixá-los sair desse lugar.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1690
Idade : 27
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Sex Abr 15, 2011 8:33 pm

Ao ver que Mia está para ter um ataque, Eddie,dividido entre o riso e o medo de levar uma flechada na bunda tenta conte-la, antes de se dirigir até onde estava Kid Flash e tentar argumentar com o senhor:
-Desculpe o jeito do meu amigo. Tem horas em que achamos que ele usa maconha por falar tanta besteira, e olha que a quantidade de merda que eu falo naum é pequena. Só queremos saber se Mr. Hyde sabe onde encontrar o Bozo gothamita. e ser houve atividade recente no submundo por conta desse novo batman. Sem estresse. Ou balas, ou espadas ou qualquer tipo de arma oriental que vcs guardam por aí.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sab Abr 16, 2011 1:51 pm

Dagon:

O vampiro decidiu acabar com o combate utilizando uma estratégia bem peculiar: forçar o descontrole de seu oponente.
Ofendendo Philo diretamente e insinuando uma relação amorosa entre ele e o diretor, Dagon conseguiu fazer com o mercenário perdesse o controle e respondesse gritando:

Arrow Eu não sou gay!!! Gay é você com essa estória de chupar os outros!!! Eu vou te matar!!

Vendo o aparente descaso de Dagon, que se virava de costas para ele no meio do combate, Philo se enfurece mais ainda, investindo com as adagas na direção da cabeça do vampiro. Porém, a agilidade e os sentidos vampíricos de Dagon são utilizados, fazendo com que, em um golpe, a cabeça do mercenário seja atingida, pendendo para trás antes que o corpo dele encontre o chão.
Ao terminar, Dagon olha para a sala do diretor e o vê correndo para fora de lá. Em direção ao que parecia uma saída do prédio. Ele salta na direção da sala de edição, quebrando o vidro e, quando se dirigia ao local para onde o diretor correu, notou numa das TV´s que estavam ligadas o seguinte informe:

Arrow E nós continuamos acompanhando a ação aqui em Gothan, William! Sabe-se que foi decretado alerta vermelho no asilo Arkham, o que sinaliza mais uma tentativa de fuga ou invasão do tão problemático centro. Também foi relatado um combate entre alguns dos membros dos Novos Titãs com alguns homens no bairro conhecido como AsianTown. Os informe dizem que há troca de tiros e explosões. E a grande bomba do dia William: O Coringa foi avistado na cidade, numa zona comercial da cidade. O maníaco detonou bombas em diversos edifícios da área e atualmente enfrenta mais uma parte dos Novos Titãs.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sab Abr 16, 2011 2:04 pm

Grupo 2: Ricardita, Kid Flash e Demônio Vermelho

Kid Flash mais uma vez segue seus impulsos e ataca o grupo de homens ao redor de Harvey Dent, aproveitando na sequência para retirar o ex-promotor de perto deles. Nesse momento chegam Ricardita e Demônio Vermelho tentando um diálogo com o grupo. Harvey se solta das mãos do Kid Flash e diz:

Arrow Como eu já disse a vocês, eu estou em paz aqui e tenho tentando fazer o bem. Vocês já viram o mal que fizeram a esse local desde que chegaram? Esse povo me acolheu, me ajudou e lembrar quem eu sou e é assim que eles são recompensados? Com um bando de crianças impetuosas uniformizadas e inconsequentes que destroem tudo só pra me prender sem nenhuma alegação?

OS homens aos poucos levantam e o velho mais uma vez aparece ao lado de Harvey.

Arrow Eu estou sendo perseguido por um de vocês. Um que acha que é o Batman. Mas eu já trabalhei com e contra o morcego e sei que esse cara não lembra quase nada dele. Mas o cara montou um batsquad à imagem dele. Vocês já viram alguns deles por aí. Pra ele não existe chance de regeneração. Pra ele só a morte resolve. Esse garoto que vocês enfrentaram vestido de Robin. Eu sei quem ele é. Eu trabalhei em um caso ligado a ele quando era promotor há uns 10 anos atrás. O assassinato dos pais dele. O nome dele é Eric..Argh!

Um barulho de tiro silencia a fala de Harvey Dent e uma bala de grosso calibre em um rifle de precisão abre o peito do ex-promotor e ex-vilão. OS homens começam a correr enquanto o mestre se ajoelha ao lado de Harvey dizendo:

Arrow Vá em paz, meu amigo!

Do alto de um dos prédios, Violet se vira e fala para o novo robin:

Arrow É assim que se extermina um alvo.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sab Abr 16, 2011 3:11 pm

Grupo 3: Robin, SuperBoy, Anarquia e Besouro Azul

Anarquia parecia estar se saindo bem na luta contra um atordoado Crocodilo. Em seu último golpe, ele jogou o vilão contra a parede, usando da força deste. Porém, antes que o herói pudesse comemorar, ele observa que Charaxes saiu voando do local da luta com o Besouro Azul. E se isso por si só não signifique uma má notícia, ele percebe que o vilão voa em sua direção.

*************************

Robin age rápido e utiliza mais uma vez sua arma sônica para atordoar um oponente. O efeito do aparato faz com que Sinner, Cash e Arkham gritem de dor. Ferido gravemente, Cash desmaia, enquanto os outros dois continuam gritando.
Robin utiliza um cortador especial, a base de laser para passar pelo vidro de segurança e desliga o equipamento para poder se aproximar dos três. Ele observar então Arkham acuado em posição fetal, Cash desmaiado e Sinner tentando se levantar gritando:

Arrow Seu idiota! Você não pode parar o caos! Ele já tem tudo preparado e todos você vão finalmente poder abraçar a loucura! Tudo começa hoje e tudo termina hoje!

Ela cai atordoada e Robin cumpre o protocolo de amarrar as duas potenciais ameaças da sala. Ele então, pega o cartão de acesso e sai da sala, fazendo contato com Superboy enquanto anda. O amigo lhe conta na transmissão sobre sobre as celas abertas e a fuga em massa, sinalizando que será necessário fazer algo para impedir que mais criminosos escapem do lugar.
Enquanto conversa com Conner pelo comunicador, Robin, encontra um homem que acabava de espancar até praticamente a morte 5 internos. Ele se levanta a tempo de ver a aproximação do garoto prodígio e dizer:

Arrow Eles me trancaram aqui por fazer justiça... Não sabem que só facilitaram o meu trabalho?



**************************

SuperBoy consegue congelar o oponente e responde ao contato de Robin, enquanto tenta encontrar uma frma de fazer os sistemas voltarem a funcionar. Porém, ele começa a ouvir o barulho do gelo sendo derretido. Aparentemente o Dr. ainda não havia decidido se render e em breve se libertaria do gelo.


Última edição por Raio Negro em Sab Abr 16, 2011 3:26 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Sab Abr 16, 2011 3:24 pm

Grupo 1: Super-Choque, CM3 e Devastadora

SuperChoque e Devastadora seguem tentando conter os danos do fogo. O herói de Dakota se esforça ao máximo derrubando caixas dágua e similares para reduzir as chamas, enquanto Devastadora examina o corpo com cuidado.
Em pouco tempo, ambos ouvem as explosões. Seis. Seguidas e próximas. Ao correrem na direção dos estrondos, ambos notam Capitão Marvel Júnior discutindo com o Coringa e sua gangue. Um Coringa diferente, mas pela atitude, ainda o Coringa. CM3 se lança na direção dos palhaços socando-os com a intenção de desacordá-los. No entanto, quando ele se aproxima dos homens, o Coringa aciona um botão que solta um gás vindo de seu furgão. O herói mal tem tempo para prender a respiração, aspirando o ar e iniciando uma grave crise de riso. O gás continua se propagando e em breve cobrirá toda a rua se não for feito nada.

Arrow Bom ver que te deixei um sorriso hoje. Pena que será o último.

Ele então corre na direção de uma ambulância que chegava ao local e dispara contra a equipe, matando o motorista e provocando a fuga dos demais.

Arrow Hora de dizer Tchau!


_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Scorpion em Sab Abr 16, 2011 4:41 pm

Dagon olha para o diretor correndo. Ele saca rapidamente a cadeira onde ele estava sentado e a arremessa em suas pernas com toda a força esperando quebrá-las.
Dagon: Você não vai agora que a festa vai ficar boa, vai? Primeiro, eu vou te secar como se fosse um saco de sangue... depois, vou dicutir com seu amigo a idéia de quem é o gay por aqui.
David avançou lentamente para cima do diretor, quando viu a matéria dos Titãs.
Dagon: Ops. Parece que não vai dar tempo de brincar com a comida, não é mesmo? Vamos fazer isso de forma rápida... e dolorosa.





Depois de acabar de sugar todo o sangue do diretor, Dagon o jogo em cima das aparelhagens. Sabendo que os rolos de filmes eram altamente inflamáveis, Dagon destrói as fitas que gravaram a sua luta com Phillo e as espalha pelo chão. Então, ele tira Phillo pelo colarinho e o joga para fora, em um beco. Dagon ateia fogo no estúdio e se prepara para voar.
Dagon: Ah! As coisas acontecem bem melhor quando estamos de estômago cheio. Agora está na hora de voar!
Nightrider transforma-se em um morcego e vai para onde disseram que o Coringa havia sido avistado. Morcegos conseguem captar quase qualquer tipo de frequência. A diferença era que Dagon era um morcego racional. Então, Nosferatu se guiaria pelo que ouvisse ser passado nos rádios policiais. Ele voaria por cima da ambulância do Coringa e pousaria nela. Como era um morcego, sequer faria barulho. Se isso desse certo, quando já estivesse em cima da cabine, ele se transformaria em humano, enfiaria a mão pela janela do motorista e jogaria o Coringa para fora no asfalto em alta velocidade.
Dagon: Acabou pra você, palhaço... e depois será a vez do morcego.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Sab Abr 16, 2011 8:32 pm

Eddie ouvia atentamente o que o sensei tinha a dizer, mas naum deixava dee achar tudo uma grande mentira do suposto criminoso regenerado. Ao ver o corpo do ex-promotor caído se teleporta para junto do vilanesco grupo e ao chegar tira a arma da posse dos bandidos e a quebra,enquanto diz:
-Sabe qual o grande problema dos morcegos, sejam eles originais ou pirateados? Naum tem nada fora golpes de kung fu, enquanto eu tenho o poder de Nerom. Deus, parecia um vilao de filme B.
E se atira contra o falso Robin.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Seg Abr 18, 2011 2:11 pm

Anarquia não via os criminosos do Arkham como seus inimigos, eles eram fruto de um sistema capitalista que corrompe o homem. Mas não tinha escolha a não ser se defender.

Ele se posiciona rapidamente de costas para o Crocodilo esperando o avanço de Charaxes.

Nisso ele aperta um botão em seu bastão e uma boleadeira sai da parte posterior se enroscando nas asas de Charaxes que não pode controlar seu voô direto contra Lonnie,

Porém nessa hora Lonie rola no chão e deixa o Crocodilo ser atingido por um inseto gigante desgovernado, fazendo os dois se baterem como se não tivesse culpa de nada.


-Agora, seus malucos! Será que podem me escutar.


E comenta isso como se não se importasse com o menino azul.



_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2535
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Seg Maio 09, 2011 1:53 pm

Super-Choque: -Aí! Eu odeio gás!

Se esforçando de novo, Virgil tenta criar correntes em cadeia com sua energia eletroestática. Com a mão esquerda, ele abre um dos três Zap-Caps que ainda tem no uniforme, enquanto garante que a carga não vai falhar por culpa de exaustão frente à medida complicada com a qual ele precisa lidar. Cercando o espaço onde há risco de expansão e a área contaminada pelo gás, ele cria uma esfera de energia azulada estática, com a qual, sob esforço e pressão, começa a pressurizar, tentando compactar somente o gás, como se filtrasse o ar e comprimisse os compostos. Ele já fez isso antes frente aos gases dos Alba e quando tentaram recriar o Big Bang, por isso dessa vez ele sabe o quanto terá de se esforçar. Ainda assim, ele prossegue, tentando empurrar e comprimir o gás de volta ao centro de sua origem, sabendo que isso pode gerar uma micro-explosão calculada, que, se direcionada corretamente, atingirá a maior parte dos capangas e, com sorte, o próprio Coringa. Mesmo que isso custe muito suor e fadiga. É pra isso que o Zap-Caps está lá, mante-lo de pé depois.
Super-Choque: -R-Rose! E-e-evacua a área e-e ajuda o CPM-22!

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Guima em Seg Maio 09, 2011 7:42 pm

NÂO !!! Grita Bart ao ver Harvey ser atingido por uma bala no peito Não é assim que tem que ser.... Kid Flash aproxima-se do corpo de Harvey no chão e diz para o mestre dele Não se preocupe, levarei ele ao hospital imediatamente !!

Bart então pega Duas Caras no colo e zarpa em direção do hospital mais próximo...ele esperava não chegar tarde demais. Por mais que Harvey seja um vilão perigoso, ele não merecia morrer de forma covarde... Quanto a Violet e o novo Robin, quando Bart voltasse, eles teriam uma conversinha rapida e nada agradavel...

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2202
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Nasinbene em Seg Maio 09, 2011 10:36 pm

Aquela noite parecia um pesadelo sem fim no Arkham. Por mais que Robin estivesse preparado para enfrentar os maníacos amontoados ali, não estava em seus planos reencontrar Lyle Bolton. Tim não tinha memórias muito agradáveis de seu primeiro encontro com Lockup. Fora deixado desacordado e vulnerável em seu esconderijo e isso era por demais desagradável para o pupilo de Bruce Wayne lembrar.
Após ver os homens praticamente mortos aos seus pés, Robin assume uma postura defensiva e pronto pra contra-atacar qualquer movimento de Bolton. Robin acreditava que, diferente de Zasasz, sua melhor chance contra Lockup residia no revide...

- Ponha esse homem no chão devagar, Bolton. Você precisa de tratamento, não complique ainda mais as coisas pra você...

Robin tinha um plano de ação traçado caso Bolton o atacasse. E as provocações ao tratá-lo como doente muito provavelmente o levariam a atacar Robin...

_________________

avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1232
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Drako em Qua Maio 11, 2011 12:56 pm

Estou tentando arrumar a bagunça que esse lugar se tornou, mas tá difícil. Arrumar computadores não é a minha praia, isso é coisa pro Tim. Talvez se eles funcionassem a porrada eu tivesse alguma chance.

Então eu escuto um barulho de gelo derretendo. É aquele maldito caveirão.


Superboy: Você é duro na queda hein! Mas vamos ver o que você acha disso!

Começo a girar em alta velocidade, uso meu vôo para dar impulso para baixo, formando um tipo de britadeira para cavar um buraco no tamanho de uma pessoa de estatura média. Pego ele ainda congelado, taco no buraco, deixando apenas a cabeça dele para fora, uso a visão de calor para derreter o gelo e fecho o buraco, também com a visão de calor.


Superboy: Será que você tem força suficiente para sair daí sozinho? Talvez até tenha, mas depois do que eu vou fazer com você, acho que não vou precisar me preocupar contigo por um bom tempo.

Solto uma metralhadora de socos na cara dele, o suficiente para deixá-lo inconsciente. Após isso eu chamo o Tim no comunicador de novo.

Superboy: Tim, cadê você cara? Preciso de um Nerd de computadores aqui.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1690
Idade : 27
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Qua Maio 11, 2011 3:03 pm

Grupo 2: Ricardita, Kid Flash e Demônio Vermelho

O tiro que alvejou Harvey Dent provocou rápidas reações nos Titãs e nas pessoas próximas:

1) Kid Flash rapidamente pega o corpo agonizante de Harvey e corre em direção ao hospital mais próximo, sendo seguido de perto pelo mestre.

2) Demônio Vermelho se teleporta na direção de onde vieram os tiros, surgindo ao lado de Robin e Violet.

3) Os lutadores, sem compreender o que acontecia, entenderam como mais um ataque dos Titãs e partiram pra cima de Ricardita.

*******************************

No topo do prédio, Demônio Vermelho aparece desafiando os dois novos membros do Batsquad:

Arrow Sabe qual o grande problema dos morcegos, sejam eles originais ou pirateados? Naum tem nada fora golpes de kung fu, enquanto eu tenho o poder de Nerom.

Um chute no queixo, dado por Robin faz com que ele se cale e cambaleie para trás, dando tempo para Violet atirar contra ele usando uma pistola que tinha na cintura. O impacto joga o Titã para trás. Caindo na borda do prédio. Robin dá uma risada e diz:

Arrow As vezes uns chutes e uns tiros bastam pra enfrentar uns zé arruelas como você.

*****************************

Assim que chega ao hospital, Kid Flash solicita auxílio a um enfermeiro que passava. Este chama a equipe para atender ao ferido. Enquanto os procedimentos são tomados, o mestre se aproxima do Flash e diz:

Arrow Não sei se há como salvá-lo... Harvey é um lutador, mas algumas lutas são perdidas... Quanto a você, meu jovem, por que se esconde sob essa capa de arrogância?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Qua Maio 11, 2011 4:49 pm

Grupo 3: Robin, SuperBoy, Anarquia e Besouro Azul

Anarquia realiza uma manobra que exigiu perícia e sorte: usando de uma boleadeira, ele faz com que Charaxes e Crocodilo se choquem. Os dois vilões ficam atordoados com o golpe e fornecem tempo suficiente para que o jovem justiceiro tente argumentar:

Arrow Agora, seus malucos! Será que podem me escutar.

No entanto, o que ele ouve são mistos de gemidos e urros. Completando a sinfonia, podem ser ouvidos gritos ao fundo. PArecia que tentar dialogar agora não seria muito fácil...
Ele escuta passos vindo na direção em que se encontra e precisa decidir qual será seu próximo movimento.
***************************
Superboy se antecipa à ação do Do. Fósforo e o prende em um buraco no chão, enchendo-o em seguida de golpes até que ele desmaie. Ele tenta consertar os computadores, mas percebe que precisará de alguém com maior conhecimento eletrônico e por isto tenta contatar Robin. Porém, no momento em que está acionando o rádio, ele ouve uma voz ao fundo gritando por socorro.
Ao chegar ao local, de onde ouviu o grito, ele se depara com um homem vestindo um uniforme amarelo e vermelho. O homem estava absorvendo com uma velocidade espantosa a energia elétrica do local. As luzes piscavam e aos seus pés estam dois funcionários do asilo: um homem desmaiado e uma mulher que continuava a gritar. Ele dá um sorriso e diz:

Arrow Finalmente me libertaram! Agoram vamos escapar desta pocilga!

Superboy se aproxima e diz:

Arrow Eu não daria isso como certo, não...

Arrow Não se preocupe com isso.. O meu amigo é a minha garantia!

Um murro arremessa Superboy ao outro lado da sala. Ele se levanta e pode ver que junto ao homem á uma outra criatura com uniforme parecido.

Arrow Acho que você não conhece a mim e ao meu amigo... Eu sou o Doutor X e esse é o Duplo X.




*********************************

Robin tenta provocar o Carcereiro afim de que este o ataque por impulso e assim funciona o plano. O Carcereiro arremessa o home que segurava na direção de Robin, enquanto avança com um bastão que ele aparentemente havia tirado de um guarda.

Arrow Eu você está do lado da justiça ou está contra ela!

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Leo Rocha em Qua Maio 11, 2011 5:05 pm

Grupo 1: Super-Choque, CM3, Devastadora e Dagon

Vendo o gás do Coringa espalhando rapidamente pelo ar, Superchoque utiliza seu poder para conter o gás antes que atinja outras pessoas. O esforço é tamanho que chega a exaurir a energia do zapcap usado por ele, mas garante o resultado esperado, causando uma pequena explosão que desmaiou 4 dos capangas do Coringa.
Enquanto isso, Devastadora havia saltado na direção de CM3 tentando ajudá-lo a sair da linha de fogo. Porém o gás já havia o afetado. Fosse ele um homem de constituição normal, já estaria dominado pelos efeitos do gás e talvez até morto, porém, sua constituição única estava possibilitando que CM3 lutasse contra a droga em seu corpo. Ambos conseguem, com dificuldade, sair da linha de frente e se abrigar próximo ao Superchoque durante a explosão.
O Coringa dirigia a toda velocidade, atropelando os pedestres que não conseguiam sair de sua frente quando notou o pouso de Dagon.

Arrow Parece que o Morcego Humano teve um filho bastardo! E o moleque puxou ao pai! Hahahahahaha

A mão de Dagon agarra seu colarinho e o palhaço segura seu braço dizendo:

Arrow Já que estamos nos conhecendo agora, que tal um aperto de mãos?

Um choque de alta voltagem atinge o braço do vampiro fazendo-o perder o controle de sua musculatura e cair do carro em movimento. Enquanto o Coringa parte, ele apenas escuta uma frase:

Arrow Agora irá realmente começar a brincadeira!

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Convidad em Qua Maio 11, 2011 8:35 pm

Fez merda e sabia disso. Foi arrogante, mas era um idiota arrogante que já deu um sarrafo em caras piores. Agora tava na hora de provar a que viera. Graças ao seu fator de cura os ferimentos já estavam fechando e ele já estava se sentindo melhor. Voa para cima do prédio e grita:
- Olha só o que esse Zé Ruela pode fazer. Burn baby! Burn!
E lança uma rajada de chamas infernais na direção dos vigilantes. Sem nem mesmo olhar o resultado voa e segura Ricardita, que estava sendo atacada pelos lutadores e grita para os mesmos:
- Depois a gente se fala,galera. Agora tem dois sociopatas que a gente precisa partir em 2. Beijomeliga(fazendo uma cara extremamente cômica).

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Scorpion em Sex Maio 13, 2011 11:20 am

Dagon caiu rolando pela rua. O choque do Coringa o havia desorientado bastante. Ele ainda estav prostado enquanto balançava a cabeça tentando recobrar as faculdades mentais.
Arrow Droga! Fui descuidado, mas isso não vai se repetir, palhaço! Não vai mesmo!
Nightrider já havia se alimentado e estava com as energias à mil. Sua noite estava sendo péssima. Teve o traseiro chutado pelo morcego e depois pelo Coringa. O mau humor estava cada vez maior.
Dagon começou a assumir a forma híbrida e alçou vôo. Ele foi contornando em alta velocidade, seguindo o furgão que o Coringa utilizava para fugir. Então, indo pelo lado do passageiro, para que o Coringa não tivesse tanta facilidade em impedí-lo, por estar no outro lado dirigindo. Dagon desceu rapidamente e, utilizando-se da inércia e da super força, acertou com os pés juntos a caçamba do furgão, para desequilibrá-lo e tentar fazer o Coringa capotar.
Arrow Desgraçado! Você tá morto!
Dagon teria muito cuidado ao se aproximar. Na verdade, ele iria na forma de névoa, assim, o Coringa não teria nenhuma armadilha preparada para ele.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2303
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Missão 5: O sorriso que não estava lá

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 8 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum