CAPÍTULO 3

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

CAPÍTULO 3

Mensagem  Scorpion em Ter Jan 19, 2016 1:06 am

REYNOLDS, FAITH E SERAPH

De longe os heróis podiam ouvir a cantoria dos Ewoks pelo seu líder morto... para alguns deles, era uma canção de partir o coração, especialmente de Slimp, que deixava o seu lar, com seu líder morto para trás e sua família em um lar quase destruído por uma batalha que não era deles. O jovem Ewok levava preso ao pescoço o cordão de Dauk, que continha um cristal negro e que intrigava Seraph.

Os heróis seguiram por uma trilha na floresta e já podiam ver o Sol raiando, deixando a floresta menos escura e em consequência, menos sinistra. Então, a floresta deu para uma clareira, onde os heróis viram um POD de escape totalmente destruído e esmagado. De fato, nada poderia ter sobrevivido àquilo. Olhando no POD, eles podiam ver que não havia ninguém... apenas um pouco de sangue. Também havia sangue no chão, adentrando na floresta...

Foi quando eles começaram a ouvir um som vindo da floresta. Slimp tirou desajeitadamente o arco e armou a flecha, esperando para alvejar qualquer ameaça que saísse dali. Mas os mais perceptivos deles, Reynolds e Seraph conseguiam ouvir uma voz conhecida... ALC-1, que falava sem parar.

--------------------------------------------------

ROWENA E JOSHUA

Rowena havia acordado daquele sonho e os dois haviam partido. A melhor estratégia era seguirem as pegadas do Gorax pela manhã, então os dois teriam de voltar para o POD de escape e ver de onde o Gorax teria vindo.
Ouvir aquela idéia não agradou muito a cabeça de ALC-1, que logo protestou, da forma educada de sempre...

ALC-1: Francamente, mestre Katarn. Ir até o lar daquela temível criatura não é o mais indicado. Deveríamos procurar uma maneira de pedir socorro para Corruscant! O senhor não devia dar ouvidos à uma moça que conheceu ontem e... o que foi isso?

Assim que saíram da floresta, Rowena e Katarn deram de cara com 3 dos companheiros antigos de Katarn. Ela logo reparou que um deles, o mais sereno, portava vestes muito parecidas com as que Dag Oneth usava. Eles estavam ali, parados, olhando para vocês.

Então, antes que pudessem trocar abraços e beijos, os heróis viram uma nave entrando na atmosfera da Lua de Endor e indo.... exatamente para a montanha onde eles pensavam em ir! Entretanto, não era uma nave da República... era uma nave da Câmara do Comércio!

-----------------------------------------------------------

NISA


Mansão Vallorum

Nisa acordou radiante naquela manhã como em nenhuma outra. Depois de se levantar, as criadas Twi'Lek entraram nos aposentos da jovem Vallorum e começaram a organizar o quarto, mesmo que não houvesse quase nada desorganizado, enquanto um dos droids de limpeza entrava no quarto. Seu pai já encontrava-se sentado à mesa comendo umas frutas selecionadas para um homem da idade dele.



Finis: Bom dia, minha querida.

Ele desejou bom dia sem desviar os olhos do holográfico que informava as notícias. Quando sentou, um droid veio servir o que Nisa normalmente comia no café da manhã. Depois que as notícias acabaram, ele desligou a holografia e cruzou os dedos, olhando para a sua filha.

Finis: Bem, minha filha. Eu sei que já tivemos esta conversa várias e várias vezes, mas eu decidi por você. Passou-se do tempo em que você deveria estar casada. Sei que o assunto não lhe agrada, mas eu prometi ao Senador Pandorum que conversaria com você a respeito. Eu entendo o que você vai argumentar, mas você deve entender que um casamento entre nossas duas famílias pode...

Então, um droid interrompeu o Chanceler.

Droid: Perdão, mestre. O senhor Lugan está aqui para falar com o senhor. Diz ele ser muito... importante.

Finis: Mande-o entrar.

O droid saiu e logo ele voltou, trazendo o Senhor Lugan, que Nisa já ouviu falar sobre ser um dos homens mais ricos e influentes de Corruscant.

Lugan: Bom dia, Chanceler... Senhorita, Vallorum.

Finis: Bom dia, Senhor Lugan. Toma café conosco?

Lugan: Receio que não, Chanceler. Infelizmente venho ser o portador de más notícias.

Ele olhou os dois nos olhos. O Chanceler parecia não haver ligado os pontos, mas Nisa era esperta e sabia... Lugan era o dono da nave que levou seu irmão mais velho para uma missão diplomática em Endor.

Lugan: A nave que eu emprestei à Ordem Jedi e ao seu filho, Chanceler... foi atacada. Os registros informam que foi obra da Câmara do Comércio. Pods de Emergência foram acionados, mas não há garantias de que o seu filho, o Embaixador estivesse...

Finis: Saia! Saia já!

O grito dele ecoou pela sala. Poucos homens gritavam com Lugan daquela maneira e ainda tinham a língua para falar, mas o Chanceler era um deles... Enqaunto Lugan saía, o Chanceler levava as mãos à cabeça e coçava os cabelos brancos. Ele esticou as mãos, pedindo as mãos da doce e linda filha e as pegou, olhando-a nos olhos.

Finis: Dawis... ele é forte. Ele tem o nosso sangue. Ele está bem... ele tem de estar bem!

O Chanceler procurava fios de esperança nos olhos negros da filha. Encontraria...?

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2292
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Ricardo Sato em Ter Jan 19, 2016 1:44 am

A noite tinha sido estranha,como um sonho ruim a tristeza era paupável no ar,o que era ainda mais aparente para Seraph.
Tentara salvar o chefe mas seus ferimentos estavam além de seus poderes,Seraph tentava caminhar no equilíbrio da força,agora ele percebia que inconsciêntemente evitava aprofundar-se tanto nos poderes mais agressivos quanto nos mais misericórdiosos da força e tudo que pode fazer foi retirar um pouco da dor do velho ewok.
Esse era mais um erro que pretendia sanar,embora ainda não soubesse em qual se focaria primeiro...um problema mais imediato porém se revelava,enquanto o enterro de Dauk era preparado Seraph desceu da árvore e seu receio se tornava real,o inimigo sobrevivera.
Em sua mente ainda martelavam dois fatos peculiares,o cristal e o ewok que encontrou naquele lugar.
Ao se preparar para sair eles seguiam Slimp a sua casa e os olhos de seus companheiros checavam cada objeto,aparentemente Slimp não se importava com isso.

Não desejo nada,mas se precisarem ajudarei a levar o que acharem útil.

Enquanto o seus companheiros vasculhavam Seraph toca o braço de Lehane para chamar sua atenção em privacidade.

É uma pessoa complicada senhorita Lehane,mas ainda estou inclinado a acreditar que ao menos em parte sua simpatia para com o pequeno seja verdadeira e por isso há algo que devo lhe alertar.
Sith não é um nome próprio,é o nome de uma antiga ordem,oposta em ações e ideologias aos Jedai,e aquele homem sobreviveu...mais do que isso ele voltará.
Preciso que me ajude a guardar Slimp,pois acredito que o que aquele homem quer seja aquele cristal,nunca vi um como esse e teria de testar para ter certeza,mas aquilo se parece com os cristais focalizadores usados nos sabres de luz.
Mesmo que todos possam usar qualquer sabre,os cristais tendem a facilitar certos usos da força,por isso cavaleiros com táticas parecidas costumam usar sabres da mesma cor....e se um sith quer aquilo não pode ser bom.


Seraph então se afasta da mulher,esperando ter uma aliada na proteção de Slimp,levaria os objetos que os outros não conseguissem levar mas não tinha preferências quanto a isso.

--------------------------------------------------------------------------

Mais tarde se aproximavam do pod de seus companheiros perdidos,ele fôra atacado de forma atroz mas aparentemente ninguém tinha morrido....ao menos ali.
Enquanto investigavam um som chamou a atenção de Seraph,Slimp assustavasse e tentava preparar uma flecha,Seraph então gentilmente abaixa a arma do Ewok.
Ele não podia entendê-lo mas o jedai esperava que pudesse sentir suas intensões.

Acalme-se pequeno,e quando for necessário confie na força para guiá-lo...mas agora não é a hora para  combate...

Ele então eleva sua voz um pouco para que todos pudessem ouvir.

Tivemos sorte é ALC-1...e ao que parece Katarn está com ele.

O jedai se preparava para cumprimentar o soldado mas a figura ao seu lado lhe chama a atenção,porém antes que pudesse indagar uma nave passava por eles em direção a montanha e Seraph a seguia com os olhos...algo lhe dizia que aquilo não era bom.

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1230
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Jor-El em Ter Jan 19, 2016 1:58 am

Caramba! Esse ewoks iam ser excelentes em Tatooine. Iam recolher sucata como ninguém. E tem umas coisas muito legais. Não tao bacana quanto as coisas que estavam no enterro do grande chefe cacique supremo, mas dava pro gasto. Pego o blaster sobressalente e uma célula de energia, pro caso de precisar de uma recarga, fora apenas uma granada de kabum, que eu prefiro evitar. Eu seria inútil com a faca e a Lehane provou que manda bem com as granadas. Eu não era a favor de colocar o peludinho junto da gente, mas eu honestamente duvido que a gente conseguisse se livrar dele. Ele provavelmente ia se agarrar na perna da Faith e só ia sair na base de porrada. Vai ser o jeito. Apenas espero que ele saiba que a gente não vai fazer uma excursão escolar ou coisa do tipo e eu não me responsabilizo por eventuais mortes ou mutilações.  

Nate: Tem certeza que não vai querer nada, Seraph? Mais pra mim.

A caminhada foi tranquila. O nosso grupo parece cada vez mais bizarro. Um contrabandista, uma caçadora de recompensas, uma guerreira de uma ordem milenar e uma bola de pelos armada ate os dentes. Ou seriam presas? No entanto, o pod que encontramos estava vazio. Claro que estava vazio. Facilitar pra que? E ainda por cima essas marcas não ajudam muito. Acabamos de encarar um maniaco. Não precisamos de um bando de criaturas que podem estraçalhar a gente.

Nate: Slimp, tem como cheirar esse sangue. Rastrear( dou uma fungada pra ele entender).

Mas, do nada, eu reconheço o barulho de um dos droids. O menos irritante. E um dos membros parece estar com ele. Menos um. Faltam mais do que eu gostaria que estivessem longe da gente. Mesmo assim, continuo com o blaster em punho. Eu não gostei nem um pouco das marcas, muito menos do sangue. E, acreditem, eu pensei sobre a minha morte algumas, principalmente quando eu fiquei perto dela. E eu me recuso a ela acontecer num planeta esquecido, perto do pior grupo já concebido na historia.


Última edição por Jor-El em Ter Jan 19, 2016 2:15 pm, editado 1 vez(es)

_________________
avatar
Jor-El

Número de Mensagens : 993
Idade : 26
Data de inscrição : 11/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Alexandre em Ter Jan 19, 2016 7:18 am

Faith fazia mais uma de suas expressões "estranhas", como uma adolescente ouvindo os pais darem um discurso e que deveria estar apenas absorvendo parte do que era dito com as palavras de Seraph.

- Ja havia entendido mais ou menos isso...Vermelho e preto são "cores do mal"? Vocês realmente tornaram esse esquema de cores bem óbvio...

Mas entendia a parte de proteger Slimp.

Eu.

A mercenária louca
Que não sabe nada da força
Que não pode ter um sabre de luz.
Arremessadora de granadas.
Aquela que venderia um de vocês pela espada que Vors carregava.

Ok. Entendido.

Apesar que não era ele que havia os salvo minutos antes?

-------------------

Não havia muito a dizer a respeito do que havia acontecido com os Ewoks. Ficar em silêncio e respeitar o que tinha acontecido era bem melhor. Entretanto, ao menos não precisavam mais sentir aquele sentimento de culpa baseados no que Dauk falava para Slimp. Não achava necessário explicar o que Dauk dizia para Slimp nos seus momentos finais, era algo mais entre eles.

Talvez estivesse ficando molenga...

Slimp aproximava-se da jovem caçadora de recompensas e constatava o que ela e talvez os demais ali ja imaginavam. De qualquer forma, ela explicava para os demais, sempre se voltando a Seraph:

- Ele disse que precisa levar a pedra sagrada deles para longe da aldeia, que foi isso que atraiu aquele cara. Estamos prontos quando quiser Slimp, mas fique esperto e de olhos abertos comentava apontando para os próprios olhos e depois para Slimp, em uma ação que parecia mais engraçada do que qualquer outra coisa.

Uma vez frente ao que parecia ser o maior sinal de "modernidade" viu que Nate evitava a faca. Bom, ela parecia ser a unica ali a saber lutar com armas brancas e com reflexos o bastante para combate corpo a corpo. Observou o objeto o girando nas mãos por alguns instantes imaginando qual seria o seu "alvo de testes" no caminho. As granadas não pareciam tão interessantes mas ja haviam ajudado uma vez...

"Em caso de emergência".

- Slimp...Essa aqui, parece diferente. Sabe porque? - Questionava sobre a granada azul obviamente. Assim como Reynolds, carregar uma célula reserva parecia util mesmo para alguém com duas armas. Não fazia grande questão de carregar o resto das coisas, mas melhor carregar.No pior cenário Nate pode vender para alguém depois...

Iniciavam a caminhada e não demoravam muito para encontrar a outra capsula de resgate que havia escapado da "chuva de fogo". Enquanto Reynolds parecia mais interessado no droid a frente e nas pessoas com ele, assim como Seraph ela direcionava os olhos mais para a nave acima, pensando a respeito do que se tratava.

- Amigos seus?

Olhava para Nate, como se nada mais acontecesse ali.

Apesar que o tempo todo, algo acontecia naquele planeta.

_________________


"I'm the guy who died playing the game your way, and didn't even get a gravestone as thanks. And you know what? That's fine by me, because now I know how the world really works."


"Just you and me, children. Saving the world. From itself."

avatar
Alexandre

Número de Mensagens : 409
Idade : 33
Data de inscrição : 07/09/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Darbis em Ter Jan 19, 2016 8:46 pm

~Voltando do precipício para o POD~

ALC-1: Francamente, mestre Katarn. Ir até o lar daquela temível criatura não é o mais indicado. Deveríamos procurar uma maneira de pedir socorro para Corruscant! O senhor não devia dar ouvidos à uma moça que conheceu ontem e... o que foi isso?

...orte é ALC-1...e ao que parece Katarn está com ele.

Hmmm... Barulho... Parece que tem... Ahhh... O resto do bando. Mas nada do Embaixador...


- Hmmm... Sobreviveram é? Mas nada do Embaixador Almofadinha.

Não estou com saco pra reencontros, quanto menos pra...

- ...

O que diabos é essa coisa peluda? Filhote daquele gorila gigante? Esse dia nem começou e já está esquisito...

*Olha pra cima e vê a nave da federação do comércio*

- Merda... Garota, vê a nave? Está indo pra onde queremos ir.

*Com um cutucão Katarn aponta a nave para Rowena e sem dizer mais nada além de um rosnado ele segue adiante*

- HRRR...

Nós temos duas opções não é mesmo? Se o Embaixador morreu, a federação quer o corpo pra fazer chantagem. Se não, eles querem a bunda macia dele pra fazer chantagem maior ainda! Eu só espero que aquele almofadinha metido a besta esteja vivo. Meu relatório vai ser bem curto nessa missão se ele tiver morrido.

*Katarn aproveita que Seraph se distraiu com a garota para não cumprimentá-lo e passou direto seguindo a trilha do Gorlax*

_________________


Sabe porquê eu posso? Porque meu pai é o Batman!
avatar
Darbis

Número de Mensagens : 391
Idade : 28
Data de inscrição : 27/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Renata C. em Ter Jan 19, 2016 11:20 pm

O cansaço havia tomado conta da jovem. Era praticamente impossível prosseguir daquela maneira. Além disso, a noite em Endor deveria ser perigosa, o que tornava o mais prudente a fazer eles dormirem ali e seguirem o caminho ao amanhecer. Rowena não demorou para adormecer, pois seus olhos estavam pesados...

---

Ela não se lembrava de já ter estado ali antes. Em meio às ruínas, a jovem caminhava. O silêncio ali era tanto que ela era capaz de ouvir as batidas aceleradas do próprio coração. Porque, para caminhar ali, você teria que olhar bem onde pisava, Rowena. Haviam muitos deles no chão. O que ela sentia? Era difícil explicar... Mas a jovem evitava a todo custo olhar aqueles rostos. Caminhava cuidadosamente... para não pisar em ninguém. Aquele caminho tortuoso pareceu durar horas até que finalmente o corredor chegou ao fim.

Ela estava em um lugar onde havia uma estátua... sem a cabeça...

A voz, Rowena, ela chamava você. A figura de negro aparecia e estendia a sua mão para a garota. Rowena deu um passo para trás. Não, ela não queria todo esse poder. Queria?

Olhou para a sua mão e novamente teve a impressão de ver as próprias veias escuras, assim como as unhas. Ela...

Acordava com Katarn a chamando. A visão turva pelo sono logo focalizava a imagem do soldado. Rowena nada falou, apenas soltou um longo suspiro, ajeitando o cabelo para trás, antes de levantar-se e seguirem as pegadas do Gorax.

----

A sensação de quão real o sonho foi ia passando conforme ela ficava desperta completamente. Havia muito a ser feito.

ALC-1 parecia reclamar do fato deles estarem refazendo o caminho que o Gorax havia feito, tentando descobrir de onde ele viera. Rowena franziu o cenho ao dizer que Katarn não devia dar ouvidos a uma moça que havia acabado de conhecer. Ela protestou com ALC-1, mas era de uma forma bem humorada, rindo em seguida.   - Ei, isso foi rude!

Quando eles finalmente saíram da floresta e chegavam ao pod abandonado, davam de cara com três outras pessoas.. e um Ewok! Katarn falava com eles, ficava simples de deduzir que eles se conheciam. Mas aqueles dois homens definitivamente não eram os que estavam no pod que caiu com Katarn, embora Rowena os tivesse visto apenas de relance. Olhou para eles e... um jedi? As roupas deles lembravam as do seu mestre.

Rowena olhava fixamente para ele, se perguntando o motivo dele estar ali. E Seraph, você podia notar pelas vestes e pelo sabre de luz preso ao cinto que ela era uma aprendiz. Rowena faz uma leve reverência para cumprimentá-lo. Em seguida se apresentou para todos. - Meu nome é Rowena, eu procuro meu mestre Dag Oneth.

Mas não houve tempo para explicar melhor. Aquela nave também chamava sua atenção.

Katarn dizia que a nave estava indo exatamente para onde o rastro levava. Era verdade... Uma estranha coincidência.  E então o soldado sai sem falar nada, seguindo atrás da nave.

Ok, alguém tinha que explicar. Era uma aprendiz jedi, mas não deixava de ser uma jovem de 17 anos. Então ela ficou meio... tímida. Afinal não sabia direito quem eram aquelas pessoas. - Ahn..  Nós estamos seguindo o rastro da criatura que destruiu o pod para saber o que aconteceu com as outras pessoas que estavam lá.

Esperava que fosse o suficiente para que eles os seguissem atrás da nave. Caminhava com certa urgência, para alcançar Katarn.

_________________
avatar
Renata C.

Número de Mensagens : 483
Idade : 32
Data de inscrição : 27/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Qua Jan 20, 2016 8:34 am

Casamento...? Eu realmente não tenho como pensar nisso agora com meu irmão desaparecido. De forma cruel o rico Lugan lembra ainda mais sobre o sumiço do meu irmão. Isso é pior do que pensei.

-Escute, pai. Tenho certeza que ele esta bem, mas precisamos ver o que fazer daqui para frente. Como eu te disse, eu enviei um comunicador e o rastreio seria com certeza guiado diretamente para onde ele esta, não? Precisamos enviar alguém para checar... Creio que ele também vai precisar de ajuda. Agora quanto a casar, eu preciso verificar alguém que seja do meu agrado. E infelizmente cuidando de ajudar o meu irmão, isso se torna tão difícil... Entende?

Eu me sento próximo a ele, seguro sua mão e olho em seus olhos.

-Você é um dos homens mais poderosos da Galáxia. E deve confiar plenamente que tudo dará certo... Deve confiar em si mesmo e em seu julgamento. Em breve ele estará conosco para tomarmos café e rirmos de novo de alguma aventura. Podemos seguir o sinal dele e enviar um grupo de reconhecimento. Que tal?

Sorrio enquanto o encho de esperanças, em seguida o abraço. Em breve iremos ter mais boas notícias com certeza.

_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2528
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Scorpion em Qua Jan 20, 2016 5:10 pm

TODOS

O Ewok deu de ombros para Faith quando ela perguntou se ele sabia o que a granada azulada fazia.

Slimp: Slimp não saber. Slimp nunca jogar esse Kabum! Querer que Slimp jogue pra Faith ver o que Kabum fazer?

A viagem seguiu e logo o grupo acabou se reunindo...

ALC-1: Veja, mestre Katarn, são nossos antigos companheiros! Que notícia mais agradável para esta gloriosa manhã. Eu bateria palmas se ainda tivesse minhas mãos. Que felicidade! Agora podemos voltar para a civilização, onde eu serei consertado.

Slimp não entendeu bem que Reynolds queria que ele farejasse algo. Então, ele se limitou a imitar os fungados de Reynolds e fazer um barulho estranho com sua voz. Ele abaixou o arco quando Seraph pediu e viu que as pessoas que estavam ali não eram hostis. Seraph ouviu algo estranho, saindo da boca daquela garota. Além dela notoriamente portar um sabre duplo, ela havia dito ser discípula de... Dag Oneth?!

Foi então que uma grande nave da Câmara de Comércio passou voando muito acima deles, em direção à montanha dos Gorax. A mesma montanha que os heróis estavam a caminho.

-------------------------------------------------------------------------

NISA

A jovem filha do Chanceler rebate a razão inicial daquela conversa.

Finis: Você não entende, minha filha... eu temo estar para ser afastado de minha posição. A Princesa Amidala tem ganhado muita força no Congresso. Se tudo continuar caminhando desta forma, eu não terei outra alternativa senão me afastar de meu cargo e tudo o que nossa família possui e construiu, poderá cair por terra. Se você se ligar ao Senador, bem... você ainda terá uma chance na vida política desta galáxia. O Senador é um homem velho... você pode persuadí-lo, pode começar a galgar o seu espaço, caso... caso o pior aconteça com seu irmão.

Ela fala sobre resgatar o irmão, mandando um grupo de busca até aquele setor.

Finis: Tudo bem, minha filha... eu deixarei você a encargo disso. Por favor, não poupe despesas para trazer o seu irmão de volta, ouviu? Ele é...

"MEU FILHO PREFERIDO"?

"MEU HERDEIRO"?

Finis: Apenas... apenas o traga de volta, está bem?

Então, Nisa sentiu uma leve pontada na cabeça, como uma pequena enxaqueca que poderia começar. Ela já a havia sentido outras vezes.

Finis: Filha, você está bem?! Quer que eu chame os médicos?

----------------------------------------------------------------

TODOS



Estavam se dirigindo para a Montanha Gorax, com Slimp guiando-os à frente. O caminho não era muito tortuoso, mas era longo e chegava a ser sim um pouco cansativo. Os heróis passaram por um grande lago, onde tiveram de circundar, pois não havia o menor sinal de alguma embarcação ali. Os heróis então pararam para descansar e comer. Rowena e Katarn não tinham o que comer e nenhum dos dois era versado em sobrevivência, mas os outros ali tinham trazido suprimentos da Vila dos Ewoks epoderiam dividir, se assim decidissem.

Pessoal, considero este o ÚLTIMO turno de interação entre os personagens. Vou atualizar na SEXTA, possivelmente de manhã. Então, vocês têm posts livres até lá.

ABS!

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2292
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Ricardo Sato em Qua Jan 20, 2016 7:09 pm

As surpresas continuavam,Seraph não esperava encontrar uma aprendiz ali,muito menos a aprendiz de Dag....ele não sentia falsidade nela,o que criava novas dúvidas.
Ele buscava na memória a face da jovem entre os aprendizes,afinal ela não parecia muito mais jovem que do ele próprio.

Eu sou Seraph da ordem Jedai,se é quem diz ser então eu sou seu antecessor,graças ao apoio de meu antigo mestre Dag Oneth fui recentemente aceito como um cavaleiro completo.
Sou eu quem tenho dúvidas minha jovem,a ordem não me disse que você estaria aqui quando me pediu para procurar mestre Oneth,quando foi a última vez que o viu?


Enquanto conversavam seguiam viajem em busca dos outros,o caminho era árduo e os pensamentos de Seraph se voltavam para seu inimigo,era quase certo que o Sith tinha algo a ver com o desaparecimento de Dag.

-----------------------------------------------------------------------------------------------

Logo tinham de descansar,vendo que Katarn e a jovem Rowena pareciam desprovidos de  suprimentos Seraph reparte a porção que tem entre os trés,guardando um pouco para mais tarde.
Além disso jogava alguns objetos em direção de Katarn.

Soldado,trouxe esses equipamentos do lugar onde estávamos pois poderiam ser úteis..parecem ser partes de velhos droides de combate,se lhe interessar fique com elas.

Ele então voltasse para Rowena e a fita pensativo até falar.

...O que sabe sobre o lorde Sith minha jovem,foi ele quem pegou mestre Oneth?

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1230
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Renata C. em Qua Jan 20, 2016 9:05 pm

Rowena respondia às indagações de Seraph, conforme eles iam seguindo o caminho até a montanha.

- Eu.. não fui apresentada ao conselho ainda. Vinha treinando para me preparar para isso, mas então o mestre desapareceu. Além disso, ele estava sozinho em uma missão, quando desapareceu.

Rowena sabia que os padawans normalmente começavam o treinamento mais cedo, Dag Oneth explicou para ela. Mas ele aceitou treiná-la mesmo assim.

Era curioso também o fato de Seraph ter sido treinado por Dag Oneth. Ambos estavam ali pelo mesmo objetivo.

- O último sinal que eu tive dele foi daqui de Endor.


Haviam os fatos a omitir, como quando você disse que era membro da Ordem para conseguir uma carona até ali, para procurar o seu mestre.

Rowena puxou das vestes um projetor holográfico que responderia suas indagações, Seraph. Assim que a jovem apertou um botão, a imagem do mestre Dag Oneth podia ser vista. Ele mencionava que apresentaria Rowena ao Conselho assim que terminasse a missão em Endor. Mas de repente, foi possível ver que o semblante dele mudava para um de surpreso. E haviam uma espécie de interferência, e a imagem desaparecia. Aquela era a única pista que ela tinha, desculpe.

---

Quando finalmente pararam para descansar e se alimentar, Seraph se ofereceu para dividir com eles as provisões que haviam trazido.

Ela aceitou, e sentiu-se muito grata. As vestes que lembravam as do seu mestre, e o fato de terem outro jedi ali a deixava levemente mais tranquila. Ele deu a Katarn algumas peças que trazia consigo. Rowena olhou para o soldado de maneira curiosa.

- Será que dá pra arrumar o ALC-1?
- perguntou, agora olhando para a cabeça do droide.

Foi quando Seraph lhe fez a pergunta sobre o Sith. Lord Sith. Rowena franziu o cenho como se estivesse forçando a memória. Não dava pra ter uma reação mais sincera que a pergunta que ela lhe fez a seguir.

- O que é um Sith? - definitivamente Dag Oneth nunca tinha explicado isso para ela. Mas o tom que Seraph falou... Fazia Rowena pensar que com certeza, não era nada bom.

_________________
avatar
Renata C.

Número de Mensagens : 483
Idade : 32
Data de inscrição : 27/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Gláucio "Speedy" Gonzales em Qua Jan 20, 2016 9:41 pm

Meu pai se desvaloriza sempre. É um homem sábio e eu sinceramente não vejo como inferior a Amidala, pelo contrário. Alguém de tão sábio e competente se sentindo intimidado por uma jovem que nem deve ter vinte anos... Na verdade creio que sua sabedoria lhe trouxe humildade de ver que pode ser vencido pelo destino.

- Pai... Não seja tão modesto, ela só tem pequenas divergências com o senhor. Não que ela viria a pedir seu afastamento ou coisa assim. Agora quanto ao Senador, eu não sei. Ele subiu demais... Parece que esta nisso só pelo poder. Ela é uma moça mais determinada. Eu tenho certeza que no final Amidala perceberá o trabalho que o senhor tem feito e...


Dor. Mas logo agora?

Finis: Filha, você está bem?! Quer que eu chame os médicos?

É como se um eco soasse na minha cabeça, eu preciso checar isso depois.

Nisa: -Estou bem... só um pouco indisposta, creio que pro conta do estresse dessa história toda. O senhor falando de casamento, depois do Senador que disputa com o senhor... Eu posso ter interpretado bobagem! E acredito que seria melhor mesmo eu ir atrás de Dawis, o quanto antes ele estive em casa melhor.

_________________
avatar
Gláucio "Speedy" Gonzales

Número de Mensagens : 2528
Idade : 36
Data de inscrição : 19/01/2008

Ver perfil do usuário http://www.gonzalismoveloz.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Ricardo Sato em Qua Jan 20, 2016 9:57 pm

Seraph caminhava absorvendo o que a garota lhe dizia e tentando entender o que se passava pela cabeça de seu mestre.
Afinal sentados enquanto descansavam Rowena termina sua estranha história.

Sendo sincero não entendo o que Dag estava pensando...treinando uma padawan sem comunicar ao conselho,você deve ser muito especial.
É costume que um aprendiz comece seus ensinamentos no templo muito antes de estar pronto a caminhar com um mestre que o escolhe,e esse treinamento começa muito cedo entre 6 e 7 anos de idade...em alguns casos como o meu ainda mais cedo,eu tinha 3.
Provavelmente ele queria apresenta-la como uma cavaleira quase plena de que o conselho pudesse se orgulhar,se enganar com você teria enormes consequências para ele.

Com certeza Dag teria que enfrentar enorme resistência do conselho se apresentasse alguém muito mais velho,a idade é importante para o treinamento não só porque quanto mais velho mais difícil é aprender,mas principalmente porque quanto mais velho mais apegado ao mundo e mais experiências marcantes se tem.
A ordem jedai prega a harmonia e o equilíbrio da vida,sentimentos fortes sejam positivos ou negativos perturbam essa harmonia dentro do próprio usuário,gerando desejos egoístas e isso é um enorme perigo para alguém sensitivo a força.
Desejo,medo,raiva...até mesmo o amor podem levar ao lado negro,o lado sombrio,destrutivo,egoísta e ganâncioso por poder que existe em cada um de nós,e isso é muito mais comum de acontecer quando se viveu mais e se apegou mais as coisas.

E quanto a o que é um Sith...um sith é um sensitivo tão treinado quanto um jedai,mas totalmente consumido pelo lado negro,uma ordem voltada a tirania e assassinato que a muito tempo tentou dominar a galáxia.
Monstros que esquecem que toda vida está ligada pela força e só desejam dominar e destruir,perverter os poderes da força para alcançar seus objetivos sinistros.

O lado negro os abastece com enorme poder,mas um poder para o qual não estão preparados e com o qual farão coisas horríveis e por mais que a sedução do lado negro tente esconder isso,o preço desse poder é muito alto....é perder a si mesmo e tornar-se escravo do que há de pior na sua alma ...

Creio que isso deixe claro porque é tão perigoso para um sensitivo cair para o lado negro da força,não.

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1230
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Jor-El em Qua Jan 20, 2016 10:05 pm

Era esperar demais que o Slimp rastreasse o cheiro. Fazer o que? Ele apenas obedece a Lehane. E apenas ela entende o que ele fala. Posso apenas ter esperança de que fique tudo bem. Todos reunidos, vemos uma nave da federação comercial. Eu não gosto deles. Bando de velhos arrogantes e, ainda por cima, parece que vão fazer um boicote a alguns planetas. Não gosto disso. Apesar de boicote significar mais contrabando, os republicanos podem retaliar com um ato de guerra e, numa guerra civil, fica muito mais complicado roubar o arsenal deles. Eu prefiro tempos de paz. Pequenos conflitos sempre vão existir. Mas guerra, não. Guerra funciona pros cachorros grandes. Eu, o menorzinho, eu prefiro fazer a coisas em menor escala. Devagar e sempre.

E, por falar em devagar em sempre, que caminho grande. Ainda bem que o grupo falou em parar. Dou um pouco dos meus mantimentos para os que não tem. Não por piedade ou coisa do tipo, mas porque temos uma missão e eles vão ser inúteis se não estiverem com energia. Odeio peso morto. Perguntam sobre o Sith.


Nate: Sith não era o cara que enfrentamos? Ele tinha um sabre como o de vocês, mas vermelho e era todo mascarado. E, caso eu não tenha tido uma concussão quando ele me jogou de uma ponte, ele solta raios pelos dedos. Por que eu estou com a impressão de que isso ainda vai ficar mais estranho?

_________________
avatar
Jor-El

Número de Mensagens : 993
Idade : 26
Data de inscrição : 11/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Darbis em Qua Jan 20, 2016 10:18 pm

ALC-1: Veja, mestre Katarn, são nossos antigos companheiros! Que notícia mais agradável para esta gloriosa manhã. Eu bateria palmas se ainda tivesse minhas mãos. Que felicidade! Agora podemos voltar para a civilização, onde eu serei consertado.

*Um tapinha de leve e "carinhoso" de Katarn*

Hmmm... É né... Vai ser óóóótimo!...

~Durante a parada~

Ainda bem que eles trouxeram comida, tudo o que eu tinha já era na nave... *Katarn aceita a comida de Seraph*



Soldado,trouxe esses equipamentos do lugar onde estávamos pois poderiam ser úteis..parecem ser partes de velhos droides de combate,se lhe interessar fique com elas. - *Disse Seraph*

Hmmm... Peças... Pedaços... Fragmentos... Fiações... Dá pra fazer alguma coisa... Ainda bem que consegui pegar minhas ferramentas antes de entrar no pod... Vou ter que amarrar tudo junto e fazer uma sacola pra não precisar carregar isso nas mãos.

Será que dá pra arrumar o ALC-1? - *pergunta Rowena*



- Hmmm... Arrumar. Sim. Só gostaria de tirar essa voz irritante dele... O pequeno companheiro dele era melhor. Pena que se explodiu junto com a nave. E vê se não chora por isso ALC-1, talvez nós consigamos um novo depois.

Droides de protocolo... Se ele não fosse um droid médico eu o largaria pra trás ou o chutaria do penhasco. Mas vamos ver o que realmente temos aqui pra usar...

*Katarn começa a checar o que Seraph trouxe e escuta a conversa com Rowena*

- Hmmmpf...

Esses Jedi e suas esquisitices...

*Katarn balança a cabeça e continua a checar o que Seraph trouxe*

_________________


Sabe porquê eu posso? Porque meu pai é o Batman!
avatar
Darbis

Número de Mensagens : 391
Idade : 28
Data de inscrição : 27/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Jor-El em Qua Jan 20, 2016 10:22 pm

Nate: Sim, tudo muito lindo, muito maravilhoso, mas me respondam uma coisa: e o diplomata? Ele tava com vocês?

Por todos os deuses ja adorados em todos os mundos, que esse desgraçado esteja vivo. Ja basta um louco querendo a minha morte.

_________________
avatar
Jor-El

Número de Mensagens : 993
Idade : 26
Data de inscrição : 11/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Renata C. em Qua Jan 20, 2016 10:41 pm

Rowena não soube muito bem o que dizer quando Seraph começou o seu discurso de quanto era importante o treinamento precoce de um jedi.

Afinal, ela ia dizer o que? Ela não sabia porque Dag Oneth escolheu a treinar. Por isso ela seguia prestando atenção ao que ele falava, mas nada respondeu.

Não era muito agradável ouvir o quanto ela podia se tornar um problema para o seu mestre, era de certo modo preocupante. A última coisa que ela queria era trazer problemas para Dag Oneth.

Mas, Seraph explicava sobre os Siths. E realmente, era algo horrível. Assassinos sedentos por poder, que corrompiam a Força para benefício próprio.

Ela ficou pensativa, mas foram as palavras de Reynolds que a fizeram entender o que realmente era um Sith.

O homem de negro que apareceu no seu sonho! Ele... era real? A expressão serena da jovem logo se transformava em preocupação. De fato Rowena parecia mais preocupada do que quando foi enfrentar o Gorax pela primeira vez.

Porque ele apareceu no seu sonho? Prometendo poder e... Não, ela nunca seria um deles.

- Vocês enfrentaram o Sith? - a jovem estava claramente apreensiva.

--

Depois Reynolds perguntava do Embaixador. Katarn disse para ela que ele também estava no pod que caiu, quando eles voltaram lá. Rowena fez um sinal de negativo com a cabeça. - Não encontramos ele no local da queda. Esse... rastro que estamos seguindo e provavelmente termina na montanha é a única pista que temos de onde ele pode estar. A criatura que nos atacou veio de lá.

_________________
avatar
Renata C.

Número de Mensagens : 483
Idade : 32
Data de inscrição : 27/08/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Alexandre em Qua Jan 20, 2016 11:10 pm

Faith falava para Slimp que não era necessário aquele "test drive" com a granada. Agradecia a e acariciava a cabeça daquele que aparentemente TAMBEM tinha potencial para se tornar um Jedi. Pelo visto TODOS ali eram ou poderiam se tornar usuários da força. É sério, se Nate também se tornar um Jedi eu juro que vou dar um tiro na minha própria cabeça porque se não for uma piada sem graça isso só pode ser um pesadelo!

Mas voltando a realidade...Katarn estava vivo e junto com ele o robo...Que não parava de falar

- Eu atiro nele de graça. "Foi uma pena mas ele não sobreviveu a explosão!" - Comentava em um tom de brincadeira, ou nem tanto quando voltava a colocar o rifle em posição de descanso. Pelo visto mais alguém havia sobrevivido e Katarn havia encontrado...Uma Jedi.

Sério como se esconderam por tanto tempo? Estavam todos nesse canto da galáxia?

Ah coitada, a garota bonitinha não tem culpa de nossa maravilhosa jornada.

- Eu sou Faith, sem trocadilhos. Não que alguém se importe...

Acenava enquanto ja passava por eles, seguindo Slimp. Deveriam ter vários assuntos Jedis, bem e mal, equilibrio, cores de espadas laser e esse tipo de coisa. Não era assim tão interessante para ela, ou ao menos não do que instantes antes quando havia usado uma granada para acertar um Sith. Que eram os caras malvados. Eles, Seraph e a garota eram os caras bons.

Talvez não fosse tão complicado afinal.

Não parecia tão envolvida ou interessada nas história, mas certamente ouvia. A questão não era exatamente desinteresse mas...Tinha seus próprios próprios problemas. ELES tinham seus próprios problemas e não havia porque se envolver nas questões envolvendos os jedis e tudo mais. Não iria deixar ninguém para tras mas certamente não estava diretamente envolvida na questão de Seraph e Slimp.

E agora a garota.

Quantos discipulos ele pode ter da mesma vez?

A caçadora de recompensas verificava as armas pela enésima vez, enquanto Slimp estava mais atento ao que seu novo mestre estava quando ouviu a pergunta de Nate.

Aquilo sim era algo que era de seu interesse.

- E Vors, sabe cara pesado de armadura. Material raro, mas que partiria ao meio qualquer um com idéias a respeito disso...

Ela parecia verificar a energia restante em sua arma, olhando para Reynolds com aquele sorriso sarcastico mas desta vez não fazendo pouco dele, meio que destacando aquilo que havia dito. Duvidava que ele também não tivesse pensado em quantos milhares de créditos poderia conseguir naquela armadura.

Nem pense na espada, seria um belo acrescimo ao arsenal pessoal dela...

- Eu lancei uma granada e meio que explodi ele, conta?

Dizia levantando a mão mediante a pergunta da garota.

Grande kabum

_________________


"I'm the guy who died playing the game your way, and didn't even get a gravestone as thanks. And you know what? That's fine by me, because now I know how the world really works."


"Just you and me, children. Saving the world. From itself."

avatar
Alexandre

Número de Mensagens : 409
Idade : 33
Data de inscrição : 07/09/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Darbis em Qua Jan 20, 2016 11:21 pm

Nate: Sim, tudo muito lindo, muito maravilhoso, mas me respondam uma coisa: e o diplomata? Ele tava com vocês?

- Ele pelo menos remotamente PARECE estar conosco? Se ele não estava com vocês então ele deve estar com o Voors. E pelo que tudo indica, ele está lá! *Aponta para a montanha* E pare de fazer perguntas idiotas piloto.


_________________


Sabe porquê eu posso? Porque meu pai é o Batman!
avatar
Darbis

Número de Mensagens : 391
Idade : 28
Data de inscrição : 27/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Jor-El em Qua Jan 20, 2016 11:36 pm

Vou ignorar o fato desse Katarn ter me irritado desde o começo, porque ele tem uma quedinha pela Lehane e acha que eu sou um concorrente.

E, sim, Lehane, eu também pensei na armadura, devolvendo a ela o sorriso sarcástico . Pensei em como ela deve valer uma nota no mercado negro, seja pra colecionadores ou mesmo para guerreiros que quiserem aumentar seu jogo. Pena que Vors parece apegado a ela. Fica mais difícil de rouba-la. Respondendo a outra jedi  


Nate: Lutar seria um termo muito bonito. Foi mais um bater e correr, sabe? Eu dei um tiro na perna dele, Seraph, umas coisas misticas e a nossa adorável Faith  lançou uma bomba que quase destruiu uma aldeia inteira de Ewoks. Foi divertido. E ele ainda continua vivo. Provavelmente bem machucado, mas vivo.

_________________
avatar
Jor-El

Número de Mensagens : 993
Idade : 26
Data de inscrição : 11/09/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Ricardo Sato em Qua Jan 20, 2016 11:45 pm

Pela quantidade de sangue...acho que não tão ferido,além do que mesmo que usuários do lado negro da força sejam notóriamente ruins nisso...não da pra descartar a possibilidade dele curar-se através da força.

E falando em sangue,vocês conhecem alguma espécie humanóide que tenha sangue roxo?...pode ser uma pista para identificar o Sith e alguma fraqueza racial que ele possa ter.

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1230
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Alexandre em Qui Jan 21, 2016 12:53 am

Garotos...

Isso que nem estou tentando manipular ninguém. Vocês estão fazendo um bom trabalho sozinhos.

Mas alguém esta zangado...

- Essa atitude so me faz lembra de ficar mais..."Agitada" perto de vocês.



E lembrar de não baixar a guarda.

- Chega disso, que tal tempo?

Faith fazia um sinal de "tempo", como era solicitado em esporte com as mãos, apesar de ainda apoiada no rifle.

Todos pareciam muito "animados".

- Não restava muito da aldeia antes mesmo da granada. O cara atirava RAIOS pelos dedos, acho que a granada na verdade até impediu uma destruição maior, no caso a nossa. Você caiu da ponte sem qualquer tipo de ajuda minha...

Não parecia de fato muito preocupada enquanto falava a respeito daquilo, nunca aparentava estar muito preocupada a respeito de basicamente NADA. Apenas justificava que a "destruição" não era culpa dela.

Até mesmo a idéia que seus companheiros não estarem mais vivos para ela não era algo tão chocante.

Quer dizer...Olhem onde estamos.

Pessoas vivem, pessoas morrem.

_________________


"I'm the guy who died playing the game your way, and didn't even get a gravestone as thanks. And you know what? That's fine by me, because now I know how the world really works."


"Just you and me, children. Saving the world. From itself."

avatar
Alexandre

Número de Mensagens : 409
Idade : 33
Data de inscrição : 07/09/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Darbis em Qui Jan 21, 2016 12:01 pm

*Katarn dá uma olhada para Rowena e nota que ela parece consternada*

Hmmm... Esses Jedi tem um jeito engraçado de lidar com as crianças da sua laia...

*com um cutucão Katarn chama a atenção de Rowena*

- Hey garota... Não fique dando muita bola pro Seraph... Ele se baseia no que ele ouviu desde criança sobre essa baboseira de Sith e Lado Preto e o que quer que seja. Você não. Você aprendeu o melhor lado, então fique com ele. E mande ir à merda o que for negativo... Bom... É isso... Hmmm...



Não gosto de caras assustando menininhas... Não quando estamos prestes a possivelmente enfrentar outro monstro. Eu sei bem que todo predador tem um comparsa, ou uma fêmea da mesma espécie. Duvido que o problema tenha acabado aqui e assim. Fora que tem a federação aqui também... Melhor embalar minhas coisas.

_________________


Sabe porquê eu posso? Porque meu pai é o Batman!
avatar
Darbis

Número de Mensagens : 391
Idade : 28
Data de inscrição : 27/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Ricardo Sato em Qui Jan 21, 2016 5:28 pm

Seraph sentia a apreenção da garota e o protecionismo de Katarn...nenhum deles estava errado,era necessário dar explicações mais profundas,com um tom suave e tranquilo em sua voz o Jedai fala aos dois,olhando-os de forma firme mas gentil.

Acha que estou falando demais sobre alguém que não conheço Katarn?
Pois este é o ponto,não estou em posição de julgar meu mestre e a jovem,mas não temos tempo para que eu possa passar os conhecimentos que ela necessita de forma lenta.
Os sith não são assunto para se tocar até que você esteja mais preparado e é por isso que Dag não deve ter explicado isso a ela...porém não temos a sorte de poder enfretá-los depois.
E eu precisarei da ajuda dela e de toda a sua convicção na força para poder protegê-los o sith é muito poderoso,e não deve estar sozinho.
Sempre há dois....um mestre e um discípulo,acho que já encontramos o mestre.

Se desejar posso ajudar em seu treinamento até encontramos mestre Oneth,Rowena.



_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1230
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Darbis em Qui Jan 21, 2016 9:15 pm

Acha que estou falando demais sobre alguém que não conheço Katarn?
Pois este é o ponto,não estou em posição de julgar meu mestre e a jovem,mas não temos tempo para que eu possa passar os conhecimentos que ela necessita de forma lenta.
Os sith não são assunto para se tocar até que você esteja mais preparado e é por isso que Dag não deve ter explicado isso a ela...porém não temos a sorte de poder enfretá-los depois.
E eu precisarei da ajuda dela e de toda a sua convicção na força para poder protegê-los o sith é muito poderoso,e não deve estar sozinho.
Sempre há dois....um mestre e um discípulo,acho que já encontramos o mestre.

Se desejar posso ajudar em seu treinamento até encontramos mestre Oneth,Rowena.


- Não acho que você fala do que não sabe, só acho que você fala DEMAIS olho puxado!!

*Katarn cutuca grosseiramente o peito de Seraph*

- Se esse não é o momento de falar para a garota sobre isso, ENTÃO NÃO FALE! Ela teve um perrengue pra se livrar de um gorila gigante que provavelmente vamos encontrar a fêmea dele logo, e você espera que ela lide com algo que VOCÊ disse que ela não está preparada pra isso!!

*Katarn saca a pistola blaster e ameaçadoramente aponta para o Jedi*

- Se ela tem um mestre, ela tem que aprender com ele. E o que quer que você tenha aí, vai ter que ficar pra quando você tiver o SEU aluno. Entendeu?



Malditos Jedi e sua passividade com TUDO! Isso enche o saco até dizer chega... A garota está preocupada, cansada, esgotada, e ainda tem que encontrar o mestre perdido que pode muito bem estar morto por aí e esse BABACA fica falando que "não é a hora, mas é o jeito" como se fosse simples assim! Ela é uma CRIANÇA!!!

_________________


Sabe porquê eu posso? Porque meu pai é o Batman!
avatar
Darbis

Número de Mensagens : 391
Idade : 28
Data de inscrição : 27/03/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Ricardo Sato em Qui Jan 21, 2016 9:48 pm

Seraph olha para a mão encostada em seu peito e depois nos olhos de Katarn e da um leve sorriso.

Bom saber que fez um amigo soldado...mas deveria guardar essa arma já que não pretende usá-la.

Se a garota quiser ela não precisa enfrentar nada,mas se ela for avançar é melhor que esteja preparada.....e com todo respeito,você não sabe nada do que ela pode enfrentar.

Por outro lado eu já passei por tudo o que ela está aprendendo,cabe a ela decidir se é sábio me escutar ou não.


Seraph não fazia movimentos bruscos ou tinha intenções agressivas,mas se nota-se um ataque desviaria a pistola com os poderes da força e cortaria a mão de Katarn.

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1230
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CAPÍTULO 3

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum