Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Ir em baixo

Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Leo Rocha em Seg Mar 12, 2018 6:07 pm

Matt Ryan, Louis Kanouté e George Smith não imaginariam que trabalhariam juntos novamente em tão pouco tempo, mas lá estavam os três mais uma vez envolvidos em uma das ações de consultoria de Jean...
A tarefa parecia perfeitamente corriqueira para Smith: ele tinha apenas que bancar o figurão em uma festa de um dos gigantes da indústria farmacêutica e implantar um vírus potente no terminal central, para que esse se espalhe pelo sistema e destrua todos os arquivos relacionados a uma pesquisa de desenvolvimento de uma nova droga que promete acabar com a dependência química, mas na verdade gera uma maior dependência, esta legalizada após rolar um dinheiro alto.
A droga ainda está em período de desenvolvimento, mas as negociatas para o avanço rápido da pesquisa são assombrosas.
A festa ocorre na mansão de Joseph Boyer, dono da empresa em questão. Um multimilionário excêntrico, que adora esportes radicais, rapazes fortes e dinheiro, é claro...
Acredita-se que o terminal esteja no terceiro andar da mansão, no entanto, o acesso só é liberado até o segundo andar.
Seguranças da mansão e dos convidados transitam pelo local, tornando o trabalho um pouco mais arriscado.
Em um canto do salão, Jebediah Holmes (George Smith) conversa com uma afetuosa rainha européia, sendo acompanhado por seus dois seguranças (Ryan e Kanouté) a uma distância segura. A rainha dá um sorriso enquanto toca a mão de Holmes, dizendo:

Arrow Nome curioso o do senhor... De onde eu venho, esse nome simboliza sagacidade... Por falar nisso, o senhor se dedica a que ocupação mesmo?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4296
Idade : 39
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Nasinbene em Sex Ago 03, 2018 4:16 pm

Muito antes do que poderia imaginar, o velho ladrão estava mais uma vez envolvido em uma das missões de consultoria para Jean. Aparentemente, uma nova droga droga seria lançada no mercado, uma que prometia curar um dos grandes males da humanidade desde que o mundo é mundo: a dependência química. O que o grande público não sabia é que a cura causaria uma dependência ainda maior.
Assim, a missão consistia basicamente em se infiltrar no complexo do farmacêutico Joseph Boyer e plantar um vírus que destruiria os dados. Matt e Louis acompanhariam Smith, que desta vez estaria emulando um grande figurão...
As informações preliminares de Jean apontavam que o terminal de acesso aos dados estaria no terceiro andar do complexo, o que parecia justificar a grande presença de seguranças impedindo a passagem para aquele ponto.
Usando o nome de Jebediah Holmes, Smith agora travava um caloroso diálogo com uma rainha européia... O velho falsário vê ali uma oportunidade para penetrar no complexo. Sorrindo e pegando nas mãos do velho, a rainha lhe pergunta quais os seus negócios:

Arrow Nome curioso o do senhor... De onde eu venho, esse nome simboliza sagacidade... Por falar nisso, o senhor se dedica a que ocupação mesmo?

Tomando as mãos da tal rainha entre as suas e olhando fixamente em seus olhos, Smith resolve usar seu charme pra tentar envolver a rainha em seu plano. Com gesto de cabeça. Smith faz um sinal para que Louis se aproxime, numa clara demonstração de poder. Assim, o velho diz a rainha:

- Começo a supor que, na verdade, simbolize sorte, dada a atenção que vossa majestade dispensa a mim... Sinto que me honra mais do que mereço, minha bela senhora... - Smith se volta para Louis, que já se encontrava próximo e diz - - Traga uma bebida pra vossa majestade, rapaz.

Voltando-se novamente para a rainha, Smith continua seu plano:

- Ah vossa alteza... sou um homem do mundo, como pode bem supor. Tenho alguns negócios aqui, outros ali... nada de grandioso, na verdade, se comparado com a magnificência de gerir um reino tão suntuoso quanto o seu. Ouvi falar maravilhas de seu país... e coisas ainda melhores sobre a soberana que o governa...

Nesse momento, delicada e respeitosamente, Smith leva as mãos da rainha à boca e as beija suavemente, sem desviar o olhar dos olhos da rainha. Quando Loius se aproxima-se com a bebida, Smith se adianta e diz:

- Ah! Excelente, rapaz, excelente! Aqui, deixe que eu assuma daqui... Dando momentaneamente as costas a rainha, de modo que ela não pode ver suas mãos, Smith rapidamente saca do bolso um pequeno vidro e põe uma pequena dose do conhecido "boa noite, cinderella" na bebida da rainha, sem que esta note. Quando se vira, a bebida já está "batizada" e Smith a entrega à soberana com um sorriso sedutor nos lábios:

- Aqui, majestade, sua bebida... Se me permite a ousadia, não posso deixar de pensar em tê-las em meus braços, Milady... tal pensamento me assombra desde que pousei meus olhos sobre a senhora, assim que cheguei... Não posso imaginar outro uso para sua boca que não seja beijar a minha... perdoe mais uma vez minha petulância, imagine um mero mercador cortejar uma rainha... mas não terei paz nos meus dias se não a ter em meus braços...

Smith tinha dado inicio ao seu plano... Logo, a bebida faria efeito e a rainha se sentiria inclinada a acompanha-lo... aí a coisa começaria de verdade...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1350
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  El Cabron em Seg Ago 06, 2018 3:02 pm

~ Um disfarce nada mais é do que um jogo de camadas.
A primeira camada é a que eu gostava de chamar de “superficial” na Academia. Basicamente trata-se de como você será visto pelos que te veem. Você tem um estilo de se vestir de forma mais elegante ou está mais para relaxado? Gosta de combinar suas roupas ou prefere o estilo despojado de noções de moda e deixa isso visivelmente à mostra?
Outra camada de suma importância está ligada ao seu perfil social. Como você lida com as pessoas e qual a percepção que elas têm de você? É do tipo de fala firme, confiante e que sabe sobre o que está falando ou terá o porte mais tímido e retraído? Será alguém mais sério, que dificilmente ri ou está mais para um empolgado, que gosta de gesticular e parece estar sempre empolgado sobre algum assunto que domina?
Por fim, a parte mais importante; sua história.
Acredite ou não, é a partir dela que todas as demais camadas vão acabar surgindo. É exatamente nessa camada que temos a criação de um arquétipo de disfarce e, então, passamos a moldá-lo ao nosso bel prazer. ~


- ...

~ O ar e semblante sério, naturais à minha pessoa, se encaixam perfeitamente ao perfil de “segurança”, entregue à minha pessoa. Trajando um belo terno cinza e óculos escuros que não me destoa na multidão, assim como o agente americano chamado Matt Ryan, vestido de forma não tão diferente quanto a minha, estou próximo a Smith em o que parece ser algum evento da alta sociedade. Os disfarces devem durar tranquilamente enquanto estivermos “in loco”. Não somos o destaque aqui (e nem pretendemos ser). Somos coadjuvantes nesse teatro, mas também somos as engrenagens que devem funcionar para que todo o espetáculo aconteça. ~


- Sim, senhor. - respondo à solicitação de Smith.

~ O velho é esperto. Nossa missão requer acessos que seriam difíceis por vias normais. Talvez a rainha seja o nosso “passe” para termos certa liberdade de ação aqui dentro.
Sem grandes delongas, solicito ao garçom um dos champanhes caríssimos. O estoque dessa bebida nesse lugar deve valer mais que o PIB de alguns países do continente africano. Entrego a bebida à Smith que, tão rápido quanto pudesse ser, trata de misturar à bebida o líquido de um pequeno frasco guardado em sua roupa.
É como dizem, raposa velha perde o pelo mas não perde o ofício. ~

_________________
avatar
El Cabron

Número de Mensagens : 206
Idade : 28
Data de inscrição : 05/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Scorpion em Sex Ago 10, 2018 8:52 pm

E cá estou eu trabalhando novamente com os coroas. Bom, pelo menos a relação mudou desde a última missão. Agora, eu estou bancando o guarda-costas do velho britânico. Bem... eu não sou o melhor ator do mundo, mas ele parece saber muito bem o que fazer. Ele pede a Louis um champagne e depois o batiza. Deus... esse cara vai drogar a rainha!

Tudo bem... não é exatamente o que eu concordo, mas ele é o consultor nesse tipo de caso. Se a pancadaria começar aí o consultor sou eu. Então, eu faço o meu trabalho de policial. Ajusto os óculos escuros e fico observando o que pode vir a ser uma ameaça. Noto onde os guardas carregam as armas, quem são os guardas e o modelo da arma. Observo os possíveis pontos de fuga e até dou uma olhada se as janelas estão destrancadas.

Não há muito o que fazer, no momento... apenas esperar eles agirem e torcer para que eu não seja necessário nesta missão...

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2546
Idade : 32
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Leo Rocha em Seg Ago 13, 2018 6:02 pm

A rainha dá um sorriso enquanto bebe o Champanhe. Seus olhos fixos no rosto de Smith.
Fazia um tempo que ela não se sentia tão a vontade com um homem. O charme do homem à sua frente se tornava cada vez mais irresistível. Parecia que ela era novamente uma garota... E tal qual uma garota ousada de 17 anos, ela se aproximou do ouvido direito de Smith e disse em um sussurro:

Arrow Você mexe comigo de uma forma que eu não sentia há muito tempo... Vamos fazer uma loucura?

Após a pergunta, ela dá uma leve mordiscada na orelha dele e lança um sorriso malicioso.

Matt e Louis permanecem na proximidade, avaliando a segurança do local. Eles conseguem constatar que há pelo menos 40 homens fazendo a segurança do local, além dos seguranças trazidos por alguns convidados (o que corresponderia a aproximadamente 30 seguranças entre homens e mulheres). Na escolta da rainha, uma mulher e um homem no auge da compleição física. As armas utilizadas variavam pouco, sendo concentradas na esfera das pistolas.

Ao observar que a rainha se debruçava sobre o homem desconhecido, o agente que acompanhava a rainha se aproximou e falou para Matt e Louis:

Arrow Desculpem, mas vocês entendem que precisamos checar as credenciais de seu empregador?

Ele faz um sinal pra mulher, que começa a conversar com alguém pelo fone em sua lapela. Em pouco tempo, ela faz um sinal afirmativo com a cabeça e ele diz:

Arrow Parece que está tudo certo. Ainda sim, parece que a rainha precisará de um pouco mais de privacidade para... conversar.. com seu empregador. Vocês conseguem dar um jeito nisso?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4296
Idade : 39
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  El Cabron em Qua Ago 15, 2018 2:08 pm

~ Essa não é a primeira missão de infiltração que participo e, embora faça um bom tempo que não trabalhava como agente de campo (pelo menos como membro do Serviço Secreto Francês), alguns detalhes não nos passam em branco, no entanto, analisar um local e as pessoas que transitam por ele, vai muito mais além do que os seus olhos podem ver.
O maior exemplo disso é que, muito provavelmente, todos os responsáveis pela segurança do local não estão aqui. Certamente um sistema de monitoramento deve estar ligado e disposto por todo o local, bem como um circuito de TV’s, que deve estar atento, visualizando qualquer ação suspeita. Além disso, é fácil deduzir que, pelo número de figurões aqui, é provável que existam agentes de segurança à paisana.
Seja como for, somos treinados para ver, ouvir e até mesmo pressentir quando a situação pode vir a dar em merda. Por enquanto, nossas peças vão bem. Smith é realmente um sacana digno de um Oscar por sua atuação como um almofadinha inglês, logo, não me surpreendo quando somos “abordados” pelos seguranças da Rainha ~




- Creio que tanto a Rainha quanto o Senhor Holmes necessitem de privacidade... não vamos querer que boatos e fofocas comecem a girar em torno da intimidade de ambos... Tenho certeza que dentro das dependências da mansão deve haver algum lugar discreto...

_________________
avatar
El Cabron

Número de Mensagens : 206
Idade : 28
Data de inscrição : 05/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Nasinbene em Qui Ago 23, 2018 4:06 pm

A rainha tinha mordido a isca... e não só a isca, mas também a orelha de Smith. Com um sorriso galanteador nos lábios, ele percebe que a droga que havia ministrado à rainha começava a fazer efeito, tornando-a cada vez mais relaxada e desinibida. Precisava agora agir rapidamente... tal qual um bolo no forno, a situação pode sair do controle rapidamente e "queimar" a missão. Assim, quando a rainha propõe que "façam uma loucura", Smith já tem sua próxima jogada armada, visto que, pela visão periférica, tinha notado a movimentação dos seguranças da Rainha e seus "seguranças". Não seria um ladrão excepcional se não estivesse habituado a olhar os arredores e perceber o melhor momento para agir...
Tomando as mão da rainha, Smith gentilmente a conduz em direção às escadas, enquanto fala de maneira sedutora...

- Loucura é o que tem tomado minha mente desde que a vi, minha cara... o desejo de possuí-la faz meu velho sangue circular de uma forma que há tempos não acontece... não irei descansar enquanto não torná-la minha essa noite, majestade... e irei tratá-la não como uma rainha... mas com a volúpia de de trabalhado do campo toma sua mulher ao fim do dia... venha, me acompanhe. Vamos para um local mais discreto... Vamos encenar um pouco, certo? Vai tornar tudo mais excitante...

Smith começa a conduzir a rainha pelas escada, e ao passar por Loius e Matt passa as ordens:

- Senhores, preciso de uma a palavra a sós com sua majestade por alguns momentos... garantam que não sejamos interrompidos, sim?

Ainda de mãos dadas com a rainha, Smith sabe que deve rumar para o terceiro andar. Naquele momento, já devia estar longe o bastante dos seguranças da rainha para que não fosse ouvido. Ele também Assim que se aproxima dos homens que guardavam a escada, Smith joga seu blefe:

- Noite estupenda, não senhores? Vejam, temos uma situação bastante delicada aqui... Como podem perceber, sua majestade e eu precisamos de um pouco de privacidade... não negariam a um velho uma das sua últimas oportunidades de desafogar a lascívia não é mesmo? A minha doce rainha está pronta a se entregar e faria isso aqui mesmo, a vista de todos... imagino que seu empregador não ficaria satisfeito com tal acontecimento em sua festa... então, façamos o seguinte: vocês permitem que eu e a minha bela dama sigamos nosso caminho e dividem esse belo presente, para que olhem par o outro lado...- Smith complementa a frase colocando um belo maço de notas de 100 (falsas, obviamente) no bolso do paletó do segurança. Enquanto coloca o dinheiro, Smith rapidamente tenta vasculhar o bolso em busca de um passe de acesso ou algo que o valha - E todos nós ficamos satisfeitos... e então rapazes? Podemos evitar um vexame aqui?

Naquela altura, os efeitos da droga deveriam estra se acentuando ainda mais, deixando a rainha cada vez mais desinibida. Era hora do tudo ou nada... Se Smith conseguisse passar, metade da missão estaria praticamente cumprida... Restaria apenas pensar na extração... o que poderia ser um pouco complicado caso as coisas fugissem ao controle...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1350
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Nasinbene em Qui Ago 23, 2018 5:20 pm

Rolagem de dados
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1350
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Administrador em Qui Ago 23, 2018 5:20 pm

O membro 'Nasinbene' realizou a seguinte ação: Lançar dados


'D6' : 3

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4128
Idade : 35
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Leo Rocha em Sex Ago 24, 2018 11:02 am

O homem que parecia estar no comando da escolta da rainha se vira para Louis, Matt e a mulher, dizendo:

Arrow Essa não é uma situação muito comum, mas não é algo que seja realmente um problema. Como esperado, mesmo em uma situação destas, a rainha jamais deverá ficar sem sua escolta. Eu, pessoalmente, me encarregarei de verificar com a central de vigilância deles que as câmeras não registrem nenhuma indiscrição. Você vem comigo.

Ele aponta pra Matt. Em seguida, se vira para Louis e a mulher e continua:

Arrow Vocês irão com eles. Não preciso dizer que Hines será a responsável enquanto eu estiver na sala de vigilância. Não deixem que se aproximem deles ou que alguém gere alguma situação constrangedora.

Ele acena pra rainha e sai com Matt rumo à central de vigilância, localizada n segundo andar. Enquanto isso, Louis e Hines seguem com a Rainha e seu acompanhante rumo às escadarias do terceiro andar. Ao encontrar os dois seguranças que estavam na base da escada, Smith se aproxima e diz:

Arrow Noite estupenda, não senhores? Vejam, temos uma situação bastante delicada aqui... Como podem perceber, sua majestade e eu precisamos de um pouco de privacidade... não negariam a um velho uma das sua últimas oportunidades de desafogar a lascívia não é mesmo? A minha doce rainha está pronta a se entregar e faria isso aqui mesmo, a vista de todos... imagino que seu empregador não ficaria satisfeito com tal acontecimento em sua festa... então, façamos o seguinte: vocês permitem que eu e a minha bela dama sigamos nosso caminho e dividem esse belo presente, para que olhem par o outro lado... E todos nós ficamos satisfeitos... e então rapazes? Podemos evitar um vexame aqui?

Os dois homens se olham por um segundo e um deles diz:

Arrow A gente entende, senhor. Podemos esquecer que alguém passou aqui na próxima meia hora por este valor. Mas contamos com a discrição de vocês também em não fazerem nada que possa nos prejudicar. Podemos combinar isso?

Os seguranças olham para Louis e Hines, como se responsabilizassem os dois pelos velhos amantes. Em seguida olham para os lados, como se não estivessem vendo mais ninguém.
Os quatro sobem então e lá em cima vêem alguns seguranças com um porte mais sisudo e parrudo. Louis conta 6 deles com pistolas.
Um deles fala no comunicador em sua manga e acena para os quatro sinalizando um quarto. Quando eles se aproximam, ele diz:

Arrow A suíte possui condições para acomodar à senhora e ao senhor com o conforto necessário. Fiquem a vontade.

***
Smith e a rainha entram na suíte e a mulher mal pode se controlar. Ela beija o velho ladrão e o apalpa como se ele fosse o último homem na terra. Em segundos, ela o joga na cama e começa a tirar a roupa. Assim que termina, ela se joga sobre ele o beijando, enquanto suas mãos tentam abrir sua calça. Ela ofega de luxúria ao achar o prêmio e se abaixa colocando a cabeça entra as pernas de Smith, até que... dorme.

***

Do lado de fora, Hines se vira para Louis e diz:

Arrow Seu empregador deve ser um desses milionários obscuros. Nunca ouvi falar dele... E você? Parece ser bem experiente... Serviço secreto francês?

***

Matt e o segurança da Rainha entram na central de vigilância. O homem se identifica:

Arrow Agente Igham do Serviço Secreto Britânico. Preciso que as câmeras do terceiro andar tenham apagados os registros de uma certa convidada...

Na cabine estavam 4 homens. Dois sentados em frente aos monitores e dois em pé, comendo alguns canapés e bebendo suco. Um deles diz:

Arrow Você não tem autorização pra isso. Lamento.


_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4296
Idade : 39
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Planta do terceiro andar

Mensagem  Leo Rocha em Seg Ago 27, 2018 5:39 pm



Nota do narrador: O velho está na suíte 2. O computador estaria na suíte master, segundo as informações fornacidas.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4296
Idade : 39
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  El Cabron em Ter Ago 28, 2018 12:11 pm

~ Como esperado, não há grandes problemas. A equipe de Segurança da Rainha compreende que um local mais reservado seria o ideal para que boatos e até mesmo olhares mal intencionados fossem disseminados para o velho casal. Ainda mantendo sua seriedade, Kanouté faz um leve aceno de cabeça para Matt quando o grupo é separado. O americano sabe se virar. ~


- ...

~ Chegando a base da escadaria, após a breve e ardilosa fala de Smith, é concedida a permissão para que todos possam subir, rumando ao terceiro andar da grandiosa mansão. Durante o trajeto Louis não deixa de seguir analisando todo o perímetro, inclusive no momento em que se encontram com os responsáveis pela segurança no andar de cima. De fato, esses seguranças tinham um porte mais bruto, provavelmente seriam do tipo “atirar primeiro e perguntar depois”. Fosse como fosse, eles poderiam dar algum trabalho se a situação fugisse do controle. Louis então, começa a agir...
Após o velho casal adentrar à suíte, Hines virava-se para Louis. Uma boa mentira não se começa do nada. Ela vem a partir do interesse de quem o “interroga”. Kanouté não apenas sabia disso como também queria pôr em prática um plano de contenção... ~



- Na verdade sou malinês - esboço um leve sorriso, fazendo questão que ela perceba que estou demonstrando interesse na “conversa” - mas você não está totalmente errada, o sotaque me entrega, herança ainda da colonização francesa. - adicionar detalhes pessoais e um leve toque “histórico” fazem sua história ficar mais forte - Fui do serviço secreto da Argélia há alguns anos, quando nossa maior preocupação era ainda a disputa pelo Saara com o Marrocos. - Por fim, incrementar alguns detalhes à uma mentira não apenas a torna mais interessante para quem ouve como também serve para dar riqueza e credibilidade sobre que quer que você esteja tentando mentir.

~ A ideia era fazer com que Hines tivesse certa empatia por Louis, por mais que tivessem trocado apenas algumas frases, afinal, isso seria de grande valia para o “consultor”. No entanto, antes que a segurança pudesse falar qualquer outra coisa, Kanouté se aproximava levemente ao lado de sua nova “colega”, falando de forma suave e baixa. ~


- Não quero parecer paranoico, mas... - era a hora de soltar a isca - por que tantos “guardas” - Louis enfatizava bem as aspas entre a palavra guardas. - aqui? Sei que o Senhor Holmes e a Rainha precisam de privacidade, - nesse momento, Kanouté passa a falar ainda mais baixo, quase que sussurrando - mas uma escolta de duas pessoas seria mais que o suficiente para eles... temos oito pessoas aqui, incluindo eu e você, e estamos em minoria... por que nos colocaram em um local tão distante e com tanta “proteção”? Até onde sabemos não há nada acontecendo aqui, esse lugar não é para acesso de convidados e, de alguma forma, eles pareciam estar nos esperando... ou não?

~ Talvez Hines não caísse na conjectura criada por Louis. Isso, na verdade, era irrelevante. O que o belga pretendia era plantar a dúvida, lançar um pequeno nevoeiro no meio das certezas carregadas pela responsável pela segurança da Rainha. Se de fato as coisas saíssem de controle, dois contra seis parecia ser menos desigual. ~


_________________
avatar
El Cabron

Número de Mensagens : 206
Idade : 28
Data de inscrição : 05/02/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Nasinbene em Qua Set 05, 2018 3:00 pm

Mal os dois idosos entram no quarto e a droga à que a rainha tinha sido submetida começava a fazer efeito... afoita, ela avança sobre Smith como uma fera faminta, ávida por satisfazer seus desejos mais profanos e absurdos... tais que nem ela imaginava que existiam. Smith retribui de forma contida, sabendo que aquilo acabaria em breve. E, de fato, acaba. Quando a droga finalmente chega a seu ápice, Smith sabe que teria algum tempo para agir até que sentissem sua falta. Assim, ele rapidamente tira o caro smoking que estava trajando, deixando aparecer sua roupa habitual de infiltração: um traje preto, mais justo e confortável e uma máscara que lhe cobria o rosto. Pelo menos desta vez não precisaria explicar os cabelos desalinhados ao final da missão...
Segundo a sua intel, o computador a ser hackeado estava em na suíte master, que estava logo ao lado da sua. Não poderia passar pela porta, obviamente: então, a rota externa parecia a mais adequada. Esperava apenas que Matt conseguisse desviar a atenção das prováveis câmeras externas enquanto Louis distraía a segurança de sua "isca". Pela planta, os banheiros ficavam próximos, então a rota mais lógica para Smith era sair pela janela do banheiro do quarto onde estava e, pela área externa do prédio, acessar a janela do banheiro da suíte master.
O velho ladrão ainda tem a presença de espírito de despir a rainha e deixá-la deitada na cama antes de prosseguir... ele também tranca a porta do banheiro por dentro e liga o chuveiro. Caso algum abelhudo entrasse, seria fácil explicar o cansaço da rainha e a ausência do velho no quarto...
O velho se aproxima da janela do banheiro, deve ser fácil abrir aquela fechadura, ainda mais pelo lado de dentro...
No entanto, aquela janela estava trancada, com um cadeado. Um cadeado simples, só pra manter as coisas em ordem, daqueles que Smith já tinha aberto milhares na vida. Quando Smith vai posicionar a gazua para destranca-lo, a gazua escorrega de seus dedos, cai e Smith não consegue abrir o cadeado.
Abaixando-se pra pegar a gazua caída, o velho ladrão maldiz a sua sorte (ou falta de)

- Maldita artrite... está começando a me atrapalhar...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1350
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Leo Rocha em Qua Set 12, 2018 10:47 am

Smith havia preparado tudo: trocou sua roupa, pegou suas ferramentas, preparou o álibi e, por fim, colocou o comunicador de ultratecnologia em sua orelha. Quando o ligou, ele ouviu do outro lado:

Arrow HEADSHOT!!! Eu falei que vocês não tinham a menor chance contra DEUS!!!!



Bob Smith se empolgara ao eliminar um de seus adversários numa partida multiplayer de CS. Ao perceber que o comunicador fora ligado, ele diz:

Arrow Aí galera, foi mal... Vou ter que sair e deixar os noobs se divertirem um pouco...

Em seguida:

Arrow Fala meu velho! Gostou da cobertura do disfarce? Nem o MI6 consegue passar por um histórico criado por mim! Como estão as coisas aí? Leva o pen drive até o terminal que eu cuido do resto. Eu consegui alguns hacks da casa, então se precisar de ajuda em alguma coisa na invasão, me avisa!

Smith começa a tentar liberar o cadeado, enquanto conversa com Bob. Porém, seus dedos o traem e ele acaba deixando as gazuas caírem. Ele respira fundo e quando está prestes a tentar de novo, escuta a rainha murmurando:

Arrow Isso... Vai fundo...

Ela então vira de lado com um sorriso nos lábios.

***

Hines olha para Louis e dá um sorriso, enquanto diz:

Arrow Malines? Curioso...

Arrow Não quero parecer paranoico, mas... por que tantos “guardas” aqui? Sei que o Senhor Holmes e a Rainha precisam de privacidade, mas uma escolta de duas pessoas seria mais que o suficiente para eles... temos oito pessoas aqui, incluindo eu e você, e estamos em minoria... por que nos colocaram em um local tão distante e com tanta “proteção”? Até onde sabemos não há nada acontecendo aqui, esse lugar não é para acesso de convidados e, de alguma forma, eles pareciam estar nos esperando... ou não?

Arrow Confesso que também achei um excesso de segurança, mas sabe lá o que passa pela cabeça de ricaços como esse... De um jeito ou de outro, é bom ficarmos atentos, pois se esse andar conta com reforço de segurança, mesmo estando vazio, podemos estar próximos de alguma área sensível para o Sr. Boyer...

Nesse momento, os dois observam que os guardas do terceiro andar estão fazendo um sistema de ronda circular no andar, com concentração próxima à suíte master.

***

Matt e Ingham olham para os homens que os haviam afrontado. O agente do serviço secreto inglês com voz firme diz:

Arrow Escute aqui, seu bando de idiotas.. Quem está falando com vocês é o agente Ingham do serviço secreto inglês! E eu não estou pedindo sua colaboração. Eu estou dizendo que as câmeras de terceiro andar estão agora sob meu comando para segurança da Rainha. E eu sou autorizado a usar de força extrema para garantir a segurança de vossa majestade...

Os homens olham para Matt e Ingham com um misto de raiva e frustração. Por fim, aquele que parecia o líder do grupo diz:

Arrow Se você pede com tanta educação... O que vocês querem?

Arrow Desligue as câmeras do andar. Assim não corremos o risco de alguma indiscrição ficar registrada. - Diz Matt.

Ingham olha para ele e assente com a cabeça.

O homem operando os monitores do terceiro andar aperta um botão e as imagens somem. Matt se aproxima e diz:

Arrow Posso dar uma olhada nas fitas?

O homem rebobina as fitas e começa a apagar os trechos indicados pelo consultor.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4296
Idade : 39
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Nasinbene em Qui Set 27, 2018 4:27 pm

Com todo o cuidado do mundo, o velho ladrão recolhe seu equipamento do chão e volta a se aproximar da cadeado... Quando uma comunicação o interrompe. Bob, o consultor hacker que havia providenciado suas credenciais o perguntava se estava tudo certo, se precisava de algo. Quase que ao mesmo tempo, a rainha murmura alguma coisa sobre "ir fundo", e velho não consegue conter um sorriso. "Pobrezinha", pensa Smith... Era hora, então de focar na tarefa à sua frente. Smith sabia que Matt havia acompanhado o segurança da rainha à sala de segurança, mas isso só garantiria o quarto e o corredor... não tinha por que o tal segurança se preocupar com o lado externo do prédio.. Por isso, o contato de Bob foi providencial.

- Robert, meu rapaz... seu contato não poderia vir em melhor hora. Tracei minha rota para o computar que você precisa, irei pelo lado externo do prédio... Seria de grande ajuda se pudesse por as câmeras externas em loop, imagino que os seguranças estranhariam um idoso rastejando nas paredes externas... pode cuidar disso enquanto abro esse cadeado? Não deve ser um grande problema pra um hacker do seu calibre tal feito...

Smith aguardaria a confirmação de Bob após destrancar a janela para sair. Seria realmente muito mais fácil se pudesse contar com o apoio do hacker...
avatar
Nasinbene

Número de Mensagens : 1350
Data de inscrição : 29/05/2008

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Leo Rocha em Sex Out 05, 2018 4:49 pm

Smith pedia a Bob para que ele ajudasse "cegando" as câmeras externas da mansão. Enquanto isso, ele se lançava a mais uma tentativa de abrir a janela. Após conseguir, ele iniciaria a travessia pelo lado externo do prédio.

Nota do narrador: Nasinbene, jogue 1d6. Se tirar 1 você não abriu a janela. Se tirar 2 abriu, mas escorregou do lado de fora. Acima disso, você conseguiu sair e se equilibrar.

Caso Smith consiga sair do quarto, ele observará a entrada de um homem usando terno vinho. Ele chega falando ao telefone, com um ar tenso. Ao seu redor, cerca de 6 homens que pareciam seus seguranças.



***

Do lado de fora do quarto, Louis e Hines estavam atentos ao movimento dos seguranças. De repente eles percebem que os seguranças assumem uma postura mais agitada, como se algo estranho estivesse acontecendo. Nesse momento, Boyer aparece subindo as escadas do andar nervoso. Ele olha para os dois parados em frente à porta e fala algo para um dos seguranças, que se aproxima da dupla falando:

Arrow Não saiam desta porta. O Sr. Boyer precisará de espaço para uma reunião.

Em pouco tempo, o homem de terno vinho e seus homens chegam ao andar. Eles então são conduzidos ao terraço coberto para encontrar com Boyer.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4296
Idade : 39
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prelúdio 2.2: O último Boy Scout

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum