CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Scorpion em Ter Maio 02, 2017 12:31 pm

Há pouco tempo atrás, a nave de Máxima pousou na Irlanda, mas logo ela foi recepcionada pelo exército e sabia que, mesmo com seus poderes, uma entrada hostil não era amais inteligente. Em poucos minutos ela foi abordada por Maxwell Lord, que dizia representar a organização S.T.A.R.
Após um certo tempo de conversa, Máxima deixou claro os seus objetivos naquele planeta e Max Lord prometeu auxiliá-la a encontrar o espécime perfeito para repopular Almerac, mesmo que ele tivesse de ser feito em laboratório. Tudo o que a Imperatriz precisaria fazer era colaborar com o projeto da União Europa pelo tempo em que estivesse no planeta.

O primeiro pretendente que Máxima de Almerac teve foi um importante jogador de Rugby Australiano chamado Nick Youngquest, conhecido por ser garoto propaganda de perfumes e marcas de cuecas.



Conhecido no planeta Terra por ser um espécime que as mulheres julgavam ideal, esta foi a primeira tentativa de Max Lord de agradar a Imperatriz de Almerac. O jogador, desinformado das origens de Máxima, tratou de sair com a mesma. Então, os dois foram convidados à premiação conhecida como European Scream Awards, que apesar de ser sediado este ano na Inglaterra e envolver "European" no título, abordava fãs e celebridades do mundo todo e de todas as áreas.

Sentado há apenas algumas fileiras à frente estava o astro da música mundialmente conhecido como Ziggy Stardust, ou a identidade terrena do Alien chamado Starman. Ziggy não foi apenas convidado, como também era um dos indicados em diversas categorias, como melhor músico, melhor música e o prêmio David Bowie, criado este ano em homenagem ao cantor falecido.

A cerimônia foi apresentada por diversas celebridades e os prêmios foram quase todos como o previsto, como Ziggy vencendo o prêmio de melhor músico e o prêmio David Bowie, Harrison Ford e Mark Hamilton recebendo menções honrosas por seu trabalho em Star Wars e James Cameron recebendo um prêmio pelo filme de Avatar 2, que era o primeiro 3D que não necessitaria de óculos especiais.

Outros prêmios foram verdadeiras zebras... Stephen King foi desbancado por um jovem autor que escreveu um livro sobre o desaparecimento misterioso de sua filha, Rihanna ganhou o prêmio de melhor melodia com uma música infantil que falava de garotas que se matavam por levar um fora e a nova temporada Gossip Girl ganhou o prêmio de melhor série dramática nas costas da última temporada de Game of Thrones, o que deixou o pobre Martin quase a morrer do coração, pobre gordo...

No encerramento, Ziggy Stardust cantaria uma canção em homenagem a David Bowie, falecido há pouco tempo. O músico subiu ao palco, as luzes ficaram mais fracas e o solo de "Heroes", de 77 começou a tocar. A cerimônia foi um pouco emocionante, visto que muitos amigos de Bowie estavam na platéia. Porém, quando as luzes se acenderam, uma mulher gritou!

????: AAAHHHHHHHH!!! O que é isso?

Havia um homem debruçado sobre o pescoço de um convidado, que tremia em espasmos... quando ele levantou a cabeça, podia-se ver que o homem possuía a boca imunda de sangue e os olhos amarelados e ameaçadores. Ele grunhiu como um animal e saltou pra cima da mulher que havia gritado, para atacá-la!



Aquilo foi o estopim para uma confusão começar. Pessoas começaram a correr, derrubando as cadeiras, taças de champanhe e o caos tomou conta do lugar!

Então, mais 4 convidados aleatórios exibiram faces monstruosas e presas enormes, além de olhos amarelados... grunhiram e voaram para cima de convidados que tentavam fugir!

Nick Youngquest estava nitidamente assustado, mas pretendendo se dar bem com Máxima e desconhecendo a origem da bela mulher, ficou à frente dela e bradou.

Nick: Fique atrás de mim, mulher! Eu a protejo!

Ziggy ainda estava em cima do palco e via tudo aquilo começar a acontecer... o que fariam? Revelariam suas origens e suas intenções? Ou fugiriam como as baratas que não eram, como os mortais comuns?

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2458
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Convidado em Ter Maio 02, 2017 3:29 pm

Chegar a terra; Check!
Chegar não ofensivamente: Check!
Manter relações com pessoas de alto escalão: Check!
Deixar claro seus propósitos: Check!
Concordarem com seus propósitos: Check!
Ser apresentada para um parceiro ideal: Check!

E tudo saia perfeitamente...

Jantar com pessoas famosas e importantes: Check!

Era muito Glamour, e era disso que ela precisava. Sua missão estaria pronta bem mais rapido que imaginara.
Jantar, música, boa companhia, Máxima já não via a hora de saírem de lá para poder conhecer mais aquele homem de qualidades únicas.

Enquanto conversaram, Máxima pode aproveitar para ter um pouco de contato humano, alem da simpatia e e belo sorriso, ela também pôde sentir o bíceps do jogador algumas vezes enquanto iram juntos.

As luzes começaram a diminuir, o clima estava ficando bom.... quando o momento perfeito é bruscamente interrompido por um grito de horror:


????: AAAHHHHHHHH!!! O que é isso?

Então todos puderam observar uma forma humanóide debruçado sobre um corpo, sujo de sangue, e já partindo pra cima de outra pessoa.

Então começou a balbúrdia, pessoas correndo, gritando... e todos estavam estragando o SEU JANTAR!!!
Sua vontade era de mandar todos sentarem de volta e seguir com seu jantar. Porém, o caos já estava estabelecido.
Foi então que, aquele belo exemplar de homem parte em sua frente:

Nick: Fique atrás de mim, mulher! Eu a protejo!

Maxima, suspira e ao mesmo tempo solta uma risada alta e gentilmente passa a frente de  Nick. Após isso, fecha a cara e grita ferozmente:





- COMO OUSA ATRAPALHAR MEUS OS PLANOS?


Maxima usa sua telecinese e tenta pegar o "vampiro" no ar enquanto ele salta para a sua próxima vítima e o atira contra a parede com força.




PORÉM...

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Convidado em Ter Maio 02, 2017 9:36 pm


Todo artista tem de dominar a arte de sorrir mesmo quando só o que se quer é chorar. Somente aceitei o convite para me apresentar nesta premiação porque teria mais uma oportunidade de transmitir minha mensagem ao público. Mas o ambiente ao meu redor nada mais é que um espetáculo de futilidades e vaidades. Ninguém nesta plateia está interessada em arte, cultura ou paz. Todos estão compenetrados em seus próprios prazeres terrenos. Tanto potencial desperdiçado! Esse comportamento blasé tem sido o principal obstáculo em minha luta pela regeneração da humanidade. Esses ouvidos estão surdos para as mensagens de minhas canções. Pelo menos, em um nível consciente. Talvez seja uma ideia utilizar recursos subliminares nas próximas composições.
Para piorar as coisas, nem mesmo tive a chance de encerrar minha apresentação, pois fui interrompido quando pessoas na plateia sofreram ataques repentinos de criaturas sedentas de sangue. As criaturas tinham aspecto humanoide, mas só carregavam vagos traços humanos. Desde que migrei para a Terra nunca fui informado da existência de seres com essas características. Obviamente, os humanos possuem suas lendas e crenças, mas nada que eu já tenha visto na Terra tem paralelo com tais criaturas.
Ainda que confrontos físicos me desagradem, é o momento do artista sair da cena e do herói entrar em ação. A grande maioria dos convidados partiu quando surgiu sinal de perigo, com  a exceção de uma bela mulher, que não parecia assustada com a ameaça representada pelas criaturas da noite. Não tardou para que um deles testasse a coragem dela. Por sorte, o monstro foi erguido milagrosamente do chão, como se tivesse sido puxado por mãos invisíveis. Realmente foi muita sorte, pois eu não teria sido rápido o bastante para proteger a donzela daquela investida. Mas ela será cercada pelos demais membros do bando em instantes. Então voei na direção da contenda e disparei uma rajada estelar entre a mulher e os monstros. Em seguida, ordenei que ela deixasse o local: - Afaste-se, senhorita! Procure um local seguro. Eu cuidarei dessa monstruosidade.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Scorpion em Qui Maio 04, 2017 11:21 pm

Aquela poderia ser a noite perfeita, apesar de que apenas para a Imperatriz de Almerac, talvez... porque Starman não estava muito satisfeito com o público fútil que tinha. Apesar de tudo, talvez tocar o coração dos ricos e poderosos com a sua música se tornasse efetivo. Algumas pessoas ali era verdadeiros ícones e seguidores de opinião.

Porém, o que parecia ser uma noite de glamour e muita bebedeira se transformou em uma baderna e com muita bebedeira sanguínea. Por serem ambos de origem alienígena, tanto Starman quanto Máxima eram muito pouco familiarizados com o conceito de um vampiro.

Quando o primeiro saltou sobre Máxima, Nick se mostrou um verdadeiro covarde, indigno dos óvulos Almeracianos!

Nick: Você quem sabe... AAAHHHH!!!

O grandalhão deu um grito e saiu correndo e escondeu-se debaixo de uma das mesas.

Então, Máxima segurou no ar o vampiro e o arremessou para o lado com força, chocando-o contra uma coluna e desacordando-o.

Foi nessa hora que Starman, mesmo surpreso sem saber o que aconteceu entrou na luta visando proteger Máxima, que era a única que ainda restara no local. O músico disparou uma rajada estelar de energia cósmica entre as criaturas e Máxima. Por incrível que pareça, mesmo sem acertar as criaturas, aquilo teve um efeito curioso...
Quando a rajada atingiu o chão, mesmo sem atingí-los, as rajadas causaram queimaduras leves nas criaturas, que urraram de dor!

V1: AARRGGHHH!!! ISSO QUEIMA!!!

V2: Fujam! Contem ao mestre sobre o homem que controla o Sol! Eu o segurarei!

Então, os outros dois se colocaram em fuga, correndo em direção às grandes janelas e pretendendo fugir por elas.
O que prometeu ficar fez um arco com uma das mãos, como uma criança jogando água numa piscina e com um movimento arremessou em velocidade uma grande mesa contra Starman, que não teve muito trabalho em desviar. Debaixo da mesa estava Nick, que olhou com espanto e lágrimas nos olhos!

V2: Maldito! Você feriu meu irmão preferido!

Então, o vampiro agarrou Nick pelo colarinho e se preparou para jogar um jogador de rugby de 120kg, que gritava como uma adolescente contra Starman.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2458
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Convidado em Sex Maio 05, 2017 11:18 pm

Surpreendentemente não era somente ela que guardava “segredos” naquele local, o cantor premiado da noite também tinha seus segredinhos.

Por um segundo ela olha para o “cantor” e ergue as sombrancelhas em sinal de surpresa, mas isso poderia ser visto posteriormente.

Então um dos elementos coordena a saída dos demais de lá, pegando o seu antigo “date” e pretendendo arremessá-lo contra Starman.

Ela já tinha o visto esquivando da mesa facilmente, como Nick já não servia para mais nada, ela deixaria Starman lidar com isso.

Desta forma, ela voltou-se aos fugitivos... Segurando ambos com telecinese, impedindo eles de se moverem, falando:




- Quem vos deixou sair? Não sabem que só poderão ir, com a minha permissão!? E vocês não tem a minha permissão!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Convidado em Qua Maio 10, 2017 1:36 am

Essas criaturas da noite mostraram algo que eu ainda não havia visto em toda minha longeva existência: a total ausência de compaixão. Mesmo em Talok III, o mais violento guerreiro ainda era capaz de expressar condolências pelos companheiros caídos e nutrir amor pela pátria e pela família. Mas essas monstruosidades só buscam a saciedade de seu prazer, no caso, o sangue. Diante de tamanho horror, a convicção que eu vinha preservando foi abalada. Como acreditar na plenitude da paz quando existem seres incapazes de coexistir em harmonia?
Para um sanguessuga como aquele, o outro é nada mais do que uma fonte de alimento. Não existe qualquer empatia. Eu abandonei Talok III porque reneguei a guerra. Mas nesse caso eu teria outro recurso senão a contenda? Como convencer um ser sedento por sangue a contrariar sua própria natureza? Seria uma necessidade biológica ou psicológica? Seja como for, eu não tive muito tempo para pensar, pois o ser sanguinário arremessou um dos civis na minha direção. Então utilizei minha força e agilidade para apanhar o sujeito no ar. Soltei o homem com cuidado no instante seguinte. A companheira dele já não estava mais por perto. Sem mais pessoas para proteger, fiquei livre para confrontar o sanguessuga. Optei, contudo, por exigir respostas antes de efetuar um novo ataque. Parte de mim crê que ainda há outra alternativa para esse dilema.

- Explique-se, criatura! Por que você e seus irmãos necessitam de sangue com tamanha intensidade? Vocês nasceram assim ou escolheram essa sina? E quem é o mestre que você mencionou? Responda-me ou serei obrigado a usar meu poder. E pelo que constatei, meu poder não faz bem a sua laia.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Scorpion em Sex Maio 19, 2017 1:54 am

A noite de Máxima e Starman estava longe de ser convencional. Enquanto Máxima estava frustrada por Nick não ser exatamente o "macho alfa" que Max Lord prometeu, Starman estava abismado com aquele tipo de criatura, incapaz de compaixão que não fosse por si próprio.

A rainha de Almerac então parou com sua mente dois dos vampiros que tentavam fugir pela janela.

V1: Mas que droga é essa?

V2: Eu não sei! Não consigo me mover!

V1: Aquela bruxa horrorosa deve estar a fazer algo!


Enquanto isso, Starman mostrava um tanto de compaixão ao lidar contra o homem que arremessou Nick contra ele. O cantor agarrou Nick e o colocou em segurança, que agradeceu e começou a correr desesperadamente, derrubando mesas e cadeiras. Então, ele indagou o vampiro...

V3: Seu poder nos fere, homem que dispara o Sol, não posso negar.... mas trair o nosso mestre? Nunca! Sim... nós bebemos sangue e adoramos isso! Temos de fazer para sobreviver, mas não quer dizer que não gostamos de fazê-lo! Você culparia aqueles que têm prazer em comer um cheeseburguer por terem matado a vaca? É a natureza... a cadeia alimentar... e nós estamos no topo dela!

Então, o vampiro saltou quase que suicidamente na direção de Starman, visando atracar-se com ele e mordê-lo.

Enquanto isso, Máxima segurava dois dos outros vampiros. Foi quando um deles disse:

V1: Dois podem jogar este jogo!

Foi nesse momento que uma mesa voou na direção de Máxima, acertando-a e fazendo-a perder a concentração. Então os dois vampiros estavam soltos. Um deles correu para cima dela, mostrando que tinha grande velocidade, enquanto o outro começava a levitar duas mesas e algumas cadeiras, arremessando-as em direção da rainha de Almerac.

V2: Nós podemos morrer, mas nunca trairemos o nosso mestre! O verdadeiro senhor do Medo!

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2458
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Convidado em Qua Maio 24, 2017 5:58 pm

A resposta da criatura reforçou a ideia de que o mal estava enraizado em sua natureza. Lesar pessoas era o propósito de sua criação. Em sua perspectiva distorcida, o indivíduo comparava o ato de beber sangue humano com o de devorar carne animal. Mas considerando a forma humanoide do sanguessuga, diria que ele e seus pares são variantes da raça humana. Portanto, eles são canibais e o canibalismo é um ato torpe demais para ser justificado com alusões a cadeia alimentar.
Além do quê, os humanos não são consumidos pelo desejo da carne na mesma proporção que essas coisas buscam o sangue. Humanos, ao menos, possuem a capacidade de alterar sua dieta básica se assim quiserem. A sociedade humana desenvolveu uma série de hábitos viciosos, mas existe sempre a possibilidade de combatê-los. Eu mesmo fui acometido pelo prazeres terrenos. Em alguns momentos, eles ampliam minha percepção. Em outros, privam-me do foco necessário para realizar minhas atividades diárias. É necessário toda a minha força de vontade para conservar um pensamento objetivo sequer. Essas criaturas, contudo, tomaram um caminho sem retorno. Poderiam eles consumir o sangue de animais como fizeram os humanos? Provavelmente. Mas são egoístas demais para cogitar qualquer temperança.
Desde minha chegada no planeta Terra, eu procurei ser o mais pacífico possível, mesmo quando a reação humana a minha presença era hostil. Mas neste caso, a argumentação se tornou inviável. Como incutir uma nova ideia numa mente que tem um desejo fixo? Todos os seres são constituídos de uma infinidade de pensamentos e sonhos. Mas não essas criaturas. A consumação de sangue é tudo o que elas aspiram a ter. Portanto, palavras eram irrelevantes. Eu finalmente me deparei com uma situação de hostilidade em que o clamor da paz não traria resultados. Então quando a criatura saltou na minha direção, eu não tive outra opção senão obliterar sua existência com uma rajada cósmica concentrada. Observadores dirão que eu emanava ódio na ocasião, mas, na verdade, chorava por dentro.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Convidado em Seg Maio 29, 2017 1:56 pm


V1: Mas que droga é essa?

V2: Eu não sei! Não consigo me mover!

V1: Aquela bruxa horrorosa deve estar a fazer algo!


E aqueles projetos de terráqueos falavam demais! Máxima devia ter calado suas bocas com telecinese.

Enquanto Starman mantinha uma conversa sobre alimentação, Máxima decidia o que iria fazer com aqueles dois presos que não calavam a boca.

Foi então que algo surpreendeu a rainha de Almerac:

V1: Dois podem jogar este jogo!

E uma mesa veio em sua direção, fazendo-a perder a concentração por alguns instantes, permitindo que os mesmo soltassem de sua telecinese e partissem para cima de Maxima.

Agora sim um desafio mais interessante. Máxima teria de lutar de corpo e mente.
Ela tinha resistência e força extremamente aumentadas, e era uma exímia lutadora... Então saltou pra cima do telecineta deles dando um soco com força em sua cara, e sempre de olho no mais veloz, somente bloqueando os seus possíveis ataques.

- Vamos ver se você sabe lidar com isso também!



V2: Nós podemos morrer, mas nunca trairemos o nosso mestre! O verdadeiro senhor do Medo!


- Não me conheciam parasitas, pois hoje será o dia que sentirão medo!

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Scorpion em Dom Jun 18, 2017 10:11 pm

Tudo aconteceu muito rapidamente. Starman achava que acabar com a vida de um parasita urbano era algo meio que errado, mas mesmo assim ele o fez, pois sabia que aquelas criaturas nunca parariam. Então, ele disparou uma rajada concentrada, que cobriu por completo a criatura, transformando-a em pó, instantaneamente.

V2: NÃÃÃO, BRAUNER!!!!!!

Aquilo foi algo que se tornou deveras frustrante para Máxima, pois quando Starman obliterou a criatura, as outras duas viraram pó no meio do caminho, fazendo com que o murro de Máxima acertasse apenas o ar.
Ambos viraram pó....

Logo, os montes de pó brilharam com uma forte luz branca e desapareceram, sem deixar vestígios, com exceção de uma página de livro que caía balanceando como uma rede ao vento, direto ao chão. Quem a pegasse poderia ler.

"Os vampiros andavam em Gangues. Alguns deles andavam sozinhos, mas estes eram apenas os mais poderosos. Nesta cidade andavam apenas três: Mike, Bale e Brauner. Brauner era o mais antigo e retinha o poder dos três, porém, era o mais esquentado... será interessante ver como ele se sairia liderando-os. Uma onda de violência sem fim..."
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2458
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Convidado em Dom Jul 02, 2017 10:32 pm



Ao me deparar com o mal em sua essência, eu não tive outra escolha senão liberar meu poder do modo mais destrutivo possível. Foi como voltar a época em que eu seguia o caminho do guerreiro aprendido em Talok III. Uma época que eu gostaria de esquecer.
Mas não tive tempo para lamentar o ocorrido. A mente ficou ocupada com o surgimento de mais um enigma. Quando eu obliterei aquele que supostamente parecia o mais forte dos sanguessugas no local, os outros também foram obliterados. Era como se as vidas de ambos estivessem atreladas umas as outras. Que espécie de conexão é essa? Eu sabia tão pouco. Mas o lado positivo é que nenhuma daquelas criaturas atacaria pessoas inocentes novamente.
Falando em inocência, notei que a suposta donzela em apuros não parecia tão indefesa assim. Enquanto outros fugiram, a bela dama de cabelos ruivos permaneceu no salão e desafiou as criaturas. Não sei se foi coragem ou tolice. Será que ela teria condições de cumprir seu desafio?
Eu levitei em posição de meditação na direção da ruiva estonteante enquanto lia a página do livro que os sanguessugas carregavam. Vampiros? Então é assim que eles são chamados pelos terráqueos? Pelo menos, é o que o escrito diz.
A anotação avulsa relatava a rotina e os métodos dos três sanguessugas. Quem escreveu aquelas notas sabia que o tal Brauner era o mais forte do trio e que as vidas dos demais estavam associadas a dele. Ao que parece, o autor do livro talvez tenha orquestrado o ataque dos tais vampiros. Mas com qual propósito? Como o autor do livro se beneficiaria? Aparentemente, o autor desconhecido tinha interesse em arruinar a premiação desta noite. Não há como supor outra coisa no momento.
Eu teria de investigar o mistério com mais afinco para obter uma resposta mais objetiva. Talvez eu precise de um aditivo para pensar melhor. Abrir as portas da percepção pode me ser útil. Mas não agora. Após ler e reler a folha de papel, eu tomei a decisão de deixar o recinto.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAP.1.2 - NOITE DAS ESTRELAS MÁXIMAS

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum