DEFCON 5: Onde há fumaça...

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Dom Abr 21, 2013 2:04 pm

Estrela Vermelha:

O herói russo seguia a toda a velocidade em direção à fronteira. No caminho conversava com Sacha, seu contato com uma organização que aparentemente visava o bem na Rússia:

Arrow Estou bem, como a base estava tomada de inimigos que não tinha tempo de derrubar,tive de inutilizar a base,como já estava nos planos.Os reféns e informações estão em segurança em uma cidade vizinha guardados temporariamente pelo novo soviete supremo...do qual vocês provavelmente já sabiam. Mandem alguém para lá precisarei do apoio dele e é melhor que os reféns não fiquem muito tempo sozinhos.


Arrow Um novo Soviete Supremo? Não tinhamos o conhecimento disto. De onde ele surgiu? Como isso aconteceu? Ele está usando uma das armaduras que iriam ser destruídas? Preciso de mais detalhes sobre esse homem. Ele é um dos funcionários da instalação?

Sacha deixa transparecer uma certa ansiedade com a notícia de um novo Soviete Supremo. Ele informa Leonid sobre a possível rota do comboio e recebe a resposta do herói:

Arrow É as notícias não são das melhores camarada. Tente manter quantos olhos puder longe dos radares,voarei abaixo dele mas nunca se sabe o que pode dar errado. Caso já não tenha, essa é a frequência do soviete .......

Arrow Tentarei entrar em contato com ele. Pode se tornar um aliado útil em nossa causa. Quanto aos radares, fique tranquilo. Da parte Russa, tudo está certo.

Na sequência, Leonid repassa as informações a Gavril, que responde:

Arrow Estarei em breve com você, camarada! Será um prazer continuar esta luta a seu lado!

Ele então percebe um comboio de 4 naves, seguindo na direção da fronteira com a Coréia do Norte.




Ele ainda não havia sido detectado, o que lhe daria tempo para optar por uma abordagem direta ou mais sutil. Em seu coração Leonid tinha cada vez mais a convicção de que algo muito errado estava prestes a acontecer...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Sab Maio 04, 2013 10:36 am

Arqueiro Verde, Asa Noturna, Batgirl e Robin:

Arrow Ora, três passarinhos tão longe de casa... Pode pedir pra Batgirl sair de cima de mim?

Ao perceber quem era o homem que imobilizava, Cassandra o solta, se colocando em posição de respeito. Ela então diz:

Arrow Desculpe arqueiro. Eu não o reconheci sem seu uniforme.

Ollie se levanta e, enquanto se ajeita, fala:

Arrow Então, o que traz vocês tão longe? O papai morcego está liberando mais criminosos da prisão e mandou os filhos pro serviço sujo? Bom, eu adoraria saber como está a situação na terra do Tio Sam, porque ficar preso por semanas em uma prisão estrangeira, sendo surrado todos os dias e sem jornal de manhã te deixam bastante desatualizado. O que aconteceu com Savage? Tudo bem com Hal?

Robin não consegue conter seu enfastio com a situação e diz:

Arrow Não me diga que agora vamos ter que tomar conta deste velho... Grayson, você perde o seu tempo e o meu com essas sentimentalidades... O que iremos fazer carregando um velho quebrado como esse?

Batgirl então fala:

Arrow Soube que você tinha desaparecido. Como veio parar aqui e nessas condições?

Arrow Agora vocês vão parar para trocar receitas de bolo? Esse lugar está ficando mais cheio a cada segundo. Temos que ser objetivos ou essa missão estará fadada ao fracasso.


Nota do narrador: Achei melhor dar um post para que os heróis se encontrassem e trocassem impressões. A partir daí, vocês já podem postar suas ações na sequência, com base nas informações prestadas no prólogo. Boa sorte na invasão!

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Drako em Dom Maio 05, 2013 12:41 pm

Arqueiro Verde.

Deixe-me dizer uma coisa sobre esse cara... eu não gosto dele. Anos atrás, ele tentou me usar em uma missão da Liga para atingir o Bruce. Não gosto de gente que tenta me manipular, principalmente quando se trata de atingir minha família. Agora estou aqui, com ele, numa missão tão importante que a cada segundo que perco ela pode ir pro buraco.


Arqueiro Verde: Ora, três passarinhos tão longe de casa... Pode pedir pra Batgirl sair de cima de mim?

Asa Noturna: Ela tem ouvidos, Arqueiro. Muito bons, por sinal.

Cass o solta, o Arqueiro se levanta e já manda perguntas.

Arqueiro Verde: Então, o que traz vocês tão longe? O papai morcego está liberando mais criminosos da prisão e mandou os filhos pro serviço sujo? Bom, eu adoraria saber como está a situação na terra do Tio Sam, porque ficar preso por semanas em uma prisão estrangeira, sendo surrado todos os dias e sem jornal de manhã te deixam bastante desatualizado. O que aconteceu com Savage? Tudo bem com Hal?

Asa Noturna: Desculpe se não estou comovido com a sua história, Arqueiro. Mas que diabos você está falando? Batman liberando criminosos da Prisão?

Robin: Não me diga que agora vamos ter que tomar conta deste velho... Grayson, você perde o seu tempo e o meu com essas sentimentalidades... O que iremos fazer carregando um velho quebrado como esse?

Asa Noturna: Calma, Robin. Já disse pra me chamar de Asa Noturna. Vigie o perímetro. Vamos terminar com isso aqui logo e iremos avançar.

Batgirl resolve perguntar ao Oliver sobre como ele foi parar lá e como chegou nessas condições. Damian como sempre não consegue se segurar.

Robin: Agora vocês vão parar para trocar receitas de bolo? Esse lugar está ficando mais cheio a cada segundo. Temos que ser objetivos ou essa missão estará fadada ao fracasso.

Asa Noturna: Robin... vá, por favor.

Ele me olha, dá a resmungada clássica e vai para cima de uma árvore. Finalmente me volto ao Queen novamente.

Asa Noturna: Estamos em uma missão agora, Arqueiro Verde. Não temos muito tempo e não podemos correr o risco de te levar nesse estado, a não ser que possa cuidar de sí mesmo.

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1857
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

que não seja tudo em vão,resista ao fogo e ao trovão.

Mensagem  Ricardo Sato em Seg Maio 06, 2013 10:58 pm

Era chegado o momento ,Leonid verificava quanto tempo ainda tinha ,não muito mas talvez o bastante...

Toda aeronave possui flaps e lemes para manobra,por menores que sejam,ele se aproveitaria da rota direta das naves para se aproximar furtivamente.

Faria tudo para não ser visto e com suas mãos tocaria apenas o metal dessas peças,efetivamente soldando as partes móveis em cada nave.

Por serem puro metal e pela trajetória em linha reta das máquinas com sorte o dano não seria notado ,mas a capacidade de manobra e em especial a de pouso estaria completamente comprometida.

Em seguida ele começaria o ataque ,soldaria uma das naves das laterais por último,e assim que terminasse rasgaria sua lataria com golpes e atacaria as outras com rajadas.

Sua posição as forçaria a manobrar em sua direção,momento em que as naves se descontrolariam e possivelmente teriam de fazer um pouso forçado para não cair devido aos danos em sua estrutura.

Ao mesmo tempo entraria em contato na frequência em que tanto gavril quanto sacha ouviriam.

Arrow Encontrei são quatro naves de aparência estranha,iniciando combate, marquem minha posição e sejam rápidos ou a festa já poderá ter terminado quando chegarem.

Leonid tentava parecer mais confiante do que se sentia ,seu verdadeiro medo era não conseguir parar todas as naves e além disso ainda havia outra preocupação.

Quantos ladrões saberiam pilotar uma armadura de soviete,esperava que nenhum mas não podia descartar a ideia,por isso era tão importante impedir o movimento das aeronaves antes do combate.

Corria contra o tempo e o espaço até a fronteira,mas desistir não era uma opção,a alternativa era horrível demais para que Estrela se deixasse derrotar.

_________________
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1381
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Convidado em Qua Maio 08, 2013 1:03 am

Asa Noturna.

Sempre gostei desse garoto. Ele sempre reuniu o melhor das técnicas do Bruce com o melhor do senso de justiça do Clark. A cada ano que passa o moleque está ficando melhor e eu fico mais tranquilo quando vejo um novo cabelo branco no espelho e penso que gente como Dick Grayson estarão por aí, tomando conta do que deixamos pra trás. Só de me ver ele fecha a expressão e eu sei que ele não vai com a minha cara. É claro que implico com o garoto logo de saída. Boa, Ollie. Sendo simpático como sempre, enquanto enche seu conto de como ficou numa prisão esse tempo todo com tiradinhas demais.

Asa Noturna: Desculpe se não estou comovido com a sua história, Arqueiro. Mas que diabos você está falando? Batman liberando criminosos da Prisão?

Dick não sabe que Bruce liberou Slade da prisão para que o maldito o levasse à Savage? O morcego e seus segredos. Algumas coisas não mudam. A voz de Dick é meio irritada e apressada, como se eu estivesse comendo o tempo dele. Não vou encher ele com mais que isso por enquanto.

Robin: Não me diga que agora vamos ter que tomar conta deste velho... Grayson, você perde o seu tempo e o meu com essas sentimentalidades... O que iremos fazer carregando um velho quebrado como esse?

Arqueiro Verde: Hein? Quebrado, é?

Asa Noturna: Calma, Robin. Já disse pra me chamar de Asa Noturna. Vigie o perímetro. Vamos terminar com isso aqui logo e iremos avançar.

Batgirl: Soube que você tinha desaparecido. Como veio parar aqui e nessas condições?

Cassandra. Ela é boa também. Principalmente no mano a mano. Mas a diferença é que volta e meia, na presença dela, sinto uns arrepios. A aura que ela emana é silenciosa e absolutamente aterrorizante, como uma serpente preparando o bote. O uniforme não ajuda, é o mais sinistro da família do morcego. Com ela, eu não brinco. Ia responder quando o filho do demônio fez o que faz melhor: reclamar.

Robin: Agora vocês vão parar para trocar receitas de bolo? Esse lugar está ficando mais cheio a cada segundo. Temos que ser objetivos ou essa missão estará fadada ao fracasso.

Asa Noturna: Robin... vá, por favor.

Enquanto o pirralho olha raivoso pra mim, resmunga e vai embora, deixo escapar um sorriso. O garoto é um porre, mas tem atitude e faz o serviço, isso eu tenho que admitir. Me lembra o Roy quando ele ficava insuportável naqueles anos de adolescente.

Arqueiro Verde: Passarinho marrento, hein? Parece um dos meus.

Asa Noturna: Estamos em uma missão agora, Arqueiro Verde. Não temos muito tempo e não podemos correr o risco de te levar nesse estado, a não ser que possa cuidar de sí mesmo.

Arqueiro Verde: Tá me achando com cara de velho, Asa Noturna? É claro que posso me cuidar, garoto. Vamos fazer assim: me inteirem da missão enquanto agimos e quando tivermos um respiro, eu conto o que tenho feito esse tempo todo. Vamos andando?

Sem roupas, armado de duas pistolas e gravetos. Sem arco e flecha. Só nesse momento reparei como foi burrice não ter tentado improvisar um arco e flecha antes de correr atrás de comida, fogueira e sono. Mas é, eu estava bastante detonado. Vou seguir Dick e ajudá-lo como puder. Acho engraçado depois de tanto tempo seguir dois grupos, um desconhecido e um quase familiar, buscando liberdade. E claro, não vou deixar eles perceberem que o Arqueiro está sem um arco até o momento que isso for preciso. Afinal, depois de todo o treinamento, não é como se eu não fosse mortal também com meus gravetos e pistolas, meu arsenal improvisado. Aposto que Damian ia entender e achar graça desse equipamento. Sorrio por dentro. Me sinto com vontade de dar mais uma pontada. Deve ser o cansaço acumulado saindo.

Arqueiro Verde: Qual a ordem dessa vez? Finalmente decidimos acabar com essa ditadura vergonhosa?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Sab Maio 11, 2013 10:56 am

Estrela Vermelha:

Se aproximando sorrateiramente, Leonid consegue soldar sem problemas os flaps de uma das naves. Já estava no meio da soldagem da segunda nave quando foi percebido pelo piloto dela, que avisou aos demais por rádio.
O piloto da segunda nave tentou iniciar uma série de manobras evasivas para escapar de Leonid, mas a parte dos flaps que foi prejudicada cobrava seu preço e impossibilitava os comandos do piloto. A nave então se desestabiliza e começa a cair girando em espiral rumo ao chão.
A primeira nave segue em reta rumo a Coréia do Norte, no entanto teria o mesmo fim se o piloto tentasse alguma variação da rota.
As outras naves ao perceberem Leonid começaram a disparar lasers em sua direção. Uma delas dispara seus dois mísseis que seguem rumo ao herói.
Pelo comunicador Sacha diz:

Arrow Estrela Vermelha, como vão as coisas aí? Tente ser rápido, pois minhas fontes me dizem que a Coréia do Norte já está ciente da proximidade das naves e que há problemas na entrega. É muito provável que enviem alguém até aí. Sobre seu amigo Soviete Supremo, ele é bastante engraçado. Vou precisar conversar melhor com ele mais pra frente, mas posso adiantar que ele já está seguindo para as suas coordenadas. Tente ficar bem até ele chegar.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Sab Maio 11, 2013 11:16 am

Asa Noturna, Arqueiro Verde, Batgirl e Robin:

O reencontro entre os heróis é tenso. O Arqueiro Verde se mostrava ressentido por ter ficado desaparecido tanto tempo sem um efetivo resgate da Liga da Justiça. Robin pressionava o grupo para uma ação direta mais incisiva e Asa Noturna por sua vez se preocupava em manter o plano de invasão com dano mínimo.
Os sensores de aproximação sinalizam uma atividade mais intensa na região e Dick se preocupa. Parecia que estavam sobressaltados com alguma coisa. Talvez uma outra equipe invadindo?
Percebendo o que acontecia, Robin salta da árvore e diz:

Arrow Não perderemos mais tempo.

Ele segue em velocidade, porém com cuidado até a guarita que o grupo havia identificado mais cedo. Com um salto e o uso de seu arpéu, sobe a construção em poucos segundos, pegando de surpresa o guarda que estava do lado de fora. Em seguida, ele entra na cabine e, depois de alguns segundos, aparece de novo do lado de fora sinalizando que estava tudo ok.
Cassandra olha para o arqueiro e o acrobata e diz:

Arrow Seguimos?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

eram gritos de guerra e ação,mas soavam como uma oração.

Mensagem  Ricardo Sato em Sab Maio 11, 2013 9:24 pm

O objetivo era simples,derrubar as naves,nada mais importava além de impedir aquelas armas de chegarem a seu destino.

As manobras deviam ser precisas,Leonid evitaria os lasers usando uma das naves intactas como escudo,mas não antes de explodir
os jatos da outra nave sem danos, com suas rajadas.

Os mísseis provavelmente seriam sensíveis ao calor por isso ao se esconder atrás da nave ele aqueceria sua lataria rapidamente e
em seguida desligaria seu próprio calor se deixando cair por alguns instantes evitando a explosão dos projéteis que se chocariam contra a nave.

Se tudo desse certo agora ele perseguiria a nave com os flaps soldados,e a forçaria a virar com sua força ou se esquivar de rajadas,fazendo o piloto seguir o exemplo de seu outro colega e derrubar a própria carona.

Arrow Camaradas essa é a jogada final ,temos de evitar que qualquer dessas armaduras atravesse ,certifiquem-se de que as naves que derrubei continuem no chão e que os coreanos não tenham tempo de transportar nada.

Pela pátria e pela honra de nossos heróis... falhar nunca foi uma opção....

_________________
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1381
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Seg Maio 20, 2013 6:51 pm

Estrela Vermelha:

Com a primeira nave abatida, Leonid segue para o próximo ataque, no entanto, é recebido com rajadas de lasers e com dois mísseis de calor lançados contra ele. Seu primeiro impulso é desabilitar os jatos de uma das naves e na sequência usar a outra como escudo para se livrar dos mísseis. Ele obtém sucesso em suas manobras, porém, a nave que se encontrava com os flaps soldados seguia reto em direção à Coréia do Norte. Leonid sabia que seu piloto não conseguiria pousá-la, mas ainda assim o homem estava determinado a cumprir a sua missão de levar as armaduras até aquele país e parecia que o faria mesmo que isso custasse sua vida.
Ao mesmo tempo, uma criatura se aproximava dos dois em velocidade vertiginosa. Quando o ser chega mais perto, Leonid pode ver que se trata de um coreano que subia com o intuito de aparar a queda da nave. Ele a segura por baixo e inicia o movimento de levá-la na direção do solo norte-coreano. Enquanto faz isso, o homem diz em um inglês relativamente bom:

Arrow Este é território da Coréia do Norte, americano. Não ouse adentrar em nossas divisas ou serei obrigado a tomar medidas mais extremas.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ameaças e tal,um rugido final.

Mensagem  Ricardo Sato em Seg Maio 20, 2013 10:12 pm

Os olhos e todo o corpo de Leonid brilham de energia vermelha como a fúria que sentia por dentro,suas mãos se juntam e uma assombrosa rajada é disparada em direção da nave,atingiria as turbinas e fonte de energia, explodindo a nave e arremessando o homem de volta a seu país.

Em seguida ele brada,sem deixar sombra de dúvida de que estava falando sério.

Arrow NADA DISSO CANALHA,O LUGAR EM QUE RAPTOU ESSA AERONAVE É TERRITÓRIO DA RÚSSIA.

ESSA NAVE ESTÁ VIAJANDO SEM AUTORIZAÇÃO E CONTÉM MATERIAL ROUBADO DESTINADO A DESTRUIÇÃO.

EU NÃO JAMAIS FUI AMERICANO E SE VOCÊ INSISTIR EM COMPACTUAR COM ESSE CRIME CONTRA MINHA NAÇÃO ,ENTÃO EXTREMAS SERÃO AS CONSEQUÊNCIAS PARA VOCÊ E O TRATAMENTO MÉDICO QUE VOCÊ IRÁ PRECISAR.


Leonid não recuaria até ter destruído todas as naves ,não falharia com seu povo...ou sua consciência.

_________________
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1381
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Qua Maio 22, 2013 7:38 pm

Estrela Vermelha:

Leonid dispara contra a nave, explodindo-a em cima do norte-coreano.
O novo Soviete Supremo chega ao local na hora em que Leonid faz seu desabafo e permanece calado todo o tempo tentando entender o que está ocorrendo.
O coreano então responde a Leonid:

Arrow Você tem alguma prova de suas afirmativas? Ou elas foram destruídas com as naves que você explodiu? Isso não importa. Você empreendeu um ataque em solo nortecoreano. Esse foi o segundo e último feito por vocês pretensos heróis. Isso é considerado um ato de guerra e nosso líder responderá à altura. Porém vocês não verão isso porque eu irei por um fim à sua desonrada vida neste instante.

Ele começa a voar na direção dos dois e Leonid percebe que ele dispara rajadas de concussão enquanto voa. O combate iria começar e por mais que detestassem admitir, o Soviete e Estrela Vermelha estavam invadindo território norte-coreano e quanto mais tempo ficassem lá, mais riscos correriam.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Drako em Sab Maio 25, 2013 12:05 pm

Arqueiro Verde parece decidido em nos acompanhar, e a julgar pelo estado dele, não gostaria que fosse esse o caso. Não sei em quais condições ele está, mas também não ficaria bem sabendo que o deixamos para trás. Não porque não acho que ele pode se cuidar sozinho, mas porque acho que ele pode fazer besteira.

Arqueiro Verde: Qual a ordem dessa vez? Finalmente decidimos acabar com essa ditadura vergonhosa?

Asa Noturna: Não, estamos infiltrados aqui. Essa equipe está em uma missão secreta para descobrir qualquer coisa que ligue a fuga da prisão da Coréia com a morte da... Lois. Não sei quanto tempo você está perdido, então provavelmente não está sabendo de nada. E não temos tempo para te informar tudo agora. Tem que lidar com apenas essas informações, por enquanto. Te conto o resto depois, os sinalizadores que deixei espalhados pela floresta estão apitando como loucos.

Vejo Damian inquieto em cima da árvore, mas antes que eu pudesse chama-lo de volta, ele mesmo resolve agir.

Robin: Não perderemos mais tempo.

Asa Noturna: Robin!

Ele salta de lá e corre em velocidade para a guarita. Quando vejo, ele já tinha ido sozinho. Cassandra nos pergunta se o seguimos.

Asa Noturna: Vamos! Não atraiam atenção desnecessária! Batgirl, preciso que auxilie o Arqueiro caso ele precise.

Usamos o arpéu para pular a grade de segurança e chegar até guarita. Deixo a responsabilidade de carregar o Queen com a Cass, sei que tanto eu e ele preferimos que ela o leve com o gancho. Ao chegar no local, vejo os dois guardas incapacitados e o Damian com um sorriso sarcástico no rosto. Me aproximo dele e digo de forma ríspida.

Asa Noturna: Robin! Você quer ser um líder, algum dia?

Robin: Claro! Eu já—

Asa Noturna: Então aprenda a ser liderado!

Robin: [tt]— Ele cruza os braços e olha para o lado.

Olho o local atentamente, procurando alguma coisa que possa nos ser útil. Enquanto isso assinalo com a cabeça para a Batgirl revistar os guardas. Eu já tinha percebido isso antes, mas realmente me dou conta de que mesmo agindo sozinho, Damian escutou o que eu tinha falado a alguns minutos atrás e atacou somente os guardas da guarita. Olho para ele, ainda de braços cruzados, e então paro ao seu lado.

Asa Noturna: Bom trabalho. Continue me escutando, mas só haja quando eu disser, ok?

Robin: [Humpf].

Sei o quanto é difícil ouvir um “Bom Trabalho” vindo do Bruce. Quando eu era Robin, era tudo que queria ouvir às vezes, mas ele nunca vinha. Não quero treinar esse garoto da mesma forma que o Bruce me treinou. Ele é muito diferente de mim, precisa de outro tipo de tratamento. É por isso que ele e seu pai não conseguem se entender direito, pois são muito parecidos.

Estamos no local mais alto e com a melhor visão do local. Olho atentamente para descobrir o melhor ponto de entrada para o grupo. Se tiver algum portão, irei pedir pelo comunicador da guarita para que ele seja aberto. Sim, eu falo Coreano. Mas não antes de analisar a situação com calma.


_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1857
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

trabalho feito,já fico satisfeito

Mensagem  Ricardo Sato em Sab Maio 25, 2013 5:43 pm

Estrela não perde tempo com o falastrão,a missão está cumprida.

Provavelmente ele poderia absorver e redirecionar as rajadas já que estava em sua forma energética mas não havia porque se arriscar.

Leonid simplesmente desvia ou anula as rajadas interceptando-as com suas próprias emissões.

As afirmações do inimigo eram infundadas afinal ,eles tinham toda a prova de que precisavam nas naves que haviam caído no território russo mas nem precisariam delas.

Além disso pessoas em vôo são captadas por radares da mesma forma que aves e coisas do tipo já que são pequenas demais,talvez um radar de superfície próximo fosse mais efetivo mas ele não via nenhum,além do que, duvidava que escolheriam um local com um desses para realizar algo tão ilegal.

Do lado russo sacha havia cuidado da segurança e principalmente eles próprios haviam tornado as naves não detectáveis...e com certeza manipularam seus radares caso algo acontecesse de errado,tudo que aquele homem tinha era sua própria palavra e mesmo que seus chefes acreditassem, ele estaria instigando guerra contra a rússia.

Jogando os dados Leonid fala baixo pelo comunicador com Gavril.

Arrow Não combata recue e faça a segurança das naves abatidas antes da fronteira.

Depois ele não consegue conter um sorriso cínico enquanto também recua anulando as rajadas dele com as suas e fala com o norte coreano.

Arrow Não me importo com sua boca grande meu caro, mas parece que seus ouvidos não estão funcionando,ato de guerra contra quem...contra a rússia que é do mesmo bloco político que você está engajando e que tem um arsenal centenas de vezes maior que o seu?

Duvido muito disso e EU NÃO SOU UM HERÓI AMERICANO seu tolo,a única certeza desse confronto é que VOCÊ falhou em sua missão e torço para que os feitores de escravos, que são donos de seu destino sejam misericordiosos com os incompetentes.

Mas pela sua reação eu não acho que seja assim....

Não sou burro de enfrenta-lo aqui ,mas se quiser pisar no meu quintal fique a vontade....claro que o soviete irá gravar a SUA invasão e nós iremos responsabilizar seu país por isso e devolve-lo a eles....depois de interrogá-lo claro.


O homem parecia desesperado para derrubá-los em território coreano,essa era a única coisa que não poderia acontecer.

Leonid se sentia bem por ter evitado a crise,claro que faria uma ronda na área se certificando de que não havia outro veículo passando despercebido na bagunça,mesmo que com as salvaguardas das naves isso fosse improvável.

Mas agora que a nação estava bem, era hora de cuidar de si próprio e de seu aliado.

Arrow Sacha continue sondando, temos de ter certeza de que esses eram os únicos transportes e se tiver algo para bloquear as comunicações deles faça...o comboio foi neutralizado camarada.


_________________
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1381
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Convidado em Qua Maio 29, 2013 2:45 am

Arqueiro Verde: Qual a ordem dessa vez? Finalmente decidimos acabar com essa ditadura vergonhosa?

Asa Noturna: Não, estamos infiltrados aqui. Essa equipe está em uma missão secreta para descobrir qualquer coisa que ligue a fuga da prisão da Coréia com a morte da...

O garoto hesita um pouco e acho estranho. Ia comentar que possuia algumas informações sobre a tal fuga de prisão, estando presente, mas é aí que ele me solta a bomba...

Asa Noturna: ...Lois.

Fico mudo. Quase tropeço enquanto nos movimentamos e não consigo segurar uma exclamação. Lois... morta??? O que aconteceu??? Meu olho começa a arder e a boca fica seca. Pensei que quando um dia desses chegasse, ainda mais com Clark, eu primeiro teria medo pelo que ele faria, mas a verdade é que só o que eu conseguia pensar era: pobre Clark. Nunca fui tão íntimo de Clark, e até mesmo tenho meus problemas com algumas atitudes dele, mas sempre o considerei um amigo. Quem não consideraria? Queria colocar a mão no ombro do escoteiro e dizer que estaria lá caso ele precisasse. Pobre Clark.

Arqueiro Verde: Como isso..?

Asa Noturna: Não sei quanto tempo você está perdido, então provavelmente não está sabendo de nada. E não temos tempo para te informar tudo agora. Tem que lidar com apenas essas informações, por enquanto. Te conto o resto depois, os sinalizadores que deixei espalhados pela floresta estão apitando como loucos.


Havia trabalho a ser feito. Conseguia ouvir Robin resmungar algo, mas minha mente vagava com a notícia horrenda que havia acabado de escutar. Pela primeira vez nesse tempos, mais do que quando fui capturado, mais do que na prisão, mais do que sob tortura... pela primeira vez em tempos, eu temia pelas coisas. Clark e Lois. Sempre pareceram eternos... como isso foi acontecer?
Dick pede para Cassandra me ajudar com um gancho para irmos a um lugar mais alto. No começo, uma onda de fúria sobe no meu peito, potencializada pelo meu estado de espírito. Depois, deixo meu orgulho cabeça dura de lado e aceito a ajuda de Cassandra. Dick está falando com Damian e vigiando, esperando alguma coisa. Sento no chão para recobrar o foco.

Pobre Clark.

Decidido a esperar Dick tomar a dianteira e nos dizer o que fazer, eu espero. Se não estivesse tão abalado, com certeza sorriria e sentiria orgulho pelo antigo moleque que vestia uma sunguinha verde estar aqui na minha frente, um homem formado, um líder. Cassandra também espera, quieta, em pé. Sei que é um assunto que não preciso saber para cumprir a missão, mas não consigo me segurar. É a única coisa que me importa no momento, mesmo que no fundo eu já imaginasse a resposta. Me levanto e pergunto a ela, sussurrando para não atrapalhar o menino prodígio ou chamar a atenção de algo que possa estar prestando especial atenção no nosso grupo.

Arqueiro Verde: Como Clark está, Batgirl?

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Sab Jun 01, 2013 10:30 am

Estrela Vermelha:

A missão havia sido cumprida. Leonid sentia a satisfação por ter evitado que armamento soviético fosse levado a um ditador inconsequente como o que dominava a Coréia do Norte. Ele olha para o último Soviete Supremo e sente orgulho por lutar ao lado daquele homem um pouco estranho, mas de bom coração.
O coreano ainda estava voando à sua frente. Ele parecia perdido após a fala de Leonid. Ele queria partir para cima do herói russo e trucidá-lo ali, mas haviam suas obrigações. Ele seguia ordens e havia falhado nas que lhe deram sobre a proteção do arsenal recém-adquirido. Seus olhos transbordavam ódio e sua expressão era de uma incomensurável ira.

Arrow Isso não acabou aqui! Guarde o meu nome: Eu sou o Tentente Wook. Serei o homem que....

Ele falava quando um borrão azul e vermelho passou por eles. Algo tão rápido que só pôde ser percebido pelo movimentação do vento próximo a eles. Em poucos instantes, o Tenente Wook recebeu uma comunicação lhe ordenando retornar. Ele não hesita e parte para a sua base.
Leonid então se junta ao Soviete Supremo na busca por indícios de novas naves, mas nada encontra.

Leonid só descobre o que foi que mobilizou o soldade coreano quando recebe, cerca de 2 a 3 minutos mais tarde, uma comunicação de Sasha, dizendo:

Arrow Camaradas, o Superman resolveu tomar medidas extremas. Ele invadiu a Coréia novamente e roubou o aparato nuclear deles... Como? Isso não é possível! Camaradas, recebi informações de que o Superman se apoderou todo o aparato nuclear mundial e o levou para o espaço! Também recebi os informes que a Coréia do Norte está declarando guerra aos EUA e à Rússia, alegando que os dois países tentaram um golpe para derrubar seu território. Saiam daí o mais rápido possível! A situação está crítica e não conseguirei fazer muita coisa daqui nesse contexto.

Loenid observa a movimentação na fronteira. O aumento dos soldados armados e a forma como eles se colocam prontos para um combate com a parte soviética do globo.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Sab Jun 01, 2013 11:20 am

Asa Noturna, Arqueiro Verde, Batgirl e Robin:

Arrow Como Clark está, Batgirl?

Batgirl olha para o alquebrado Arqueiro Verde e se sente mal por não saber a melhor forma de abordar o tema com ele. Ela apenas se aproxima dele e diz:

Arrow Eu não o vi. Soube que está sofrendo muito. Todos estão.

Asa Noturna e Robin continuam analisando a fronteira e tentando identificar o melhor ponto de acesso nela, quando recebem uma comunicação pelo rádio da guarita:

Arrow Atenção a todos! Nossa nação sofreu mais dois ataques hoje. O metahumano russo Estrela Vermelha atacou naves que traziam reforços para nosso exército e há poucos minutos o Superman americano invadiu nosso país pela segunda vez e roubou nosso arsenal nuclear. A ordem do nosso comandante supremo é reforçar as fronteiras e preparar para as ações de guerra. Repito: estamos entrando em estado de guerra neste momento contra a Rússia e os EUA. Fiquem atentos e reforcem as fronteiras.

Eles percebem a movimentação crescente de soldados e armas na fronteira e sabem que o tempo está cada vez mais contra eles. Dick observa que há um carro chegando junto aso veículos militares. Dele saem 4 homens. Aparentemente um militar de alta patente acompanhado por três soldados de sua escolta. Ele começa a dar ordens aos soldados em campo e parece dominar bem a situação. O carro está estacionado próximo a uma das guaritas que se encontram na mesma região que os heróis.
Uma das passagens entre as Coréias ficava relativamente perto da guarita deles, no entanto antes era necessário passar por uma trincheira com três soldados e por mais um grupo de 5 soldados em ronda.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

fim de missão,uma terrível visão.

Mensagem  Ricardo Sato em Sab Jun 01, 2013 10:01 pm

Leonid era um misto de orgulho e decepção, fora duro com o inimigo e não se arrependia,ainda assim não deixava de reconhecer que aquele homem era mais parecido com ele do que muitos de seus assim chamados amigos.

Um soldado com uma missão,colocando o país acima de si mesmo....porém aquele homem estava cego,ele não percebia que governo nem sempre é nação,ele não via o mal de suas ações ou pior ,achava,seja por opinião própria ou manipulação,que justiça era algo que se dobrava ao que seus líderes queriam.

Ele mesmo já esteve nessa posição, mas sempre conseguiu no final decidir por si mesmo o que era o certo.

Mas agora era hora de outras ações serem tomadas,antes de ativar seu comunicador ele se volta a Gavril e lhe presta uma continência.

Arrow Camarada foi uma honra e um prazer lutar ao seu lado.

Realizamos muito e perdemos muito também,mas a missão foi cumprida,as armas se foram,os cientistas e dados foram salvos e como um bonus,ambos estamos bem.

Belo trabalho,só acrescentarei mais uma coisa,coloquei você em contato com sacha mas jamais revelei quem você é,confiar nele ou não é totalmente com você.

Ele me parece um bom homem com certeza, mas em momento algum serei eu a dizer que confie sua vida a desconhecidos,o mesmo vale para o próprio sacha em relação a você.

Tenho total certeza porém que a missão só foi tão bem sucedida por causa da ajuda de vocês dois,e que me deixa mais tranquilo não ser o único a se importar com o povo da rússia e do mundo.


Ativando seu comunicador ele se volta a Sacha.

Arrow Sacha ,preciso se for possível que envie uma mensagem ao alto comando.

Em caso positivo ele imediatamente começa a falar.

Arrow Camaradas e distintos governantes da nação,venho lhes relatar em primeira mão os fatos, antes que versões deturpadas soem em seus ouvidos.

Mantenham essas palavras em sigilo ou as lancem ao mundo conforme convier aos interesses da mãe rússia.

No dia de hoje graças a convergência de vários fatos entrei em contato com algo extremamente perturbador.

Como os seus próprios camaradas,militares e cientistas da mais alta confiança,que estavam na instalação de chernobil podem confirmar.

O laboratório havia sido tomado por extremistas,na forma da milícia dos meta-homens e de foice e martelo.

Esse grupo buscava sob ordens de inimigos do povo,que lhes prometiam recursos para uma revolução,a tecnologia e as próprias armaduras de soviete supremo.

Perseguindo os comparsas de tais criminosos,encontrei aeronaves inimigas camufladas que estavam transportando nossas armaduras,como bem sabem não havia nenhuma frota de invasão russa,eu mesmo destruí as naves.

Podem achar algo extremo mas ao chegar a fronteira me deparei com o tenente Wook do exército norte coreano,que estava esperando para escoltar as armas ao solo da Coréia.

Não havia tempo para procurar respostas com os senhores,e sinceramente a surpresa que vocês tiveram com as acusações coreanas não seriam,em minha opinião,nada se comparadas as consequências se os coreanos atacassem alvos do ocidente usando armas que NÓS deveríamos ter destruído.

Estaríamos em guerra com o ocidente e sem nenhuma forma de nos explicarmos,dessa forma pelo menos estamos em guerra com o verdadeiro inimigo,que infiltrou ladrões e espiões em nosso meio e feriu nosso povo para nos envolver em seu conflito mesquinho.

Camaradas eu entenderei também se vocês buscarem os meios diplomáticos,embora sejam inúteis para os ouvidos desses criminosos.

Se decidirem me culpar por tudo e for o melhor para o povo, que seja,esse foi um dos motivos de minha saída.

Mas mesmo que eu seja seu bode expiatório,não me entregarei com essa ameaça sobre nossas cabeças.

Não ignorem meu aviso,não abaixem a guarda ao verdadeiro inimigo.

Percebam que meus receios se concretizaram,líderes sem moral já estão tentando usar a aliança oriental como sua arma de conquista.

Não se deixem enganar....camaradas protejam a nação.


Cansado e tenso Leonid se cala e se prepara pra partir......novamente sem rumo.


_________________
avatar
Ricardo Sato

Número de Mensagens : 1381
Idade : 33
Data de inscrição : 06/03/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Dom Jun 02, 2013 1:05 pm

Estrela Vermelha:

Gavril ouve as palavras de Leonid e com olhos marejados abraça o companheiro enquanto diz:

Arrow Obrigado camarada! Lutar ao seu lado é um honra e servir à mãe Rússia é o meu destino! Chame sempre que precisar!

O Abraço sai desajeitado em pleno ar, mas expressa muita emoção. O novo Soviete Supremo estava feliz de ser reconhecido como um herói e a partir daquele momento faria seu melhor pra honrar seu manto.
Em seguida Leonid aciona Sacha e pede que esse transmita sua mensagem. Sacha não se opõe e o coloca em contato direto com o presidente Vladimir Putin, que escuta a tudo com atenção e diz:

Arrow Temos problemas ainda a serem resolvidos, mas você cumpriu bem seu dever. Estou orgulhoso. Sabia que mesmo atuando como um independente, ainda estaria a serviço da mãe Russia. Espero poder contar sempre com você, seu amigo Soviete e com Sacha. Agora tenho que encerrar, preciso responder às declarações Coreanas. Sugiro que vocês dois deixem a fronteira o mais rápido possível.

Leonid segue a recomendação e parte, ainda sem um rumo definido, até que recebe uma mensagem:

Arrow Estrela Vermelha. Meu nome é Oráculo. Estou trabalhando junto à Liga da Justiça e você foi convocado para uma reunião na base da equipe. Se você der a permissão, iniciarei seu teleporte para lá. Maiores explicações serão fornecidas assim que chegar ao destino. Posso iniciar o procedimento?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Convidado em Dom Jun 09, 2013 5:34 pm

Batgirl: Eu não o vi. Soube que está sofrendo muito. Todos estão.

Oliver massageou levemente os olhos e acenou para Cassandra, agradecendo pela informação e, mais ainda, pelo tom com a qual ela a entregou: uma voz que possuia a compreensão e a paciência para conseguir tocar num assunto tão delicado no meio de uma operação secreta também delicada. Apesar da insegurança que as vezes sentia perto da exímia lutadora, Ollie ficou impressionado com a delicadeza e bom senso da garota. Talvez fosse hora de rever seus conceitos.

Asa Noturna e Robin estavam analisando a paisagem, atentos. O Arqueiro aproveitou esse pequeno respiro para retomar o foco e se colocar num estado de espírito ideal para ajudar, e não atrapalhar com a missão dos três morcegos. Não seria um peso.

Porém, um curto comunicado foi o bastante para que uma certa inquietação se fizesse presente:

''Atenção a todos! Nossa nação sofreu mais dois ataques hoje. O metahumano russo Estrela Vermelha atacou naves que traziam reforços para nosso exército e há poucos minutos o Superman americano invadiu nosso país pela segunda vez e roubou nosso arsenal nuclear. A ordem do nosso comandante supremo é reforçar as fronteiras e preparar para as ações de guerra. Repito: estamos entrando em estado de guerra neste momento contra a Rússia e os EUA. Fiquem atentos e reforcem as fronteiras.''

Estrela Vermelha! Já havia um tempo que Ollie se perguntava quanto ao garoto. A última vez que o viu, estavam juntos de Hal lutando com o General, antes do Arqueiro ser capturado pelos inimigos. Se por um lado o comunicado indicava que o jovem estava vivo e em atividade, por outro também indicava que estava com problemas. Naturalmente, havia uma vontade de ajudar o companheiro russo, mas ele tinha muita noção de que estava agora junto ao grupo de Dick numa missão mais discreta.

A porção sobre Clark, contudo, foi o que o inquietou mais. Superman invadindo países estrangeiros e desarmando-os? A Coreia havia feito algo para causar essa reação ou isso foi iniciativa do azulão?

''Que está acontecendo nos Estados Unidos? Que é isso, Clark..?''

Oliver colocou a mão no ombro de Dick, sabendo que o garoto provavelmente ficaria incomodado por ter sido incomodado, mas precisava tirar um peso do peito...

Arqueiro Verde: Ouviu isso, Dick? Qual o curso de ação? Você é o chefe aqui e agora, garoto.

Percebeu tardiamente que o chamou pelo nome verdadeiro. Estaria nervoso com alguma coisa? Retomou o foco mais uma vez.

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Ter Jun 18, 2013 10:20 pm

O grupo de heróis se encontrava na guarita e o anúncio que ouviam pelo rádio trazia um nova elemento à equação. Eles se perguntavam se ainda haveria alguma chance de sucesso na infiltração ou se seria o caso de rever a ação e retornar.
Robin é o primeiro a dizer:

Arrow Vocês pretendem perder mais tempo ou iremos finalmente invadir a Coréia do Norte? E uma vez lá, será que finalmente vocês terão peito de fazer o que é preciso com esse ridículo governante deles? Pelo que ouvi, finalmente o Superman resolveu deixar de choramingar e fez algo realmente digno de seu poder, E vocês? Vão continuar com essa conversa de apenas brincar de trocar socos?


Batgirl se mantém em silêncio ao ouvir o jovem. Ela sabia o que ele queria dizer: eles tinham treinamento e condições para tentar deter definitivamente o tirano que se proclamava líder do país. No entanto, eles deviam? Ela pensa no que poderia ter levado Superman a agir de forma tão extrema, mas não sabe realmente o que dizer. Palavras nunca foram seu forte. Ela olha para os companheiros e diz, com uma voz quase fugidia:

Arrow Precisamos decidir rápido. Entramos ou voltamos?

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Drako em Sex Jun 21, 2013 11:41 pm

Superman resolveu agir por conta própria e invadiu a Coréia do Norte. Se nossa situação estava complicada antes, agora triplicou. A mensagem do rádio da Guarita nos informa sobre os dois ataques que o pais recebeu e que eles estão reforçando a segurança.  Te devo uma também, Leonid.

Agora tenho que reavaliar a situação. Tenho certeza que eu e a Cass podemos entrar despercebidos mesmo com o nível de segurança atual, mas Damian é sempre uma bomba relógio e o Arqueiro Verde não está na melhor condição e muito mal armado.

O que eu faço? Volto e espero as coisas se acalmarem?

Oliver põe a mão no meu ombro, talvez para tentar me passar alguma segurança.

Arqueiro Verde: Ouviu isso, Dick? Qual o curso de ação? Você é o chefe aqui e agora, garoto.

Não sei ainda, mas sou conhecido por tomar decisões rápidas e difíceis, nos piores momentos. E o céu e o inferno são testemunhas de que já estive em situações piores que essa.

Asa Noturna: Estamos muito longe para voltar agora.

Robin: Vocês pretendem perder mais tempo ou iremos finalmente invadir a Coréia do Norte? E uma vez lá, será que finalmente vocês terão peito de fazer o que é preciso com esse ridículo governante deles? Pelo que ouvi, finalmente o Superman resolveu deixar de choramingar e fez algo realmente digno de seu poder, E vocês? Vão continuar com essa conversa de apenas brincar de trocar socos?

Asa Noturna: Não estamos aqui para tirar o Kim Jong-un do poder, isso não é direito nosso. Estamos aqui para encontrar qualquer pista ou ligação da liberação dos prisioneiros e o ataque ao Superman. Esse é o nosso objetivo principal, não se esqueça disso.

Robin: Não podemos fazer muito mais do que isso e você sabe! Tirar esse cara do poder vai salvar mais vidas e evitar a guerra de vez.

Asa Noturna: Evitaríamos uma guerra, mas criaríamos outra, entre nós.

Robin: [tt] Vamos ou não?

Asa Noturna: Vamos!

Tiro um comunicador do meu compartimento do antebraço e jogo para o Arqueiro Verde. Ele precisa se comunicar conosco de agora em diante. Preciso montar meu plano de ação.

Asa Noturna: Coloque isso no ouvido, Arqueiro. É um comunicador com nossa frequência. Nós iremos nos separar e entrar, para coletarmos informações de maneiras mais rápida. Batgirl, você vai com o Arqueiro. Veem aquele militar? Com certeza é um dos grandes, eu e Robin iremos juntos atrás dele. Ele deve nos levar a alguma pista. Enquanto isso, preciso que vocês dois investiguem a prisão onde teve a fuga. De lá também teremos algo para seguir. Me informem de tudo, preciso dos mínimos detalhes para tentar juntar esse quebra cabeça.

Me viro diretamente para o Ollie, é com ele que estou mais preocupado nesse momento. Agora, eu que vou com a mão ao seu ombro.

Asa Noturna: Arqueiro, você não é obrigado a vir conosco, sei que diz que está bem, mas posso ver que não é totalmente verdade. Essa missão é de risco, preciso que esteja 100% a todo o momento. Recuar agora não é um sinal de fraqueza, mas de sabedoria.

Sei que ele não vai recuar, mas precisava perguntar. Ele é orgulhoso demais para admitir que não está em condições de se infiltrar em um ambiente tão hostil como esse. Após sua resposta, eu finalmente dou o inicio a missão de verdade.

Asa Noturna: Tomem cuidado! E vamos nessa!

_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1857
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Ter Jul 02, 2013 10:11 pm

Arqueiro Verde, Asa Noturna, Batgirl e Robin:

Asa Noturna havia tomado a decisão de continuar a missão. Com o intuito de obter maior eficiência, ele divide o grupo em dois e segue com Robin atrás do oficial. Eles teriam que conseguir passar pelos 3 guardas que faziam sua segurança para conseguir alcançá-lo. Para Damian a solução era simples: matar os três e torturar o homem para obter todas as informações que ele tem. Ele olha para Dick e esse olhar deixa claro o que ele pensa, no entanto, ele não se mexe até ouvir o que seu mentor dirá.

Cassandra e Oliver seguem em direção à trincheira. Eram três soldados armados que ali estavam, mas eles estavam distraídos ainda com as notícias que chegavam e com a vinda do superior ao local. Havia ainda o grupo de 5 soldados em ronda que passaria pela trincheira em menos de 10 minutos.

Eles tinham pouco tempo e estavam andando no centro de um barril de pólvora...

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Convidado em Sex Jul 05, 2013 1:28 am

Enquanto avançava, silenciosamente ao lado de Batgirl, Ollie não conseguia deixar de pensar que concordava com a opinião do menino prodígio quanto ao governo naquele país. Dick dizia que atuar na política da Coréia não era direito nosso, e todos sabem que Olliver é um dos maiores odiadores do imperialismo abusivo dos Estados Unidos entre os mascarados. Mas há um certo e um errado, e as pessoas na Coréia estão sofrend. Não seria isso errado? É por isso que os heróis não podiam ter laços com nenhum país... a Coréia do Norte estava sofrendo uma ditadura e se ninguém faria nada para ajudar aquele povo, a Liga da Justiça deveria. Mas isso não os colocaria como deuses? Isso não é o que eles evitaram desde sempre?

Uma coisa Ollie sabia, enquanto retomava a concentração e voltava a si: Kim Jong-un estava errado.

Chegaram à trincheira. Cassie fez um sinal para que o Arqueiro espiasse. Três soldados ainda estavam visivelmente abalados e sem foco, devido às notícias transmitidas. Não era pra menos. Superman havia invadido o país dele. Ninguém culparia eles por sentirem medo. Também não significava que Ollie e Cassandra não aproveitariam a chance.

Chegariam por trás e imobilizariam os três guardas ao mesmo tempo, para depois desacordá-los. Cassie ficaria com dois deles, pois além de em melhor estado físico, também era uma lutadora mais habilidosa que Ollie. O Arqueiro ficaria com o outro soldado, calculando um golpe no pescoço para desacordá-lo.
Caso esse movimento desse certo (e Oliver pensava que precisaria estar realmente acabado pra não dar, ainda mais do lado da Batgirl), esconderiam o corpo dos três na trincheira. Feito isso, teria de discutir o próximo passo com Cassie. Ambos sussurram.

Batgirl: Calculando o tempo que tomamos pra chegar aqui e essa distração, creio que temos pouco mais de 5 minutos até a patrulha chegar desse lado.
Arqueiro Verde: Patrulha, é?
Batgirl: 5 soldados. Se tivermos sorte, eles também estarão abalados pela invasão do Superman. Porém, sempre se prepare para o pior.
Arqueiro Verde: Claro. Bom, ficou com a gente investigar essa prisão. Você obviamente sabe mais sobre toda essa missão do que eu tive tempo de absorver. A missão é de vocês e eu estou ajudando. Que tal você ir na frente investigando o que precisa e eu te alcanço assim que derrubar os 5 que vêm aí?

Cassie olha para Ollie. Ele conseguia sentir, mesmo atrás da máscara. Foi o mesmo olhar de Dick quando eles se encontraram e antes de se separarem. Era um olhar que dizia ''olhe o seu estado, Arqueiro... pare de ser tão orgulhoso''
Mas Ollie tinha plena confiança em si mesmo. Confiança que estava abalada depois de seu período de torturas na prisão. Apesar de parecer inconsequente e de um frio na barriga incomodá-lo, o Arqueiro sentia vontade de se provar um pouco - e mais, sentia que podia fazê-lo.

Batgirl: Olha, Arqueiro...
Arqueiro Verde: Eu sei o que vai dizer, moça. Mas me diga: acha que 5 soldadinhos pegariam um membro da Liga da Justiça? Mesmo que seja um membro da Liga da Justiça mal armado e mal descansado? Quer dizer, tenho certeza que nos piores dias o Batman consegue pegar 5 logo depois de se pegar com o Bane e o Coringa...
Batgirl: ...
Arqueiro Verde: Isso só vai funcionar se você confiar em mim. A situação já é tensa e não temos tempo. Adiante as coisas e vamos sair daqui o mais rápido possível. Vai!

Enquanto esperava a reação de Cassandra, Ollie já planejava algo. Carregava consigo alguns gravetos mais rijos e dois revólveres (se surpreendera por Dick não ter reclamado), amarrados por um cadarço improvisado na sua cintura. Seu corpo estava coberto por roupas esfarrapadas e não exatamente adequadas para o combate. Tinha certeza que, naquela situação, conseguiria derrubar 3 com pouca dificuldade, mesmo que os três viessem juntos. Estava focado pra isso. Logo, o seu esforço seria em derrubar dois antes de tudo. Planejava usar um graveto atirado para atrair o grupo para a trincheira. Dependendo do curso de ação deles, a segunda parte do plano seria diferente, consistindo em se esquivar caso viessem todos juntos ou pular a trincheira caso um grupo menor viesse. A primeira parte, porém, era igual: ele puxaria um dos soldados pela perna e atiraria na de outro. Se a queda súbita na trincheira não tirasse o inimigo de ação, usaria o pé para golpear o estômago dele e deixá-lo sem ar. Com o choque do tiro na perna, o outro deve perder a arma. Isso deixaria os outros 3 para Ollie.

Repentinamente se deu conta do que havia dito para a Batgirl. Pensou brevemente no que isso significava...
''Mas você não é o Batman, Oliver Queen.''
E foi aí que o Arqueiro sorriu.
''Não, não sou. Vamos ver se eu não me saio melhor...''

Convidado
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Drako em Sex Jul 12, 2013 1:35 pm

Ok, Arqueiro Verde e Batgirl seguiram para a prisão, espero que se saiam bem. Ficamos eu e Robin na Guarita, abaixados em frente a porta esperando o melhor momento para avançar, e quando olho para ele vejo que está impaciente. O Garoto está louco pra partir para cima de todos esses soldados e cortar suas cabeças. Ele é uma bomba relógio ambulante, não posso me descuidar com ele.

Asa Noturna:
Posso confiar em você?

Robin: ...

Asa Noturna: Não estou duvidando de suas habilidades, Damian—

Robin: “Nunca use nomes de verdade nas ruas”, suas palavras.

Asa Noturna: Bom, pelo menos você me escuta. –Não consigo não abrir um sorriso, não por ele ter me escutado, mas por que é um metido de marca maior. Bem a cara do pai mesmo.

Robin: Escute aqui, Asa Noturna. Eu entendo muito bem a situação em que estamos e o que tudo isso pode acarretar, então não é necessário que me diga novamente. Eu prometi ao meu pai que não mataria e não vou mudar isso agora.

Asa Noturna: Muito bem, vou levar isso em consideração. Só preciso que siga o que eu disser e vamos nos sair bem.

Robin: [tt]

Asa Noturna: Quero passar despercebido por aqui, mas se conheço bem o Arqueiro Verde, ele provavelmente já botou algum guarda para dormir, então temos pouco tempo até descobrirem que tem algo errado. Aqui, fique com isso. –Lanço para ele quatro dardos tranquilizantes, suficientes para colocar um elefante para dormir por horas.—Se sentir que algum deles nos viu, use isso e tente escondê-lo, para que não atraia mais suspeitas. Vamos, Robin.

Aperto o botão da minha manopla e ligo a visão térmica da minha máscara. Agora posso ver melhor a localização dos Coreanos a minha volta pelo meu visor. Minha estratégia é simples, me esgueirar entre os cantos, passar por eles sem que me vejam, então entrar no local onde o casca grossa entrou. Chegando lá vou segui-lo, para descobrir que tipo de informações ele tem a passar.


_________________
avatar
Drako

Número de Mensagens : 1857
Idade : 28
Data de inscrição : 28/04/2009

Ver perfil do usuário http://www.ds-club.net

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Leo Rocha em Dom Jul 14, 2013 11:44 am

Arqueiro Verde, Asa Noturna, Batgirl e Robin:

Arqueiro Verde e Batgirl conseguem desacordar os soldados na trincheira com facilidade. Enquanto escondiam os corpos, os dois iniciam um diálogo sobre a melhor estratégia a seguir.

Arrow ...Isso só vai funcionar se você confiar em mim. A situação já é tensa e não temos tempo. Adiante as coisas e vamos sair daqui o mais rápido possível. Vai!

A jovem olha para o experiente e cansado herói e diz:

Arrow Máscara. Você precisa de uma.

Ela estende para ele uma que lembra a dos Robins e o próprio do Arqueiro. Em seguida ela aponta para os soldados caídos e diz:

Arrow Roupas também. Estas prejudicam em combate.

Cassandra sentia na expressão corporal do Arqueiro que ele ainda estava inseguro, mas mantinha uma fúria dentro de si que precisava ser extravasada. Ela sentia que ele não mudaria de opinião tão fácil e em seu interior entendia e concordava com ele. Ela então diz mais uma coisa:

Arrow Tente não chamar muita atenção. A missão não é te levar de volta à prisão.

Ela fala com uma voz próxima da doçura. O mais próximo que pode. E salta da trincheira com graça e leveza, rumo ao seu objetivo.
Em menos de 2 minutos a patrulha chega ao ponto em que o Arqueiro está. Ele então põe seu plano em prática: dispara o graveto, chamando a atenção da patrulha. Dois dos soldados se dirigem ao local, enquanto os outros 3 ficam de olho no perímetro. Rapidamente, ele derruba um dos soldados e dispara na perna do segundo, jogando os dois para dentro da trincheira. Os 3 soldados restantes, ao perceberem a situação, começam a disparar contra a trincheira. O Arqueiro agora estava sob fogo cerrado e a atenção dos soldados rapidamente se voltaria para aquele ponto.

*********

Dick e Damian seguiam o oficial coreano e sua escolta quando ouviram os tiros. O primeiro impulso de Damian era correr na direção deles, porém o jovem sabia que Asa Noturna precisaria dele ali e se manteve ao lado do mentor. O oficial entoru correndo em uma tenda e os 3 soldados sacaram suas armas. Damian rapidamente disparou três dardos tranquilizantes. Acertou dois dos soldados. Um deles se assustou ao ver os companheiros caírem e começa a disparar a esmo. A situação parecia estar ficando cada vez mais crítica.

_________________
avatar
Leo Rocha

Número de Mensagens : 4171
Idade : 38
Data de inscrição : 14/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: DEFCON 5: Onde há fumaça...

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum