Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Mensagem  Guima em Ter Jun 06, 2017 8:58 pm

Seguindo as coordenadas enviadas por Tony Stark, o Homem de Ferro voava a frente da Milano mostrando ao Senhor das Estrelas o caminho o qual ele deveria seguir. Logo os ventos gélidos das calotas polares articas demonstram ao heroi bilindado que ele estava proximo de seu destino. Seus sensores mostravam um grande pico de energia vindo de um ponto no meio do estado gélido americano. Quando os radares internos da armadura conseguiram isolar o local apropriado, Rhodes passou as coordanas para a Milano e iniciou o pouso...




Rhodes e o Senhor das Estrelas puderam ver uma pista de pouso em um local isolado ao lado de um conjunto de antenas proximas que emitiam sinais de altra frequencias. Proximo das antenas havia tambem uma base que aparentava ser militar. Como a torre da base não emitia nenhum comunicado sobre a aproximação de Milano, o Senhor das Estrelas pressupos que a base estava abandonada assim como a pista livre.

Pousando sem nenhum problema na pista que estava com uma fina camada de gelo, o Senhor das Estrelas abriu as comportas da Nave dizendo a todos que eles tinham chegado ao seu destino. O Homem de Ferro aguardava os demais do lado de fora enquanto ventos frios sopravam para dentro da Milano, açoitando a todos que estavam sem proteção. Restava agora o grupo decidir suas próximas ações.

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2203
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Mensagem  Pedro Malasartes em Ter Jun 06, 2017 10:07 pm

Antes de partirmos, o Senhor das Estrelas ressaltou o potencial de cada um dos super-humanos presentes e como esse conjunto de habilidades seria útil para deter o terrorista que estamos caçando. Em seguida, ele prometeu que eu ficaria com todos os créditos pela captura do terrorista e que nunca mais eu teria de lidar com ele ou qualquer daquele grupo improvisado. Aparentemente, ele se irritou com os meus questionamentos. Não vejo razão para tal reação, mas julguei melhor aparar as arestas daquela discussão.

- Calma, astronauta! Não estou em busca de crédito, mas de justiça. Na verdade, eu nem mesmo gostaria de estar dentro dessa armadura. Eu apenas questionei se essas pessoas inspiram confiança. Nós estamos falando aqui de alienígenas, deuses e experimentos do governo. Coisas que até ontem estavam muito distantes da minha realidade. É tudo novo para mim. Para não dizer assustador...

Com os jatos propulsores da armadura, acompanhei a nave do Senhor das Estrelas pelo ar. Compartilhando dados e coordenadas, logo chegamos ao nosso local de destino: uma instalação no Alasca, onde foi possível notar transmissores de alta frequência. Não tenho conhecimento técnico para compreender o funcionamento do equipamento avistado naquela base. Essa é mais a praia do Tony. Eu sou essencialmente um combatente. Mas talvez um dos samaritanos misteriosos que vieram com o Senhor das Estrelas seja cientista ou algo do tipo.
Para piorar, não existe indício de que alguém esteja ali. Está tudo muito quieto, o que pela minha experiência no fronte, não é um bom sinal. Se Hall estivesse aqui, nosso grupo já teria sido hostilizado a essa altura. Mas como não sou de perder viagem, cogitei uma investigação.

- Pelo visto, nós chegamos tarde. Hall provavelmente previu que seria rastreado. Mas talvez existam pistas aqui que possam nos indicar seu próximo paradeiro. Vale a pena investigar.

_________________
avatar
Pedro Malasartes

Número de Mensagens : 29
Idade : 33
Data de inscrição : 23/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Sex Jun 09, 2017 6:12 pm

Sinto a dor diminuir... Eu olho timidamente para Feiticeira de Escarlate.
O irmão dela, também parece ser um sujeito muito astuto. Ele me alerta que o General não estava nem aí para cumprimento da lei e me convence a ir com eles.
Assim como vejo que não é fácil ser um herói.
Um general corrupto? Quem pensaria isso... Só aqueles grupos comunistas da América do Sul.

Em seguida  me questiono sobre.
Minhas visões são dos fantasmas dos meus antepassados ou uma magia que faz o cristal em minha espada emitir luz?
Tento sentar ao lado de Wanda na viagem e com Pietro. Eles parecem dois irmãos bem divertidos e vou papeando com eles enquanto viajamos.

-Me lembrem de não atacar nunca mais uma criatura gigante sem combinar melhor o ataque com um parceiro tão grande quanto. O Hércules recuou quanto eu ainda estava lutando...

Olho para meu próprio braço.

-...Será que estamos fazendo mesmo a coisa certa? Quer dizer...O General era um corrupto, pelo que vocês comentaram...E eu... Bem, ataquei uma criança.

Saindo pouco depois, vou conversar com o Senhor das Estrelas.

-"Homem-Estrela", tem certeza que é o lugar é esse?


_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2536
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Mensagem  Ricardo Sato em Sab Jun 10, 2017 5:22 pm

Hércules adentra a estranha aeronave curioso com sua forma estranha e aparelhos,mas depois de um tempo aquilo perde a graça,e o deus apenas senta-se com as costas numa parede,os braços atrás da cabeça e as pernas esticadas enquanto assovia uma velha canção grega.
Ele escuta algumas conversas e acredita que um dos homens devia ter batido forte a cabeça....quando diabos ele teria recuado se o tempo todo esteve engajado com o gigante esmeralda?...Mas isso não era importante com uma voz alta mas jovial o Leão começa a falar.

Acalmem-se meus caros,realmente seria melhor se tivéssemos alguma estratégia mas vamos deixar o que não podemos consertar no passado,não tínhamos ideia de que os outros estariam lá e nunca nos vimos,agir em conjunto seria no mínimo improvável.
Diria que nos saímos bem,noto que para alguns essa vida é coisa nova e digo...erros aconteceram e se tiverem coragem e desejo de proteger no coração esses erros serão lições que os deixaram mais fortes.

O combate deveria ser algo especial reservado aos que merecem punição por seus atos e aqueles que desejam testar sua força e determinação.Da última vez enfrentamos alguém que não queria lutar e por isso só teríamos que detê-lo,não preciso dizer que agora enfrentamos o primeiro caso e devemos estar preparados.

Fomos agraciados com grandes dons e o desejo de usá-los em prol do mundo,então lhes digo que é uma honra estar aqui...mas para não dizerem que Hércules não sabe ouvir eu pergunto,algum de vocês tem alguma estratégia de que devemos estar cientes?


Chegando ao local nada parece se mexer na base e Hércules começa a ficar inquieto e prepara-se para o combate,mas aguardará se alguém quiser criar um plano de ação.

Vocês tem certeza de que ele continua ali?

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1239
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Mensagem  Pedro H. Oliveira em Seg Jun 19, 2017 6:13 pm

Pode ser que eu tenha exagerado um pouco no tom de voz com o Tron, na minha cabeça saiu de boa, mas nunca se sabe. A viagem até que é tranquila até o local designado por ele. Ao chegarmos, encontramos um local relativamente vazio e beeem tranquilo, o que sabemos muito bem que não é sinal de coisa boa.

- Sei lá... Se esse cara passou por aqui, significa que existe um motivo pra isso. Acho que podemos dar uma olhada por aqui e tentar descobrir mais coisas... E serio, precisamos de um jeito melhor para nos chamar, não apenas de "um bando de malucos usando fantasias!" Meu nome é Senhor das Estrelas e essa belezinha é minha velha companheira de guerra, Milano!

Não sei se esse povo vai me seguir mais uma vez ou não, mas ao termino de nossa breve conversa eu puxo minha arma e já começo a caminhar em busca de algum coisa.

- Tron - foi mal, mas esse nome ficou legal - Você consegue identificar alguma coisa por aqui? Acredito que sua armadura tenha algum tipo de sonar ou scan. Precisamos saber se tem alguma bomba ou coisa parecida enquanto caminhamos.


_________________
avatar
Pedro H. Oliveira

Número de Mensagens : 844
Idade : 26
Data de inscrição : 25/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Mensagem  Guima em Ter Jun 20, 2017 8:52 pm

A demora dos heróis em tomarem uma decisão custou um alto preço. Um drone aereo se aproximou do local onde eles estavam e lançou um missil na direção deles. Os sensores do homem de ferro notaram a aproximação do objeto voador mas ja era tarde demais, o drone possuia algum tipo de tecnologia Stealth que o deixou inivisivel dos radares e sensores. Só dava tempo de tentar fugir dos misseis...


Os misseis atingem o chão causando uma grande explosão de area. Wanda ergue um campo de força com seus poderes caóticos bem a tempo de impedir que a chama das explosões atingissem a todos, porem a onda de impacto jogou todos os heróis quilômetros longe da base. Wanda baixa seu campo e todos veem o chão calcinado pelo fogo e fumaça.

Mercurio afim de dissipar a fumaça começa a correr em circulos em uma velocidade espantosa afim de criar um redemoinho para que o vacuo sugasse a fumaça enviando ela para os ares... Quando a fumaça começa a se dissipar, os demais heróis percebem uma movimentação estranha surgir na frente dos mesmos. Um grupo de soldados usando uniformes taticos na cor amarela se aproximam com armas altamente tecnologicas. Sem dizer uma palavra ou se identificar eles começam a disparar contra os mesmos.


_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2203
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Mensagem  Pedro Malasartes em Qua Jun 21, 2017 6:07 pm

Antes que qualquer plano fosse definido, o Senhor das Estrelas considerou que seria sensato sondar a área em busca de bombas e outros aparatos que pudessem ter sido programados para nos recepcionar.

- Tron é um nome duca, mas pode me chamar de Homem de Ferro. Infelizmente, as Indústrias Stark já registraram a marca. E falando em sensores, o meu acabou de alertar que...

Não tive tempo de completar a sentença. Quase que imediatamente um drone disparou mísseis contra nós. Não fosse o campo de força da garota de vermelho, alguém poderia ter perdido a vida. Para piorar as coisas, um grupo paramilitar surgiu logo em seguida e sua intenção era hostil. Aparentemente, Franklin Hall realmente faz parte de um grupo terrorista. Ele não é apenas um cientista louco em busca de atenção. Independente do caso, era o momento de revidar.

- Senhor das Estrelas, eu interceptarei os drones e quaisquer armas automáticas que eles tiverem programado. Enquanto isso, você e os outros cuidam dos terroristas.

Então ativei o modo fantasma da minha armadura, me tornando, no processo, indetectável para qualquer sistema de detecção ou mira. Resumindo, nenhum sistema tecnológico seria capaz de travar alvo em mim. Em seguida, projetei um pulso eletromagnético de médio alcance para desestabilizar drones e outros mecanismos de ataque. Creio que assim evitarei baixas desnecessárias em nossa equipe. Embora eu não tenha escolhido trabalhar com esses heróis desconhecidos, nós agora formamos um pelotão, e um soldado tem de cuidar do outro.

Nota: estou usando o modelo 39 da armadura do Homem de Ferro como referência para o equipamento que estou usando. Essa armadura contém a ghost-tech (tecnologia fantasma) do Máquina de Combate, que tem uma camuflagem que a torna invisível a olho nu e sistemas computadorizados, além de intangibilidade. As rajadas repulsoras das palmas também formam polímeros cristalinos de contenção. Por fim, essa armadura também é capaz de gerar pulsos eletromagnéticos e sua mira é precisa a ponto de atingir nanopartículas ou equipamentos miniaturizados.

_________________
avatar
Pedro Malasartes

Número de Mensagens : 29
Idade : 33
Data de inscrição : 23/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Mensagem  Leo Rocha em Qui Jun 22, 2017 9:22 pm

Tchalla olhava admirado a velocidade da montaria do Asgardiano. Eles já haviam percorrido uma distância considerável e a criatura se mantinha vigorosa em sua marcha. Ele se sentia honrado em escrever um novo capítulo na história dos Panteras Negras, mesmo que isso significasse ter que se lançar pelo mundo ao lado de um grupo de desconhecidos, dos quais, aparentemente apenas Odinson estaria habituado ao seu tipo de desafio.
Ele ainda tenta entender quais desígnios os deuses preparam para que ele fosse agraciado com a participação de um grupo tão diverso em sua caçada: a ruiva com pinta de espiã, que se mescla ao ambiente com a facilidade de um camaleão; o agora indigno Odinson; o andróide com sentimentos; e o Arqueiro que parece saber mais do que revela.

Arrow Espero que você entenda que nós termos permitido que você viesse conosco não significa que confiamos em você. Essa é a melhor maneira para ficarmos de olho em você e ver o que você sabe.

Em seguida, ele se vira para os outros e diz:

Arrow Nós não somos uma equipe. Não nos conhecemos. Nunca dividimos a comida e as armas. Mas estamos juntos pelo desejo dos deuses e nossas habilidades terão que se somar naquela que pode ser a caçada mais difícil que enfrentaremos. Nós não somos os únicos atrás de Hall e ele está preparado para ataques. Tentem não agir como amadores. Tentem não morrer. Tentem não atrapalhar uns aos outros e, mais importante: tentem não me atrapalhar.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4076
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Mensagem  Ricardo Sato Ontem à(s) 9:44 pm

Hércules se posta a frente de seus mais delicados companheiros até que se defendam ou peguem cobertura,com os braços cruzados a frente do rosto e um sorriso.

PROTEJAM-SE COMPANHEIROS,a batalha nos chama....se quiserem tirar algo de positivo,a base não está vazia,talvez nosso alvo ainda esteja lá,não deixemos que esses asseclas nos tomem muito tempo em procurá-lo.

Assim que se certifica de que estejam bem ele força suas pernas e em um poderoso salto toma as costas dos atacantes ao mesmo tempo em que une suas mãos e as acerta contra o solo criando uma onda de choque e depois se posta para o combate socando aqueles próximos.

HA HA,malditos já que ousam proteger um monstro que recebam parte do que está destinado a ele,e já que só desejam conversar com suas armas deixem que Hércules lhes responda com os punhos...e eu gosto muito de gritar.

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1239
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capitulo II - Gravidade Abaixo de Zero

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum