Caverna Titã

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Caverna Titã

Mensagem  Leo Rocha em Qua Out 14, 2009 8:13 am

Sede do novíssimo grupo de Titãs

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4094
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Phelipe Peregrino em Sex Out 16, 2009 7:57 pm

Jaime permaneceu em silencio durante todo o caminho de volta. Pensava sobre o que ocorrera, sobre a queda de um Titã. Sobre a perda de um ícone.

Não podia deixar, entretanto, de pesar as conseqüências dessa missão para o mundo. Parecia insensível de sua parte, mas não conseguia imaginar motivos para revelar a morte à publico.

“O mundo ainda esta abalado pela perda de seus maiores heróis. E, agora, quando a justiça parece finalmente disposta a sacudir a poeira das capas e das mascaras, uma tragédia logo na primeira missão.” Pensou Jaime.

Meio cabisbaixo, Jaime, observava o pesar silencioso nos olhos de cada membro ali presente.

Ao chegar na caverna os titãs desceram o corpo do companheiro caído.

Escaravelho: ŒƢƥƛƦƫƕǷƦƫƕŒƢƥƛƦƫƕǷƦƫƕ

Besouro Azul: Não diga bobagens! – sussurrou – Na pratica não existe essa de risco calculável. Todos os dias, vestimos nossas mascaras sabendo que estamos escolhendo a profissão mais arriscada do mundo. Colocamos nossas capas sabendo que um dia isso pode acontecer. Mas, quando acontece...

Jaime suspirou.

Besouro Azul: Eu sempre pensei na ironia que é ser um herói. Duas vidas divididas por uma só pessoa. Vivemos em glórias com o povo que salvamos e é isso que nos torna quem somos. Porem, ao morrermos... Uma das vidas sempre fica desamparada. Quer dizer... Quando morremos não podemos unificar quem somos. Se o Besouro Azul morrer, as pessoas ficarão tristes e lamentarão. Mas minha família? Ela terá que sufocar a dor para esconder meu segredo... E se o Jaime morrer? As pessoas sentirão falta do Besouro?

Arqueou os ombros. Parecia carregar um grande peso nas costas e desabafava com um confidente invisível em sua cabeça.

Besouro Azul: Imagina o quanto a família do Superman sofreu quando todo mundo achava que ele tinha morrido naquele dia lá em Metropolis... Poxa, o cara tem família e amigos por aí... E eles tiveram que dividir o Funeral dele com todo o mundo. Deve ter sido terrível.

Só então o Besouro percebe que estava desabafando. Olhou ao redor para ver se alguém havia ouvido o seu monólogo.

Olhou para Tempest. Como se buscasse orientação. E, com voz pesada perguntou:

Besouro Azul: O que faremos agora, Tempest?
avatar
Phelipe Peregrino

Número de Mensagens : 1389
Idade : 28
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Scorpion em Sab Out 17, 2009 8:49 pm

Dagon ficava no canto escuro da caverna. Não era tecnicamente um herói como os outros... versões mirins de estrelas que não brilham mais, como Robin para Batman, Tempest para Aquaman e Marvel Jr. para o Capitão Marvel. Dagon era um inocente que fora usado como cobaia por pessoas de mente tão perversas quanto as que eles enfrentaram na ultima batalha. Mesmo assim, o Vampiro desejava estar entre os Titãs. A Tropa Titã o havia acolhido como uma família; e alguns dos antigos Titãs o haviam aceitado em seu meio... incluindo Mutano. Sim, Dagon gostava de estar entre os mocinhos. O mundo já tinha vilões demais, era hora de terem alguns heróis para lutarem pelo que era correto. David fica empoleirado nas sombras de ponta cabeça, como se fosse um grande morcego prestes a dar um emrgulho mortal sobre suas vítimas; mas era exatamente o contrário o que se passava na cabeça do jovem Vampiro. Ele não estava pensando em ferir ninguém... mas em curá-los. Quando esteve com a Tropa Titã, um vampiro biológico havia transformado muitas pessoas da cidade em vampiras. A Tropa Titã os enfrentou e quase foram mortos. É então que Dagon surge com uma idéia.
Titãs. Do meu ponto de vista ainda nem tudo está perdido para o Mutano. Talvez haja uma solução para sua morte. Querem ouví-la?
Com alguns de seus companheiros ou todos concordando, Dagon explicará.
Existe uma maneira de trazer Mutano de volta a vida, mas ela é arriscada e pode ser que não dê certo. Seria uma experimentação... nenhum resultado é garantido, mas com certeza nenhum é pior do que a morte. À algum tempo eu fiquei sabendo que algumas vezes a mordida de um vampiro faz com que uma pessoa vire um vampiro. Não sei se isso funciona com um corpo recém morto, mas eu não acharia mal tentar. Acreditem quando eu digo... não é tão ruim quanto parece. E então, o que acham? Tento ou entregamos o nosso amigo nas mãos de Deus sem perguntar a sua opinião? Num mundo tão vazio de heróis, não devíamos nos dar o luxo de perdermos um dos poucos valorosos que temos.
Caso algum dos seus companheiros se manifeste com desprezo ou agressividade quanto à condição vampírica, Dagon encarará o sujeito de perto e dirá.
Muito cuidado com suas palavras, amigo. Eu não escolhi essa minha condição, mas estou aqui como qualquer outro de vocês!
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2324
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Administrador em Ter Out 20, 2009 4:21 pm

Capitão Marvel Júnior adentrou a sala de reuniões da Caverna Titã acompanhado de Superboy. Os outros integrantes da equipe já estavam presentes. Na verdade, Freddy não se sentia um membro daquela equipe, mas ficaria com eles até tudo se resolver. Afinal, era necessário impedir que o corpo de AMAZO fosse usado como receptáculo para a mente do criminoso Cérebro, líder da Irmandade Negra.

Ao entrar naquela área da Caverna Titã, Freddy escutou as indagações de alguns dos Titãs. Era possível perceber que incerteza e receios se apoderavam deles. As palavras do Besouro Azul representaram bem o que os outros estavam sentindo naquele momento. Todos estavam preocupados com o que poderia acontecer com o mundo na ausência dos maiores heróis já conhecidos. Diante daquele sentimento, Freddy notou que sua função seria oferecer palavras de esperança para os demais. Superboy realmente estava certo. Apenas juntos era possível superar aquela situação.

- Amigos, eu tenho certeza de que os heróis desaparecidos ainda estão vivos! Se Capitão Marvel estivesse morto, eu estaria com todo o poder de Shazam! No entanto, eu sinto que ainda estou compartilhando os dons de Shazam com o Capitão Marvel, o que significa que em algum lugar ele ainda está vivo! Então creio que estes heróis talvez estejam perdidos em outra dimensão!

Freddy revelou aquela informação para que os outros tivessem a esperança de resgatar os heróis desaparecidos. Afinal, proteger todo o planeta era uma responsabilidade muito grande para aquele grupo de Titãs. Apesar dos esforços, eles ainda não tinham toda a experiência dos membros da Liga da Justiça. Portanto, nenhum deles poderia desistir de encontrar os heróis que desapareceram.
Foi então que Capitão Marvel Júnior escutou a opinião de Nosferatu a respeito do estado de Mutano. Apesar de perceber as boas intenções de Nosferatu, não era possível concodar com o plano dele.

- Pelo que você mesmo disse, não há garantias de que isto funcionará! E mesmo que isto salve a vida de Mutano, você acredita que ele gostaria de viver nesta condição? Você mesmo não aprecia esta condição. Quer que outra pessoa tenha que suportar este dilema? E não se esqueça que Mutano tem uma biologia incomum, uma vez que ele foi acometido pela doença Sakutia na infância. Não é possível determinar como os efeitos do vampirismo vão reagir com a doença. Talvez o vampirismo aflore ainda mais os instintos animais de Mutano. E acho que ele não gostaria disto.

Nosferatu demonstrou descontentamento com a resposta de Júnior e resmungou algumas palavras. Discutir agora não ajudaria em nada, então Júnior optou pelo silêncio. As palavras de Júnior apenas se basearam no bom senso fornecido por Salomão. Agora que o planeta perdeu seus maiores heróis, aqueles que restaram não poderiam agir de maneira precipitada, pois muito dependiam deles.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Nasinbene em Ter Out 20, 2009 6:18 pm

Robin permanecera calado desde que deixaram o castelo de Microchip e mesmo após a chegada na Caverna de Tempest. E não era só pela ausência de Superboy, seu amigo e com quem costumava conversar. A culpa consumia Robin. Não só pela morte de Mutano, mas também pelo mal estar que causou a Marvel Jr. Robin tinha, de fato, antecipado a possibilidade de Microchip ter substituído suas partes reais pelas próteses de Cyborg. No entanto, era um risco calculado, Tim tinha certeza que o vilão entraria em choque com a perda de sangue. Ficava apenas com um certo desconforto por ter usado Marvel Jr., mas não era o que Batman faria? Já Mutano...
Robin se culpava pela morte do Titã. Deveria ter previsto, deveria ter se planejado melhor para aquela situação. Diabos, não era pra Gar ter morrido...
Tim tinha essas aflições em mente quando Dagon surge com a idéia. Parecia bizarro a princípio, mas talvez trouxesse de volta a vida o Titã caído. Em silêncio, Robin trata de amenizar os conflitos apenas com o olhar. Aproxima-se de Dagon e olhando com firmeza, diz:

- Tem certeza do que está propondo, Dagon? Você diz que não escolheu sua condição, quer dar a Gar o mesmo destino? Sei que tem as melhores intenções, mas acho essa não é a melhor maneira de honrar a memória de Mutano. Faça como achar que deve, Dagon, você é da equipe e tem o direito de tomar suas decisões. Só não vou participar disso. Se precisarem de mim, sabem como me encontrar...

Robin então se afasta do grupo. Seria tentador deixar que Dagon revivesse Gar para ter sua consciência tranqüila novamente. Ao menos, por um tempo, até Mutano questionar sua nova condição. Robin precisava de um tempo para digerir tudo aquilo. Iria a Gotham. Os Titãs o chamariam se precisassem...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1239
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Scorpion em Ter Out 20, 2009 7:20 pm

Dagon ouve a resposta de Marvel Jr. e apesar do que possa parecer ele abaixa a cabeça e concorda. Talvez quisesse parecer mais útil ao grupo ou talvez apenas não tivesse planejado antes de falar. A saberoria que a família Marvel possuía era lendária até mesmo para um Titã vindo de um lugar tão distante. Diante disso, Dagon apenas olha para Mutano e lamenta com os olhos a morte do amigo. Ele olha para Robin e diz:
Não, Robin. Isso é uma decisão que jamais tomaria sem o conssentimento de todos vocês. Mutano tem uma história muito mais longa com alguns de vocês do que comigo. Vocês sabem melhor do que eu o que o Gar iria querer e eu só tenho o que concordar. Só é uma pena que ele não terá um funeral digno d o grande herói que ele foi diante das pessoas do lado de fora. Cabe a nós agora, pensarmos os nossos próximos passos.
Caso os Titãs fossem ainda demorar, Dagon esperaria a noite e sairia na forma de um morcego voando para a cidade. Ele invadiria um banco de sangue na forma de névoa e se alimentaria. Durante muito tempo Nosferatu se alimentara de animais, mas isso não lhe dava sequer energia. Era preferível ainda o sangue humano; mas Dagon à muito havia prometido a si mesmo que não beberia o de humanos inocentes. Caso conseguisse derrubar algum bandido ou criminoso no caminho, dagon se alimentaria de uma pequena quantidade de sangue do infeliz, apenas para deixá-lo fraco e doente, mas longe de morrer. Sangue quente faria a Dagon mais bem do que o sangue resfriado do Banco de Sangue. Antes de amanhecer, Dagon retornaria à caverna.
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2324
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Drako em Ter Out 20, 2009 8:03 pm

Conner, junto com Marvel Jr., finalmente chega à sede dos titãs. Um pouco mais aliviado por saber que seu amigo não corria mais perigo de vida. Sem mais delongas ele conta aos amigos a situação atual.

-Pessoal, é o seguinte... Vic não corre perigo de vida, porém não pode ter seus implantes recuperados. Mas pelo que parece, existe um corpo artificial do Amazo escondido por ai e o senhor Cérebro também quer se apossar dele. Nosso objetivo agora é conseguir esse corpo antes do Cérebro para que Vic possa ser “colocado” nele. Talvez seja a última esperança de ver ele andando por ai novamente.

Ele muda sua atitude drasticamente. Quer mais do que nunca honrar o “S” no seu peito, e fará de tudo para conseguir isso.

-Se teve algo positivo nessa missão é que passamos a confiar mais em nossos companheiros de equipe e isso é muito importante para termos sucesso nas próximas batalhas que vamos enfrentar.

Nisso ele se vira para Besouro Azul e Super-Choque, com a mão estendida para o Azul e diz:

-Quando vi vocês aqui na caverna pela primeira vez eu achei que não passavam de novatos, mas agora tenho um grande respeito por vocês. Provaram para mim que são grandes heróis.

Ele aperta a mão do Besouro e dá um sorriso para o Super-Choque. Agora ele se vira para Devastadora, com o mesmo sorriso no rosto ele continua.

-Rose, também a julguei mal. Achei que era uma garota maluca e sem sentimentos como seu pai, mas eu estava errado, me desculpe. Obrigado por ajudar o Robin.

Capitão Marvel Junior diz algo que lhe chama a atenção. Prontamente ele responde:

-Junior, se existe alguma possibilidade do Superman estar vivo em algum lugar desse universo, pode contar comigo.

Agora, Dagon deu uma proposta interessante ao seus amigos e ele responde:

-Dagon, desculpe, mas tenho a mesma opinião de meus amigos. Não suportaria ver Gar tendo que se controlar para não machucar alguém. Acho que Vic teria a mesma opinião.

Mesmo sentido que as coisas parecem melhorar aos poucos ele vê seu amigo indo embora. Logo percebe que tem algo errado. Ele vai até o encontro de Tim, não pode deixar de falar com ele.

-Tim, o que há de errado? Te conheço muito bem e sei que tem alguma coisa te incomodando. Sabe que pode falar comigo... você é meu melhor amigo cara.



Aquilo não era apenas para Robin desabafar, Conner também queria fazer isso e se tinha alguém com que ele conseguiria era com Tim.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1698
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Nasinbene em Qua Out 21, 2009 8:24 pm

Robin preparava-se para sair da Caverna Titã quando Superboy o detém, ja perto da porta de entrada. Com a mão no ombro de Tim, Conner pergunta ao amigo o que havia, se algo o incomodava. Tim então pára e se volta para Superboy. Então, com uma expressão muito séria no rosto, Tim responde:

- O que há de errado? Pelo amor de Deus, Conner, Gar está morto! Morto porque não fui capaz de prever aquela ação de Microchip. Merda, Conner eles se foram, a Liga se foi! Se isso é tudo que podemos fazer, se não estamos a altura de nossos mentores o mundo está perdido!! Droga, Conner, eu...

Tim então se detém um minuto. Pára, põe a mão em seu rosto como se não dormisse a dias. E na verdade, não dormia mesmo. Mudando de expressão, olha no fundo do olhos de Conner e diz:

- Cara, me desculpe, eu não quis ser rude, ok? Eu sei que tem esperanças de rever Clark mas temos que assumir o manto deles. Clark e Bruce se foram, Conner. Temos ser os Melhores do Mundo. O mundo depende de nós, agora. Sabiamos que esse dia chegaria um dia, sabiamos que você, eu, Bart, Cassie um dia assumiriamos o encargo de proteger o mundo. Bem, o dia chegou e na nossa primeira missão um dos nossos morre. Porque não fui como Batman. Então, Conner, precisamos ser melhores. Só preciso de uns dias em Gotham, clarear a cabeça.

Tim então sobe em sua moto, que deixara ali perto quando chegara. Antes de por o capacete, Tim olha para Superboy e diz:

- Devia fazer o mesmo, Conner. O Kent devem estar preocupados com você...
Quando precisar de mim, sabe como me encontrar. Se cuida, velho...


Robin então coloca seu capacete e parte a toda rumo a Gotham. Precisava de uns dias...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1239
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Drako em Qua Out 21, 2009 11:38 pm

O que Conner pressentia era verdade, Tim estava mal, suas palavras soam até mesmo rudes. Tim se culpa pelo que aconteceu ao Mutano. Acha que ainda não estão preparados para substituir seus mentores, algo que Superboy compreende completamente. Quando Tim levanta a mão ao rosto ele responde:

- Sei o que está sentindo, todos temos nossa parcela de culpa nessa missão. Talvez se eu tivesse ido ao encontro de vocês quando me chamou isso não teria acontecido, mas Besouro e Choque poderiam ter se machucado também. Todos fizeram escolhas e elas nos levaram a esse resultado. Após ver a morte de Gar eu fiquei enlouquecido, por um triz não matei o Chip, mas fiz uma escolha quando resolvi seguir os passos do Superman, não poderia fazer aquilo.

Ele abaixa a cabeça, respira fundo. Aquela situação realmente era difícil para todos. A resposta de Tim vem logo em seguida.

- Cara, me desculpe, eu não quis ser rude, ok? Eu sei que tem esperanças de rever Clark mas temos que assumir o manto deles. Clark e Bruce se foram, Conner. Temos ser os Melhores do Mundo. O mundo depende de nós, agora. Sabiamos que esse dia chegaria um dia, sabiamos que você, eu, Bart, Cassie um dia assumiriamos o encargo de proteger o mundo. Bem, o dia chegou e na nossa primeira missão um dos nossos morre. Porque não fui como Batman. Então, Conner, precisamos ser melhores. Só preciso de uns dias em Gotham, clarear a cabeça.

Ele estava certo, precisavam evoluir muito. Um vilão de quinta como Chip tinha feito todo aquele estrago, qualquer um vilão maior poderia fazer muito mais. Não tem palavras, apenas balança a cabeça quando Robin diz que tem que passar uns dias em Gotham.

- Devia fazer o mesmo, Conner. O Kent devem estar preocupados com você...

- Pode deixar, vou para Smallville e em seguida volto para Metrópolis para uma patrulha. Mas ainda temos que resolver o caso do Vic, mantenha o comunicador ligado.

- Quando precisar de mim, sabe como me encontrar. Se cuida, velho...

- Você também, Tim.

Em seguida ele volta para a Caverna, ainda falta se despedir dos amigos para voltar a Metrópolis.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1698
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Convidad em Qui Out 22, 2009 1:53 am

Rose apenas acompanha a discussão dos colegas sobre o que fazer com Mutano sem dizer nada. O clima ali estava pesado, enquanto alguns dos colegas pareciam tentar encarar a verdade de formas diferentes. Não responde à proposta de Dagon, não que tivesse achado absurdo, mas era algo que não se sentia no direito de opinar. Não conhecia o herói morto o suficiente para saber se ele concordaria ou não com isso. Mas o fato é que provavelmente não adiantaria nada. Na cabeça de Rose, haviam pensamentos desconexos e perturbadores. Ela precisava sair dali. Sabia exatamente o que a faria sentir-se melhor.

Devastadora estava tirando as espadas embainhadas e manchadas de sangue das costas, quando ouviu as palavras do Superboy. Olhou para ele, retribuindo o sorriso de uma maneira peculiar. O sorriso dela sempre era ligeiramente pertubador.



- Talvez eu seja maluca e sem sentimentos, mas decididamente não sou como o meu pai. - foi a única coisa que ela falou, enquanto arranjava uma forma de limpar o sangue já seco das espadas.

Não tardou para que Robin saísse, assim como Superboy. Apesar de tudo, ela entendia. Ficar sozinho talvez fosse a melhor forma de lidar com os problemas e com as frustrações. Ela mesma queria fazer isso, mas faria apenas por algumas horas. Tornando a se armar, Devastadora pegou a mochila e falou com os colegas que ainda estavam na caverna.

- Eu não demoro, só preciso arejar a cabeça por algumas horas. Até porque temos um enterro pra fazer, não? - falou de forma desanimada. Rose estava abalada com todas as coisas que haviam acontecido. Sem esperar resposta, saiu e procurou algum lugar isolado.

Caso Robin e Superboy ainda estiverem conversando na saída, passará por eles sem dizer nada. Rose vai procurar um lugar isolado, onde pudesse tentar colocar a cabeça em ordem. Talvez o topo de algum prédio abandonado na cidade. Sentou-se sobre as próprias pernas, e antes de aspirar o conteúdo de um dos milhares de frascos que estava em sua bolsa, ergueu-o diante de si.

"O que não nos mata nos torna mais fortes. À você, exterminador, seu velho desgraçado"

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Scorpion em Qui Out 22, 2009 11:18 am

Dagon observava Rose Wilson. Nunca a havia conhecido antes e sequer trocaram uma palavra desde que entraram no mesmo time. No entanto, Dagon sentia uma forte compatibilidade entre os dois. Eram criaturas solitárias e, que muitas vezes eram vistos de rabo-de-olho e desconfiança por titãs mais escoteiros, como era o caso Robin. Não sabia qual era a história da moça caolha e do menino prodígio, mas e daí? A mulher estava querendo o seu lugar no mundo. A sua cadeira no Hall dos Heróis. Querendo fazer a coisa certa e só porisso merecia o benefício da dúvida. Sem que os outros vejam, Dagon transforma-se em morcego e segue Rose Wilson até o topo do prédio em que ela ficaria.



Dagon volta à sua forma normal, que mais parecia um Michael Jackson macabro e diz com sua voz rouca enquanto se senta ao lado da moça:
Olá. Também estou meio perdido em minhas idéias. Será que eu posso te fazer companhia, senhorita Rose?
Dagon tinha um olhar melancólico como sempre. Quando não estava tomando sangue ou em combate o ex-membro da Tropa Titã agia sempre de uma maneira que odiava sua existência. Sentia falta de tudo o que perdeu e de tudo o que perderia. Não poder morrer às vezes era uma maldição...
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2324
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Convidad em Qui Out 22, 2009 3:02 pm

Olhando para os lados, Virgil tentava disfarçar, mas sua tristeza era quase tamanha quanto sua alegria. Nesses poucos anos atuando como herói, nunca havia visto algum dos mocinhos morrer de verdade. Mutano era talvez um dos mais experientes e sofria distrações com o amigo prisioneiro. Devia ter mais coisa mexendo com a cabeça dele, mas quem poderia ajudar um homem que não conta seus problemas? Deve ser mal de super-herói ser meio solitário e cheio de segredos...

Ainda assim, foi divertido. Durante a missão, sentia-se parte do grupo, o que nunca imaginou que aconteceria. Talvez em alguns poucos dias, Virgil tenha feito mais amizades na comunidade super-heróica que em todos os últimos anos. Ser um Titã definitivamente tinha importância e parece que será mais proveitoso ao mundo do que ele pensou.

Quando Superboy e Capitão Marvel chegam, sua atenção está tão centrada na morte de Mutano e no sucesso da equipe que sequer ouve as falas de Marvel e a proposta de Dagon. Sua mente passa por Cyborg e Virgil se pergunta se talvez com uma união do grupo, pudessem construir um novo corpo para ele... a tecnologia do Besouro Azul somada à telecinése do Superboy, a inteligência de Tempest e Robin, a habilidade de Desafiadora e a magia do Capitão Marvel e Dagon podem ser mais até do que suficientes. E há o Gear. Ritchie iria pirar com a chance de construir um novo corpo cibernético para um super-herói famoso! Além disso... Ritchie! Caramba! Há quantos dias Virgil não passa por Dakota?! E seu pai, sua irmã? Um herói da primeira divisão morreu e poderia ser ele! Virgil ficou tão entretido com a missão que não pensou sequer em mandar uma mensagem para Dakota...
Contudo, o pensamento de Virgil volta para a Caverna quando ouve sobre as soluções propostas de caçar Amazo, que pareciam animadoras, era sinal de que o grupo prosseguiria e impediria novas ameaças. Quando Conner cumprimenta Choque e Azulão, o sorriso a Virgil é retribuído, com uma alegria inesperada.
Super-Choque: -Valeu, Super! Mandamos bem!

Uma olhada sorridente para todos e sem perder o fôlego, continua.
Super-Choque: -Certo... isso foi legal... mas Dakota precisa de mim também!
Aproveitando a deixa de Robin e Superboy, Virgil abria espaço logo na entrada para partir rumo à sua cidade natal. Sumido por uns dias era sinônimo de caos e quando se lida com caras como Ebon, Raio de Fogo, a Meta Raça e a Gang Maldita, uns dias podem ser tudo o que separa a paz dos problemas sérios.
Super-Choque: -Ei, Azulão! Sabe minha freqüência e pelo que vi, seu amigo aí pode imitar! E olha...
Virgil se aproxima e estende a mão em um cumprimento de manos, já flutuando raso.
Super-Choque: -Foi um prazer trabalhar com você! Espero podermos atuar juntos de novo em breve!
E, energizando com potência maior seu disco, Choque flutua.
Super-Choque: -Super, pera aí que vou quase na mesma direção! E Robin, segura!
Virgil arremessa um comunicador.
Super-Choque: -É uma versão parecida com aquela que dei pro morcego daquela vez! Se precisarem de mim com urgência, só ligar!
Passando por Tempest, ele diz.
Super-Choque: -Cara, valeu mesmo! Você tinha toda razão! O time tem tudo pra dar certo!
Choque acena para Rose, mesmo que ela não retribua, depois faz o mesmo para Dagon e Marvel Jr.
Super-Choque: -Vamos, Super? Dakota me chama e isso é um trabalho para o SUPER-CHOQUE! Sem ressentimentos...!


Última edição por Senhor Destino em Sex Out 23, 2009 3:02 pm, editado 1 vez(es)

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Convidad em Qui Out 22, 2009 7:33 pm

-Finalmente eu cheguei à Caverna. Queria ter respondido ao chamado antes, mas desde que todos os grandes heróis da Terra desapareceram eu tenho estado ainda mais agitado.

-Ainda não consegui compreender tudo o que aconteceu e espero obter respostas agora que estou me juntando novamente aos meus amigos. Espero que todos estejam lá...

-Apesar das circuntâncias vai ser bom reencontrar todos eles, agora mais do que nunca temos que permanecer bem unidos. Engraçado, quando diziam que nós seríamos o futuro da Terra nunca imaginei que seria assim, e olha que imagino muita coisa.


Kid Flash chega à caverna mas nem faz idéia de quanta coisa já aconteceu. Encontrar Mutano morto? Um clima de insegurança e dúvida permeia o ambiente. Mas o que ele esperava? Bart esperava encontrar todos seus amigos cheios de esperança e talvez até com alguma boa notícia sobre a Lja. A princípio, ele terá que se contentar em enterrar um amigo.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Convidad em Sex Out 23, 2009 12:26 am

Rose prendeu a respiração por um momento, mas depois ao ver que quem se aproximava era um dos colegas do grupo, tornou a relaxar. Nunca era demais estar atenta. Sorriu para Dagon, afastando-se um pouco para que ele sentasse ao seu lado.

- Claro, garoto pálido, senta aí.
- depois um leve silêncio se seguiu, Rose pegou um cigarro na mochila, acendeu, e deu uma longa tragada. Depois voltou-se para o vampiro. - Não é uma merda como a gente passa o tempo inteiro tentando provar que não somos o que aparentamos ser? Lá embaixo, não foi uma idéia muito boa, mas eu notei que tu não falou por mal.

Deu um leve suspiro, enquanto seu olho fixava ponto nenhum na paisagem que estava diante deles.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Scorpion em Sex Out 23, 2009 1:16 am

Dagon aceita o convite da garota caolha.
É... eu até entendo o que os outros pensaram. Não é muito diferente do que pensaram no começo. Me sinto meio deslocado neste lugar. Desde que meus camaradas da Tropa morreram só sobramos eu e Terra; mas ela não quer nada com super-heroísmos. Entrei nessa pra achar o meu lugar no mundo... e talvez poder fazer algo por ele. Não conheci o seu pai, mas mesmo que tivesse conhecido não a julgaria por ele. Entendo melhor que ninguém que não temos culpa pelo sangue que corre em nossas veias, apenas por aquele que escorre por nossas mãos.
Dagon olha profundamente para Rose. No fundo ele conseguia entendê-la. Apesar de muitos dos outros terem sido camaradas com ele, Dagon sabia que alguns deles teriam tido aquela postura apenas para ter mais um braço forte no meio desta resistência de super heróis.
Não se ofenda, Rose, mas posso perceber que você realmente tenta esconder seus sentimentos pra mostrar força e caráter. Depois de um certo tempo você vai ver que esconder a nossa própria natureza pode acabar nos fazendo mais mal do que bem. Sei disso porque luto contra a minha todo maldito dia. Meus instintos me dizem pra beber sangue humano, mas meu coração não. De qualquer forma, cada dia que passa fica mais difícil de me controlar. Você participa de algo parecido. Parece às vezes querer provar algo pro Tim, mas cedo ou tarde ele vai ter que abrir os olhos e ver o esforço que eu e que VOCÊ estamos fazendo pra fazer parte desta equipe. No fim, ELE é quem deveria provar algo pra gente. Pela nossa natureza nós poderíamos estar do lado dos malvados... o que seria bem mais cômodo. Mas estamos aqui, e porquê? Você é a filha de um dos maiores inimigos dele e eu... eu sou um morto-vivo de outro lugar. Não somos filhos de granes heróis ou ex-ajudantes de lendas vivas. Nós estamos aqui contra a nossa natureza... e isso nos torna mais raçudos do que eles.
Dagon se levanta e extende a mão para Rose.
Tá ficando frio aqui. isso não me incomoda, mas você ainda é humano. Aceita uma bebida? Eu não bebo, mas sempre achei que uma conversa casa melhor com uma boa bebida do que fezes de pombo no telhado.
Dagon dá um sorriso, msotrando despropositalmente seus caninos avantajados para Rose.
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2324
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Leo Rocha em Sex Out 23, 2009 9:01 am

O clima na Caverna Titã não era dos melhores. A morte de Mutano abalara a equipe de forma expressiva e a condição de Cyborg apenas agravava a sensação de impotência e mortalidade sentida pelos heróis. Alguns dos heróis retornaram para casa como Super-Choque, SuperBoy e Robin. Os demais, apesar de continurem na base, se dedicaram a diferentes ações:

1) Dagon e Devastadora aproveitaram as horas de recesso no combate para se aproximarem um pouco. O vampiro sentia simpatia pela filha do Exterminador por considerá-la uma pária, assim como ele. Desta forma, procurou mostrar a ela que ambos não estavam sozinhos apesar de suas condições solitárias. Ambos bateram um longo papo sobre suas naturezas e esforços para continuarem como heróis (ou pelo menos Dagon bateu um longo papo, com Rose falando pouco, mas mais do que falou até o momento).

2) Tempest foi o mais abalado com o resultado da primeira ação do grupo, porém a permanência do Besouro Azul e Marvel Jr. a seu lado foi importante no processo de reação. Juntos, ambos receberam Kid Flash que chegou à Caverna em atendimento à convocação feita antes da missão. Eles contam à Bart o ocorrido até o momento e os 4 começam a fazer o levantamento de vilões que ainda poderiam estar no planeta e ajudando o Cérebro em seu intento.

A paz na Caverna Titã é quebrada por um sinal de alerta. O comunicador transmite que o prédio do FBI em Star City foi invadido por um grupo de Meta-humanos. Besouro se adianta e aciona a frequência de convocação dos Titãs. Era hora de retomar o combate.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4094
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Leo Rocha em Sex Dez 04, 2009 9:26 am

Robin se encontrava sentado de frente para o monitor principal da caverna. Na tela a imagem de Amanda Waller dialogava com ele:

Arrow Pelo visto o passarinho resolveu adotar mesmo todas as técnicas do seu mentor... O que você me pede é informação confidencial do governo dos EUA. Não acho que deva fornecê-las a um grupo de crianças só porque uma delas perdeu mais um "pai".

A menção a perdas e a família mexe com Tim, mas ele não deixa transparecer. Com voz firme diz:

Arrow Se você acha que esse papo furado me convence ou assusta, está na hora rever suas táticas. Ivo irá se aliar a Cérebro e a única coisa que pode detê-los é esse grupo, então pare de representar e me diga exatamente as coordenadas do rastreador que vocês implantaram nele!

Arrow Tudo bem.. Mas queremos Ivo inteiro, entendeu?

****************************
Enquanto Robin obtém a localização, os demais titãs seguem se preparando para o combate.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4094
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Drako em Ter Dez 08, 2009 10:27 pm

Ao Chegar na caverna, alguém deu um tapinha na cabeça do Superboy, para acordá-lo mas ele não consegui ver que era.

-UUUAAAAAaaahhh!! – Ele bocejou.

Olhou para o lado, olhou para o outro...ninguém, ficou sozinho no T-Wing. Saiu da nave e entrou na caverna e foi à procura do Tim. Robin estava conversando com alguém...alguém que ocupava toda a tela do monitor. Sua visão estava embaçada por ter dormido bastante e não conseguiu reconhecer quem era.

-Quem é a gordona??

Ele coça os olhos com as mãos fechadas e aos poucos a visão melhora.

-Ah, então é você! Se minhas informações estão certas, ela era do Cadmus não é? Tim, tem certeza que quer recorrer a essa mulher?

Após a resposta de Tim, ele pega uma cadeira, vira ela na posição oposta a de costume, se senta e diz ao companheiro:

- Ei, cara. Me diz ai, o que está rolando entre você e a Rose?? Ou você pensa que eu não vi vocês dois lá no prédio?

Novamente, após a resposta do Robin, ele pede um tempinho ao amigo, e vai em direção ao besouro azul.

-Ei, Azulão! Vi que você reagiu errado com o meu comentário. Deixe-me dizer uma coisa cara, você não é um herói menor do que estes que estão aqui. Levante essa cabeça e continue a nos ajudar a encontrar uma solução para o Cyborg.

Depois de uma conversa animadora com Besouro, Conner se dirige ao seu armário e pega seu celular. Mas uma vez ele quer escutar a voz da Cassie.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1698
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Phelipe Peregrino em Ter Dez 08, 2009 11:19 pm

O T-Wing pousou próximo à entrada da Caverna. Jaime passou todo o caminho em silencio olhando pela janela. Pensava no que o Superboy havia lhe dito. Super-choque comentava sobre um amigo que poderia resolver os problemas da equipe, mas ele não dava muita atenção. Se questionava se as pessoas daquele grupo o respeitavam como um deles ou se não passava de um mascote.

Quando chegaram todos foram descendo em passos rápido, e o Superboy dormia despreocupadamente.

Jaime passou e lhe deu um tapa na cabeça para acorda-lo. Sentia inevitável admiração pelo companheiro. O Superman foi o primeiro herói do primeiro time (Depois do Guy que, convenhamos, não é tão primeiro time assim) que o reconheceu. E Jaime projetava essa admiração pelo seu sucessor.

Se arrependeu do gesto. Foi como dar um tapa em um muro de concreto.

Desceu e foi direto para a cozinha. Conversava animadamente com Super-Choque, enquanto preparava sua receita secreta de Nachos. Já não usava o traje de Besouro Azul e parecia deixar que os problemas do Besouro Azul ficassem com o Besouro Azul. Agora, ele era só um garoto normal... Um garoto normal que passa as tardes na Caverna Titã... Mas isso é o de menos.

Foi quando o Superboy entrou na cozinha.

O assunto silenciou por um momento.

Superboy: Ei, Azulão! Vi que você reagiu errado com o meu comentário. Deixe-me dizer uma coisa cara, você não é um herói menor do que estes que estão aqui. Levante essa cabeça e continue a nos ajudar a encontrar uma solução para o Cyborg.

Jaime sorriu. Meio tímido, é verdade, mas sorriu.

Jaime: Sabe, cara... Eu não sei se você sabe, mas quando eu comecei a atuar como herói lá em El Paso, eu encontrei com o Superman... – sorriu. Um sorriso infantil, como quando contamos uma historia de nossa infância – ‘Dios Mio’! Eu senti como se nada mais importasse... Desde que eu tivesse a aprovação dele. Foi ali que eu entendi, o porque das pessoas falarem que ele é o maior: Não é só por ser o mais forte... Só de estar do lado dele eu senti como se pudesse levantar montanhas. Ele era o maior pq fazia crescer dentro de cada um de nós o que temos de melhor...

Olhou para o Superboy.

Jaime: Eu só to te contando isso, por que você tem capacidade de fazer o mesmo. Você tem capacidade de ser o melhor... Então... SEJA o melhor.

Superboy: Foi mal, cara...


Jaime sorriu e ofereceu um prato para Superboy.

Jaime: Nachos?

Os três conversaram por mais algum tempo. Até que o Superboy saiu, disse que tinha que ligar para alguém.

Jaime: Então... – voltou-se para o Super-Choque – Acha mesmo que esse seu amigo pode nos ajudar a montar um corpo pro Cyborg?

_________________
avatar
Phelipe Peregrino

Número de Mensagens : 1389
Idade : 28
Data de inscrição : 27/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.facebook.com/phelipe.peregrino

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Nasinbene em Qua Dez 09, 2009 1:16 pm

Amanda Waller. A famigerada agente do governo falava de uma forma que desagradava Tim Drake. Não estava num bom dia, o fato de ter sido atocaiado por um agente do FBI que Tim deveria ter previsto como agente duplo, a dor no ferimento da cabeça. E ainda havia Rose... O modo como ela agira no escritório do FBI, se preocupando demais com ele. Ela era linda, e seu toque tão meigo... mas Robin afastava esses pensamentos, não podia pensar em semelhante coisa naquele momento. O corpo de Amazo havia sido levado e isso por si só já era terrível. Então, o modo de falar de Amanda Waller incomodava por demais Tim Drake:

- Pelo visto o passarinho resolveu adotar mesmo todas as técnicas do seu mentor... O que você me pede é informação confidencial do governo dos EUA. Não acho que deva fornecê-las a um grupo de crianças só porque uma delas perdeu mais um "pai".

O maneira desdenhosa como ela se refere à família e ao mentor de Tim o deixam muito perturbado. No entanto, fora treinado pelo Batman. Dissimular emoções era algo muito simples para Robin. Sem deixar transparecer o que se passava em sua latejante cabeça, Robin responde com firmeza para Amanda Waller:

- Se você acha que esse papo furado me convence ou assusta, está na hora rever suas táticas. Ivo irá se aliar a Cérebro e a única coisa que pode detê-los é esse grupo, então pare de representar e me diga exatamente as coordenadas do rastreador que vocês implantaram nele!

Robin sabia que Waller queria por as mãos sobre Ivo desesperadamente. Resolvera jogar com isso, o que se mostra uma tática acertada:

- Tudo bem.. Mas queremos Ivo inteiro, entendeu?

Enquanto recebe as coordenadas e as carrega diretamente daquele terminal para o sistema de nevegação do T-Wing, Robin ainda responde à agente governamental:

- Não se preocupe quanto a isso, Waller.

No momento em que Robin terminava de conversar com Amanda Waller, Superboy entra na sala, coçando os olhos, com um ar sonolento. Indiscretamente, Superboy faz uma alusão ao “condicionamento físico” da agente governamental:

- Quem é a gordona?? Ah, então é você! Se minhas informações estão certas, ela era do Cadmus não é? Tim, tem certeza que quer recorrer a essa mulher?

A agente engole em seco, com uma expressão de ódio no olhar e faz uma menção de responder à “delicadeza” de Superboy, quando Tim, com um sorriso e abanando a cabeça para Conner como quem diz “você não tem jeito!”, desliga o monitor, ficando sozinho com o amigo na sala do monitor.
Conner então pega uma cadeira e senta-se perto do amigo. E então, à queima-roupa, pergunta:

Ei, cara. Me diz ai, o que está rolando entre você e a Rose?? Ou você pensa que eu não vi vocês dois lá no prédio?

Tim vira-se para o amigo e tira a máscara (caso os dois estejam mesmo sozinhos). Estavam só eles ali e Robin sintia-se mais confortavel conversando assim com Conner:

- Conner, respondendo à sua primeira pergunta, você não está errado. Realmente, a agente Waller fez parte do Cadmus, bem como do Xeque-Mate e das várias investidas do governo no campo superhumano, como o Esquadrão Suícida, por exemplo. De fato, não é digna de confiança. Mas nesse caso, o interesse dela por Ivo é tão grande ou até maior que o nosso. Ela acredita estar nos usando pra obter o que quer. Meu plano é deixar que ela pense assim até que possamos por nossas mãos em Ivo e Cérebro. Então, decidiremos o que fazer. Quanto à Rose, cara... ela é linda, e não preciso te dizer isso porque, se te conheço um pouco, sua Visão de Raios-X já andou por ali. Ei, Conner não precisa ficar vermelho! Somos amigos, Cassie não vai saber. Mas voltando. Por mais que ela seja linda, não posso pensar nisso agora. Temos uma responsabilidade para com Cyborg, para com o mundo e para com a Liga. Apesar de todas as evidências apontarem o contrário, eu ainda acredito que Bruce, Clark, Wally e os outros estão vivos. Só a presença de Freddy entre nós confirma isso. Se ele ainda mantém seus poderes é porque o Capitão Marvel continua vivo. Mas pensaremos nisso no momento oportuno. Agora, é nos preparamos pra missão. Vou pegar um anelgésico e espero você e os demais no T-Wing.

Robin então recoloca sua máscara e ruma para a enfermaria. Tentaria evitar encontrar Rose. Logicamente, se sentia atraido por ela (quem não se sentiria), mas tinha outras coisas pendentes. Chegando à enfermaria, Robin toma dois analgésicos e parte rumo ao T-Wing. Precisava colocar o jato em ordem para a partida do grupo...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1239
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Convidad em Qua Dez 09, 2009 11:03 pm

Assim que chegaram na Caverna, Rose tratou de cuidar dos próprios ferimentos. Aquele palhaço do Aranha Negra havia a acertado na lateral do corpo. Mas, mais urgente do que isso, era a vontade de relaxar a mente por alguns instantes. Haviam muitas coisas no qual precisava pensar... ou melhor, talvez não quisesse pensar nisso agora. Haviam corrido tanto, e conseguido tão pouco...

Então, Rose foi até o vestiário que havia ali, deixando as roupas pelo caminho, e posicionou-se embaixo do chuveiro, enquanto sentia de olhos fechados a água cair sobre si. Rose pensava em Robin, e no porque dela ter ficado tão preocupada com ele. Não deveria ter demonstrado assim. Ela não gostava de parecer frágil. Devastadora tivera que ser forte, desde sempre. Demonstrar o que sentia podia ser algo perigoso. Mas ela não queria pensar nisso agora. Deixou seus pensamentos fluírem livremente, até que...

Spoiler:

As recordações. As malditas recordações que a atormentavam nos momentos mais impróprios. Sentiu uma leve tontura, uma vontade de gritar, de ir buscar seu pai no inferno, e espancá-lo que se sentisse melhor. Mas aquelas lembranças não a largariam tão facilmente. Rose apoiou-se na parede. O ferimento na lateral de seu corpo doía.

Spoiler:

Devastadora precisava respirar. Era como se uma sensação sufocante tivesse tomado conta de seu corpo. Não importava o que o grupo tinha que fazer, ela precisaria de um tempo. Pegou na mochila a primeira roupa que encontrou, colocou as espadas presas as costas... e saiu. Não tinha um rumo certo ou idéia do motivo pelo qual fazia isso. Só queria... ficar só.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Scorpion em Qui Dez 10, 2009 2:43 pm

Um guincho de morcego preenche o ambiente. Os mais desavisados poderiam ter uma leve sensação de estarem na Batcaverna, mas não era isso. Era David Dagon, o Nosferatu quem estava chegando do alto da caverna. Dagon chega ao solo e se transforma novamente naquela versão macabra do Michael Jackson. Ele caminha até o refeitório dos Titãs e coloca as bolsas de sangue no freezer para conservá-las. havia se alimentado bem e isso lhe daria energia para missão que viria a seguir. Dagon coloca um bilhete na geladeira pregado com um imã da Pizza Hut escrito:

"Isso não é suco de groselha.
Almoço do Dagon.
Não toque!"


Pronto! Isso deve manter os desatentos longe do meu rango da semana que vem.
Dagon então vai até a parte central do esconderijo dos Titãs. Gostava daquela parte por conta do teto alto que o permitia ficar pregado de cabeça para baixo enquanto dormia ou refletia. Os outros membros da Liga parecia estarem ao menos um pouco recuperados. Isso era bom. Dagon estava satisfeito com sua alimentação e isso garantiria que pessoas como a Lady Cyborg não conseguissem mais utilizá-lo por conta de sua fraqueza. No entanto, Dagon se questionava... Como ela sabia que ele estava faminto áquele ponto? Aquela informação era confidencial até mesmo para os Titãs, pois Dagon nunca revelara se estava passando bem ou mal do estômago. Teria de ficar de olhos abertos...
Havia pensado também no que Jaime havia dito. O garoto latino fora o único juntamente com Rose que compreendiam o real motivo de Dagon estar por ali. Super Choque era muito distante. Talvez Virgil tivesse medo de Nosferatu, enquanto que Superboy e Robin formavam uma panelinha desprezível. Eram estrelistas demais, só porque tinham atuado com os grandes. Para Dagon não fazia diferença... os dois não passavam de sombras dos heróis que nunca seriam. Seria hilário se não fosse trágico, mas Dagon não simpatizara com nenhum dos dois. Já Freddy era um caso a se pensar. O garoto parecia ter realmente a sabedoria de Salomão. Uma pena que tinham tão pouco contato, mas ele ao menos havia mostrado um pouco de compaixão pela alma atormentada de David Dagon.
Nosferatu então percebe que os Titãs estão começando a se deslocar para o T-Wing, e ele assim o faz também. Senta-se em sua poltrona, ata os cintos e diz de forma irônica:
Pessoal. Tem uma coisa no freezer que é minha, ouviram? Se sentirem fome de noite prefiram um sanduíche.
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2324
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Administrador em Sex Dez 11, 2009 2:32 am

Freddy Freeman nunca teve dificuldade com garotas antes. Na época do colégio, Freddy foi o garoto mais popular. As garotas disputavam sua companhia. Era difícil encontrar uma garota no colégio que não era apaixonada por Freddy, que era atleta e bom em quase tudo. Uma de suas maiores admiradoras naquele período foi Mary Batson. Diante de sua experiência com garotas, por que ele se sentia tão embaraçado diante da Ricardita? Talvez porque nunca conheceu uma garota como ela antes. Mas havia outra explicação para seu embaraço. Ele estava cada vez mais parecido com Billy, o que era difícil de admitir.

Diferente de Billy e Mary, Freddy não foi escolhido por Shazam. Diferente dos Irmãos Batson, Freddy não estava predestinado a se tornar um portador da magia divina. Tudo começou quando Freddy e seu avô pescavam em um pacato lago de Fawcett. Então surgiu o Capitão Nazista, que lutava com o Capitão Marvel. No confronto do vilão com o Capitão Marvel, o Capitão Nazista acabou por ferir indiretamente Freddy e seu avô. Os dois foram hospitalizados em estado grave. Por pena e por paixão, Mary pediu para Billy compartilhar parte de seu poder com Freddy. Só que Billy não sabia como fazer isto, mas Mary encontrou o encantamento certo, o que surpreendeu Shazam, pois Mary demonstrou mais potencial e sagacidade do que o próprio Capitão Marvel. No entanto, Shazam não aprovou Freddy como membro da Família Marvel. Afinal, Freddy não foi escolhido pelo mago. No entanto, Mary convenceu o mago de que Freddy poderia se tornar um grande herói. Infelizmente ela não estava certa.

Com o poder doado por Billy, Freddy sobreviveu aos ferimentos causados pelo Capitão Nazista, mas descobriu que não foi possível sanar todos os ferimentos e que ele seria manco para o resto da vida. Para um atleta tão popular e vaidoso, aquela notícia não foi nada agradável. Mas o que mais enfureceu Freddy, foi saber que seu avô não sobreviveu ao ataque do Capitão Nazista. Agora Freddy estava sozinho e sem nenhum parente vivo. Tomado pela fúria, ele partiu em busca de vingança, usando os poderes doados pelo Capitão Marvel.
No final, tudo se resolveu bem, mas o Mago Shazam alertou Freddy de que os poderes dos deuses não podem ser usados para fins pessoais. Mas Freddy demorou para entender esta responsabilidade. Ele usou seus poderes para compensar sua forma normal defeituosa, já que ao ficar manco, sua vida de atleta acabou e ele não era mais popular com as garotas. Mas como Capitão Marvel Júnior ainda era possível conquistar várias garotas. O que partiu o coração da garota que tanto amou e acreditou em Freddy, Mary Batson, a Mary Marvel. Desde que Freddy recebeu os poderes do Capitão Marvel, eles se tornaram namorados, mas ele nunca levou o relacionamento a sério e não foi fiel também. Freddy só usou seus poderes para fins egoístas e ainda machucou a pessoa que mais gostava dele em todo o mundo.
Isto gerou vários atritos com Billy, que não gostou de como sua irmã foi tratada e nem da maneira que Freddy usou os poderes doados por ele. Freddy não nasceu para se tornar um herói, ao contrário de Billy e Mary. Ele não era um herói nato e nem estava predestinado para esta função, então precisou aprender como se tornar um herói. Ele deixou Fawcett e seguiu seu próprio caminho. Se afastou de Billy e de Mary. Neste intervalo de tempo, ele foi membro de equipes como os Titãs e os Renegados. Ao lado destes heróis, Freddy se tornou uma pessoa com um caráter apurado, ainda que um tanto mais agressivo que os outros membros da Família Marvel. Mas embora ele tenha se tornado um herói de verdade, ele nunca se reconciliou realmente com Billy e Mary.

No entanto, agora que os melhores heróis do mundo se ausentaram, Freddy tinha que assumir os deveres de Billy. Ele sentia que era sua obrigação. Só que eles eram muito diferentes. Freddy não sabia se poderia ser tão correto e decente quanto Billy era, mas estava se esforçando ao máximo para ser realmente digno do poder de Shazam. Só que desde que ele voltou para Fawcett com o intuito de substituir Billy, ainda não tinha encontrado Mary uma vez sequer. Ele temia um encontro com ela. Provavelmente ela ainda estava magoada com Freddy, e ele não teria como discordar das razões dela.

Por tudo isto, era fácil entender porque Ricardita chamou tanto sua atenção. Ela não tinha os poderes de Freddy, mas ainda assim era confiante e ciente de seus deveres. No entanto, Freddy sabia muito pouco sobre ela. Na viagem até a Caverna Titã, Freddy procurou se aproximar dela e pediu pra ela falar mais sobre si mesma. Ela demonstrou receios e não contou muita coisa. Apenas disse que seu nome era Mia. Enquanto voava e carregava Ricardita até a Caverna Titã, Freddy pensou no que ela tanto escondia e porque tinha medo de compartilhar este segredo com ele. Provavelmente não era algo fácil de contar. Mas Freddy decidiu que não se afastaria de Mia. Não importava o que ela escondia dele. Ele partiu o coração de Mary e não faria o mesmo com Mia. Não repetiria seu erro. Não abandonaria uma garota tão especial quanto Mia por mera tolice. Quando Mia estivesse pronta para contar seu segredo, Freddy estaria pronto para aceitá-la como ela realmente era, sem julgamentos.

Apesar dos segredos, o vôo foi agradável. Mesmo com a velocidade de Freddy, levaria algum tempo para chegar até a Caverna Titã. Então eles aproveitaram para conversar e aquela viagem deixou eles mais próximos um do outro. Eles cruzaram o país e finalmente chegaram na base improvisada dos Titãs. Quando entraram, eles notaram que os ânimos dos colegas não estavam nada bem.
Eles com certeza estavam decepcionados e preocupados porque Cérebro se apoderou do corpo de Amazo e ainda tinha o criador do andróide, o Professor Ivo, como seu aliado. Pra cortar aquele clima, Freddy anunciou sua chegada e apresentou Mia para o resto do grupo. Logo depois ele tratou de discutir o assunto mais importante naquele momento, a captura de Cérebro de Ivo.

- Pessoal, depois de cuidar dos estragos em Star City, finalmente estou de volta! Creio que todos já conhecem a Ricardita! Ela veio para nos ajudar! E então? Será que tem como rastrear o corpo do Amazo? E será que alguém conhece a última programação do Amazo? Se não estou enganado, ele foi programado para destruir a LJA, certo? Não podemos usar isto ao nosso favor?

Freddy olhou para seus colegas de equipe. Eles estavam dispersos e um tanto desmotivados. Freddy ponderou que ele e Mia chegaram na hora certa. O grupo tinha que entrar em ação de novo.

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 3981
Idade : 33
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Leo Rocha em Sab Dez 12, 2009 1:17 pm

Após os momentos de repouso e conversas entre os membros dos Titãs, a equipe novamente estava pronta para retornar à ação.
Robin terminara de preparar o T-Wing e aguardava dentro da nave os colegas que chegaram um a um.
Conner foi o primeiro a chegar à nave. Ele voltava animado após as conversas com o Besouro e com sua amada Cassie. Poder ouvir de um amigo que ele considera importante o que você faz e poder ouvir um "eu te amo" da garota de quem você gosta revigoram qualquer espírito, seja ele de aço ou não. Ele entra na nave sorrindo e diz para Tim:

Arrow E então? Vamos acabar com essa história e arrumar um corpo novo pro Cyborg?

Tim olha para o amigo e diz:

Arrow Eu espero que sim.

O próximo a chegar é Capitão Marvel Jr., que vem acompanhado de Ricardita. Robin e Superboy não conseguem deixar de notar que desde que os dois chegaram à caverna parecem mais próximos a cada momento. Conner ensaia fazer uma piada, mas Tim com um olhar passa ao amigo a mensagem de que não é o melhor momento. Freddy se senta ao lado de Mia que pergunta:

Arrow Já temos as coordenadas?

Robin responde:

Arrow Sim. Ivo está na Colômbia investigando um possível laboratório de produção de armas que estaria alimentando os grupos para-militares locais. A entrada vai ser difícil e a saída mais ainda, então fiquem atentos.

O Besouro Azul é o próximo herói a chegar à nave, após a conversa com Superboy ele se sentia mais próximo do ideal de herói que ansiava ser. Ele sabia que não seria fácil o caminho, mas também tinha a certeza que podia contar com o apoio do detentor do "S" e de sua equipe. Ele senta na parte de trás da nave, enquanto tenta verificar com o escaravelho qual seria a melhor estratégia para a ação.

Dagon entra na nave soturnamente e senta ao lado do Besouro. Ele retribui o cumprimento do amigo e diz em voz alta para todos ouvirem:

Arrow Pessoal. Tem uma coisa no freezer que é minha, ouviram? Se sentirem fome de noite prefiram um sanduíche.

Superboy olha para o Besouro que simplesmente dá de ombros e sorri dizendo:

Arrow Melhor nem perguntar...

O último a chegar à nave é Super-Choque, que entra com uma cara animada falando:

Arrow Já fiz o contato e uma equipe dos laboratórios Star irá buscar o Gear em Dakota. Enquanto estivermos atrás do Ivo, ele irá analisar a situação do Cyborg. Nós vamos conseguir botar o grandão pra andar de novo!

Robin, então nota a ausência de alguém. Ele se vira e pergunta:

Arrow Alguém viu a Devastadora?

Todos se olham sem resposta. Dagon então diz:

Arrow Eu a vi saindo da caverna há uns minutos atrás, mas não sei pra onde.

Robin respira fundo e diz:

Arrow Não vamos poder esperá-la. Vou deixar uma mensagem gravada no computador e ela irá nos encontrar quando ouvi-la. Espero que esteja tudo bem com ela...

A equipe então se acomoda e o T-Wing parte rumo a floresta colombiana.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4094
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Leo Rocha em Seg Fev 08, 2010 5:43 pm

Rose estava confusa e cansada. Seu irmão, que havia enlouquecido e morrido, agora reaparecia pulando de corpo em corpo e pedindo sua ajuda. Robin e os demais sumiram sem lhe dar notícias. Ela se sentia incrivelmente perdida e chateada, mas ao ouvir um barulho que denunciava que a Caverna Titã fora invadida, ela esquece tudo. Colocando a máscara, ela entra cautelosamente na caverna e saca suas espadas. De repente um rápido ataque vem de um dos lados. Um oponente usando lâminas em uma espécie de armadura. Rose luta com bastante atenção e tenta aproveitar as brechas deixadas por um atacante que a combate com a precisão de uma máquina. Então num determinado momento da luta os dois gritam ao mesmo tempo:

Arrow Como você conseguiu entrar na Caverna Titã?

Os dois param por um minuto, constrangidos com a situação. Ele é o primeiro a falar:

Arrow Eu sou Azrael. Vim atendendo ao chamado de Tempest. E vc?

Arrow Eu sou a fada do dente... Mas pode me chamar de Devastadora. Parece que ficamos os dois pra trás.. Mas perai, a convocação já tem um tempo... Porque você só chegou agora?

Arrow Problemas em Bludhaven... Estava ajudando um conhecido lá.

Os dois começam a conversar enquanto decidem seus próximos passos.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4094
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Caverna Titã

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum