DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Sex Jul 12, 2013 7:44 pm

Arrow Quem são estes Reis Guerreiros? E contra o que teremos que lutar? O que é este podre? Quem é esse portador? Fale diretamente, me poupe de seus mistérios.

Aquaman cobrava uma abordagem mais direta do Habitante das Profundezas. Ele sentia que o velho tinha informações importantes para transmitir, mas não tinha neste momento paciência para charadas e meias palavras.
Notando a postura do soberano dos mares, o Habitante responde:

Arrow Desde que o mundo se formou, existe um tênue equilíbrio entre suas forças primais que tem mantido a criação, vida e morte sobre controle. Estas forças são a Claridade, o Verde, o Vermelho e o Podre. As quatro precisam coexistir e nenhuma pode tomar o espaço e o poder de outra. Cada uma das forças escolhe um avatar a cada geração e fornece a ele o poder para manter este equilíbrio. No entanto, sempre houve aqueles que se esforçaram para que esse equilíbrio fosse quebrado e uma das forças dominasse. Quando isso acontece, cada força lança seus avatares ao combate para que aquela que gerou o desequilíbrio seja subjugada e a paz retorne. Enquanto os avatares amadurecem e se apropriam de seus poderes até a plenitude, as forças elegem guardiões para guiá-los.

Ele olha Arthur, como se estivesse enxergando a mente do Aquaman e identificando que este assimilava o conteúdo de sua mensagem. Então continua:

Arrow Há uma profecia de muitos séculos atrás que diz que um dia uma dessas forças conseguiria obter um poder infernal. Algo que levaria o planeta ao seu colapso e que nesse momento os avatares das outras forças estariam ainda despreparados para a batalha. Nesse momento, as forças iriam convocar os três reis guerreiros para vencer o mal imortal e guiar os avatares rumo ao seu destino. Ou pelo menos morrer tentando...

Ele diz essa última frase em tom baixo, como se tentasse se lembrar de qual final era o correto. Por fim, dá de ombros e continua:

Arrow Você é o rei guerreiro escolhido pela Claridade Arthur. Essa é uma missão nobre e perigosa. Você precisa encontrar o avatar da Claridade antes que o Podre o ceife, pois ele ainda não desenvolveu seu potencial. Você ainda não o conhece, mas a família dele está em seu passado. O avatar é o jovem filho de seu inimigo Arraia Negra, chamado Jackson Hyde. O que sei é que ele ficou sob os cuidados de sua esposa, digo, ex-esposa... Você sabe algo sobre isso? Se não souber, aconselho a conversar com ela...

Ele então completa sua fala:

Arrow Você precisará também unir suas forças aos outros reis guerreiros. Só assim vocês terão alguma chance de triunfar. Não esqueça: o verde á a vida vegetal e o vermelho a animal. O podre é a morte. Encontre os reis e combata o mal.

Aquaman tinha ainda perguntas ao velho, mas ele desaparece com a mesma velocidade com que surgiu. Havia mais uma grande ameaça surgindo e essa exigia que ele localizasse e levasse para a frente de batalha o jovem filho de um de seus maiores inimigos. Ele conseguiria isso? Em sua mente sabia que não havia alternativa.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Sex Jul 12, 2013 9:55 pm

A enigmática figura fala diretamente e assim, os mistérios dão lugar a segredos perigosos. Não é nada fácil saber que Mera está com o filho do Arraia Negra e nada me contou. O filho do homem que matou nosso bebê. Tenho medo em pensar em como reagirei ao vê-lo, assim como no perigo que ele pode estar passando em Atlântida junto com Mera.

Em segundos o Habitante das Profundezas some de minha mente. Com a cabeça em Sub-Diego prossigo em pegar meu tridente e sem perder tempo rumo para a Atlântida.

No caminho tento pensar no restante da mensagem que recebi. Verde e Vermelho não são novidades para mim, ouvi sobre eles quando me encontrei com o Homem-Animal e o Monstro do Pântano. Acredito que eles estejam envolvidos com isso, mas serão os avatares ou os tais Reis Guerreiros? Nada me vem a mente quanto ao representante do Podre, e nem sequer sabia de sua existência antes. Mas, também, não consigo focar em nada, minha mente é constantemente assaltada pelo mesmo pensamento: Jackson Hyde, o filho do Arraia Negra...

Eu aumento a velocidade em que viajo, preciso vencer essa ansiedade o quanto antes.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Qua Jul 24, 2013 1:00 am

Mera está sentada em seu quarto quando uma das amas entra com a expressão espantada. Ela se vira e pergunta o que há. Quando ouve a resposta se apressa a colocar sua túnica e seguir o mais rápido para o salão principal.
***********
Arthur estava em pé no salão aguardando. Ele sentia o desconforto de estar naquele lugar e de rever aquela que lhe deu tanta alegria no passado. A mulher com quem viveu as alegrias de ser pai e as tristezas da perda de filhos. A mulher que hoje não é mais sua e que lhe escondeu um segredo importantíssimo. Ele pensava nisso até que ela entrou...



Por um segundo ele prendeu a respiração ao vê-la e notar que ela estava tão bela quanto da primeira vez que a viu. Porém, assim que esse segundo passou, ele se lembrou do que o levou até lá.
Ela o atendeu com a delicadeza de uma sereia e a solenidade de uma rainha, dizendo:

Arrow Orin, em que posso ajudá-lo?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Qua Jul 24, 2013 3:40 pm

Mais uma vez retorno a Atlântida, como sempre minha presença é logo notada, alguns demonstram alegria e me saúdam como se eu fosse o rei deles, outros olham com desdém e ainda tem alguns que ficam preocupados e com medo. Não demora muito e alguns guardas se aproximam e me escoltam ao palácio real, não que precisasse, mas faz parte dos procedimentos.

Enquanto aguardo Mera contemplo tudo aquilo que um dia foi meu, penso no quanto aquele local é importante na minha história, não sinto arrependimento ou inveja, apenas a vontade de preservar este local e seus habitantes.

Como sempre, assim que ela chega sua presença é notada. Linda, elegante e poderosa como de costume. Meu coração acelera ao lembrar dos momentos que dividimos.



Aquaman: Você tem ficado mais bonita com o passar dos anos. - Preciso me concentrar no meu dever. - Mas não foi por isso que eu vim, onde está o menino? Precisamos conversar sobre o filho do Arraia Negra.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Seg Jul 29, 2013 11:40 pm

Ela abaixa a cabeça ao ouvir sobre o jovem Jackson Hyde. Não como um sinal de vergonha ou coisa do tipo, mas como alguém que percebe que chegou a hora de trazer à luz algo que esteve guardado apenas aguardando por isso. Ela o olha nos olhos quando diz:

Arrow Então você já sabe sobre Jackson. Como soube? Quem lhe contou? Se você já sabe sobre, então provavelmente conhece a profecia, certo?

Ela lhe fazia muitas perguntas, mas com um tom de quem queria se certificar de que havia chegado um momento especial que era esperado há muito tempo. Ela então continuaria após suas respostas:

Arrow Eu tomei conhecimento da profecia através da minha conexão mística. A princípio pensei que o avatar fosse...

Ela se cala. Se não estivessem no mar, uma lágrima rolaria em seu rosto, mas ela se mantém firme e diz:

Arrow A mãe de Jackson foi atacada e capturada pelos renegados Xebelianos após naufragar na região de Xebel, também conhecida como triângulo das bermudas. Lá ela deu a luz à criança e ambas foram submetidas a experiências com o intuito de descobrir um mecanismo de escape biológico de sua prisão submersa. Os resultados foram diferentes para os dois: Jackson sofreu mutações que lhe deram o poder de manipular construtos de água, respiração aquática e alteração anatomofisiológica ao contato com a água. Sua mãe teve menos sorte e faleceu...

Ela fala com tristeza verdadeira na voz:

Arrow Numa das ações de verificação da contenção de Xebel, foi descoberta a existência de Jackson e, para evitar que ele fosse usado como uma chave para fuga dos Xebelianos, eu o retirei de lá e o levei para um lar adotivo. Eu só descobri que ele poderia ser o avatar quando nós perdemos o nosso... Eu percebi então que seus poderes poderiam não ser fruto dos experimentos apenas.. E finalmente compreendi seu papel na profecia esquecida.

Ela segue até ficar a um palmo de distância de Arthur, coloca sua mão no rosto dele e diz:

Arrow Você é um dos reis guerreiros, não é? Isso significa que o Podre se levantou. Você tem que ir até o lar adotivo de Jackson antes que o Podre mande algum de seus arautos. Você precisa entregar a ele estes 3 artefatos. Isso irá ajudar... Se cuida, Orin. Eu... Nós não podemos perder você.. E nem o Jackson.

Ela se afasta lentamente. Se ainda houvesse perguntas ou falas do Aquaman, ela responderia, caso contrário, se despediria com um olhar triste e iria para o interior do palácio deixando Arthur com sua missão.

Ele iria só? Buscaria auxílio? Quais seriam os próximos passos do Rei Guerreiro?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Ter Ago 06, 2013 4:55 pm

Aquaman: Sim, estou sabendo dessa profecia.

Não falo muito pois não quero transparecer minha decepção e irritação por Mera ter mantido isso em segredo, mas tenho certeza que meu semblante fechado entrega meus sentimentos. Se ao vê-la velhos sentimentos e lembranças me tomaram, agora relembrei o do porquê estarmos separados. Ela continua falando e a cada palavra novos segredos são revelados, e eu me pergunto como ela conseguiu manter isso tudo em segredo durante tanto tempo.

Mera se aproxima e me toca, eu apenas cruzo os braços, isso é tudo que consigo fazer.


Aquaman: Onde está a garoto? E o que são estes artefatos que eu também não conheço?

Ouço as informações que me passa e sigo em direção ao local onde Jackson está, mas antes tenho algo mais a dizer.

Aquaman: Xebel é um erro, nunca deveríamos ter mantido um povo aprisionado por causa de seus antepassados. O mundo da superfície está sob grande tensão, as nações e os povos estão uns contra os outros, há guerras, intolerância, miséria... não quero que isso aconteça conosco. Mera, como rainha da Atântida, você poderia reunir os líderes dos povos aquáticos aqui? Gostaria de falar com todos vocês.

Assim eu me retiro de Atlântida rumo ao meu destino. Depois de anos casado com Mera que fui descobrir a verdade sobre Xebel, não me incomodei tanto por ela ter sido enviada para me assassinar, afinal, ela nunca concluiu tal missão, fica de certa forma grato por ela ter se aberto de tal forma para mim, por isso eu estranho ainda mais ela ter escondido o Jackson de mim. Nunca gostei da existência de Xebel, mas nunca fiz nada para que isso mudasse, não dependia só de mim, e sempre tinha muita coisa para fazer, mesmo assim, eu era o rei, deveria ter feito algo a respeito, espero que não seja tarde de mais.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Sab Ago 17, 2013 12:27 pm

Arrow Onde está a garoto? E o que são estes artefatos que eu também não conheço?

Arrow Ele está em Silver City, Novo México. Ele cresceu em uma família adotiva, que lhe proporcionou uma vida normal, pelo menos até hoje... Esse é o endereço deles. Estes artefatos são dois canalisadores que permitiram que ele controle construtos de água, potencializando seu poder e um comunicador cronológico que transmitirá a ele toda a retrospectiva de sua história e informações sobre sua real identidade.

Ele terminara de falar e seus olhos estão fixos em Arthur. Percebendo a frieza com que ele a olha, ela diz:

Arrow Desculpe.. Mas eu precisei garantir a segurança de Jackson e de todos. Ninguém poderia saber da existência dele antes da hora.. Antes de agora.. Sei que isso dói para você Orin, mas espero que um dia entenda porque fiz desta forma.

Ela então se vira na direção de onde veio, retornando com passos firmes, porém que na verdade queriam conduzí-la aos braços do homem que a amou e que lhe deu uma família um dia. O homem que interrompe sua caminhada dizendo:

Arrow Xebel é um erro, nunca deveríamos ter mantido um povo aprisionado por causa de seus antepassados. O mundo da superfície está sob grande tensão, as nações e os povos estão uns contra os outros, há guerras, intolerância, miséria... não quero que isso aconteça conosco. Mera, como rainha da Atântida, você poderia reunir os líderes dos povos aquáticos aqui? Gostaria de falar com todos vocês.

Ela se vira para ele e o olhando mais uma vez nos olhos diz:

Arrow E quem falará com eles? O herói? O Rei guerreiro? O Rei de Atlântida? Concordo com suas colocações, Orin, mas preciso de você ao meu lado para torná-las realidade. Você precisa voltar para a casa... Retomar o que lhe é de direito... O que lhe pertence..

Ao dizer as últimas frases, ela desvia seu olhar dele. Ainda desviando o olhar, ela diz:

Arrow Providenciarei a reunião para quando você retornar. Te aguardarei até lá.

E finalmente ela deixa a sala, levando consigo um gosto de dor em sua alma.

************************************************

A viagem até Silver City foi tranquila e relativamente rápida. A cidade não é, nem de longe, um parque aquático e por este motivo talvez seja o local perfeito para esconder um jovem com o perfil de Jackson.
Arthur consegue se deslocar até lá usando seus recursos e em pouco tempo localiza a rua onde Jackson mora com a família. A casa parecia uma típica casa suburbana norteamericana. Com o gramado e a cerca. E um cortador de grama parado no meio do gramado, que estava cortado apenas pela metade.
Ele vê movimento na casa e percebe que há mais de uma pessoa lá dentro. A rua se encontra relativamente vazia, com pouco movimento e passagens de poucos carros.
Ele precisava definir sua forma de abordagem à questão e iniciar a aproximação daquele que foi identificado como o avatar da claridade.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Seg Ago 19, 2013 9:31 pm

Após Mera me fornecer as informações que eu precisava, parto em direção ao meu destino, Silver City, Novo México, EUA. Me aproximo pelo Golfo do México e sigo viagem subindo o Rio Grande, até chegar no Novo México, de lá, sigo viagem por terras secas, então corro e salto, não sou tão rápido quanto o Flash, porém, consigo manter um bom ritmo, apesar deste não ser o meu tipo de locomoção preferido. Felizmente, me locomovo como ninguém na maior parte do planeta.

Chego a Silver City, cidade pequena e pacata, nunca ouvira dela desde então. Mera realmente quis manter o garoto longe do mar. Ao me aproximar, o sol reflete em minha vestimenta atraindo a atenção das poucas pessoas que se encontravam na rua, não faz mais sentido uma abordagem discreta, sigo normalmente procurando o endereço do garoto.

Ao me aproximar de sua casa, meu coração começa a acelerar, não sei como se dará esse encontro, me vem a memória meus encontros com o pai dele, tudo que ele fez comigo, mas não paro, sigo em frente, mesmo que preocupado com o desfecho da conversa que teremos. Assim que chego na porta ouço o que está acontecendo lá dentro, não que eu queira ouvir a conversa dos outros, o caso é que sempre tive audição muito superior a humana e audição é algo que não posso ligar e desligar. Felizmente, isso me permite saber o que está acontecendo lá dentro, saber como eu devo abordar a situação e quando tenho que intervir. Essa capacidade já me ajudou muito no passado.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Qua Ago 21, 2013 8:29 pm

Ao se aproximar da casa, Aquaman consegue ouvir com sua audição ampliada a seguinte conversa:

Arrow Vocês irão dizer onde ele está. Ele não escapará de nós e nós honramos ao Podre. Sua carne será tirada dos ossos enquanto vocês assistem e isso será pela graça do Podre.

O som de carne sendo cortada chama e gritos chamam a atenção do Rei Guerreiro. Parecia que a família Hyde estava sendo atacada por membros do Podre e isso significava que eles já haviam começado sua movimentação contra os demais avatares.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Qua Ago 28, 2013 3:15 pm

Aquaman: Saiam daqui! Vamos, saiam daqui! Eu cuido deles!

Estas foram as minhas palavras para aqueles que eu julguei ser os pais de Jackson. Com o que eu acabara de ouvir não havia muito o que pensar, era o momento de agir. Entrei com tudo empurrando estes seres estranhos contra a parede, utilizando o cabo do meu tridente para mantê-los pressionados contra a parede. Assim que considerei que estavam longe recuei e pude ver o aspecto asqueroso e sentir o cheiro podre daqueles seres. Eles são os agentes do Podre, mas fora disso não sei mais nada deles, do que são capazes de fazer, o porquê de estarem aqui atrás do garoto, como chegaram aqui.

Eu mantenho posição de luta e fico atento, já encarei a morte algumas vezes, porém nunca vi algo tão perturbador antes, está sendo difícil manter a concentração e não ficar enjoado perto deles. Eu prendo a respiração por achar que eu posso vomitar se não fizer o mesmo, mas meus olhos começam a arder, se isso continuar assim, terei que me orientar apenas pela minha audição. Pra piorar estou em menor número isso nunca é uma boa.


Aquaman: O que vocês querem com o garoto? Qual o interesse do Podre nisso tudo?

Me falaram de uma profecia que dizia que uma das forças envolvidas se voltaria contra as demais. Me deram a interpretação de que esta força em desiquilíbrio seria o Podre. Entretanto, eu não sigo a opinião dos outros, é fácil colocar a morte como vilã, difícil é entender que ela faz parte da vida. Ainda não estou convencido que o Podre é o vilão, e se o garoto for a verdadeira razão para o desequilíbrio da vida no planeta?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Qua Ago 28, 2013 6:49 pm

Ao invadir a casa, Aquaman encontra três dos representantes do Podre.



As criaturas deformadas cheiravam à morte, mas não eram as únicas... Caído no chão, totalmente destruído, jazia o pai adotivo de Jackson. Ao lado dele, a mãe se encontra bastante ferida, mas ainda viva. O tridente prende um deles à parede. Os outros assumem posição defensiva enquanto Aquaman pergunta:

Arrow O que vocês querem com o garoto? Qual o interesse do Podre nisso tudo?

Um deles responde:

Arrow O Rei Guerreiro da Claridade! O garoto é o avatar e deve morrer para que o Podre reine! Nosso avatar está para chegar e nenhum de vocês poderá impedí-lo! Agora morra e nos deixe matar o garoto rapidamente!

Eles investem contra Arthur com fúria e velocidade. O cheiro de podre infesta as narinas do herói, causando naúsea e asco.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Sab Ago 31, 2013 3:58 pm

Eles são diretos e não escondem suas intenções, admiro isso apesar de não gostar de seus planos, isso facilita o meu trabalho.

Os dois seres avançam contra mim ao mesmo tempo que percebo que a mulher continua ali em pé, está em choque com tudo que está acontecendo, não é de se surpreender. Rapidamente jogo para ela os artefatos que são destinados ao Jackson.


Aquaman: Corra! Depois eu alcanço você.

Quando me viro os dois agentes do Podre já me alcançaram, não tenho tempo, nem espaço para fazer muita coisa. Nós vamos juntos ao chão. Eles tentam me morder e arranhar, mas a malha atlante me protege, procuro evitar que toquem meu rosto imaginando o tipo de doença que essas coisas podem causar se entrarem em contato direto com minha pele. Nós nos debatemos no chão, eu tentando me livrar deles e eles passar a minha guarda, nesse movimento um pedaço de pele deles grudo no meu braço e vejo vermes se movendo através de meus dedos. A distância é muito curta, posso sentir um bafo azedo saindo de suas bocas, meus olhos e narinas ardem, meu estômago embrulha, não posso ficar muito tempo aqui. Fecho meus olhos e prendo a respiração, isso deve amenizar os efeitos, passando a me orientar apenas pela minha audição. Então percebo que não ouço a respiração ou batimento cardíaco vindo deles. O que são estas coisas?! A luta continua, moscas zunem no meu ouvido, sinto uma gosma viscosa caindo no meu peito, após alguns segundos consigo espaço para usar as minhas e os empurrar para longe de mim. Os dois são lançados para cima, rompendo o teto para o segundo andar e arrebentando a parede até caírem fora da casa.

Me levanto com rapidez e pego um pano de prato para limpar o que posso da podridão que ficou em minha roupa enquanto ando em direção ao meu tridente. Espero que o terceiro monstro tenha morrido com o golpe, pois quero sair logo daqui e me encontrar com aquela mulher para ele me levar até o garoto.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Sab Set 07, 2013 4:46 pm

Aquaman enfrenta uma luta difícil, onde seus sentidos são sobrecarregados pelas criaturas podres que o enfrentam. Ele consegue arremessar as duas que estavam sobre ele, arrebentando o teto da sala e fazendo com que elas caiam no segundo andar da casa. Ele sabe que terá pouco tempo, mas o asco o faz correr até um pano próximo e se limpar. Ele então se dirige até o terceiro monstro, que se encontrava preso pelo tridente e se debatendo na esperança de se livrar. Ele se encontrava ferido, mas ainda não havia sucumbido. Aquaman o encara até ouvir o barulho vindo do segundo andar. O som de vidro e madeira quebrando. Do lado de fora da casa, ele ouve gritos. Se olhar pela janela, verá que a mulher a quem acabara de salvar corria na direção de um jovem negro quando um dos monstros que estava no segundo andar saltou entre eles e acertou a mulher, que caiu inerte no gramado da casa. O jovem grita e corre para cima da criatura. Aquaman poderia deduzir que este é Jackson. Poderia deduzir também que o jovem, mesmo sem conhecimento de sua herança e poderes, está partindo para enfrentar uma criatura de imenso poder quando outros correriam. Poderia deduzir também que este combate poderia ser o último de Jackson...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Ter Set 10, 2013 12:29 am

A situação está saindo do controle, infelizmente não consegui proteger os pais do garoto, mas não posso deixar que o mesmo ocorra com ele. Felizmente, pra cumprir meu dever, não preciso vencer esta batalha, pelo menos não agora.

Ao me aproximar da criatura que está presa na parede percebo que está se debatendo, ainda não foi abatida. Não acredito que possa dizer que esteja viva, e tão pouco morta... esses seres são muito estranhos, me trazem muitos questionamentos, porém me dão uma certeza, não terei remorso ao terminar com suas existência. Eu soco o mais rápido e forte que posso, esses seres do Podre são fortes e rápidos, mas como tudo que é podre, são frágeis, meu punho atravessa o rosto desse ser esmagando seu crânio e só parando quando sinto a parede quebrar. Com a ameaça neutralizada retiro meu tridente com segurança.

Corro em direção ao jovem que acredito ser o Jackson, no meio do caminho pego o baú que é destinado ao mesmo e em seguida seguro o garoto e salto para longe do conflito. Com ele em meus braços corro até estarmos distante o suficiente do nossos inimigos. Enquanto corro ele xinga, reclama e se debate, mas só paro quando sinto que estamos seguros.

Quando paramos eu o solto, é neste momento que consigo prestar atenção nele, olhar em seu rosto. Ele continua irritado, com raiva. A única coisa que me passa na cabeça quando o vejo é o quão parecido com o Arraia Negra ele é. Por que ele não poderia ser parecido com a sua mãe? Por que logo o filho do Arraia Negra? Talvez por perceber a maneira como o encaro, Jackson para de falar e me olha com uma expressão de incomodo e medo.


Aquaman: Eu sei que é difícil, mas precisamos continuar nosso caminho. Aquelas coisas estão te procurando e não posso deixar que elas te peguem. Mas eu prometo que eles pagarão pelo que fizeram e no fim de tudo, seus pais terão um enterro digno. Agora vamos, temos um caminho longo até Louisiana.

Não tenho muito o que dizer ao garoto, não conheço sua família, nem sua história, só posso lhe oferecer meus ouvidos, proteção e guiá-lo no seu caminho. A última vez que tive problemas com a Claridade o Monstro do Pântano me ajudou, e segundo a profecia ele está envolvido nesta situação também. Se alguém sabe alguma coisa sobre o Podre, este alguém deve ser ele.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Seg Set 16, 2013 2:29 pm

Arrow Eu sei que é difícil, mas precisamos continuar nosso caminho. Aquelas coisas estão te procurando e não posso deixar que elas te peguem. Mas eu prometo que eles pagarão pelo que fizeram e no fim de tudo, seus pais terão um enterro digno. Agora vamos, temos um caminho longo até Louisiana.

O Garoro olha para Aquaman e em seus olhos era nítida a confusão de um jovem que acabava de ver seus pais serem mortos por monstros. Ele então fala:

Arrow Mas por que eles? Por que nós? Eles nunca fizeram mal a ninguém... Nós nunca.. O que está acontecendo?

O garoto tentava entender o que estava havendo. Em poucos minutos seu mundo foi destruído e a única pessoa que parecia saber o porque era o meta-humano a sua frente. O homem que falava com peixes e que se apresentava como soberano do mar. Ele não era um desses idiotas que ficavam zoando o Aquaman na escola, mas tinha dificuldades para saber o que o herói aquático fazia ali e porque ele estava lutando contra os monstros que mataram seus pais. Ele então se vira para o Aquaman e diz:

Arrow Louisiana? Eu? Por que eu tenho que ir com você? O que você quer comigo? Eu sei que você é um super-herói, mas eu não vou a lugar nenhum até entender o que está acontecendo aqui! Meus pais foram mortos por aquela coisa, eu estou fugindo com você e não sei porque tudo isto está acontecendo! Então é melhor você me dizer logo...

Ele não chega a ameaçar Aquaman. Até porque ele não saberia como ou com o quê. Ele apenas quer respostas e sabe que este é o homem que pode dá-las.
**************************
Caso Aquaman consiga conversar com o jovem e convencê-lo a acompanhá-lo, os dois seguirão para Louisiana. Chegando aos pântanos, Arthur ouve uma bela canção. Um sopro que lembra o vento batendo nas copas das arvores mais frondosas e a passagem da brisa pelos troncos de bambu. Eles seguem até a fonte e se surpreendem ao ver o Monstro do Pântano cantando. Era um canto de nostalgia. Uma canção de ninar para alguém distante. Ao vê-los, o monstro interrompe a canção e diz:

Arrow É hora de nos unirmos. O podre se levantou e irá tentar exterminar os avatares. A batalha que nos espera será árdua. Vocês estão prontos?


_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Ter Set 24, 2013 11:56 pm

Aquaman: Continue andando, quanto mais cedo chegarmos as águas melhor.

Jackson está confuso, com medo, com muitas indagações, o que é normal e até saudável depois do que ele acabou de vivenciar, porém não podemos nos dar o luxo de parar, estamos sendo procurados e não acredito que aquelas criaturas precisem dormir ou descansar.

Aquaman: Cada ser é criado com um propósito, um dever a cumprir enquanto vive, não escolhemos nossa missão e não fizemos nada para merecê-la, nós apenas podemos decidir se a aceitamos ou não, e como vamos executá-la. Eu sou o Rei dos Mares não por ser melhor que os outros ou por algo que eu fiz, eu apenas fui escolhido, me deram esta tarefa e eu a aceitei. Você foi escolhido para representar e defender toda a forma de vida que existe nas águas, você está conectado a cada uma delas. Aquelas criaturas que atacaram sua família querem te matar, não entendo o porquê ou o que irá acontecer caso eles tenham sucesso, mas não posso permitir que isso aconteça pois esta é minha missão, eu irei protegê-lo e ajudá-lo a encontrar seu caminho. Eu tenho um amigo na Louisiana que entende melhor destas coisas, ele poderá nos ajudar.

Isso é tudo que escolhi contar ao Jackson, penso que no momento não seria bom revelar seu verdadeiro pai e a ligação dele com Xebel, deve haver um momento melhor para isso acontecer.

Ao chegarmos nos pântanos da Louisiana me recordo que Solomon Grundy atacou esta cidade hoje, ele é um morto-vivo... será que ele tem alguma ligação com o Podre? Por que ele atacou o lar do Monstro do Pântano justamente agora? Não acredito nesse tipo de coincidência.

É praticamente impossível encontrar o Monstro neste local sem que ele queira ser encontrado, felizmente somos atraídos por um canto, pelo canto do senhor deste local, é como se ele soubesse que viríamos, como se nos esperasse.


Monstro do Pântano: É hora de nos unirmos. O podre se levantou e irá tentar exterminar os avatares. A batalha que nos espera será árdua. Vocês estão prontos?

Aquaman: Não, mas daremos nosso jeito. Jackson, este é o Monstro do Pântano, ele é igual a você, porém com a vida vegetal.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Sab Set 28, 2013 3:53 pm

Arrow  Não, mas daremos nosso jeito. Jackson, este é o Monstro do Pântano, ele é igual a você, porém com a vida vegetal.


Arrow Engano seu, Aquaman. Na verdade eu sou alguém igual a você e não a ele.  

A fala do monstro soa nostálgica e traz um elemento que surpreende Arthur e Jackson.

Arrow Durante um tempo eu me julguei o avatar do verde, mas na verdade, agora percebo que meu papel na profecia se encontra mais próximo ao seu do que de seu jovem companheiro. Há cerca de 15 anos atrás, eu e Abgail Arcane conseguimos, com a ajuda da magia do questionável John Constantine, gerar um fruto do nosso amor.

Ele faz uma pausa, como se estivesse lembrando daquele momento em que esteve mais próximo da humanidade.



Arrow O bebê... A menina... Foi chamada por nós de Tefé e foi muito amada...



Arrow Mas a vida junto ao "monstro do pântano" não é a melhor opção para uma criança. Tanto eu quanto Abgail concordamos que o melhor seria a criança ter uma vida longe deste local que me manteve ligado por tanto tempo à essência do verde. Desta forma, Abgail partiu com a criança e eu permaneci com minhas obrigações...

Jackson então fala:

Arrow Então a canção..

Arrow Era a canção que ninava Tefé enquanto ela esteve comigo. Eu a canto para lembrar. Hoje ela é uma jovem como você: com poderes e toda uma responsabilidade. Isso a coloca na mira do Podre e faz com que eu tenha alertá-la sobre tudo que envolve sua origem e seu destino.



O monstro, aquele um dia foi um homem chamado Alec Holland, se aproxima dos dois e diz:

Arrow O que vocês sabem sobre o que está acontecendo? Precisamos juntar as informações que temos e precisamos unir os avatares. Abgail e Tefé estão em Fawcet City. Temos que ir lá buscá-las e depois precisamos encontrar Budy Baker: O homem-Animal.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Sex Out 04, 2013 5:48 pm

Fiquei surpreso ao saber que o Monstro do Pântano não é o avatar do Verde, mas o que me deixou mais surpreso foi o fato dele ter uma filha, nunca imaginaria que isso seria possível. Se me lembro bem, Buddy me disse que sua filha tem ligação com o Vermelho, pelo que parece uma nova geração esta nos substituindo, seguindo o nosso legado. A filha do Monstro com o Verde, a filha do Buddy no Vermelho e o filho... hum...droga...

Aquaman: Mais cedo a família de Jackson foi atacado por alguns agentes do Podre que o tinham como alvo, infelizmente não pude protegê-los... ainda hoje Solomon Grundy atacou Louisiana, não tenho certeza se essa criatura tem ligação com o Podre, mas não acredito que tenha sido uma coincidência.

Para para ouvir as suas considerações sobre o ataque de Grundy, ainda acredito que o Monstro saiba mais desse assunto do que eu, talvez ele tenha acompanhado os desdobramentos da ação da Liga.

Aquaman: Você mencionou que entraremos em guerra, nesse caso, não seria prudente enfrentá-la sem um exército. Imagino que existam outros seres ligados a estes campos metafísicos, talvez precisaremos da ajuda deles, não importa quem sejam, esta situação parece ir além do Bem e do Mal, colocando em risco a maneira a vida em todo o universo.

Enquanto o Monstro opina sobre o assunto penso em possíveis pessoas que possam se unir a nós. Minha irmã Azul Profundo provavelmente tem ligações com a Claridade, sua capacidade de manipular o tamanho da vida marinha não pode ter outra origem, se eu conseguir me comunicar com ela... talvez tenhamos que contar com a ajuda do Tubarão-Rei e do Crocodilo... minha mente trás a memória as pessoas que já encontrei ou ouvi falar que possuem algum tipo de poder animal ou vegetal, são muitos, quem sabe eles estão envolvidos nesta situação tanto quanto a gente. Com certeza Buddy e o Monstro podem apresentar outros nomes que não conheço.

Aquaman: Bom, já está tarde e o dia foi cansativo, creio ser melhor descansarmos no momento e amanhã cedo partirmos para Fawcet City. E ainda temos que pensar num jeito de chegarmos lá o quanto antes, se possível sem nos dividir no caminho.

A noite demora a passar, não consigo dormir, não por estranhar as águas do pântano, mas por pensar no que está acontecendo... o fato das filhas deles se tornarem os novos avatares, o que aconteceria se Arthur Jr. estivesse vivo, será que ele não seria o avatar da Claridade? Ou talvez ele tenha morrido porque eu nunca serviria para ser pai do avatar? Droga... acho que não nasci para ser pai, todos os meus filhos morreram, não consegui manter minha família unida, sei lidar melhor com inimigos do que com minha própria família... talvez por isso Jackson tenha sido escolhido, por ser filho do Arraia, talvez eu saiba conduzi-lo melhor do que saberia ao meu próprio filho... melhor parar de pensar nisso, preciso dormir e esquecer estas coisas... talvez esquecer de ser pai também... droga... a noite será longa.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Seg Out 14, 2013 6:59 pm

Arthur e Jackson ficam surpresos no encontro com o Monstro do Pântano. Arthur por saber que este não é o avatar do verde e sim sua filha... Aliás, surpreso também por saber que o Monstro tinha uma filha e que ela era uma das chaves para deter o Podre. Já Jackson estava surpreso com toda a situação e com os rumos que sua vida tomava. Como Aquaman ainda não havia lhe entregue os ítens enviados por Mera, tampouco contado mais detalhes sobre sua origem, o jovem ainda se encontrava com muitas dúvidas, mas decidiu observar o desenrolar da situação até que pudesse novamente tentar obter respostas concretas do super-herói.
Aquaman então começa a apresentar suas impressões sobre o que está acontecendo:

Arrow Mais cedo a família de Jackson foi atacado por alguns agentes do Podre que o tinham como alvo, infelizmente não pude protegê-los... ainda hoje Solomon Grundy atacou Louisiana, não tenho certeza se essa criatura tem ligação com o Podre, mas não acredito que tenha sido uma coincidência.

O Monstro olha para os dois com seus olhos profundos e diz:

Arrow Sinto por sua família... É sempre triste quando se perde quem se ama... Alguma coisa perturbou Grundy. Eu pude sentir daqui. A criatura buscava silêncio, mas algo lhe enlouqueceu a tal ponto que ele queria acabar com tudo ao redor para ter paz. Sua reação foi provocada. Mas não senti um toque místico no que a provocou. Posso estar enganado, mas foi ação dos homens...

Arrow Você mencionou que entraremos em guerra, nesse caso, não seria prudente enfrentá-la sem um exército. Imagino que existam outros seres ligados a estes campos metafísicos, talvez precisaremos da ajuda deles, não importa quem sejam, esta situação parece ir além do Bem e do Mal, colocando em risco a maneira a vida em todo o universo.

Arrow Haverá o momento para trazer outros a esta luta e quando ele chegar, nós o faremos. Mas, antes de qualquer coisa, precisamos unir os avatares. Antes que o avatar do Podre se erga. Se ele se erguer com força total, então todos os nossos esforços só terão sucesso se conseguirmos proteger e preparar os avatares. Os outros terão apenas a função de contenção e falharão se nós falharmos

Arrow Bom, já está tarde e o dia foi cansativo, creio ser melhor descansarmos no momento e amanhã cedo partirmos para Fawcet City. E ainda temos que pensar num jeito de chegarmos lá o quanto antes, se possível sem nos dividir no caminho.

Arrow Vocês poderão me transportar. Eu assumirei a forma de uma muda para facilitar a viagem, mas enquanto estiver nesta forma, estarei vulnerável. Preciso que vocês me protejam até que eu possar retomar minha forma. Eu poderia tentar voar até lá, mas seria dispendida uma grande energia que preciso conservar para um futuro próximo.

Após a conversa, o Monstro indica um local para Jackson e Aquaman dormirem. Enquanto os dois se ajeitam, ele se afasta desejando um bom descanso e mergulha nas águas do pântano.
Jackson observa a inquietação no rosto de Arthur e diz:

Arrow Também não consegue dormir? Nada contra o quarto de hóspedes do nosso amigo, mas eu não to me sentindo bem... Nada disso que vocês estão falando faz sentido pra mim. Meus pais foram mortos por umas coisas podres.. Eu to andando com o Aquaman e o Monstro do Pantano e até agora não entendi esse lance de avatar! É um lance tipo o "escolhido"? Se for, já te ocorreu que eu posso ser o cara errado? Eu nem tenho poderes? Cara, isso não tá encaixando em nada!

O silêncio de Jackson é rompido finalmente por um monte de dúvidas. Ele precisava de respostas. Respostas que Arthur hesitava em dar, mas que agora eram pedidas em voz alta e desesperada.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Qui Out 17, 2013 11:25 pm

Mensagem da Mulher Maravilha:

Arrow Conforme vocês sabem, o mundo passa por um momento terrível. Ameaças diversas. Medo. Caos. Terrorismo. Nós, meta-humanos, questionados pela população... a mesma população que não questiona seus próprios governantes, os maiores responsáveis pelo clima de beligerância vigente. Eu, Princesa Diana de Themyscira, filha da Rainha Hypólita, Guardiã da Verdade... convoco-os para uma reunião na Sala de Justiça! Tenho um projeto que nos envolve. Ele consiste em renovar e resgatar os valores da Liga. Uma Liga reformulada. Podemos ser a salvação da Terra... Conto com vocês, meus amigos! Arthur... sua presença é vital nessa empreitada! Precisamos resgatar alguns valores e renovar outros. Traga Garth também.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Qua Nov 06, 2013 5:26 pm

Não importa se você é um rei ou não, quando alguém lhe procura com dúvidas e pedindo ajuda você deve ajudá-lo, por um momento tem que deixar de lado suas próprias inquietações e apoiá-lo, ainda mais alguém tão jovem e com vida tão complicada.

Aquaman: Poder não é a coisa mais importante, as maiores batalhas, as decisões mais difíceis, tudo o que realmente importa é decidido pelo sua mente e seu coração, então cuide bem deles. E acredite, você será muito poderoso.

Nós podemos ser as pessoas mais convictas do mundo, mas mesmo assim existirão aqueles dias que abalarão nossas certezas, nos deixarão confusos, estes são momentos difíceis, mas fortalecem nossa caráter e trazem amadurecimento. Eu estou vivendo um desses dias, o garoto Jackson também, por isso tudo o que falo nesse instante serve tanto para ele como para mim. É interessante, como se esquecendo das minhas crises e me propondo a ajudar os outros eu acabasse me ajudando em contrapartida.

Aquaman: Você é o Avatar da Claridade, não tente ser um rei ou um super-herói, você é diferente de todos nós, nem melhor nem pior, seja você mesmo, tome suas decisões. Com certeza você cometerá erros, mas só saberá disso depois de cometê-los, isto acontece com todos nós. Não tem como estarmos preparados para tudo então não se cobre isso, apenas viva e aprenda com a vida, valorize seus acertos. Em todo ocaso eu estarei por perto.

Acho que chegou o momento de revelar a verdadeira origem de Jackson, isso será difícil, espero que ele aprenda a aceitar isso rápido, estamos a véspera de um crise mundial. Talvez se eu contar-lhe minha história antes, isso possa ajudar.

Aquaman: Deixe-me contar a minha história, assim que eu nasci--

Eu sou interrompido pelo comunicado de Diana, não sei o que está acontecendo com a Liga, mas acho muito estranha esta mensagem. Posso não concordar com sua postura, porém eu a respeito e respeito a liderança de Karen. Não participarei desse movimento, não dou nenhuma resposta, tenho coisas mais importantes para lidar.

Aquaman: Desculpe... enfim, eu fui criado por golfinhos, pensava ser um deles, até que um dia descobri que era filho da rainha de Atlântida com um mago atlante atemporal. Meu povo me considerava uma maldição e tentaram me matar por causa de meus cabelos e um ancestral meu que tentou controlar suas mentes. Hoje eu sou quem sou, mas talvez dê pra imaginar o quão confuso fiquei quando descobri tudo. Acredito que nossas escolhas e nossa criação são mais importantes do que fatores biológicos e o que os outros pensam de nós.

Tive que resumir bastante a minha história, a mensagem de Diana me deixou um pouco preocupado, espero que tenha falado o suficiente para o garoto. Mesmo resumido desta maneira contar a minha história me fez lembrar o tempo que escrevia minhas crônicas, sinto falta disso, acho que devo continuá-las. Jackson me olha com uma expressão de quem não entende o porquê deu ter-lhe contado isso, bom, não posso mais adiar este momento.

Aquaman: Tome, isto aqui é pra você.


Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Qui Nov 14, 2013 4:05 pm

Jackson ouve com atenção o que Aquaman diz. Ele se sentia honrado pelo herói à sua frente, um rei, um guerreiro, lhe contar a história de sua vida. No entanto ainda se sentia confuso, até que Aquaman puxou os itens que Mera lhe pediu para entregar ao garoto. O primeiro item era o responsável por ativar a memória de toda a história de vida de Jackson. Era o mecanismo mais importante e o mais temido por Arthur. Depois de usar aquilo o garoto inocente que Aquaman conheceu seria outra pessoa. Seria alguém que sabe ser o filho de um sociopata e ter sido mantido preso e como cobaia durante parte de sua infância. Arthur sabia o que representava aquilo, mas sabia que contar a verdade não era uma escolha. Ele entrega o aparelho ao garoto e o instrui como usar.
Jackson coloca o aparelho na cabeça e...



Ele vê o naufrágio de sua mãe. A acolhida em Xebel. As experiências. Toda uma vida que ele não sabia que tinha. Toda dor e sofrimento que foram infligidos. Ele vê o rosto de uma mãe que ele nem sabia que existia e que ainda assim o amou até o fim.



Seus olhos brilham. Ele finalmente entendeu quem era e esse entendimento destravou também seus poderes. Jackson Hyde agora sabia de onde vinha e tentava compreender para onde ia. Aquaman presencia a tudo e, quando nota que o garoto se sentia meio tonto após o ocorrido, se lançou a ajudá-lo a ficar de pé. Nesse momento, ele dá ao garoto o segundo item: um uniforme atlante. Jackson o olha e diz:

Arrow Que roupa é essa? Por que você a trouxe para mim? Eu não sou um atlante. Sou uma experiência de Xebel. Uma desastrada experiência...



Após a explicação, Aquaman entrega o terceiro ítem e o entrega.



Jackson estranha parecerem armas sem lâminas, mas instintivamente aciona seus poderes. Ao ver o que conseguiu, ele diz:

Arrow Cacete! Então é por isto que estão atrás de mim? Por isso mataram a minha família?

Ele olha para Arthur como se pedisse uma orientação sobre o que fazer. Seus olhos brilham, mas não escondem as lágrimas. Jackson se sente poderoso, desprotegido, confuso, com medo e com raiva. Num impulso, ele faz um gesto mais brusco, descarregando essa gama de sensações numa árvore. Ele a acerta com os artefatos de guerra e a parte ao meio. Ele chora e apenas diz:

Arrow Foi tudo culpa minha.. Eles morreram por minha causa...


_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Sex Nov 15, 2013 3:29 pm

Mensagem do Robin para todos os heróis:

Arrow Atenção! Aqui quem fala é o Robin. A Coréia do Norte está criando meta-humanos por meio de manipulação genético. Acredito que eles pretendem atacar o resto do mundo como retaliação à invasão do Superman. Preciso que todo e qualquer herói disponível responda a esse chamado. Todas as informações que coletei estão nessa amostra de sangue. É imperativo que isso seja impedido. Se isso continuar, eles podem destruir o mundo. Também fiquem atentos, pois Lex Luthor parece estar envolvido.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Convidado em Sex Nov 29, 2013 4:28 pm

Presenciar esse jovem rapaz tendo que lidar com tanta mudança e com os segredos da sua vida que ele nunca imaginou, sem contar o chamado eminente para assumir um papel maior do que ele jamais cogitou me faz lembrar a mim mesmo. É doloroso o processo, mas é necessário, melhor do que ter um enorme potencial adormecido, descartado e inutilizado. Chegou sua hora de amadurecer, Jackson.

Jackson: Que roupa é essa? Por que você a trouxe para mim? Eu não sou um atlante. Sou uma experiência de Xebel. Uma desastrada experiência...

Aquaman: Esse uniforme lhe trará maior proteção e foi projetado para as necessidades de uma vida nos oceanos, com ele você se locomoverá melhor nas águas e não terá que se preocupar em secar suas roupas sempre que vir a superfície.

Jackson: Cacete! Então é por isto que estão atrás de mim? Por isso mataram a minha família? Foi tudo culpa minha... Eles morreram por minha causa...

Aquaman: Não, eles mataram sua família pois querem deturpar a ordem natural da vida, querem o controle total da existência na Terra. Você não poderia fazer nada até agora... Você virá comigo e com o Monstro do Pântano, e nós colocaremos um fim nisso tudo, você honrará os seus pais e manteremos a ordem da vida. Agora tente descansar.


Eu sei que será difícil para ele descansar, o quão inseguro e com medo deve estar... mas só posso passar confiança a ele nesse momento, não posso duvidar nenhum instante. É meu dever protegê-lo e ajudá-lo a encontrar seu caminho, eu não irei fracassar.

Mais uma mensagem da Liga chega, e nenhuma delas veio de sua líder oficial, começo a me preocupar com como está Karen, as coisas parecem estar fora do controle na equipe. Robin, faz um alerta global convocando todos os heróis contra a Coréia do Norte no que ele julga ser a preparação de um ataque ao Ocidente... interessante que o que eles fazem não é diferente do Cadmus entretanto, a Liga nunca deu uma resposta como essa, continua a pergunta, a quem a liga está servindo?... Continuarei de fora no momento.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Leo Rocha em Sex Dez 06, 2013 10:29 am

Após horas de conversa Arthur e Jackson adormeceram. Arthur é o primeiro a acordar, com o comunicador tocando. Do outro lado, Oráculo lhe pergunta sobre seu atual status e disponibilidade para retornar à Liga. Ele havia saído de lá entristecido pela forma que suas idéias foram interpretadas e como seus amigos haviam se portado durante a discussão. No entanto, sentia a preocupação com o momento atual. A convocação de Diana e o contato de Oráculo mostravam uma cisão entre os heróis. Haveria tempo para tentar ajudar nisso? Seria melhor evitar a cisão ou tomar um dos lados? E será que haveria tempo para fazer isso enquanto o Podre se organizava?

Jackson acorda assim que o Monstro do Pântano se aproxima. A criatura saúda os dois heróis e diz:

Arrow Está uma bela manhã! Temos que seguir para que tenhamos outra destas. Eu trouxe café da manhã para vocês. Espero que seja de seu gosto.

Ele apresenta aos heróis frutas variadas que são servidas fartamente. Jackson como com afinco. Desde a morte de seus pais, essa é a primeira refeição. E saber que precisaria de força para salvar o mundo e vingar seus pais, lhe dava uma fome extra. Após o café da manhã, o Monstro do Pântano fala:

Arrow Soube que há um desarranjo em Fawcet City. Precisamos nos apressar. Como dito antes, seguirei em forma de muda. Quando precisarem de mim, me reguem.

O grupo inicia a jornada rumo a cidade. Durante o caminho, Jackson se vira para Arthur e diz:

Arrow Você o enfrentou várias vezes... O meu verdadeiro pai: O Arraia Negra. Como ele é? Como ele chegou a ser o que ele é agora? Você acha que... Eu não sei o que dizer... Eu não quero ser como ele. Eu quero ser bom.

***************************************

Em algumas horas eles chegam à cidade e se dirigem ao endereço apontado pelo monstro como o da residência de sua família. Eles começam a perceber a movimentação de pessoas na rua e se preparam para o combate quando percebem que Homem-Borracha e Mulher-Gavião se encontram lutando contra criaturas parecidas com as que Aquaman e Jackson enfrentaram antes. Os arautos do Podre já haviam chegado à cidade e pareciam bem próximos do segundo avatar. Sorte que haviam outros heróis ali e que eles estavam fazendo uma resistência digna da velha Liga. Voando como um raio, passa por cima deles Mary Marvel, que se lança ao combate ajudando aos dois heróis.
Numa rápida contagem, eles percebem que os heróis combatem 15 dos arautos do Podre. Eles teriam que decidir se participariam do combate, se buscariam a família do Monstro ou se usariam outra estratégia.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4163
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 4: Avatares e Guerreiros

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum