DEFCON 4: Equação mortal

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Equação mortal

Mensagem  Convidado em Seg Dez 16, 2013 10:55 pm

A missão tinha durado algumas horas, mas diante dos acontecimentos, pareciam ter levado dias.

Tinha chegado ao satélite e levado Tumulto, ainda desacordada, para uma das celas.... E quando sentou-se no computador, foi inundado com os acontecimentos.

O pronunciamento de Diana era simplesmente inacreditável.

Muito do que ela dizia era a verdade, nua e crua, jogada na cara de quem realmente merecia... Mas aquele tom de ameaça, aquele tom ditatorial, não era nada bom. Era a favor sim de que as coisas fossem levadas a última potência para obter uma solução, mas desde que isso não afetasse o frágil equilíbrio. Uma paz imposta nunca seria verdadeira. A coerção não era a saída.

O discurso da Poderosa parecia mais sensato, mas dividia os grupos de modo brusco... Água e vinho. Era como se ela tivesse acendido o pavio, e o rastro sussurrante de fuligem negra que ficava para trás só mostrava o que era inevitável.

Logo, era Leonid que ganhava as comunicações, alheio ao pronunciamento de Karen. Tim o escuta atentamente, e quando pensa em responder ao companheiro de equipe, percebe que nunca esteve tão longe dos Titãs quanto naquele momento. Não por discordar do posicionamento dele, pelo contrário, até o momento parecia ser o mais correto. Mas sua ausência fora grande demais, para acreditar que ainda pudesse ter uma posição ativa na equipe. Por isso, ao invés de responder, ele opta pelo silêncio. Os Titãs estavam melhor sem ele.
O Robin Vermelho parecia ter nascido para voar sozinho, no final das contas. Desde seu nascimento estava fadado a isso. Parecia se ver cada vez mais sozinho, apesar de todo companheirismo que tinha com Bruce e os outros.

E finalmente, sentia-se bem por estar sozinho. Era estranho, mas finalmente entendia porque Dick fez tanta questão de deixar de lado a sombra de Bruce.

Para ele, havia sido muito mais doloroso... Mas agora, entendia o porquê.

Tinha conseguido pouco nas imagens que gravou no Cadmus... E sua cabeça fervia com tudo aquilo. Chegava a ficar minutos estático, encarando o computador. Quanto mais tempo Tumulto esperasse, perdida, sem saber o que aconteceu, melhor seria para o interrogatório. E melhor para seus pensamentos em erupção.

Quando finalmente vestia o capuz, preparando-se para interrogar Tumulto, e deixar as instalações da Liga para poder ir até seu apartamento, e colocar em ordem tudo o que estava acontecendo... O alarme de invasão da Liga ecoa nos corredores.
Surgia rapidamente o local: Onde o corpo de Grundy era mantido.

Já tinha começado...

Tim cerra o olhar, vestindo rapidamente o capuz, repondo rapidamente o equipamento que havia usado. Com o Bo nas mãos, corre em direção onde ocorria a invasão.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Equação mortal

Mensagem  Leo Rocha em Sex Dez 20, 2013 11:28 am

Nota do narrador: Red Robin, pode postar no tópíco "o novo, o velho e a justiça".

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Equação mortal

Mensagem  Pedro H. Oliveira em Ter Dez 24, 2013 6:23 pm

Esses robôs não paravam um segundo que fosse. Agora eles fecham um cerco contra mim, apitando e piscando varias cores em seus visores. Não sei direito o que isso significa, mas preciso terminar isso rápido!

Lanço sobre eles uma rajada de sopro congelante com o objetivo de parar seus sistemas elétricos. Caso isso funcione, usarei a força de meus punhos para quebra-los e ter certeza que não vão mais me dar trabalho.

Pelo radio, escuto o comunicado do Estrela Vermelha e me pergunto o que diabos estava acontecendo. Quando sai da Torre, sabia que havia algumas tensões entre os membros mais antigos da Liga, mas parece que isso tomou proporções muito maiores do que eu imaginava!

- Estrela, aqui é o Superboy. Infelizmente não posso encontra-lo agora, estou no meio de uma coisa e por isso não posso encontrar com você imediatamente. Mas me mantenha informado sobre sua localização, pois assim que possível irei ao seu encontro.

Em seguida envio uma mensagem ao Red Robin informando tudo que descobri. Após isso, peço para que Ryan continua sue busca e me informe imediatamente quando encontrar nosso alvo.

- Agora, preciso fazer uma coisa...

Levanto voou e tento localizar a Mulher-Maravilha e assim que encontra-la, irei em sua direção.

_________________
avatar
Pedro H. Oliveira

Número de Mensagens : 868
Idade : 26
Data de inscrição : 25/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Equação mortal

Mensagem  Leo Rocha em Sab Jan 04, 2014 4:50 pm

Conner lança seu supersopro na direção dos robôs, tentando congelar seus sistemas. Ele consegue ganhar um pouco de tempo, porém a sequência de cores acelera dentro dos robôs congelados. Ele sabe que algo de muito ruim está prestes a acontecer e vasculha o ambiente com o olhar, vendo Libra e Homem-Angulo escaparem por um dos portais do vilão anguloso. Ele tem milésimos de segundos para e pensar e resolve partir do lugar.
Ele sai voando no momento em que os robôs explodem, transformando o galpão numa bola de fogo.
Decidido a entender o que estaria acontecendo, ele segue vôo na direção do local onde a Mulher Maravilha e seu grupo estão, a Sala de Justiça. No caminho, ele recebe a informação de Wendy, sobre a invasão que os Titãs pretendem fazer à igraja em Civic City.

Cabia agora a ele decidir seu destino...

Nota do narrador: Deixei livre para o próximo passo do Superboy, sendo que agora existem três opções: a primeira é seguir para a Sala de Justiça, onde ele chegará e encontrará os Combatentes da Liberdade do lado de fora do prédio, prontos para despejar a Mulher Maravilha e sua turma; a segunda é seguir na direção dos Titãs e encontrar com Estrela Vermelha e seu grupo na igreja; a terceira é retornar ao satélite, sem poder contar com o teleporte que foi desativado no momento.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4121
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Equação mortal

Mensagem  Pedro H. Oliveira em Dom Jan 05, 2014 3:50 pm

Como eu havia suspeitado, aqueles robôs estavam prestes a explodir e com isso tentariam me levar junto! Vejo aquela bola de fogo aos meus pés e acabo ficando impressionado com o poder daquilo. Pude perceber que meu prisioneiro havia escapado enquanto eu não olhava e isso não me deixou feliz...

Enquanto seguia para a localização da Mulher Maravilha para exigir respostas do que estava acontecendo, ouvi pelo radio dos Titãs sobre a missão que eles iriam realizar. Com isso, me lembrei que Estrela Vermelha estava liderando a equipe e o mesmo poderia ter informações sobre o que aconteceu no Satélite e essa poderia ser a melhor opção para entender tudo isso.

- Superboy para Titãs. Estou indo até vocês agora!

E com isso, dou meia volta e sigo para encontrar meus companheiros de equipe

_________________
avatar
Pedro H. Oliveira

Número de Mensagens : 868
Idade : 26
Data de inscrição : 25/06/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Equação mortal

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum