Livro 1: Ás de Copas

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Nikita em Dom Maio 14, 2017 7:04 pm

Vampira, atualmente treina alguns estilos de luta, além de tentar controlar os seus poderes, ou aprender a lidar com eles.
Mas, de certa forma, poder socar alguém, a deixava mais animada.

Agora com a apresentação dos inimigos, eles tinham duas opções, dois "ases", mas seu alvo inicial seria o ás de copas. Já estavam proximas e claramente fora ela que deixou aquele lugar daquele jeito.


Ás de Copas:- Esqueci de me apresentar, meu nome é Ás de Copas e estou bem curiosas para conhecer todos vocês!


Vampira voa e tentando chamar a atenção para ela responde:

- Sabe que eu nunca fui muito boa com jogos de azar, mas tem outra coisa que eu me dou muito bem!


Tocá-la ainda não seria a sua primeira opção, talvez se tivesse de lidar com o teleportador.
Cajun começou os protegendo de algumas rajadas, Ciclope partiu pro ataque.

Vampira decide se afastar um pouco dos dois, o que tornaria mais difícil dela acertar a todos.
Sobrevoando, vampira tentará dar a volta e pegá-la por trás, ou chamar a atenção para si.
avatar
Nikita

Número de Mensagens : 34
Idade : 32
Data de inscrição : 21/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Pedro H. Oliveira em Qua Maio 17, 2017 12:35 pm

Dentro da Casa:

O Homem Múltiplo confrontou o mutante que estava junto a garota dizendo que ele e seus companheiros haviam matado todas as pessoas naquele lugar ao congela-los. Tal comentário fez a garota que ali vivia começar a se voltar contra o homem que até poucos minutos atrás estava prestes a convence-la a seguir com ele.

- De fato minha companheira exagerou em seu movimento de congelar a todos e foi contra minhas recomendações. Mas eles não estão mortos, eu desliguei a mente deles para que não sofressem quando isso aconteceu. Inclusive, se o amigo de vocês com poderes de fogo quiser descongelar eles eu posso traze-los de volta a consciência.

Ele para por um instante de falar e cerra os olhos ao olhar para fora.

- Nossos aliados estão em combate. Eu havia pedido para eles protegerem a entrada para que não tivéssemos curiosos ou pessoas nos atrapalhando, mas não era para isso acontecer... O mundo não é tão seguro assim para nos... pelo menos não até o presente momento. As pessoas temem e odeiam aquilo que não conhecem e para manter os nossos seguros que existe o Santuário. Quando as pessoas começarem a nos aceitar, estaremos de portas abertas para uma convivência pacifica e duradoura entre nossos povos. Além disso, é uma forma de protegermos nossas crianças de serem usadas por pessoas que querem se aproveitar de nos. Um lugar onde não precisamos nos esconder atrás de máscaras, onde podemos aprender uns com os outros sobre nossos poderes e ajudar outros a controla-los. Vocês são bem vindos, principalmente sendo quem são... alunos do Xavier.

***

Nas Ruas:

Os combates entre X-Men e Asses continuava frenético e difícil para os Filhos do Átomo. Alguns deles perceberam que estavam em desvantagem, pelo fato de terem sido divididos e a dupla trabalhar de maneira sincronizada. Aqueles que enfrentavam a Ás de Copas começavam a sincronizar um ataque combinado, principalmente entre Gambit, Ciclope e Homem Múltiplo.

Scott aproveitou os movimentos de seu companheiro ladinho que bloqueavam as rajadas de gelo de Copas para atirar, mas não visando atingir diretamente a garota, mas sim o Homem Múltiplo que criava uma espécie de circulo ao redor da garota. O disparo atingiu o objeto que seu companheiro carregava e ricocheteou para uma de suas copias que fazia o mesmo, deixando-a presa no centro de tantos disparos, mas o que não era esperado por todos foi que no instante em que seria atingida, Vampira e Medula partiram para ataca-la, fazendo com que as três fossem atingidas e levadas ao chão. Além disso, no instante do impacto, a pele de Vampira tocou a de Copas fazendo com que a mutante absorvesse suas memórias e lembranças.

Escalpo e Wolverine foram os únicos que ficaram lutando contra Paus, que devido a sua velocidade conseguiu derrubar a dupla sem muita dificuldade. Ele estava prestes a mata-los quando viu sua aliada caindo devido ao ataque de Ciclope e, por isso, se transporta para o lado da garota e a tira de lá, voltando com ela novamente para a porta da casa.

- Sie Maden! Sie verletzten meine geliebten Oya und jetzt mit ihrem Leben bezahlt!

O mutante estava tão irritado que nem percebeu que estava falando tudo em alemão. Porém, antes que pudesse fazer qualquer coisa, ele foi atingido por uma rajada de energia foi a nocaute junto de sua amiga. Quando os X-Men olharam ao redor, notaram a presença de um aliado


- Precisamos sair daqui agora! Foi uma péssima ideia termos vindo...

David interrompe sua fala quando perceber que as coisas ao redor começaram a tremer. Os hidrantes começavam a estourar por toda a rua, os alarmes de carros apitavam antes de serem jogados para os céus. Uma esfera de metal então caiu do céu e começou a pairar sobre os corpos de Copas e Paus até que ela absorveu os dois e desapareceu em alta velocidade voando por onde veio.

***

Dentro da casa, todos sentem as coisas tremerem e a preocupação de Quentin se torna evidente para todos ali.

- Isso é mal! Muito mal! Precisamos sair daqui o quanto antes. As coisas lá foram acabam de perder o controle e se acontecer o que eu acho que vai acontecer... seus amigos estão em sérios apuros. Karolina, eu sei que é pedir demais acreditar em alguém como eu que acabou de entrar na sua vida e seus companheiros simplesmente quase mataram todos os vizinhos, mas eu te peço... venha comigo! O mesmo vale para vocês, me sigam e consigo garantir a segurança de vocês! Você é uma telepata, leia a minha mente e provarei que estou dizendo a verdade!

***

Os X-Men no lado de foram começam a ouvir uma voz difícil que parecia ser eletrônica e difícil de compreender. Ao ouvir pela primeira vez, a expressão de David se tornava de alguém desesperado e realmente com medo.

- David... finalmente voltamos a nós encontrar... Se me lembro bem, eu havia lhe feito uma promessa... entre em meu caminho e seria a ultima coisa que faria na vida... Acredito que esse dia chegou

Num piscar de olhos, uma figura humanoide vestindo uma armadura surge atrás do X-Man.


- Diga 'oi' para seu pai!

Uma peça gigantesca de metal atinge o corpo de David vindo por trás. Ela não chega a atravessar, mas é o suficiente para ferir o homem que cai no chão diante daqueles que ainda estavam de pé.

- X-Men... vocês ainda são fracos e não tem poder suficiente para me enfrentarem. Xavier fez uma péssimo trabalho com vocês... ele os deixou sem treinamento o suficiente... Mas não se preocupem, vou deixa-los vivos por agora simplesmente para que vocês possam levar o corpo de David para ele... digam que foi o pagamento de cinco atrás com juros embutidos... e digo mais... digam que Magneto mandou lembranças!

Enquanto voava para os céus, a casa em que Lady Mental e os demais estavam é envolvida por uma esfera de metal semelhante à que levou os demais e segue junto à Magneto. Antes de desaparecer de vista, o local volta a tremer e, uma por uma, todas as casas da vizinhança começam a ser destruídas de dentro para fora por canos de metal que saiam do solo. Aquele lugar havia se tornado um monstruoso cemitério de metal contorcido... e no centro estavam os X-Men com vários de seus companheiros abatidos...

_________________
avatar
Pedro H. Oliveira

Número de Mensagens : 850
Idade : 26
Data de inscrição : 25/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Qua Maio 17, 2017 7:44 pm

Pour mon portefeuille volé!

As meninas assim como meu parceiro ao lado tentam uma "jogada ensaiada", mas Ciclope as ignorou e seu ataque confundiu tanto nossa inimiga quanto as nossas garotas.

Por que ele tentou potencializar esse "zig-zag" de novo ao invés de atacar a mulher diretamente? Eu já tinha aberto a guarda dela!

Parece não consegui deixar claro o que eu fiz. Talvez se a telepatia tivesse ajudado

Não somos bons em táticas em equipe... Isso nos custa todo o outro time!

O teleportador surge, após abater Escalpo e o Carcaju sem dificuldade. Mas David, que até agora não tinha feito nada, resolve aproveitar-se e aparecer para pegar o "cara de diabo" de surpresa! Ótimo, mas é bem ruim ouvir ele dizer que não deveríamos estar aqui!

Não imaginei o quanto que ele tinha razão.

De repente metal surge de toda parte, esferas levam nossos oponentes e... A casa?!

Outra figura aparece, atacando sem que tenhamos tempo para reagir e aparentemente matando David!

As três caem, sendo que duas dessas garotas são nossas aliadas, tudo desmorona como um castelo de cartas sobre o comando de um sujeito de elmo vermelho que se diz
pai do David! Magneto, era esse o nome. Que clichê, para um sujeito que mexe com magnetismo.

Tento então me aproximar de Medula e Vampira para ver com elas estão.

Vários corpos agora de vizinhos congelados e metade da equipe arrebatada... Abaixo a cabeça enquanto tento pegar Medula nos braços.

-Vamos, monsieur Summers. Não temos muito o que fazer. Vamos leva-los para o instituto. Monsieur Múltiplo, poderia ajudar a carregar os que ficaram...?

Vampira e Medula tentaram agir no mesmo ritmo que eu, Múltiplo e Ciclopes tentaram outra tática. Nenhum de nós venceu, David esta morto e os assassinos estão livres com nossos colegas como reféns. Viemos direto para uma armadilha...

_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2572
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Pedro Malasartes em Qua Maio 17, 2017 11:22 pm

Quando fui soldado do Clube do Inferno, fiz coisas que não inspiram orgulho, mas ao menos meu trabalho era mais simples. Porque eu era um atirador solitário. Trabalhando sozinho eu não tinha de me preocupar com a integridade de outras pessoas. Mas as coisas mudaram quando ingressei no Instituto Xavier. Agora eu tenho aliados. É meu dever zelar pelas vidas deles. No entanto, ainda tenho de aprender a lidar com isso. Imagino que Wolverine esteja passando pela mesma situação. Ambos temos mais experiência em combate do que a maioria da equipe, mas nunca fizemos parte de um grupo antes. Não estamos acostumados com esse tipo de cooperação num confronto. Não por acaso, desconsiderei as ações de meus colegas quando projetei um novo efeito ricochete para derrubar Ás de Copas. Medula e Vampira avançaram na direção da inimiga naquele instante.

- NÃO! MEDULA! VAMPIRA! A RAJADA VAI... Não tive tempo suficiente para alertar as duas de que aquela aproximação era arriscada. As duas tiveram o mesmo destino de Ás de Copas e foram atingidas em cheio pela rajada.

O incidente lembrou o quanto meu poder é instável e perigoso. Desde que meu dom mutante surgiu, venho lutando para mantê-lo sob controle. Mas sem as lentes de quartzo-rubi eu sou uma verdadeira bomba humana. Como soldado do Clube do Inferno, eu machuquei pessoas, mas nunca apreciei isso. Desta vez, o desgosto que estou sentindo é maior. As coisas ocorreram tão rápido depois disso que não tive tempo de remoer minha culpa. Logo o Ás de Paus retirou sua colega caída do local e voltou para o revide. O filho do Professor X cuidou do demônio vermelho. No entanto, o suposto mentor dos Ases revelou sua face. Aparentemente, ele tinha alguma história com o Professor X. Sem misericórdia, ele matou David. Em seguida, levou com ele Lady Mental, Tocha e a nova mutante.
A moral dos membros da equipe ficou em baixa depois dessa grande derrota, em especial, a minha. Gambit tratou então de nos tirar daquele estado de impotência. Segundo ele, não havia mais o que pudéssemos fazer ali. Mas ele não estava exatamente correto.

- Vamos, Monsieur Summers. Não temos muito o que fazer. Vamos leva-los para o instituto. Monsieur Múltiplo, poderia ajudar a carregar os que ficaram...?

- Eu carregarei Vampira para o jato. É o mínimo a fazer depois do que causei a ela. Eu espero que ela se recupere e possa me perdoar. Mas antes de partir, eu creio que seria válido resgatar as pessoas nos esquifes. Enquanto estávamos em elo telepático com Lady Mental, o telepata dos Ases revelou que bloqueou as mentes dos civis que foram congelados. Eles não estavam mortos. Embora Tocha não esteja mais conosco, existem outros métodos a nossa disposição para retirar os inocentes dos blocos de gelo.

Após argumentar com Gambit, levei Vampira para dentro do Pássaro Negro. Após deixá-la confortável, acionei o dispositivo de bordo ligado ao sistema do Cérebro. A assinatura da nova mutante ainda estava registrada no sistema. Talvez fosse possível rastrear em pleno voo. Gambit afirmou que a melhor saída no momento é retornar para o Instituto Xavier. Mas não me sinto bem em deixar colegas para trás. Antes vou me certificar de que temos ou não meios para seguir Magneto aonde quer ele vá com nossos amigos.
Sinceramente, tenho pena do sujeito, pois sei que ele cometeu um grande erro ao raptar Lady Mental. Ela demonstrou mais competência nessa missão do que todos nós. Será um páreo duro mesmo para alguém pomposo como Magneto.


_________________
avatar
Pedro Malasartes

Número de Mensagens : 45
Idade : 33
Data de inscrição : 23/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Scorpion em Sex Maio 19, 2017 2:59 am

Não foi a melhor estréia do mundo, mas Escalpo estava bem. Que belo papelão... tomou a maior surra de sua vida, mas como Wolverine apanhou junto, não era de toda a vergonha, certo? Por sorte, o corpo de metal fez com que ela tivesse a moral muito mais machucada do que o corpo.

Ela começou a erguer a cabeça apenas para ver que David estava ferido. Os membros do grupo diziam que David estava morto e isso quase fez com que ela tivesse os olhos encharcados. Mais do que rapidamente ela se levantou, fazendo certo esforço e correu até David, colocando o dedo em sua garganta para sentir a pulsação.

Paige: Pessoal! Pessoal! Ele não está morto, mas a pulsação dele está bem fraca! Ele... ele precisa de auxílio médico!

Foi então que Ciclope e Gambit conversaram e Scott havia dito que pretendia salvar as pessoas ali, pois muitas delas estavam vivas ainda. Ela ouviu Ciclope dizendo que Tocha não estava mais entre eles, mas que haviam outras maneiras de fazer aquilo... e haviam mesmo.
Paige timidamente se pronunciou...

Paige: Alguém tem de levar David a um hospital. Scott, eu sei que não sou o Johnny, mas...

A pele de Paige começou a derreter, fazendo subir no ar aquele cheiro de cabelo queimado... logo a pele derretia e ia caindo ao chão, dando lugar a uma bela adolescente em chamas.



Paige:...eu posso ajudar se vocês quiserem. Eu realmente gostaria de ajudar estas pessoas, afinal... não foi pra isso que o professor Xavier nos uniu?

Aguardava a resposta dos líderes. Paige não tinha confiança ou moral para sozinha decidir o que deveria ser feito pelo grupo.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2326
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Ricardo Sato em Sex Maio 19, 2017 5:27 am

Dentro da casa.....

Tudo acontece tão rápido que não há muito o que fazer...mas numa coisa Quentin ta certo,temos que cair fora.

-Olha aqui,não sei nada dessa parada de "desligar a mente" mas duvido que a hipotermia e as paradas cardíacas vão ligar pra isso,e sendo um telepata ler sua mente não é descobrir a verdade é um exercício de quem tem a "pica mental maior",com per dão da má palavra....mas você ta certo em uma coisa,TEMOS QUE SAIR DAQUI....ei Maddrox.

O Maddrox que estava escondido aparece.

-Me ajuda com os velhinhos.....se tem uma chance deles sairem dessa temos que tentar,vamos pular dessa jangada enquanto ainda dá tempo.

Os dupes tentarão sair antes do metal se fechar ou pedir aos seus companheiros telecinéticos e atiradores de fogo abram um caminho em último caso usarão gás da cozinha pra arrombar uma passagem,a garota,lady Mental e Tocha podem voar e Maddrox pode uar a energia da queda pra ir criando cópias e amortecer o impacto se não estiverem tão alto....e Quentin que se f"!@#.

---------------------------------------------------------------------
Lá fora....


-Escalpo ta certa,não vamos fechar o caixão do David sem nem verificar,ei galera temos que tirar o máximo que der de gente e colocar na nave perto dela pra descongelar e vocês dois ai tragam os kits médicos que pegaram antes...cirurgia não dá,mas eu sou paramédico,vou fazer o que der por ele até chegarmos em casa.....e alguém sabe quem é o cabeça de balde e o que ele tem contra nós?

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1268
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Saulo Campagnolo em Sex Maio 19, 2017 5:10 pm

Medula começa a se recuperar do raio de Ciclope. Seu corpo regenerava rapidamente, mas sabia que mais gente teria sido atingida junto dela.

- "Mas que merda.. um bando de ratos bêbados sabem coordenar melhor um ataque do que isso."

Carregada por Gambit, Sarah se vê em uma situação que acha extremamente desconfortável, não gosta de ser tocada. Assim que possível, avisa o "francês":

- "Pode me largar, ruivo. Eu consigo caminhar por mim mesma."

Parecia grossa, estúpida, mas era proposital. Odiava receber ajuda. Odiava PRECISAR de ajuda.

De dentro da nave, enxerga a coisa toda ir pelos ares do lado de fora e só pensa que gostaria MUITO de sair logo dali.

- "Não sou nenhuma estrategista de plantão, mas acho que ninguém aqui é." - Medula fala a frase com o intuito de machucar o ego dos presentes - "Mas eu acho que a gente devia sair daqui o quanto antes possível".

Saulo Campagnolo

Número de Mensagens : 10
Idade : 33
Data de inscrição : 01/05/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Pedro Malasartes em Sex Maio 19, 2017 10:12 pm

Minha intenção era seguir o rastro de nossos colegas desaparecidos, mas um alerta fez com que eu mudasse de ideia. Nós fomos muito prematuros quando determinamos que David estava morto. Felizmente, Paige verificou o corpo dele em busca de sinais de vida.
Scorpion escreveu:

Paige: - Pessoal! Pessoal! Ele não está morto, mas a pulsação dele está bem fraca! Ele... ele precisa de auxílio médico!

Scott: - Então não temos outra alternativa senão voltar para o Instituto Xavier. Creio que a Doutora MacTaggert é mais do que capacitada para cuidar de David. Em um hospital, ele provavelmente não seria atendido. Mutantes geralmente não são. E não podemos nos dar ao luxo de chamar esse tipo de atenção. Nós teremos de conter o sangramento e torcer para ele aguentar até a chegada em Westchester. Prepararei o jato para partir de imediato.

Enquanto eu cuidava dos preparativos para a viagem, Paige removia as vítimas da Ás de Copas dos esquifes de gelo. Aparentemente, o poder dela é mais versátil do que imaginei. Voltar para o Instituto Xavier se tornou a única opção. Afinal, Xavier nos deve respostas sobre seu "amigo" magnético.

_________________
avatar
Pedro Malasartes

Número de Mensagens : 45
Idade : 33
Data de inscrição : 23/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Nikita em Dom Maio 21, 2017 11:38 pm

E estava tudo certo, estratégia boa, cercamos ela. O lado que tomasse a atenção dela, deixaria uma “abertura” para que ela atacasse.
Parecia o plano perfeito, mas as coisas não saíram como planejado.
Ciclope utilizou de uma manobra, disparando uma rajada optica, porém ao ricochetear, acertou Vampira empurrando-a para o chão.
Ciclope realmente poderia lançar rajadas fortíssimas, o que não foi o caso. Mas tudo não importava mais.... com o impacto ela voou para cima da “ás de Copas” tocando sua pele.
E então tudo escureceu.
...

Acordando, Vampira surpreende-se ainda nos braços de Ciclope, rapidamente se recompõe, tomando cuidado para não encostá-lo.

Mas como poderia ter desmaiado assim? Seria a força da rajada de Ciclope, ou as memórias que teria tido de Ás de Copas.

Vampira levanta, ainda sem jeito olha pra fora e diz:

- Mas que @#$@% tá acontecendo ali?!
avatar
Nikita

Número de Mensagens : 34
Idade : 32
Data de inscrição : 21/04/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Guima em Ter Maio 23, 2017 10:11 am

Na casa onde o mutante responsável pelo congelamento da vizinhança, Lady Mental se depara com seu agressor psionico. Falastrão e convencido ele se gaba de seus feitos e do grupo que pertence. Ele se apresenta sobre o nome de Quentin Quire, vulgo As de Espadas. Seu potencial telecinetico e telepático é de alto nivel e Jean Grey pode sentir isso na pele. Seu poder rivalizava com o dela, podendo até mesmo ser superior. Quentin tentava convencer Karolina de acompanha-la com ele. Na verdade seu intuito era o mesmo que o dos X-Men. Se ele era uma pessoa boa ou não, Jean não sabia. Por isso tentou entrar na mente de Quire como o mesmo pediu...Mas ela sabia que Quire poderia levantar escudos psionicos para ocultar pensamentos. Então, Jean fez a uma varredura comum, mas antes de terminar emitiu um rasgo psionico afim de desestabilizar Quire e tentar arrancar algo que o mesmo escondia.


- Sinta-se desculpado. Idiota. - Disse Jean retribuindo o ataque de Quire.


- Sua propaganda sobre o santuário é muito bonita Quentin Quire. Mas vai precisar mais do que palavras para me convencer. Eu também não confio muito em Xavier, mas quando eu mais precisei foi ele quem me acolheu e não você. Então sua oferta terá de ser mais generosa. Deixe que Karolina escolha qual lugar ela queira ir. Ela é livre pra isso.


De maneira súbita, Jean sente a mente de David gritar de dor. Ela vira-se para trás e vê outro mutante aparecendo no local. Seus poderes pareciam dar ao mesmo controle sobre metais... Ele ataca David perfurando o peito com uma haste de metal. Furiosa, Lady Mental desfere um empurrão telecinetico contra Quire apertando-o com força contra a parede.


- Então tudo foi uma distração? Os olhos da mascara emitiam um brilho azulado intenso - Porque isso, porque? - Jean fechava as mãos com raiva... a manifestação de sua fúria refletia na sua telecinese que esmagava ainda mais Quentin contra a parede.


A casa então começa a flutuar e é arrancada do solo. O mutante que atacara David era responsável por isso e ele estava levando todos os que estavam na casa com ele, encobertos por um campo de força magnético. Lady Mental abandona Quentin e expandindo sua telecinese tenta criar uma ancora telecinetica afim de evitar que a casa fosse levada aos ares pelo outro mutante.

_________________
avatar
Guima

Número de Mensagens : 2222
Idade : 32
Data de inscrição : 12/12/2009

Ver perfil do usuário http://www.remistico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Livro 1: Ás de Copas

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum