CENA 1.5 - PRESAS E PREDADORES [RAIDEN e CAPITÃO COMMANDO]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

CENA 1.5 - PRESAS E PREDADORES [RAIDEN e CAPITÃO COMMANDO]

Mensagem  Scorpion em Sex Nov 14, 2014 7:30 pm

San Drad - Califórnia

Os heróis tecnológicos foram teletransportados para o meio de uma avenida movimentada... ou ao menos deveria ser movimentada! O local estava vazio... vazio até demais. Os veículos que outrora foram ocupados por humanos agora estavam encostados, virados, apodrecidos... como se a cidade não fosse utilizada há muitos e muitos anos. Os heróis podiam ver pequenas formações nas paredes, prédios e muros que lembrava algum tipo de resina alienígena, mas que não parecia ser perigosa.
Enquanto caminhavam pelo ambiente, Capitão Commando e Raiden tinham apenas uma coisa em mente: eles tinham de exterminar a tal Rainha e retirar dela o fragmento do Oberath. Entretanto, eles não sabiam que aquilo não seria uma missão fácil.
A calmaria que estava logo acabou. O silêncio fora quebrado por um chiado que parecia o urrar de uma criatura alienígena. Então, das paredes, de cima dos prédios e dos bueiros, criaturas de aparência grotesca começaram a surgir. Elas babavam e iam em direção aos heróis em uma corrida frenética. Os heróis não pararam para contar, mas possivelmente eram centenas de criaturas alienígenas, babando e correndo atrás dos heróis.


Raiden e Capitão Commando sabiam que suas chances eram mínimas contra aquele enxame de criaturas, então eles fizeram a única coisa plausível a se fazer: eles correram.
Foi então que uma enorme nave passou voando por ali e quando a escotilha abriu, uma estranha mulher jogou dois cabos para os heróis e mandou que subissem...


Ela disparou da escotilha contra alguns dos aliens, para dar cobertura aos heróis que logo subiram pelos cabos. Quando entraram, eles podiam ver que haviam vários militares armados até os dentes ali. Entre eles, um se destacava. Era um enorme homem com um braço mecânico maior ainda. Ele aproximou-se da mulher de laranja e cruzou os braços.


Dutch: Esses caras não parecem ser dos meus, Tenente Kurosawa. Entretanto, certamente esses palhaços fantasiados não são aliens.
Lynn: Eu estou escaneando eles, Major Schaeffer. O caolho é um cyborgue, assim como eu. Já o outro é humano.
Dutch: Resta saber o que os dois estavam fazendo lá embaixo? Não sei de que planeta vocês vieram, mas San Drad é uma zona de quarentena. Os aliens exterminaram tudo e todos. Estamos montando uma ofensiva para tentarmos destruir a sua rainha mãe. Vocês têm algum tipo de treinamento militar? Conseguem nos ajudar a combater, ou serão apenas mais um peso? Se forem nos atrapalhar, podem ficar na base USS Abraham Lincoln.
Lynn: Um deles porta uma katana, Major. Ela parece ser mais moderna até do que a minha. Não acho que eles sejam só palhaços fantasiados, como o senhor disse.
Dutch: Muito bem... os dois estão então agora alistados ao exército de libertação alienígena. Preparem-se... vamos caçar!

Lynn Kurosawa e Dutch Schaeffer então aguardaram as respostas dos dois novatos.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2403
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENA 1.5 - PRESAS E PREDADORES [RAIDEN e CAPITÃO COMMANDO]

Mensagem  Convidado em Seg Nov 17, 2014 12:44 am

Aquilo tudo não fazia sentido nenhum...

Era estranho imaginar aquilo. Realidades paralelas?

E se minha mente estiver me pregando peças novamente, devido aos treinamentos VR?

Enquanto tento me focar em tudo que ouço, vejo o meu “parceiro” se aproximar e me cumprimentar.

Capitão Commando? Que raio de nome era aquele?

O olho por alguns segundos, com o rosto sem muita expressão.



Ok, sei que é difícil ser muito expressivo quando não se possui mais lábios inferiores, e toda sua mandíbula é uma prótese de liga de carbono. Fora que só tenho um olho visível...Mas não acho que mudaria muito se meu rosto ainda fosse completo.

É meio difícil ser simpático com uma figura dessas...Parece personagem de quadrinhos.

Cerro ligeiramente o olhar, e em seguida lhe estendo a mão, o cumprimentando.

Porém, mantenho o silêncio.

Querem que eu mate para salvar todas as realidades paralelas? Ok, eu sei matar.

Que Jack o Estripador salve o mundo... Ou os mundos.

Quando pousamos nas ruas eu olho em volta rapidamente.

Meu GPS não funciona, afinal a área é desconhecida... E não há satélites por aqui o qual eu possa usar em meu favor.

Wolf também não está aqui. Eu já estava muito acostumado com ele, sinto sua falta.

Talvez eu use o tal capitão na mesma função de Wolf. Apesar que não acho que ele consiga fazer metade do que Wolf faz.

Pouco a pouco vou analisando tudo a minha volta. Meu computador identifica e cataloga tudo a minha volta, tentando identificar onde eu estou com base em meu banco de dados.

Até que ouço as criaturas se aproximando.

Antes mesmo que elas surjam eu sei que tem algo muito errado.

Saco a katana e a ergo diante do meu corpo, deixando a eletricidade percorre sua lâmina.

- Prepare-se – Digo ao Capitão, no mesmo momento em que meu rosto é protegido.


E então vem aquela horda...

São MUITOS.

Mas eu não recuo.

Não costumo me intimidar muito fácil...

Provavelmente o pobre capitão nem acompanhe meus movimentos... A lâmina sobe e desce em velocidade impossível de ser acompanhada a olho nu.

Mas logo vejo que é impossível continuar ali. Principalmente porque o sangue deles respinga contra meu exoesqueleto, e o queima.

Ácido.

Com isso, me volto na direção em que a rua permanecia livre e passo a correr o mais rápido possível.... E logo vejo que deixei o capitão para trás.

Tenho que me adaptar a ele, não estou mais com Wolf.

Por issso volto correndo na sua direção, e há alguns metros de distância, apanho um ônibus pelo chassi e o arremesso na direção da horda, assim ganharemos algum tempo.

Com isso, passo a correr no ritmo do capitão.

Acho que eu conseguiria fugir daqui... Mas o Capitão não tem minha velocidade, não posso deixá-lo.

Poderia levá-lo no colo, caso a coisa engrosse.

Quando estou me preparando para agarrá-lo, para corrermos mais rápido, surge aquela aeronave.

Salvos pelo gongo.

Assim que coloco os pés no convés, meu computador enlouquece analisando tantos armamentos diferentes.

O grandalhão se aproxima, e seu braço não está em nenhum lugar do banco de dados da Maverick. Isso era... Impossível.

Logo meu rosto fica exposto novamente, dando tempo para a garota me chamar de caolho. Ela também era um cyborg?

Tenho vontade de rir quando ele pergunta se tenho treinamento militar.

Caçar alienígenas?

Era exatamente o que a tal Cortana havia falado. Juntar esforços.

Eles seriam úteis.

- Agradeço pela confiança, Major – Digo e olho de canto de olhos para o capitão – Estamos aqui para ajudar. Tenho ampla experiência militar, meu comando nos enviou para exterminar a Rainha destes alienígenas... Pelo que pude observar, vai ser bem difícil chegar até ela. Vocês tem alguma informação a respeito da localização dela? E o que pode me dizer sobre a fisiologia destas criaturas? Percebi que eles sangram ácido... - Mostro a marca esbranquiçada em meu peito, que ficou devido aos respingos do sangue das criaturas.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENA 1.5 - PRESAS E PREDADORES [RAIDEN e CAPITÃO COMMANDO]

Mensagem  Leo Rocha em Seg Nov 17, 2014 8:13 am

Capitão Comando percebera a frieza no homem, mas preferira ignorar. Eles ainda não se conheciam e ele sabia que seria uma questão de tempo até os dois aprenderem a trabalhar como um time.
Assim que o teleporte é feito, ele percebe o clima desolador da cidade abandonada. Alías, não tão abandonada... Pois um grupo de criaturas se lança contra eles.
Quando se preparava para a reação, o Capitão percebe que o ciborgue toma a dianteira iniciando um ataque sozinho. Ele era realmente rápido, mas não parecia saber muito bem o significado do trabalho em equipe.
Prontamente, o Capitão também inicia suas manobras de combate. Usando sua agilidade sobrehumana para se esquivar de ataques e seu lança-chamas para atacar as criaturas a distâncias seguras. Ele não queria se expor a um combate físico com tantas daquelas criaturas e sem saber o que elas podiam fazer.
Em determinado momento ele percebe que elas estão iniciando um cerco a eles. Ele então se vira para tentar combinar uma estratégia com o ciborgue e percebe que seu companheiro o abandonou no meio de uma batalha.
Ele solta uma imprecaução e decide usar um de seus golpes especiais:



Uma rajada concentrada de alta tensão deveria fritar as criaturas mais próximas. Isso deveria lhe dar espaço para agir... Ele procurava uma saída: os esgotos, as coberturas de um prédio...
É quando um ônibus atinge uma parcela das criaturas. O Capitão não demora para perceber o ciborgue se aproximando. Quando estiverem lado a lado ele dirá:

Arrow Ou somos um time ou fracassamos! Ninguém fica pra trás!

Os dois começam então a correr, sendo interceptados por uma nave. Ao entrarem nela e conhecerem a tripulação e a história daquele lugar, Capitão comando se admira com o quanto aquele mundo sofreu. Ele ouve o ciborgue falar sobre sua experiência e decide se pronunciar também:

Arrow Pode me chamar de Capitão Comando. Esse é o meu codinome. Estou sem meu time completo, mas vim para ajudar. Como meu amigo disse, temos treinamento militar, habilidades específicas e algumas armas que podem ajudar. Então, qual o nosso plano de ação?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENA 1.5 - PRESAS E PREDADORES [RAIDEN e CAPITÃO COMMANDO]

Mensagem  Scorpion em Seg Nov 17, 2014 4:05 pm

Capitão Commando viu que seria difícil trabalhar com alguém individualista como Raiden. Era algo de se esperar, visto que Raiden havia sido condicionado praticamente a só confiar em Wolf e o nobre Capitão tinha toda uma equipe de malucos que estava acostumado a lidar. Além disso, Raiden trabalhava com contra-espionagem, enquanto o Capitão Commando era, sem tirar nem pôr, um verdadeiro super herói.
Enquanto combatiam com as criaturas, Raiden teve a desagradável surpresa de cortar um dos animais no meio. O sangue esverdeado da criatura banhou a sua lâmina, derretendo-a, até que ela se curvou e quebrou. Por mais que fosse uma arma muito bem trabalhada, aquele ácido parecia ser extremamente poderoso. Então, Raiden optou por usar objetos que ele não se importaria em perder, como um ônibus.
Capitão Commando, por sua vez teve mais sorte. Ele logo descobriu uma das fraquezas da criatura: fogo. Quando ativou seu lança-chamas, Commando percebeu que a gosma oleosa que cobria as criaturas era altamente inflamável e, que após serem inflamados, os Aliens corriam para longe, se debatendo em desespero tentando apagar as chamas, até que caíam e morriam. Só que usar os ataques de lança-chamas demorava muito e Commando não teve opção senão fugir junto de Raiden. Por sorte, os dois heróis foram resgatados por um esquadrão, o mesmo que, por sinal, havia sido comentado por Cortana.
Quando responderam, a dupla logo percebeu que ambos tinham algo em comum com a outra dupla que despertou o interesse de cada um.
Dutch: Ah, um Capitão! Isso é ótimo! É bom saber que outros militares sobreviveram ao ataque de San Drad, apesar destas vestes estranhas. De qualquer forma, nós observamos que vocês também possuem habilidades especiais. Podemos usar isso. Vocês também receberam a missão do Comando Central de acabarem com a Rainha? San Drad é agora uma zona morta. Vocês foram os dois únicos que encontramos com vida. Temos razões para acreditar que a Rainha está escondida nos subsolos da cidade, o problema é que San Drad já foi construída e reconstruída várias vezes por conta dos terremotos. Sendo assim, o subterrâneo é quase do mesmo tamanho que a cidade, resultando numa área grande pra cacete!
Já Lynn Kurosawa estava analisando Raiden.
Lynn: Você é um andróide, assim como eu e pelo que posso ver, construído no mesmo estilo. Sua forma esguia foi feita como a minha, para ganhar velocidade e fazer manobras acrobáticas e você usa uma Katana Japonesa, assim como eu.
Ela então viu que da Katana de Raiden havia sobrado apenas o cabo. Ela tirou uma das katanas de suas costas e a retirou da bainha mostrando a ele.
Lynn: Você não devia ter usado uma arma de aço. O sangue dos alienígenas tem um ph tão ácido que poucas gotas podem atravessa 45cm de titânio reforçado e ainda pingarem. A única coisa que conhecemos que não sofre efeito contra o ácido deles é quartzo de vidro, que o sangue deles escorre por cima, sem nem riscar. As lâminas das minhas katanas são cobertas com duas camadas deste quartzo, entretanto, eu acho que posso te emprestar uma dessas, se você prometer me devolver depois.
Lynn decidiu emprestar uma de suas katanas para Raiden. O andróide observou que a katana dela era tão afiada quanto a sua antiga, apesar de não tão moderna.

Então, um dos pilotos acendeu uma luz esverdeada e avisou que estavam no ponto de salto.
Seguindo o Major Schaeffer, os heróis pularam e se viram numa floresta.
Dutch: Muito bem. Uma das antigas entradas do subterrâneo fica há poucos kilômetros à frente, num duto dentro da montanha. Esta é a forma mais segura de entrarmos sem sermos notados pelas criaturas.
Enquanto caminhavam pela floresta, Raiden sentiu seus sentidos cibernéticos ficando ruins. O Major Schaeffer, que possuía um braço robótico também começou a cutucar o braço, pois o mapa holográfico que os guiava, começou a dar interferência. Logo, Commando e Raiden puderam ver o que estava causando a interferência. Uma enorme nave estava pousada no meio da floresta, porém, ela parecia desabitada...


Dutch: Mas que... ah, de novo não! Lynn, você e Commando ficam aqui fora e guardam nossa posição. Eu e Raiden vamos entrar. Espero que eu esteja errado. Vamos nessa.

Ao entrarem, Dutch e Raiden passaram por corredores estranhos. Era fato de que aquela não era uma nave ordinária... Quando chegaram ao fim, eles se depararam com um grande salão, repleto de cabeças de todos os tipos de seres alienígenas... e logo os anfitriões apareceram...


Dutch: Você, de novo!
A voz da criatura soou, falando estranhamente, como se fosse uma gravação.
Predador: Nós não caçando vocês. Nós aqui pelas serpentes! Onde estão os dragões?

Enquanto isso, do lado de fora...
Capitão Commando e Lynn Kurosawa montavam guarda enquanto Dutch e Raiden não retornava. Foi quando Capitão Commando reparou numa estranha marca vermelha sobre o pescoço da andróide... e uma criatura em cima das árvores, camuflada, que os observava atentamente.


_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2403
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENA 1.5 - PRESAS E PREDADORES [RAIDEN e CAPITÃO COMMANDO]

Mensagem  Convidado em Qui Nov 20, 2014 12:16 pm

Não, não, não!

Aquilo era impossível!

Minha katana era uma obra de arte.

Tinha sido constituída para não perder o corte nunca. A eletricidade impedia que qualquer coisa entrasse em contato direto com sua lâmina, formando uma espécie de proteção.

Fora o fato dela ser capaz de cortar praticamente qualquer coisa.

Já cortei carros com isso.

Já cortei armaduras de Metal Gears.

E o sangue daquela criatura a derretia daquele modo?

Era... Surreal demais.

E me condenava a morte.

Minha sobrevivência depende exclusivamente de energia. Normalmente, a obtenho de outros cyborgs que encontro pelo caminho. Bem como, através da minha espada.

Conforme a uso, ela gera energia e abastasse meu sistema.

Tenho outras armas em meu equipamento que podem fazer esse papel, mas não com a mesma competência da espada.

Talvez a Murasama poderia me ajudar, mas eu não tinha acesso a ela no momento.

Apenas ao par de adagas Dystopia.

Precisava voltar pra casa.

E rápido.

Enquanto pensava no meu problema, ouvia a garota se aproximar e me analisar.

- Minha katana era revestia de energia... Em regra, isto não deveria ter acontecido. Mas agradeço, e a devolverei assim que isso tudo acabar, Lynn.

Recebo a espada da garota com uma pequena reverência educada. A giro rapidamente ao redor do meu corpo, para sentir seu peso.

Ela é ligeiramente mais pesada que a minha, o que atrapalha um pouco no balanço, mas nada que irá me atrapalhar – Posso rebater tiros com ela? - Pergunto, voltando meu olhar para ela.

E logo, o tempo de conversar terminava.

Era estranho estar com tantas pessoas assim, em volta.

Não estou acostumado a atuar com pessoas ao meu lado.

Snake foi o único o qual trabalhei junto por algum tempo.

Depois teve Wolf, que não era bem uma... Pessoa.

De qualquer modo, apenas aceno positivamente com a cabeça e sigo para o interior.

Saco a espada, e vou entrando lentamente, fechando a armadura em frente ao meu rosto.

Os sensores já passam a trabalhar, tentando identificar tudo a minha volta.

Logo ela captava a criatura.

Dutch parecia conhecê-la.

Serpentes? Cerro o olhar.

Eles estavam atrás da rainha também?

Me mantenho em guarda.

- Dragões?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENA 1.5 - PRESAS E PREDADORES [RAIDEN e CAPITÃO COMMANDO]

Mensagem  Leo Rocha em Qui Nov 20, 2014 2:18 pm

Arrow Ah, um Capitão! Isso é ótimo! É bom saber que outros militares sobreviveram ao ataque de San Drad, apesar destas vestes estranhas. De qualquer forma, nós observamos que vocês também possuem habilidades especiais. Podemos usar isso. Vocês também receberam a missão do Comando Central de acabarem com a Rainha? San Drad é agora uma zona morta. Vocês foram os dois únicos que encontramos com vida. Temos razões para acreditar que a Rainha está escondida nos subsolos da cidade, o problema é que San Drad já foi construída e reconstruída várias vezes por conta dos terremotos. Sendo assim, o subterrâneo é quase do mesmo tamanho que a cidade, resultando numa área grande pra cacete!

:arrow: Eu trabalho, ou trabalhava em uma unidade especial... Este traje e armas são parte da proposta de trabalho. Nossa missão aqui é exatamente acabar com a rainha e por fim a esse mal que se abateu aqui. Sobre os subterrâneos, temos algum mapa da área para nos ajudar a identificar locais com maior possibilidade da rainha daquelas coisas montar um ninho? Pelo pouco que vi, parece que são seres que seguem um padrão bem próximo de alguns animais terráqueos. Pensando por esse lado, a existência de uma rainha pode pressupor uma colméia e uma organização em torno dela. Vocês tem mais informações sobre isso?

Quando o grupo se aproxima do ponto pelo qual pretendem invadir os subterrâneos. Comando começa a notar uma interferência nos sistemas de suas armas. Ele percebe que os outros heróis também apresentam os mesmos problemas. Olhando a frente, ele avista a nave...
Dutch pede que ele e Lynn fiquem do lado de fora verificando o perímetro, enquanto entra com Raiden. Antes dos dois partirem, Comando se aproxima de Raiden e diz:

Arrow Não esqueça o que lhe falei: só conseguiremos se agirmos como um time.

Enquanto aguardava, Capitão Comando puxou conversa com Lynn:

Arrow Então, vocês dois trabalham combatendo estas coisas há quanto tempo? O que são eles? Essa nave é deles ou está relacionada a eles?

Enquanto ouvia as respostas, ele percebe o sinal no pescoço de Lynn. Não um sinal, mas a marca da mira de uma arma. Ele olha em volta e não consegue identificar a origem. Ativa então o infravermelho em seus óculos e percebe a criatura escondida na mata. Ele então empurra Lynn para o lado e dispara uma descarga elétrica na direção do bicho, gritando:

Arrow Sabia que é feio ficar espiando os outros?

Ele então vira para Lynn e pergunta:

Arrow Antes que a coisa fique feia: Esse cara é seu amigo?



_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENA 1.5 - PRESAS E PREDADORES [RAIDEN e CAPITÃO COMMANDO]

Mensagem  Scorpion em Seg Nov 24, 2014 2:10 am

Raiden ficou extremamente confuso com o que aconteceu com sua katana. Além de ser recoberta com energia, ela era responsável por seu suporte de vida. Logo, o herói teria pouco menos do que 12 horas de vida útil sem ela em suas mãos. A missão acabava de ter um deadline. Lynn explicou logo para o andróide.
Lynn: Não é de se espantar que ela derreteu, colega. Uma das razões de não usarmos os mesmos campos de força que nossas naves usam para sair da atmosfera é justamente que o ácido alienígena é capaz de penetrar até mesmo campos de força. Sobre a minha katana, fique tranquilo... não creio que balas sejam um problema aqui, mas se você tiver reflexos pra isso, sim, certamente ela é capaz de defletir projéteis de até .44mm.

Enquanto se separaram, Capitão Commando puxou assunto com Lynn Kurosawa.
Lynn: Nós dois temos tempos diferentes, eu e o Major Schaefer. Ele foi o único sobrevivente de uma missão no Camboja que encontrou um alienígena. Apesar de ser diferente dos que estamos enfrentando, as habilidades em guerrilha do Major são inestimáveis. Já eu, sou um projeto de andróide japonês, atualmente o mais moderno que há. Como há comum interesse que essas criaturas sejam eliminadas, o meu povo resolveu prestar esse auxílio ao governo norte-americano.

Nesta hora, Capitão Commando percebeu que havia uma espécie de mira triangular na barriga de Lynn. Ele salta empurrando a andróide, mas nenhum tiro da criatura foi disparado. Era como se ela estivesse só mantendo a mira e aguardando. Entretanto, Commando disparou uma rajada elétrica contra a criatura, que teve de saltar para o chão para poder se desviar, enquanto o tiro fez a árvore pegar fogo. A criatura então sacou uma espécie de disco e jogou contra os heróis. Apesar de o disco estar indo não muito na direção dos heróis, eles perceberam que o disco era de alguma forma teleguiado e extremamente afiado, pois ele estava varando as árvores por onde passava, como foice ceifando trigo. A criatura se pôs a correr para circular os heróis, enquanto efetuava disparos de um canhão em seu ombro. Lynn concentrava-se no momento em se esquivar...

Dentro da nave, Dutch parecia tenso com a presença daquela criatura. Raiden não havia entendido muito bem, mas Dutch o atualizou.
Dutch: Eu encontrei um desses há alguns anos no Camboja, numa missão para a CIA. Eles são uma raça alienígena extremamente poderosa, versada em caçar as criaturas mais perversas e mortais no universo. Nós os apelidamos de Predadores, pois é o que são. Quando falam de serpentes e dragões, eu não entendo o que estão falando.
Então, a criatura apertou um botão em sua manopla, fazendo com que uma espécie de prateleira metálica descesse. Nela, diversos crânios alienígenas estavam lá, mas um em particular chamou a atenção. O crânio de um alien, como os que eles enfrentavam na Terra.
Predador: Dragões... Serpentes... Aqui para caçar.
Dutch: Ora, ora... Parece que teremos aliados, então...

Foi quando os heróis ouviram barulhos de explosões vindos do lado de fora da nave. O predador se pôs a correr para identificar e, quando chegaram lá fora, todos podiam ver Capitão Commando e Lynn Kurosawa combatendo um outro Predador, este alaranjado e com uma armadura mais leve.

_________________
avatar
Scorpion

Número de Mensagens : 2403
Idade : 31
Data de inscrição : 04/07/2009

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENA 1.5 - PRESAS E PREDADORES [RAIDEN e CAPITÃO COMMANDO]

Mensagem  Leo Rocha em Seg Dez 08, 2014 10:58 am

Comando não sabia o que era a criatura ou suas intenções, mas interpretou que o disco lançado contra eles era uma ameaça, uma vez que o mesmo cortava tudo que encontrava no caminho. Ele se vira pra Lynn e diz:

Arrow Corre!

Ele não sabia o que guiava o disco, mas achava que se se separassem, dificultaria a ação da criatura. Enquanto correm, ele decide tentar uma coisa: ele não sabia o que guiava o sistema de localização do disco, mas sabia que uma das principais fontes de rastreio é o calor. Então ele começou a disparar com seu lança-chamas em algumas árvores e moitas no lugar. Se o calor guiava aquela coisa, a chance de conseguir deter seu avanço residia em tornar tudo quente o suficiente para camuflar o alvo. Enquanto corre e salta pela floresta disparando, Comando diz:

Arrow Não leve a mal, colega... Mas eu não tô afim de virar salame fatiado.

Caso ele consiga ver a aproximação de seus colegas antes do próximo ataque, ele dirá:

Arrow Ei! O que são essas coisas e o que elas querem?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENA 1.5 - PRESAS E PREDADORES [RAIDEN e CAPITÃO COMMANDO]

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum