Livro 2.1: Santuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Livro 2.1: Santuário

Mensagem  Pedro H. Oliveira em Seg Maio 29, 2017 10:23 pm

Personagens: Lady Mental, Homem Múltiplo, Tocha Humana e Karolina

Presos dentro do domo de metal, o Homem Múltiplo começa a bolar algumas ideias para tentar sair do local em que estão, porém Espadas se encosta na parede e leva as mãos nos olhos com uma expressão bastante preocupado. Nisso, ele recomenda aos demais que não façam nada para tentar escapar, visto que pode ser inviável e é melhor não contrariar quem está controlando o local.

Nesse instante, Lady Mental joga o mutante na parede e começa a aperta-lo e questionar se tudo aquilo era uma armadilha ou coisa parecida. O mutante fica irritado com a reação da garota e lança um ataque telecinético sobre ele, jogando-a do outro lado do quarto. Ele se põem numa posição de ataque, além disso, ele parecia bastante irritado.

- Serio mesmo? Eu estou o tempo todo conversando numa boa com vocês, dizendo que não estou afim de lutar e o que vocês fazem? Me atacam com palavras a todo instante! Como não vou ter a certeza que vocês não são os caras maus? É pelo fato de acreditarem nisso e virem uniformizados?! Se a Oya fez o que fez com as pessoas é porque a garota não confia em humanos por tudo que passou até ser resgatada por mim! Você quer saber o que eu vi lá?

---

Então uma serie de imagens vem à mente dos X-Men: um vilarejo pobre na África, diversas pessoas com paus, pedras e foices em mãos caminhando até uma pequena casa feita de barro uma garotinha chorava assustada. Então as pessoas entram e começam a bater na garota. Ela grita por seu pai, que estava no meio da multidão e não faz nada além de olhar para o lado enquanto a garota é espancada e violentada. Por fim, a mesma é colocada amarrada em um tronco de madeira e fica ali por horas.

Então Quentin chega ao local e, ao ser atacado pela população, usa seus poderes para derrubar telepaticamente todos e então a resgata do lugar.

---

- Onde vocês estavam quando isso aconteceu? Quando uma garota foi atacada de tal maneira? Se eu concordo com os atos dela? Não mesmo, mas nem por isso eu vou trata-la como um monstro ou vilã, pois é desse jeito que as pessoas tem nos visto durante todo esse tempo! Eu sofri isso, acredito que vocês sofreram o mesmo e essa garota aqui sofreu! Então parem com esse cinismo de acharem que são os donos da razão e mais ninguém pode ajudar os demais.

Por um breve instante, ele se cala e respira em busca de calma.

- Sim, eu conheço a pessoa que fez isso. Sim, ela está comigo... quer dizer, eu estou com ela... Se vocês puderem abaixar a bola por um segundo e esperar para verem o local vamos pousar, eu poderem provar que estou certo.

Algum tempo depois, os presos dentro da esfera percebem que a mesma toca o chão e logo depois se abre. Ao olharem para o lado de fora, eles vem o inimaginável! Quentin então conclui:


- [bBem vindos ao Santuário![/b]

_________________
avatar
Pedro H. Oliveira

Número de Mensagens : 850
Idade : 26
Data de inscrição : 25/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 2.1: Santuário

Mensagem  Ricardo Sato em Sex Jun 02, 2017 5:37 pm

As cópias são absorvidas,não há necessidade para "divisões" agora.

-BLÁ,BLÁ,BLÁ...também não acho que nos esbofetear no momento seja o mais legal a se fazer,mas fala sério,dando uma de coitadinho?

-Se ta certo,todo mundo aqui teve em maior ou menor grau uma merda de vida a minha foi uma bosta e eu ainda sai tranquilo perto da Lady....(o tocha já não sei,o cara parece um personagem de Baywatch) ,mas você ta mesmo falando que ter uma merda de vida é desculpa pra zuar com a vida de todo mundo?

-Eu não sou santo,gosto de dar um troco mais do que a maioria mas ainda sim não envolvo gente que ta quieta nos meus problemas,ou você acha que ser congelado e depois ter seu bairro virado do avesso pelo seu chefinho não matou ninguém?

-E falando no grande salvador dos mutantes,além de genocídio ele consegue discípulos SEQUESTRANDO ELES???Sinceramente o que você viu de diferente nesse cara dos humanos que ferraram sua vida?

-Quer dizer que ta tudo bem ser um assassino racista,desde que seja um assassino racista da SUA raça?


......................................

-Tá,mas eu admito.....prum assassino racista o cara tem um barraco superlegal.....uau.

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1266
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 2.1: Santuário

Mensagem  Guima em Seg Jul 03, 2017 10:35 pm

-Onde eu estava? Eu estava sobrevivendo também! Eu sinto muito pela garota, eu gostaria de fazer algo por ela. Você acha que entende de dor Quentin Quire, mas eu vou te mostrar o que é dor!!

Da mesma forma que Quentin mostrou a Jean e aos demais o sofrimento da jovem africana, Jean mostrou a ele todas as agruras do suplicio que sofreu na mãos das pessoas que a torturaram tanto física quanto psicologiamente. A dor de ser uma paria, uma rejeitada. E a dor de fazerem que ela se sentisse suja, pecadora e que não bastasse somente a vergonha de ter nascido diferente, era necessario ela sofrer os suplícios físicos. As queimaduras com velas, o chicote com açoite, as bofetadas na cara. Enfim... Quentin pode sentir todo o amargor que Jean Grey sofrera em sua vida até o dia em que ela conseguiu sua liberdade... E agora ele sabia o motivo dela esconder seu rosto por trás daquela mascara de ferro.

Ela não era tão diferente da pobre garota africana afinal...

Eles então chegam a UTOPIA. Aparentemente o local era extraordinário como o próprio nome. Lady Mental então decidiu meditar e aguardar o que esperava-os ali naquele local. Embora deselegante e irritante, Quentin parecia estar bem intencionado. Só lhe restava esperar ao lado de seus companheiros X-Men e descobrir o real intuito do que eles queriam ali.

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2220
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 2.1: Santuário

Mensagem  Pedro H. Oliveira em Qui Jul 20, 2017 1:06 pm

Os X-Men que haviam sido levados por Magneto ficam assustados com a estrutura daquele lugar. Era praticamente um paraíso, uma cidade moderna onde as coisas pareciam funcionar muito bem. Haviam varias pessoas nas ruas, apenas mutantes e uma ou outra pessoa que não aparentava demonstrar poderes. Porém, o grupo nem teve muito tempo para admirar o local, pois logo em seguida desce dos céus um ser de armadura vermelha, com quase dois metros de altura e um elmo bastante chamativo e se posiciona diante de todos.


Quentin não da nem tempo do ser colocar os pés direito no chão e já parte para cima com o dedo apontado em sua direção.

- VOCÊ PERDEU A CABEÇA? Eu disse que não precisava de tudo aquilo, que davamos conta de resolver toda a situação!

- Você quem deve ter perdido a noção, garoto! Se esqueceu com quem está falando? E do que sou capaz?

- Eu sei muito bem do que você é capaz! Deu pra ver momentos atrás.

Ao notar que os X-Men estavam logo atrás de Espadas, Magneto simplesmente ignora o garoto e se aproxima dos mutantes. Então a equipe começa a ouvir sons de metal se contorcendo e a armadura do ser começa a se modificar - o peito, pernas e braços se abriam. Ao termino, os mutantes se encontravam diante do responsável por tudo aquilo.


- Então vocês são os novos pupilos de Xavier? Deixe-me eu me apresentar, sou Lorna Dane. Fui uma das primeiras alunas de Xavier quando ele fundou o Instituto, mas quando por culpa dele meu pai morreu, tive que assumir seu lugar em Utopia como a guardiã de toda a mutanidade. - Ela então se aproxima da garota que haviam ido resgatar. - Olá menina, peço desculpas por tudo que você sofreu, te garanto que aqui as coisas serão muito melhores. Seus familiares ficarão bem, vou pedir para que meus amigos cuidem deles e você poderá encontrar com eles em breve.

Ela então da as costas para os X-Men e segue caminhando na direção oposta a deles.

- Vou dizer de uma vez: Esse santuario é um local de paz, lutas e guerras não serão vistas com bons olhos. Vocês são livres para ficarem aqui o quanto quiserem, faço isso em respeito ao Charles... Imagino que ele já tem que se preocupar com mortes o suficiente por hoje. Quentin ficará a disposição de vocês o tempo todo para responder quaisquer duvidas. Estão de acordo?

_________________
avatar
Pedro H. Oliveira

Número de Mensagens : 850
Idade : 26
Data de inscrição : 25/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 2.1: Santuário

Mensagem  Ricardo Sato em Qui Jul 20, 2017 4:52 pm

Estava impressionado com o lugar,bastante impressionado,mas nem um pouco com a ideologia que parecia prevalecer ali....é quando o chefe daquela bagaça chega,Quentin não parece estar nada feliz com o cara(não sei se a revolta é verdadeira ou ele interpreta bastaaante bem).Mas isso não importa muito,toda aquela revolta é inútil já que quando o chefe replica ele tem que ficar calado e fazer o que é mandado e ai é quando me impressiono de novo ao ver o ser se revelar,admito que por essa eu não esperava e enquanto meu cérebro ainda tá de "tela azul" vou escutando o resto da conversa e admito que não tenho certeza se eu falei em voz alta a próxima parte do que passou pela minha cabeça ou não.

Uau....tá,de todo mundo que eu esperava ver comandando essa cidade,uma top model com problemas paternos e colant verde não estava nem no top 10......

Ela não parece muito interessada em lutar,mais do que isso,parece achar que não somos ameaça....que bom,tava começando a achar que o chefão seria alguém com poucos pontos fracos,não esperava que "ele" fizesse esse tipo de erro.De qualquer modo,não importa o quanto eu aprenda a controlar meus poderes eu ainda vou ter problemas pra controlar a minha boca.

EI...Lorna né?Gostei da cidade e acredite...da escolha de cores do uniforme,mas o resto desse lugar é esquisito demais,vou fingir que acredito que você vai "cuidar bem" dos velhinhos depois do que fizeram ao bairro deles e fazer uma pergunta.Você disse que podemos ficar por aqui o quanto quisermos...o que quer dizer que podemos dar o fora quando quisermos,mas por acaso a garota tem o mesmo benefício?Por acaso ela pode sair daqui com a família se quiser?

Tava na hora de ver se a gatinha tirava aquele ar de superior e zen e revelaria alguma real intenção....caso ela não tentasse me matar depois disso e fosse embora eu "aceitaria" a proposta,faria umas cópias e fuçaria em tudo que pudesse desse lugar reunindo o máximo possível de informações,conversando com as pessoas e simplesmente bisbilhotando.

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1266
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 2.1: Santuário

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum