Após o choque de dois mundos,capítulo 1-Poliana.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Após o choque de dois mundos,capítulo 1-Poliana.

Mensagem  Ricardo Sato em Dom Jan 12, 2014 11:21 pm

A jovem se banhava,era madrugada mas logo mais seria manhã,deixava a água escorrer por alguns hematomas de sua primeira batalha naquela cidade.
Não deixava de sorrir ao se lembrar da cara de seu oponente bestial como um lagarto ao arremessar o veículo,vê-lo ser aparado e retornar a ele.

O maldito crocodilo não esperava aquilo naquela cidade,definitivamente não de alguém vestido com aquelas roupas.
Agora se lembrava de não ter guardado seu uniforme,botas de salto baixo,calças e camiseta(um pouco mais curta do que quando a recebeu),tudo em negro.
O capuz era aberto atrás e deixava os longos fios negros e volumosos caírem até o meio das costas,na mesma altura em que chegava a curtíssima capa repicada nas pontas,tudo seguia o estilo de seu pai,tudo menos os grossos braceletes de metal,embora neles estivesse também o símbolo do morcego.

Era a Batgirl pela primeira vez,ainda se lembrava de seus "doces 16" quando recebeu seu mais estranho presente,uma resposta que sempre esperou...quem era seu pai.

Quando a embaixadora da exótica ilha apareceu grávida,houve aqueles que chamavam de hipocrisia,outros de milagre,alguns tentavam usar o fato para reduzi-la ao patamar das mulheres comuns,outros para eleva-la ao status da virgem que dava luz ao filho de deus.
Todos estavam errados,ela jamais seria comum mas aquela criança também não era filha dos deuses,ela era a filha da solidão,a embaixadora Diana havia perdido sua terra.

Sua ilha desaparecida nos céus e ela e umas poucas outras haviam ficado aqui desejando continuar sua cultura,depois de alguns meses a própria campeã da ilha paraíso sumiu e fora substituída pela mulher chamada Artémis,para alguns era a prova de que a Mulher Maravilha se sentia culpada pela tragédia e estava em exílio...ninguém poderia saber que ela estava se adequando a maternidade afinal embaixadora e campeã eram duas pessoas diferentes ou assim se supunha.

Por 16 anos a verdade continuava a ser um mistério para fãs,repórteres e até mesmo para a própria criança,sua mãe havia retornado a ação,sua ilha havia retornado ao mundo e tudo que Poliana sabia sobre seu pai eram as palavras da mãe.

Teu pai é o mais digno dos homens,um homem de valor e um grande guerreiro,ele também é um amigo tão verdadeiro que mesmo passando por cima do que queria deu-me o que eu mais desejava,ter minha criança e cria-la ao modo da minha gente...sem interferências.
Por mais que ele se mantenha longe,tenho certeza que ele não lhe deixará desamparada,mas isso somente se algo me acontecer.
Pode não ser o que queria ouvir,mas é tudo que pode saber criança.


E assim foi,não importava o quanto perguntasse aquela era sempre a resposta,até aquele dia....Bruce Wayne estava doente,uma forma grave e repentina do que parecia ser um câncer.
Para aqueles que sabiam a verdade o motivo era outro,Batman havia salvo o mundo novamente,mas a radiação brutal que havia recebido durante o combate o estava destruindo por dentro,a ponto da ausência de Bruce Wayne se tornar tão longa que o playboy teve de ser internado.
Chegou ao ponto onde sua única esperança era um transplante de medula para a qual não havia compatível,foi quando desolada e pela primeira vez que Poliana havia percebido com medo,sua mãe lhe disse.

Querida,se prepare para fazer o exame.....talvez você possa salvar seu pai.

Durante os dias que se seguiram a impressa fora brutal,a filha da embaixadora do paraíso era do playboy bilionário,e não eram sempre os playboys bilionários os culpados eles enfatizavam,nascia mais uma celebridade Poliana Wayne Prince.

Seguindo o choque veio pela primeira vez na vida a rebeldia,ela queria conhecer seu pai,e brigou até conseguir isso.
Depois ela quis ajuda-lo em sua luta e como resposta ela teve.

Se insiste tanto que assim seja...mas apenas quando eu disser que está pronta e nem um segundo antes,sua mãe lhe ensinou a lutar mas essa cidade exige mais do que isso pra se sair vivo.

Isso foi a um ano,e hoje foi sua primeira batalha..mas não foi isso que a acordou durante a noite...foram os malditos sonhos de novo,os de sempre,os sem sentido.

Aqueles com o mundo diferente..........



continua....

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1268
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

capítulo 2-kalduramm

Mensagem  Ricardo Sato em Seg Jan 13, 2014 11:01 pm

Kaldur checava o brilho de seu bidente,ele havia polido o orichalco e estava feliz com o resultado.
Ele estava feliz com muitas coisas ,depois de sua saída de Xebel,lugar onde passou quase toda a sua vida,e depois de tantos problemas com seu "pai" ele finalmente tinha achado um lugar para si.
Ele seguia em direção a sala de Arthur,agora seu rei e instrutor,enquanto pensava se comentava ou não com ele que as aulas de sua tia Mera eram muito piores que as dele.
A luta lhe vinha fácil,o domínio da água nem tanto....ele pensava em usar essas desculpas mas ele sabia a verdade,o treinamento da rainha era brutal,ser seu parente só a fazia ser mais exigente e ele tinha certeza que o nome de seu pai não ajudava a suaviza-la.
Chegando mais perto da sala,Kaldur travou,ele havia escutado seu rei terminar uma conversa com a superfície,seu espanto nada tinha a ver com segredos entreouvidos.
Nada de importante estava sendo dito,mas havia as vozes,a grave voz do homem conhecido como Batman ele já conhecia mas a outra,a feminina lhe perturbou enormemente.
Ele já havia escutado aquela voz em seus sonhos,não como um sonho romântico,mas no outro sonho,aquele que sempre voltava.
Eles estavam no espaço,ou algo assim pois quase nada havia em volta,havia o grito de dor vindo daquele rapaz que parecia feito de luz,era como se ele estivesse sendo partido,era como se todos estivessem.
Havia outros e entre eles havia a garota,a que tinha aquela voz,ela tentava acalmar a todos,podia-se ver o medo em seus olhos,mas a coragem de superá-lo era maior.
Eles estavam sumindo,eles não deveriam estar ali,Kaldur fitava ao seu redor e ao vislumbrar mais ao longe ele viu....mãos,aquilo não poderia estar certo,era como se mãos gigantescas usando manoplas douradas esmagassem duas terras como se pudesse esmaga-las.......ou uni-las.
E aquela não era a pior parte,eles estavam bem no meio daquilo....Kaldur sentiu as pernas tremerem e caiu,mas ao invés de escutar os passos de seu rei vindo vê-lo ele ouviu a própria voz gritando.

-JOSHUAAAA,NÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!

E o garoto de luz respondendo,contendo a dor e falando da forma mais serena possível.

-Esse é meu karma,não somos daqui e estamos sendo negados,eu entre todos sou o mais indesejável....a força de meu mundo está em mim e forças iguais se repelem.

-Mas não se desespere meu amigo,vocês não irão sumir se eu puder fazer algo a respeito......e isso não é um sacrifício,é meu maior desejo e honra.

Kaldur ia perdendo a consciência,já não via o sonho nem a realidade,e também não via o espectro que o observava em silêncio....mas isso era normal,afinal no que dizia respeito a esse mundo ninguém jamais o tinha visto.



continua....

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1268
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

capítulo 3-Jake Walker

Mensagem  Ricardo Sato em Dom Jan 19, 2014 7:02 pm

Walker olhava para o jovem que caia ao chão,era como se ele o conhecesse de uma outra vida e isso era a exata verdade.
Ele sempre foi o diferente em seu mundo,um lugar onde o extraordinário parecia não existir,ele era o estranho e se não fosse por ter vindo a este lugar ele jamais encontraria o único outro ser de seu mundo que também era diferente.

Walker também era a exceção em seu grupo,todos eram jovens e poderosos,vindos de um legado e começando suas vidas,já Jake tinha seus trinta e poucos,era um detetive estabelecido e teve uma família até o destino lhe tirar tudo que amava.

Pensando nisso ele se lembrou do início de tudo,da proposta que alterou tudo.
O plano da jovem garota chamada Wendy era simples,ela precisava de ajuda,seu mundo precisava de ajuda,uma enorme crise se abatera sobre eles e quase todos os heróis e vilões sumiram em um combate épico tentando obter controle de um artefato de grandes poderes.

Como um resultado da batalha,fendas dimensionais se abriam e fechavam porém da mesma forma que isso era perigoso também deu a ela esperança.
Usando essas passagens ela pediu auxílio em outros mundos,hoje Jake reconhecia os padrões que ela buscava,potencial alto porém sem ser os pilares da defesa de seus próprios mundos e serem pessoas que jamais existiram aqui.

Wendy se aproximaria dessas pessoas,pediria ajuda e lhes entregaria um aparelho que traria os heróis para cá dentro de um ano,aqueles que aceitassem deveriam estar próximos dos aparelhos no momento da ativação,os que não quisessem ir deveriam deixar a máquina longe de qualquer um quando o dia chegasse.

Jake também sabia hoje que a data não era arbitrária e não servia apenas para que os heróis se preparassem,era uma forma de aproveitar uma fenda especialmente estável encontrada por ela e um ano era o mínimo de tempo que todos ficariam aqui.

Ao chegar Walker se viu cercado de jovens e com a estranha ausência de sua anfitriã acabou se tornado a figura central daquele grupo estranho,e com eles viveu enormes aventuras,seja resgatando os heróis daquele mundo,seja combatendo o crime na cidade,ajudando na reconstrução,perseguindo a estranha nave que desaparecia,lutando com a nova h.i.v.e.,o feiticeiro irmão sangue,ou o estranho trio de guerreiras deformadas que parecia sempre persegui-los.

Encontraram tantas pessoas diferentes o velho mago atlante no vórtice,os restos de ciborgue que sem seu poder de copiar perícias,conhecimentos e habilidades não teriam salvado,as três crianças exiladas de atlantida,Ravena e aquilo que mais o perturbou,a vigilante e a garota em animação suspensa da H.I.V.E. as duas que tinham o rosto de sua esposa morta.

Mas no fim tudo foi perdido quando o verdadeiro vilão surgiu a criatura que já fora darkside tinha mais da metade do corpo destruída e incinerada na luta a alguns anos atrás,mas havia conseguido parcial controle sobre a equação antivida e assim ironicamente se mantinha vivo.
As guerreiras deformadas eram clones criados e modificados por ele de heroínas,entre elas a própria Wendy e a cada clonagem mais dano gerava as garotas.

A nave que sumia na verdade existia entre as realidades,a nave era o artefato que causou a guerra,se não tivesse sido danificada poderia levá-lo a qualquer universo.
Mas em seu estado ela podia sumir mas estava presa a essa realidade,mas a cada vez que sumia causava danos irreparáveis as fronteiras dimensionais.

Esses danos estavam fazendo dois mundos se chocarem,algumas pessoas da outra realidade já tinham vindo parar ali e a única coisa que estava atrasando o choque,era o velho atlante que se revelou Tempest,na verdade parte dele,sua "magia" que estava drenando o poder do elmo de Nabu enquanto seu corpo estava do outro lado da fenda.

Se saber que este mundo e um outro estavam prestes a se chocar não fosse ruim o bastante outra força se somou a confusão,exatamente no momento em que lutavam com darkside no lugar chamado Sangria,um Luthor maluco qualquer de um universo qualquer tentava criar sua terra perfeita destruindo outras.

Não sendo de nenhuma das duas terras o efeito sobre eles foi devastador,se não fosse pelo sacrifício de Joshua Kalimani,o monge feito de energias cósmicas e o único outro superser do universo de Walker eles teriam desaparecido.

Quando tudo acabou dois mundos eram agora um totalmente diferente,pessoas e histórias foram reescritas,agora havia uma Batgirl filha de Diana prince e Bruce Wayne,agora Havia um aqualad nascido em Xebel de arraia negra e uma das irmãs da rainha Mera,havia também duas Shivas a assassina e a heroína e havia mais uma "prima" de superman além daquela que tinha caído antes dele e havia lutado na segunda guerra,a sociedade também retornava de seu exílio em uma dimensão mágica ao lado da rainha Hipólita a primeira mulher maravilha.

Tudo era confuso,e Walker era o único que se lembrava,o único que podia desvendar as mudanças e essa era a única coisa que ele podia fazer,pois havia se tornado um espectro preso entre os mundos e ninguém podia vê-lo ou ouvi-lo..........



continua?.....provavelmente não^^.

_________________
"Bom e mal, eles se apegam as memórias porque é tudo que tem."
"Eu viverei com este fato!Não você!"
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1268
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Após o choque de dois mundos,capítulo 1-Poliana.

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum