EPÍLOGOS

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

EPÍLOGOS

Mensagem  Scorpion em Seg Ago 01, 2016 12:32 am

NATE REYNOLDS

O capitão da... nave... tentou ligar os painéis, mas eles não funcionavam. Na verdade, eles haviam tido sorte que a nave não explodiu com a queda.

Nate teve os primeiros socorros dados por Slimp. Entretanto, com a chegada dos mestres, foi o mestre Mundi que fechou os seus ferimentos.



Sim, eles ainda doíam um pouco e uma pequena cicatriz ficou no lado direito de seu peito, mas... ele iria sobreviver. Para a sorte de Nate, Mestre Mundi era um dos maiores mestres na arte da cura pelA Força, tendo em vista a natureza pacifista dos Cereanos.

O Conselho Jedi enviou uma equipe de mecânicos de naves e reposição de peças e em dois dias a nave de Nate já estava reparada. Reynolds foi convidado à Corruscant, até o templo jedi, onde recebeu uma espécie de medalha da Ordem Jedi, agradecendo pelos seus trabalhos. Entretanto, Lugan ainda não havia esquecido de Nate. O cristal negro estava em posse do Conselho Jedi e eles dificilmente o entregariam a um chefe do crime como Lugan. Além disso, Nate havia destruído uma nave extremamente cara, que estava em sua posse: a Crimson Destiny... e isso irritou mais ainda o mafioso. Ele colocou um preço alto pela cabeça de Nate Reynolds... tão alto que Nate mesmo pensara em se entregar, só pela recompensa. Afinal, a falha de Nate e a falta de uma punição colocava a reputação do homem em risco.

Desta forma, Nate não viu alternativa a não ser fugir de Corruscant e ir para outro lugar. O curioso foi que ele ganhou um parceiro: Slimp, o Ewok não tinha interesses em se tornar um jedi. Ele queria viver grandes aventuras e como auxiliar de piloto, ele iria aonde nenhum Ewok jamais foi!

**************************************************************

FAITH LEHANNE

Antes de Faith entrar na caverna, um dos mestres jedi aceitou curar a sua perna, o que não foi muito difícil, tendo em vista que foi um tiro de raspão.

Depois de que todo os problemas no templo de Korriban acabou, Faith teve de aceitar uma carona de volta para Corruscant, onde também recebeu de Mace Windu uma medalha agradecendo a ajuda que ela prestou à Ordem Jedi. Mas antes, ela teve uma conversa com Slimp, que estava muto animado em encontrá-la.

Slimp explicou para ela que ele havia tido uma sensação estranha no mercado em Cerea em um dos membros do grupo, mas não sabia em relação a quem era. Quando ele contou a Mestre Mundi, este sugeriu que ele se infiltrasse na nave de Nate e agisse como um trunfo. Então, Mestre Mundi comunicava-se com Slimp para saber tudo que estava ocorrendo, mas que ele só viu que Voors era um traidor quando ele tentou matar Nate. Então, Slimp imitou Rowena e conseguiu ajudar a salvar a vida de Reynolds. Ele também disse que não tinha mais interesse em ser um jedi e que gostaria de ser um Aventureiro das Estrelas, como ela e Nate. Como Faith trabalhava sempre sozinha e sua nave era para apenas uma pessoa, Slimp teve de se contentar em virar o parceiro de Nate... as coisas erradas que Nate ensinaria para Slimp... só o tempo diria.

Em Corruscant, Lugan havia ficado furioso por Reynolds não ter sido abatido e também colocou uma recompensa pela cabeça de Faith. Como a caçadora era ainda mais famosa, a recompensa por ela foi ainda maior. Sendo assim, Faith também teve de deixar Corruscant, ao menos até as coisas esfriarem.

Ela então foi procurada por Jango Fett.

Jango: Eu fui contratado para emprestar meu material genético para um experimento de clonagem, Lehanne. Parece que alguém quer criar um exército de guerreiros e quer o gene dos Mandalorianos neles, por conta de nossas capacidades. Eu aceitei e os créditos são muito bons apenas por algumas agulhadas. Se você quiser, os seus genes também são bem vindos, afinal... você também descende da nossa raça. O convite está aberto e eu parto amanhã... como eu disse: os créditos valem à pena.

Cabia a Faith decidir se iria ou não.

**********************************************************

NISA E LAK'TUR

Nisa escapou da morte por pouco. Lak'Tur conseguiu escapar com ela e eles embarcaram na mesma nave que Dag Oneth havia reservado para a fuga.
Enquanto um dos droids pilotava, Dag Oneth só observava Lak'Tur programar a mesa médica para curar a sua amada Nisa. Uma enorme cicatriz ficou ao lado do umbigo de Nisa e mais ódio ela colocou em seu coração.

Sarin: O homem que tentou matá-la chama-se Darth Maul. Um assassino Sith que serve à um mestre que eu desconheço, mas que não é Darth Nihillus. A razão por ele estar ali e atacá-la... eu não sei. Mas tudo indica que se ele foi ordenado a garantir o cumprimento do ritual, então talvez o mestre dele tenha ligação diretamente com Darth Nihillus.

Passando um pouco de tempo, Darth Sarin olhou para Lak'Tur e disse para ambos.

Sarin: Você criou um ser eficiente para protegê-la, Nisa... mas frente à um jedi, ele é pouco mais do que nada. Me lembre... o nome antigo dele era... Katarn, certo? Hmmm... Isso é interessante... onde eu já ouvi este sobrenome?

Ele riu ironicamente.

Sarin: É claro... como pude esquecer? Katarn... este é o antigo nome de uma das 7 "famílias" jedi. Talvez... talvez ainda haja resquícios dA Força no seu sangue. De qualquer forma... qualquer um pode ser ensinado a usar um sabre de luz.

Ele jogou um sabre de luz para Katarn e acendeu o seu...

Sarin: Pegue! Seu treinamento começa agora! Se você nos vai ser útil... então, por enquanto, será o meu aprendiz!

**********************************************************

ROWENA

Rowena conseguiu ajudar Seraph derrubando os droids com seu Empurrão dA Força, mas pouco ela pôde fazer contra Darth Maul. Quando os mestres invadiram e Darth Maul fugiu, Rowena foi levada até o templo jedi, onde ela foi entrevistada pelo conselho...

Eles fizeram diversas perguntas e os testes com ela e a jovem passou em todos. Entretanto, ela era velha demais para ser uma Padawan e perigosa demais para ser deixada solta pela galáxia. Até descobrirem o que os Siths queriam com a garota, ela devia ficar sob proteção da Academia Jedi. Para isso, Rowena então passou a morar dentro da academia e a frequentar as mesmas aulas que crianças de um terço da sua idade.

Após algum tempo no templo, Rowena tinha pesadelos quase todos os dias. Ela sentia uma presença maligna em seu quarto, observando-a enquanto dormia e tinha sonhos com Darth Nihillus quase sempre. Às vezes, Rowena tinha casos até de sonambulismo, acordando no meio do corredor, ou próxima à uma sacada, há dezenas de metros do chão.

A jovem passou alguns meses até que ela foi chamada frente ao conselho. Foi a primeira vez que Rowena foi àquela sala desde quando fez os testes.

Mace Windu: Nós te chamamos aqui, pois um dos Padawans foi promovido à mestre recentemente e ele precisa de um aprendiz. Ele disse que como o mestre dele acreditava em você, ele preferia a honra em ser seu mestre. Entre, mestre...



Mace Windu: Kenobi.

******************************************************************

SERAPH

Por mais que talvez fosse a reação esperada, Obi-Wan não hostilizava Seraph por não ter ido ajudar Qui-Gon. Talvez Obi-Wan até entendesse que a vida de seu mestre não poderia estar acima do ritual Sith que estava sendo realizado.

Seraph e Obi-Wan foram levados até o Conselho, onde a sua desobediência foi julgada. Apesar de alguns mestres como Mace Windu terem ficado bem desgostosos com a desobediência, a maioria dos mestres, como Yoda, Kloon e Mundi entendiam que a morte de Qui-Gon não fora culpa da desobediência e que se eles não os tivessem desacatado, o ritual Sith teria sido completado.

Obi-Wan possuía uma idade mais avançada e habilidade que Seraph e, com a morte de Qui-Gon, ele foi promovido à mestre. Seraph, por sua vez, não foi. Os mestres entenderam que o treinamento dele foi comprometido pelo Lado Negro, quando Dag Oneth o nomeou mestre jedi. Então, Seraph voltou a ser um Padawan. A razão era entendível: Seraph não possuía experiência e Dag Oneth se aproveitou de sua influência para promover o aluno mais rapidamente e tirá-lo da academia. Aquilo podia ter custado a vida de Rayte Odan, Padawan de Seraph...

Entretanto, nem tudo eram lágrimas. Pois onde algo morre, outra coisa floresce no lugar. Se Seraph seria novamente um Padawan, ele precisava de um mestre. Ele foi convidado a sair da sala e retornou depois de quase 1 hora de discussão. Mace Windu, que era o porta-voz do conselho anunciou.

Mace: Seraph... O conselho debateu e depois de muito especular, decidiu que, se você pretende trazer justiça para a alma de seu antigo mestre, você deve continuar o seu treinamento pelas mãos daquele que treinou o seu próprio mestre.



Yoda: Ir agora, nós devemos, Padawan. Pela frente, muito trabalho, teremos...

*******************************************************************

NOTA: PESSOAL. SE MAIS ALGUÉM QUISER FAZER ALGUM TIPO DE DIÁLOGO ESPECIAL, ACHANDO QUE OS QUE ESTÃO POSTADOS AQUI NÃO SUPREM TUDO QUE VOCÊS PRETENDIAM DIZER, ME PROCUREM NO FB OU POR MP QUE PODEMOS FAZER ESSE DIÁLOGO, OK?

AGORA CADA UM DE VOCÊS DEVE ME PASSAR UMA MP SOBRE O QUE FIZERAM NOS 5 ANOS QUE SE PASSARAM. EU JOGAREI 1 DADO PARA VER QUÃO BEM (OU MAL) FORAM OS OBJETIVOS DE VOCÊS... ENTÃO, EU POSTAREI OS PRÓLOGOS DO SEGUNDO EPISÓDIO. AS INSCRIÇÕES PARA OS NOVOS JOGADORES FICARÁ ABERTA ATÉ O FIM DOS PRÓLOGOS. DEPOIS, NÃO ADIANTA MAIS CHORAR. SE ALGUÉM FOR MUDAR DE PERSONAGEM, DEVE ME AVISAR COM ANTECEDÊNCIA E SEGUIRÁ A REGRA DE XP DE MORTE, OK?

NOTA 2: XP SENDO POSTADO!

NOTA 3: NÃO POSTEM AQUI!

ABS!

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2429
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum