História do UDC

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

História do UDC

Mensagem  Administrador em Sex Fev 22, 2008 9:47 pm

História do Universo DC
Capítulo 1


No início, havia apenas um único universo de trevas. Até que surgiu uma pequena fagulha que eclodiu a Gênese do Multivero, com mundos se reproduzindo ao Infinito. Em um desses mundos, no centro do universo... ...a ciência, a tecnologia e a curiosidade mostraram-se particularmente perigosas. Em OA, Krona buscava decifrar a verdade sobre o início da vida. Seus esforços resultaram num cataclismo que criou um universo separado antimatéria e mal.

Assumindo a responsabilidade pelos atos de um dos seus, os Oanos tomaram para si o manto de Guardiões do universo. Depois de amealhar toda a magia selvagem no cosmo, eles criaram uma força policial intergaláctica chamada "Os Caçadores Cósmicos". Esses andróides proclamavam que ninguém poderia escapar a eles, e se rebelaram, pondo-se acima de seus antigos mestres Oanos. Depois de dar cabo dos indóceis Caçadores Cósmicos, os Oanos decidiram contar com seres mortais. Reuniram as entidades mais corajosas de cada setor do espaço, dando-lhe anéis energéticos limitados apenas pela força de vontade e a imaginação dos usuários. Assim surgiu a Tropa dos Lanternas Verdes.

Embora tenham se repetido em muitos universos, estes eventos seriam de particular importância na Terra-Um. Foi lá que teve início um universo único. Anthro retirou o homem das cavernas rumo à iluminação. Lugares de importância extraordinária desenvolveram-se, isolados do acesso fácil da humanidade, como Themyscira. O tempo passou. Nasceram os predecessores dos grandes heróis, estabelecendo um padrão a ser seguido pelos demais. Alguns deles foram Jonah Hex e o Ás Inimigo.

Entretanto, o mais famoso deles foi o Superman. Entre a miríade de seres chamados Superman, um evento comum vincula todos eles. Foram enviados à Terra quando seu mundo natal, Krypton, explodiu. O mais conhecido deles chegou à Terra-Um. O outro, à Terra-Dois. De todas as terras, foram esses que brilharam mais intensamente. É a opinião de muitos que a presença de um Superman nesses mundos levou-os a alturas que outras terras não puderam atingir. Duas Terras. Duas Metrópolis. Dois Homens de Aços. Por fim, apenas um sobreviveria.


Última edição por Batman em Sex Dez 05, 2008 6:00 pm, editado 2 vez(es)

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História do UDC

Mensagem  Administrador em Sex Fev 22, 2008 10:00 pm

História do Universo DC
Capítulo 2


Embora as Terras Um e Dois fossem semelhantes, não eram idênticas. Na Terra-Dois, ele tornou pública sua existência quando ainda era um menino (Superboy Original). Na Terra-Um, as cores familiares do Superman não foram vistas até ele se tornar adulto (27 anos). Em ambos os casos, o Superman foi o maior de todos os heróis.

Outros heróis, tais como o Flash, ostentaram diferenças mais óbvias entre a Terra-Um e a Terra-Dois, mas eram igualmente heróicos. Por fim, uma crise reuniu os heróis das duas terras para combater o mal. A Sociedade da Justiça da América da Terra-Dois e a Liga da Justiça da América da Terra-Um. Ambos os grupos dedicavam-se à preservação da vida e da liberdade.

Os principais heróis da Terra-Um inspiraram a criação de um grupo de heróis mais jovem, a Turma Titã. Esse foi um grupo que emergiu em meio à grande onda dos heróis. Metamorfo. A Patrulha do Destino. Adam Strange. Rapina e Columba. O Rastejante e a Batgirl. A Terra-Um vivenciou uma explosão de heróis que superou tudo que a Terra-Dois apresentou, estendendo-se até a mil anos no futuro, onde a jovem Legião dos Super-Heróis policiava a galáxia. Na Terra-Um, a vida progrediu e evoluiu. Os jovens envelheceram e deflagraram uma nova era de grandeza. Embora o mal tenha emergido, a vida continuou. Um futuro foi estabelecido e permaneceu intacto na Terra-Um.

Entretanto, apenas uma parte do futuro da Terra-Um sobreviveria. Uma ameaça sem paralelo em breve erradicaria a vasta maioria da existência. A crise iminente geraria uma onda de mortes infinitas em mundos infinitos. Em seu rastro, poucos e preciosos mundos foram poupados. Vida alguma passaria incólume...


Última edição por Batman em Sex Dez 05, 2008 6:01 pm, editado 3 vez(es)

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História do UDC

Mensagem  Administrador em Sex Fev 22, 2008 10:20 pm

História do Universo DC
Capítulo 3


A chegada do Monitor e do Antimonitor assinalou mudanças e tragédias devastadoras. Muitos concebem a Terra como um único planeta. Na verdade, não é nada disso, pois esta não é a história de um universo, mas de um multiverso. Onde universos e planetas tais como a Terra foram reproduzidos e espelhados através de infinitos planos vibracionais, alguns pouco diferentes dos demais, outros drasticamente diversos. Era vida além de qualquer cálculo, além dos limites. Até que veio o fim. A Onda de Antimatéria.

Uma grande muralha de antimatéria avançou pelos universos, apagando tudo em seu rastro. O planeta conhecido por muitos como Terra-Três estreve entre os primeiros a morrer. Apesar de todos os esforços do Sindicato do Crime da Amérika, os mais poderosos vilões daquele mundo, nada pode ser feito. Até mesmo seus heróis mostraram-se indefesos diante da chacina. No entanto, um jovem teve a sorte de escapar, quando seus pais o enviaram a um universo ainda não afetado pela onda de antimatéria. O jovem era Alexander Luthor, que se tornou adulto em poucas horas para desempenhar um papel crítico no drama que se desenrolaria.

Com a escalada da crise, e a muralha de antimatéria extinguindo universos inteiros, grandes esforços foram feitos para detê-la. Um poderoso grupo foi reunido para deter sua marcha. O grupo era composto por Pirata Psíquico, Psimon, Brasa II (Danette Reilly), Vésper, Geo-Força, Besouro Azul II (Ted Kord), Lanterna Verde III (John Stewart), Superman da Terra-2 (Kal-L), Solivar, Manto Negro, Doutor Polaris, Nuclear, Nevasca, Ciborgue e o Pária. Todos sob a direção do Monitor e de seu arauto, a Precursora.

Eles tentaram deter a onda de antimatéria mas não tiveram chance. Principalmente quando a Precursora, possuída pelo Antimonitor, aparentemente matou o Monitor. Durante esses eventos críticos, heróis travavam batalhas para sobreviver em todos os frontes possíveis. Até que eles se reuniram em um grande exército, convocado de múltiplas paragens, mundos e eras, sob a liderança de Alexander Luthor, um ser composto tanto de matéria quanto de antimatéria.

Seu inimigo era o maior algoz de todos os tempos. O Antimonitor. Eles lançaram um ataque ao se darem conta de que seu sacrifício algum era grande demais, uma vez que toda a existência estava á beira do colapso. Tal sacrifício, em breve, tornou-se evidente, quando uma das mais fortes, morreu nas mãos do Antimonitor. Mesmo assim não havia acabado. Mais mortes estavam por vir.


Última edição por Batman em Sex Dez 05, 2008 6:02 pm, editado 2 vez(es)

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História do UDC

Mensagem  Administrador em Sex Fev 22, 2008 11:14 pm

História do Universo DC
Capítulo 4


Na época, havia um número infinito de universos, o ataque do Antimonitor, denominado por alguns como Crise nas Infinitas Terras deixou apenas um. O Antimonitor lançou seu ataque final para a conquista a partir do universo de antimatéria, alistando armeiros de Qward para a construção de um grande canhão de antimatéria. Não fosse pela intervenção do Flash, seus maiores temores teriam se concretizado.

O Flash entrou no canhão e localizou sua fonte de poder. Correndo a uma grande velocidade contra o fluxo de antimatéria, ele forçou a energia emergente de volta à máquina. Enquanto corria, a energia de antimatéria devorava seu corpo. O próprio fluxo do tempo distorceu-se, fazendo-o se tornar visível a outros no passado. Mas ele continuou se esforçando, até que o canhão não existisse mais. Todos acreditaram que o Flash também tivesse deixado de existir, mas ele conseguiu escapar. Quando percebeu a distorção no fluxo temporal, Flash usou a velocidade utilizada na destruição o canhão de antimatéria, para também abrir uma passagem para a Força de Aceleração. No momento da destruição do canhão de antimatéria, Flash adentrou a Força de Aceleração. Porém, ele só retornou anos depois.

No entanto, a destruição do canhão de antimatéria não acabou com a ameaça. A luta avançou para o plano do nada. Um tempo antes do tempo. Antes do pensamento ou também da criação. A maior reunião de heróis de todos os tempos, convocados pelo multiverso para o ataque. Mas isso foi apenas o que o Antimonitor desejava, porque ele drenou as forças vitais e energia de todos. Daquele distante ponto de vantagem, muitos bilhões de anos antes, ele almejava criar o universo de antimatéria supremo. Esteve à beira do sucesso. Até o Espectro chegar para recebê-lo. Muito além daquele ponto, num futuro distante, o oano chamado Krona contemplou o início dos tempos e testemunhou a batalha. A realidade se espatifou. Ao invés do multiverso, restou um único e singular universo. E uma única Terra.

E ainda assim esse mesmo universo foi condenado à destruição. O ataque final do Antimonitor teve por intenção apagar o único universo que restou. Mas os heróis remanescentes resistiram, sob a liderança do Superman da Terra-Dois. No fim, o Antimonitor foi destruído pelo homem de aço mais velho. Os heróis da Terra-Um e aqueles que restaram da Terra-Dois sobreviveram e encontraram um novo lar na Nova Terra que mesclou ambas as histórias. As redundâncias como Superman e Lois Lane da Terra-Dois, o Superboy da Terra Primordial e Alexander Luthor da Terra-Três foram colhidos pelo vazio. O universo remanescente sobreviveu e prosperou. Heróis renasceram e a convergência apagou os detalhes da grande crise das memórias de todos, exceto da mente de um único homem, o Pirata Psíquico.


Última edição por Batman em Sex Dez 05, 2008 6:02 pm, editado 3 vez(es)

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História do UDC

Mensagem  Administrador em Sex Fev 22, 2008 11:47 pm

História do Universo DC
Capítulo 5


Após uma era de tumulto, repleta de eventos perigosos e catastróficos que desafiaram a compreensão humana, a Liga da Justiça reorganizou-se em uma de suas versões mais incomuns sob a orientação de Maxwell Lord. A verdadeira razão para as atitudes de Lord não seria conhecida antes de muitos anos, e não foi, como muitos postularam, uma pândega. Nessa era questionável, novos indivíduos surgiram durante seu transcurso. Houve o homem do futuro afeito a autopromoções, o Gladiador Dourado... O Esquadrão Suicida, formado principalmente por vilões coagidos a defender os interesses da nação... O Xeque-Mate, que abriu caminho para o golpe final de Maxwell Lord... E a última peça do quebra-cabeça, Batman afastando-se cada vez mais dos outros heróis.

A condenação de Joe Chill, o assassino dos pais de Batman, permitiu ao "Cavaleiro das Trevas" elaborar a perda, algo que, anteriormente não havia. Mesmo antes de sua história ser recentemente "reescrita", aspectos mais compassivos do Batman tentaram se expressar. Anos antes da Crise, ele recolheu o jovem Richard Grayson, transformando-o em seu parceiro, Robin, que, ao crescer, assumiu o manto de Asa Noturna. Jason Todd, um garoto de rua, foi o Robin seguinte, mas o lado fulgurante do Batman seria reduzido e, por fim, apagado. O Coringa, seu inimigo mais perigoso, queria destruí-lo e, sabendo que jamais atingiria diretamente o Cruzado Encapuzado, arruinou a vida daqueles que mais amava. Atirou em Bárbara Gordon, a Batgirl, paralisando-a para toda a vida. Ele assassinou Jason Todd, ou foi o que se acreditou. Houve um solavanco no tempo, e a suposta morte de Jason Todd e seu subsequente retorno teria ramificações nos anos seguintes. Enquanto isso, juntamente com o Asa Noturna, um jovem chamado Tim Drake, que se via como detetive, tendo assumido a identidade de Robin, e a Batgirl, agora transformada em Oráculo, esforçaram-se para conter as trevas do Homem-Morcego.

E haveria de vir mais, para ele, para a Terra e muito além. Com o novo milênio se acercando, os Guardiões e as Zamaronas uniram-se para enfrentar os Caçadores Cósmicos. Os Domínions deflagraram uma invasão que poderia ter encerrado a vida como a conhecemos. Ao fazerem isso, suas ações identificaram o metagene, a fonte de muitos dons super-humanos latentes. No rescaldo da Invasão, emergiram novos heróis. As Tropas Titãs, Condor Negro, Tempus e Raio orgulhosamente apresentaram-se para defender a Terra. No entanto, o otimismo que sua presença engendrou teve pouca duração, pois desastres afetaram os melhores heróis do mundo, Superman & Batman. O monstruoso ser chamado Apocalypse iniciou uma marcha de destruição que atravessou os Estados Unidos e terminou em Metrópolis, onde Superman morreu defendendo a cidade. Não tardou muito, o homem alterado por substâncias químicas chamado Bane (Ruína) quebrou a coluna vertebral do Batman, abrindo o caminho para que outro herdasse o manto.

Na esteira da morte do Superman, quatro seres diferentes afirmaram ser o herói ressuscitado, Aço, Superboy, Erradicador e o Superciborgue. Mas nem todos compareceram para ajudar. Como parte de um esforço para remodelar a Terra à sua imagem, o maligno Superciborgue aniquilou Coast City, lar de Hal Jordan, o Lanterna Verde da Terra. Por fim, o verdadeiro Superman retornou e derrotou o letal ciborgue. No entanto, em seu luto, Hal Jordan tornou-se suscetível a uma antiga entidade amarela composta de medo vivo. Em seu rastro, Jordan destruiu OA, o lar dos Guardiões, a Tropa dos Lanternas Verdes e a Grande Bateria Central, liberando a criatura. Assim que a batalha chegou ao fim, ele emergiu mesclado a entidade e tornou-se Parallax. E o único anel energético remanescente tornou-se propriedade de Kyle Rayner, o único portador da tocha, o último dos Lanternas Verdes. Com a morte do Superman, as tragédias do Batman e a aniquilação dos Lanternas Verdes, a sensação era de que uma luz se apagava em nosso universo. Num lugar além do tempo, uma nova ameaça contemplava o universo e pretendia deflagrar as chamas que o consumiriam. A Zero Hora estava a caminho.


Última edição por Batman em Sex Dez 05, 2008 6:03 pm, editado 3 vez(es)

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História do UDC

Mensagem  Administrador em Sab Fev 23, 2008 12:29 am

História do Universo DC
Capítulo 6


Zero Hora, o evento durante o qual, o fluxo temporal foi destruído numa tentativa de estabelecer uma nova realidade. Começou no longínquo futuro, quando uma onda de entropia foi deflagrada, devorando, à medida que recuava no tempo, todas as eras. Com isto, erradicava simultaneamente toda a existência. No século 54, Barry Allen tentou deter seus efeitos ao criar um vórtice para esmagar a onda sem sucesso. Seu fracasso resultou em um lapso temporal, retardando o retorno do herói para sua era de origem. O viajante do tempo conhecido como Tempus deteve o Armageddon no ano 2000 e decidiu fazer o mesmo de novo, reunindo um exército de heróis.

A guerra é uma série de batalhas críticas. Uma ocorreu no ponto de fuga: uma realidade que existia à parte do fluxo do tempo. Lá, a Sociedade da Justiça da América se posicionou contra o Extemporâneo, um enlouquecido Hank Hall (Rapina). No combate, Átomo I (Albert Pratt), Homem-Hora I (Rex Tyler) e o Doutor Meia-Noite I (Charles McNider) morreram. Longe dali, o fluxo temporal que se desintegrava criou inúmeras anomalias à medida que as realidades se cruzavam. Algus heróis se coalesceram, como o Gavião Negro, quando ele se fundiu num único ser divino cuja morte deu origem a um novo Gavião Negro. O Extemporâneo - tendo evoluído a partir do poder do Lorde do Caos, T'Charr - tinha poderes superiores aos de Tempus. Isso tornava o Extemporâneo alguém quase impossível de se vencer. Entretanto, foi descoberto que Mordru, um Lorde do Caos, havia enlouquecido Rapina, fazendo com que ele torna-se o Extemporâneo. O objetivo de Mordru era comprometer o equilíbrio da Ordem e do Caos representado pela dupla Rapina e Columba. Com a ajuda de Columba, o Rapina recuperou sua sanidade e o Extemporâneo se tornou uma lembrança.

Apesar do fim do Extemporâneo, as batalhas se intensificaram à medida que a entropia devorava as duas extremidades do fluxo temporal, avançando rumo ao presente. Em menos de três dias, tudo desapareceria. Todos os mundos, todos os planos da existência conhecidos seriam eliminados. Quando se iniciou a destruição no fim do tempo, a maioria supôs que o Extemporâneo havia atacado o Senhor do Tempo. Na verdade, o agressor era Hal Jordan, outrora o Lanterna Verde da Terra, que desejava a reconstrução da realidade. Mais do que a simples possessão de Parallax, ele cedeu aos próprios temores, acolheu sua nova identidade e tentou criar um universo perfeito.

A destruição do fluxo do tempo não foi o objetivo de Jordan, mas um meio para se alcançar um fim. Com a realidade destruída, ele começou a refazer a história, apagando a destruição de Coast City e outros eventos de que não gostava. Ele teria criado múltiplos universos com múltiplas terras, inadvertidamente restaurando muito do que existia antes da Crise. Tal como a Crise, tudo estaria perdido, não fosse a intervenção oportuna do Espectro. Numa tensa batalha final, o herói chamado Detonador foi imbuído de energia. Os que foram envolvidos sacrificaram tudo para garantir a sobrevivência dele. Jordan foi contido a fim de que o Detonador pudesse liberar toda aquela carga, recriando o Big Bang que a tudo criou, o que devolveu o fluxo do tempo ao seu devido lugar.


Última edição por Batman em Sex Dez 05, 2008 6:03 pm, editado 2 vez(es)

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História do UDC

Mensagem  Administrador em Sab Fev 23, 2008 1:37 am

História do Universo DC
Capítulo 7


A linha temporal foi remodelada depois dos eventos de Zero Hora. Inconsistências prévias e anomalias foram corrigidas. A Liga da Justiça da América se reorganizou em torno de um poderoso núcleo de sete membros e se tornou insuperável no que tange a eficiência e potencial. Mesmo assim, depois do ataque do Devorador de Sóis, toda a vida na Terra esteve a beira da extinção, até que Hal Jordan sacrificou sua vida para provocar uma nova ignição no Sol, sob certos aspectos redimindo-se por seu papel na Zero Hora. O jovem Connor Hawke continuou o legado de seu falecido pai como Arqueiro Verde. O maior herói do mundo encontrou a paz ao se casar com Lois Lane. Um jovem grupo de Titãs uniu-se sob a liderança de Átomo... E Superman manteve-se eficaz como sempre apesar de uma temporária mudança de poder.

A mudança e as sublevações foram o status quo. Um terremoto destruiu grande parte de Gotham City, transformando-a numa Terra de Ninguém abandonada. Não fosse pelos esforços de Batman e sua equipe - inclusive uma recém-surgida Batgirl - a cidade teria caído num estado de caos do qual jamais se recuperaria. E depois, a ajuda veio na forma de Lex Luthor, que garantiu recursos para a reconstrução da cidade. Os heróis mais jovens da América se organizaram num grupo chamado Justiça Jovem, enquanto os Titãs Originais, agora mais velhos e sábios, voltaram para treinar a nova leva de heróis. Embora os eventos da Zero Hora tenham-na privado de seus melhores e mais brilhantes, a Sociedade da Justiça renasceu com extraordinária eficácia. E Hal Jordan continuou sua senda por perdão ao se tornar o hospedeiro do Espectro.

Entretanto, algumas mudanças se provaram negativas. Lex Luthor se tornou Presidente dos Estados Unidos, o que se deveu, em grande parte, a seu auxílio a Gotham. Ainda mais catastrófica foi a guerra galáctica que Imperiex deflagrou. Terminou apenas quando Superman arremessou a verdadeira mente por trás de tudo, Brainiac 13, no mesmo Bing Bang que outrora havia detido Parallax, mas muitos heróis tombaram, inclusive Hipólita. Mas a morte, para muitos, não foi o fim. OA foi reconstruído por Tom Kalmaku. O Gavião Negro renasceu em Thanagar e, em Star City, Oliver Queen foi ressuscitado pelo Espectro. Batman achou que havia encontrado um Jason Todd redivivo. No entanto, tratava-se de um impostor, mas a história de Jason Todd estava longe de chegar ao fim. Quando uma das muitas encarnações de Tróia foi encerrada por um Superman Robô, a morte resultou na dissolução da Justiça Jovem quanto dos Titãs daquela época. Nem mesmo isso terminou a jornada daqueles heróis. Não tardou para que os Titãs voltassem como os Renegados e os heróis da Justiça Jovem retornassem como a mais recente versão dos Novos Titãs.

Depois de uma grande porção de San Diego desmoronar no pacífico, a cidade ficou conhecida como Subdiego. A Sociedade da Justiça resgatou o Homem-Hora Original do momento de sua morte. O Superman descobriu que tinha uma prima que havia sobrevivido ao fim de Krypton. Depois de resgatar Kara Zor-El de Apokolips, ele a apresentou ao mundo como Supergirl. Batman mais uma vez sofreu uma tragédia quando sua cidade foi atacada. Stephanie Brown que havia sido treinada como Robin depois de Tim Drake deixar o cargo, foi torturada e morta pelo Máscara Negra durante a pior guerra de quadrilhas da história de Gotham. Vida e morte. É a balança na qual a história pondera os acontecimentos. Não tardou muito para a morte de uma inocente resultar em mudanças que ecoariam até o dia de hoje.


Última edição por Batman em Sex Dez 05, 2008 6:04 pm, editado 3 vez(es)

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História do UDC

Mensagem  Administrador em Sab Fev 23, 2008 2:04 am

História do Universo DC
Capítulo 8


A inocente em questão era Sue Dibny, esposa de Ralph Dibny, popularmente conhecido como Homem-Elástico ou o Detetive Dúctil. Sue Dibny foi uma das poucas pessoas sem poder acolhida pela Liga da Justiça. Ela tinha acesso as instalações da equipe. Embora fosse aniversário de Ralph, ele e Águia Flamejante estavam de tocaia. Enquanto esperava a volta de seu marido, Sue foi atacada e morta. Ralph voltou para encontrá-la morta. Queimada a ponto de não ser reconhecida. Parecia que um dos inimigos de Ralph havia cruzado a linha que mantém os não-combatentes longe de seus conflitos.

Ralph ficou muito abalado e o resto da Liga da Justiça, apavorado. Se aconteceu com ele, poderia acontecer com os demais. Então, procuraram primeiro o suspeito mais óbvio: o Doutor Luz. Anos antes, ele havia brutalmente atacado Sue num quartel-general que os heróis julgavam protegido de qualquer ataque. Sue havia se transportado para o satélite da Liga da Justiça da América em busca de seu marido. Ele estava em patrulha. Por isso, viu-se sozinha. Até que o Doutor Luz chegou. E a estuprou. A Liga da Justiça chegou tarde demais. Rapidamente derrotaram o Doutor Luz, mas ele ameaçou se gabar de seus feitos e conclamar outros para que atacassem entes queridos dos heróis. Uma Liga da Justiça dividida considerou necessário fazer todo o possível para impedir tal cadeia de acontecimentos. Eles votaram e Zatanna apagou a memória do vilão, alterando, no processo, sua personalidade.

Devido aos atos anteriores de Doutor Luz, a Liga da Justiça da América acreditou que ele fosse o assassino de Sue. No entanto, os ataques continuaram. Átomo encontrou sua ex-mulher, Jean Loring, enforcada em sua própria casa. Ele conseguiu libertá-la no último instante. Robin não teve tanta sorte quando seu pai, Jack Drake, recebeu uma arma de uma fonte anônima, o que levou-o a morrer num duelo com o Capitão Bumerangue. O maior investigador da Terra, o Batman, se empenhou em cada faceta do caso. Não havia pistas até que um exame forense feio por Pieter Cross, o Doutor Meia-Noite, revelou duas pequenas pegadas na superfície da mente de Sue. Descobriu-se que Jean Loring era a assassina. Ela havia usado o equipamento de alteração de tamanho de Átomo para assustar Sue, tudo numa tentativa de fazer Ray Palmer se preocupar com sua segurança e amá-la novamente. A morte foi um acidente, com as mortes subseqüentes fazendo parte de seus esforço enlouquecido de acobertar seus crimes. Suas ações foram descobertas. E Ray Palmer internou-a num asilo para criminosos insanos, o Asilo Arkham. Os segredos há muito ocultos que suas ações revelaram, no entanto, desencadearam outros eventos catastróficos.

Para compreender completamente o que se passou, é preciso saber dos minutos que se seguiram ao ataque de Doutor Luz a Sue Dibny. Enquanto Zatanna estava apagando a mente de Doutor Luz, Batman chegou. Ele foi contra o plano da Liga da Justiça. Os heróis responderam alterando também a mente do Cavaleiro das Trevas. A Liga da Justiça continuou a operar na esperança de que Batman jamais descobrisse a traição. A análise básica do Homem-Morcego sugeriria que deveriam saber que, depois da da morte de Sue Dibny, ele se recordaria. Essa redescoberta desencadeou uma reviravolta, uma vez que Batman criou um sistema de vigilância por satélite que, em breve seria usado contra o mundo.


Última edição por Batman em Sex Dez 05, 2008 6:06 pm, editado 2 vez(es)

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História do UDC

Mensagem  Administrador em Sab Fev 23, 2008 2:36 am

História do Universo DC
Capítulo 9

A mudança é uma constante, mas a análise dos eventos após a morte de Sue Dibny revela que ela foi, na verdade, um ponto de virada. Quando matou Sue Dibny, Jean Loring, sem se dar conta, deu início a uma cadeia de acontecimentos que redefiniram os papéis dos heróis e dos vilões. Secretamente, uma sociedade de vilões formada pelo Calculador, Exterminador e Tália, foi orquestrada sob o comando de Gorila Grodd como um fronte unido contra os heróis da Terra.

Em Central City, Wally West envolveu-se numa guerra contra seus mais letais inimigos. Quando Hunter Zolomon capturou Wally West e usou a Esteira Cósmica para fazer com que ele visse repetidas vezes o acidente que sua esposa sofreu, Barry Allen e Eobard Thawne passaram pelo portal temporal deixado pela Esteira Cósmica e retornaram para nossa realidade. Juntos, Wally West e Barry Allen derrotaram Hunter Zolomon e Eobard Thawne. Barry Allen voltou a ser o Flash, enquanto que Wally West, bastante marcado por tragédias pessoais - a hospitalização de Linda Park e sua gravidez de risco - se tornou um novo herói, o Flash Sombrio.

Os Novos Titãs também apresentaram novos heróis. Como Roy Harper, que outrora havia auxiliado o Arqueiro Verde, Mia Dearden colocou a máscara e, como "Ricardita", uniu-se aos Titãs.

Até mesmo a isolada Fortaleza da Solidão do Superman no ártico foi destruída, levando-o a construir uma fortaleza menos acessível no Equador.

Assim como foi restaurada a fortaleza, o mesmo aconteceu com o maior de todos os Lanternas Verdes, Hal Jordan. Sua volta pareceu indicar que um universo torturado estava se corrigindo.

No entanto, a essência vital de Hal Jordan estivera ligada ao Espectro, e o Espírito da Vingança foi deixado sem um hospedeiro humano. Perdido sem uma bússola moral, o Espectro decidiu destruir a magia terrestre, até que foi detido pelo Capitão Marvel e o novo Pacto das Sombras.

Em outra parte, Batman começou a recobrar as lembranças roubadas pela Liga da Justiça. Ele se voltou a uma medida de segurança que havia criado anos atrás e que esperava jamais ter que usar.

Ted Kord, o Besouro Azul, não tinha como saber no que estava se envolvendo quando começou a rastrear os muitos segredos que a Liga da Justiça da América vinha mantendo fazia anos. Ele descobriu Maxwell Lord no centro de um plano doentio para proteger a humanidade dos meta-humanos a qualquer preço. Por fim, Besouro Azul conseguiu avisar Batman e a Liga da Justiça, que impediram a conclusão dos planos de Maxwell Lord. Nesse momento, Batman admitiu que sabia que a Liga da Justiça o havia traído, causando mal estar na equipe.

Entretanto, essa não foi a única revelação desagradável. Batman falou do Irmão-Olho, sua medida de segurança, um satélite de vigilância criado para monitorar as atividades da Liga da Justiça da América. Era a defesa dele e da Terra, contra uma Liga da Justiça que o Homem-Morcego considerava indigna de confiança. No entanto, o Batman perdeu o controle do satélite quando Maxwell Lord e o Xeque-Mate tomaram posse do sistema.

Em Gotham City, o novo Capuz Vermelho castigou um já torturado Batman, revelando, por fim, ser Jason Todd, enquanto um Irmão-Olho dotado de consciência própria deflagrou um enorme exército de OMACS contra os heróis da Terra.

Durante esse período, os Novos Titãs e os Renegados, que julgavam Donna Troy morta, descobriram que ela estava viva em Nova Cronos. Tróia havia recebido a orbe da Precursora, um biblioteca de todas as linhas temporais, realidades e universos.

Então chegou o momento do ataque do Irmão-Olho. O Irmão-Olho utilizou os andróides do sistema OMAC: Observador de Meta-Atividade e Ações Correlatas, criados pela inteligência artificial do Irmão-Olho e incumbidos de monitorar ou exterminar todo e qualquer meta-humano. Originalmente o satélite foi criado pelo Batman para monitorar a Liga da Justiça da América, mas a programação do Irmão-Olho foi alterada por Maxwell Lord. E quando Maxwell Lord foi derrotado por Besouro Azul, Batman e a Liga da Justiça, o Irmão-Olho deu continuidade a sua nova programação. Batman e um esquadrão de heróis tiveram acesso ao Irmão-Olho e destruíram o computador. Como consequência, os OMAC foram neutralizados.

A ameaça do Irmão-Olho estava encerrada, mas a desconfiança e o mal estar ainda permaneciam na Liga da Justiça. As mentiras e traições ainda perturbavam Batman, Caçador de Marte e outros membros. Era o momento de recomeçar. Assim, Batman e Caçador de Marte convocam o Senhor Incrível para reformular as operações da Liga da Justiça. Uma nova era de heroísmo teria início!

Administrador
Administrador
Administrador

Número de Mensagens : 4029
Idade : 34
Data de inscrição : 10/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: História do UDC

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum